SlideShare uma empresa Scribd logo
IOT
Rastreando e Controlando Objetos
Ênio Prates Vasconcelos Filho
26/10/2016
Quem sou eu?
Δ Ênio Filho
Δ Profissional
• Engenheiro de Controle e Automação – UnB;
• Mestre em Sistemas Mecatrônicos – UnB;
• Professor no Instituto Federal de Goiás – IFG
Δ Atuação
• Desenvolvedor de projetos na área de #IoT com microcontroladores
• Experiência em Hardwares reconfiguráveis (FPGA) e microcontroladores embarcados
• Trabalhos intensivos com tecnologia RFID
• Membro Fundador do CrazyTechGuys
• Membro participante do Gyn Bot
26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
Tópicos
Δ IoT
Δ Controle e Visibilidade
Δ Um pouco de História...
Δ Rastreamento:
• Código de barras
• RFID
• GPS
• BLE
Δ Desafios
Δ Cases
Δ O que usar
26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
“Coisas conectadas, conversando
entre si, sem intervenção de
humanos”
#IoT (Internet of Things)
Δ Também chamada de IoE
(Internet of Everything)
Δ Objetos e aparelhos
ligados a Internet
Δ Informação, estado e
controle sobre objetos
Δ Comunicação entre
pessoas e dispositivos e
dispositivos-dispositivos
Δ Carros, Casas, Relógios,
Geladeiras (?)...
26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
3 3,7
4,9
25
2013 2014 2015 2020
COISAS CONECTADAS
Bilhões de Coisas Conectadas
http://www.gartner.com/newsroom/id/2905717
#IoT (Internet of Things)
Δ Google movimentou bastante o mercado de IoT, ao comprar a Nest, por
U$ 3,2 Bi (2014)
Δ Termostato, detecção de fumaça e carbono
Δ Nest tinha menos de 4 anos
26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
#IoT (Internet of Things)
Δ Alguns dos grandes players do Mercado se movimentando, como a Intel,
Microsoft, Cisco, Oracle....
Δ Microsoft associou-se a Raspberry em uma versão para hardware do
Windows 10 em 2015;
26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
#IoT (Internet of Things)
Δ Telefônica
• Também já possuí sua plataforma de
desenvolvimento em sua versão beta
(http://iot.telefonicabeta.com/)
• Baseada em Arduino
• Sensores de:
oUmidade
oTemperatura
oRuído
oLuminosidade
oBotões e I/O
• Linux, Windows e Mac
26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
…“LiteOSis exceedingly small in size,
coming in at just 10KB (for
comparison's sake, mobile operating systems are
several gigabytes in size), and requires no
configuration on the user's part, Huawei said
during a press conference on Wednesday at
Huawei Network Congress 2015, held in Beijing
on Wednesday and Thursday. The
LiteOS platform can also
work on everything from
wearables to connected
vehicles”…
26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
Rastreando itens
26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
IoT – Controle e Visibilidade
Δ As empresas realizam diversas
atividades, buscando cumprir sua
missão, com o objetivo de agregar valor
aos acionistas, colaboradores e
mercado;
Δ Dentro desses objetivos, a logística
assume um papel muito importante:
• Garantia de que o produto chegue ao
seu destino;
• Exercer o controle e dar visibilidade as
operações;
Δ Isso permite identificar como, quando,
onde, quanto e quais processos os ativos
estão sofrendo naquele momento;
26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
IoT – Controle e Visibilidade
Δ Controle: imaginemos o desafio de controlar um estabelecimento
varejista com um estoque de 4.000 a 80.000 itens de alto giro;
Δ Visibilidade: nesse mesmo cenário, como analisar condições de vendas,
históricos, onde estão distribuídos os produtos...
26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
IoT – Um pouco de História...
Δ Em situação semelhante a essa, em um mundo globalizado, de alto giro,
o IoT surge como solução no mundo dos cosméticos...
O que os Batons tem a ver com a Intenet of Things?????
26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
IoT – Um pouco de História...
Δ Em meados dos anos 90, um britânico – Kevin Ashton –
então funcionário da P&G, ficou intrigado ao perceber
que um específico tom de cor da nova linha de batons
sempre desaparecia das prateleiras.
Δ E, para sua surpresa, o sistema de gestão indicava
abundância dessa mesma cor no estoque;
O que aconteceu com
aqueles batons?
Se haviam mais, por que
estavam nos estoques e
não nas lojas?
26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
IoT – Um pouco de História...
Δ Na mesma época, varejistas ingleses começavam a testar um cartão de
fidelidade com uma nova tecnologia, envolvendo um chip com
“transmissão de rádio”.
• Essa tecnologia viria a ser conhecida como RFID...
Δ Então, surge a ideia de Ashton: “E se eu tirar o microchip a rádio do
cartão de crédito e colocá-lo nos batons”?
Δ Se uma rede sem fio podia Ler os
dados dos cartões, porque não ler os
dados de um chip em um pacote de
batons e “dizer” a loja onde eles
estão?
26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
IoT – Um pouco de História...
Δ Surge, então, no MIT o Auto-ID center, para estudar o RFID e a
“embalagem” inteligente;
Δ Em 1999, em uma reunião da P&G, surge o termo Internet of Things, com
a ideia de se etiquetar eletronicamente os produtos da empresa, para
facilitar a logística da cadeia de produção, através de RFID;
Δ Em 2000, é publicado o livro “Quando as coisas começam a pensar”, de
Neil Gershenfeld, sobre a adição de dados em itens de uso diário.
Δ Por volta de 2010, surge a visão de que o “next big thing” seria colocar
em rede o mundo físico e coletar os dados de tudo!
26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
Rastreamento
Δ Começou-se a observar que a tecnologia mais utilizada até então para
gerenciar itens, já não trazia resposta para toda a demanda por controle
necessária para as grandes corporações.
Δ Estamos falando do famoso Código de Barras
26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
Rastreamento – Código de Barras
Δ O código de barras, apresenta como grandes vantagens:
• Custo;
• Familiaridade;
• Leitura rápida;
Δ Contudo, apresenta como desvantagens:
• Necessidade de leitura unitária;
• Pequeno alcance de leitura;
• Não individualização do item;
Δ Por consequência, a Localização e Rastreamento de um item
ou produto é bastante complexa e limitada!
26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
Rastreamento
Δ A ideia de rastreamento, como falamos, vem da busca de controle e
visibilidade dos processos, permitindo a gestão dos mesmos.
Δ Logo, as inovações em tecnologias de rastreamento surgem com o objetivo de
atender demandas específicas de mercado, como:
• Controle de movimentação
• Controle de Estoque
• Inventário
• Segurança
Δ Contudo, qualquer nova tecnologia, para ser implementada/aceita, precisa
vencer algumas necessidades, como:
• Garantir aumento do ROI (Return off investment);
• Diminuição de perdas;
• Aumento de velocidade;
• Controle de processo;
26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
Rastreamento - RFID
Δ A partir das necessidades do mercado e da evolução tecnológica, surge
uma nova solução para controle e rastreamento de itens:
RFID
(Identificação por Rádio Frequência)
Δ O que é RFID?
• É uma tecnologia utilizada para identificar, rastrear e gerenciar desde
produtos e documentos até animais ou mesmo indivíduos, sem contato e
sem a necessidade de um campo visual.
• É um método de identificação automática através de sinais de rádio,
recuperando e armazenando dados remotamente através de dispositivos
denominados etiquetas, tags ou transponders.
26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
Rastreamento - RFID
Δ Como o RFID funciona?
26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
Rastreamento - RFID
Modelos de Etiquetas RFID:
Δ Passivas:
Δ Ativas:
26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
Rastreamento - RFID
Δ Utilizações:
• Inventário;
• Rastreamento individualizado de itens;
• Controle de acesso “sem parar”;
Δ RFID x Código de Barras:
• Vantagens:
o Rastreamento individualizado de itens;
o Velocidade e maior alcance de leitura;
o Controle de itens em tempo real;
o Capacidade de medição de grandezas:
temperatura, umidade...
o Capacidade de armazenamento de dados
locais: data de validade, manutenções...
• Desvantagens:
o Custo;
o Falhas de leitura em “gaiola de Faraday”; 26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
Rastreamento - GPS
Δ Até pouco tempo atrás, uma tecnologia cara e utilizada por poucos, hoje está
presente em nossos celulares, tênis, carros...
