SlideShare uma empresa Scribd logo
TREINAMENTO
JACTO
SPRAYER
CONTROL
4100 - 5000
MÁQUINASAGRÍCOLASJACTOS.A.
Depto.MARKETING
COMUNICAÇÃOTÉCNICA-TREINAMENTO
TREINAMENTO -0163-01/01
3 TREINAMENTO
TREINAMENTO JSC
JSC - 4100 e JSC-5000
Os computadores JSC-4100 e JSC-5000, tem o funcionamento idêntico ao JSC-4000.
Segue abaixo, resumo dos novos computadores:
JSC-4100:
O JSC-4100, é um computador para funcionar com o comando de pulverização a cabo.
O comando de pulverização a cabo, tem os segmentos e a função alívio rápido por cabo, com
sensoresparaindicar aocomputadora posiçãodasalavancas,eocontroleda pressãoéelétrico.
4TREINAMENTO
TREINAMENTO JSC
O funcionamento do computador é idêntico ao JSC-4000, as diferenças são:
1.1 SENSOR DE NÍVEL MÍNIMO DO TANQUE
ParaamaquinamodeloADVANCE,osensorestacolocadonoponteirodomedidordenível,para
monitorar a posição do ponteiro.
Este sensor indica para o computador que a água está acabando, então grandes variações de
vazão devem ser desprezadas ( não controladas), para não
aumentar a pressão no final do tanque, causando transtornos quando abastece novamente o
tanque e a bomba parte com pressão máxima.
O volume que o sensor vai comutar de “com água para sem água” é aprox. 150 litros.
As primeiras máquinas ADVANCE estão comutando com aprox. 250 litros, este valor será
alterado.
Quando o computador recebe a informação que a água esta no final, indica no display a
mensagem:
ÁGUA NÍVEL BAIXO.
Estamensagemapareceintermitente(aprox. 2segundos)naprimeiralinhadodisplay,juntocom
a frase que já esta aparecendo na linha.
Após1minuto,ocomputadoracionaumsinalsonóroporumbreveperíododetempo,cadavezque
aparece a mensagem.
Oobjetivoéalertarooperadorqueaáguaestáacabando,parapossíveisprovidencias,taiscomo,
não entrar em locais que o percurso pode ser muito longo.
Para as maquinas modelos: Columbia e
Cruzador, o sensor de nível mínimo do tanque
foi colocado no final da mangueira de nível da
máquina.
5 TREINAMENTO
TREINAMENTO JSC
O sensor que é utilizado no medidor de nível da Columbia e Cruzador é o mesmo sensor dos
segmentos do JSC-4000.
Para o sensor da ADVANCE, foi utilizado um outro modelo de sensor, diferente dos sensores já
utilizados no JSC-4000.
Comaintençãodenãocausarerros,osensordomedidordeníveldaADVANCE,temaborracha
protetoranacorlaranjaeoconectorédiferentedoconectordosensordesegmentosdoJSC-4000.
Observar que, ao trocar o sensor, a peça será trocada inteira, para não haver necessidade de
ajuste da distancia do sensor para leitura do ponteiro.
SENSOR DE NÍVEL:
COLUMBIA - CRUZADOR
SENSOR DE NÍVEL:
ADVANCE - ADVANCE VORTEX
(borracha protetora na cor laranja)
6TREINAMENTO
TREINAMENTO JSC
1.2 FUNÇÃOMÉDIA.
A função MÉDIA foi acrescentada no menu, para ser visualizada a qualquer momento, diferente
do JSC-4000, que a media aparece somente quando a máquina para.
Podemos selecionar a função média e inclusive “zerar” a mesma.
O funcionamento da média permanece o mesmo do JSC-4000, ou seja, cada vez que começar
umanovapulverização,ocomputadorlimpaamédiaacumuladaecomeçaumanovamédiapara
sercalculada.
Amédiaéumaamostragemdel/haevelocidadeacada5segundos,comovalorqueestanovisor
nomomento.
Quandoapulverizaçãoéinterrompida,ocomputadorsomaosvaloresdasamostrasedividepelo
numero de amostras acumuladas no período.
No JSC-4000, a função média não
pode ser selecionada pelo display.
Esta função só aparece quando a
máquina é parada.
No JSC-4100 e JSC-5000, a função média
pode ser selecionada pelo display. Pode
inclusiveserzerada.
JSC-4100
JSC-5000
Média
Média
7 TREINAMENTO
TREINAMENTO JSC
1.3 O COMANDO DE PULVERIZAÇÃO.
Ocomandodepulverizaçãoémontadocomsensoresdeposiçãodasalavancas.Ossensoressão
eletricamente iguais aos sensores do JSC-4000, mas a fixação mecânica é diferente e o
comprimento do cabo é diferente. Então o R.G. é diferente.
Dentro do conjunto, é montado uma peça de chapa de
aço, para permitir a leitura do sensor.
O ajuste de área calibrada deve ser feito normalmente
(segmentoporsegmento).
Oajustedepressãoéelétrico.Paraomodoemergência,
podemos utilizar o modo manual elétrico ou manual
mecânico, destravando a manopla.
Observe que, no modo manual mecânico, ao destravar
a manopla temos o local de alojar as peças que foram
removidas.
Sensor das alavancas
JSC-4000
Sensor das
alavancas
JSC-4100
MEDIDOR DE VAZÃO
ATUAL ANTERIOR
O medidor de vazão é o
mesmo utilizado no JSC-
4000, o corpo da base é
diferente,inclusiveasflanges
deacoplamento.
8TREINAMENTO
TREINAMENTO JSC
Para desmontar o conjunto motor, observe a
remoção dos fixadores de “plástico” tipo
braçadeiras, através dos parafusos.
Ao montar o conjunto, observe que as
braçadeiras tem lado certo para a montagem.
Oconectorelétricoéfixadocom1parafuso,eno
interiordoconector,émontadoumcalço,parao
parafuso ficar bem fixo (apertado).
O calço pode sair do parafuso, é fixo somente
cominterferência.
9 TREINAMENTO
TREINAMENTO JSC
1
A
ATENÇÃO: Para voltar a ter
acesso aos benefícios do
controlador eletrônico, é
importante realizar a sua
manutenção o mais
rápido possível
AJUSTE MANUAL DA PRESSÃO
Caso tenha ocorrido algum problema na parte eletrônica, é possível operar o comando meca-
nicamente.
Para que isto ocorra, passe a chave nº 1 para a posição manual.
Acione a chave (detalhe - A) para ajuste da pressão. Desta forma é possível dar continuidade
ao trabalho.
ATENÇÃO: Operando mecanicamente, será necessário calibrar a máquina pelo sistema con-
vencional, e este método esta descrito no manual de instruções da máquina. O monitoramento da
pulverização também não poderá ser feito eletronicamente.
Caso o problema se estenda para a parte elétrica do controlador, proceda da seguinte forma:
Passe a chave nº 1 para a posição "Manual".
Retire a capa de proteção do volante. Em seguida, retire o pino que trava o volante ao motor
do regulador de pressão. Desta forma, o ajuste da pressão passa ser feito manualmente.
Para que o comando volte a operar eletrônicamente após solucionado o problema, monte o
pino trava no comando. Primeiramente faça coincidir a seta que existe no volante do regulador de
pressão com a seta da tampa da caixa de engrenagens. Em seguida encaixe o pino com a trava
e aperte os parafusos.
10TREINAMENTO
TREINAMENTO JSC
1.4 ALIMENTAÇÃO ELÉTRICA POR BATERIA.
OJSC-4100,émontadoemumgabinete,quepermiteainstalaçãoemtratorescomesemcabine.
Com o computador montado no trator, não há necessidade de gerador de tensão na máquina, e
um cabo com fusíveis de proteção é ligado na bateria do trator.
Observar que o cabo tem polaridade, ou seja, o VERMELHO É O POSITIVO e o PRETO É O
NEGATIVO.
Podemos ter mais cabos de alimentação, instalados em mais tratores. O cabo é vendido
separadamente.
Os fusíveis são do mesmo tipo utilizado nos carros, com corrente de 10 ou 15 ampères.
ESQUEMA DE INSTALAÇÃO DO JSC-4100 (Pulverizadores da linha Columbia)
ATENÇÃO
- Manusear baterias requer muita atenção, pois o liquido do seu interior é acido e provoca
queimaduras na pele, nos olhos, roupas, etc; além de ser explosivo.
- Cuidado também para não ligar os pólos positivo e negativo invertidos, isto pode causar
a explosão da mesma.
Chicote de ligação do
JSC-4100 ao suportes
dos comandos de
defensivo e hidráulico
Comando de defensivo
(comando a cabo)
JSC-4100
Chicote
principal
Bateria
(do trator para máquinas
tracionadas, ou do
próprio equipamento
para autopropelidos)
Chicote da
bateria
Fusíveis
Fio vermelho
(polo positivo)
Fio preto
(polo negativo)
11 TREINAMENTO
TREINAMENTO JSC
1.5 CALIBRAÇÃO DAS CONSTANTES ( AZUIS) .
O procedimento de calibração é o mesmo utilizado no JSC-4000.
Para o SETUP, após o teste do motor, temos no JSC-4100, o teste do sensor de nível.
Na primeira linha aparecerá a frase: SENSOR DE NÍVEL, e na segunda linha aparecerá a frase
de condição do sensor de nível ligado ou desligado, e se estiver ligado, aparecerá a condição de
leitura do nível, com a frase: COM ÁGUA ou SEM ÁGUA.
Caso acionarmos a chave dos dígitos ( zerar), podemos desligar ou ligar o sensor de nível.
Esta condição foi criada para o caso de emergência, com a quebra do sensor de nível.
Podemos desativar o sensor, mesmo correndo o risco do aumento da pressão no final do tanque.
Com a troca da peça defeituosa, podemos ativar novamente o nível.
Atenção, com a perda de memória, o nível pode ficar desligado. Devemos ligar novamente.
QuandoestamostestandoonívelnaAdvance,podemosacionarmanualmenteoponteirodonível
e verificar a leitura no computador.
Quandocomutamososensorde“comáguaparasemágua”evice-versa,afrasedasegundalinha
do display alterara e o computador aciona a buzina por um breve período de tempo.
O teste do sensor de nível nas máquinas Columbia ou Cruzador, deverá ser feito de 2 maneiras:
Com o computador no modo teste do sensor, colocar água na máquina e o computador deverá
indicar quando o sensor detectar a passagem do nível “sem água para com água”.
Quando não for possível colocar água no tanque, para teste do marcador de nível, a solução é
retirar o sensor do medidor de nível , simulando o teste com a aproximação do sensor em alguma
parte metálica, como por exemplo o chassi da maquina.
