SlideShare uma empresa Scribd logo
Primeiros Socorros
Muita gente considera que os acidentes
são acontecimentos fortuitos, que
ocorrem ao acaso e, por isso, pouco se
pode fazer para preveni-los. Mas se
observamos bem, a maioria deles não
ocorreriam se as pessoas estivessem
alerta às providências adequadas
para evitá-los.
Primeiros Socorros - Acidentes
 Casa – Crianças e idosos são as maiores vítimas,
sendo a distração e a despreocupação os maiores
violões.
 Empresas – A CIPA tem formado e contribuído na
formação e prevenção de acidentes, junto aos
funcionários nas empresas.
 Trânsito – Vítimas fatais, lesões permanentes e
feridos são a realidade em nossas vias. Muitas dessas
conseqüências poderiam terem sidas amenizadas e
até evitadas.
Primeiros socorros
 Conceito –
Socorro de
emergência ou
primeiros socorros:
São as medidas
iniciais ou
imediatas, tomadas
no local,
preservando a vida
e evitando lesões.
 Definição –
Conjunto de
procedimentos que
se aplicado a
vítima com perigo
de vida, visando
manter seus sinais
vitais e evitar o
agravamento de
seu estado, até
que receba
assistência
especializada.
Primeiros socorros -
Omissão
Deixar de prestar socorro a vítima de
acidente ou pessoa em perigo iminente,
podendo fazê-lo - Código Penal Artigo 135
Pena Detenção
CTB: Art. 176 – Deixar de prestar ou providenciar
socorro, adotar providências, preservar o local e
identificar-se (fugir é crime).
Multa 07 Pontos – Gravíssima – Agravante X5
Recolhimento da CNH e suspensão. Crimes – Art.
304 e Art. 305 – Suspensão e Cassação
de 02 à 05 anos – Código Civil
Multa indenizatória.

Recomendado para você

Atendimento pré hospitalar aula 01 iesm
Atendimento pré hospitalar aula 01 iesmAtendimento pré hospitalar aula 01 iesm
Atendimento pré hospitalar aula 01 iesm

O documento fornece um resumo sobre atendimento pré-hospitalar, incluindo: 1) Introdução ao tópico, aspectos fundamentais do socorrista e avaliação da cena e do paciente; 2) Discussão sobre protocolos, responsabilidades do socorrista, sinais vitais e avaliação primária. 3) Referências a vídeos exemplificando procedimentos de atendimento.

Noções básicas sobre primeiros socorros
Noções básicas sobre primeiros socorrosNoções básicas sobre primeiros socorros
Noções básicas sobre primeiros socorros

O documento fornece informações sobre primeiros socorros, incluindo conceitos, sinais vitais, hemorragia e choque. Ele descreve procedimentos como exame primário e secundário de vítimas, desobstrução de vias aéreas, reanimação cardiopulmonar e controle de hemorragia.

Primeiros Socorros
Primeiros Socorros Primeiros Socorros
Primeiros Socorros

Este documento fornece informações sobre primeiros socorros e suporte básico de vida, incluindo conceitos de emergência e urgência, sinais vitais, avaliação geral do paciente, parada cardiorrespiratória, reanimação cardiopulmonar, obstrução respiratória, hemorragias e estado de choque. Ele descreve os procedimentos para avaliar a cena, o paciente, sinais vitais, reanimação e tratamento de hemorragias.

ANALÍSE PRIMÁRIA
 1º- Segurança da vítima e do local
ligar 193 e solicitar uma unidade de
Resgate.
 2º- Testar o nível de consciência no
mínimo 3 vezes na região do
trapézio.
 3º- Desobstrução de Vias Aéreas
Respiratória e executar manobra
Facão ( ver, ouvir e sentir ).
ANALÍSE PRIMÁRIA
 4º- Verificar Batimentos Cardíacos na região
da ( Carótida, Radial, Femoral e Tibial ).
 5º- Perfusão Periférica Deficitária ou Pressão
Distal.
 6º- Verificar múltiplas Fraturas e
Hemorragias Externas.
 7º- Teste de Sensibilidade ( artéria Tibial ).
 8º Elevação dos Membros Inferiores a 45º
Graus.
PR- PARADA RESPIRATÓRIA
 Parada Respiratória é quando temos a
paralisação dos movimentos involuntários
do sistema respiratório.
 PROCEDIMENTOS BOCA-BOCA
 2 ventilações para ver ser o ar passou
 2 ventilações para iniciar o boca-boca
 Contagem de 1,2,3,4,5
 Efetuar 12 ciclos de 2 em 2 ventilações
Primeiros socorros:
Atropelamento:
Geralmente ocorrem 3
fases de impacto:
 Contra as pernas e o
quadril;
 Do tronco, contra o
veículo e;
 Da vítima contra o
solo.
Queda: Quanto maior
a altura, maior será a
velocidade e mais
violento o impacto:
 Da altura;
 Do tipo de pavimento
e;
 Da parte do corpo que
sofre o primeiro
impacto.

Recomendado para você

Atendimento em primeiros socorros basicos
Atendimento em primeiros socorros basicosAtendimento em primeiros socorros basicos
Atendimento em primeiros socorros basicos

O documento descreve os procedimentos básicos de primeiros socorros, incluindo definir vítimas, socorristas e curiosos; avaliar a vítima para identificar riscos à vida; prestar os primeiros socorros sem agravar lesões até a chegada de atendimento médico; e sinalizar adequadamente o local do acidente.

primeiros socorros
Urgência e Emergência
Urgência e EmergênciaUrgência e Emergência
Urgência e Emergência

Primeiros socorros são cuidados imediatos prestados a alguém doente ou ferido para manter suas funções vitais até receber atendimento médico. Deve-se avaliar a situação, manter segurança, avaliar a vítima e chamar por socorro. É importante prestar socorro sem colocar a própria segurança em risco.

Principios de primeiros socorros 2017- GRUPO IRRADIAR
Principios de primeiros socorros 2017- GRUPO IRRADIARPrincipios de primeiros socorros 2017- GRUPO IRRADIAR
Principios de primeiros socorros 2017- GRUPO IRRADIAR

O documento fornece informações sobre primeiros socorros, incluindo como tratar ferimentos, hemorragias, desmaios, convulsões, queimaduras, insolação, fraturas, luxações, acidentes oculares, envenenamentos, obstruções das vias aéreas, afogamentos, picadas de cobra, paradas respiratórias e reanimação cardiopulmonar. Ele também descreve procedimentos gerais em emergências e os dez mandamentos do socorrista.

aulagrupo irradiarradiologia
Primeiros socorros -
Atendimento
À abordagem para prestar os primeiros
socorros, precedem de critérios
internacionais:
 Avaliação Primária.
Manutenção dos sinais vitais.
 Avaliação Secundária.
Procedimentos Emergenciais.
Primeiro socorros
Avaliação Primária – Vias Respiratórias
Desobstruir as vias respiratórias e controlar a
coluna
cervical.
 Posicionar corretamente a cabeça, com queixo
erguido, facilitando a respiração.
 Desobstruir as vias aéreas: boca e nariz.
 A coluna cervical, deverá ser mantida
cuidadosamente protegida, pois movimentos bruscos
poderão ocasionar lesões na medula e assim levar
até a se tornar paraplégica ou tetraplégica.
Primeiros socorros
Avaliação Primária - VOS
Aproximando-se para ouvir a boca e o nariz da
vítima
e observando seu tórax. Caso não haja respiração,
a
parada respiratória é detectada e assim deve-se
iniciar a respiração artificial.
 Ver – Através do movimento do tórax;
 Ouvir – Através das vias aéreas e;
 Sentir – Através das vias aéreas, sopro e o calor.
Primeiros socorros
Avaliação Primária - Circulação
A tomada da pulsação fornecerá informações
importantes; estado de choque, parada
cardiorrespiratória, etc.
 Artéria Carótida – pescoço
 Artéria Radial – pulso
 Artéria Femoral - virilha

Recomendado para você

Slides Primeiros Socorros
Slides Primeiros SocorrosSlides Primeiros Socorros
Slides Primeiros Socorros

O documento discute os primeiros socorros, definindo-o como os cuidados imediatos prestados a alguém que esteja em perigo até receber atendimento médico especializado, com o objetivo de manter as funções vitais e evitar agravamento. Também aborda a avaliação da vítima, enfatizando a importância de verificar os sinais vitais como pulso, respiração e hemorragias graves.

