SlideShare uma empresa Scribd logo
Gato-bravo
Gato-Bravo
O gato-bravo , também conhecido
como gato-selvagem, é um
pequeno felino natural
da Europa, África e Ásia. A espécie é
bastante versátil e ocupa habitats
diversificados como savanas,
florestas e estepes. O gato-
doméstico evoluiu a partir do gato-
bravo e é considerado como sua
sub-espécie .
O gato-bravo é um carnívoro de médio porte, semelhante aos
gatos-domésticos, porém mais robusto. A cabeça é grande e
arredondada, com um focinho curto e poderosas mandíbulas. Os
olhos são geralmente verdes. As patas são curtas e fortes.
A pelagem é acastanhada e/ou acinzentada, o que permite
camuflar-se no seu ambiente. A principal característica distintiva
é a sua cauda grossa e de aspeto tufado, que apresenta 3 a 5
anéis pretos, largos e bem espaçados, terminando numa ponta
negra arredondada. O corpo também tem riscas ao longo dos
flancos e patas. Ao contrário de muitos gatos-domésticos, a
pelagem do gato-bravo não tem pintas.
Características
Os machos têm entre 52 e 65 cm de comprimento e pesam em média 5 kg
(máximo 7 kg), enquanto as fêmeas medem entre 48 e 57 cm e pesam cerca
de 3,5 kg. O peso dos animais varia sazonalmente.
O gato-bravo habita preferencialmente
bosques fechados, mas também
ocorrem em matagais mediterrâneos e
florestas de coníferas. Durante o dia
podem refugiar-se em buracos de
árvores, fendas nas rochas ou tocas
abandonadas de outros animais.
Habitat
É um animal tímido e esquivo, de hábitos noturnos e
difícil de observar na natureza. Como quase todos os
felinos, o gato-bravo é um animal solitário.
Cada animal controla um território que defende
tenazmente de invasores. Machos e fêmeas procuram-
se apenas na época do acasalamento, no final do
inverno boreal. Os territórios podem ter entre 0.6 e 3,5
km², ainda que em Portugal os territórios tendem a ser
maiores, alcançando 10–12 km².
Os gatos-bravos tem excelentes sentidos: audição,
olfato e visão. São também grandes trepadores,
passando grande parte do tempo sobre os ramos das
árvores.
Comportamento
O gato-bravo come principalmente
pequenos mamíferos como
roedores (ratos-selvagens) e
lagomorfos (coelhos e lebres).
Também come aves e, mais
raramente, pode alimentar-se de
répteis, anfíbios e até mesmo de
insetos.
Alimentação
Os acasalamentos ocorrem no final do inverno, entre janeiro e
março. Nessa época os machos mais dominantes copulam
com várias fêmeas. Após um período de gestação de entre 63
a 70 dias nascem os filhotes, a maioria entre o final de março
e o final de abril. As ninhadas têm entre 3 a 7 crias. As fêmeas
tem uma ninhada por ano.
As crias são amamentadas entre 6 a 7 semanas, e a partir
dessa idade começam a tornar-se independentes e a procurar
um território onde estabelecer-se. As fêmeas alcançam a
maturidade sexual aos 9-10 meses de idade, e os machos aos
12 meses.
Reprodução
Trabalho realizado por:
João Silva nº12 5ºA
David Santos nº5 5ºA
João Lopes nº11 5ºA
Beatriz Cunha nº2 5ºA

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

O bufo real - João Cardoso 4BSM
O bufo real - João Cardoso 4BSMO bufo real - João Cardoso 4BSM
O bufo real - João Cardoso 4BSM
Pedro Moura
 
Fauna e flora.
Fauna e flora.Fauna e flora.
Fauna e flora.
Larissa Ferreira
 
Descoberta de texto 15 04 Professor Valter
Descoberta de texto 15 04 Professor ValterDescoberta de texto 15 04 Professor Valter
Descoberta de texto 15 04 Professor Valter
Rosemary Batista
 
O teu animal
O teu animal O teu animal
O teu animal
criarblogue2011
 
Cisne 1-
Cisne 1-Cisne 1-
Biologia Dos Vertebrados- EEMAK- Gravatal- SC
 Biologia Dos Vertebrados- EEMAK- Gravatal- SC Biologia Dos Vertebrados- EEMAK- Gravatal- SC
Biologia Dos Vertebrados- EEMAK- Gravatal- SC
Thiago Neves
 
Felinos
FelinosFelinos
Felinos
Jecamel
 
Chita
ChitaChita
Amb fauna leonardo portolan viau
Amb fauna   leonardo portolan viauAmb fauna   leonardo portolan viau
Amb fauna leonardo portolan viau
leonardoviau
 
