SlideShare uma empresa Scribd logo
Prof. Ricardo
EMENTA
O computador: origem, funcionamento,
componentes básicos. Tecnologia de
hardware: processadores,       memória,
dispositivos     de    E/S,  redes     de
computadores. Sistemas distribuídos.
Software:       categorias,     sistemas
operacionais, linguagens de aplicação,
planilhas, banco de dados, hipertexto,
multimídia, internet, computação gráfica.
Uma rede é, basicamente, dois
 ou       mais      computadores
 interligados por um cabo,
 trocando      informações     e
 compartilhando recursos.
RECURSOS


Data
LAN (Local Area Network) - originou-se
 de uma descrição de tamanho - elas
 cobrem uma área pequena e pertencem
 normalmente a uma única organização.
WAN (Wide Area Network) - uma WAN
 pode interligar redes entre dois edifícios
 vizinhos bem como em dois continentes
 diferentes. Será uma interligação de
 duas ou mais redes locais (LAN ).
 Todosos computadores conectados à rede
 são iguais na hierarquia. Compartilham
 recursos entre si.




                   Data
Todos os computadores
 conectados à rede são
 gerenciados por um servidor,
 que possui softwares
 gerencidores com recursos de
 monitoramento e administração.
Server
                 REDE CLIENTE-SERVIDOR



         REDE PONTO-A-PONTO COM WINDOWS 95/98




                       Data
 Topologia  de Rede é o termo técnico
  utilizado para o modo como uma rede é
  instalada, é o mapa de uma rede.
 A topologia física descreve por onde os
  cabos passam e onde as estações,
  roteadores, etc. se localizam.
 A topologia lógica refere-se aos percursos
  das mensagens entre os usuários da rede.
 Utilizado em redes Ethernet 10BASET
  e consiste em pares de cabos
  enrolados em em torno do outro.
  Trançar os cabos em pares aumenta a
  imunidade à interferência
  externa(ruído) e reduz a degradação
  do sinal.
 Normalmente utiliza-se o conector RJ-
  45.
HUB


