SlideShare uma empresa Scribd logo
Versículo chave – “ Quem tem ouvidos ouça o
que o Espírito diz às igrejas” (Ap 3.6).
Leia em sua Bíblia
Nesta semana você concluirá a sua turnê
pelas sete igrejas da Ásia, às quais Jesus
destinou sete cartas. Esteja com os ouvidos
abertos ao que diz o Espírito Santo, e compare
sua vida à destas igrejas, vendo o que aprova e
o que desaprova.
Sardes, a igreja das obras imperfeitas
Deus não deu DEZ para o trabalho dos crentes
de Sardes. Certamente não faziam o serviço de
Deus com a devida dedicação. Ou talvez
quisessem apenas mostrar-se importante em seus
cargos, em vez de ter como único objetivo o
agrado de Deus. Além disso, juntamente com as
coisas boas, faziam também coisas que
desagradavam a Deus, e isto tornava as suas
obras falhas, imperfeitas aos olhos do Senhor (Ap
3.2)
Que nota você acha que Deus daria ao trabalho
que você faz para Ele?
Vivo-morto
Aparentemente, a igreja de Sardes era uma
boa igreja. Muita gente os elogiava, admirava
as suas atividades, o seu dinamismo, e talvez
até a chamasse de “igreja viva”. Mas Jesus,
que enxerga as coisas por dentro, não lhes fez
elogio nenhum. Ao contrário, disse que o
pastor tinha nome de vivo, mas estava morto;
e a igreja estava prestes a morrer! (3.1,2). Jesus
estava falando da morte espiritual, causada
pelo pecado (Rm 6.12; Ef 2.1ª). Não permita
que o envolvimento com as coisas erradas
roube de você a vida eterna.
Vestes brancas
Ainda havia um grupo na igreja de Sardes que
não se contaminara com o pecado. As suas roupas
espirituais continuam limpas (Ap3.4). A
promessa de Jesus para estes vencedores foi:”será
vestido de vestes brancas” (v5).
Na antiguidade, o linho branco era um luxo
somente permitido aos príncipes e sacerdotes. No
céu, como sacerdote de Cristo e filho do Rei, você
terá direito a estas vestes, que representam a
justiça e a pureza do Senhor, concedidas a você.
Para isto você deve conservar santo o seu caráter,
e demonstrar na sua vida a pureza da vida de
Cristo.
Vivo-morto
Aparentemente, a igreja de Sardes era uma
boa igreja. Muita gente os elogiava, admirava
as suas atividades, o seu dinamismo, e talvez
até a chamasse de “igreja viva”. Mas Jesus,
que enxerga as coisas por dentro, não lhes fez
elogio nenhum. Ao contrário, disse que o
pastor tinha nome de vivo, mas estava morto;
e a igreja estava prestes a morrer! (3.1,2). Jesus
estava falando da morte espiritual, causada
pelo pecado (Rm 6.12; Ef 2.1ª). Não permita
que o envolvimento com as coisas erradas
roube de você a vida eterna.
Um prêmio para os vivos
Há no céu um livro chamado “livro da vida”, onde
estão os nomes de todos os que receberam de Cristo a
vida eterna. Se alguém se afasta de Cristo, perde a
vida eterna e tem o seu nome riscado desse livro. Mas
ao vencedor, que conservar a vida eterna, Jesus
garantiu: “de maneira nenhuma riscarei o seu nome
do livro da vida” (v.5).
No tempo de João, era muito importante para os
israelitas terem o seu nome escrito no livro de registro
dos cidadãos. Se alguém cometia um crime grave,
como a traição, seu nome era riscado do livro, e ele
perdia a cidadania.
Você não quer perder os privilégios de cidadão do
céu, quer? Então se conserve fiel ao Senhor, e Ele terá
prazer em pronunciar o seu nome diante de Deus.
Filadélfia, a Igreja do amor fraterno
O nome Filadélfia significa “amor fraternal”, e
Jesus fez uma declaração de amor a esta
igreja. Ele queria que os perseguidores
daqueles crentes soubessem o quanto eles
eram amados por Deus (Ap 3.9). Você tem
sofrido algum tipo de perseguição? Não fique
triste; cedo ou tarde, seus perseguidos
reconhecerão o quanto você é especial para
Deus.
Fraco, mas fiel
Os crentes de Filadélfia tinham pouca
força; sua igreja era pequena, e talvez não
fossem ricos, nem possuíssem influência
social e política. Contudo mantiveram-se fiéis
a Cristo, obedecendo a sua Palavra e não lhe
negando o nome, apesar das perseguições
(v8).
Você pode ser minoria em sua escola ou
em seu trabalho; pobre, e até debilitado
fisicamente. Mas isto não o impede de
demonstrar a sua fé em Cristo e viver uma
vida santa.
Entre, a porta está aberta
Jesus – que tem a chave, abre e ninguém fecha
– havia aberto uma porta diante dos crentes da
Filadélfia, e eles deviam entrar por ela.
Provavelmente esta porta era uma oportunidade
para que eles evangelizassem. E quando Deus
abre uma porta na nossa vida, não há oposição
que consiga fechá-la.
Que portas Jesus têm aberto para você? Uma
porta para evangelizar sua família? Seus amigos?
Uma porta para fazer um seminário, ou mesmo
para o estudo secular? Uma porta para o trabalho
material? Uma porta para ajudar alguém? Não