Também podemos colocar outro sensor, no conector do sensor de nível, para testar o chicote e o
computador. Neste caso o sensor do marcador de nível, não será testado.
12TREINAMENTO
TREINAMENTO JSC
1.6 CONECTOR DO CHICOTE DA MAQUINA.
Observar que o conector tem uma polarização mecânica para o encaixe.
ATENÇÃO: O conector é do tipo macho/fêmea. Alinhe os pinos corretamente e não faça esforço
para a união das peças.
2 – JSC – 5000.
Todasasinformaçõesqueforamtratadasnesta
apostila para o computador JSC-4100, são
aplicadas diretamente para o computador JSC-
5000.
A grande diferença do computador JSC-5000,
comparando com o computador JSC-4000 e
JSC-4100, é que o mesmo tem o recurso de
operar o comando elétrico de pulverização,
através de chaves instaladas no painel do
computador, para ligar e desligar os segmentos
das barras de pulverização.
Os itens 1.1 até 1.6 são os mesmos para o JSC-5000.
13 TREINAMENTO
TREINAMENTO JSC
3 OS NOVOS COMANDOS DE PULVERIZAÇÃO.
Existe 4 novos modelos de comandos de pulverização:
3.1 - O comando de pulverização com acionamento por cabos. Este modelo de comando tem
acionamento em todas as funções, inclusive alivio rápido.
O ajuste de pressão pode ser mecânico
(através de manopla) ou elétrico, com o computador.
3.3 O comando elétrico
eletrônico, com acionamento
elétrico em todas as funções,
medidor de vazão e computador
para controle da vazão.
3.2 - O comando somente elétrico, com
acionamento elétrico nos segmentos das
barras e no controle de alívio/pressão rápido,
e o controle de pressão é mecânico.
Este modelo de comando é para o mercado
demáquinasqueutilizamtratorescomcabine,
semousodecabos,equandonãoháinteresse
do uso do computador de pulverização.
14TREINAMENTO
TREINAMENTO JSC
Comando hidráulico com sensores
elétricos para acionamento das barras.
Segue abaixo alguns itens que devem ser comentados sobre o comando:
-CONJUNTOMOTOR
- ACIONAMENTO MANUAL DA PRESSÃO
- ACIONAMENTO MANUAL DOS SEGMENTOS E ALIVIO RÁPIDO.
- CORRENTE DO MOTOR
- FORÇA DO MOTOR
-DIAGNÓSTICODEDEFEITO
4.0COMANDOHIDRÁULICOELÉTRICO.
Quandoamáquinaestamontadacomocomandodepulverizaçãoelétricooueletro-eletrônico, o
comando hidráulico (movimentação do quadro e barras) é com acionamento elétrico.
O comando hidráulico elétrico montado nas máquinas ADVANCE, FALCON e CRUZADOR, é
similar ao comando hidráulico que é montado no UNIPORT.
Uma pressão inicial (pré-carga inicial) de 6 a 8 kf/cm2 com o motor aprox. 540 rpm, é necessário
para funcionar o comando.
O comando deve funcionar inclusive com rotação baixa no trator, então a válvula que gera a pré-
carga está ajustada para funcionar inclusive em rotações baixas (ajuste feito pelo fabricante do
comando).
Na prática, o comando não deve ser ajustado na Jacto ou no campo.
Atenção especial para problemas de funcionamento com sujeira.
No caso de defeitos, é necessário a troca do comando, não faça ajustes no campo.
15 TREINAMENTO
TREINAMENTO JSC
Como testar o circuito elétrico:
Opção 1:
- Solte a porca do conjunto solenóide e ao acionar a chave elétrica do conjunto, podemos
perceber o magnetismo na bobina.
- Quando for possível, devido a presença de
mangueiras, podemos retirar a bobina do
solenóide e verificar a presença do campo
magnético com uma chave de fenda colocada
dentro da bobina.
NOTA:Parafazeresteteste,oschicoteselétricos
(bateriaecomando)devemestardevidamente
instalados.
Percebe-se a falha na bobina ou chicotes
elétricos quando, ao acionar a chave elétrica
nãoocorrermagnetismoentreabobinaeoeixo
do comando hidráulico.
16TREINAMENTO
TREINAMENTO JSC
Opção 2:
- Para checar o funcionamento do circuito elétrico do comando hidráulico, podemos colocar um
medidordecontinuidade(multímetroou“bip”)nosterminaisdealimentaçãodopaineldecontrole
do circuito hidráulico.
Quando é acionado uma função hidráulica através das chaves, o medidor de continuidade
deverá indicar continuidade, através dos chicotes e da bobina do solenóide do comando.
Caso apresente falta de continuidade, deveremos utilizar o medidor de continuidade, e fazer o
teste no comando e chicote, utilizando as informações dos esquemas elétrico da máquina.
(explicações do esquema e testes práticos com a máquina e comando.
- Solteocabodealimentaçãoeretireatampa
da caixa de proteção dos terminais.
- Os conectores (lados macho e fêmea), são
numeradas para identificar o posicionamento
dos fios. Identifique-os e cheque a passagem
de energia janpeando os conectores.
ATENÇÃO:Antesdeiniciarostestes,verifique
se os conectores não estão danificados.
TESTE DO CHICOTE DE ALIMENTAÇÃO DA CAIXA DE PROTEÇÃO DOS TERMINAIS
TESTE DO CHICOTE DE LIGAÇÃO DA TAMPA DA CAIXA DE PROTEÇÃO AOS TERMINAIS
- Este teste deve ser feito nos conectores e
terminais que possuem a mesma cor do fio.
Identifique-osechequeapassagemdeenergia
janpeando os conectores e terminais.
ATENÇÃO:Antesdeiniciarostestes,verifique
se os conectores não estão danificados.
17 TREINAMENTO
TREINAMENTO JSC
TESTE DO CHICOTE DE LIGAÇÃO DOS SOLENÓIDES
- Este teste deve ser feito nos conectores e Ex.: Fio nº 1. Identifique a que solenóide este fio esta
ligado e teste a passagem de corrente.
Faça este procedimento nas demais ligações dos solenóides.
ATENÇÃO: Antes de iniciar os testes, verifique se os terminais não estão danificados.
NOTA: Será implantando sinalizadores tipo LED, na placa de ligações do comando, para checar
ofuncionamentoelétricodopaineldecontrole(chaves)atéaplacadeligaçõesdocomando.Terá
LED sinalizador inclusive no solenóide do ventilador.
Os sinalizadores facilitarão o diagnóstico de defeitos elétrico.
Paracadafunçãoacionada,orespectivoLEDdeveráacender,indicandoqueatensãoelétrica
está chegando até o comando.
18TREINAMENTO
TREINAMENTO JSC
INFORMAÇÕES DIVERSAS .
CIRCUITO PROTETOR DA MANIPULADORA DO UNIPORT.
Foi introduzido um circuito protetor para os contatos elétrico das manipuladoras das barras do
UNIPORT.
O circuito é de fácil instalação.
Oprotetoréduplo,atendendoosdoisladosdamanipuladora.Utiliza-se2protetorespormáquina,
um para cada manipulador.
A instalação é simples. Basta instalar os dois fios de uma mesma cor em cada contato, junto com
os fios que estão ligados.
(Para as máquinas do campo, segue folheto explicativo).
Posicionamento dos fios - lado esquerdo:
superior:azul/vermelho-verdepreto,mais
dois fios de cor marrom
Inferior:azul-verde/preto,maisdoisfiosde
cor preto
Parafusodefixação
domanipulador
Posicionamento dos fios - lado direito:
superior:laranja/vermelho-verde/preto,
mais dois fios de cor marrom
Inferior:laranja-verde/preto,maisdois
fios de cor preto
Protetor
Manipulador
Protetor
4691
PAINEL DO COMANDO HIDRÁULICO
CHAVESDEACIONAMENTO
ANGULAR(manipulador) 4680
INSTRUÇÕES DE MONTAGEM DO
PROTETOR DO MANIPULADOR
- Retire os parafusos de fixação do
manipulador.
NOTA: Durante a desmontagem, esteja
atentoaoposicionamentocorretodosfios.
-Instaleoprotetordomanipulador,ligando
os fios de acordo com a figura abaixo.
- Prenda o protetor ao chicote.
- Instale novamente o manipulador ao pai-
nel
19 TREINAMENTO
TREINAMENTO JSC
MEDIDOR DE VAZÃO.
O novo medidor de vazão
possuiosmancaisdahélice
na cor azul, e podem ser
substiuidosseparadamente.
COMENTÁRIOS DIVERSOS
VOLUME DO TANQUE DA ADVANCE.
Clientes no PARANÁ reclamaram que o volume do marcador da ADVANCE, estava diferente da
marcação de volume do JSC-5000.
Colocando 2000 litros de água no tanque, no display do computador pode aparecer por exemplo,
2150 litros.
Foi constatado na máquina que o medidor de vazão estava descalibrado, com constante errada.
O cliente estava trabalhando com aprox. 13 litros por minuto em toda a barra, com velocidade de
7 km/h e 60 litros/ha.
Então como a utilização estava próxima do limite do medidor de vazão, que é 10 litros por minuto,
devemos calibrar o medidor para esta faixa.
Para que não haja problemas deste tipo é importante que o medidor de vazão seja calibrado nas
trocas de bicos.
Esta diferença é normal porque estamos trabalhando bem próximo do limite mínimo do medidor.
ÁREA TRABALHADA
ReclamaçãoqueoUNIPORTregistrou20kmdedistanciapercorridaeseafaixadetrabalhoé21,5
metros, 20.000 x 21,5 = 43.000 m2 = 43 ha. E o UNIPORT registrou aprox. 41 ha.
Observe que se trabalhamos sempre com os 4 segmentos abertos a faixa será de 21,5 metros.
Mas se trabalharmos algum trecho com algum segmento fechado, a distancia percorrida será a
mesma e a área trabalhada será ,menor.
Podemos afirmar que para um percurso de 20.000 metros, a área trabalhada foi de 41 ha, então
podemos conhecer o rendimento operacional da área.
FALHAS ELÉTRICAS DOS CHICOTES.
TivemosumcasodeumamáquinaUNIPORTquenãoconfirmaofimdecurso,causadoporumerro
no chicote do comando.
No teste do motor, acionando a chave para mais o motor aumenta a pressão até o final do curso
e não indica fim de curso no computador.
Diminuindo a pressão, o computador indica imediatamente a falta de pressão.
Estafaltandoumfioverdecomlistrabranca,nochicotedocomando,queindicaparaocomputador,
a situação dos fim de curso.
Neste caso, devemos trocar o chicote.
MEDIDOR DE VAZÃO
ATUAL ANTERIOR