Máximo = 100 m

                  Mínimo = 2,5 m
• As estações de trabalho representam
  computadores de acesso ao usuário.
• Elas podem ser um desktop completo com todos
    os dispositivos típicos de um Pc ou ser uma
    máquina mais enxuta.
•   Geralmente são usadas para acesso aos serviços
    disponibilizados pelo servidor, ou para executar
    tarefas locais; e possuem um poder de
    processamento menor.
•   Algumas vezes são usadas estações sem disco
    (diskless), que usam completamente os arquivos e
    programas disponibilizados pelo servidor.
•É uma máquina utilizada para
 gerenciar uma rede de computadores.
•Através dele, os outros computadores
 chamados      Clientes,     compartilham
 dados e têm acesso          aos serviços
 disponibilizados por ele.
• Geralmente   possuem   um   Sistema   Operacional
    específico
    Ex: Windows 2003 Server
        Linux
•   São máquinas mais potentes que os outros
    computadores (Clientes)
•   Possuem alta capacidade de processamento
•   Armazenam grande quantidade de informações
•   Compartilham recursos como:
    _ Programas
    _ Banco de Dados
    _ Periféricos
    _ Internet
•de adaptadorde rede também chamado
 O
      placa
              de rede
                      ou NIC,é um
 dispositivo de hardware responsável
 pela      comunicação  entre     os
 computadores em uma rede. Ele
 controla o envio e recebimento de
 dados através da rede.
•É   um tipo de placa que é conectada
 diretamente com a placa-mãe do computador.
Conector é um dispositivo indispensável
 para a ligação de um cabo.
Atualmente     os     conectores     estão
 começando à serem substituídos graças à
 tecnologia wireless(interligação sem fio
 de    equipamentos).Hoje     ,   podemos
 encontrar      no     mercado      vários
 equipamentos com essa tecnologia, como
 placas de rede, caixas de som, mouses,
 teclados etc.
É um conector que possui 8 posições, onde
 todas elas são utilizadas.Geralmente é mais
 usado em redes Ethernet.Pode ser utilizado
 em redes com topologia estrela e por
 barramento.
Muita gente sabe que hub,
switch e roteador são
nomes dados a
equipamentos que
possibilitam a conexão de
computadores em redes.
O hub é um dispositivo que tem a função de
interligar os computadores de uma rede local.
Sua forma de trabalho é a mais simples se
comparado ao switch e ao roteador: o hub recebe
dados vindos de um computador e os transmite às
outras máquinas. No momento em que isso
ocorre, nenhum outro computador consegue enviar
sinal. Sua liberação acontece após o sinal
anterior ter sido completamente distribuído. Em
um hub é possível ter várias portas, ou seja,
entradas para conectar o cabo de rede de cada
computador. Geralmente, há aparelhos com 8,
16, 24 e 32 portas. A quantidade varia de
acordo com o modelo e o fabricante do
equipamento.
• Caso o cabo de uma máquina seja desconectado ou
    apresente algum defeito, a rede não deixa de
    funcionar, pois é o hub que a "sustenta". Também
    é possível adicionar um outro hub ao já existente.
•   Hubs são adequados para redes pequenas e/ou
    domésticas. Havendo poucos computadores é muito
    pouco provável que surja algum problema de
    desempenho.
O switch é um aparelho muito semelhante ao hub,
mas tem uma grande diferença: os dados vindos do
computador de origem somente são repassados ao
computador de destino. Isso porque os switchs
criam uma espécie de canal de comunicação
exclusiva entre a origem e o destino. Dessa forma,
a rede não fica "presa" a um único computador no
envio de informações. Isso aumenta o desempenho
da rede já que a comunicação está sempre
disponível,   exceto    quando    dois   ou    mais
computadores tentam enviar dados simultaneamente
à mesma máquina. Essa característica também
diminui a ocorrência de erros (colisões de pacotes,
por exemplo). Assim como no hub, é possível ter
várias portas em um switch e a quantidade varia da
mesma forma.
O hub está cada vez mais em desuso. Isso porque
existe um dispositivo chamado "hub switch" que
possui preço parecido com o de um hub
convencional. Trata-se de um tipo de switch
econômico, geralmente usado para redes com até
24 computadores. Para redes maiores mas que não
necessitam de um roteador, os switchs são mais
indicados.
O roteador (ou router) é um equipamento utilizado
em redes de maior porte. Ele é mais "inteligente"
que o switch, pois além de poder fazer a mesma
função deste, também tem a capacidade de
escolher a melhor rota que um determinado pacote
de dados deve seguir para chegar em seu destino.
É como se a rede fosse uma cidade grande e o
roteador escolhesse os caminhos mais curtos e
menos congestionados. Daí o nome de roteador.
Os roteadores são capazes de interligar várias
redes e geralmente trabalham em conjunto com
hubs e switchs. Ainda, podem ser dotados de
recursos extras, como firewall, por exemplo.
Uma dica importante: ao procurar hubs, switchs ou
até mesmo roteadores, dê preferência a
equipamentos de marcas conhecidas. Isso pode
evitar transtornos no futuro.
GAMBIARRA?
Montagem Física dos Cabos de Rede
Montagem Física dos Cabos de Rede

   2 – Descasque o fio  descasque uns dois
centímetros da capa de proteção para revelar os
 fios internos, com cuidado para não cortá-los.
Montagem Física dos Cabos de Rede
Montagem Física dos Cabos de Rede




           A ordem correta dos cabos é:
  Branco do verde, Verde, Branco do laranja, Azul,
   Branco do azul, Laranja, Branco do Marrom e
                     Marrom
Montagem Física dos Cabos de Rede




           A ordem correta dos cabos é:
  Branco do verde, Verde, Branco do laranja, Azul,
   Branco do azul, Laranja, Branco do Marrom e
                     Marrom
Montagem Física dos Cabos de Rede
Montagem Física dos Cabos de Rede
Montagem Física dos Cabos de Rede
Montagem Física dos Cabos de Rede
Montagem Física dos Cabos de Rede
Montagem Física dos Cabos de Rede
Montagem Física dos Cabos de Rede
Informática Aplicada - Redes