ignore as portas que Deus abre em sua vida.
Entre por elas!
Bem guardado
Aos que lhe obedecem a palavra, Jesus
promete guardar da Grande Tribulação que
virá sobre a terra (v. 10). Neste dia, os salvos
estarão com Ele no céu.
A recomendação do Senhor é que você
cuide para não perder a sua salvação; que
você guarde bem as coisas boas que recebeu e
aprendeu dele, a fim de que ninguém lhe
tome a coroa – o prêmio da vida eterna (v.11).
Coluna inabalável
Filadélfia ficava numa região de
frequentes terremotos, que abalavam as
construções, fazendo-as rachar e até ruir.
Quantas colunas de templos pagãos não
vieram abaixo naqueles terremotos...
Porém como vencedor em Cristo, você se
tornará uma coluna inabalável no templo
espiritual do Deus Vivo (v. 11). No céu, Deus
é o próprio templo (Ap 21.22), e como coluna
desse templo, você estará permanentemente
unido a Ele.
Três nomes especiais
Na Filadélfia, os cidadãos fiéis ao estado
eram honrados com a inscrição dos seus
nomes nas colunas dos templos. Você, que
como vencedor se tornará uma coluna no
templo de Deus, receberá a inscrição do nome
de Deus, do nome da cidade de Deus, a nova
Jerusalém, e do novo nome de Jesus (v. 11).
Isto identificará você como alguém que
pertence a Deus, é cidadão do céu, e é
transformado segundo a imagem de Cristo.
Laudicéia, a igreja morna
A repreensão à igreja de Laodicéia é a mais severa das
sete cartas. Não houve nenhum elogio para ela.
Quente ou frio?
Os crentes de Laodicéia tinham perdido o fervor
espiritual. Não eram entusiasmados na pregação da
palavra, e Enem zelosos em obedecê-la. Na verdade eram
apenas “meio crentes”. Estavam na igreja, mas também
participavam das coisas pecaminosas.
Não eram “frios” para com o Senhor, porque não o
rejeitavam total e abertamente. Também não eram
“quentes” porque não se consagravam fervorosamente a
Ele. Eram como as águas das fontes termais daquela região
que, depois de correr pelo aqueduto, tornavam-se mornas.
Você já experimentou tomar água morna?Dizem que
provoca vômito. É isso o que Jesus fará aos crentes
mornos; vomitá-los-á porque não pode suportá-los (Ap
3.15).
Qual é a sua temperatura spiritual? Melhor ser quente!
Pobre, cego, nu
Esta era a triste condição dos crentes de Laodicéia. Só que eles
não sabiam disso (v.17). Orgulhavam-se de serem ricos e de nada
precisarem. Porém espiritualmente eram miseráveis; suas almas
estavam famintas de Deus. Envolvidos com as coisas materiais e
com os pecados da sociedade em que viviam, não buscavam os
bens espirituais em Jesus.
Possuíam escola de medicina e fabricavam medicamentos
oftalmológicos. Mas não tinham remédios para a sua cegueira
espiritual; não enxergavam a triste condição de suas almas.
Confeccionavam e exportavam roupas de lã. Certamente os
crentes daquela igreja assistiam aos cultos elegantemente
vestidos. Porém espiritualmente estavam nus; a vergonha de
seus pecados ficava exposta aos olhos de Deus.
Tomara que a sua condição espiritual seja bem diferente da
dos laodicenses, mas em todo caso, você pode seguir o conselho
do Senhor para eles: comprar de Jesus ouro refinado no fogo – as
riquezas espirituais; vestes brancas – justiça e santidade; e
colírio para os olhos – a iluminação do Espírito Santo (v. 18).
Abra a porta
Parece que a igreja de Laodicéia tinha deixado
Jesus do lado de fora. Amorosamente, ele estava
batendo à porta; se eles abrissem,
experimentariam a comunhão com o Senhor (v.
19,20).
Jesus tem batido à porta do seu coração? De
que modo? Através de uma pregação? Por meio da
lição da escola dominical? Mediante uma doença,
um motivo de tristeza? Através de uma vitória,
um motivo de alegria? Não resista; abra-lhe a
porta. Você se tornará um vencedor com o direito a
sentar-se no trono com ele, isto é, participar do seu
reinado (v 21).
Conclusão
Que o seu trabalho seja perfeito diante de
Deus. Que você conserve as vestes brancas da
santidade, desfrute das riquezas espirituais, e
tenha os olhos abertos para as coisas divinas.
Que você se aprese a entrar pelas portas que
Jesus lhe abrir, e mantenha sempre aberta
para Ele a porta da sua vida.
Atividades
Responda as perguntas abaixo numa folha à parte,
em forma de redação.
--- Imagina que você viva no tempo de João, e
acabou de chegar à Ásia Menor. Você fez uma
turnê pelas sete igrejas da localidade, e agora vai
escolher uma para congregar.
* Qual delas escolheria? Por quê?
* Com qual delas você mais se identificou? Por quê?
* Qual, ou quais, dos “puxões de orelhas” se
aplicaram a você? O que você tem feito para
mudar?
* Todos os prêmios do vencedor podem ser seus,
mas, se tivesse de escolher apenas um. Qual deles
escolheria? Por quê?