Animais do p.n.a. a.d.r. 11ºc
Animais do p.n.a.   a.d.r. 11ºcAnimais do p.n.a.   a.d.r. 11ºc
Animais do p.n.a. a.d.r. 11ºc
luis reis
 
Arara-azul
Arara-azulArara-azul
Arara-azul
Alícia Saad
 
Togre Banco
Togre BancoTogre Banco
Togre Banco
Espaço Emrc
 
Fauna: "Cervo do Pantanal"
Fauna: "Cervo do Pantanal"Fauna: "Cervo do Pantanal"
Fauna: "Cervo do Pantanal"
Paulo Poersch
 
Mamíferos
MamíferosMamíferos
Mamíferos
profgaspar
 
Espécies extintas
Espécies extintas Espécies extintas
Espécies extintas
MariaJoão Agualuza
 
Apresentação sistemática 1 finalizada
Apresentação sistemática 1 finalizada Apresentação sistemática 1 finalizada
Apresentação sistemática 1 finalizada
dnei
 
Ordem isoptera
Ordem isopteraOrdem isoptera
Ordem isoptera
DarioSousa10
 
Zebra-de-Grant 3ªA
Zebra-de-Grant   3ªAZebra-de-Grant   3ªA
Zebra-de-Grant 3ªA
silviaholanda
 
Biologia dos Vertebrados- EEMAK- Gravatal- SC
Biologia dos Vertebrados- EEMAK- Gravatal- SCBiologia dos Vertebrados- EEMAK- Gravatal- SC
Biologia dos Vertebrados- EEMAK- Gravatal- SC
Thiago Neves
 
Urso pardo-1º A
Urso pardo-1º AUrso pardo-1º A
Urso pardo-1º A
Maria Teresa Iannaco Grego
 

Mais procurados (20)

O bufo real - João Cardoso 4BSM
O bufo real - João Cardoso 4BSMO bufo real - João Cardoso 4BSM
O bufo real - João Cardoso 4BSM
 
Fauna e flora.
Fauna e flora.Fauna e flora.
Fauna e flora.
 
Descoberta de texto 15 04 Professor Valter
Descoberta de texto 15 04 Professor ValterDescoberta de texto 15 04 Professor Valter
Descoberta de texto 15 04 Professor Valter
 
O teu animal
O teu animal O teu animal
O teu animal
 
Cisne 1-
Cisne 1-Cisne 1-
Cisne 1-
 
Biologia Dos Vertebrados- EEMAK- Gravatal- SC
 Biologia Dos Vertebrados- EEMAK- Gravatal- SC Biologia Dos Vertebrados- EEMAK- Gravatal- SC
Biologia Dos Vertebrados- EEMAK- Gravatal- SC
 
Felinos
FelinosFelinos
Felinos
 
Chita
ChitaChita
Chita
 
Amb fauna leonardo portolan viau
Amb fauna   leonardo portolan viauAmb fauna   leonardo portolan viau
Amb fauna leonardo portolan viau
 
Animais do p.n.a. a.d.r. 11ºc
Animais do p.n.a.   a.d.r. 11ºcAnimais do p.n.a.   a.d.r. 11ºc
Animais do p.n.a. a.d.r. 11ºc
 
Arara-azul
Arara-azulArara-azul
Arara-azul
 
Togre Banco
Togre BancoTogre Banco
Togre Banco
 
Fauna: "Cervo do Pantanal"
Fauna: "Cervo do Pantanal"Fauna: "Cervo do Pantanal"
Fauna: "Cervo do Pantanal"
 
Mamíferos
MamíferosMamíferos
Mamíferos
 
Espécies extintas
Espécies extintas Espécies extintas
Espécies extintas
 
Apresentação sistemática 1 finalizada
Apresentação sistemática 1 finalizada Apresentação sistemática 1 finalizada
Apresentação sistemática 1 finalizada
 
Ordem isoptera
Ordem isopteraOrdem isoptera
Ordem isoptera
 
Zebra-de-Grant 3ªA
Zebra-de-Grant   3ªAZebra-de-Grant   3ªA
Zebra-de-Grant 3ªA
 
Biologia dos Vertebrados- EEMAK- Gravatal- SC
Biologia dos Vertebrados- EEMAK- Gravatal- SCBiologia dos Vertebrados- EEMAK- Gravatal- SC
Biologia dos Vertebrados- EEMAK- Gravatal- SC
 
