SlideShare uma empresa Scribd logo
Guerra Fria
Professor: Wendel Oliveira
A Guerra Fria tem início logo após a Segunda
Guerra Mundial, pois os Estados Unidos e a União
Soviética vão disputar a hegemonia política,
econômica e militar no mundo.
Guerra fria
A União Soviética possuía um sistema socialista, baseado na
economia planificada, partido único (Partido Comunista),
igualdade social e falta de democracia.
Já os Estados unidos, a outra potência mundial, defendia a
expansão do sistema capitalista, baseado na economia de
mercado, sistema democrático e propriedade privada.
Na segunda metade da década de 1940 até 1989, estas duas
potências tentaram implantar em outros países os seus
sistemas políticos e econômicos.
A União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS) foi criada em
1922 pelos bolcheviques, liderados por Lênin, como uma das
consequências da Revolução Russa de 1917. Existiu até 1991,
quando foi dissolvida no contexto da crise do socialismo com as
reformas políticas e econômicas implantadas por Mikhail Gorbachev.
A definição para a expressão guerra fria é de um conflito que
aconteceu apenas no campo ideológico, não ocorrendo um
embate militar declarado e direto entre Estados Unidos e URSS.
Até mesmo porque, estes dois países estavam armados com
centenas de mísseis nucleares. Um conflito armado direto
significaria o fim dos dois países e, provavelmente, da vida no
planeta Terra.
Porém ambos acabaram alimentando conflitos em outros países
como, por exemplo, na Coreia e no Vietnã.
A expressão “Guerra Fria” surgiu em 1947, quando o assessor
presidencial americano Bernard Baruch usou o termo para se referir à
intensa rivalidade entre Estados Unidos e União Soviética após o fim
da Segunda Guerra Mundial (1939-1945).
Paz Armada
Na verdade, uma expressão explica muito bem este período: a
existência da Paz Armada. As duas potências envolveram-se numa
corrida armamentista, espalhando exércitos e armamentos em seus
territórios e nos países aliados. Enquanto houvesse um equilíbrio
bélico entre as duas potências, a paz estaria garantida, pois
haveria o medo do ataque inimigo.
Paz Armada
Nesta época, formaram-se dois blocos militares, cujo objetivo era
defender os interesses militares dos países membros. A OTAN -
Organização do Tratado do Atlântico Norte (surgiu em abril de
1949) era liderada pelos Estados Unidos e tinha suas bases nos
países membros, principalmente na Europa Ocidental.
O Pacto de Varsóvia era comandado pela União Soviética e
defendia militarmente os países socialistas.
Blocos Militares
Alguns países membros da OTAN: Estados Unidos, Canadá,
Itália, Portugal, Inglaterra, Alemanha Ocidental, França,
Suécia, Espanha (entrou em 1982), Bélgica, Holanda,
Dinamarca, Áustria e Grécia.
Alguns países membros do Pacto de Varsóvia: URSS, Cuba,
China, Coreia do Norte, Romênia, Alemanha Oriental, Albânia,
Tchecoslováquia e Polônia.
Guerra fria
Corrida Espacial
EUA e URSS travaram uma disputa muito grande no que se refere
aos avanços espaciais. Ambos corriam para tentar atingir objetivos
significativos nesta área. Isso ocorria, pois havia uma grande
disputa entre as potências, com o objetivo de mostrar para o
mundo qual era o sistema mais avançado. No ano de 1957, a URSS
lança o foguete Sputnik com um cão dentro, o primeiro ser vivo a ir
para o espaço. Doze anos depois, em 1969, o mundo todo pôde
acompanhar pela televisão a chegada do homem a lua, com a
missão espacial norte-americana.
Caça as Bruxas
Os EUA liderou uma forte política de combate ao comunismo em seu
território e no mundo. Usando o cinema, a televisão, os jornais, as
propagandas e até mesmo as histórias em quadrinhos, divulgou uma
campanha valorizando o "american way of life". Vários cidadãos
americanos foram presos ou marginalizados por defenderem ideias
próximas ao socialismo. O Macarthismo, comandado pelo senador
republicano Joseph McCarthy, perseguiu muitas pessoas nos EUA.
Essa ideologia também chegava aos países aliados dos EUA, como
uma forma de identificar o socialismo com tudo que havia de ruim
no planeta.
Na URSS não foi diferente, já que o Partido Comunista e seus
integrantes perseguiam, prendiam e até matavam todos aqueles
que não seguiam as regras estabelecidas pelo governo. Sair
destes países, por exemplo, era praticamente impossível. Um
sistema de investigação e espionagem foi muito usado de ambos
os lados. Enquanto a espionagem norte-americana cabia aos
integrantes da CIA, os funcionários da KGB faziam os serviços
secretos soviéticos.
A divisão da Alemanha
Após a Segunda Guerra, a Alemanha foi dividida em duas áreas
de ocupação entre os países vencedores. A República Democrática
da Alemanha, com capital em Berlim, ficou sendo zona de
influência soviética e, portanto, socialista. A República Federal da
Alemanha, com capital em Bonn (parte capitalista), ficou sob a
influência dos países capitalistas. A cidade de Berlim foi dividida
entre as quatro forças que venceram a guerra: URSS, EUA,
França e Inglaterra. Em 1961 foi levantado o Muro de Berlim,
para dividir a cidade em duas partes: uma capitalista e outra
socialista.