socorrosprimeirosslides
Primeiros socorros SBV
Primeiros socorros SBVPrimeiros socorros SBV
Primeiros socorros SBV

Atualização do SBV e SAV. Sinais Clínicos de PCR, baseado na Tríade. Ritmos de choque FV e TV sem Pulso. Diferença entre assincronismo e sincronismo na cardioversão X Desfibrilação. conduta no atendimento.

sbvsavpcr
Apresentação primeiros socorros
Apresentação primeiros socorrosApresentação primeiros socorros
Apresentação primeiros socorros

Este documento fornece instruções sobre primeiros socorros para vários tipos de acidentes e ferimentos, incluindo acidentes de trânsito, desmaios, ataques epilépticos, cortes, queimaduras, entorses e fraturas. Ele explica como identificar cada tipo de lesão e as medidas a serem tomadas, como imobilizar a vítima, aplicar compressas frias ou gelo, procurar atendimento médico e evitar piorar a lesão. O objetivo é capacitar as pessoas a prestarem os primeiros socorros adequ

apresentação primeiros socorros
Primeiros socorros
Avaliação Primária - Consciência
Nível de consciência, nunca ofereça água:
 Verifique se a vítima se comunica;
 Caso consciente, obtenha informações;
 Caso inconsciente e esteja respirando, proteja sua
coluna cervical, desobstrua as vias respiratórias e
aéreas, se possível deixe-a numa Posição Lateral
Segura.
 Caso inconsciente e não respirando ou respirando
mal, imediatamente aplique a respiração artificial.
Primeiros socorros
Avaliação Primária - Proteção
 Procurar e verificar outras
lesões;
 Evitar movimentar o corpo ou
membros e;
 Manter a vítima aquecida.
Primeiros socorros
Manutenção dos Sinais
vitais
 Realizar e manter os
procedimentos
anteriores, durante
todo o atendimento a
vítima é fundamental,
pois qualquer
alteração deverá ser
adotada as
providências
necessárias a sua
manutenção.
Avaliação Secundária
 Aplicada a avaliação
primária e avaliado a
extensão dos
ferimentos, fraturas e
outras lesões inicia-se
a avaliação secundária
e os respectivos
procedimentos
adequados para cada
caso.
Primeiros socorros - Avaliação Secundária
Parada Cardiorrespiratória
Conceito – ausência de movimento respiratório ou
de batimentos cardíacos. Esta é a maior e mais
perigosa emergência com a qual podemos nos
deparar, suas causas são:
 Choque elétrico;
 Inalação de gases;
 Afogamento ou asfixia;
 Traumatismos físicos;
 Reações a medicamentos;
 Intoxicação e;
 Infartos.

Recomendado para você

Primeiros socorros
Primeiros socorrosPrimeiros socorros
Primeiros socorros

Este documento discute os primeiros socorros, incluindo como prestar socorro às vítimas de acidentes, avaliar e tratar paradas respiratórias e cardíacas, e hemorragias. É importante sinalizar o local do acidente, chamar por socorro especializado e avaliar as vítimas para manter os sinais vitais, como respiração, pulso e nível de consciência.

Primeiros Socorros - Novo 2022.pptx
Primeiros Socorros - Novo 2022.pptxPrimeiros Socorros - Novo 2022.pptx
Primeiros Socorros - Novo 2022.pptx

O documento fornece informações sobre primeiros socorros, incluindo definições, objetivos, competências necessárias e procedimentos para diferentes tipos de emergências médicas como hemorragias, fraturas, queimaduras, entre outras.

primeiros socorrosemergenciaemergency
PRIMEIROS SOCORROS PRO CURSO
PRIMEIROS SOCORROS PRO CURSOPRIMEIROS SOCORROS PRO CURSO
PRIMEIROS SOCORROS PRO CURSO

Este documento fornece informações sobre primeiros socorros, definindo-o como as providências iniciais a serem tomadas em acidentes para eliminar riscos, minimizar sofrimento e evitar agravamento de lesões. É destacada a importância de não omitir socorro e de sinalizar o local do acidente.

Primeiros socorros
Parada:
Parada Respiratória
Sintomas:
 Ausência de
movimentos de
respiração (Tórax e
abdômen);
 Inconsciência e;
 Lábios, língua e unha
azuladas.
Parada Cardíaca
Sintomas:
 Inconsciência;
 Palidez excessiva;
 Ausência de
batimentos cardíacos;
 Pupilas dilatadas e;
 Pele e lábios roxos.
Primeiros Socorros
Respiração artificial
Técnicas de
Reanimação
Pulmonar:
 Boca-a-boca;
 Boca-máscara e;
 Através de
aparelhos.
Procedimentos:
 Deitar a vítima;
 Desobstruir as vias
respiratórias e aéreas;
 Elevar o queixo;
 Tampar o nariz, exceto
crianças;
 Respiração
procedimentos:
 Uniformemente e sem
interrupção, de 12 a 18
vezes por minuto e;
 Caso não haja pulsação,
iniciar reanimação
cardíaca.
Primeiros socorros
Reanimação cardíaca
O procedimento deverá ser feito em conjunto com a
respiração artificial:
 Deitar a vítima;
 Ajoelhar ao lado;
 Com os braços esticados, apoiar as duas mãos, com
os dedos entrelaçados, sobre o peito da vítima, na
altura de dois dedos acima do osso esterno;
 Utilizando o peso do próprio corpo, com regularidade;
 Esta operação, deverá com freqüência de
aproximadamente 60 vezes por minuto, até que a
reanimação ou atendimento especializado.
Primeiros socorros
Reanimação cardíaca – socorrista
A cada situação, existe um procedimento:
 Adultos:
Um socorrista – 2 ventilação X 15 massagens;
Dois socorristas – 2 ventilação X 15 massagens.
 Bebês:
Um socorrista – 1 ventilação X 5 massagens.

Recomendado para você

Primeiros socorros nm engenharia - apresentação power point
Primeiros socorros   nm engenharia  -  apresentação power pointPrimeiros socorros   nm engenharia  -  apresentação power point
Primeiros socorros nm engenharia - apresentação power point

Este documento fornece instruções sobre primeiros socorros para paradas respiratória e cardíaca, queimaduras, fraturas e lesões na coluna. Ele descreve causas, sinais e procedimentos básicos como manter a calma, agasalhar a vítima, não mover os membros fraturados e chamar uma ambulância.

CURSO: NOÇÕES DE PRIMEIROS SOCORROS COMPLETO
CURSO: NOÇÕES DE PRIMEIROS SOCORROS COMPLETOCURSO: NOÇÕES DE PRIMEIROS SOCORROS COMPLETO
CURSO: NOÇÕES DE PRIMEIROS SOCORROS COMPLETO

O documento discute os principais tópicos de primeiros socorros, incluindo conceitos básicos, acidentes de trabalho, asfixia, picadas de animais, hemorragias, ferimentos, choque elétrico, parada cardiorrespiratória e mais. Ele fornece detalhes sobre como reconhecer e tratar cada situação de emergência.

Primeiros socorros
Primeiros socorrosPrimeiros socorros
Primeiros socorros

O documento fornece instruções sobre primeiros socorros, incluindo como tratar fraturas, desmaios, ferimentos, hemorragias, queimaduras, corpos estranhos nos olhos, intoxicações e posicionar alguém inconsciente em PLS.

first aid kitprimeiros socorros
Primeiros socorros
Estado de choque - Fatores
Fatores que podem levar a vítima:
 Hemorragias internas ou externas; Fortes
emoções; Choque elétricos; Queimaduras;
Envenenamentos; Intoxicações; Ataques
cardíacos; Fraturas; Exposição a
temperaturas extremas; Ferimentos
graves, Infecções; Reações Alérgicas;
Compressões e Amputações.
Primeiros Socorros
Estado de choque - Atitudes
Perda de sangue, choque
hipovolêmico, sintomas:
 Palidez, pele fria e
úmida; Suor frio e
denso; Pulso rápido e
fraco; Respiração curta e
rápida; Náuseas e
vômitos, sensação de
sede; Extremidades
arroxeadas ; Sensação
de frio com tremores,
Visão nublada e
inconsciência.
Procedimentos:
 Avaliação da vítima; Tentar
eliminar ou controlar,
choque; Revisar os sinais
vitais; Se consciente e
respirando, caso não haja
suspeita de fraturas no
crânio, deitá-la com a
cabeça mais baixa que o
tronco e as pernas; Posição
lateral Segura, se houver
sangramentos pela boca ou
nariz, vômitos ou muita
salivação; Afrouxar as
roupas; Mantê-la
agasalhado e protegido.
Primeiros Socorros
Desmaios
É a súbita perda dos sentidos, normalmente
passageira, com interrupção das atividades
normais
do cérebro, falta de oxigenação.
 Deitar a vítima;
 Afrouxar as roupas;
 Elevar a pernas a um nível superior à cabeça;
 Manter ela aquecida;
 Avaliar sinais vitais;
 Quando longo, pode levar ao estado de choque;
 Para evitar um novo desmaio, sentá-la com o corpo
curvado para a frente e;
 Tranqüilizar e encaminhar ao médico.
Primeiros socorros
Convulsões
São contrações musculares involuntárias,
totalmente
descontroladas por todo o corpo. A epilepsia é uma
das causas.
 Sintomas: Súbita perda de consciência e queda ao
chão; Contrações musculares do corpo e da face;
Lábios roxos e salivação; Respiração forte e irregular.
 Procedimentos: Proteger a cabeça da vítima;
Manutenção dos sinais vitais; Não impedir os
movimentos convulsivos; Após a convulsão, colocá-la
na Posição Lateral de Segurança e deixá-la dormir;
Providenciar assistência médica.