Urso pardo-1º A
Urso pardo-1º AUrso pardo-1º A
Urso pardo-1º A
 

Semelhante a Gato bravo 5ºA Amadeo

Cartilha zoo atualizada 2012
Cartilha zoo atualizada 2012Cartilha zoo atualizada 2012
Cartilha zoo atualizada 2012
zoopira
 
Onça -2º C
Onça -2º COnça -2º C
animais
animaisanimais
animais
Diana Silva
 
Bichosdoparana mamiferos
Bichosdoparana mamiferosBichosdoparana mamiferos
Bichosdoparana mamiferos
Andre Benedito
 
Trabalho a.p
Trabalho a.pTrabalho a.p
Trabalho a.p
fmpereira12
 
Trabalho a.p
Trabalho a.pTrabalho a.p
Trabalho a.p
fmpereira12
 
Animais em extinçao 2
Animais em extinçao 2Animais em extinçao 2
Animais em extinçao 2
teratici
 
Projeto "A Girafa e o Mede-palmo"
Projeto "A Girafa e o Mede-palmo"Projeto "A Girafa e o Mede-palmo"
Projeto "A Girafa e o Mede-palmo"
nissiasauer
 
Animais selvagens
Animais selvagensAnimais selvagens
Animais selvagens
marecos5h
 
Serra da Bodoquena
Serra da BodoquenaSerra da Bodoquena
Serra da Bodoquena
unesp
 
mundo animal
mundo animalmundo animal
mundo animal
felipemsneves
 
Guepardo 1 A
Guepardo 1 AGuepardo 1 A
Animais Em Vias De Extinção
Animais Em Vias De Extinção  Animais Em Vias De Extinção
Animais Em Vias De Extinção
Maria Olinda Mineiro
 
Apresentação Sala de Recurso
Apresentação Sala de RecursoApresentação Sala de Recurso
Apresentação Sala de Recurso
Mara Almeida
 
Trabalho de ap
Trabalho de apTrabalho de ap
Trabalho de ap
marianasantosj
 
Bichosdoparana repteis
Bichosdoparana repteisBichosdoparana repteis
Bichosdoparana repteis
Andre Benedito
 
Trabalhos Dos Alunos Sobre Animais Em ExtinçãO
Trabalhos Dos Alunos Sobre Animais Em  ExtinçãOTrabalhos Dos Alunos Sobre Animais Em  ExtinçãO
Trabalhos Dos Alunos Sobre Animais Em ExtinçãO
daiaprof
 
Bichosdoparana aves3
Bichosdoparana aves3Bichosdoparana aves3
Bichosdoparana aves3
Andre Benedito
 
Mamíferos terrestre da floresta tropical
Mamíferos terrestre da floresta tropicalMamíferos terrestre da floresta tropical
Mamíferos terrestre da floresta tropical
mnio
 
Felinos
FelinosFelinos
Felinos
Valentim1712
 

Semelhante a Gato bravo 5ºA Amadeo (20)

Cartilha zoo atualizada 2012
Cartilha zoo atualizada 2012Cartilha zoo atualizada 2012
Cartilha zoo atualizada 2012
 
Onça -2º C
Onça -2º COnça -2º C
Onça -2º C
 
animais
animaisanimais
animais
 
Bichosdoparana mamiferos
Bichosdoparana mamiferosBichosdoparana mamiferos
Bichosdoparana mamiferos
 
Trabalho a.p
Trabalho a.pTrabalho a.p
Trabalho a.p
 
Trabalho a.p
Trabalho a.pTrabalho a.p
Trabalho a.p
 
Animais em extinçao 2
Animais em extinçao 2Animais em extinçao 2
Animais em extinçao 2
 
Projeto "A Girafa e o Mede-palmo"
Projeto "A Girafa e o Mede-palmo"Projeto "A Girafa e o Mede-palmo"
Projeto "A Girafa e o Mede-palmo"
 
Animais selvagens
Animais selvagensAnimais selvagens
Animais selvagens
 
Serra da Bodoquena
Serra da BodoquenaSerra da Bodoquena
Serra da Bodoquena
 
mundo animal
mundo animalmundo animal
mundo animal
 
Guepardo 1 A
Guepardo 1 AGuepardo 1 A
Guepardo 1 A
 
Animais Em Vias De Extinção
Animais Em Vias De Extinção  Animais Em Vias De Extinção
Animais Em Vias De Extinção
 
Apresentação Sala de Recurso
Apresentação Sala de RecursoApresentação Sala de Recurso
Apresentação Sala de Recurso
 
Trabalho de ap
Trabalho de apTrabalho de ap
Trabalho de ap
 
Bichosdoparana repteis
Bichosdoparana repteisBichosdoparana repteis
Bichosdoparana repteis
 