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

O Que Você Precisa Saber Sobre A Igreja
O Que Você Precisa Saber Sobre A IgrejaO Que Você Precisa Saber Sobre A Igreja
O Que Você Precisa Saber Sobre A Igreja
igrejanorecife
 
Doutrina multiformidade cristã
Doutrina  multiformidade cristãDoutrina  multiformidade cristã
Doutrina multiformidade cristã
Joel Silva
 
Estudos pastores fiéis e infiéis
Estudos  pastores fiéis e infiéisEstudos  pastores fiéis e infiéis
Estudos pastores fiéis e infiéis
Joel Silva
 
Doutrina i corintios
Doutrina  i corintiosDoutrina  i corintios
Doutrina i corintios
Joel Silva
 
A bênção apostólica
A bênção apostólicaA bênção apostólica
A bênção apostólica
Profetico Atos
 
Sete cartas de Jesus e suas mensagens esquecidas
Sete cartas de Jesus e suas mensagens esquecidasSete cartas de Jesus e suas mensagens esquecidas
Sete cartas de Jesus e suas mensagens esquecidas
E. M. Silva
 
Éfeso - A Igreja que perdeu o primeiro amor
Éfeso - A Igreja que perdeu o primeiro amorÉfeso - A Igreja que perdeu o primeiro amor
Éfeso - A Igreja que perdeu o primeiro amor
Elder Moraes
 
Eis que venho sem demora - Lição 05 - Tiatira - O perigo do comprometimento
Eis que venho sem demora - Lição 05 - Tiatira - O perigo do comprometimentoEis que venho sem demora - Lição 05 - Tiatira - O perigo do comprometimento
Eis que venho sem demora - Lição 05 - Tiatira - O perigo do comprometimento
Sergio Silva
 
ÉFESO A IGREJA QUE ABANDONOU O PRIMEIRO AMOR.
ÉFESO A IGREJA QUE ABANDONOU O PRIMEIRO AMOR.ÉFESO A IGREJA QUE ABANDONOU O PRIMEIRO AMOR.
ÉFESO A IGREJA QUE ABANDONOU O PRIMEIRO AMOR.
Elias Farias
 
04 as cartas às sete igrejas
04   as cartas às sete igrejas04   as cartas às sete igrejas
04 as cartas às sete igrejas
Diego Fortunatto
 
Romanos 16
Romanos   16Romanos   16
Romanos 16
Joel Silva
 
Lição_1212016_A igreja militante_GGR
Lição_1212016_A igreja militante_GGRLição_1212016_A igreja militante_GGR
Lição_1212016_A igreja militante_GGR
Gerson G. Ramos
 
“Prossigo para o alvo”
“Prossigo para o alvo”“Prossigo para o alvo”
“Prossigo para o alvo”
JUERP
 
As sete cartas éfeso pr. albino
As sete cartas éfeso   pr. albinoAs sete cartas éfeso   pr. albino
As sete cartas éfeso pr. albino
Chicao Filho
 
Em busca do Primeiro Amor - Éfeso
Em busca do Primeiro Amor - ÉfesoEm busca do Primeiro Amor - Éfeso
Em busca do Primeiro Amor - Éfeso
Ipi Machado
 
Lição 07 Livro Apocalipse
Lição 07 Livro Apocalipse Lição 07 Livro Apocalipse
Lição 07 Livro Apocalipse
Escola Bíblica Sem Fronteiras
 
Apoc7
Apoc7Apoc7
Lição 6 tiatira a igreja tolerante
Lição 6 tiatira a igreja toleranteLição 6 tiatira a igreja tolerante
Lição 6 tiatira a igreja tolerante
Jose Ventura
 
LIção 13 - O cultivo das relações interpessoais
LIção 13 - O cultivo das relações interpessoaisLIção 13 - O cultivo das relações interpessoais
LIção 13 - O cultivo das relações interpessoais
Ailton da Silva
 
Estudos vocação e ministério
Estudos  vocação e ministérioEstudos  vocação e ministério
Estudos vocação e ministério
Joel Silva
 

Mais procurados (20)

O Que Você Precisa Saber Sobre A Igreja
O Que Você Precisa Saber Sobre A IgrejaO Que Você Precisa Saber Sobre A Igreja
O Que Você Precisa Saber Sobre A Igreja
 
Doutrina multiformidade cristã
Doutrina  multiformidade cristãDoutrina  multiformidade cristã
Doutrina multiformidade cristã
 
Estudos pastores fiéis e infiéis
Estudos  pastores fiéis e infiéisEstudos  pastores fiéis e infiéis
Estudos pastores fiéis e infiéis
 
Doutrina i corintios
Doutrina  i corintiosDoutrina  i corintios
Doutrina i corintios
 
A bênção apostólica
A bênção apostólicaA bênção apostólica
A bênção apostólica
 
Sete cartas de Jesus e suas mensagens esquecidas
Sete cartas de Jesus e suas mensagens esquecidasSete cartas de Jesus e suas mensagens esquecidas
Sete cartas de Jesus e suas mensagens esquecidas
 
Éfeso - A Igreja que perdeu o primeiro amor
Éfeso - A Igreja que perdeu o primeiro amorÉfeso - A Igreja que perdeu o primeiro amor
Éfeso - A Igreja que perdeu o primeiro amor
 
Eis que venho sem demora - Lição 05 - Tiatira - O perigo do comprometimento
Eis que venho sem demora - Lição 05 - Tiatira - O perigo do comprometimentoEis que venho sem demora - Lição 05 - Tiatira - O perigo do comprometimento
Eis que venho sem demora - Lição 05 - Tiatira - O perigo do comprometimento
 
ÉFESO A IGREJA QUE ABANDONOU O PRIMEIRO AMOR.
ÉFESO A IGREJA QUE ABANDONOU O PRIMEIRO AMOR.ÉFESO A IGREJA QUE ABANDONOU O PRIMEIRO AMOR.
ÉFESO A IGREJA QUE ABANDONOU O PRIMEIRO AMOR.
 