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Redes aula 1
Redes   aula 1Redes   aula 1
IMEI Módulo 8 (Curso profissional de Gestão de Equipamentos Informáticos)
IMEI Módulo 8 (Curso profissional de Gestão de Equipamentos Informáticos)IMEI Módulo 8 (Curso profissional de Gestão de Equipamentos Informáticos)
IMEI Módulo 8 (Curso profissional de Gestão de Equipamentos Informáticos)
Luis Ferreira
 
Mini curso redes_computadores
Mini curso redes_computadoresMini curso redes_computadores
Mini curso redes_computadores
elgi.elgi
 
SDAC 12º - M9 TGEI
SDAC 12º - M9 TGEISDAC 12º - M9 TGEI
SDAC 12º - M9 TGEI
Luis Ferreira
 
O que é uma rede informática
O que é uma rede informáticaO que é uma rede informática
O que é uma rede informática
filipemolon
 
Redes de Computadores
Redes de ComputadoresRedes de Computadores
Redes de Computadores
Elaine Cecília Gatto
 
Noções de redes de computadores
Noções de redes de computadoresNoções de redes de computadores
Noções de redes de computadores
Filipe Flores
 
introdução a tecnologia da informação
introdução a tecnologia da informaçãointrodução a tecnologia da informação
introdução a tecnologia da informação
luk2s
 
Apostila packet tracer 5.3
Apostila packet tracer 5.3Apostila packet tracer 5.3
Apostila packet tracer 5.3
Jakson Silva
 
Estruturas de rede
Estruturas de redeEstruturas de rede
Estruturas de rede
cadudragon
 
T2b1 08
T2b1 08T2b1 08
Tarefa carlos antonio da silva
Tarefa   carlos antonio da silvaTarefa   carlos antonio da silva
Tarefa carlos antonio da silva
Carlos Silva
 
Redes de Computadores
Redes de ComputadoresRedes de Computadores
Redes de Computadores
Fábio Eliseu
 
Julia aula mestrado equipamentos de rede
Julia aula mestrado equipamentos de redeJulia aula mestrado equipamentos de rede
Julia aula mestrado equipamentos de rede
Ana Julia F Alves Ferreira
 
Redes de Computadores
Redes de Computadores Redes de Computadores
Redes de Computadores
Emanoel Lopes
 
Artigo - Redes de Computadores
Artigo - Redes de ComputadoresArtigo - Redes de Computadores
Artigo - Redes de Computadores
Uilber Castagna
 
Redes
RedesRedes
Redes de computadores e suas tendências
Redes de computadores e suas tendênciasRedes de computadores e suas tendências
Redes de computadores e suas tendências
Alexandre Santana
 
Redes 3 protocolos
Redes 3 protocolosRedes 3 protocolos
Redes 3 protocolos
Mauro Pereira
 
Evolução, hardware e software isaias
Evolução, hardware e software isaiasEvolução, hardware e software isaias
Evolução, hardware e software isaias
Isaias_Bass
 

Mais procurados (20)

Redes aula 1
Redes   aula 1Redes   aula 1
Redes aula 1
 
IMEI Módulo 8 (Curso profissional de Gestão de Equipamentos Informáticos)
IMEI Módulo 8 (Curso profissional de Gestão de Equipamentos Informáticos)IMEI Módulo 8 (Curso profissional de Gestão de Equipamentos Informáticos)
IMEI Módulo 8 (Curso profissional de Gestão de Equipamentos Informáticos)
 
Mini curso redes_computadores
Mini curso redes_computadoresMini curso redes_computadores
Mini curso redes_computadores
 
SDAC 12º - M9 TGEI
SDAC 12º - M9 TGEISDAC 12º - M9 TGEI
SDAC 12º - M9 TGEI
 
O que é uma rede informática
O que é uma rede informáticaO que é uma rede informática
O que é uma rede informática
 
Redes de Computadores
Redes de ComputadoresRedes de Computadores
Redes de Computadores
 
Noções de redes de computadores
Noções de redes de computadoresNoções de redes de computadores
Noções de redes de computadores
 
introdução a tecnologia da informação
introdução a tecnologia da informaçãointrodução a tecnologia da informação
introdução a tecnologia da informação
 
Apostila packet tracer 5.3
Apostila packet tracer 5.3Apostila packet tracer 5.3
Apostila packet tracer 5.3
 