Guerra fria
"Cortina de Ferro"
Em 1946, Winston Churchill (primeiro ministro britânico) fez um
famoso discurso nos Estados Unidos, usando a expressão "Cortina
de Ferro" para se referir à influência da União Soviética sobre os
países socialistas do leste europeu. Churchill defendia a ideia de
que, após a Segunda Guerra Mundial, a URSS tinha se tornado a
grande inimiga dos valores ocidentais (democracia e liberdade,
principalmente).
Plano Marshall e COMECON
As duas potências desenvolveram planos para desenvolver
economicamente os países membros. No final da década de 1940,
os EUA colocaram em prática o Plano Marshall, oferecendo
ajuda econômica, principalmente através de empréstimos, para
reconstruir os países capitalistas afetados pela Segunda Guerra
Mundial. Já o COMECON foi criado pela URSS em 1949 com o
objetivo de garantir auxílio mútuo entre os países socialistas.
Envolvimentos Indiretos
Guerra da Coreia: Entre os anos de 1951 e 1953 a Coreia foi palco
de um conflito armado de grandes proporções. Após a Revolução
Maoísta ocorrida na China, a Coreia sofre pressões para adotar o
sistema socialista em todo seu território. A região sul da Coreia
resiste e, com o apoio militar dos Estados Unidos, defende seus
interesses. A guerra dura dois anos e termina, em 1953, com a
divisão da Coreia no paralelo 38. A Coreia do Norte ficou sob
influência soviética e com um sistema socialista, enquanto a Coreia
do Sul manteve o sistema capitalista.
Guerra fria
Guerra do Vietnã
Este conflito ocorreu entre 1959 e 1975 e contou com a
intervenção direta dos EUA e URSS. Os soldados norte-
americanos, apesar de todo aparato tecnológico, tiveram
dificuldades em enfrentar os soldados vietcongues (apoiados pelos
soviéticos) nas florestas tropicais do país. Milhares de pessoas,
entre civis e militares morreram nos combates. Os EUA saíram
derrotados e tiveram que abandonar o território vietnamita de
forma vergonhosa em 1975. O Vietnã passou a ser socialista.
Guerra fria
Fim da Guerra Fria e consequências
A falta de democracia, o atraso econômico e a crise nas repúblicas
soviéticas acabaram por acelerar a crise do socialismo no final da
década de 1980. Em 1989 cai o Muro de Berlim e as duas
Alemanhas são reunificadas. No começo da década de 1990, o
então presidente da União Soviética Gorbachev começou a
acelerar o fim do socialismo naquele país e nos aliados. Com
reformas econômicas, acordos com os EUA e mudanças políticas,
o sistema foi se enfraquecendo. Era o fim de um período de
embates políticos, ideológicos e militares. O capitalismo vitorioso,
aos poucos, iria sendo implantado nos países socialistas.
UM ESTILO DE VIDA QUE NÃO ERA
PARA TODOS
• Os americanos viviam um momento de abundância econômica
, mas não era para toda sociedade.
• Milhões viviam sem acesso a educação de qualidade e outras
garantias básicas, principalmente a população negra
(segregação racial).
• Os WASPs (brancos, anglo-saxões e protestantes) dominavam
a sociedade e desprezavam as minorias, como os judeus.
• Os soviéticos se utilizavam deste problema americano para
argumentar contra o capitalismo.
• Welfare State (Estado de bem-estar social) ampliando pelo
presidente Truman, mesmo contrariando o partido
Republicano.
• Em 1954, a Suprema Corte Americana julga a segregação
racial como inconstitucional, entretanto não garantiu o fim do
racismo.
• Durante a década de 50 cresce movimentos que lutam pela
igualdade de direitos civis para afrodescendentes.
• Martin Luther King (1929-1968) era pastor e líder pacifista
que defendia o princípio da desobediência civil.
• milhares de manifestações, pacíficas ou não, tomam conta dos
EUA, que reprime com violência. Martin Luther King é
assassinado em 1968.
• Malcom-X inspirou outros movimentos como; Partido dos
Panteras Negras e o movimento Black Power.
Foi um dos mais importantes militantes
americanos na luta contra o racismo nas
décadas de 50 e 60. Teve uma infância
trágica: perdeu o pai assassinado e viu sua
casa ser incendiada pelo grupo racista
branco Ku Klux Klan. Na adolescência, foi
parar na cadeia. Em 1946, enquanto
cumpria pena por roubo, converteu-se ao
islamismo.
Movimento como o “american way of life” foram questionados
pelos movimentos sociais espontâneos.
O rock and roll, conhecido também como rock'n'roll,
é um estilo musical que surgiu nos Estados Unidos no
final dos anos 1940 e início dos anos 1950, com raízes
nos estilos musicais de negros norte-americanos
O movimento hippie buscava um questionamento
existencial muito abrangente, que ia além das
considerações econômicas, sociais e políticas: visava
ao ser integral em face da vida e do mundo. Os
hippies adotavam um modo de vida comunitário, ou
de vida nômade, em comunhão com a natureza,
viviam do artesanato e, no campo, da horta.
O Festival de Woodstock (1969) aconteceu entre os dias 15 e 18 de agosto na cidade de
Bethel, interior de Nova York, e foi o maior festival de música de todos os tempos. Teve
como combustível muita música folk, muito rock psicodélico, drogas alucinógenas e
nudez descompromissada. A cidade parou e o festival que deveria contar com