04 as cartas às sete igrejas
04   as cartas às sete igrejas04   as cartas às sete igrejas
04 as cartas às sete igrejas
 
Romanos 16
Romanos   16Romanos   16
Romanos 16
 
Lição_1212016_A igreja militante_GGR
Lição_1212016_A igreja militante_GGRLição_1212016_A igreja militante_GGR
Lição_1212016_A igreja militante_GGR
 
“Prossigo para o alvo”
“Prossigo para o alvo”“Prossigo para o alvo”
“Prossigo para o alvo”
 
As sete cartas éfeso pr. albino
As sete cartas éfeso   pr. albinoAs sete cartas éfeso   pr. albino
As sete cartas éfeso pr. albino
 
Em busca do Primeiro Amor - Éfeso
Em busca do Primeiro Amor - ÉfesoEm busca do Primeiro Amor - Éfeso
Em busca do Primeiro Amor - Éfeso
 
Lição 07 Livro Apocalipse
Lição 07 Livro Apocalipse Lição 07 Livro Apocalipse
Lição 07 Livro Apocalipse
 
Apoc7
Apoc7Apoc7
Apoc7
 
Lição 6 tiatira a igreja tolerante
Lição 6 tiatira a igreja toleranteLição 6 tiatira a igreja tolerante
Lição 6 tiatira a igreja tolerante
 
LIção 13 - O cultivo das relações interpessoais
LIção 13 - O cultivo das relações interpessoaisLIção 13 - O cultivo das relações interpessoais
LIção 13 - O cultivo das relações interpessoais
 
Estudos vocação e ministério
Estudos  vocação e ministérioEstudos  vocação e ministério
Estudos vocação e ministério
 

Destaque

2 - respostas biblicas para os grandes problemas
2 - respostas biblicas para os grandes problemas2 - respostas biblicas para os grandes problemas
2 - respostas biblicas para os grandes problemas
Pibatef Primeira Igreja Batista
 
CURSO DE TEOLOGIA
CURSO DE TEOLOGIACURSO DE TEOLOGIA
CURSO DE TEOLOGIA
Markson Cézar
 
Apresentação fatec nov_2015 (1)_oficial
Apresentação  fatec nov_2015 (1)_oficialApresentação  fatec nov_2015 (1)_oficial
Apresentação fatec nov_2015 (1)_oficial
Felipe Picarelli
 
10. 2a. epístola de paulo aos corintios
10. 2a. epístola de paulo aos corintios10. 2a. epístola de paulo aos corintios
10. 2a. epístola de paulo aos corintios
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
Cap 20 origem, conceitos e caracteristicas das religiões
Cap 20 origem, conceitos e caracteristicas das religiõesCap 20 origem, conceitos e caracteristicas das religiões
Cap 20 origem, conceitos e caracteristicas das religiões
Joao Balbi
 
A origem da mitologia grega
A origem da mitologia gregaA origem da mitologia grega
A origem da mitologia grega
João Amorim
 
Reforma protestante e contra reforma
Reforma protestante e contra reformaReforma protestante e contra reforma
Reforma protestante e contra reforma
Fatima Freitas
 
Principais Religiões do Mundo
Principais Religiões do MundoPrincipais Religiões do Mundo
Principais Religiões do Mundo
Alex Ferreira dos Santos
 
Mitologia Grega
Mitologia GregaMitologia Grega
Mitologia Grega
2Susana
 
Deuses Gregos
Deuses GregosDeuses Gregos
Deuses Gregos
momengtonoticia
 
A Origem Das Religiões
A Origem Das ReligiõesA Origem Das Religiões
A Origem Das Religiões
Alexandre Ernest
 
Mitologia Grega
Mitologia GregaMitologia Grega
Mitologia Grega
Sílvia Mendonça
 
Mitologia grega
Mitologia gregaMitologia grega
Reforma protestante slide
Reforma protestante slideReforma protestante slide
Reforma protestante slide
Eduardo Gomes
 
LIÇÃO 01 - ESCATOLOGIA, O ESTUDO DAS ÚLTIMAS COISAS
LIÇÃO 01 - ESCATOLOGIA, O ESTUDO DAS ÚLTIMAS COISASLIÇÃO 01 - ESCATOLOGIA, O ESTUDO DAS ÚLTIMAS COISAS
LIÇÃO 01 - ESCATOLOGIA, O ESTUDO DAS ÚLTIMAS COISAS
Polícia Militar do Estado do Tocantins
 

Destaque (15)

2 - respostas biblicas para os grandes problemas
2 - respostas biblicas para os grandes problemas2 - respostas biblicas para os grandes problemas
2 - respostas biblicas para os grandes problemas
 
CURSO DE TEOLOGIA
CURSO DE TEOLOGIACURSO DE TEOLOGIA
CURSO DE TEOLOGIA
 
Apresentação fatec nov_2015 (1)_oficial
Apresentação  fatec nov_2015 (1)_oficialApresentação  fatec nov_2015 (1)_oficial
Apresentação fatec nov_2015 (1)_oficial
 
10. 2a. epístola de paulo aos corintios
10. 2a. epístola de paulo aos corintios10. 2a. epístola de paulo aos corintios
10. 2a. epístola de paulo aos corintios
 
Cap 20 origem, conceitos e caracteristicas das religiões
Cap 20 origem, conceitos e caracteristicas das religiõesCap 20 origem, conceitos e caracteristicas das religiões
Cap 20 origem, conceitos e caracteristicas das religiões
 
A origem da mitologia grega
A origem da mitologia gregaA origem da mitologia grega
A origem da mitologia grega
 
Reforma protestante e contra reforma
Reforma protestante e contra reformaReforma protestante e contra reforma
Reforma protestante e contra reforma
 
Principais Religiões do Mundo
Principais Religiões do MundoPrincipais Religiões do Mundo
Principais Religiões do Mundo
 
Mitologia Grega
Mitologia GregaMitologia Grega
Mitologia Grega
 
Deuses Gregos
Deuses GregosDeuses Gregos
Deuses Gregos
 
A Origem Das Religiões
A Origem Das ReligiõesA Origem Das Religiões
A Origem Das Religiões
 
Mitologia Grega
Mitologia GregaMitologia Grega
Mitologia Grega
 
Mitologia grega
Mitologia gregaMitologia grega
Mitologia grega
 
Reforma protestante slide
Reforma protestante slideReforma protestante slide
Reforma protestante slide
 