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

PLC y Electroneumática: Control de motores eléctricos
PLC y Electroneumática: Control de motores eléctricos PLC y Electroneumática: Control de motores eléctricos
PLC y Electroneumática: Control de motores eléctricos SANTIAGO PABLO ALBERTO
 
PLC y Electroneumática: Instalaciones eléctricas y automatismo por Luis Migue...
PLC y Electroneumática: Instalaciones eléctricas y automatismo por Luis Migue...PLC y Electroneumática: Instalaciones eléctricas y automatismo por Luis Migue...
PLC y Electroneumática: Instalaciones eléctricas y automatismo por Luis Migue...SANTIAGO PABLO ALBERTO
 
conductores-electricos.ppt
conductores-electricos.pptconductores-electricos.ppt
conductores-electricos.pptDavesHR
 
Manual trocador de_calor
Manual trocador de_calorManual trocador de_calor
Manual trocador de_calorCocab Pools
 
Manual da Bateria Eletrônica Shelter STD92 (PORTUGUÊS)
Manual da Bateria Eletrônica Shelter STD92 (PORTUGUÊS)Manual da Bateria Eletrônica Shelter STD92 (PORTUGUÊS)
Manual da Bateria Eletrônica Shelter STD92 (PORTUGUÊS)Habro Group
 
5 linguagem-de-programac3a7c3a3o-do-clp
5 linguagem-de-programac3a7c3a3o-do-clp5 linguagem-de-programac3a7c3a3o-do-clp
5 linguagem-de-programac3a7c3a3o-do-clpVictor Paranhos
 
Controle automatico de_processos
Controle automatico de_processosControle automatico de_processos
Controle automatico de_processosWilliam Andrade
 
Clase 01 LTDEE.pptx
Clase 01 LTDEE.pptxClase 01 LTDEE.pptx
Clase 01 LTDEE.pptxssuser309193
 
ETAP - Estudio corto circuito ppt
ETAP - Estudio corto circuito pptETAP - Estudio corto circuito ppt
ETAP - Estudio corto circuito pptHimmelstern
 
inversor de frequencia
inversor de frequenciainversor de frequencia
inversor de frequenciaRenato Amorim
 
Instalacion y mantenimiento de circuitos de transformadores
Instalacion y mantenimiento de circuitos de transformadoresInstalacion y mantenimiento de circuitos de transformadores
Instalacion y mantenimiento de circuitos de transformadoresJuan Simon
 
Aires acondicionados elementos de medicion
Aires acondicionados elementos de medicionAires acondicionados elementos de medicion
Aires acondicionados elementos de medicionCesar Garcia
 

Mais procurados (20)

Semaforo, deposito de agua y bombas alternadas ..plc
Semaforo, deposito de agua y bombas alternadas ..plcSemaforo, deposito de agua y bombas alternadas ..plc
Semaforo, deposito de agua y bombas alternadas ..plc
 
PLC y Electroneumática: Control de motores eléctricos
PLC y Electroneumática: Control de motores eléctricos PLC y Electroneumática: Control de motores eléctricos
PLC y Electroneumática: Control de motores eléctricos
 
4.1 transformador monofasico en poste
4.1 transformador monofasico en poste4.1 transformador monofasico en poste
4.1 transformador monofasico en poste
 
PLC y Electroneumática: Instalaciones eléctricas y automatismo por Luis Migue...
PLC y Electroneumática: Instalaciones eléctricas y automatismo por Luis Migue...PLC y Electroneumática: Instalaciones eléctricas y automatismo por Luis Migue...
PLC y Electroneumática: Instalaciones eléctricas y automatismo por Luis Migue...
 