“somente” 50 mil pessoas, teve um público esperado de 200 mil almas, que se
multiplicaram para 500 mil nos dias do evento.
A UNIÃO SOVIÉTICA
Guerra fria
Guerra fria
Guerra fria
Guerra fria
A REVOLUÇÃO CHINESA
A Revolução Chinesa foi um movimento político, social,
econômico e cultural ocorrido na China no ano de 1911.
Liderada pelo médico, político e estadista chinês Sun Yat-sen.
Este movimento nacionalista derrubou a Dinastia Manchu do
poder.
Sun Yat-Sen, filho de camponeses
cristãos e médico de profissão, tornou-
se líder da oposição republicana após a
derrota contra o Japão em 1894-1895 e
a consequente agonia do império
chinês.
Causas: China antes da revolução
No século XIX, no contexto do imperialismo, a China era dominada e
explorada pelas potências europeias, principalmente pelo Reino Unido. Esta
potência imperialista, além de explorar a China economicamente, interferia nos
assuntos políticos e culturais da China.
Das terras produtivas chinesas, quase 90% estavam nas mãos de grandes proprietários rurais (espécies de senhores
feudais).
Entre 1898 e 1900 um ato de rebeldia contra a dominação estrangeira ocorreu na China. Os boxers fizeram uma
revolta de caráter nacionalista que foi duramente reprimida pelas tropas estrangeiras. Este conflito ficou conhecido
como Guerra dos Boxers.
Em 1908, Sun Yat-sen fundou o Partido Nacionalista (Kuomintang) cujo
principal objetivo era fazer oposição à monarquia e ao domínio europeu no país.
A palavra boxers tem origem na luta que o grupo revoltoso “Punhos Honrados e Harmoniosos”
praticava, que tinha várias semelhanças com o shadowboxing, exercício de preparação dos
boxeadores que consiste em um treinamento solitário, emulando movimentos como se estivessem
lutando contra um adversário imaginário. Porém, os boxers chineses acrescentaram outros
elementos a esta prática, como palavras mágicas e movimentos rápidos que os faziam pensar que
poderiam obter a vitória em qualquer confronto.
A Revolução Nacionalista
Em 1911, com o apoio de grande parte dos militares chineses, Sun Yat-sen foi
proclamado primeiro presidente da República Chinesa. Porém, em várias
regiões do país comandadas por grandes proprietários rurais ocorreram
resistências, mergulhando a China num longo período de guerra
civil.
Em 1925, com a morte de Sun Yat-sen, ocorreu uma disputa pelo controle do
Kuomintang, que acabou por se fundir com o Partido Comunista Chinês.
A Revolução Nacionalista
Em 1927, o general Chiang Kai-shek assumiu o poder do
Kuomintang e, no comando das tropas chinesas, começou a combater os opositores da República,
entre eles os grandes proprietários rurais e comunistas.
Os conflitos entre nacionalistas e comunistas ficou suspenso apenas
na Segunda Guerra Mundial, quando combateram, juntos, o Japão
que tentava conquistar a China. Com o término da conflito mundial e a expulsão dos
japoneses do território chinês, as tropas nacionalistas de Chiang Kai-shek voltaram a perseguir e
combater os comunistas de Mao Tse-tung, reiniciando o conflito armado.
A Revolução Comunista
Em outubro de 1949, os comunistas tomam o poder e proclamam
a República Popular da China, com Mao Tse-tung como chefe
supremo. Transformada num país comunista, a China passou por
uma série de reformas como, por exemplo, coletivização das
terras, controle estatal da economia e nacionalização de
empresas estrangeiras.
Mao Tse-tung e cerca de 90 mil
comunistas percorreram a pé mais
de 10 mil quilômetros do território
chinês, travando um conflito com o
Exército nacionalista. O episódio
ficou conhecido como a Grande
Marcha.
Guerra fria
Guerra fria
REVOLUÇÃO CULTURAL CHINESA
A Revolução Cultural Chinesa foi elaborada por Mao Tsé-Tung no
ano de 1966, paralisando praticamente todo o progresso material
e tecnológico do pais. Tal revolução foi um movimento de massas
da Republica Popular da China dentre os anos de 1966 e 1976,
feito por trabalhadores e estudantes contra a burocracia que
tomava conta do Partido Comunista Chinês.
Esse plano tinha como objetivos estruturar a produção agrária
em um sistema cooperativo e organizar a produção industrial,
além de alguns outros como o aumento da produção de minerais
por exemplo. Porém esse plano foi abandonado em 1961 em
razão de diversos insucessos, dentre eles a morte de
aproximadamente 30 milhões de Chineses, e do rompimento da
China com a União Soviética no ano anterior.
• A leitura do Livro Vermelho com citações que propunham
mudanças radicais na sociedade.
• Enorme culto a personalidade de Mao.
• O Livro pregava negação a cultura estrangeira.
• Com um discurso que fascinava adolescentes, os jovens
passaram a fazer parte da Guarda Vermelha.
• A Revolução Cultural fez várias vítimas na China; médicos,
professores, artistas e intelectuais, homossexuais e monges
tibetanos.
• Controle da mídia, perseguição e autoritarismo.
• Homens e mulheres adeptos aos partidos de esquerda viam
com bons olhos, no entanto, mal sabiam do massacre por trás
das imagens vistas pelo mundo.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Guerra Fria e ONU
Guerra Fria e ONUGuerra Fria e ONU
Guerra Fria e ONU
Aline Oliveira
 