Recomendado para você

Primeiros Socorros NR7_Novo.pptx
Primeiros Socorros NR7_Novo.pptxPrimeiros Socorros NR7_Novo.pptx
Primeiros Socorros NR7_Novo.pptx

O documento apresenta as etapas básicas de primeiros socorros, incluindo a importância da legislação, conceitos e procedimentos em situações como asfixia, parada cardiorrespiratória e ressuscitação cardiopulmonar.

Palestra aph
Palestra aphPalestra aph
Palestra aph

O documento discute os princípios do atendimento pré-hospitalar, incluindo suporte básico de vida. Apresenta definições de conceitos como emergência, urgência e resgate. Também discute aspectos legais como o Código Penal, Código de Trânsito Brasileiro e Norma Regulamentadora no local de trabalho. Enfatiza a importância da ética e humanização no atendimento pré-hospitalar.

aph
Primeiros socorros
Primeiros socorrosPrimeiros socorros
Primeiros socorros

O documento discute procedimentos de primeiros socorros em acidentes, incluindo: (1) como reconhecer uma emergência e prestar os primeiros socorros até a chegada de ajuda qualificada; (2) a importância de manter as vias aéreas abertas e verificar a respiração e circulação da vítima; (3) como lidar com paradas cardiorrespiratórias.

Primeiros socorros
Envenenamento
Evitar que o veneno seja absorvido pelo organismo
é
a prioridade do socorrista, assim como a sua
própria
proteção.
 Pela pele – Lavar imediatamente; Retirar a roupa
caso esteja contaminada; Agasalhar a vítima e
encaminhar a um hospital.
 Por inalação – Retirar a vítima do loca; Agasalhar e
não permitir que se movimente; Manter a ventilação;
Não provocar vômito; Controlar o sinais vitais e
encaminhar para o hospital.
 Por ingestão – Identificar o veneno, provocar
vômito, proteger a vítima e encaminhá-la ao hospital.
Primeiros socorros
Hemorragias - Externas
São visíveis, o sangue verte para fora do corpo.
Quando uma artéria é atingida, torna tal muito
perigosa, a sangue sai com muita rapidez, em jatos
e
na cor vermelha. Quando são as veias o sangue sai
de forma mais lenta na cor vermelho escuto.
 Procedimentos:
Pressionar o local com gases, nunca as removê-las,
caso necessário coloque outro por cima, faça atadura
quando necessário e procure um atendimento
adequado.
Primeiros socorros
Hemorragias - Interna
Ocorrem normalmente em órgãos internos, fígado,
baço, pulmões, estômagos, etc., causados por
ferimentos ou traumatismos profundos, podendo
levar rapidamente ao estado de choque.
 Sinais externos – Raramente é visto, porém podem
se notados: pulso fraco e acelerado, pele fria e
pálida, mucosas dos olhos e boca brancas, mãos e
dedos arroxeados, sede, tontura e inconsciência.
 Procedimentos – Deitar a vítima com a cabeça mais
baixa que o corpo, certificando-se da coluna
vertebral, fazer complexas com gelo sob o local, não
deixá-la tomar líquidos, manter os sinais vitais e
encaminhá-la para um atendimento especializado.
Primeiros socorros
Hemorragia nasal
É muito comum causada pelo rompimento de vasos
sanguíneos do nariz, em caso de acidentes é
sintoma de traumatismo craniano.
 Sentar e afrouxar as roupas;
 Pedir para respirar pela boca e não deixar assoar o
nariz;
 Comprimir as narinas;
 Colocar complexas frias no nariz, na testa e na nuca;
 Se estiver inconsciente, colocá-la em Posição Lateral
de Segurança e;
 Caso não passe encaminhá-la ao atendimento
adequado.

Recomendado para você

Bombeiro civil primeiros socorros
Bombeiro civil primeiros socorrosBombeiro civil primeiros socorros
Bombeiro civil primeiros socorros

O documento fornece informações sobre primeiros socorros, incluindo definições importantes, as fases do socorro, procedimentos de avaliação, sinais vitais, reanimação cardiopulmonar, hemorragia, contusões, luxações e entorses. Ele destaca a importância de avaliar a segurança do ambiente e da vítima antes de prestar socorro e fornece instruções sobre como lidar com situações como parada cardíaca, obstrução das vias aéreas e hemorragia.

\'PRIMEIROS_SOCORROS
\'PRIMEIROS_SOCORROS\'PRIMEIROS_SOCORROS
\'PRIMEIROS_SOCORROS

[1] O documento fornece instruções sobre primeiros socorros, incluindo como reconhecer emergências médicas, avaliar vítimas, manter sinais vitais, e realizar respiração boca-a-boca ou outros procedimentos até a chegada de ajuda médica qualificada. [2] Instruções detalhadas são fornecidas sobre como lidar com paradas cardiorrespiratórias, incluindo identificação dos sintomas e realização de respiração artificial. [3] Precauções a

Treinamento--Primeiros-Socorros-
Treinamento--Primeiros-Socorros-Treinamento--Primeiros-Socorros-
Treinamento--Primeiros-Socorros-

1) O documento fornece instruções básicas sobre primeiros socorros, incluindo como identificar emergências médicas, avaliar vítimas, tratar convulsões, hemorragias, fraturas e obstruções das vias aéreas. 2) Detalha procedimentos como a Manobra de Heimlich, RCP, uso de desfibrilador e conteúdo de uma maleta de primeiros socorros. 3) Fornece definições, sinais vitais normais e como tratar diferentes tipos de emergências médicas de forma

apps
Primeiros socorros
Perca de dentes
Comum em casos de acidentes devido ao impacto.
Caso haja hemorragia, proteja-se para estancá-la.
mantenha as vias respiratórias e aéreas
desobstruídas e faça os seguintes procedimentos:
 Localizá-los;
 Lavá-los, com soro;
 Lavar a boca da vítima, com soro;
 Recolocá-los em seus lugares, na posição mais
correta possível e;
 Encaminhá-la para o atendimento especializado, para
fixação dos mesmo.
Primeiros socorros
Amputação: Torniquetes
A hemorragia é a gravidade deste tipo de situação,
principalmente quanto mais perto for o corte do
tronco.
 Procedimentos – Controlar a hemorragia, guardar e
proteger a parte amputada; Utilizar o procedimento
de hemorragia externa; Utilizar o torniquete somente
em último caso.
 Parte amputada – Localizar e guardar sem lavar;
Colocá-la em saco plástico; Mante-la resfriada e não
congelada; Encaminhá-la para o hospital junto com a
vítima.
Primeiros socorros
Fratura - Fechada
Quando o osso não perfura a pele.
 Procedimentos – Minimizar o movimento
da vítima; Colocar o membro o mais
próximo da posição natural; Imobilizar com
talas, observando a circulação, no caso do
braço o mais perto do peito; As talas
deverão ser fortemente amarradas abaixo e
acima: da articulação e da fratura.
Primeiros socorros
Fratura – Aberta (exposta)
Quando o osso rompe a pele.
 Procedimento – Fazer curativo protetor
sobre o ferimento. Em caso de hemorragias
realizar os procedimentos adequado.
Imobilizar o membro na forma que se
encontra e providenciar atendimento
especializado.