Ups
UpsUps
Ups
 
conductores-electricos.ppt
conductores-electricos.pptconductores-electricos.ppt
conductores-electricos.ppt
 
Manual trocador de_calor
Manual trocador de_calorManual trocador de_calor
Manual trocador de_calor
 
Lista de ejercicios ca de simu
Lista de ejercicios ca de simuLista de ejercicios ca de simu
Lista de ejercicios ca de simu
 
Tabela trans smd
Tabela trans smdTabela trans smd
Tabela trans smd
 
Manual da Bateria Eletrônica Shelter STD92 (PORTUGUÊS)
Manual da Bateria Eletrônica Shelter STD92 (PORTUGUÊS)Manual da Bateria Eletrônica Shelter STD92 (PORTUGUÊS)
Manual da Bateria Eletrônica Shelter STD92 (PORTUGUÊS)
 
5 linguagem-de-programac3a7c3a3o-do-clp
5 linguagem-de-programac3a7c3a3o-do-clp5 linguagem-de-programac3a7c3a3o-do-clp
5 linguagem-de-programac3a7c3a3o-do-clp
 
Controle automatico de_processos
Controle automatico de_processosControle automatico de_processos
Controle automatico de_processos
 
Thông số kĩ thuật ACB LS
Thông số kĩ thuật ACB LSThông số kĩ thuật ACB LS
Thông số kĩ thuật ACB LS
 
Clase 01 LTDEE.pptx
Clase 01 LTDEE.pptxClase 01 LTDEE.pptx
Clase 01 LTDEE.pptx
 
ETAP - Estudio corto circuito ppt
ETAP - Estudio corto circuito pptETAP - Estudio corto circuito ppt
ETAP - Estudio corto circuito ppt
 
inversor de frequencia
inversor de frequenciainversor de frequencia
inversor de frequencia
 
Instalacion y mantenimiento de circuitos de transformadores
Instalacion y mantenimiento de circuitos de transformadoresInstalacion y mantenimiento de circuitos de transformadores
Instalacion y mantenimiento de circuitos de transformadores
 
370.304
370.304370.304
370.304
 
Aires acondicionados elementos de medicion
Aires acondicionados elementos de medicionAires acondicionados elementos de medicion
Aires acondicionados elementos de medicion
 
Apostila predial 2
Apostila predial 2Apostila predial 2
Apostila predial 2
 

Destaque

Catalogo todas marcas plataformas
Catalogo todas marcas plataformas Catalogo todas marcas plataformas
Catalogo todas marcas plataformas André Sá
 
Sistema hidráulico dos tratores agrícolas 2011
Sistema hidráulico dos tratores agrícolas 2011Sistema hidráulico dos tratores agrícolas 2011
Sistema hidráulico dos tratores agrícolas 2011Universidade de São Paulo
 
Manual trator valtra bh 180
Manual trator valtra bh 180Manual trator valtra bh 180
Manual trator valtra bh 180Cesar Braga
 
Estatísticas de Vítimas de Acidentes de Trânsito
Estatísticas de Vítimas de Acidentes de TrânsitoEstatísticas de Vítimas de Acidentes de Trânsito
Estatísticas de Vítimas de Acidentes de TrânsitoEloir Valença
 
Intro roalemtos ntn geral pdf
Intro roalemtos ntn geral pdfIntro roalemtos ntn geral pdf
Intro roalemtos ntn geral pdfFeliciano Sambo
 
Apresentação lojas agropecuárias mundo novo pinhalense
Apresentação lojas agropecuárias   mundo novo pinhalenseApresentação lojas agropecuárias   mundo novo pinhalense
Apresentação lojas agropecuárias mundo novo pinhalensemarcosantonioteixeira
 
Catalogo tecnico retentor
Catalogo tecnico retentorCatalogo tecnico retentor
Catalogo tecnico retentorcrpessoa
 
Colheita de girassol com plataforma de milho adaptada
Colheita de girassol com plataforma de milho adaptadaColheita de girassol com plataforma de milho adaptada
Colheita de girassol com plataforma de milho adaptadaAndré Sá
 
Catalogo de Retentor Sabo
Catalogo de Retentor SaboCatalogo de Retentor Sabo
Catalogo de Retentor SaboAndré Sá
 

Destaque (20)

Catalogo todas marcas plataformas
Catalogo todas marcas plataformas Catalogo todas marcas plataformas
Catalogo todas marcas plataformas
 
Catalogo colheitadeiras e tratores
Catalogo colheitadeiras e tratoresCatalogo colheitadeiras e tratores
Catalogo colheitadeiras e tratores
 
Catalogo valtra
Catalogo valtraCatalogo valtra
Catalogo valtra
 
14 sistema hidráulico
14  sistema hidráulico14  sistema hidráulico
14 sistema hidráulico
 
Sistema hidráulico dos tratores agrícolas 2011
Sistema hidráulico dos tratores agrícolas 2011Sistema hidráulico dos tratores agrícolas 2011
Sistema hidráulico dos tratores agrícolas 2011
 
Apostila do trator
Apostila do tratorApostila do trator
Apostila do trator
 
Manual trator valtra bh 180
Manual trator valtra bh 180Manual trator valtra bh 180
Manual trator valtra bh 180
 
Estatísticas de Vítimas de Acidentes de Trânsito
Estatísticas de Vítimas de Acidentes de TrânsitoEstatísticas de Vítimas de Acidentes de Trânsito
Estatísticas de Vítimas de Acidentes de Trânsito
 
Intro roalemtos ntn geral pdf
Intro roalemtos ntn geral pdfIntro roalemtos ntn geral pdf
Intro roalemtos ntn geral pdf
 
Catalogo de aplicações INA
Catalogo de aplicações INACatalogo de aplicações INA
Catalogo de aplicações INA
 
9 extrator secundario
9   extrator secundario9   extrator secundario
9 extrator secundario
 
Palestra oficial direção defensiva
Palestra oficial   direção defensivaPalestra oficial   direção defensiva
Palestra oficial direção defensiva
 
Motor
MotorMotor
Motor
 
Apresentação lojas agropecuárias mundo novo pinhalense
Apresentação lojas agropecuárias   mundo novo pinhalenseApresentação lojas agropecuárias   mundo novo pinhalense
Apresentação lojas agropecuárias mundo novo pinhalense
 
2 cortador de pontas
2  cortador de pontas 2  cortador de pontas
2 cortador de pontas
 
3 divisor de linha
3  divisor de linha 3  divisor de linha
3 divisor de linha
 
Catalogo tecnico retentor
Catalogo tecnico retentorCatalogo tecnico retentor
Catalogo tecnico retentor
 
Colheita de girassol com plataforma de milho adaptada
Colheita de girassol com plataforma de milho adaptadaColheita de girassol com plataforma de milho adaptada
Colheita de girassol com plataforma de milho adaptada
 
Catalogo de Retentor Sabo
Catalogo de Retentor SaboCatalogo de Retentor Sabo
Catalogo de Retentor Sabo
 