Estruturas de rede
Estruturas de redeEstruturas de rede
Estruturas de rede
 
T2b1 08
T2b1 08T2b1 08
T2b1 08
 
Tarefa carlos antonio da silva
Tarefa   carlos antonio da silvaTarefa   carlos antonio da silva
Tarefa carlos antonio da silva
 
Redes de Computadores
Redes de ComputadoresRedes de Computadores
Redes de Computadores
 
Julia aula mestrado equipamentos de rede
Julia aula mestrado equipamentos de redeJulia aula mestrado equipamentos de rede
Julia aula mestrado equipamentos de rede
 
Redes de Computadores
Redes de Computadores Redes de Computadores
Redes de Computadores
 
Artigo - Redes de Computadores
Artigo - Redes de ComputadoresArtigo - Redes de Computadores
Artigo - Redes de Computadores
 
Redes
RedesRedes
Redes
 
Redes de computadores e suas tendências
Redes de computadores e suas tendênciasRedes de computadores e suas tendências
Redes de computadores e suas tendências
 
Redes 3 protocolos
Redes 3 protocolosRedes 3 protocolos
Redes 3 protocolos
 
Evolução, hardware e software isaias
Evolução, hardware e software isaiasEvolução, hardware e software isaias
Evolução, hardware e software isaias
 

Destaque

Pastas e Atalhos
Pastas e AtalhosPastas e Atalhos
Pastas e Atalhos
Ricardo de Moraes
 
Introducao à Informatica Aplicada
Introducao à Informatica AplicadaIntroducao à Informatica Aplicada
Introducao à Informatica Aplicada
Clausia Antoneli
 
Redes de computadores e a internet
Redes de computadores e a internetRedes de computadores e a internet
Redes de computadores e a internet
IRaza Gomes
 
Fundamentos de Redes de Computadores parte 1
Fundamentos de Redes de Computadores parte 1Fundamentos de Redes de Computadores parte 1
Fundamentos de Redes de Computadores parte 1
Ricardo Pinheiro
 
1ª aula introdução a informática
1ª aula introdução a informática1ª aula introdução a informática
1ª aula introdução a informática
socrahn
 
Informatica Aplicada
Informatica AplicadaInformatica Aplicada
Informatica Aplicada
Ricardo de Moraes
 
Infraestrutura de Redes
Infraestrutura de RedesInfraestrutura de Redes
Infraestrutura de Redes
Leandro Machado
 
Plano de Projeto de Implantação de Software ERP Vertical de Saúde integrado c...
Plano de Projeto de Implantação de Software ERP Vertical de Saúde integrado c...Plano de Projeto de Implantação de Software ERP Vertical de Saúde integrado c...
Plano de Projeto de Implantação de Software ERP Vertical de Saúde integrado c...
Marcelo Schumacher
 

Destaque (8)

Pastas e Atalhos
Pastas e AtalhosPastas e Atalhos
Pastas e Atalhos
 
Introducao à Informatica Aplicada
Introducao à Informatica AplicadaIntroducao à Informatica Aplicada
Introducao à Informatica Aplicada
 
Redes de computadores e a internet
Redes de computadores e a internetRedes de computadores e a internet
Redes de computadores e a internet
 
Fundamentos de Redes de Computadores parte 1
Fundamentos de Redes de Computadores parte 1Fundamentos de Redes de Computadores parte 1
Fundamentos de Redes de Computadores parte 1
 
1ª aula introdução a informática
1ª aula introdução a informática1ª aula introdução a informática
1ª aula introdução a informática
 
Informatica Aplicada
Informatica AplicadaInformatica Aplicada
Informatica Aplicada
 
Infraestrutura de Redes
Infraestrutura de RedesInfraestrutura de Redes
Infraestrutura de Redes
 
Plano de Projeto de Implantação de Software ERP Vertical de Saúde integrado c...
Plano de Projeto de Implantação de Software ERP Vertical de Saúde integrado c...Plano de Projeto de Implantação de Software ERP Vertical de Saúde integrado c...
Plano de Projeto de Implantação de Software ERP Vertical de Saúde integrado c...
 