Trabalhos Dos Alunos Sobre Animais Em ExtinçãO
Trabalhos Dos Alunos Sobre Animais Em  ExtinçãOTrabalhos Dos Alunos Sobre Animais Em  ExtinçãO
Trabalhos Dos Alunos Sobre Animais Em ExtinçãO
 
Bichosdoparana aves3
Bichosdoparana aves3Bichosdoparana aves3
Bichosdoparana aves3
 
Mamíferos terrestre da floresta tropical
Mamíferos terrestre da floresta tropicalMamíferos terrestre da floresta tropical
Mamíferos terrestre da floresta tropical
 
Felinos
FelinosFelinos
Felinos
 

Último

O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
Escola Municipal Jesus Cristo
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
djincognito
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
analuisasesso
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdfthe_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
CarinaSoto12
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
enpfilosofiaufu
 
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
IslanderAndrade
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
ReinaldoSouza57
 
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Centro Jacques Delors
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e ZCaça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
Mary Alvarenga
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Biblioteca UCS
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdfEgito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
sthefanydesr
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
Mary Alvarenga
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 

Último (20)

O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdfthe_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
 
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
 
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e ZCaça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdfEgito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 

Gato bravo 5ºA Amadeo

  • 1. Gato-bravo Gato-Bravo O gato-bravo , também conhecido como gato-selvagem, é um pequeno felino natural da Europa, África e Ásia. A espécie é bastante versátil e ocupa habitats diversificados como savanas, florestas e estepes. O gato- doméstico evoluiu a partir do gato- bravo e é considerado como sua sub-espécie .
  • 2. O gato-bravo é um carnívoro de médio porte, semelhante aos gatos-domésticos, porém mais robusto. A cabeça é grande e arredondada, com um focinho curto e poderosas mandíbulas. Os olhos são geralmente verdes. As patas são curtas e fortes. A pelagem é acastanhada e/ou acinzentada, o que permite camuflar-se no seu ambiente. A principal característica distintiva é a sua cauda grossa e de aspeto tufado, que apresenta 3 a 5 anéis pretos, largos e bem espaçados, terminando numa ponta negra arredondada. O corpo também tem riscas ao longo dos flancos e patas. Ao contrário de muitos gatos-domésticos, a pelagem do gato-bravo não tem pintas. Características Os machos têm entre 52 e 65 cm de comprimento e pesam em média 5 kg (máximo 7 kg), enquanto as fêmeas medem entre 48 e 57 cm e pesam cerca de 3,5 kg. O peso dos animais varia sazonalmente.
  • 3. O gato-bravo habita preferencialmente bosques fechados, mas também ocorrem em matagais mediterrâneos e florestas de coníferas. Durante o dia podem refugiar-se em buracos de árvores, fendas nas rochas ou tocas abandonadas de outros animais. Habitat
  • 4. É um animal tímido e esquivo, de hábitos noturnos e difícil de observar na natureza. Como quase todos os felinos, o gato-bravo é um animal solitário. Cada animal controla um território que defende tenazmente de invasores. Machos e fêmeas procuram- se apenas na época do acasalamento, no final do inverno boreal. Os territórios podem ter entre 0.6 e 3,5 km², ainda que em Portugal os territórios tendem a ser maiores, alcançando 10–12 km². Os gatos-bravos tem excelentes sentidos: audição, olfato e visão. São também grandes trepadores, passando grande parte do tempo sobre os ramos das árvores. Comportamento
  • 5. O gato-bravo come principalmente pequenos mamíferos como roedores (ratos-selvagens) e lagomorfos (coelhos e lebres). Também come aves e, mais raramente, pode alimentar-se de répteis, anfíbios e até mesmo de insetos. Alimentação
  • 6. Os acasalamentos ocorrem no final do inverno, entre janeiro e março. Nessa época os machos mais dominantes copulam com várias fêmeas. Após um período de gestação de entre 63 a 70 dias nascem os filhotes, a maioria entre o final de março e o final de abril. As ninhadas têm entre 3 a 7 crias. As fêmeas tem uma ninhada por ano. As crias são amamentadas entre 6 a 7 semanas, e a partir dessa idade começam a tornar-se independentes e a procurar um território onde estabelecer-se. As fêmeas alcançam a maturidade sexual aos 9-10 meses de idade, e os machos aos 12 meses. Reprodução
  • 7. Trabalho realizado por: João Silva nº12 5ºA David Santos nº5 5ºA João Lopes nº11 5ºA Beatriz Cunha nº2 5ºA