Recomendado para você

Primeiros Socorros Mirim
Primeiros Socorros MirimPrimeiros Socorros Mirim
Primeiros Socorros Mirim

O documento fornece informações sobre primeiros socorros, incluindo a definição de primeiros socorros, a avaliação da vítima, o tratamento de hemorragias, queimaduras e fraturas, além de detalhar os passos para prestar socorro de forma segura e eficiente.

Brigada Orgânica Brigada APH plataforma.pptx
Brigada Orgânica  Brigada APH plataforma.pptxBrigada Orgânica  Brigada APH plataforma.pptx
Brigada Orgânica Brigada APH plataforma.pptx

O documento fornece informações sobre primeiros socorros, incluindo suporte básico de vida, sinais vitais, análise primária de vítimas, hemorragias, desmaios, convulsões e engasgos. Ele descreve os procedimentos corretos para prestar os primeiros socorros em diferentes situações médicas.

Brigada Orgânica Brigada APH plataforma.pptx
Brigada Orgânica  Brigada APH plataforma.pptxBrigada Orgânica  Brigada APH plataforma.pptx
Brigada Orgânica Brigada APH plataforma.pptx

O documento fornece informações sobre primeiros socorros, incluindo suporte básico de vida, anatomia humana, sinais vitais, análise primária de vítimas e tratamento de hemorragias.

Primeiros socorros
Fratura da coluna vertebral
A coluna é formada por pequenos ossos
chamados vértebras, por dentro deles à
um
canal denominado como raquidiano por
onde
passa a medula, sendo através dela que
passa os impulsos nervosos que
controlam o
funcionamento, movimentos, sensações e
reações de todos os membros e órgãos.
Primeiros socorros
Fratura da coluna vertebral
 Identificação – Vítima inconsciente, Dores
na costa e no pescoço, Formigamento e
dormência das mãos e das pernas, Não
consiga sentar ou não mexer alguma parte
do corpo.
 Procedimentos – Não mexer e nem deixar
ninguém mexer até chegar o socorro
especializado; Manter a vítima agasalhada
e fixa; Manter os sinais vitais pois a lesão
seja no pescoço poderá haver para
respiratória.
Primeiros socorros
Fratura de crânio
Nem sempre são lesões visíveis, porém de grande
gravidade, pois existe a possibilidade de lesão no
cérebro.
 Sintomas – Lesões na cabeça; Perca de sangue
pelas vias aéreas e ouvidos; Tontura e desmaios
progressivos; Dores de cabeça; Enjôos e vômitos
além de alterações no tamanho das pupilas.
 Procedimentos – Manter a vítima com a cabeça
levemente erguida, afrouxar as roupas e apoiar a
cabeça em lugar macio. Caso haja sangramento no
couro cabeludo cubra com gases sem pressionar:
Enfaixar a cabeça sem comprimi-la; Manter os sinais
vitais e; encaminhá-la ao atendimento especializado.
Primeiros socorros
Fratura - Costelas e Quadril
Costelas
 Sintomas - Dores no tórax
ao tentar respirar e
movimentar; Corpo torcido;
Amolecimento dos tecidos
na área e; Deformações.
Evitar deslocamentos e se
houver perfuração dos
pulmões a vítima golfará
sangue.
 Procedimentos – Manter
os sinais vitais e mexer o
mínimo a vítima.
Quadril a vítima
apresenta
dores intensas.
 Procedimentos – Deitar
a vítima sobre uma
superfície plana.
Permaneça com ela
assim evitando que se
movimente e caso
necessite transportá-la
certificar-se de sua total
imobilização.

Recomendado para você

Primeiros socorros completo
Primeiros socorros completoPrimeiros socorros completo
Primeiros socorros completo

Os primeiros socorros são atendimentos básicos prestados à vítima no local do acidente para prevenir danos à saúde e salvar vidas, mantendo os sinais vitais e evitando agravamento do estado. Deve-se prestar socorro sempre que a vítima não puder se cuidar, agindo com calma e pedindo ajuda se necessário. Os primeiros socorros não substituem a assistência médica, que deve ser providenciada imediatamente após os cuidados iniciais.

M10 Suporte Basico de Vida.pptx
M10 Suporte Basico de Vida.pptxM10 Suporte Basico de Vida.pptx
M10 Suporte Basico de Vida.pptx

O documento descreve os procedimentos de Suporte Básico de Vida, incluindo a cadeia de sobrevivência e as manobras para reanimação cardiorrespiratória de uma vítima em paragem. A cadeia de sobrevivência consiste em alerta, suporte básico de vida, desfibrilhação e suporte avançado. As manobras de reanimação envolvem 30 compressões torácicas seguidas de 2 insuflações.

M10 Suporte Basico de Vida.pptx
M10 Suporte Basico de Vida.pptxM10 Suporte Basico de Vida.pptx
M10 Suporte Basico de Vida.pptx

Este documento fornece instruções sobre suporte básico de vida, incluindo a cadeia de sobrevivência, procedimentos para reanimação cardiorrespiratória e técnicas de compressões torácicas e insuflações.

Primeiros socorros
Queimaduras - Classificação
 Primeiro Grau – Vermelhidão e dor no local.
 Segundo Grau – Vermelhidão, dor e formação de
bolhas.
 Terceiro Grau – Derme, Epiderme e Hipoderme
destruídas, podendo já ter atingido outros órgãos e
até o osso.
Primeiros socorros
Ferimentos – Olhos, Tórax e Abdômen
Olhos
 Não esfregar os olhos,
com produtos químicos
somente lavar, nunca
retirar objetos fixados
ou não e utilizar
ataduras em ambos os
olhos, independente
ao atingido.
Tórax
 Tampar os ferimentos
externos para evitar a
entrada de ar e
pressionar o local com
gases firmemente.
Abdômen
 Não retirar corpos
estranhos, cobrir o
ferimento firmemente
e caso haja exposição
nunca tentar recolocá-
lo.
Primeiros socorros
Afogamento
É causada pela entrada de água, ou outros líquidos,
em grande quantidade nos pulmões, levando a
falta
de oxigenação.
 Causas mais comuns de afogamento – Crianças
em piscinas e banheiras; Indivíduos que não sabem
nadar; Cãibras; infarto; embriaguez; convulsões e;
outros acidentes ocorrido antes da queda na água.
 Procedimentos – Reanimação Cardiopulmonar
(RCP), eminente a parada cardiorrespiratória, Posição
Lateral de Segurança e encaminhamento ao Hospital.
Primeiros socorros
Movimentação e Transporte de Emergência
Antes
 Controlar e manter os
sinais vitais;
 Estancar e controlar as
hemorragias e;
 Imobilizar todos os
pontos suspeitos de
fratura.
Durante
 Manter os sinais vitais;
 Manter os
procedimentos RCP ou
cardíacos;
 Manter condições de
segurança e;
 Procurar sempre
transportar na forma
horizontal com
segurança.

Recomendado para você

aph socorrista técnico de enfermagem, aph
aph socorrista técnico de enfermagem, aphaph socorrista técnico de enfermagem, aph
aph socorrista técnico de enfermagem, aph

manual de aph

photographygraphic designprimeiros socorros
Slide Primeiro Socorrros. aph técnico de segurança
Slide Primeiro Socorrros. aph técnico de segurançaSlide Primeiro Socorrros. aph técnico de segurança
Slide Primeiro Socorrros. aph técnico de segurança

saude e medicina

Combate a Incêndios.pptx
Combate a Incêndios.pptxCombate a Incêndios.pptx
Combate a Incêndios.pptx

Este documento fornece informações sobre os primeiros socorros, incluindo como reconhecer e avaliar diferentes situações de emergência, prestar assistência até a chegada de ajuda profissional de forma a evitar o agravamento do quadro clínico e manter a vítima estável. Também aborda procedimentos como reanimação cardiopulmonar e manobras para desobstrução das vias aéreas e tratamento de crises convulsivas.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Palestra Primeiros Socorros Básicos
Palestra Primeiros Socorros BásicosPalestra Primeiros Socorros Básicos
Palestra Primeiros Socorros Básicos
Ana Hollanders
 
Primeiros socorros
Primeiros socorrosPrimeiros socorros
Primeiros socorros
Prof. Saulo Bezerra
 
Animais peçonhentos acidentes e prevenção
Animais peçonhentos acidentes e prevençãoAnimais peçonhentos acidentes e prevenção
Animais peçonhentos acidentes e prevenção
Vinicius Mendes
 
Atendimento pré hospitalar aula 01 iesm
Atendimento pré hospitalar aula 01 iesmAtendimento pré hospitalar aula 01 iesm
Atendimento pré hospitalar aula 01 iesm
ernandesrodriguesdasilva
 