Semelhante a Informática Aplicada - Redes

Rede
RedeRede
Redes lan
Redes lanRedes lan
Redes lan
Fernandacapuano
 
Introdução a REDES DE COMPUTADORES: CONCEITOS
Introdução a REDES DE COMPUTADORES: CONCEITOSIntrodução a REDES DE COMPUTADORES: CONCEITOS
Introdução a REDES DE COMPUTADORES: CONCEITOS
EmanuelaVitria3
 
762- Redes.ppt
762- Redes.ppt762- Redes.ppt
762- Redes.ppt
paulalobo22
 
Curso de redes wi telecom.ppt
Curso de redes wi telecom.pptCurso de redes wi telecom.ppt
Curso de redes wi telecom.ppt
Elismar Oliveira
 
Funções dos dispositivos de rede
Funções dos dispositivos de redeFunções dos dispositivos de rede
Funções dos dispositivos de rede
Gonçalo
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
Kelly Dos Santos
 
Dispositivos de rede
Dispositivos de redeDispositivos de rede
Dispositivos de rede
Bruna
 
Transmissão de dados
Transmissão de dadosTransmissão de dados
Transmissão de dados
Bruna
 
Redes de computadores 1 - Conceitos Gerais
Redes de computadores 1 - Conceitos GeraisRedes de computadores 1 - Conceitos Gerais
Redes de computadores 1 - Conceitos Gerais
José Ronaldo Trajano
 
Redes de computadores
Redes de computadoresRedes de computadores
Redes de computadores
Weslley Andrade
 
Dispositivos de ligação dos componentes à rede
Dispositivos de ligação dos componentes à redeDispositivos de ligação dos componentes à rede
Dispositivos de ligação dos componentes à rede
Taniabastos15
 
Teoria de redes de computadores redes .doc
Teoria de redes de computadores redes .docTeoria de redes de computadores redes .doc
Teoria de redes de computadores redes .doc
anpproferick
 
Tipos de dispositivos de rede
Tipos de dispositivos de redeTipos de dispositivos de rede
Tipos de dispositivos de rede
BrunoXina
 
Componentes de uma Rede de computadores
Componentes de uma Rede de computadoresComponentes de uma Rede de computadores
Componentes de uma Rede de computadores
Felipe Silva
 
Redes
RedesRedes
Redes
Nuno Sousa
 
redes de pc.ppt
redes de pc.pptredes de pc.ppt
redes de pc.ppt
Agostinho9
 
REDES.ppt
REDES.pptREDES.ppt
REDES.ppt
Agostinho9
 
Gv redes industriais
Gv redes industriaisGv redes industriais
Gv redes industriais
Gabriel Vinicios Silva Maganha
 
Sistema Computacao Revisao 1
Sistema Computacao Revisao 1Sistema Computacao Revisao 1
Sistema Computacao Revisao 1
Duílio Andrade
 

Semelhante a Informática Aplicada - Redes (20)

Rede
RedeRede
Rede
 
Redes lan
Redes lanRedes lan
Redes lan
 
Introdução a REDES DE COMPUTADORES: CONCEITOS
Introdução a REDES DE COMPUTADORES: CONCEITOSIntrodução a REDES DE COMPUTADORES: CONCEITOS
Introdução a REDES DE COMPUTADORES: CONCEITOS
 
762- Redes.ppt
762- Redes.ppt762- Redes.ppt
762- Redes.ppt
 
Curso de redes wi telecom.ppt
Curso de redes wi telecom.pptCurso de redes wi telecom.ppt
Curso de redes wi telecom.ppt
 
Funções dos dispositivos de rede
Funções dos dispositivos de redeFunções dos dispositivos de rede
Funções dos dispositivos de rede
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 
Dispositivos de rede
Dispositivos de redeDispositivos de rede
Dispositivos de rede
 
Transmissão de dados
Transmissão de dadosTransmissão de dados
Transmissão de dados
 
Redes de computadores 1 - Conceitos Gerais
Redes de computadores 1 - Conceitos GeraisRedes de computadores 1 - Conceitos Gerais
Redes de computadores 1 - Conceitos Gerais
 
Redes de computadores
Redes de computadoresRedes de computadores
Redes de computadores
 