Guerra Fria (1945-1989)
Guerra Fria (1945-1989)Guerra Fria (1945-1989)
Guerra Fria (1945-1989)
Privada
 
O mundo bipolar
O mundo bipolarO mundo bipolar
O mundo bipolar
Vitor Pereira Rodrigues
 
O Mundo Saído da Guerra
O Mundo Saído da GuerraO Mundo Saído da Guerra
O Mundo Saído da Guerra
guesta83dd
 
A geopolítica durante o período da ordem bipolar
A geopolítica durante o período da ordem bipolarA geopolítica durante o período da ordem bipolar
A geopolítica durante o período da ordem bipolar
Rafael Marques
 
Guerra fria - O mundo bipolar
Guerra fria - O mundo bipolar Guerra fria - O mundo bipolar
Guerra fria - O mundo bipolar
Elizangela Silva
 
O mundo saido da guerra
O mundo saido da guerraO mundo saido da guerra
O mundo saido da guerra
Joana Ferreira
 
Guerra fria parte 1 - geografia , 9° ano B
Guerra fria parte 1 -  geografia , 9° ano BGuerra fria parte 1 -  geografia , 9° ano B
Guerra fria parte 1 - geografia , 9° ano B
Nádya Dixon
 
Cap 61 0 mundo do pós guerra
Cap 61 0 mundo do pós guerraCap 61 0 mundo do pós guerra
Cap 61 0 mundo do pós guerra
Auxiliadora
 
Guerra fria
Guerra friaGuerra fria
Guerra fria
Chromus Master
 
SLIDE DA BIPOLARIZAÇÃO À MULTIPOLARIZAÇÃO
SLIDE DA BIPOLARIZAÇÃO À MULTIPOLARIZAÇÃOSLIDE DA BIPOLARIZAÇÃO À MULTIPOLARIZAÇÃO
SLIDE DA BIPOLARIZAÇÃO À MULTIPOLARIZAÇÃO
Alice Barros
 
A guerra fria final
A guerra fria   finalA guerra fria   final
A guerra fria final
historiando
 
Antecedentesgeopoliticoseestrategico
AntecedentesgeopoliticoseestrategicoAntecedentesgeopoliticoseestrategico
Antecedentesgeopoliticoseestrategico
borgesnuria
 
Um mundo dividido, um país dividido
Um mundo dividido, um país divididoUm mundo dividido, um país dividido
Um mundo dividido, um país dividido
Glasiely Virgílio Silva
 
Pós 2ª guerra
Pós 2ª guerraPós 2ª guerra
Pós 2ª guerra
dinicmax
 
Guerra fria parte 2 - geografia , 9° ano B
Guerra fria parte 2 -  geografia , 9° ano BGuerra fria parte 2 -  geografia , 9° ano B
Guerra fria parte 2 - geografia , 9° ano B
Nádya Dixon
 
Questões guerra fria
Questões guerra friaQuestões guerra fria
Questões guerra fria
Isabel Aguiar
 
Guerra fria e a cultura
Guerra fria e a culturaGuerra fria e a cultura
Guerra fria e a cultura
Vagner Roberto
 
Guerra Fria
Guerra FriaGuerra Fria
Guerra Fria
Matheus Felipe
 
02 história rafael - guerra fria 9º ano 2015
02   história   rafael  - guerra fria 9º ano 201502   história   rafael  - guerra fria 9º ano 2015
02 história rafael - guerra fria 9º ano 2015
Rafael Noronha
 

Mais procurados (20)

Guerra Fria e ONU
Guerra Fria e ONUGuerra Fria e ONU
Guerra Fria e ONU
 
Guerra Fria (1945-1989)
Guerra Fria (1945-1989)Guerra Fria (1945-1989)
Guerra Fria (1945-1989)
 
O mundo bipolar
O mundo bipolarO mundo bipolar
O mundo bipolar
 
O Mundo Saído da Guerra
O Mundo Saído da GuerraO Mundo Saído da Guerra
O Mundo Saído da Guerra
 
A geopolítica durante o período da ordem bipolar
A geopolítica durante o período da ordem bipolarA geopolítica durante o período da ordem bipolar
A geopolítica durante o período da ordem bipolar
 
Guerra fria - O mundo bipolar
Guerra fria - O mundo bipolar Guerra fria - O mundo bipolar
Guerra fria - O mundo bipolar
 
O mundo saido da guerra
O mundo saido da guerraO mundo saido da guerra
O mundo saido da guerra
 
Guerra fria parte 1 - geografia , 9° ano B
Guerra fria parte 1 -  geografia , 9° ano BGuerra fria parte 1 -  geografia , 9° ano B
Guerra fria parte 1 - geografia , 9° ano B
 
Cap 61 0 mundo do pós guerra
Cap 61 0 mundo do pós guerraCap 61 0 mundo do pós guerra
Cap 61 0 mundo do pós guerra
 
Guerra fria
Guerra friaGuerra fria
Guerra fria
 
SLIDE DA BIPOLARIZAÇÃO À MULTIPOLARIZAÇÃO
SLIDE DA BIPOLARIZAÇÃO À MULTIPOLARIZAÇÃOSLIDE DA BIPOLARIZAÇÃO À MULTIPOLARIZAÇÃO
SLIDE DA BIPOLARIZAÇÃO À MULTIPOLARIZAÇÃO
 
A guerra fria final
A guerra fria   finalA guerra fria   final
A guerra fria final
 
Antecedentesgeopoliticoseestrategico
AntecedentesgeopoliticoseestrategicoAntecedentesgeopoliticoseestrategico
Antecedentesgeopoliticoseestrategico
 
Um mundo dividido, um país dividido
Um mundo dividido, um país divididoUm mundo dividido, um país dividido
Um mundo dividido, um país dividido
 