Δ O GPS (Global Positioning System) é um aparelho que teve sua origem no
Departamento de Defesa dos Estados Unidos. Sua função é a de identificar a
localização de um aparelho chamado de receptor GPS.
Δ Os aparelhos receptores, por sua vez, têm a função de enviar um sinal para os
satélites. Por triangulação de sinais, temos a localização do aparelho.
26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
Rastreamento - GPS
Δ Como já falamos, as aplicações mais comuns do GPS nós já
conhecemos:
• Sua Localização naquele instante;
• Como chegar em algum lugar;
• Marcações precisas de terrenos;
Δ Porém, com o conceito do IoT cada vez mais espalhado, novas demandas
foram criadas, buscando uma maior integração entre “coisas” e a rede.
26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
Rastreamento - GPS
Rastreamento de crianças/idosos
Controle de Desempenho de Atletas
Bagagens Inteligentes Rastreamento de animais
Localizador e Bloqueador de Veículos
26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
BLE – Bluetooth Low Energy
Δ A tecnologia BLE é um protocolo de rede de tecnologia sem
fio que teve origem no “velho e conhecido” Bluetooth;
Δ Surgida em 2010, embora carregue o mesmo nome do
Bluetooth “Clássico”, tem uma especificação
completamente nova, projetada para habilitar o
funcionamento de dispositivos de baixo consumo de
energia por vários meses com baterias pequenas.
Δ Com um alcance de comunicação de até 50 m e baixo
consumo dos dispositivos, o BLE surge como alternativa as
TAGs RFID ativas;
Δ Os dispositivos BLE são chamados de Beacons.
26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
BLE – Bluetooth Low Energy
Δ A tecnologia BLE pode ser utilizada para check-in de cupons, automação
residencial, dispositivos de fitness, marketing de proximidade,
segurança e pagamentos móveis.
26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
Rastreamento – BLE
Δ Em função do longo alcance, da alta duração das baterias e dos métodos
de comunicação entre devices, os dispositivos que implementam o BLE
apresentam uma vantagem em relação aos dispositivos GPS:
Permitem a localização em Interiores!
26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
Rastreamento – BLE
Δ Como a Apple tem apostado muito nessa tecnologia, adquiriu, em 2013 a empresa
de mapeamento WiFiSLAM – que possuía uma solução de mapeamento de
interiores, o que sugeria que ela já estava “de olho” no negócio de Beacons para
localização.
• Pela “bagatela” de $ 20M!
Δ A utilização de vários Beacons, possibilita que as aplicações façam triangulação para
determinar uma posição geográfica com maior precisão.
Δ Embora tecnicamente viável, quanto maior for a precisão, maior será o
processamento do dispositivo, e consequentemente, maior será o consumo da sua
bateria.
26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
Desafios
Δ É sempre importante citar que essas tecnologias ainda estão em
crescimento, com novas descobertas todo o tempo;
Δ E, em função do boom dessas tecnologias, muitas empresas se lançam ao
mercado, sem conhecer aquilo que estão fazendo, produzindo sistemas
incompletos e que não atendem as necessidades;
Δ Com isso, surge a impressão de que a tecnologia não funciona, quando,
em verdade, aquela implementação é que não está ok...
26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
Desafios
Alguns dos desafios:
Δ RFID:
• Necessidade de testes para escolha das etiquetas;
• Avaliação da relação material x etiqueta;
Δ GPS:
• Alcance de sinal do hardware escolhido;
Δ BLE:
• Hardware de qualidade
26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
Desafios
Δ Desafios
• Segurança dos dados
• Privacidade
• Infraestrutura de dados
Δ Futuro
• Miniaturização
• Diminuição de custos
• Teleoperações e Telepresença
• Integração de Sensores
26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
Rastreamento e IoT
Δ Sabe-se que dados são diferentes de informação;
Δ O dado é aquilo que é medido em um sistema de maneira bruta, sem
tratamento;
Δ No contexto do IoT, uma medida que não é acessível é um dado, não uma
informação.
Δ Exemplo: de que adianta rastrear meu cachorro, se não tenho acesso a
essa informação, quando ela for necessária?
26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
Rastreamento e IoT
Δ Por essa razão, é tão importante a forma como esses dados vão ser
tratados (de maneira rápida eficiente) e de que maneira temos acesso a
essas informações.
Δ Esse conceito de tratamento de muitos dados, vindos de um número
cada vez maior de sensores é chamado de BigData.
Δ E que deve ser levado em conta no processo de construção da solução,
para garantir eficiência e funcionalidade para os usuários.
26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
Atualmente: cases
Δ Hospital Albert Einstein usa RFID para rastreamento de
ativos (2012):
• Com o sistema, a instituição localiza equipamentos médicos,
monitora temperatura de geladeiras e amplia sua
capacidade de controle de recursos
Δ C&A aplica tecnologia RFID em centros de distribuição na
França (2016):
• Em 2015, introduziu a tecnologia em um terço das lojas na
França, prevendo ter os todos os estabelecimentos franceses
equipados com a mesma em meados de 2016.
26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
Atualmente: cases
Δ Macy’s etiquetará todas as mercadorias com RFID
• As etiquetas RFID serão colocadas nos caminhões e um recadastramento
obrigatório de motoristas começará em setembro deste ano (adiado);
Δ Hermitex reduz tempo para inventário em 70% (2016)
• Além de otimizar os processos de contagem, a confecção Hermitex, de
Campinas (SP), atingiu o índice de 100% de rastreabilidade de seus
produtos
26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
Atualmente: cases
• Coleiras inteligentes: Empresa cria coleira inteligente para facilitar a vida
de quem tem cachorro (2015)
oO produto é capaz de prevenir que o animal se afaste demais e se perca, além
de contar com uma bateria capaz de sobreviver durante 14 dias com apenas
uma carga
• Sistema monitora pacientes com Alzheimer (2015)
oA empresa GTX, que já fornece uma solução baseada em GPS para monitorar
pacientes com doenças cognitivas, criou uma versão Bluetooth (BLE)
26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
Atualmente: Cases
Δ Volvo transforma smartphones em chaves de carros (2016)
• A montadora está testando uma nova funcionalidade que permitirá aos
condutores acessar e iniciar seus veículos usando seu aplicativo de
smartphone
Δ Etiqueta eletrônica interage com compradores (2016)
• O novo visor de prateleira emprega tecnologia de beacon e fornece
informações tanto a clientes como trabalhadores, inclusive sobre o
movimento na loja
26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
Qual tecnologia usar?
Δ Como pudemos ver, as várias tecnologias
possuem vantagens e desvantagens.
Δ Em cada projeto, devemos analisar:
• Qual o problema a ser resolvido?
• Status da tecnologia;
• DIY (pequena escala) ou larga escala?
• Suporte do fabricante ou da comunidade;
• Capacidade de Integração com outros
dispositivos?
• Escolha a tecnologia a usar e garanta que ela
atende aos requisitos do projeto.
26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
Dúvidas?
enio.filho@ifg.edu.br
Obrigado a Todos!
26/10/2016 II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
Referências:
• Deploying RFID - Challenges, Solutions, and Open Issues", book edited by Cristina Turcu, ISBN 978-953-307-380-4,
Published: August 17, 2011 under CC BY-NC-SA 3.0 license.
• http://www.automacaoindustrial.info/industria-4-0-uma-visao-da-automacao-industrial
• Hung-An Kao Jay Lee, Behrad Bagheri. A cyber-physical systems architecture for industry 4.0-based manufacturing
systems. ScienceDirect, 2015.
• F Shrouf, J Ordieres, and G Miragliotta. Smart factories in industry 4.0: A review of the concept and of energy
management approached in production based on the internet of things paradigm. In Industrial Engineering and
Engineering Management (IEEM), 2014 IEEE International Conference on, pages 697–701. IEEE, 2014.
• https://www-
304.ibm.com/events/tools/interconnect/2016ems/REST/presentations/PDF/InterConnect2016_1648.pdf
• Burke, Thomas J. - OPC Unified Architecture: Interoperability for Industrie 4.0 and the Internet of Things
• http://www.slideshare.net/AlexisGion/outthink-complexity-with-industrie-40-with-watson-iot