Dispositivos de ligação dos componentes à rede
Dispositivos de ligação dos componentes à redeDispositivos de ligação dos componentes à rede
Dispositivos de ligação dos componentes à rede
 
Teoria de redes de computadores redes .doc
Teoria de redes de computadores redes .docTeoria de redes de computadores redes .doc
Teoria de redes de computadores redes .doc
 
Tipos de dispositivos de rede
Tipos de dispositivos de redeTipos de dispositivos de rede
Tipos de dispositivos de rede
 
Componentes de uma Rede de computadores
Componentes de uma Rede de computadoresComponentes de uma Rede de computadores
Componentes de uma Rede de computadores
 
Redes
RedesRedes
Redes
 
redes de pc.ppt
redes de pc.pptredes de pc.ppt
redes de pc.ppt
 
REDES.ppt
REDES.pptREDES.ppt
REDES.ppt
 
Gv redes industriais
Gv redes industriaisGv redes industriais
Gv redes industriais
 
Sistema Computacao Revisao 1
Sistema Computacao Revisao 1Sistema Computacao Revisao 1
Sistema Computacao Revisao 1
 

Mais de Ricardo de Moraes

Painel de Controle Windows XP
Painel de Controle Windows XPPainel de Controle Windows XP
Painel de Controle Windows XP
Ricardo de Moraes
 
Como Comprar Seu Computador
Como Comprar Seu ComputadorComo Comprar Seu Computador
Como Comprar Seu Computador
Ricardo de Moraes
 
Montando o Computador
Montando o ComputadorMontando o Computador
Montando o Computador
Ricardo de Moraes
 
Cruzada
CruzadaCruzada
Caça Palavras
Caça PalavrasCaça Palavras
Caça Palavras
Ricardo de Moraes
 
Introducao aos Sistemas Operacionais
Introducao aos Sistemas OperacionaisIntroducao aos Sistemas Operacionais
Introducao aos Sistemas Operacionais
Ricardo de Moraes
 

Mais de Ricardo de Moraes (6)

Painel de Controle Windows XP
Painel de Controle Windows XPPainel de Controle Windows XP
Painel de Controle Windows XP
 
Como Comprar Seu Computador
Como Comprar Seu ComputadorComo Comprar Seu Computador
Como Comprar Seu Computador
 
Montando o Computador
Montando o ComputadorMontando o Computador
Montando o Computador
 
Cruzada
CruzadaCruzada
Cruzada
 
Caça Palavras
Caça PalavrasCaça Palavras
Caça Palavras
 
Introducao aos Sistemas Operacionais
Introducao aos Sistemas OperacionaisIntroducao aos Sistemas Operacionais
Introducao aos Sistemas Operacionais
 

Último

ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
AdrianoMontagna1
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
Slides Lição 13, CPAD, A Cidade Celestial, 2Tr24.pptx
Slides Lição 13, CPAD, A Cidade Celestial, 2Tr24.pptxSlides Lição 13, CPAD, A Cidade Celestial, 2Tr24.pptx
Slides Lição 13, CPAD, A Cidade Celestial, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
WELTONROBERTOFREITAS
 
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogiaAVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
KarollayneRodriguesV1
 
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdfRazonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Demetrio Ccesa Rayme
 
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdfCD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
Manuais Formação
 
Bem -aventurados pobres de espirito.pptx
Bem -aventurados pobres de espirito.pptxBem -aventurados pobres de espirito.pptx
Bem -aventurados pobres de espirito.pptx
MarcoAurlioResende
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Centro Jacques Delors
 
Cap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e Riscadores
Cap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e RiscadoresCap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e Riscadores
Cap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e Riscadores
Shakil Y. Rahim
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
JakiraCosta
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
Manuais Formação
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
Pr Davi Passos - Estudos Bíblicos
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
TiagoLouro8
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
AlineOliveira625820
 
Sequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdf
Sequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdfSequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdf
Sequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdf
marcos oliveira
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
AntonioAngeloNeves
 

Último (20)

ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
Slides Lição 13, CPAD, A Cidade Celestial, 2Tr24.pptx
Slides Lição 13, CPAD, A Cidade Celestial, 2Tr24.pptxSlides Lição 13, CPAD, A Cidade Celestial, 2Tr24.pptx
Slides Lição 13, CPAD, A Cidade Celestial, 2Tr24.pptx
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
 