Noções básicas sobre primeiros socorros
Noções básicas sobre primeiros socorrosNoções básicas sobre primeiros socorros
Noções básicas sobre primeiros socorros
Rocha Neto
 
Primeiros Socorros
Primeiros Socorros Primeiros Socorros
Primeiros Socorros
DiegoAugusto86
 
Atendimento em primeiros socorros basicos
Atendimento em primeiros socorros basicosAtendimento em primeiros socorros basicos
Atendimento em primeiros socorros basicos
Ana Hollanders
 
Urgência e Emergência
Urgência e EmergênciaUrgência e Emergência
Urgência e Emergência
Rosemeire Moreira Souza
 
Principios de primeiros socorros 2017- GRUPO IRRADIAR
Principios de primeiros socorros 2017- GRUPO IRRADIARPrincipios de primeiros socorros 2017- GRUPO IRRADIAR
Principios de primeiros socorros 2017- GRUPO IRRADIAR
CURSO TÉCNICO CEPRAMED
 
Slides Primeiros Socorros
Slides Primeiros SocorrosSlides Primeiros Socorros
Slides Primeiros Socorros
Oberlania Alves
 
Primeiros socorros SBV
Primeiros socorros SBVPrimeiros socorros SBV
Primeiros socorros SBV
Zeca Ribeiro
 
Apresentação primeiros socorros
Apresentação primeiros socorrosApresentação primeiros socorros
Apresentação primeiros socorros
ruy vicente Santos
 
Primeiros socorros
Primeiros socorrosPrimeiros socorros
Primeiros socorros
Instrutor Alessandro Leal
 
Primeiros Socorros - Novo 2022.pptx
Primeiros Socorros - Novo 2022.pptxPrimeiros Socorros - Novo 2022.pptx
Primeiros Socorros - Novo 2022.pptx
WesleyOliveira123559
 
PRIMEIROS SOCORROS PRO CURSO
PRIMEIROS SOCORROS PRO CURSOPRIMEIROS SOCORROS PRO CURSO
PRIMEIROS SOCORROS PRO CURSO
Kaymir Freitas
 
Primeiros socorros nm engenharia - apresentação power point
Primeiros socorros   nm engenharia  -  apresentação power pointPrimeiros socorros   nm engenharia  -  apresentação power point
Primeiros socorros nm engenharia - apresentação power point
stoc3214
 
CURSO: NOÇÕES DE PRIMEIROS SOCORROS COMPLETO
CURSO: NOÇÕES DE PRIMEIROS SOCORROS COMPLETOCURSO: NOÇÕES DE PRIMEIROS SOCORROS COMPLETO
CURSO: NOÇÕES DE PRIMEIROS SOCORROS COMPLETO
DiulianaMendes1
 
Primeiros socorros
Primeiros socorrosPrimeiros socorros
Primeiros socorros
Lucas Silva
 
Primeiros Socorros NR7_Novo.pptx
Primeiros Socorros NR7_Novo.pptxPrimeiros Socorros NR7_Novo.pptx
Primeiros Socorros NR7_Novo.pptx
HailtonJose1
 
Palestra aph
Palestra aphPalestra aph
Palestra aph
selvay
 

Mais procurados (20)

Palestra Primeiros Socorros Básicos
Palestra Primeiros Socorros BásicosPalestra Primeiros Socorros Básicos
Palestra Primeiros Socorros Básicos
 
Primeiros socorros
Primeiros socorrosPrimeiros socorros
Primeiros socorros
 
Animais peçonhentos acidentes e prevenção
Animais peçonhentos acidentes e prevençãoAnimais peçonhentos acidentes e prevenção
Animais peçonhentos acidentes e prevenção
 
Atendimento pré hospitalar aula 01 iesm
Atendimento pré hospitalar aula 01 iesmAtendimento pré hospitalar aula 01 iesm
Atendimento pré hospitalar aula 01 iesm
 
Noções básicas sobre primeiros socorros
Noções básicas sobre primeiros socorrosNoções básicas sobre primeiros socorros
Noções básicas sobre primeiros socorros
 
Primeiros Socorros
Primeiros Socorros Primeiros Socorros
Primeiros Socorros
 
Atendimento em primeiros socorros basicos
Atendimento em primeiros socorros basicosAtendimento em primeiros socorros basicos
Atendimento em primeiros socorros basicos
 
Urgência e Emergência
Urgência e EmergênciaUrgência e Emergência
Urgência e Emergência
 
Principios de primeiros socorros 2017- GRUPO IRRADIAR
Principios de primeiros socorros 2017- GRUPO IRRADIARPrincipios de primeiros socorros 2017- GRUPO IRRADIAR
Principios de primeiros socorros 2017- GRUPO IRRADIAR
 
Slides Primeiros Socorros
Slides Primeiros SocorrosSlides Primeiros Socorros
Slides Primeiros Socorros
 
Primeiros socorros SBV
Primeiros socorros SBVPrimeiros socorros SBV
Primeiros socorros SBV
 
Apresentação primeiros socorros
Apresentação primeiros socorrosApresentação primeiros socorros
Apresentação primeiros socorros
 
Primeiros socorros
Primeiros socorrosPrimeiros socorros
Primeiros socorros
 
Primeiros Socorros - Novo 2022.pptx
Primeiros Socorros - Novo 2022.pptxPrimeiros Socorros - Novo 2022.pptx
Primeiros Socorros - Novo 2022.pptx
 
PRIMEIROS SOCORROS PRO CURSO
PRIMEIROS SOCORROS PRO CURSOPRIMEIROS SOCORROS PRO CURSO
PRIMEIROS SOCORROS PRO CURSO
 
Primeiros socorros nm engenharia - apresentação power point
Primeiros socorros   nm engenharia  -  apresentação power pointPrimeiros socorros   nm engenharia  -  apresentação power point
Primeiros socorros nm engenharia - apresentação power point
 
CURSO: NOÇÕES DE PRIMEIROS SOCORROS COMPLETO
CURSO: NOÇÕES DE PRIMEIROS SOCORROS COMPLETOCURSO: NOÇÕES DE PRIMEIROS SOCORROS COMPLETO
CURSO: NOÇÕES DE PRIMEIROS SOCORROS COMPLETO
 
Primeiros socorros
Primeiros socorrosPrimeiros socorros
Primeiros socorros
 
Primeiros Socorros NR7_Novo.pptx
Primeiros Socorros NR7_Novo.pptxPrimeiros Socorros NR7_Novo.pptx
Primeiros Socorros NR7_Novo.pptx
 
Palestra aph
Palestra aphPalestra aph
Palestra aph
 

Semelhante a Primeiros socorros

Primeiros socorros
Primeiros socorrosPrimeiros socorros
Primeiros socorros
Augusto Santos
 
Bombeiro civil primeiros socorros
Bombeiro civil primeiros socorrosBombeiro civil primeiros socorros
Bombeiro civil primeiros socorros
marceloteacher
 
\'PRIMEIROS_SOCORROS
\'PRIMEIROS_SOCORROS\'PRIMEIROS_SOCORROS
\'PRIMEIROS_SOCORROS
miguel_ytchu
 
Treinamento--Primeiros-Socorros-
Treinamento--Primeiros-Socorros-Treinamento--Primeiros-Socorros-
Treinamento--Primeiros-Socorros-
MILLE19
 
Primeiros Socorros Mirim
Primeiros Socorros MirimPrimeiros Socorros Mirim
Primeiros Socorros Mirim
José Alencar Peixoto
 
Brigada Orgânica Brigada APH plataforma.pptx
Brigada Orgânica  Brigada APH plataforma.pptxBrigada Orgânica  Brigada APH plataforma.pptx
Brigada Orgânica Brigada APH plataforma.pptx
InstitutoVidaBsica
 
Brigada Orgânica Brigada APH plataforma.pptx
Brigada Orgânica  Brigada APH plataforma.pptxBrigada Orgânica  Brigada APH plataforma.pptx
Brigada Orgânica Brigada APH plataforma.pptx
InstitutoVidaBsica
 
Primeiros socorros completo
Primeiros socorros completoPrimeiros socorros completo
Primeiros socorros completo
May Mello
 
M10 Suporte Basico de Vida.pptx
M10 Suporte Basico de Vida.pptxM10 Suporte Basico de Vida.pptx
M10 Suporte Basico de Vida.pptx
soniaalmeida38
 