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Desenvolvendo Produtos para Internet das Coisas
Desenvolvendo Produtos para Internet das CoisasDesenvolvendo Produtos para Internet das Coisas
Desenvolvendo Produtos para Internet das Coisas
Marco Antonio Maciel
 
Eica 2016.2 - Industria 4.0
Eica 2016.2 - Industria 4.0Eica 2016.2 - Industria 4.0
Eica 2016.2 - Industria 4.0
Enio Filho
 
Desenhando Experiências para IoT
Desenhando Experiências para IoT Desenhando Experiências para IoT
Desenhando Experiências para IoT
César Rodríguez Guevara
 
Internet das Coisas - Conceitos, tecnologias e aplicações
Internet das Coisas - Conceitos, tecnologias e aplicaçõesInternet das Coisas - Conceitos, tecnologias e aplicações
Internet das Coisas - Conceitos, tecnologias e aplicações
Fabio Souza
 
Eica 2015.2 - Introdução ao IOT
Eica 2015.2 - Introdução ao IOTEica 2015.2 - Introdução ao IOT
Eica 2015.2 - Introdução ao IOT
Enio Filho
 
Internet das Coisas (IoT - Internet of Things)
Internet das Coisas (IoT - Internet of Things)Internet das Coisas (IoT - Internet of Things)
Internet das Coisas (IoT - Internet of Things)
Rogerio Alencar Filho
 
Internet das Coisas - Tudo e todos conectados!
Internet das Coisas - Tudo e todos conectados!Internet das Coisas - Tudo e todos conectados!
Internet das Coisas - Tudo e todos conectados!
André Curvello
 
Internet das Coisas e o Futuro da Internet
Internet das Coisas e o Futuro da InternetInternet das Coisas e o Futuro da Internet
Internet das Coisas e o Futuro da Internet
Andre Peres
 
A Internet das Coisas
A Internet das CoisasA Internet das Coisas
A Internet das Coisas
Leinylson Fontinele
 
A Internet das Coisas
A Internet das CoisasA Internet das Coisas
A Internet das Coisas
Kiev Gama
 
IIoT - Internet das Coisas na Indústria
IIoT - Internet das Coisas na IndústriaIIoT - Internet das Coisas na Indústria
IIoT - Internet das Coisas na Indústria
Alexandre Balestrin Corrêa
 
Internet das Coisas - Mobilidade com Interconectividade
Internet das Coisas - Mobilidade com InterconectividadeInternet das Coisas - Mobilidade com Interconectividade
Internet das Coisas - Mobilidade com Interconectividade
André Curvello
 
CTIA 2015 - Internet das Coisas
CTIA 2015 - Internet das CoisasCTIA 2015 - Internet das Coisas
CTIA 2015 - Internet das Coisas
Kiev Gama
 
Internet das coisas - A revolução já começou
Internet das coisas - A revolução já começouInternet das coisas - A revolução já começou
Internet das coisas - A revolução já começou
Jose Wilker
 
Internet das Coisas - Uma Revolução que vale a pena participar
Internet das Coisas - Uma Revolução que vale a pena participarInternet das Coisas - Uma Revolução que vale a pena participar
Internet das Coisas - Uma Revolução que vale a pena participar
André Curvello
 
Internet das coisas - A Revolução já começou
Internet das coisas - A Revolução já começouInternet das coisas - A Revolução já começou
Internet das coisas - A Revolução já começou
Jose Wilker
 
Aplicações de embarcados - IoT
Aplicações de embarcados - IoTAplicações de embarcados - IoT
Aplicações de embarcados - IoT
André Curvello
 
Internet Das coisa
Internet Das coisaInternet Das coisa
Internet Das coisa
sergiocrespo
 
Palestra tdc 2016_o_que_a_io_t_vai_mudar_no_mundo_dos_testes_v01
Palestra tdc 2016_o_que_a_io_t_vai_mudar_no_mundo_dos_testes_v01Palestra tdc 2016_o_que_a_io_t_vai_mudar_no_mundo_dos_testes_v01
Palestra tdc 2016_o_que_a_io_t_vai_mudar_no_mundo_dos_testes_v01
Alan Jose
 

Mais procurados (19)

Desenvolvendo Produtos para Internet das Coisas
Desenvolvendo Produtos para Internet das CoisasDesenvolvendo Produtos para Internet das Coisas
Desenvolvendo Produtos para Internet das Coisas
 
Eica 2016.2 - Industria 4.0
Eica 2016.2 - Industria 4.0Eica 2016.2 - Industria 4.0
Eica 2016.2 - Industria 4.0
 
Desenhando Experiências para IoT
Desenhando Experiências para IoT Desenhando Experiências para IoT
Desenhando Experiências para IoT
 
Internet das Coisas - Conceitos, tecnologias e aplicações
Internet das Coisas - Conceitos, tecnologias e aplicaçõesInternet das Coisas - Conceitos, tecnologias e aplicações
Internet das Coisas - Conceitos, tecnologias e aplicações
 
Eica 2015.2 - Introdução ao IOT
Eica 2015.2 - Introdução ao IOTEica 2015.2 - Introdução ao IOT
Eica 2015.2 - Introdução ao IOT
 
Internet das Coisas (IoT - Internet of Things)
Internet das Coisas (IoT - Internet of Things)Internet das Coisas (IoT - Internet of Things)
Internet das Coisas (IoT - Internet of Things)
 
Internet das Coisas - Tudo e todos conectados!
Internet das Coisas - Tudo e todos conectados!Internet das Coisas - Tudo e todos conectados!
Internet das Coisas - Tudo e todos conectados!
 
Internet das Coisas e o Futuro da Internet
Internet das Coisas e o Futuro da InternetInternet das Coisas e o Futuro da Internet
Internet das Coisas e o Futuro da Internet
 
A Internet das Coisas
A Internet das CoisasA Internet das Coisas
A Internet das Coisas
 
A Internet das Coisas
A Internet das CoisasA Internet das Coisas
A Internet das Coisas
 
IIoT - Internet das Coisas na Indústria
IIoT - Internet das Coisas na IndústriaIIoT - Internet das Coisas na Indústria
IIoT - Internet das Coisas na Indústria
 
Internet das Coisas - Mobilidade com Interconectividade
Internet das Coisas - Mobilidade com InterconectividadeInternet das Coisas - Mobilidade com Interconectividade
Internet das Coisas - Mobilidade com Interconectividade
 
CTIA 2015 - Internet das Coisas
CTIA 2015 - Internet das CoisasCTIA 2015 - Internet das Coisas
CTIA 2015 - Internet das Coisas
 
Internet das coisas - A revolução já começou
Internet das coisas - A revolução já começouInternet das coisas - A revolução já começou
Internet das coisas - A revolução já começou
 
Internet das Coisas - Uma Revolução que vale a pena participar
Internet das Coisas - Uma Revolução que vale a pena participarInternet das Coisas - Uma Revolução que vale a pena participar
Internet das Coisas - Uma Revolução que vale a pena participar
 
Internet das coisas - A Revolução já começou
Internet das coisas - A Revolução já começouInternet das coisas - A Revolução já começou
Internet das coisas - A Revolução já começou
 
Aplicações de embarcados - IoT
Aplicações de embarcados - IoTAplicações de embarcados - IoT
Aplicações de embarcados - IoT
 
Internet Das coisa
Internet Das coisaInternet Das coisa
Internet Das coisa
 
Palestra tdc 2016_o_que_a_io_t_vai_mudar_no_mundo_dos_testes_v01
Palestra tdc 2016_o_que_a_io_t_vai_mudar_no_mundo_dos_testes_v01Palestra tdc 2016_o_que_a_io_t_vai_mudar_no_mundo_dos_testes_v01
Palestra tdc 2016_o_que_a_io_t_vai_mudar_no_mundo_dos_testes_v01
 