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogiaAVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
 
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdfRazonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
 
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdfCD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
 
Bem -aventurados pobres de espirito.pptx
Bem -aventurados pobres de espirito.pptxBem -aventurados pobres de espirito.pptx
Bem -aventurados pobres de espirito.pptx
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
 
Cap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e Riscadores
Cap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e RiscadoresCap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e Riscadores
Cap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e Riscadores
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
 
Sequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdf
Sequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdfSequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdf
Sequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdf
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
 

Informática Aplicada - Redes

  • 2. EMENTA O computador: origem, funcionamento, componentes básicos. Tecnologia de hardware: processadores, memória, dispositivos de E/S, redes de computadores. Sistemas distribuídos. Software: categorias, sistemas operacionais, linguagens de aplicação, planilhas, banco de dados, hipertexto, multimídia, internet, computação gráfica.
  • 3. Uma rede é, basicamente, dois ou mais computadores interligados por um cabo, trocando informações e compartilhando recursos.
  • 5. LAN (Local Area Network) - originou-se de uma descrição de tamanho - elas cobrem uma área pequena e pertencem normalmente a uma única organização. WAN (Wide Area Network) - uma WAN pode interligar redes entre dois edifícios vizinhos bem como em dois continentes diferentes. Será uma interligação de duas ou mais redes locais (LAN ).
  • 6.  Todosos computadores conectados à rede são iguais na hierarquia. Compartilham recursos entre si. Data
  • 7. Todos os computadores conectados à rede são gerenciados por um servidor, que possui softwares gerencidores com recursos de monitoramento e administração.
  • 8. Server REDE CLIENTE-SERVIDOR REDE PONTO-A-PONTO COM WINDOWS 95/98 Data
  • 9.  Topologia de Rede é o termo técnico utilizado para o modo como uma rede é instalada, é o mapa de uma rede.  A topologia física descreve por onde os cabos passam e onde as estações, roteadores, etc. se localizam.  A topologia lógica refere-se aos percursos das mensagens entre os usuários da rede.
  • 10.  Utilizado em redes Ethernet 10BASET e consiste em pares de cabos enrolados em em torno do outro. Trançar os cabos em pares aumenta a imunidade à interferência externa(ruído) e reduz a degradação do sinal.  Normalmente utiliza-se o conector RJ- 45.
  • 11. HUB Máximo = 100 m Mínimo = 2,5 m
  • 12. • As estações de trabalho representam computadores de acesso ao usuário. • Elas podem ser um desktop completo com todos os dispositivos típicos de um Pc ou ser uma máquina mais enxuta. • Geralmente são usadas para acesso aos serviços disponibilizados pelo servidor, ou para executar tarefas locais; e possuem um poder de processamento menor. • Algumas vezes são usadas estações sem disco (diskless), que usam completamente os arquivos e programas disponibilizados pelo servidor.
  • 13.
  • 14. •É uma máquina utilizada para gerenciar uma rede de computadores. •Através dele, os outros computadores chamados Clientes, compartilham dados e têm acesso aos serviços disponibilizados por ele.
  • 15. • Geralmente possuem um Sistema Operacional específico Ex: Windows 2003 Server Linux • São máquinas mais potentes que os outros computadores (Clientes) • Possuem alta capacidade de processamento • Armazenam grande quantidade de informações • Compartilham recursos como: _ Programas _ Banco de Dados _ Periféricos _ Internet
  • 16.
  • 17. •de adaptadorde rede também chamado O placa de rede ou NIC,é um dispositivo de hardware responsável pela comunicação entre os computadores em uma rede. Ele controla o envio e recebimento de dados através da rede.
  • 18. •É um tipo de placa que é conectada diretamente com a placa-mãe do computador.