Pós 2ª guerra
Pós 2ª guerraPós 2ª guerra
Pós 2ª guerra
 
Guerra fria parte 2 - geografia , 9° ano B
Guerra fria parte 2 -  geografia , 9° ano BGuerra fria parte 2 -  geografia , 9° ano B
Guerra fria parte 2 - geografia , 9° ano B
 
Questões guerra fria
Questões guerra friaQuestões guerra fria
Questões guerra fria
 
Guerra fria e a cultura
Guerra fria e a culturaGuerra fria e a cultura
Guerra fria e a cultura
 
Guerra Fria
Guerra FriaGuerra Fria
Guerra Fria
 
02 história rafael - guerra fria 9º ano 2015
02   história   rafael  - guerra fria 9º ano 201502   história   rafael  - guerra fria 9º ano 2015
02 história rafael - guerra fria 9º ano 2015
 

Semelhante a Guerra fria

Guerra fria
Guerra friaGuerra fria
Guerra fria
deboralorena_
 
Guerra fria
Guerra friaGuerra fria
Guerra fria
Ramiro Bicca
 
Guerra fria
Guerra friaGuerra fria
Guerra fria
Gustavo Orlando
 
A guerra fria texto 1
A guerra fria texto 1A guerra fria texto 1
A guerra fria texto 1
Keila Caetano
 
História 9º ano slide Guerra Fria
História   9º ano slide Guerra FriaHistória   9º ano slide Guerra Fria
História 9º ano slide Guerra Fria
Janaína Bindá
 
Guerra fria
Guerra friaGuerra fria
Guerra fria
Rebecca Paulino
 
Guerra fria
Guerra fria Guerra fria
Guerra fria
Edvaldo S. Júnior
 
Resumo a guerra fria
Resumo   a guerra friaResumo   a guerra fria
Resumo a guerra fria
historiando
 
Guerra Fria
Guerra FriaGuerra Fria
Guerra Fria
Carla Brígida
 
Nova ordem mundial
Nova ordem mundialNova ordem mundial
Guerra fria
Guerra friaGuerra fria
Guerra fria
mariapaula1234
 
ATIVIDADES GUERRA FRIA E ORDEM BIPOLAR.docx
ATIVIDADES GUERRA FRIA E ORDEM BIPOLAR.docxATIVIDADES GUERRA FRIA E ORDEM BIPOLAR.docx
ATIVIDADES GUERRA FRIA E ORDEM BIPOLAR.docx
Fabi294142
 
A guerra fria prof rodrigo
A guerra fria  prof rodrigoA guerra fria  prof rodrigo
A guerra fria prof rodrigo
Nelia Salles Nantes
 
Pós guerra e impactos da guerra fria
Pós guerra e impactos da guerra friaPós guerra e impactos da guerra fria
Pós guerra e impactos da guerra fria
carlosbidu
 
EUA
EUAEUA
CAUSAS E CONSEQUÊNCIAS DA GUERRA FRIA
CAUSAS E CONSEQUÊNCIAS DA GUERRA FRIACAUSAS E CONSEQUÊNCIAS DA GUERRA FRIA
CAUSAS E CONSEQUÊNCIAS DA GUERRA FRIA
Conceição Fontolan
 
A Guerra Fria
A Guerra FriaA Guerra Fria
A Guerra Fria
Gilmar Rodrigues
 
A Guerra Fria e a tensão entre estados unidos e união soviética.ppt
A Guerra Fria e a tensão entre estados unidos e união soviética.pptA Guerra Fria e a tensão entre estados unidos e união soviética.ppt
A Guerra Fria e a tensão entre estados unidos e união soviética.ppt
Bruno Oliveira
 
Guerra fria
Guerra fria  Guerra fria
Guerra fria
Zeze Silva
 
Guerra fria
Guerra friaGuerra fria
Guerra fria
Elaine Bogo Pavani
 

Semelhante a Guerra fria (20)

Guerra fria
Guerra friaGuerra fria
Guerra fria
 
Guerra fria
Guerra friaGuerra fria
Guerra fria
 
Guerra fria
Guerra friaGuerra fria
Guerra fria
 
A guerra fria texto 1
A guerra fria texto 1A guerra fria texto 1
A guerra fria texto 1
 
História 9º ano slide Guerra Fria
História   9º ano slide Guerra FriaHistória   9º ano slide Guerra Fria
História 9º ano slide Guerra Fria
 
Guerra fria
Guerra friaGuerra fria
Guerra fria
 
Guerra fria
Guerra fria Guerra fria
Guerra fria
 
Resumo a guerra fria
Resumo   a guerra friaResumo   a guerra fria
Resumo a guerra fria
 
Guerra Fria
Guerra FriaGuerra Fria
Guerra Fria
 
Nova ordem mundial
Nova ordem mundialNova ordem mundial
Nova ordem mundial
 
Guerra fria
Guerra friaGuerra fria
Guerra fria
 
ATIVIDADES GUERRA FRIA E ORDEM BIPOLAR.docx
ATIVIDADES GUERRA FRIA E ORDEM BIPOLAR.docxATIVIDADES GUERRA FRIA E ORDEM BIPOLAR.docx
ATIVIDADES GUERRA FRIA E ORDEM BIPOLAR.docx
 
A guerra fria prof rodrigo
A guerra fria  prof rodrigoA guerra fria  prof rodrigo
A guerra fria prof rodrigo
 
Pós guerra e impactos da guerra fria
Pós guerra e impactos da guerra friaPós guerra e impactos da guerra fria
Pós guerra e impactos da guerra fria
 