Destaque

DIAGRAMA UNIDAD V-VI EDUARDO RAMIREZ
DIAGRAMA UNIDAD V-VI EDUARDO RAMIREZDIAGRAMA UNIDAD V-VI EDUARDO RAMIREZ
DIAGRAMA UNIDAD V-VI EDUARDO RAMIREZ
eduardorrs
 
Welcome to london
Welcome to londonWelcome to london
Når viden skaber handling
Når viden skaber handlingNår viden skaber handling
Når viden skaber handling
Annette Qvistgaard
 
Taksonomi basidiomycota
Taksonomi basidiomycotaTaksonomi basidiomycota
Taksonomi basidiomycota
AmalHayat Makmur
 
sail and camping Vocabulary
sail and camping  Vocabularysail and camping  Vocabulary
sail and camping Vocabulary
Cristina Medina
 
English holidays
English holidaysEnglish holidays
Suvidhya
SuvidhyaSuvidhya
Suvidhya
suvidyak
 
Intro om,-strategy,_productvity-copy
Intro  om,-strategy,_productvity-copyIntro  om,-strategy,_productvity-copy
Intro om,-strategy,_productvity-copy
Pooja Chauhan
 
Manufacturing presentation
Manufacturing presentationManufacturing presentation
Manufacturing presentation
Kimberly Ang
 
MS Math Night, fall 2014
MS Math Night, fall 2014MS Math Night, fall 2014
MS Math Night, fall 2014
gebhards
 
There’s an app for that!
There’s an app for that!There’s an app for that!
There’s an app for that!
michellepoe
 
vocabularios en ingles
vocabularios en ingles vocabularios en ingles
vocabularios en ingles
mariazubiria
 
Mustafa Kemal Üniversitesi Yaz Okulu 2015
Mustafa Kemal Üniversitesi Yaz Okulu 2015Mustafa Kemal Üniversitesi Yaz Okulu 2015
Mustafa Kemal Üniversitesi Yaz Okulu 2015
Staj Defterim
 

Destaque (14)

DIAGRAMA UNIDAD V-VI EDUARDO RAMIREZ
DIAGRAMA UNIDAD V-VI EDUARDO RAMIREZDIAGRAMA UNIDAD V-VI EDUARDO RAMIREZ
DIAGRAMA UNIDAD V-VI EDUARDO RAMIREZ
 
Welcome to london
Welcome to londonWelcome to london
Welcome to london
 
Når viden skaber handling
Når viden skaber handlingNår viden skaber handling
Når viden skaber handling
 
Taksonomi basidiomycota
Taksonomi basidiomycotaTaksonomi basidiomycota
Taksonomi basidiomycota
 
sail and camping Vocabulary
sail and camping  Vocabularysail and camping  Vocabulary
sail and camping Vocabulary
 
English holidays
English holidaysEnglish holidays
English holidays
 
Suvidhya
SuvidhyaSuvidhya
Suvidhya
 
Intro om,-strategy,_productvity-copy
Intro  om,-strategy,_productvity-copyIntro  om,-strategy,_productvity-copy
Intro om,-strategy,_productvity-copy
 
Manufacturing presentation
Manufacturing presentationManufacturing presentation
Manufacturing presentation
 
MS Math Night, fall 2014
MS Math Night, fall 2014MS Math Night, fall 2014
MS Math Night, fall 2014
 
There’s an app for that!
There’s an app for that!There’s an app for that!
There’s an app for that!
 
NovStream_conf_pres
NovStream_conf_presNovStream_conf_pres
NovStream_conf_pres
 
vocabularios en ingles
vocabularios en ingles vocabularios en ingles
vocabularios en ingles
 
Mustafa Kemal Üniversitesi Yaz Okulu 2015
Mustafa Kemal Üniversitesi Yaz Okulu 2015Mustafa Kemal Üniversitesi Yaz Okulu 2015
Mustafa Kemal Üniversitesi Yaz Okulu 2015
 

Semelhante a Iot - identificando e rastreando - PUC

Internet das coisas
Internet das coisasInternet das coisas
Internet das coisas
Marcio Gonçalves
 
O que a IoT Vai Mudar No Mundo dos_Testes
O que a IoT Vai Mudar No Mundo dos_TestesO que a IoT Vai Mudar No Mundo dos_Testes
O que a IoT Vai Mudar No Mundo dos_Testes
Alan Jose
 
Oportunidades na Internet das Coisas
Oportunidades na Internet das CoisasOportunidades na Internet das Coisas
Oportunidades na Internet das Coisas
Kiev Gama
 
Totvs desmistificando o rfid
Totvs   desmistificando o rfid Totvs   desmistificando o rfid
Totvs desmistificando o rfid
Sergio Grisa
 
Internet das Coisas hoje
Internet das Coisas hojeInternet das Coisas hoje
Internet das Coisas hoje
Orlando Oliveira Orlando
 
Indústria 4.0 - A era do conhecimento
Indústria 4.0 - A era do conhecimentoIndústria 4.0 - A era do conhecimento
Indústria 4.0 - A era do conhecimento
Thiago Fortunato
 
Internet of Things - Overview
Internet of Things - OverviewInternet of Things - Overview
Internet of Things - Overview
Pedro Fernandes Vieira
 
20141110 Apresentação UTFPR
20141110 Apresentação UTFPR20141110 Apresentação UTFPR
20141110 Apresentação UTFPR
Tiago Silveira
 
IoTImepac
IoTImepacIoTImepac
Tecnologias Disruptivas - Sistemas Embarcados - IoT - Inteligencia Artificial...
Tecnologias Disruptivas - Sistemas Embarcados - IoT - Inteligencia Artificial...Tecnologias Disruptivas - Sistemas Embarcados - IoT - Inteligencia Artificial...
Tecnologias Disruptivas - Sistemas Embarcados - IoT - Inteligencia Artificial...
Embarcados
 
Desenvolvimento de Aplicacoes para o Kinect
Desenvolvimento de Aplicacoes para o KinectDesenvolvimento de Aplicacoes para o Kinect
Desenvolvimento de Aplicacoes para o Kinect
Comunidade NetPonto
 
Inovação e Tendências em Mídias Digitais - 14/3/16
Inovação e Tendências em Mídias Digitais - 14/3/16Inovação e Tendências em Mídias Digitais - 14/3/16
Inovação e Tendências em Mídias Digitais - 14/3/16
Renato Cruz
 
Artigo - RFID - Uma ferramenta de integração regional
Artigo - RFID - Uma ferramenta de integração regional Artigo - RFID - Uma ferramenta de integração regional
Artigo - RFID - Uma ferramenta de integração regional
Alex Felix Nepomuceno
 
IoT Aplicada à Engenharia de Computação
IoT Aplicada à Engenharia de ComputaçãoIoT Aplicada à Engenharia de Computação
IoT Aplicada à Engenharia de Computação
André Curvello
 
Internet de Todas as Coisas (IoE)
Internet de Todas as Coisas (IoE)Internet de Todas as Coisas (IoE)
Internet de Todas as Coisas (IoE)
Vinícius Leódido Correia
 
Internet das Coisas (IoT) – O que essa “coisa” tem a ver com Capacity Plannin...
Internet das Coisas (IoT) – O que essa “coisa” tem a ver com Capacity Plannin...Internet das Coisas (IoT) – O que essa “coisa” tem a ver com Capacity Plannin...
Internet das Coisas (IoT) – O que essa “coisa” tem a ver com Capacity Plannin...
Joao Galdino Mello de Souza
 
As próximas tendências em TI
As próximas tendências em TIAs próximas tendências em TI
As próximas tendências em TI
Ricardo Agulhari
 
O Futuro da Engenharia sob a Ótica da Ciência, Tecnologia e Inovação
O Futuro da Engenharia sob a Ótica da Ciência, Tecnologia e InovaçãoO Futuro da Engenharia sob a Ótica da Ciência, Tecnologia e Inovação
O Futuro da Engenharia sob a Ótica da Ciência, Tecnologia e Inovação
Thomas Buck
 