  • 19. Conector é um dispositivo indispensável para a ligação de um cabo. Atualmente os conectores estão começando à serem substituídos graças à tecnologia wireless(interligação sem fio de equipamentos).Hoje , podemos encontrar no mercado vários equipamentos com essa tecnologia, como placas de rede, caixas de som, mouses, teclados etc.
  • 20. É um conector que possui 8 posições, onde todas elas são utilizadas.Geralmente é mais usado em redes Ethernet.Pode ser utilizado em redes com topologia estrela e por barramento.
  • 21. Muita gente sabe que hub, switch e roteador são nomes dados a equipamentos que possibilitam a conexão de computadores em redes.
  • 22. O hub é um dispositivo que tem a função de interligar os computadores de uma rede local. Sua forma de trabalho é a mais simples se comparado ao switch e ao roteador: o hub recebe dados vindos de um computador e os transmite às outras máquinas. No momento em que isso ocorre, nenhum outro computador consegue enviar sinal. Sua liberação acontece após o sinal anterior ter sido completamente distribuído. Em um hub é possível ter várias portas, ou seja, entradas para conectar o cabo de rede de cada computador. Geralmente, há aparelhos com 8, 16, 24 e 32 portas. A quantidade varia de acordo com o modelo e o fabricante do equipamento.
  • 23. • Caso o cabo de uma máquina seja desconectado ou apresente algum defeito, a rede não deixa de funcionar, pois é o hub que a "sustenta". Também é possível adicionar um outro hub ao já existente. • Hubs são adequados para redes pequenas e/ou domésticas. Havendo poucos computadores é muito pouco provável que surja algum problema de desempenho.
  • 24. O switch é um aparelho muito semelhante ao hub, mas tem uma grande diferença: os dados vindos do computador de origem somente são repassados ao computador de destino. Isso porque os switchs criam uma espécie de canal de comunicação exclusiva entre a origem e o destino. Dessa forma, a rede não fica "presa" a um único computador no envio de informações. Isso aumenta o desempenho da rede já que a comunicação está sempre disponível, exceto quando dois ou mais computadores tentam enviar dados simultaneamente à mesma máquina. Essa característica também diminui a ocorrência de erros (colisões de pacotes, por exemplo). Assim como no hub, é possível ter várias portas em um switch e a quantidade varia da mesma forma.
  • 25. O hub está cada vez mais em desuso. Isso porque existe um dispositivo chamado "hub switch" que possui preço parecido com o de um hub convencional. Trata-se de um tipo de switch econômico, geralmente usado para redes com até 24 computadores. Para redes maiores mas que não necessitam de um roteador, os switchs são mais indicados.
  • 26. O roteador (ou router) é um equipamento utilizado em redes de maior porte. Ele é mais "inteligente" que o switch, pois além de poder fazer a mesma função deste, também tem a capacidade de escolher a melhor rota que um determinado pacote de dados deve seguir para chegar em seu destino. É como se a rede fosse uma cidade grande e o roteador escolhesse os caminhos mais curtos e menos congestionados. Daí o nome de roteador.
  • 27. Os roteadores são capazes de interligar várias redes e geralmente trabalham em conjunto com hubs e switchs. Ainda, podem ser dotados de recursos extras, como firewall, por exemplo. Uma dica importante: ao procurar hubs, switchs ou até mesmo roteadores, dê preferência a equipamentos de marcas conhecidas. Isso pode evitar transtornos no futuro.
  • 29.
  • 30.
  • 31.
  • 32. Montagem Física dos Cabos de Rede
  • 33. Montagem Física dos Cabos de Rede 2 – Descasque o fio  descasque uns dois centímetros da capa de proteção para revelar os fios internos, com cuidado para não cortá-los.
  • 34. Montagem Física dos Cabos de Rede
  • 35. Montagem Física dos Cabos de Rede A ordem correta dos cabos é: Branco do verde, Verde, Branco do laranja, Azul, Branco do azul, Laranja, Branco do Marrom e Marrom
  • 36. Montagem Física dos Cabos de Rede A ordem correta dos cabos é: Branco do verde, Verde, Branco do laranja, Azul, Branco do azul, Laranja, Branco do Marrom e Marrom
  • 37. Montagem Física dos Cabos de Rede
  • 38. Montagem Física dos Cabos de Rede
  • 39. Montagem Física dos Cabos de Rede
  • 40. Montagem Física dos Cabos de Rede
  • 41. Montagem Física dos Cabos de Rede
  • 42. Montagem Física dos Cabos de Rede
  • 43. Montagem Física dos Cabos de Rede