M10 Suporte Basico de Vida.pptx
M10 Suporte Basico de Vida.pptxM10 Suporte Basico de Vida.pptx
M10 Suporte Basico de Vida.pptx
soniaalmeida38
 
aph socorrista técnico de enfermagem, aph
aph socorrista técnico de enfermagem, aphaph socorrista técnico de enfermagem, aph
aph socorrista técnico de enfermagem, aph
DevidBruce
 
Slide Primeiro Socorrros. aph técnico de segurança
Slide Primeiro Socorrros. aph técnico de segurançaSlide Primeiro Socorrros. aph técnico de segurança
Slide Primeiro Socorrros. aph técnico de segurança
DevidBruce
 
Combate a Incêndios.pptx
Combate a Incêndios.pptxCombate a Incêndios.pptx
Combate a Incêndios.pptx
ValescoRoberto1
 
Suporte Básico de Vida - CBMERJ 2019.pptx
Suporte Básico de Vida - CBMERJ 2019.pptxSuporte Básico de Vida - CBMERJ 2019.pptx
Suporte Básico de Vida - CBMERJ 2019.pptx
ValescoRoberto1
 
Primeiros socorros - Alessandro Leal
Primeiros socorros - Alessandro LealPrimeiros socorros - Alessandro Leal
Primeiros socorros - Alessandro Leal
Instrutor Alessandro Leal
 
Primeiros socorros
Primeiros socorrosPrimeiros socorros
Primeiros socorros
Instrutor Alessandro Leal
 
Primeiros Socorros
Primeiros SocorrosPrimeiros Socorros
Primeiros Socorros
sibelinha21
 
Aula 1 - SUPORTE BÁSICO DE VIDA 2021.pdf
Aula 1 - SUPORTE BÁSICO DE VIDA 2021.pdfAula 1 - SUPORTE BÁSICO DE VIDA 2021.pdf
Aula 1 - SUPORTE BÁSICO DE VIDA 2021.pdf
MARCELODOSSANTOSOLIV3
 
125399933 primeiros socorros
125399933 primeiros socorros125399933 primeiros socorros
125399933 primeiros socorros
Pelo Siro
 
1ªaula - primeiros socorros.ppt
1ªaula - primeiros socorros.ppt1ªaula - primeiros socorros.ppt
1ªaula - primeiros socorros.ppt
AlexandrelindoVital1
 

Semelhante a Primeiros socorros (20)

Primeiros socorros
Primeiros socorrosPrimeiros socorros
Primeiros socorros
 
Bombeiro civil primeiros socorros
Bombeiro civil primeiros socorrosBombeiro civil primeiros socorros
Bombeiro civil primeiros socorros
 
\'PRIMEIROS_SOCORROS
\'PRIMEIROS_SOCORROS\'PRIMEIROS_SOCORROS
\'PRIMEIROS_SOCORROS
 
Treinamento--Primeiros-Socorros-
Treinamento--Primeiros-Socorros-Treinamento--Primeiros-Socorros-
Treinamento--Primeiros-Socorros-
 
Primeiros Socorros Mirim
Primeiros Socorros MirimPrimeiros Socorros Mirim
Primeiros Socorros Mirim
 
Brigada Orgânica Brigada APH plataforma.pptx
Brigada Orgânica  Brigada APH plataforma.pptxBrigada Orgânica  Brigada APH plataforma.pptx
Brigada Orgânica Brigada APH plataforma.pptx
 
Brigada Orgânica Brigada APH plataforma.pptx
Brigada Orgânica  Brigada APH plataforma.pptxBrigada Orgânica  Brigada APH plataforma.pptx
Brigada Orgânica Brigada APH plataforma.pptx
 
Primeiros socorros completo
Primeiros socorros completoPrimeiros socorros completo
Primeiros socorros completo
 
M10 Suporte Basico de Vida.pptx
M10 Suporte Basico de Vida.pptxM10 Suporte Basico de Vida.pptx
M10 Suporte Basico de Vida.pptx
 
M10 Suporte Basico de Vida.pptx
M10 Suporte Basico de Vida.pptxM10 Suporte Basico de Vida.pptx
M10 Suporte Basico de Vida.pptx
 
aph socorrista técnico de enfermagem, aph
aph socorrista técnico de enfermagem, aphaph socorrista técnico de enfermagem, aph
aph socorrista técnico de enfermagem, aph
 
Slide Primeiro Socorrros. aph técnico de segurança
Slide Primeiro Socorrros. aph técnico de segurançaSlide Primeiro Socorrros. aph técnico de segurança
Slide Primeiro Socorrros. aph técnico de segurança
 
Combate a Incêndios.pptx
Combate a Incêndios.pptxCombate a Incêndios.pptx
Combate a Incêndios.pptx
 
Suporte Básico de Vida - CBMERJ 2019.pptx
Suporte Básico de Vida - CBMERJ 2019.pptxSuporte Básico de Vida - CBMERJ 2019.pptx
Suporte Básico de Vida - CBMERJ 2019.pptx
 
Primeiros socorros - Alessandro Leal
Primeiros socorros - Alessandro LealPrimeiros socorros - Alessandro Leal
Primeiros socorros - Alessandro Leal
 
Primeiros socorros
Primeiros socorrosPrimeiros socorros
Primeiros socorros
 
Primeiros Socorros
Primeiros SocorrosPrimeiros Socorros
Primeiros Socorros
 
Aula 1 - SUPORTE BÁSICO DE VIDA 2021.pdf
Aula 1 - SUPORTE BÁSICO DE VIDA 2021.pdfAula 1 - SUPORTE BÁSICO DE VIDA 2021.pdf
Aula 1 - SUPORTE BÁSICO DE VIDA 2021.pdf
 
125399933 primeiros socorros
125399933 primeiros socorros125399933 primeiros socorros
125399933 primeiros socorros
 
1ªaula - primeiros socorros.ppt
1ªaula - primeiros socorros.ppt1ªaula - primeiros socorros.ppt
1ªaula - primeiros socorros.ppt
 

Último

Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Mary Alvarenga
 
Manejo de plantas daninhas
Manejo de plantas daninhasManejo de plantas daninhas
Manejo de plantas daninhas
Geagra UFG
 
STALINISMO apresentação slides para escolares
STALINISMO apresentação slides para escolaresSTALINISMO apresentação slides para escolares
STALINISMO apresentação slides para escolares
Daniel273024
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
LEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdf
LEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdfLEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdf
LEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdf
LucliaMartins5
 
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
mozalgebrista
 
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
Faga1939
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
marcos oliveira
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
DirceuSilva26
 
Texto e atividade - Fontes alternativas de energia
Texto e atividade -  Fontes alternativas de energiaTexto e atividade -  Fontes alternativas de energia
Texto e atividade - Fontes alternativas de energia
Mary Alvarenga
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
Mary Alvarenga
 
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da químicaTEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
VictorEmanoel37
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
marcos oliveira
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Anesio2
 

Último (20)

Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
 
Manejo de plantas daninhas
Manejo de plantas daninhasManejo de plantas daninhas
Manejo de plantas daninhas
 
STALINISMO apresentação slides para escolares
STALINISMO apresentação slides para escolaresSTALINISMO apresentação slides para escolares
STALINISMO apresentação slides para escolares
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
LEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdf
LEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdfLEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdf
LEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdf
 
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
 
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
 
Texto e atividade - Fontes alternativas de energia
Texto e atividade -  Fontes alternativas de energiaTexto e atividade -  Fontes alternativas de energia
Texto e atividade - Fontes alternativas de energia
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
 
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da químicaTEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
 