12 motor
12 motor12 motor
12 motor
 

Semelhante a Manual de treinamento jsc 4100 - 5000 - Português

25feslv manual2010 02
25feslv manual2010 0225feslv manual2010 02
25feslv manual2010 02Cocab Pools
 
Tabela sonda universal_mte-thomson
Tabela sonda universal_mte-thomsonTabela sonda universal_mte-thomson
Tabela sonda universal_mte-thomsonJose Pires
 
Deve se substituir um solenóide sempre que o código de falhas acusar defeito ...
Deve se substituir um solenóide sempre que o código de falhas acusar defeito ...Deve se substituir um solenóide sempre que o código de falhas acusar defeito ...
Deve se substituir um solenóide sempre que o código de falhas acusar defeito ...fabio
 
Manual técnico de maquina de tatuar
Manual técnico de maquina de tatuarManual técnico de maquina de tatuar
Manual técnico de maquina de tatuarJeffinho Tattow
 
C:\documents and settings\ricardo\meus documentos\gr savage\assunto técnico\a...
C:\documents and settings\ricardo\meus documentos\gr savage\assunto técnico\a...C:\documents and settings\ricardo\meus documentos\gr savage\assunto técnico\a...
C:\documents and settings\ricardo\meus documentos\gr savage\assunto técnico\a...RICARDO FRANCISCO FREITAS
 
Dimensionamento de servo motores.pdf
Dimensionamento de servo motores.pdfDimensionamento de servo motores.pdf
Dimensionamento de servo motores.pdfPatrickFerreira67
 
Quadros de comando
Quadros de comandoQuadros de comando
Quadros de comandoCocab Pools
 
Manual Quadro de Comando para Compact Line Sodramar
Manual Quadro de Comando para Compact Line SodramarManual Quadro de Comando para Compact Line Sodramar
Manual Quadro de Comando para Compact Line SodramarCottage Casa E Lazer
 

Semelhante a Manual de treinamento jsc 4100 - 5000 - Português (20)

Ma 149-1102
Ma 149-1102Ma 149-1102
Ma 149-1102
 
25feslv manual2010 02
25feslv manual2010 0225feslv manual2010 02
25feslv manual2010 02
 
Mi 2
Mi 2Mi 2
Mi 2
 
Mi 2
Mi 2Mi 2
Mi 2
 
25feslv manual2010 02
25feslv manual2010 0225feslv manual2010 02
25feslv manual2010 02
 
Tabela sonda universal_mte-thomson
Tabela sonda universal_mte-thomsonTabela sonda universal_mte-thomson
Tabela sonda universal_mte-thomson
 
Deve se substituir um solenóide sempre que o código de falhas acusar defeito ...
Deve se substituir um solenóide sempre que o código de falhas acusar defeito ...Deve se substituir um solenóide sempre que o código de falhas acusar defeito ...
Deve se substituir um solenóide sempre que o código de falhas acusar defeito ...
 
01 m
01 m01 m
01 m
 
Manual técnico de maquina de tatuar
Manual técnico de maquina de tatuarManual técnico de maquina de tatuar
Manual técnico de maquina de tatuar
 
catalago.pdf
catalago.pdfcatalago.pdf
catalago.pdf
 
Manual.pdf
Manual.pdfManual.pdf
Manual.pdf
 
C:\documents and settings\ricardo\meus documentos\gr savage\assunto técnico\a...
C:\documents and settings\ricardo\meus documentos\gr savage\assunto técnico\a...C:\documents and settings\ricardo\meus documentos\gr savage\assunto técnico\a...
C:\documents and settings\ricardo\meus documentos\gr savage\assunto técnico\a...
 
Apresentação pro
Apresentação proApresentação pro
Apresentação pro
 
Apresentação pro
Apresentação proApresentação pro
Apresentação pro
 
Dimensionamento de servo motores.pdf
Dimensionamento de servo motores.pdfDimensionamento de servo motores.pdf
Dimensionamento de servo motores.pdf
 
Quadros de comando
Quadros de comandoQuadros de comando
Quadros de comando
 
Manual Quadro de Comando para Compact Line Sodramar
Manual Quadro de Comando para Compact Line SodramarManual Quadro de Comando para Compact Line Sodramar
Manual Quadro de Comando para Compact Line Sodramar
 
Dicas gerais
Dicas geraisDicas gerais
Dicas gerais
 
Et 2022 a-1102
Et 2022 a-1102Et 2022 a-1102
Et 2022 a-1102
 
Altivar 31
Altivar 31Altivar 31
Altivar 31
 

Mais de André Sá

Catálago de rolamentos de-rolos conicos SNR
Catálago de rolamentos de-rolos conicos SNRCatálago de rolamentos de-rolos conicos SNR
Catálago de rolamentos de-rolos conicos SNRAndré Sá
 
Guia terminais e conectores JD
Guia terminais e conectores JDGuia terminais e conectores JD
Guia terminais e conectores JDAndré Sá
 
Agrosuperdiesel
AgrosuperdieselAgrosuperdiesel
AgrosuperdieselAndré Sá
 
Catalogo de peças Colheitadeira S-550
Catalogo de peças Colheitadeira S-550Catalogo de peças Colheitadeira S-550
Catalogo de peças Colheitadeira S-550André Sá
 
Internet historia
Internet historiaInternet historia
Internet historiaAndré Sá
 
Catalogo PeçasTrator 6145 j
Catalogo PeçasTrator 6145 jCatalogo PeçasTrator 6145 j
Catalogo PeçasTrator 6145 jAndré Sá
 
Catalogo Plantadeira Pl 710 rf 712 e 716
Catalogo Plantadeira Pl 710 rf 712 e 716Catalogo Plantadeira Pl 710 rf 712 e 716
Catalogo Plantadeira Pl 710 rf 712 e 716André Sá
 
Atomizador rotativo aeronáutico a4
Atomizador rotativo aeronáutico   a4Atomizador rotativo aeronáutico   a4
Atomizador rotativo aeronáutico a4André Sá
 
Cliente peças que compõem desenho explodido dddddd
Cliente peças que compõem desenho explodido ddddddCliente peças que compõem desenho explodido dddddd
Cliente peças que compõem desenho explodido ddddddAndré Sá
 
7760 cotton picker
7760 cotton picker7760 cotton picker
7760 cotton pickerAndré Sá
 
Manual de montagem Silo sv 183xx
Manual de montagem Silo sv 183xxManual de montagem Silo sv 183xx
Manual de montagem Silo sv 183xxAndré Sá
 
Doenças do arroz
Doenças do arrozDoenças do arroz
Doenças do arrozAndré Sá
 
Soja - Pragas (Insetos soja)
Soja - Pragas   (Insetos soja)Soja - Pragas   (Insetos soja)
Soja - Pragas (Insetos soja)André Sá
 
Doenças soja
Doenças soja Doenças soja
Doenças soja André Sá
 
Catalogo Subsolador stac 7 l peas
Catalogo Subsolador stac 7 l peasCatalogo Subsolador stac 7 l peas
Catalogo Subsolador stac 7 l peasAndré Sá
 
Conversão rolamentos linha Agrícola
Conversão rolamentos linha Agrícola Conversão rolamentos linha Agrícola
Conversão rolamentos linha Agrícola André Sá
 
MONITOR AFS PRO 600 - COLHEITA DE GRÃOS
MONITOR AFS PRO 600 - COLHEITA DE GRÃOSMONITOR AFS PRO 600 - COLHEITA DE GRÃOS
MONITOR AFS PRO 600 - COLHEITA DE GRÃOSAndré Sá
 
Manual Operacional 8120 Af 2688 . 2799
Manual Operacional 8120 Af 2688 . 2799Manual Operacional 8120 Af 2688 . 2799
Manual Operacional 8120 Af 2688 . 2799André Sá
 
Catalogo Bardahl
Catalogo BardahlCatalogo Bardahl
Catalogo BardahlAndré Sá
 
Pás Carregadeiras Case W 20E
 Pás Carregadeiras Case W 20E Pás Carregadeiras Case W 20E
Pás Carregadeiras Case W 20EAndré Sá
 