EUA
EUAEUA
EUA
 
CAUSAS E CONSEQUÊNCIAS DA GUERRA FRIA
CAUSAS E CONSEQUÊNCIAS DA GUERRA FRIACAUSAS E CONSEQUÊNCIAS DA GUERRA FRIA
CAUSAS E CONSEQUÊNCIAS DA GUERRA FRIA
 
A Guerra Fria
A Guerra FriaA Guerra Fria
A Guerra Fria
 
A Guerra Fria e a tensão entre estados unidos e união soviética.ppt
A Guerra Fria e a tensão entre estados unidos e união soviética.pptA Guerra Fria e a tensão entre estados unidos e união soviética.ppt
A Guerra Fria e a tensão entre estados unidos e união soviética.ppt
 
Guerra fria
Guerra fria  Guerra fria
Guerra fria
 
Guerra fria
Guerra friaGuerra fria
Guerra fria
 

Último

UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
AntHropológicas Visual PPGA-UFPE
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Instituto Walter Alencar
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
deboracorrea21
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Falcão Brasil
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdfquadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
marcos oliveira
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Luiz C. da Silva
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
orquestrasinfonicaam
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
Sandra Pratas
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 

Último (20)

UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdfquadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 

Guerra fria

  • 2. A Guerra Fria tem início logo após a Segunda Guerra Mundial, pois os Estados Unidos e a União Soviética vão disputar a hegemonia política, econômica e militar no mundo.
  • 4. A União Soviética possuía um sistema socialista, baseado na economia planificada, partido único (Partido Comunista), igualdade social e falta de democracia. Já os Estados unidos, a outra potência mundial, defendia a expansão do sistema capitalista, baseado na economia de mercado, sistema democrático e propriedade privada. Na segunda metade da década de 1940 até 1989, estas duas potências tentaram implantar em outros países os seus sistemas políticos e econômicos. A União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS) foi criada em 1922 pelos bolcheviques, liderados por Lênin, como uma das consequências da Revolução Russa de 1917. Existiu até 1991, quando foi dissolvida no contexto da crise do socialismo com as reformas políticas e econômicas implantadas por Mikhail Gorbachev.
  • 5. A definição para a expressão guerra fria é de um conflito que aconteceu apenas no campo ideológico, não ocorrendo um embate militar declarado e direto entre Estados Unidos e URSS. Até mesmo porque, estes dois países estavam armados com centenas de mísseis nucleares. Um conflito armado direto significaria o fim dos dois países e, provavelmente, da vida no planeta Terra. Porém ambos acabaram alimentando conflitos em outros países como, por exemplo, na Coreia e no Vietnã. A expressão “Guerra Fria” surgiu em 1947, quando o assessor presidencial americano Bernard Baruch usou o termo para se referir à intensa rivalidade entre Estados Unidos e União Soviética após o fim da Segunda Guerra Mundial (1939-1945).
  • 6. Paz Armada Na verdade, uma expressão explica muito bem este período: a existência da Paz Armada. As duas potências envolveram-se numa corrida armamentista, espalhando exércitos e armamentos em seus territórios e nos países aliados. Enquanto houvesse um equilíbrio bélico entre as duas potências, a paz estaria garantida, pois haveria o medo do ataque inimigo.
  • 7. Paz Armada Nesta época, formaram-se dois blocos militares, cujo objetivo era defender os interesses militares dos países membros. A OTAN - Organização do Tratado do Atlântico Norte (surgiu em abril de 1949) era liderada pelos Estados Unidos e tinha suas bases nos países membros, principalmente na Europa Ocidental. O Pacto de Varsóvia era comandado pela União Soviética e defendia militarmente os países socialistas.
  • 8. Blocos Militares Alguns países membros da OTAN: Estados Unidos, Canadá, Itália, Portugal, Inglaterra, Alemanha Ocidental, França, Suécia, Espanha (entrou em 1982), Bélgica, Holanda, Dinamarca, Áustria e Grécia. Alguns países membros do Pacto de Varsóvia: URSS, Cuba, China, Coreia do Norte, Romênia, Alemanha Oriental, Albânia, Tchecoslováquia e Polônia.
  • 10. Corrida Espacial EUA e URSS travaram uma disputa muito grande no que se refere aos avanços espaciais. Ambos corriam para tentar atingir objetivos significativos nesta área. Isso ocorria, pois havia uma grande disputa entre as potências, com o objetivo de mostrar para o mundo qual era o sistema mais avançado. No ano de 1957, a URSS lança o foguete Sputnik com um cão dentro, o primeiro ser vivo a ir para o espaço. Doze anos depois, em 1969, o mundo todo pôde acompanhar pela televisão a chegada do homem a lua, com a missão espacial norte-americana.
  • 11. Caça as Bruxas Os EUA liderou uma forte política de combate ao comunismo em seu território e no mundo. Usando o cinema, a televisão, os jornais, as propagandas e até mesmo as histórias em quadrinhos, divulgou uma campanha valorizando o "american way of life". Vários cidadãos americanos foram presos ou marginalizados por defenderem ideias próximas ao socialismo. O Macarthismo, comandado pelo senador republicano Joseph McCarthy, perseguiu muitas pessoas nos EUA. Essa ideologia também chegava aos países aliados dos EUA, como uma forma de identificar o socialismo com tudo que havia de ruim no planeta.