Primeiros socorros

  • 1. Primeiros Socorros Muita gente considera que os acidentes são acontecimentos fortuitos, que ocorrem ao acaso e, por isso, pouco se pode fazer para preveni-los. Mas se observamos bem, a maioria deles não ocorreriam se as pessoas estivessem alerta às providências adequadas para evitá-los.
  • 2. Primeiros Socorros - Acidentes  Casa – Crianças e idosos são as maiores vítimas, sendo a distração e a despreocupação os maiores violões.  Empresas – A CIPA tem formado e contribuído na formação e prevenção de acidentes, junto aos funcionários nas empresas.  Trânsito – Vítimas fatais, lesões permanentes e feridos são a realidade em nossas vias. Muitas dessas conseqüências poderiam terem sidas amenizadas e até evitadas.
  • 3. Primeiros socorros  Conceito – Socorro de emergência ou primeiros socorros: São as medidas iniciais ou imediatas, tomadas no local, preservando a vida e evitando lesões.  Definição – Conjunto de procedimentos que se aplicado a vítima com perigo de vida, visando manter seus sinais vitais e evitar o agravamento de seu estado, até que receba assistência especializada.
  • 4. Primeiros socorros - Omissão Deixar de prestar socorro a vítima de acidente ou pessoa em perigo iminente, podendo fazê-lo - Código Penal Artigo 135 Pena Detenção CTB: Art. 176 – Deixar de prestar ou providenciar socorro, adotar providências, preservar o local e identificar-se (fugir é crime). Multa 07 Pontos – Gravíssima – Agravante X5 Recolhimento da CNH e suspensão. Crimes – Art. 304 e Art. 305 – Suspensão e Cassação de 02 à 05 anos – Código Civil Multa indenizatória.
  • 5. ANALÍSE PRIMÁRIA  1º- Segurança da vítima e do local ligar 193 e solicitar uma unidade de Resgate.  2º- Testar o nível de consciência no mínimo 3 vezes na região do trapézio.  3º- Desobstrução de Vias Aéreas Respiratória e executar manobra Facão ( ver, ouvir e sentir ).
  • 6. ANALÍSE PRIMÁRIA  4º- Verificar Batimentos Cardíacos na região da ( Carótida, Radial, Femoral e Tibial ).  5º- Perfusão Periférica Deficitária ou Pressão Distal.  6º- Verificar múltiplas Fraturas e Hemorragias Externas.  7º- Teste de Sensibilidade ( artéria Tibial ).  8º Elevação dos Membros Inferiores a 45º Graus.
  • 7. PR- PARADA RESPIRATÓRIA  Parada Respiratória é quando temos a paralisação dos movimentos involuntários do sistema respiratório.  PROCEDIMENTOS BOCA-BOCA  2 ventilações para ver ser o ar passou  2 ventilações para iniciar o boca-boca  Contagem de 1,2,3,4,5  Efetuar 12 ciclos de 2 em 2 ventilações
  • 8. Primeiros socorros: Atropelamento: Geralmente ocorrem 3 fases de impacto:  Contra as pernas e o quadril;  Do tronco, contra o veículo e;  Da vítima contra o solo. Queda: Quanto maior a altura, maior será a velocidade e mais violento o impacto:  Da altura;  Do tipo de pavimento e;  Da parte do corpo que sofre o primeiro impacto.
  • 9. Primeiros socorros - Atendimento À abordagem para prestar os primeiros socorros, precedem de critérios internacionais:  Avaliação Primária. Manutenção dos sinais vitais.  Avaliação Secundária. Procedimentos Emergenciais.
  • 10. Primeiro socorros Avaliação Primária – Vias Respiratórias Desobstruir as vias respiratórias e controlar a coluna cervical.  Posicionar corretamente a cabeça, com queixo erguido, facilitando a respiração.  Desobstruir as vias aéreas: boca e nariz.  A coluna cervical, deverá ser mantida cuidadosamente protegida, pois movimentos bruscos poderão ocasionar lesões na medula e assim levar até a se tornar paraplégica ou tetraplégica.
  • 11. Primeiros socorros Avaliação Primária - VOS Aproximando-se para ouvir a boca e o nariz da vítima e observando seu tórax. Caso não haja respiração, a parada respiratória é detectada e assim deve-se iniciar a respiração artificial.  Ver – Através do movimento do tórax;  Ouvir – Através das vias aéreas e;  Sentir – Através das vias aéreas, sopro e o calor.
  • 12. Primeiros socorros Avaliação Primária - Circulação A tomada da pulsação fornecerá informações importantes; estado de choque, parada cardiorrespiratória, etc.  Artéria Carótida – pescoço  Artéria Radial – pulso  Artéria Femoral - virilha
  • 13. Primeiros socorros Avaliação Primária - Consciência Nível de consciência, nunca ofereça água:  Verifique se a vítima se comunica;  Caso consciente, obtenha informações;  Caso inconsciente e esteja respirando, proteja sua coluna cervical, desobstrua as vias respiratórias e aéreas, se possível deixe-a numa Posição Lateral Segura.  Caso inconsciente e não respirando ou respirando mal, imediatamente aplique a respiração artificial.
  • 14. Primeiros socorros Avaliação Primária - Proteção  Procurar e verificar outras lesões;  Evitar movimentar o corpo ou membros e;  Manter a vítima aquecida.
  • 15. Primeiros socorros Manutenção dos Sinais vitais  Realizar e manter os procedimentos anteriores, durante todo o atendimento a vítima é fundamental, pois qualquer alteração deverá ser adotada as providências necessárias a sua manutenção. Avaliação Secundária  Aplicada a avaliação primária e avaliado a extensão dos ferimentos, fraturas e outras lesões inicia-se a avaliação secundária e os respectivos procedimentos adequados para cada caso.
  • 16. Primeiros socorros - Avaliação Secundária Parada Cardiorrespiratória Conceito – ausência de movimento respiratório ou de batimentos cardíacos. Esta é a maior e mais perigosa emergência com a qual podemos nos deparar, suas causas são:  Choque elétrico;  Inalação de gases;  Afogamento ou asfixia;  Traumatismos físicos;  Reações a medicamentos;  Intoxicação e;  Infartos.
  • 17. Primeiros socorros Parada: Parada Respiratória Sintomas:  Ausência de movimentos de respiração (Tórax e abdômen);  Inconsciência e;  Lábios, língua e unha azuladas. Parada Cardíaca Sintomas:  Inconsciência;  Palidez excessiva;  Ausência de batimentos cardíacos;  Pupilas dilatadas e;  Pele e lábios roxos.
  • 18. Primeiros Socorros Respiração artificial Técnicas de Reanimação Pulmonar:  Boca-a-boca;  Boca-máscara e;  Através de aparelhos. Procedimentos:  Deitar a vítima;  Desobstruir as vias respiratórias e aéreas;  Elevar o queixo;  Tampar o nariz, exceto crianças;  Respiração procedimentos:  Uniformemente e sem interrupção, de 12 a 18 vezes por minuto e;  Caso não haja pulsação, iniciar reanimação cardíaca.
  • 19. Primeiros socorros Reanimação cardíaca O procedimento deverá ser feito em conjunto com a respiração artificial:  Deitar a vítima;  Ajoelhar ao lado;  Com os braços esticados, apoiar as duas mãos, com os dedos entrelaçados, sobre o peito da vítima, na altura de dois dedos acima do osso esterno;  Utilizando o peso do próprio corpo, com regularidade;  Esta operação, deverá com freqüência de aproximadamente 60 vezes por minuto, até que a reanimação ou atendimento especializado.
  • 20. Primeiros socorros Reanimação cardíaca – socorrista A cada situação, existe um procedimento:  Adultos: Um socorrista – 2 ventilação X 15 massagens; Dois socorristas – 2 ventilação X 15 massagens.  Bebês: Um socorrista – 1 ventilação X 5 massagens.
  • 21. Primeiros socorros Estado de choque - Fatores Fatores que podem levar a vítima:  Hemorragias internas ou externas; Fortes emoções; Choque elétricos; Queimaduras; Envenenamentos; Intoxicações; Ataques cardíacos; Fraturas; Exposição a temperaturas extremas; Ferimentos graves, Infecções; Reações Alérgicas; Compressões e Amputações.
  • 22. Primeiros Socorros Estado de choque - Atitudes Perda de sangue, choque hipovolêmico, sintomas:  Palidez, pele fria e úmida; Suor frio e denso; Pulso rápido e fraco; Respiração curta e rápida; Náuseas e vômitos, sensação de sede; Extremidades arroxeadas ; Sensação de frio com tremores, Visão nublada e inconsciência. Procedimentos:  Avaliação da vítima; Tentar eliminar ou controlar, choque; Revisar os sinais vitais; Se consciente e respirando, caso não haja suspeita de fraturas no crânio, deitá-la com a cabeça mais baixa que o tronco e as pernas; Posição lateral Segura, se houver sangramentos pela boca ou nariz, vômitos ou muita salivação; Afrouxar as roupas; Mantê-la agasalhado e protegido.