LIÇÃO 01 - ESCATOLOGIA, O ESTUDO DAS ÚLTIMAS COISAS
LIÇÃO 01 - ESCATOLOGIA, O ESTUDO DAS ÚLTIMAS COISASLIÇÃO 01 - ESCATOLOGIA, O ESTUDO DAS ÚLTIMAS COISAS
LIÇÃO 01 - ESCATOLOGIA, O ESTUDO DAS ÚLTIMAS COISAS
 

Semelhante a LIÇÃO 4

Atos 16
Atos 16Atos 16
Atos 16
Cleo Amaral
 
A carta à igreja de filadelfia
A carta à igreja de filadelfiaA carta à igreja de filadelfia
A carta à igreja de filadelfia
Carlos Nazareth
 
Qual a condição da iasd nos últimos dias
Qual a condição da iasd nos últimos diasQual a condição da iasd nos últimos dias
Qual a condição da iasd nos últimos dias
José Silva
 
Sobre a palavra de deus
Sobre a palavra de deusSobre a palavra de deus
Sobre a palavra de deus
Cassia Martins
 
O que é a santificacao
O que é a santificacaoO que é a santificacao
O que é a santificacao
Pastor Robson Colaço
 
Remanescente 4 - Entre a Santidade e a Verdade
Remanescente 4 - Entre a Santidade e a VerdadeRemanescente 4 - Entre a Santidade e a Verdade
Remanescente 4 - Entre a Santidade e a Verdade
Walter Mendes
 
Lição 8 - Filadélfia, a igreja do amor perfeito
Lição 8 - Filadélfia, a igreja do amor perfeitoLição 8 - Filadélfia, a igreja do amor perfeito
Lição 8 - Filadélfia, a igreja do amor perfeito
Ailton da Silva
 
BOLETIM PIB JOINVILLE 11/08/2013
BOLETIM PIB JOINVILLE 11/08/2013BOLETIM PIB JOINVILLE 11/08/2013
BOLETIM PIB JOINVILLE 11/08/2013
Primeira Igreja Batista de Joinville
 
Citações de ellen g. white que o seu pastor não faz a menor questão que você ...
Citações de ellen g. white que o seu pastor não faz a menor questão que você ...Citações de ellen g. white que o seu pastor não faz a menor questão que você ...
Citações de ellen g. white que o seu pastor não faz a menor questão que você ...
ASD Remanescentes
 
Lição 08 Livro Apocalipse
Lição 08 Livro Apocalipse Lição 08 Livro Apocalipse
Lição 08 Livro Apocalipse
Escola Bíblica Sem Fronteiras
 
16. como aceita nosso trabalho
16. como aceita nosso trabalho16. como aceita nosso trabalho
16. como aceita nosso trabalho
pohlos
 
Laodicéia, a comunidade cristã do fim dos tempos
Laodicéia, a comunidade cristã do fim dos temposLaodicéia, a comunidade cristã do fim dos tempos
Laodicéia, a comunidade cristã do fim dos tempos
Cláudio Fajardo
 
Citações de ellen g. white que o seu pastor não faz a menor questão que você ...
Citações de ellen g. white que o seu pastor não faz a menor questão que você ...Citações de ellen g. white que o seu pastor não faz a menor questão que você ...
Citações de ellen g. white que o seu pastor não faz a menor questão que você ...
José Silva
 
A. w. pink culto familiar
A. w. pink   culto familiarA. w. pink   culto familiar
A. w. pink culto familiar
Deusdete Soares
 
Igreja, entendendo a e vivendo-a
Igreja, entendendo a e vivendo-aIgreja, entendendo a e vivendo-a
Igreja, entendendo a e vivendo-a
Sabrina Albuquerque
 
Igreja, entendendo a e vivendo-a 2
Igreja, entendendo a e vivendo-a 2Igreja, entendendo a e vivendo-a 2
Igreja, entendendo a e vivendo-a 2
Sabrina Albuquerque
 
LAODICÉIA.pptx
LAODICÉIA.pptxLAODICÉIA.pptx
LAODICÉIA.pptx
MarcioVictor6
 
Liç reavivamento: nossa grande necessidade 132013
Liç reavivamento: nossa grande necessidade 132013Liç reavivamento: nossa grande necessidade 132013
Liç reavivamento: nossa grande necessidade 132013
Gerson G. Ramos
 
Aorigemocultadossmolosnaigrejaadventista 130319183638-phpapp01
Aorigemocultadossmolosnaigrejaadventista 130319183638-phpapp01Aorigemocultadossmolosnaigrejaadventista 130319183638-phpapp01
Aorigemocultadossmolosnaigrejaadventista 130319183638-phpapp01
Joao Jose
 
"A súplica de um justo pode muito na sua atuação"
"A súplica de um justo pode muito na sua atuação""A súplica de um justo pode muito na sua atuação"
"A súplica de um justo pode muito na sua atuação"
JUERP
 

Semelhante a LIÇÃO 4 (20)

Atos 16
Atos 16Atos 16
Atos 16
 
A carta à igreja de filadelfia
A carta à igreja de filadelfiaA carta à igreja de filadelfia
A carta à igreja de filadelfia
 
Qual a condição da iasd nos últimos dias
Qual a condição da iasd nos últimos diasQual a condição da iasd nos últimos dias
Qual a condição da iasd nos últimos dias
 
Sobre a palavra de deus
Sobre a palavra de deusSobre a palavra de deus
Sobre a palavra de deus
 
O que é a santificacao
O que é a santificacaoO que é a santificacao
O que é a santificacao
 
Remanescente 4 - Entre a Santidade e a Verdade
Remanescente 4 - Entre a Santidade e a VerdadeRemanescente 4 - Entre a Santidade e a Verdade
Remanescente 4 - Entre a Santidade e a Verdade
 
Lição 8 - Filadélfia, a igreja do amor perfeito
Lição 8 - Filadélfia, a igreja do amor perfeitoLição 8 - Filadélfia, a igreja do amor perfeito
Lição 8 - Filadélfia, a igreja do amor perfeito
 
BOLETIM PIB JOINVILLE 11/08/2013
BOLETIM PIB JOINVILLE 11/08/2013BOLETIM PIB JOINVILLE 11/08/2013
BOLETIM PIB JOINVILLE 11/08/2013
 
Citações de ellen g. white que o seu pastor não faz a menor questão que você ...
Citações de ellen g. white que o seu pastor não faz a menor questão que você ...Citações de ellen g. white que o seu pastor não faz a menor questão que você ...
Citações de ellen g. white que o seu pastor não faz a menor questão que você ...
 