  • 12. Na URSS não foi diferente, já que o Partido Comunista e seus integrantes perseguiam, prendiam e até matavam todos aqueles que não seguiam as regras estabelecidas pelo governo. Sair destes países, por exemplo, era praticamente impossível. Um sistema de investigação e espionagem foi muito usado de ambos os lados. Enquanto a espionagem norte-americana cabia aos integrantes da CIA, os funcionários da KGB faziam os serviços secretos soviéticos.
  • 13. A divisão da Alemanha Após a Segunda Guerra, a Alemanha foi dividida em duas áreas de ocupação entre os países vencedores. A República Democrática da Alemanha, com capital em Berlim, ficou sendo zona de influência soviética e, portanto, socialista. A República Federal da Alemanha, com capital em Bonn (parte capitalista), ficou sob a influência dos países capitalistas. A cidade de Berlim foi dividida entre as quatro forças que venceram a guerra: URSS, EUA, França e Inglaterra. Em 1961 foi levantado o Muro de Berlim, para dividir a cidade em duas partes: uma capitalista e outra socialista.
  • 15. "Cortina de Ferro" Em 1946, Winston Churchill (primeiro ministro britânico) fez um famoso discurso nos Estados Unidos, usando a expressão "Cortina de Ferro" para se referir à influência da União Soviética sobre os países socialistas do leste europeu. Churchill defendia a ideia de que, após a Segunda Guerra Mundial, a URSS tinha se tornado a grande inimiga dos valores ocidentais (democracia e liberdade, principalmente).
  • 16. Plano Marshall e COMECON As duas potências desenvolveram planos para desenvolver economicamente os países membros. No final da década de 1940, os EUA colocaram em prática o Plano Marshall, oferecendo ajuda econômica, principalmente através de empréstimos, para reconstruir os países capitalistas afetados pela Segunda Guerra Mundial. Já o COMECON foi criado pela URSS em 1949 com o objetivo de garantir auxílio mútuo entre os países socialistas.
  • 17. Envolvimentos Indiretos Guerra da Coreia: Entre os anos de 1951 e 1953 a Coreia foi palco de um conflito armado de grandes proporções. Após a Revolução Maoísta ocorrida na China, a Coreia sofre pressões para adotar o sistema socialista em todo seu território. A região sul da Coreia resiste e, com o apoio militar dos Estados Unidos, defende seus interesses. A guerra dura dois anos e termina, em 1953, com a divisão da Coreia no paralelo 38. A Coreia do Norte ficou sob influência soviética e com um sistema socialista, enquanto a Coreia do Sul manteve o sistema capitalista.
  • 19. Guerra do Vietnã Este conflito ocorreu entre 1959 e 1975 e contou com a intervenção direta dos EUA e URSS. Os soldados norte- americanos, apesar de todo aparato tecnológico, tiveram dificuldades em enfrentar os soldados vietcongues (apoiados pelos soviéticos) nas florestas tropicais do país. Milhares de pessoas, entre civis e militares morreram nos combates. Os EUA saíram derrotados e tiveram que abandonar o território vietnamita de forma vergonhosa em 1975. O Vietnã passou a ser socialista.
  • 21. Fim da Guerra Fria e consequências A falta de democracia, o atraso econômico e a crise nas repúblicas soviéticas acabaram por acelerar a crise do socialismo no final da década de 1980. Em 1989 cai o Muro de Berlim e as duas Alemanhas são reunificadas. No começo da década de 1990, o então presidente da União Soviética Gorbachev começou a acelerar o fim do socialismo naquele país e nos aliados. Com reformas econômicas, acordos com os EUA e mudanças políticas, o sistema foi se enfraquecendo. Era o fim de um período de embates políticos, ideológicos e militares. O capitalismo vitorioso, aos poucos, iria sendo implantado nos países socialistas.
  • 22. UM ESTILO DE VIDA QUE NÃO ERA PARA TODOS
  • 23. • Os americanos viviam um momento de abundância econômica , mas não era para toda sociedade. • Milhões viviam sem acesso a educação de qualidade e outras garantias básicas, principalmente a população negra (segregação racial). • Os WASPs (brancos, anglo-saxões e protestantes) dominavam a sociedade e desprezavam as minorias, como os judeus. • Os soviéticos se utilizavam deste problema americano para argumentar contra o capitalismo.
  • 24. • Welfare State (Estado de bem-estar social) ampliando pelo presidente Truman, mesmo contrariando o partido Republicano. • Em 1954, a Suprema Corte Americana julga a segregação racial como inconstitucional, entretanto não garantiu o fim do racismo. • Durante a década de 50 cresce movimentos que lutam pela igualdade de direitos civis para afrodescendentes.
  • 25. • Martin Luther King (1929-1968) era pastor e líder pacifista que defendia o princípio da desobediência civil. • milhares de manifestações, pacíficas ou não, tomam conta dos EUA, que reprime com violência. Martin Luther King é assassinado em 1968. • Malcom-X inspirou outros movimentos como; Partido dos Panteras Negras e o movimento Black Power. Foi um dos mais importantes militantes americanos na luta contra o racismo nas décadas de 50 e 60. Teve uma infância trágica: perdeu o pai assassinado e viu sua casa ser incendiada pelo grupo racista branco Ku Klux Klan. Na adolescência, foi parar na cadeia. Em 1946, enquanto cumpria pena por roubo, converteu-se ao islamismo.
  • 26. Movimento como o “american way of life” foram questionados pelos movimentos sociais espontâneos. O rock and roll, conhecido também como rock'n'roll, é um estilo musical que surgiu nos Estados Unidos no final dos anos 1940 e início dos anos 1950, com raízes nos estilos musicais de negros norte-americanos O movimento hippie buscava um questionamento existencial muito abrangente, que ia além das considerações econômicas, sociais e políticas: visava ao ser integral em face da vida e do mundo. Os hippies adotavam um modo de vida comunitário, ou de vida nômade, em comunhão com a natureza, viviam do artesanato e, no campo, da horta.