  • 23. Primeiros Socorros Desmaios É a súbita perda dos sentidos, normalmente passageira, com interrupção das atividades normais do cérebro, falta de oxigenação.  Deitar a vítima;  Afrouxar as roupas;  Elevar a pernas a um nível superior à cabeça;  Manter ela aquecida;  Avaliar sinais vitais;  Quando longo, pode levar ao estado de choque;  Para evitar um novo desmaio, sentá-la com o corpo curvado para a frente e;  Tranqüilizar e encaminhar ao médico.
  • 24. Primeiros socorros Convulsões São contrações musculares involuntárias, totalmente descontroladas por todo o corpo. A epilepsia é uma das causas.  Sintomas: Súbita perda de consciência e queda ao chão; Contrações musculares do corpo e da face; Lábios roxos e salivação; Respiração forte e irregular.  Procedimentos: Proteger a cabeça da vítima; Manutenção dos sinais vitais; Não impedir os movimentos convulsivos; Após a convulsão, colocá-la na Posição Lateral de Segurança e deixá-la dormir; Providenciar assistência médica.
  • 25. Primeiros socorros Envenenamento Evitar que o veneno seja absorvido pelo organismo é a prioridade do socorrista, assim como a sua própria proteção.  Pela pele – Lavar imediatamente; Retirar a roupa caso esteja contaminada; Agasalhar a vítima e encaminhar a um hospital.  Por inalação – Retirar a vítima do loca; Agasalhar e não permitir que se movimente; Manter a ventilação; Não provocar vômito; Controlar o sinais vitais e encaminhar para o hospital.  Por ingestão – Identificar o veneno, provocar vômito, proteger a vítima e encaminhá-la ao hospital.
  • 26. Primeiros socorros Hemorragias - Externas São visíveis, o sangue verte para fora do corpo. Quando uma artéria é atingida, torna tal muito perigosa, a sangue sai com muita rapidez, em jatos e na cor vermelha. Quando são as veias o sangue sai de forma mais lenta na cor vermelho escuto.  Procedimentos: Pressionar o local com gases, nunca as removê-las, caso necessário coloque outro por cima, faça atadura quando necessário e procure um atendimento adequado.
  • 27. Primeiros socorros Hemorragias - Interna Ocorrem normalmente em órgãos internos, fígado, baço, pulmões, estômagos, etc., causados por ferimentos ou traumatismos profundos, podendo levar rapidamente ao estado de choque.  Sinais externos – Raramente é visto, porém podem se notados: pulso fraco e acelerado, pele fria e pálida, mucosas dos olhos e boca brancas, mãos e dedos arroxeados, sede, tontura e inconsciência.  Procedimentos – Deitar a vítima com a cabeça mais baixa que o corpo, certificando-se da coluna vertebral, fazer complexas com gelo sob o local, não deixá-la tomar líquidos, manter os sinais vitais e encaminhá-la para um atendimento especializado.
  • 28. Primeiros socorros Hemorragia nasal É muito comum causada pelo rompimento de vasos sanguíneos do nariz, em caso de acidentes é sintoma de traumatismo craniano.  Sentar e afrouxar as roupas;  Pedir para respirar pela boca e não deixar assoar o nariz;  Comprimir as narinas;  Colocar complexas frias no nariz, na testa e na nuca;  Se estiver inconsciente, colocá-la em Posição Lateral de Segurança e;  Caso não passe encaminhá-la ao atendimento adequado.
  • 29. Primeiros socorros Perca de dentes Comum em casos de acidentes devido ao impacto. Caso haja hemorragia, proteja-se para estancá-la. mantenha as vias respiratórias e aéreas desobstruídas e faça os seguintes procedimentos:  Localizá-los;  Lavá-los, com soro;  Lavar a boca da vítima, com soro;  Recolocá-los em seus lugares, na posição mais correta possível e;  Encaminhá-la para o atendimento especializado, para fixação dos mesmo.
  • 30. Primeiros socorros Amputação: Torniquetes A hemorragia é a gravidade deste tipo de situação, principalmente quanto mais perto for o corte do tronco.  Procedimentos – Controlar a hemorragia, guardar e proteger a parte amputada; Utilizar o procedimento de hemorragia externa; Utilizar o torniquete somente em último caso.  Parte amputada – Localizar e guardar sem lavar; Colocá-la em saco plástico; Mante-la resfriada e não congelada; Encaminhá-la para o hospital junto com a vítima.
  • 31. Primeiros socorros Fratura - Fechada Quando o osso não perfura a pele.  Procedimentos – Minimizar o movimento da vítima; Colocar o membro o mais próximo da posição natural; Imobilizar com talas, observando a circulação, no caso do braço o mais perto do peito; As talas deverão ser fortemente amarradas abaixo e acima: da articulação e da fratura.
  • 32. Primeiros socorros Fratura – Aberta (exposta) Quando o osso rompe a pele.  Procedimento – Fazer curativo protetor sobre o ferimento. Em caso de hemorragias realizar os procedimentos adequado. Imobilizar o membro na forma que se encontra e providenciar atendimento especializado.
  • 33. Primeiros socorros Fratura da coluna vertebral A coluna é formada por pequenos ossos chamados vértebras, por dentro deles à um canal denominado como raquidiano por onde passa a medula, sendo através dela que passa os impulsos nervosos que controlam o funcionamento, movimentos, sensações e reações de todos os membros e órgãos.
  • 34. Primeiros socorros Fratura da coluna vertebral  Identificação – Vítima inconsciente, Dores na costa e no pescoço, Formigamento e dormência das mãos e das pernas, Não consiga sentar ou não mexer alguma parte do corpo.  Procedimentos – Não mexer e nem deixar ninguém mexer até chegar o socorro especializado; Manter a vítima agasalhada e fixa; Manter os sinais vitais pois a lesão seja no pescoço poderá haver para respiratória.
  • 35. Primeiros socorros Fratura de crânio Nem sempre são lesões visíveis, porém de grande gravidade, pois existe a possibilidade de lesão no cérebro.  Sintomas – Lesões na cabeça; Perca de sangue pelas vias aéreas e ouvidos; Tontura e desmaios progressivos; Dores de cabeça; Enjôos e vômitos além de alterações no tamanho das pupilas.  Procedimentos – Manter a vítima com a cabeça levemente erguida, afrouxar as roupas e apoiar a cabeça em lugar macio. Caso haja sangramento no couro cabeludo cubra com gases sem pressionar: Enfaixar a cabeça sem comprimi-la; Manter os sinais vitais e; encaminhá-la ao atendimento especializado.
  • 36. Primeiros socorros Fratura - Costelas e Quadril Costelas  Sintomas - Dores no tórax ao tentar respirar e movimentar; Corpo torcido; Amolecimento dos tecidos na área e; Deformações. Evitar deslocamentos e se houver perfuração dos pulmões a vítima golfará sangue.  Procedimentos – Manter os sinais vitais e mexer o mínimo a vítima. Quadril a vítima apresenta dores intensas.  Procedimentos – Deitar a vítima sobre uma superfície plana. Permaneça com ela assim evitando que se movimente e caso necessite transportá-la certificar-se de sua total imobilização.
  • 37. Primeiros socorros Queimaduras - Classificação  Primeiro Grau – Vermelhidão e dor no local.  Segundo Grau – Vermelhidão, dor e formação de bolhas.  Terceiro Grau – Derme, Epiderme e Hipoderme destruídas, podendo já ter atingido outros órgãos e até o osso.
  • 38. Primeiros socorros Ferimentos – Olhos, Tórax e Abdômen Olhos  Não esfregar os olhos, com produtos químicos somente lavar, nunca retirar objetos fixados ou não e utilizar ataduras em ambos os olhos, independente ao atingido. Tórax  Tampar os ferimentos externos para evitar a entrada de ar e pressionar o local com gases firmemente. Abdômen  Não retirar corpos estranhos, cobrir o ferimento firmemente e caso haja exposição nunca tentar recolocá- lo.
  • 39. Primeiros socorros Afogamento É causada pela entrada de água, ou outros líquidos, em grande quantidade nos pulmões, levando a falta de oxigenação.  Causas mais comuns de afogamento – Crianças em piscinas e banheiras; Indivíduos que não sabem nadar; Cãibras; infarto; embriaguez; convulsões e; outros acidentes ocorrido antes da queda na água.  Procedimentos – Reanimação Cardiopulmonar (RCP), eminente a parada cardiorrespiratória, Posição Lateral de Segurança e encaminhamento ao Hospital.
  • 40. Primeiros socorros Movimentação e Transporte de Emergência Antes  Controlar e manter os sinais vitais;  Estancar e controlar as hemorragias e;  Imobilizar todos os pontos suspeitos de fratura. Durante  Manter os sinais vitais;  Manter os procedimentos RCP ou cardíacos;  Manter condições de segurança e;  Procurar sempre transportar na forma horizontal com segurança.