Lição 08 Livro Apocalipse
Lição 08 Livro Apocalipse Lição 08 Livro Apocalipse
Lição 08 Livro Apocalipse
 
16. como aceita nosso trabalho
16. como aceita nosso trabalho16. como aceita nosso trabalho
16. como aceita nosso trabalho
 
Laodicéia, a comunidade cristã do fim dos tempos
Laodicéia, a comunidade cristã do fim dos temposLaodicéia, a comunidade cristã do fim dos tempos
Laodicéia, a comunidade cristã do fim dos tempos
 
Citações de ellen g. white que o seu pastor não faz a menor questão que você ...
Citações de ellen g. white que o seu pastor não faz a menor questão que você ...Citações de ellen g. white que o seu pastor não faz a menor questão que você ...
Citações de ellen g. white que o seu pastor não faz a menor questão que você ...
 
A. w. pink culto familiar
A. w. pink   culto familiarA. w. pink   culto familiar
A. w. pink culto familiar
 
Igreja, entendendo a e vivendo-a
Igreja, entendendo a e vivendo-aIgreja, entendendo a e vivendo-a
Igreja, entendendo a e vivendo-a
 
Igreja, entendendo a e vivendo-a 2
Igreja, entendendo a e vivendo-a 2Igreja, entendendo a e vivendo-a 2
Igreja, entendendo a e vivendo-a 2
 
LAODICÉIA.pptx
LAODICÉIA.pptxLAODICÉIA.pptx
LAODICÉIA.pptx
 
Liç reavivamento: nossa grande necessidade 132013
Liç reavivamento: nossa grande necessidade 132013Liç reavivamento: nossa grande necessidade 132013
Liç reavivamento: nossa grande necessidade 132013
 
Aorigemocultadossmolosnaigrejaadventista 130319183638-phpapp01
Aorigemocultadossmolosnaigrejaadventista 130319183638-phpapp01Aorigemocultadossmolosnaigrejaadventista 130319183638-phpapp01
Aorigemocultadossmolosnaigrejaadventista 130319183638-phpapp01
 
"A súplica de um justo pode muito na sua atuação"
"A súplica de um justo pode muito na sua atuação""A súplica de um justo pode muito na sua atuação"
"A súplica de um justo pode muito na sua atuação"
 

Mais de Luciana Viana

Lição 8slid
Lição 8slidLição 8slid
Lição 8slid
Luciana Viana
 
Lição 13
Lição 13Lição 13
Lição 13
Luciana Viana
 
Lição 12 APOCALIPSE
Lição 12 APOCALIPSELição 12 APOCALIPSE
Lição 12 APOCALIPSE
Luciana Viana
 
Lição 11APOCALISPE
Lição 11APOCALISPELição 11APOCALISPE
Lição 11APOCALISPE
Luciana Viana
 
Lição 10 APOCALIPSE
Lição 10 APOCALIPSELição 10 APOCALIPSE
Lição 10 APOCALIPSE
Luciana Viana
 
Lição 9 slid
Lição 9 slidLição 9 slid
Lição 9 slid
Luciana Viana
 
Lição 8slid
Lição 8slidLição 8slid
Lição 8slid
Luciana Viana
 
Lição 7 APOCALIPSE
Lição 7 APOCALIPSELição 7 APOCALIPSE
Lição 7 APOCALIPSE
Luciana Viana
 
Lição 6 DO LIVRO DE APOCALIPSE
Lição 6 DO LIVRO DE APOCALIPSELição 6 DO LIVRO DE APOCALIPSE
Lição 6 DO LIVRO DE APOCALIPSE
Luciana Viana
 
LIÇÃO 5 LIVRO DE APOCALIPSE
LIÇÃO 5 LIVRO DE APOCALIPSELIÇÃO 5 LIVRO DE APOCALIPSE
LIÇÃO 5 LIVRO DE APOCALIPSE
Luciana Viana
 
Liçao 3
Liçao 3 Liçao 3
Liçao 3
Luciana Viana
 
Aula 2 apocalipse
Aula 2  apocalipseAula 2  apocalipse
Aula 2 apocalipse
Luciana Viana
 
Introdução AO LIVRO DE APOCALIPSE
Introdução AO LIVRO DE APOCALIPSEIntrodução AO LIVRO DE APOCALIPSE
Introdução AO LIVRO DE APOCALIPSE
Luciana Viana
 
Apocaliplição 1
Apocaliplição 1Apocaliplição 1
Apocaliplição 1
Luciana Viana
 

Mais de Luciana Viana (14)

Lição 8slid
Lição 8slidLição 8slid
Lição 8slid
 
Lição 13
Lição 13Lição 13
Lição 13
 
Lição 12 APOCALIPSE
Lição 12 APOCALIPSELição 12 APOCALIPSE
Lição 12 APOCALIPSE
 
Lição 11APOCALISPE
Lição 11APOCALISPELição 11APOCALISPE
Lição 11APOCALISPE
 
Lição 10 APOCALIPSE
Lição 10 APOCALIPSELição 10 APOCALIPSE
Lição 10 APOCALIPSE
 
Lição 9 slid
Lição 9 slidLição 9 slid
Lição 9 slid
 
Lição 8slid
Lição 8slidLição 8slid
Lição 8slid
 
Lição 7 APOCALIPSE
Lição 7 APOCALIPSELição 7 APOCALIPSE
Lição 7 APOCALIPSE
 
Lição 6 DO LIVRO DE APOCALIPSE
Lição 6 DO LIVRO DE APOCALIPSELição 6 DO LIVRO DE APOCALIPSE
Lição 6 DO LIVRO DE APOCALIPSE
 