  • 27. O Festival de Woodstock (1969) aconteceu entre os dias 15 e 18 de agosto na cidade de Bethel, interior de Nova York, e foi o maior festival de música de todos os tempos. Teve como combustível muita música folk, muito rock psicodélico, drogas alucinógenas e nudez descompromissada. A cidade parou e o festival que deveria contar com “somente” 50 mil pessoas, teve um público esperado de 200 mil almas, que se multiplicaram para 500 mil nos dias do evento.
  • 34. A Revolução Chinesa foi um movimento político, social, econômico e cultural ocorrido na China no ano de 1911. Liderada pelo médico, político e estadista chinês Sun Yat-sen. Este movimento nacionalista derrubou a Dinastia Manchu do poder. Sun Yat-Sen, filho de camponeses cristãos e médico de profissão, tornou- se líder da oposição republicana após a derrota contra o Japão em 1894-1895 e a consequente agonia do império chinês.
  • 35. Causas: China antes da revolução No século XIX, no contexto do imperialismo, a China era dominada e explorada pelas potências europeias, principalmente pelo Reino Unido. Esta potência imperialista, além de explorar a China economicamente, interferia nos assuntos políticos e culturais da China. Das terras produtivas chinesas, quase 90% estavam nas mãos de grandes proprietários rurais (espécies de senhores feudais). Entre 1898 e 1900 um ato de rebeldia contra a dominação estrangeira ocorreu na China. Os boxers fizeram uma revolta de caráter nacionalista que foi duramente reprimida pelas tropas estrangeiras. Este conflito ficou conhecido como Guerra dos Boxers. Em 1908, Sun Yat-sen fundou o Partido Nacionalista (Kuomintang) cujo principal objetivo era fazer oposição à monarquia e ao domínio europeu no país. A palavra boxers tem origem na luta que o grupo revoltoso “Punhos Honrados e Harmoniosos” praticava, que tinha várias semelhanças com o shadowboxing, exercício de preparação dos boxeadores que consiste em um treinamento solitário, emulando movimentos como se estivessem lutando contra um adversário imaginário. Porém, os boxers chineses acrescentaram outros elementos a esta prática, como palavras mágicas e movimentos rápidos que os faziam pensar que poderiam obter a vitória em qualquer confronto.
  • 36. A Revolução Nacionalista Em 1911, com o apoio de grande parte dos militares chineses, Sun Yat-sen foi proclamado primeiro presidente da República Chinesa. Porém, em várias regiões do país comandadas por grandes proprietários rurais ocorreram resistências, mergulhando a China num longo período de guerra civil. Em 1925, com a morte de Sun Yat-sen, ocorreu uma disputa pelo controle do Kuomintang, que acabou por se fundir com o Partido Comunista Chinês.
  • 37. A Revolução Nacionalista Em 1927, o general Chiang Kai-shek assumiu o poder do Kuomintang e, no comando das tropas chinesas, começou a combater os opositores da República, entre eles os grandes proprietários rurais e comunistas. Os conflitos entre nacionalistas e comunistas ficou suspenso apenas na Segunda Guerra Mundial, quando combateram, juntos, o Japão que tentava conquistar a China. Com o término da conflito mundial e a expulsão dos japoneses do território chinês, as tropas nacionalistas de Chiang Kai-shek voltaram a perseguir e combater os comunistas de Mao Tse-tung, reiniciando o conflito armado.
  • 38. A Revolução Comunista Em outubro de 1949, os comunistas tomam o poder e proclamam a República Popular da China, com Mao Tse-tung como chefe supremo. Transformada num país comunista, a China passou por uma série de reformas como, por exemplo, coletivização das terras, controle estatal da economia e nacionalização de empresas estrangeiras. Mao Tse-tung e cerca de 90 mil comunistas percorreram a pé mais de 10 mil quilômetros do território chinês, travando um conflito com o Exército nacionalista. O episódio ficou conhecido como a Grande Marcha.
  • 42. A Revolução Cultural Chinesa foi elaborada por Mao Tsé-Tung no ano de 1966, paralisando praticamente todo o progresso material e tecnológico do pais. Tal revolução foi um movimento de massas da Republica Popular da China dentre os anos de 1966 e 1976, feito por trabalhadores e estudantes contra a burocracia que tomava conta do Partido Comunista Chinês.
  • 43. Esse plano tinha como objetivos estruturar a produção agrária em um sistema cooperativo e organizar a produção industrial, além de alguns outros como o aumento da produção de minerais por exemplo. Porém esse plano foi abandonado em 1961 em razão de diversos insucessos, dentre eles a morte de aproximadamente 30 milhões de Chineses, e do rompimento da China com a União Soviética no ano anterior.
  • 44. • A leitura do Livro Vermelho com citações que propunham mudanças radicais na sociedade. • Enorme culto a personalidade de Mao. • O Livro pregava negação a cultura estrangeira. • Com um discurso que fascinava adolescentes, os jovens passaram a fazer parte da Guarda Vermelha. • A Revolução Cultural fez várias vítimas na China; médicos, professores, artistas e intelectuais, homossexuais e monges tibetanos. • Controle da mídia, perseguição e autoritarismo. • Homens e mulheres adeptos aos partidos de esquerda viam com bons olhos, no entanto, mal sabiam do massacre por trás das imagens vistas pelo mundo.