Internet das coisas
Internet das coisasInternet das coisas
Internet das coisas
DeborahNascimento17
 
CESAR - Unidade Embrapii para Internet das Coisas
CESAR - Unidade Embrapii para Internet das CoisasCESAR - Unidade Embrapii para Internet das Coisas
CESAR - Unidade Embrapii para Internet das Coisas
CESAR
 

Semelhante a Iot - identificando e rastreando - PUC (20)

Internet das coisas
Internet das coisasInternet das coisas
Internet das coisas
 
O que a IoT Vai Mudar No Mundo dos_Testes
O que a IoT Vai Mudar No Mundo dos_TestesO que a IoT Vai Mudar No Mundo dos_Testes
O que a IoT Vai Mudar No Mundo dos_Testes
 
Oportunidades na Internet das Coisas
Oportunidades na Internet das CoisasOportunidades na Internet das Coisas
Oportunidades na Internet das Coisas
 
Totvs desmistificando o rfid
Totvs   desmistificando o rfid Totvs   desmistificando o rfid
Totvs desmistificando o rfid
 
Internet das Coisas hoje
Internet das Coisas hojeInternet das Coisas hoje
Internet das Coisas hoje
 
Indústria 4.0 - A era do conhecimento
Indústria 4.0 - A era do conhecimentoIndústria 4.0 - A era do conhecimento
Indústria 4.0 - A era do conhecimento
 
Internet of Things - Overview
Internet of Things - OverviewInternet of Things - Overview
Internet of Things - Overview
 
20141110 Apresentação UTFPR
20141110 Apresentação UTFPR20141110 Apresentação UTFPR
20141110 Apresentação UTFPR
 
IoTImepac
IoTImepacIoTImepac
IoTImepac
 
Tecnologias Disruptivas - Sistemas Embarcados - IoT - Inteligencia Artificial...
Tecnologias Disruptivas - Sistemas Embarcados - IoT - Inteligencia Artificial...Tecnologias Disruptivas - Sistemas Embarcados - IoT - Inteligencia Artificial...
Tecnologias Disruptivas - Sistemas Embarcados - IoT - Inteligencia Artificial...
 
Desenvolvimento de Aplicacoes para o Kinect
Desenvolvimento de Aplicacoes para o KinectDesenvolvimento de Aplicacoes para o Kinect
Desenvolvimento de Aplicacoes para o Kinect
 
Inovação e Tendências em Mídias Digitais - 14/3/16
Inovação e Tendências em Mídias Digitais - 14/3/16Inovação e Tendências em Mídias Digitais - 14/3/16
Inovação e Tendências em Mídias Digitais - 14/3/16
 
Artigo - RFID - Uma ferramenta de integração regional
Artigo - RFID - Uma ferramenta de integração regional Artigo - RFID - Uma ferramenta de integração regional
Artigo - RFID - Uma ferramenta de integração regional
 
IoT Aplicada à Engenharia de Computação
IoT Aplicada à Engenharia de ComputaçãoIoT Aplicada à Engenharia de Computação
IoT Aplicada à Engenharia de Computação
 
Internet de Todas as Coisas (IoE)
Internet de Todas as Coisas (IoE)Internet de Todas as Coisas (IoE)
Internet de Todas as Coisas (IoE)
 
Internet das Coisas (IoT) – O que essa “coisa” tem a ver com Capacity Plannin...
Internet das Coisas (IoT) – O que essa “coisa” tem a ver com Capacity Plannin...Internet das Coisas (IoT) – O que essa “coisa” tem a ver com Capacity Plannin...
Internet das Coisas (IoT) – O que essa “coisa” tem a ver com Capacity Plannin...
 
As próximas tendências em TI
As próximas tendências em TIAs próximas tendências em TI
As próximas tendências em TI
 
O Futuro da Engenharia sob a Ótica da Ciência, Tecnologia e Inovação
O Futuro da Engenharia sob a Ótica da Ciência, Tecnologia e InovaçãoO Futuro da Engenharia sob a Ótica da Ciência, Tecnologia e Inovação
O Futuro da Engenharia sob a Ótica da Ciência, Tecnologia e Inovação
 
Internet das coisas
Internet das coisasInternet das coisas
Internet das coisas
 
CESAR - Unidade Embrapii para Internet das Coisas
CESAR - Unidade Embrapii para Internet das CoisasCESAR - Unidade Embrapii para Internet das Coisas
CESAR - Unidade Embrapii para Internet das Coisas
 

Mais de Enio Filho

Algoritmos e LP - Aula 02 - Tipos de Dados.pdf
Algoritmos e LP - Aula 02 - Tipos de Dados.pdfAlgoritmos e LP - Aula 02 - Tipos de Dados.pdf
Algoritmos e LP - Aula 02 - Tipos de Dados.pdf
Enio Filho
 
Algoritmos e LP - Aula 03 - Expressões Aritméticas.pdf
Algoritmos e LP - Aula 03 - Expressões Aritméticas.pdfAlgoritmos e LP - Aula 03 - Expressões Aritméticas.pdf
Algoritmos e LP - Aula 03 - Expressões Aritméticas.pdf
Enio Filho
 
Algoritmos e LP - Aula 07 - Vetores e Introdução ao C.pdf
Algoritmos e LP - Aula 07 - Vetores e Introdução ao C.pdfAlgoritmos e LP - Aula 07 - Vetores e Introdução ao C.pdf
Algoritmos e LP - Aula 07 - Vetores e Introdução ao C.pdf
Enio Filho
 
Algoritmos e LP - Aula 08 - Linguagem C - p1.pdf
Algoritmos e LP - Aula 08 - Linguagem C - p1.pdfAlgoritmos e LP - Aula 08 - Linguagem C - p1.pdf
Algoritmos e LP - Aula 08 - Linguagem C - p1.pdf
Enio Filho
 
Algoritmos e LP - Aula 04 - Estruturas de Repeticao - p1.pdf
Algoritmos e LP - Aula 04 - Estruturas de Repeticao - p1.pdfAlgoritmos e LP - Aula 04 - Estruturas de Repeticao - p1.pdf
Algoritmos e LP - Aula 04 - Estruturas de Repeticao - p1.pdf
Enio Filho
 
Algoritmos e LP - Aula 01 - Introdução a Algoritmos.pdf
Algoritmos e LP - Aula 01 - Introdução a Algoritmos.pdfAlgoritmos e LP - Aula 01 - Introdução a Algoritmos.pdf
Algoritmos e LP - Aula 01 - Introdução a Algoritmos.pdf
Enio Filho
 
Algoritmos e LP - Aula 09 - Linguagem C - p2.pdf
Algoritmos e LP - Aula 09 - Linguagem C - p2.pdfAlgoritmos e LP - Aula 09 - Linguagem C - p2.pdf
Algoritmos e LP - Aula 09 - Linguagem C - p2.pdf
Enio Filho
 
Algoritmos e LP - Aula 05 - Estruturas de Repeticao - p2.pdf
Algoritmos e LP - Aula 05 - Estruturas de Repeticao - p2.pdfAlgoritmos e LP - Aula 05 - Estruturas de Repeticao - p2.pdf
Algoritmos e LP - Aula 05 - Estruturas de Repeticao - p2.pdf
Enio Filho
 
Algoritmos e LP - Aula 06 - Estruturas de Repeticao p3 e Vetores.pdf
Algoritmos e LP - Aula 06 - Estruturas de Repeticao p3 e Vetores.pdfAlgoritmos e LP - Aula 06 - Estruturas de Repeticao p3 e Vetores.pdf
Algoritmos e LP - Aula 06 - Estruturas de Repeticao p3 e Vetores.pdf
Enio Filho
 
Algoritmos e LP - Aula 00 - Introdução e Apresentação.pdf
Algoritmos e LP - Aula 00 - Introdução e Apresentação.pdfAlgoritmos e LP - Aula 00 - Introdução e Apresentação.pdf
Algoritmos e LP - Aula 00 - Introdução e Apresentação.pdf
Enio Filho
 

Mais de Enio Filho (10)