LIÇÃO 5 LIVRO DE APOCALIPSE
LIÇÃO 5 LIVRO DE APOCALIPSELIÇÃO 5 LIVRO DE APOCALIPSE
LIÇÃO 5 LIVRO DE APOCALIPSE
 
Liçao 3
Liçao 3 Liçao 3
Liçao 3
 
Aula 2 apocalipse
Aula 2  apocalipseAula 2  apocalipse
Aula 2 apocalipse
 
Introdução AO LIVRO DE APOCALIPSE
Introdução AO LIVRO DE APOCALIPSEIntrodução AO LIVRO DE APOCALIPSE
Introdução AO LIVRO DE APOCALIPSE
 
Apocaliplição 1
Apocaliplição 1Apocaliplição 1
Apocaliplição 1
 

LIÇÃO 4

  • 1.
  • 2. Versículo chave – “ Quem tem ouvidos ouça o que o Espírito diz às igrejas” (Ap 3.6). Leia em sua Bíblia Nesta semana você concluirá a sua turnê pelas sete igrejas da Ásia, às quais Jesus destinou sete cartas. Esteja com os ouvidos abertos ao que diz o Espírito Santo, e compare sua vida à destas igrejas, vendo o que aprova e o que desaprova.
  • 3. Sardes, a igreja das obras imperfeitas Deus não deu DEZ para o trabalho dos crentes de Sardes. Certamente não faziam o serviço de Deus com a devida dedicação. Ou talvez quisessem apenas mostrar-se importante em seus cargos, em vez de ter como único objetivo o agrado de Deus. Além disso, juntamente com as coisas boas, faziam também coisas que desagradavam a Deus, e isto tornava as suas obras falhas, imperfeitas aos olhos do Senhor (Ap 3.2) Que nota você acha que Deus daria ao trabalho que você faz para Ele?
  • 4.
  • 5. Vivo-morto Aparentemente, a igreja de Sardes era uma boa igreja. Muita gente os elogiava, admirava as suas atividades, o seu dinamismo, e talvez até a chamasse de “igreja viva”. Mas Jesus, que enxerga as coisas por dentro, não lhes fez elogio nenhum. Ao contrário, disse que o pastor tinha nome de vivo, mas estava morto; e a igreja estava prestes a morrer! (3.1,2). Jesus estava falando da morte espiritual, causada pelo pecado (Rm 6.12; Ef 2.1ª). Não permita que o envolvimento com as coisas erradas roube de você a vida eterna.
  • 6.
  • 7. Vestes brancas Ainda havia um grupo na igreja de Sardes que não se contaminara com o pecado. As suas roupas espirituais continuam limpas (Ap3.4). A promessa de Jesus para estes vencedores foi:”será vestido de vestes brancas” (v5). Na antiguidade, o linho branco era um luxo somente permitido aos príncipes e sacerdotes. No céu, como sacerdote de Cristo e filho do Rei, você terá direito a estas vestes, que representam a justiça e a pureza do Senhor, concedidas a você. Para isto você deve conservar santo o seu caráter, e demonstrar na sua vida a pureza da vida de Cristo.
  • 8.
  • 9. Vivo-morto Aparentemente, a igreja de Sardes era uma boa igreja. Muita gente os elogiava, admirava as suas atividades, o seu dinamismo, e talvez até a chamasse de “igreja viva”. Mas Jesus, que enxerga as coisas por dentro, não lhes fez elogio nenhum. Ao contrário, disse que o pastor tinha nome de vivo, mas estava morto; e a igreja estava prestes a morrer! (3.1,2). Jesus estava falando da morte espiritual, causada pelo pecado (Rm 6.12; Ef 2.1ª). Não permita que o envolvimento com as coisas erradas roube de você a vida eterna.
  • 10.
  • 11. Um prêmio para os vivos Há no céu um livro chamado “livro da vida”, onde estão os nomes de todos os que receberam de Cristo a vida eterna. Se alguém se afasta de Cristo, perde a vida eterna e tem o seu nome riscado desse livro. Mas ao vencedor, que conservar a vida eterna, Jesus garantiu: “de maneira nenhuma riscarei o seu nome do livro da vida” (v.5). No tempo de João, era muito importante para os israelitas terem o seu nome escrito no livro de registro dos cidadãos. Se alguém cometia um crime grave, como a traição, seu nome era riscado do livro, e ele perdia a cidadania. Você não quer perder os privilégios de cidadão do céu, quer? Então se conserve fiel ao Senhor, e Ele terá prazer em pronunciar o seu nome diante de Deus.
  • 12. Filadélfia, a Igreja do amor fraterno O nome Filadélfia significa “amor fraternal”, e Jesus fez uma declaração de amor a esta igreja. Ele queria que os perseguidores daqueles crentes soubessem o quanto eles eram amados por Deus (Ap 3.9). Você tem sofrido algum tipo de perseguição? Não fique triste; cedo ou tarde, seus perseguidos reconhecerão o quanto você é especial para Deus.
  • 13.
  • 14.
  • 15. Fraco, mas fiel Os crentes de Filadélfia tinham pouca força; sua igreja era pequena, e talvez não fossem ricos, nem possuíssem influência social e política. Contudo mantiveram-se fiéis a Cristo, obedecendo a sua Palavra e não lhe negando o nome, apesar das perseguições (v8). Você pode ser minoria em sua escola ou em seu trabalho; pobre, e até debilitado fisicamente. Mas isto não o impede de demonstrar a sua fé em Cristo e viver uma vida santa.
  • 16.
  • 17. Entre, a porta está aberta Jesus – que tem a chave, abre e ninguém fecha – havia aberto uma porta diante dos crentes da Filadélfia, e eles deviam entrar por ela. Provavelmente esta porta era uma oportunidade para que eles evangelizassem. E quando Deus abre uma porta na nossa vida, não há oposição que consiga fechá-la. Que portas Jesus têm aberto para você? Uma porta para evangelizar sua família? Seus amigos? Uma porta para fazer um seminário, ou mesmo para o estudo secular? Uma porta para o trabalho material? Uma porta para ajudar alguém? Não ignore as portas que Deus abre em sua vida. Entre por elas!