Mais de André Sá (20)

Catálago de rolamentos de-rolos conicos SNR
Catálago de rolamentos de-rolos conicos SNRCatálago de rolamentos de-rolos conicos SNR
Catálago de rolamentos de-rolos conicos SNR
 
Guia terminais e conectores JD
Guia terminais e conectores JDGuia terminais e conectores JD
Guia terminais e conectores JD
 
Agrosuperdiesel
AgrosuperdieselAgrosuperdiesel
Agrosuperdiesel
 
Catalogo de peças Colheitadeira S-550
Catalogo de peças Colheitadeira S-550Catalogo de peças Colheitadeira S-550
Catalogo de peças Colheitadeira S-550
 
Internet historia
Internet historiaInternet historia
Internet historia
 
Catalogo PeçasTrator 6145 j
Catalogo PeçasTrator 6145 jCatalogo PeçasTrator 6145 j
Catalogo PeçasTrator 6145 j
 
Catalogo Plantadeira Pl 710 rf 712 e 716
Catalogo Plantadeira Pl 710 rf 712 e 716Catalogo Plantadeira Pl 710 rf 712 e 716
Catalogo Plantadeira Pl 710 rf 712 e 716
 
Atomizador rotativo aeronáutico a4
Atomizador rotativo aeronáutico   a4Atomizador rotativo aeronáutico   a4
Atomizador rotativo aeronáutico a4
 
Cliente peças que compõem desenho explodido dddddd
Cliente peças que compõem desenho explodido ddddddCliente peças que compõem desenho explodido dddddd
Cliente peças que compõem desenho explodido dddddd
 
7760 cotton picker
7760 cotton picker7760 cotton picker
7760 cotton picker
 
Manual de montagem Silo sv 183xx
Manual de montagem Silo sv 183xxManual de montagem Silo sv 183xx
Manual de montagem Silo sv 183xx
 
Doenças do arroz
Doenças do arrozDoenças do arroz
Doenças do arroz
 
Soja - Pragas (Insetos soja)
Soja - Pragas   (Insetos soja)Soja - Pragas   (Insetos soja)
Soja - Pragas (Insetos soja)
 
Doenças soja
Doenças soja Doenças soja
Doenças soja
 
Catalogo Subsolador stac 7 l peas
Catalogo Subsolador stac 7 l peasCatalogo Subsolador stac 7 l peas
Catalogo Subsolador stac 7 l peas
 
Conversão rolamentos linha Agrícola
Conversão rolamentos linha Agrícola Conversão rolamentos linha Agrícola
Conversão rolamentos linha Agrícola
 
MONITOR AFS PRO 600 - COLHEITA DE GRÃOS
MONITOR AFS PRO 600 - COLHEITA DE GRÃOSMONITOR AFS PRO 600 - COLHEITA DE GRÃOS
MONITOR AFS PRO 600 - COLHEITA DE GRÃOS
 
Manual Operacional 8120 Af 2688 . 2799
Manual Operacional 8120 Af 2688 . 2799Manual Operacional 8120 Af 2688 . 2799
Manual Operacional 8120 Af 2688 . 2799
 
Catalogo Bardahl
Catalogo BardahlCatalogo Bardahl
Catalogo Bardahl
 
Pás Carregadeiras Case W 20E
 Pás Carregadeiras Case W 20E Pás Carregadeiras Case W 20E
Pás Carregadeiras Case W 20E
 