Algoritmos e LP - Aula 02 - Tipos de Dados.pdf
Algoritmos e LP - Aula 02 - Tipos de Dados.pdfAlgoritmos e LP - Aula 02 - Tipos de Dados.pdf
Algoritmos e LP - Aula 02 - Tipos de Dados.pdf
 
Algoritmos e LP - Aula 03 - Expressões Aritméticas.pdf
Algoritmos e LP - Aula 03 - Expressões Aritméticas.pdfAlgoritmos e LP - Aula 03 - Expressões Aritméticas.pdf
Algoritmos e LP - Aula 03 - Expressões Aritméticas.pdf
 
Algoritmos e LP - Aula 07 - Vetores e Introdução ao C.pdf
Algoritmos e LP - Aula 07 - Vetores e Introdução ao C.pdfAlgoritmos e LP - Aula 07 - Vetores e Introdução ao C.pdf
Algoritmos e LP - Aula 07 - Vetores e Introdução ao C.pdf
 
Algoritmos e LP - Aula 08 - Linguagem C - p1.pdf
Algoritmos e LP - Aula 08 - Linguagem C - p1.pdfAlgoritmos e LP - Aula 08 - Linguagem C - p1.pdf
Algoritmos e LP - Aula 08 - Linguagem C - p1.pdf
 
Algoritmos e LP - Aula 04 - Estruturas de Repeticao - p1.pdf
Algoritmos e LP - Aula 04 - Estruturas de Repeticao - p1.pdfAlgoritmos e LP - Aula 04 - Estruturas de Repeticao - p1.pdf
Algoritmos e LP - Aula 04 - Estruturas de Repeticao - p1.pdf
 
Algoritmos e LP - Aula 01 - Introdução a Algoritmos.pdf
Algoritmos e LP - Aula 01 - Introdução a Algoritmos.pdfAlgoritmos e LP - Aula 01 - Introdução a Algoritmos.pdf
Algoritmos e LP - Aula 01 - Introdução a Algoritmos.pdf
 
Algoritmos e LP - Aula 09 - Linguagem C - p2.pdf
Algoritmos e LP - Aula 09 - Linguagem C - p2.pdfAlgoritmos e LP - Aula 09 - Linguagem C - p2.pdf
Algoritmos e LP - Aula 09 - Linguagem C - p2.pdf
 
Algoritmos e LP - Aula 05 - Estruturas de Repeticao - p2.pdf
Algoritmos e LP - Aula 05 - Estruturas de Repeticao - p2.pdfAlgoritmos e LP - Aula 05 - Estruturas de Repeticao - p2.pdf
Algoritmos e LP - Aula 05 - Estruturas de Repeticao - p2.pdf
 
Algoritmos e LP - Aula 06 - Estruturas de Repeticao p3 e Vetores.pdf
Algoritmos e LP - Aula 06 - Estruturas de Repeticao p3 e Vetores.pdfAlgoritmos e LP - Aula 06 - Estruturas de Repeticao p3 e Vetores.pdf
Algoritmos e LP - Aula 06 - Estruturas de Repeticao p3 e Vetores.pdf
 
Algoritmos e LP - Aula 00 - Introdução e Apresentação.pdf
Algoritmos e LP - Aula 00 - Introdução e Apresentação.pdfAlgoritmos e LP - Aula 00 - Introdução e Apresentação.pdf
Algoritmos e LP - Aula 00 - Introdução e Apresentação.pdf
 

Último

Workshop Gerdau 2023 - Soluções em Aço - Resumo.pptx
Workshop Gerdau 2023 - Soluções em Aço - Resumo.pptxWorkshop Gerdau 2023 - Soluções em Aço - Resumo.pptx
Workshop Gerdau 2023 - Soluções em Aço - Resumo.pptx
marcosmpereira
 
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL INDÚSTRIA E TRANSFORMAÇÃO DIGITAL ...
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL  INDÚSTRIA E TRANSFORMAÇÃO DIGITAL ...AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL  INDÚSTRIA E TRANSFORMAÇÃO DIGITAL ...
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL INDÚSTRIA E TRANSFORMAÇÃO DIGITAL ...
Consultoria Acadêmica
 
Manual de Instalação para Placa Proteco Q60A
Manual de Instalação para Placa Proteco Q60AManual de Instalação para Placa Proteco Q60A
Manual de Instalação para Placa Proteco Q60A
Tronicline Automatismos
 
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL ENGENHARIA DA SUSTENTABILIDADE UNIC...
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL ENGENHARIA DA SUSTENTABILIDADE UNIC...AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL ENGENHARIA DA SUSTENTABILIDADE UNIC...
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL ENGENHARIA DA SUSTENTABILIDADE UNIC...
Consultoria Acadêmica
 
Grau TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO I - LEGISLAÇÃO APLICADA À SAÚDE E SEGUR...
Grau TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO I - LEGISLAÇÃO APLICADA À SAÚDE E SEGUR...Grau TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO I - LEGISLAÇÃO APLICADA À SAÚDE E SEGUR...
Grau TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO I - LEGISLAÇÃO APLICADA À SAÚDE E SEGUR...
carlos silva Rotersan
 
MAQUINAS-EQUIPAMENTOS-E-FERRAMENTAS.pptx
MAQUINAS-EQUIPAMENTOS-E-FERRAMENTAS.pptxMAQUINAS-EQUIPAMENTOS-E-FERRAMENTAS.pptx
MAQUINAS-EQUIPAMENTOS-E-FERRAMENTAS.pptx
Vilson Stollmeier
 
AE02 - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II UNICESUMAR 52/2024
AE02 - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II UNICESUMAR 52/2024AE02 - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II UNICESUMAR 52/2024
AE02 - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II UNICESUMAR 52/2024
Consultoria Acadêmica
 

Último (7)

Workshop Gerdau 2023 - Soluções em Aço - Resumo.pptx
Workshop Gerdau 2023 - Soluções em Aço - Resumo.pptxWorkshop Gerdau 2023 - Soluções em Aço - Resumo.pptx
Workshop Gerdau 2023 - Soluções em Aço - Resumo.pptx
 
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL INDÚSTRIA E TRANSFORMAÇÃO DIGITAL ...
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL  INDÚSTRIA E TRANSFORMAÇÃO DIGITAL ...AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL  INDÚSTRIA E TRANSFORMAÇÃO DIGITAL ...
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL INDÚSTRIA E TRANSFORMAÇÃO DIGITAL ...
 
Manual de Instalação para Placa Proteco Q60A
Manual de Instalação para Placa Proteco Q60AManual de Instalação para Placa Proteco Q60A
Manual de Instalação para Placa Proteco Q60A
 
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL ENGENHARIA DA SUSTENTABILIDADE UNIC...
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL ENGENHARIA DA SUSTENTABILIDADE UNIC...AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL ENGENHARIA DA SUSTENTABILIDADE UNIC...
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL ENGENHARIA DA SUSTENTABILIDADE UNIC...
 
Grau TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO I - LEGISLAÇÃO APLICADA À SAÚDE E SEGUR...
Grau TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO I - LEGISLAÇÃO APLICADA À SAÚDE E SEGUR...Grau TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO I - LEGISLAÇÃO APLICADA À SAÚDE E SEGUR...
Grau TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO I - LEGISLAÇÃO APLICADA À SAÚDE E SEGUR...
 