  • 18. Bem guardado Aos que lhe obedecem a palavra, Jesus promete guardar da Grande Tribulação que virá sobre a terra (v. 10). Neste dia, os salvos estarão com Ele no céu. A recomendação do Senhor é que você cuide para não perder a sua salvação; que você guarde bem as coisas boas que recebeu e aprendeu dele, a fim de que ninguém lhe tome a coroa – o prêmio da vida eterna (v.11).
  • 19. Coluna inabalável Filadélfia ficava numa região de frequentes terremotos, que abalavam as construções, fazendo-as rachar e até ruir. Quantas colunas de templos pagãos não vieram abaixo naqueles terremotos... Porém como vencedor em Cristo, você se tornará uma coluna inabalável no templo espiritual do Deus Vivo (v. 11). No céu, Deus é o próprio templo (Ap 21.22), e como coluna desse templo, você estará permanentemente unido a Ele.
  • 20. Três nomes especiais Na Filadélfia, os cidadãos fiéis ao estado eram honrados com a inscrição dos seus nomes nas colunas dos templos. Você, que como vencedor se tornará uma coluna no templo de Deus, receberá a inscrição do nome de Deus, do nome da cidade de Deus, a nova Jerusalém, e do novo nome de Jesus (v. 11). Isto identificará você como alguém que pertence a Deus, é cidadão do céu, e é transformado segundo a imagem de Cristo.
  • 21.
  • 22. Laudicéia, a igreja morna A repreensão à igreja de Laodicéia é a mais severa das sete cartas. Não houve nenhum elogio para ela. Quente ou frio? Os crentes de Laodicéia tinham perdido o fervor espiritual. Não eram entusiasmados na pregação da palavra, e Enem zelosos em obedecê-la. Na verdade eram apenas “meio crentes”. Estavam na igreja, mas também participavam das coisas pecaminosas. Não eram “frios” para com o Senhor, porque não o rejeitavam total e abertamente. Também não eram “quentes” porque não se consagravam fervorosamente a Ele. Eram como as águas das fontes termais daquela região que, depois de correr pelo aqueduto, tornavam-se mornas. Você já experimentou tomar água morna?Dizem que provoca vômito. É isso o que Jesus fará aos crentes mornos; vomitá-los-á porque não pode suportá-los (Ap 3.15). Qual é a sua temperatura spiritual? Melhor ser quente!
  • 23.
  • 24.
  • 25. Pobre, cego, nu Esta era a triste condição dos crentes de Laodicéia. Só que eles não sabiam disso (v.17). Orgulhavam-se de serem ricos e de nada precisarem. Porém espiritualmente eram miseráveis; suas almas estavam famintas de Deus. Envolvidos com as coisas materiais e com os pecados da sociedade em que viviam, não buscavam os bens espirituais em Jesus. Possuíam escola de medicina e fabricavam medicamentos oftalmológicos. Mas não tinham remédios para a sua cegueira espiritual; não enxergavam a triste condição de suas almas. Confeccionavam e exportavam roupas de lã. Certamente os crentes daquela igreja assistiam aos cultos elegantemente vestidos. Porém espiritualmente estavam nus; a vergonha de seus pecados ficava exposta aos olhos de Deus. Tomara que a sua condição espiritual seja bem diferente da dos laodicenses, mas em todo caso, você pode seguir o conselho do Senhor para eles: comprar de Jesus ouro refinado no fogo – as riquezas espirituais; vestes brancas – justiça e santidade; e colírio para os olhos – a iluminação do Espírito Santo (v. 18).
  • 26.
  • 27. Abra a porta Parece que a igreja de Laodicéia tinha deixado Jesus do lado de fora. Amorosamente, ele estava batendo à porta; se eles abrissem, experimentariam a comunhão com o Senhor (v. 19,20). Jesus tem batido à porta do seu coração? De que modo? Através de uma pregação? Por meio da lição da escola dominical? Mediante uma doença, um motivo de tristeza? Através de uma vitória, um motivo de alegria? Não resista; abra-lhe a porta. Você se tornará um vencedor com o direito a sentar-se no trono com ele, isto é, participar do seu reinado (v 21).
  • 28. Conclusão Que o seu trabalho seja perfeito diante de Deus. Que você conserve as vestes brancas da santidade, desfrute das riquezas espirituais, e tenha os olhos abertos para as coisas divinas. Que você se aprese a entrar pelas portas que Jesus lhe abrir, e mantenha sempre aberta para Ele a porta da sua vida.
  • 29. Atividades Responda as perguntas abaixo numa folha à parte, em forma de redação. --- Imagina que você viva no tempo de João, e acabou de chegar à Ásia Menor. Você fez uma turnê pelas sete igrejas da localidade, e agora vai escolher uma para congregar. * Qual delas escolheria? Por quê? * Com qual delas você mais se identificou? Por quê? * Qual, ou quais, dos “puxões de orelhas” se aplicaram a você? O que você tem feito para mudar? * Todos os prêmios do vencedor podem ser seus, mas, se tivesse de escolher apenas um. Qual deles escolheria? Por quê?