Manual de treinamento jsc 4100 - 5000 - Português

  • 2.
  • 3. 3 TREINAMENTO TREINAMENTO JSC JSC - 4100 e JSC-5000 Os computadores JSC-4100 e JSC-5000, tem o funcionamento idêntico ao JSC-4000. Segue abaixo, resumo dos novos computadores: JSC-4100: O JSC-4100, é um computador para funcionar com o comando de pulverização a cabo. O comando de pulverização a cabo, tem os segmentos e a função alívio rápido por cabo, com sensoresparaindicar aocomputadora posiçãodasalavancas,eocontroleda pressãoéelétrico.
  • 4. 4TREINAMENTO TREINAMENTO JSC O funcionamento do computador é idêntico ao JSC-4000, as diferenças são: 1.1 SENSOR DE NÍVEL MÍNIMO DO TANQUE ParaamaquinamodeloADVANCE,osensorestacolocadonoponteirodomedidordenível,para monitorar a posição do ponteiro. Este sensor indica para o computador que a água está acabando, então grandes variações de vazão devem ser desprezadas ( não controladas), para não aumentar a pressão no final do tanque, causando transtornos quando abastece novamente o tanque e a bomba parte com pressão máxima. O volume que o sensor vai comutar de “com água para sem água” é aprox. 150 litros. As primeiras máquinas ADVANCE estão comutando com aprox. 250 litros, este valor será alterado. Quando o computador recebe a informação que a água esta no final, indica no display a mensagem: ÁGUA NÍVEL BAIXO. Estamensagemapareceintermitente(aprox. 2segundos)naprimeiralinhadodisplay,juntocom a frase que já esta aparecendo na linha. Após1minuto,ocomputadoracionaumsinalsonóroporumbreveperíododetempo,cadavezque aparece a mensagem. Oobjetivoéalertarooperadorqueaáguaestáacabando,parapossíveisprovidencias,taiscomo, não entrar em locais que o percurso pode ser muito longo. Para as maquinas modelos: Columbia e Cruzador, o sensor de nível mínimo do tanque foi colocado no final da mangueira de nível da máquina.
  • 5. 5 TREINAMENTO TREINAMENTO JSC O sensor que é utilizado no medidor de nível da Columbia e Cruzador é o mesmo sensor dos segmentos do JSC-4000. Para o sensor da ADVANCE, foi utilizado um outro modelo de sensor, diferente dos sensores já utilizados no JSC-4000. Comaintençãodenãocausarerros,osensordomedidordeníveldaADVANCE,temaborracha protetoranacorlaranjaeoconectorédiferentedoconectordosensordesegmentosdoJSC-4000. Observar que, ao trocar o sensor, a peça será trocada inteira, para não haver necessidade de ajuste da distancia do sensor para leitura do ponteiro. SENSOR DE NÍVEL: COLUMBIA - CRUZADOR SENSOR DE NÍVEL: ADVANCE - ADVANCE VORTEX (borracha protetora na cor laranja)
  • 6. 6TREINAMENTO TREINAMENTO JSC 1.2 FUNÇÃOMÉDIA. A função MÉDIA foi acrescentada no menu, para ser visualizada a qualquer momento, diferente do JSC-4000, que a media aparece somente quando a máquina para. Podemos selecionar a função média e inclusive “zerar” a mesma. O funcionamento da média permanece o mesmo do JSC-4000, ou seja, cada vez que começar umanovapulverização,ocomputadorlimpaamédiaacumuladaecomeçaumanovamédiapara sercalculada. Amédiaéumaamostragemdel/haevelocidadeacada5segundos,comovalorqueestanovisor nomomento. Quandoapulverizaçãoéinterrompida,ocomputadorsomaosvaloresdasamostrasedividepelo numero de amostras acumuladas no período. No JSC-4000, a função média não pode ser selecionada pelo display. Esta função só aparece quando a máquina é parada. No JSC-4100 e JSC-5000, a função média pode ser selecionada pelo display. Pode inclusiveserzerada. JSC-4100 JSC-5000 Média Média
  • 7. 7 TREINAMENTO TREINAMENTO JSC 1.3 O COMANDO DE PULVERIZAÇÃO. Ocomandodepulverizaçãoémontadocomsensoresdeposiçãodasalavancas.Ossensoressão eletricamente iguais aos sensores do JSC-4000, mas a fixação mecânica é diferente e o comprimento do cabo é diferente. Então o R.G. é diferente. Dentro do conjunto, é montado uma peça de chapa de aço, para permitir a leitura do sensor. O ajuste de área calibrada deve ser feito normalmente (segmentoporsegmento). Oajustedepressãoéelétrico.Paraomodoemergência, podemos utilizar o modo manual elétrico ou manual mecânico, destravando a manopla. Observe que, no modo manual mecânico, ao destravar a manopla temos o local de alojar as peças que foram removidas. Sensor das alavancas JSC-4000 Sensor das alavancas JSC-4100 MEDIDOR DE VAZÃO ATUAL ANTERIOR O medidor de vazão é o mesmo utilizado no JSC- 4000, o corpo da base é diferente,inclusiveasflanges deacoplamento.
  • 8. 8TREINAMENTO TREINAMENTO JSC Para desmontar o conjunto motor, observe a remoção dos fixadores de “plástico” tipo braçadeiras, através dos parafusos. Ao montar o conjunto, observe que as braçadeiras tem lado certo para a montagem. Oconectorelétricoéfixadocom1parafuso,eno interiordoconector,émontadoumcalço,parao parafuso ficar bem fixo (apertado). O calço pode sair do parafuso, é fixo somente cominterferência.
  • 9. 9 TREINAMENTO TREINAMENTO JSC 1 A ATENÇÃO: Para voltar a ter acesso aos benefícios do controlador eletrônico, é importante realizar a sua manutenção o mais rápido possível AJUSTE MANUAL DA PRESSÃO Caso tenha ocorrido algum problema na parte eletrônica, é possível operar o comando meca- nicamente. Para que isto ocorra, passe a chave nº 1 para a posição manual. Acione a chave (detalhe - A) para ajuste da pressão. Desta forma é possível dar continuidade ao trabalho. ATENÇÃO: Operando mecanicamente, será necessário calibrar a máquina pelo sistema con- vencional, e este método esta descrito no manual de instruções da máquina. O monitoramento da pulverização também não poderá ser feito eletronicamente. Caso o problema se estenda para a parte elétrica do controlador, proceda da seguinte forma: Passe a chave nº 1 para a posição "Manual". Retire a capa de proteção do volante. Em seguida, retire o pino que trava o volante ao motor do regulador de pressão. Desta forma, o ajuste da pressão passa ser feito manualmente. Para que o comando volte a operar eletrônicamente após solucionado o problema, monte o pino trava no comando. Primeiramente faça coincidir a seta que existe no volante do regulador de pressão com a seta da tampa da caixa de engrenagens. Em seguida encaixe o pino com a trava e aperte os parafusos.
  • 10. 10TREINAMENTO TREINAMENTO JSC 1.4 ALIMENTAÇÃO ELÉTRICA POR BATERIA. OJSC-4100,émontadoemumgabinete,quepermiteainstalaçãoemtratorescomesemcabine. Com o computador montado no trator, não há necessidade de gerador de tensão na máquina, e um cabo com fusíveis de proteção é ligado na bateria do trator. Observar que o cabo tem polaridade, ou seja, o VERMELHO É O POSITIVO e o PRETO É O NEGATIVO. Podemos ter mais cabos de alimentação, instalados em mais tratores. O cabo é vendido separadamente. Os fusíveis são do mesmo tipo utilizado nos carros, com corrente de 10 ou 15 ampères. ESQUEMA DE INSTALAÇÃO DO JSC-4100 (Pulverizadores da linha Columbia) ATENÇÃO - Manusear baterias requer muita atenção, pois o liquido do seu interior é acido e provoca queimaduras na pele, nos olhos, roupas, etc; além de ser explosivo. - Cuidado também para não ligar os pólos positivo e negativo invertidos, isto pode causar a explosão da mesma. Chicote de ligação do JSC-4100 ao suportes dos comandos de defensivo e hidráulico Comando de defensivo (comando a cabo) JSC-4100 Chicote principal Bateria (do trator para máquinas tracionadas, ou do próprio equipamento para autopropelidos) Chicote da bateria Fusíveis Fio vermelho (polo positivo) Fio preto (polo negativo)
  • 11. 11 TREINAMENTO TREINAMENTO JSC 1.5 CALIBRAÇÃO DAS CONSTANTES ( AZUIS) . O procedimento de calibração é o mesmo utilizado no JSC-4000. Para o SETUP, após o teste do motor, temos no JSC-4100, o teste do sensor de nível. Na primeira linha aparecerá a frase: SENSOR DE NÍVEL, e na segunda linha aparecerá a frase de condição do sensor de nível ligado ou desligado, e se estiver ligado, aparecerá a condição de leitura do nível, com a frase: COM ÁGUA ou SEM ÁGUA. Caso acionarmos a chave dos dígitos ( zerar), podemos desligar ou ligar o sensor de nível. Esta condição foi criada para o caso de emergência, com a quebra do sensor de nível. Podemos desativar o sensor, mesmo correndo o risco do aumento da pressão no final do tanque. Com a troca da peça defeituosa, podemos ativar novamente o nível. Atenção, com a perda de memória, o nível pode ficar desligado. Devemos ligar novamente. QuandoestamostestandoonívelnaAdvance,podemosacionarmanualmenteoponteirodonível e verificar a leitura no computador. Quandocomutamososensorde“comáguaparasemágua”evice-versa,afrasedasegundalinha do display alterara e o computador aciona a buzina por um breve período de tempo. O teste do sensor de nível nas máquinas Columbia ou Cruzador, deverá ser feito de 2 maneiras: Com o computador no modo teste do sensor, colocar água na máquina e o computador deverá indicar quando o sensor detectar a passagem do nível “sem água para com água”. Quando não for possível colocar água no tanque, para teste do marcador de nível, a solução é retirar o sensor do medidor de nível , simulando o teste com a aproximação do sensor em alguma parte metálica, como por exemplo o chassi da maquina. Também podemos colocar outro sensor, no conector do sensor de nível, para testar o chicote e o computador. Neste caso o sensor do marcador de nível, não será testado.