MAQUINAS-EQUIPAMENTOS-E-FERRAMENTAS.pptx
MAQUINAS-EQUIPAMENTOS-E-FERRAMENTAS.pptxMAQUINAS-EQUIPAMENTOS-E-FERRAMENTAS.pptx
MAQUINAS-EQUIPAMENTOS-E-FERRAMENTAS.pptx
 
AE02 - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II UNICESUMAR 52/2024
AE02 - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II UNICESUMAR 52/2024AE02 - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II UNICESUMAR 52/2024
AE02 - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II UNICESUMAR 52/2024
 

Iot - identificando e rastreando - PUC

  • 1. IOT Rastreando e Controlando Objetos Ênio Prates Vasconcelos Filho 26/10/2016
  • 2. Quem sou eu? Δ Ênio Filho Δ Profissional • Engenheiro de Controle e Automação – UnB; • Mestre em Sistemas Mecatrônicos – UnB; • Professor no Instituto Federal de Goiás – IFG Δ Atuação • Desenvolvedor de projetos na área de #IoT com microcontroladores • Experiência em Hardwares reconfiguráveis (FPGA) e microcontroladores embarcados • Trabalhos intensivos com tecnologia RFID • Membro Fundador do CrazyTechGuys • Membro participante do Gyn Bot 26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
  • 3. Tópicos Δ IoT Δ Controle e Visibilidade Δ Um pouco de História... Δ Rastreamento: • Código de barras • RFID • GPS • BLE Δ Desafios Δ Cases Δ O que usar 26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
  • 4. 26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO “Coisas conectadas, conversando entre si, sem intervenção de humanos”
  • 5. #IoT (Internet of Things) Δ Também chamada de IoE (Internet of Everything) Δ Objetos e aparelhos ligados a Internet Δ Informação, estado e controle sobre objetos Δ Comunicação entre pessoas e dispositivos e dispositivos-dispositivos Δ Carros, Casas, Relógios, Geladeiras (?)... 26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
  • 6. 26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO 3 3,7 4,9 25 2013 2014 2015 2020 COISAS CONECTADAS Bilhões de Coisas Conectadas http://www.gartner.com/newsroom/id/2905717
  • 7. #IoT (Internet of Things) Δ Google movimentou bastante o mercado de IoT, ao comprar a Nest, por U$ 3,2 Bi (2014) Δ Termostato, detecção de fumaça e carbono Δ Nest tinha menos de 4 anos 26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
  • 8. #IoT (Internet of Things) Δ Alguns dos grandes players do Mercado se movimentando, como a Intel, Microsoft, Cisco, Oracle.... Δ Microsoft associou-se a Raspberry em uma versão para hardware do Windows 10 em 2015; 26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
  • 9. #IoT (Internet of Things) Δ Telefônica • Também já possuí sua plataforma de desenvolvimento em sua versão beta (http://iot.telefonicabeta.com/) • Baseada em Arduino • Sensores de: oUmidade oTemperatura oRuído oLuminosidade oBotões e I/O • Linux, Windows e Mac 26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
  • 10. 26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
  • 11. 26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO …“LiteOSis exceedingly small in size, coming in at just 10KB (for comparison's sake, mobile operating systems are several gigabytes in size), and requires no configuration on the user's part, Huawei said during a press conference on Wednesday at Huawei Network Congress 2015, held in Beijing on Wednesday and Thursday. The LiteOS platform can also work on everything from wearables to connected vehicles”…
  • 12. 26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
  • 13. Rastreando itens 26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
  • 14. IoT – Controle e Visibilidade Δ As empresas realizam diversas atividades, buscando cumprir sua missão, com o objetivo de agregar valor aos acionistas, colaboradores e mercado; Δ Dentro desses objetivos, a logística assume um papel muito importante: • Garantia de que o produto chegue ao seu destino; • Exercer o controle e dar visibilidade as operações; Δ Isso permite identificar como, quando, onde, quanto e quais processos os ativos estão sofrendo naquele momento; 26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
  • 15. IoT – Controle e Visibilidade Δ Controle: imaginemos o desafio de controlar um estabelecimento varejista com um estoque de 4.000 a 80.000 itens de alto giro; Δ Visibilidade: nesse mesmo cenário, como analisar condições de vendas, históricos, onde estão distribuídos os produtos... 26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
  • 16. IoT – Um pouco de História... Δ Em situação semelhante a essa, em um mundo globalizado, de alto giro, o IoT surge como solução no mundo dos cosméticos... O que os Batons tem a ver com a Intenet of Things????? 26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
  • 17. IoT – Um pouco de História... Δ Em meados dos anos 90, um britânico – Kevin Ashton – então funcionário da P&G, ficou intrigado ao perceber que um específico tom de cor da nova linha de batons sempre desaparecia das prateleiras. Δ E, para sua surpresa, o sistema de gestão indicava abundância dessa mesma cor no estoque; O que aconteceu com aqueles batons? Se haviam mais, por que estavam nos estoques e não nas lojas? 26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
  • 18. IoT – Um pouco de História... Δ Na mesma época, varejistas ingleses começavam a testar um cartão de fidelidade com uma nova tecnologia, envolvendo um chip com “transmissão de rádio”. • Essa tecnologia viria a ser conhecida como RFID... Δ Então, surge a ideia de Ashton: “E se eu tirar o microchip a rádio do cartão de crédito e colocá-lo nos batons”? Δ Se uma rede sem fio podia Ler os dados dos cartões, porque não ler os dados de um chip em um pacote de batons e “dizer” a loja onde eles estão? 26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
  • 19. IoT – Um pouco de História... Δ Surge, então, no MIT o Auto-ID center, para estudar o RFID e a “embalagem” inteligente; Δ Em 1999, em uma reunião da P&G, surge o termo Internet of Things, com a ideia de se etiquetar eletronicamente os produtos da empresa, para facilitar a logística da cadeia de produção, através de RFID; Δ Em 2000, é publicado o livro “Quando as coisas começam a pensar”, de Neil Gershenfeld, sobre a adição de dados em itens de uso diário. Δ Por volta de 2010, surge a visão de que o “next big thing” seria colocar em rede o mundo físico e coletar os dados de tudo! 26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
  • 20. Rastreamento Δ Começou-se a observar que a tecnologia mais utilizada até então para gerenciar itens, já não trazia resposta para toda a demanda por controle necessária para as grandes corporações. Δ Estamos falando do famoso Código de Barras 26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
  • 21. Rastreamento – Código de Barras Δ O código de barras, apresenta como grandes vantagens: • Custo; • Familiaridade; • Leitura rápida; Δ Contudo, apresenta como desvantagens: • Necessidade de leitura unitária; • Pequeno alcance de leitura; • Não individualização do item; Δ Por consequência, a Localização e Rastreamento de um item ou produto é bastante complexa e limitada! 26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
  • 22. Rastreamento Δ A ideia de rastreamento, como falamos, vem da busca de controle e visibilidade dos processos, permitindo a gestão dos mesmos. Δ Logo, as inovações em tecnologias de rastreamento surgem com o objetivo de atender demandas específicas de mercado, como: • Controle de movimentação • Controle de Estoque • Inventário • Segurança Δ Contudo, qualquer nova tecnologia, para ser implementada/aceita, precisa vencer algumas necessidades, como: • Garantir aumento do ROI (Return off investment); • Diminuição de perdas; • Aumento de velocidade; • Controle de processo; 26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
  • 23. Rastreamento - RFID Δ A partir das necessidades do mercado e da evolução tecnológica, surge uma nova solução para controle e rastreamento de itens: RFID (Identificação por Rádio Frequência) Δ O que é RFID? • É uma tecnologia utilizada para identificar, rastrear e gerenciar desde produtos e documentos até animais ou mesmo indivíduos, sem contato e sem a necessidade de um campo visual. • É um método de identificação automática através de sinais de rádio, recuperando e armazenando dados remotamente através de dispositivos denominados etiquetas, tags ou transponders. 26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
  • 24. Rastreamento - RFID Δ Como o RFID funciona? 26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
  • 25. Rastreamento - RFID Modelos de Etiquetas RFID: Δ Passivas: Δ Ativas: 26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
  • 26. Rastreamento - RFID Δ Utilizações: • Inventário; • Rastreamento individualizado de itens; • Controle de acesso “sem parar”; Δ RFID x Código de Barras: • Vantagens: o Rastreamento individualizado de itens; o Velocidade e maior alcance de leitura; o Controle de itens em tempo real; o Capacidade de medição de grandezas: temperatura, umidade... o Capacidade de armazenamento de dados locais: data de validade, manutenções... • Desvantagens: o Custo; o Falhas de leitura em “gaiola de Faraday”; 26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
  • 27. Rastreamento - GPS Δ Até pouco tempo atrás, uma tecnologia cara e utilizada por poucos, hoje está presente em nossos celulares, tênis, carros... Δ O GPS (Global Positioning System) é um aparelho que teve sua origem no Departamento de Defesa dos Estados Unidos. Sua função é a de identificar a localização de um aparelho chamado de receptor GPS. Δ Os aparelhos receptores, por sua vez, têm a função de enviar um sinal para os satélites. Por triangulação de sinais, temos a localização do aparelho. 26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
  • 28. Rastreamento - GPS Δ Como já falamos, as aplicações mais comuns do GPS nós já conhecemos: • Sua Localização naquele instante; • Como chegar em algum lugar; • Marcações precisas de terrenos; Δ Porém, com o conceito do IoT cada vez mais espalhado, novas demandas foram criadas, buscando uma maior integração entre “coisas” e a rede. 26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
  • 29. Rastreamento - GPS Rastreamento de crianças/idosos Controle de Desempenho de Atletas Bagagens Inteligentes Rastreamento de animais Localizador e Bloqueador de Veículos 26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
  • 30. BLE – Bluetooth Low Energy Δ A tecnologia BLE é um protocolo de rede de tecnologia sem fio que teve origem no “velho e conhecido” Bluetooth; Δ Surgida em 2010, embora carregue o mesmo nome do Bluetooth “Clássico”, tem uma especificação completamente nova, projetada para habilitar o funcionamento de dispositivos de baixo consumo de energia por vários meses com baterias pequenas. Δ Com um alcance de comunicação de até 50 m e baixo consumo dos dispositivos, o BLE surge como alternativa as TAGs RFID ativas; Δ Os dispositivos BLE são chamados de Beacons. 26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
  • 31. BLE – Bluetooth Low Energy Δ A tecnologia BLE pode ser utilizada para check-in de cupons, automação residencial, dispositivos de fitness, marketing de proximidade, segurança e pagamentos móveis. 26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
  • 32. Rastreamento – BLE Δ Em função do longo alcance, da alta duração das baterias e dos métodos de comunicação entre devices, os dispositivos que implementam o BLE apresentam uma vantagem em relação aos dispositivos GPS: Permitem a localização em Interiores! 26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
  • 33. Rastreamento – BLE Δ Como a Apple tem apostado muito nessa tecnologia, adquiriu, em 2013 a empresa de mapeamento WiFiSLAM – que possuía uma solução de mapeamento de interiores, o que sugeria que ela já estava “de olho” no negócio de Beacons para localização. • Pela “bagatela” de $ 20M! Δ A utilização de vários Beacons, possibilita que as aplicações façam triangulação para determinar uma posição geográfica com maior precisão. Δ Embora tecnicamente viável, quanto maior for a precisão, maior será o processamento do dispositivo, e consequentemente, maior será o consumo da sua bateria. 26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
  • 34. Desafios Δ É sempre importante citar que essas tecnologias ainda estão em crescimento, com novas descobertas todo o tempo; Δ E, em função do boom dessas tecnologias, muitas empresas se lançam ao mercado, sem conhecer aquilo que estão fazendo, produzindo sistemas incompletos e que não atendem as necessidades; Δ Com isso, surge a impressão de que a tecnologia não funciona, quando, em verdade, aquela implementação é que não está ok... 26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
  • 35. Desafios Alguns dos desafios: Δ RFID: • Necessidade de testes para escolha das etiquetas; • Avaliação da relação material x etiqueta; Δ GPS: • Alcance de sinal do hardware escolhido; Δ BLE: • Hardware de qualidade 26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
  • 36. Desafios Δ Desafios • Segurança dos dados • Privacidade • Infraestrutura de dados Δ Futuro • Miniaturização • Diminuição de custos • Teleoperações e Telepresença • Integração de Sensores 26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
  • 37. Rastreamento e IoT Δ Sabe-se que dados são diferentes de informação; Δ O dado é aquilo que é medido em um sistema de maneira bruta, sem tratamento; Δ No contexto do IoT, uma medida que não é acessível é um dado, não uma informação. Δ Exemplo: de que adianta rastrear meu cachorro, se não tenho acesso a essa informação, quando ela for necessária? 26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
  • 38. Rastreamento e IoT Δ Por essa razão, é tão importante a forma como esses dados vão ser tratados (de maneira rápida eficiente) e de que maneira temos acesso a essas informações. Δ Esse conceito de tratamento de muitos dados, vindos de um número cada vez maior de sensores é chamado de BigData. Δ E que deve ser levado em conta no processo de construção da solução, para garantir eficiência e funcionalidade para os usuários. 26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
  • 39. Atualmente: cases Δ Hospital Albert Einstein usa RFID para rastreamento de ativos (2012): • Com o sistema, a instituição localiza equipamentos médicos, monitora temperatura de geladeiras e amplia sua capacidade de controle de recursos Δ C&A aplica tecnologia RFID em centros de distribuição na França (2016): • Em 2015, introduziu a tecnologia em um terço das lojas na França, prevendo ter os todos os estabelecimentos franceses equipados com a mesma em meados de 2016. 26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
  • 40. Atualmente: cases Δ Macy’s etiquetará todas as mercadorias com RFID • As etiquetas RFID serão colocadas nos caminhões e um recadastramento obrigatório de motoristas começará em setembro deste ano (adiado); Δ Hermitex reduz tempo para inventário em 70% (2016) • Além de otimizar os processos de contagem, a confecção Hermitex, de Campinas (SP), atingiu o índice de 100% de rastreabilidade de seus produtos 26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
  • 41. Atualmente: cases • Coleiras inteligentes: Empresa cria coleira inteligente para facilitar a vida de quem tem cachorro (2015) oO produto é capaz de prevenir que o animal se afaste demais e se perca, além de contar com uma bateria capaz de sobreviver durante 14 dias com apenas uma carga • Sistema monitora pacientes com Alzheimer (2015) oA empresa GTX, que já fornece uma solução baseada em GPS para monitorar pacientes com doenças cognitivas, criou uma versão Bluetooth (BLE) 26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
  • 42. Atualmente: Cases Δ Volvo transforma smartphones em chaves de carros (2016) • A montadora está testando uma nova funcionalidade que permitirá aos condutores acessar e iniciar seus veículos usando seu aplicativo de smartphone Δ Etiqueta eletrônica interage com compradores (2016) • O novo visor de prateleira emprega tecnologia de beacon e fornece informações tanto a clientes como trabalhadores, inclusive sobre o movimento na loja 26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
  • 43. Qual tecnologia usar? Δ Como pudemos ver, as várias tecnologias possuem vantagens e desvantagens. Δ Em cada projeto, devemos analisar: • Qual o problema a ser resolvido? • Status da tecnologia; • DIY (pequena escala) ou larga escala? • Suporte do fabricante ou da comunidade; • Capacidade de Integração com outros dispositivos? • Escolha a tecnologia a usar e garanta que ela atende aos requisitos do projeto. 26/10/2016II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO
  • 44. Dúvidas? enio.filho@ifg.edu.br Obrigado a Todos! 26/10/2016 II Congresso de Ciência e Tecnologia da PUC-GO Referências: • Deploying RFID - Challenges, Solutions, and Open Issues", book edited by Cristina Turcu, ISBN 978-953-307-380-4, Published: August 17, 2011 under CC BY-NC-SA 3.0 license. • http://www.automacaoindustrial.info/industria-4-0-uma-visao-da-automacao-industrial • Hung-An Kao Jay Lee, Behrad Bagheri. A cyber-physical systems architecture for industry 4.0-based manufacturing systems. ScienceDirect, 2015. • F Shrouf, J Ordieres, and G Miragliotta. Smart factories in industry 4.0: A review of the concept and of energy management approached in production based on the internet of things paradigm. In Industrial Engineering and Engineering Management (IEEM), 2014 IEEE International Conference on, pages 697–701. IEEE, 2014. • https://www- 304.ibm.com/events/tools/interconnect/2016ems/REST/presentations/PDF/InterConnect2016_1648.pdf • Burke, Thomas J. - OPC Unified Architecture: Interoperability for Industrie 4.0 and the Internet of Things • http://www.slideshare.net/AlexisGion/outthink-complexity-with-industrie-40-with-watson-iot