  • 12. 12TREINAMENTO TREINAMENTO JSC 1.6 CONECTOR DO CHICOTE DA MAQUINA. Observar que o conector tem uma polarização mecânica para o encaixe. ATENÇÃO: O conector é do tipo macho/fêmea. Alinhe os pinos corretamente e não faça esforço para a união das peças. 2 – JSC – 5000. Todasasinformaçõesqueforamtratadasnesta apostila para o computador JSC-4100, são aplicadas diretamente para o computador JSC- 5000. A grande diferença do computador JSC-5000, comparando com o computador JSC-4000 e JSC-4100, é que o mesmo tem o recurso de operar o comando elétrico de pulverização, através de chaves instaladas no painel do computador, para ligar e desligar os segmentos das barras de pulverização. Os itens 1.1 até 1.6 são os mesmos para o JSC-5000.
  • 13. 13 TREINAMENTO TREINAMENTO JSC 3 OS NOVOS COMANDOS DE PULVERIZAÇÃO. Existe 4 novos modelos de comandos de pulverização: 3.1 - O comando de pulverização com acionamento por cabos. Este modelo de comando tem acionamento em todas as funções, inclusive alivio rápido. O ajuste de pressão pode ser mecânico (através de manopla) ou elétrico, com o computador. 3.3 O comando elétrico eletrônico, com acionamento elétrico em todas as funções, medidor de vazão e computador para controle da vazão. 3.2 - O comando somente elétrico, com acionamento elétrico nos segmentos das barras e no controle de alívio/pressão rápido, e o controle de pressão é mecânico. Este modelo de comando é para o mercado demáquinasqueutilizamtratorescomcabine, semousodecabos,equandonãoháinteresse do uso do computador de pulverização.
  • 14. 14TREINAMENTO TREINAMENTO JSC Comando hidráulico com sensores elétricos para acionamento das barras. Segue abaixo alguns itens que devem ser comentados sobre o comando: -CONJUNTOMOTOR - ACIONAMENTO MANUAL DA PRESSÃO - ACIONAMENTO MANUAL DOS SEGMENTOS E ALIVIO RÁPIDO. - CORRENTE DO MOTOR - FORÇA DO MOTOR -DIAGNÓSTICODEDEFEITO 4.0COMANDOHIDRÁULICOELÉTRICO. Quandoamáquinaestamontadacomocomandodepulverizaçãoelétricooueletro-eletrônico, o comando hidráulico (movimentação do quadro e barras) é com acionamento elétrico. O comando hidráulico elétrico montado nas máquinas ADVANCE, FALCON e CRUZADOR, é similar ao comando hidráulico que é montado no UNIPORT. Uma pressão inicial (pré-carga inicial) de 6 a 8 kf/cm2 com o motor aprox. 540 rpm, é necessário para funcionar o comando. O comando deve funcionar inclusive com rotação baixa no trator, então a válvula que gera a pré- carga está ajustada para funcionar inclusive em rotações baixas (ajuste feito pelo fabricante do comando). Na prática, o comando não deve ser ajustado na Jacto ou no campo. Atenção especial para problemas de funcionamento com sujeira. No caso de defeitos, é necessário a troca do comando, não faça ajustes no campo.
  • 15. 15 TREINAMENTO TREINAMENTO JSC Como testar o circuito elétrico: Opção 1: - Solte a porca do conjunto solenóide e ao acionar a chave elétrica do conjunto, podemos perceber o magnetismo na bobina. - Quando for possível, devido a presença de mangueiras, podemos retirar a bobina do solenóide e verificar a presença do campo magnético com uma chave de fenda colocada dentro da bobina. NOTA:Parafazeresteteste,oschicoteselétricos (bateriaecomando)devemestardevidamente instalados. Percebe-se a falha na bobina ou chicotes elétricos quando, ao acionar a chave elétrica nãoocorrermagnetismoentreabobinaeoeixo do comando hidráulico.
  • 16. 16TREINAMENTO TREINAMENTO JSC Opção 2: - Para checar o funcionamento do circuito elétrico do comando hidráulico, podemos colocar um medidordecontinuidade(multímetroou“bip”)nosterminaisdealimentaçãodopaineldecontrole do circuito hidráulico. Quando é acionado uma função hidráulica através das chaves, o medidor de continuidade deverá indicar continuidade, através dos chicotes e da bobina do solenóide do comando. Caso apresente falta de continuidade, deveremos utilizar o medidor de continuidade, e fazer o teste no comando e chicote, utilizando as informações dos esquemas elétrico da máquina. (explicações do esquema e testes práticos com a máquina e comando. - Solteocabodealimentaçãoeretireatampa da caixa de proteção dos terminais. - Os conectores (lados macho e fêmea), são numeradas para identificar o posicionamento dos fios. Identifique-os e cheque a passagem de energia janpeando os conectores. ATENÇÃO:Antesdeiniciarostestes,verifique se os conectores não estão danificados. TESTE DO CHICOTE DE ALIMENTAÇÃO DA CAIXA DE PROTEÇÃO DOS TERMINAIS TESTE DO CHICOTE DE LIGAÇÃO DA TAMPA DA CAIXA DE PROTEÇÃO AOS TERMINAIS - Este teste deve ser feito nos conectores e terminais que possuem a mesma cor do fio. Identifique-osechequeapassagemdeenergia janpeando os conectores e terminais. ATENÇÃO:Antesdeiniciarostestes,verifique se os conectores não estão danificados.
  • 17. 17 TREINAMENTO TREINAMENTO JSC TESTE DO CHICOTE DE LIGAÇÃO DOS SOLENÓIDES - Este teste deve ser feito nos conectores e Ex.: Fio nº 1. Identifique a que solenóide este fio esta ligado e teste a passagem de corrente. Faça este procedimento nas demais ligações dos solenóides. ATENÇÃO: Antes de iniciar os testes, verifique se os terminais não estão danificados. NOTA: Será implantando sinalizadores tipo LED, na placa de ligações do comando, para checar ofuncionamentoelétricodopaineldecontrole(chaves)atéaplacadeligaçõesdocomando.Terá LED sinalizador inclusive no solenóide do ventilador. Os sinalizadores facilitarão o diagnóstico de defeitos elétrico. Paracadafunçãoacionada,orespectivoLEDdeveráacender,indicandoqueatensãoelétrica está chegando até o comando.
  • 18. 18TREINAMENTO TREINAMENTO JSC INFORMAÇÕES DIVERSAS . CIRCUITO PROTETOR DA MANIPULADORA DO UNIPORT. Foi introduzido um circuito protetor para os contatos elétrico das manipuladoras das barras do UNIPORT. O circuito é de fácil instalação. Oprotetoréduplo,atendendoosdoisladosdamanipuladora.Utiliza-se2protetorespormáquina, um para cada manipulador. A instalação é simples. Basta instalar os dois fios de uma mesma cor em cada contato, junto com os fios que estão ligados. (Para as máquinas do campo, segue folheto explicativo). Posicionamento dos fios - lado esquerdo: superior:azul/vermelho-verdepreto,mais dois fios de cor marrom Inferior:azul-verde/preto,maisdoisfiosde cor preto Parafusodefixação domanipulador Posicionamento dos fios - lado direito: superior:laranja/vermelho-verde/preto, mais dois fios de cor marrom Inferior:laranja-verde/preto,maisdois fios de cor preto Protetor Manipulador Protetor 4691 PAINEL DO COMANDO HIDRÁULICO CHAVESDEACIONAMENTO ANGULAR(manipulador) 4680 INSTRUÇÕES DE MONTAGEM DO PROTETOR DO MANIPULADOR - Retire os parafusos de fixação do manipulador. NOTA: Durante a desmontagem, esteja atentoaoposicionamentocorretodosfios. -Instaleoprotetordomanipulador,ligando os fios de acordo com a figura abaixo. - Prenda o protetor ao chicote. - Instale novamente o manipulador ao pai- nel
  • 19. 19 TREINAMENTO TREINAMENTO JSC MEDIDOR DE VAZÃO. O novo medidor de vazão possuiosmancaisdahélice na cor azul, e podem ser substiuidosseparadamente. COMENTÁRIOS DIVERSOS VOLUME DO TANQUE DA ADVANCE. Clientes no PARANÁ reclamaram que o volume do marcador da ADVANCE, estava diferente da marcação de volume do JSC-5000. Colocando 2000 litros de água no tanque, no display do computador pode aparecer por exemplo, 2150 litros. Foi constatado na máquina que o medidor de vazão estava descalibrado, com constante errada. O cliente estava trabalhando com aprox. 13 litros por minuto em toda a barra, com velocidade de 7 km/h e 60 litros/ha. Então como a utilização estava próxima do limite do medidor de vazão, que é 10 litros por minuto, devemos calibrar o medidor para esta faixa. Para que não haja problemas deste tipo é importante que o medidor de vazão seja calibrado nas trocas de bicos. Esta diferença é normal porque estamos trabalhando bem próximo do limite mínimo do medidor. ÁREA TRABALHADA ReclamaçãoqueoUNIPORTregistrou20kmdedistanciapercorridaeseafaixadetrabalhoé21,5 metros, 20.000 x 21,5 = 43.000 m2 = 43 ha. E o UNIPORT registrou aprox. 41 ha. Observe que se trabalhamos sempre com os 4 segmentos abertos a faixa será de 21,5 metros. Mas se trabalharmos algum trecho com algum segmento fechado, a distancia percorrida será a mesma e a área trabalhada será ,menor. Podemos afirmar que para um percurso de 20.000 metros, a área trabalhada foi de 41 ha, então podemos conhecer o rendimento operacional da área. FALHAS ELÉTRICAS DOS CHICOTES. TivemosumcasodeumamáquinaUNIPORTquenãoconfirmaofimdecurso,causadoporumerro no chicote do comando. No teste do motor, acionando a chave para mais o motor aumenta a pressão até o final do curso e não indica fim de curso no computador. Diminuindo a pressão, o computador indica imediatamente a falta de pressão. Estafaltandoumfioverdecomlistrabranca,nochicotedocomando,queindicaparaocomputador, a situação dos fim de curso. Neste caso, devemos trocar o chicote. MEDIDOR DE VAZÃO ATUAL ANTERIOR