SlideShare uma empresa Scribd logo
VISÃO GERAL E APLICAÇÕES
S
ESTABILIZADOR
ELETRÔNICO DE TENSÃO
E
1) Introdução:
Sistemas e aparelhos conectados à rede elétrica comercial podem estar sujeitos a uma perda de
confiabilidade relacionada a falhas e distúrbios da própria rede elétrica.
Variações, oscilações e surtos de alta tensão na rede elétrica podem provocar defeitos de menor grau,
onde a operação destes aparelhos e sistemas ficam prejudicados, até a queima, trazendo a inutilização
permanente dos mesmos.
Podemos destacar alguns defeitos provocados por falhas e distúrbios da rede elétrica:
- Reset e perda de dados em computadores.
- Distorção e ruídos em sistemas de som.
- Operação instável em processos industriais.
- Queda de luminosidade de lâmpadas.
- Queima da fonte de alimentação de máquinas e equipamentos.
Existem dispositivos com a função de prover proteções aos diversos tipos aparelhos e sistemas
conectados à rede elétrica. Dentre estes o Estabilizador Eletrônico de Tensão.
O estabilizador eletrônico de tensão tem a função de prover uma
alimentação estável e segura a uma determinada carga (equipamentos,
aparelhos e sistemas) conectada à rede elétrica.
2) Aplicação dos estabilizadores eletrônicos:
Os estabilizadores são aplicados em locais sujeito a variações de
tensão da rede elétrica. Variações fora dos níveis recomendados ou seguros
para alimentação de uma determinada carga ou cargas consumidoras.
Os aparelhos eletrônicos modernos, geralmente pequenos eletrônicos
de áudio, vídeo e informática, possuem especificação de alimentação “Full
Range”. Ou seja, podem ser ligados a qualquer tomada da rede comercial,
onde a tensão presente nesta tomada pode variar de 100 a 240 Vca.
Atualmente é questionável a necessidade de estabilizadores eletrônicos na alimentação de aparelhos
modernos que tem a alimentação “full range” da rede CA.
Estabilizadores eletrônicos de baixo custo podem não trazer os resultados esperados na proteção dos
aparelhos eletrônicos. Traz um adicional de consumo de energia elétrica, superior aos aparelhos na condição
de stand-by ligados a ele.
No entanto, há vários equipamentos e aparelhos que possuem uma faixa estreita de variação na
especificação de alimentação da rede elétrica. No caso, 110 ou 220Vca e com variação máxima de 5 ou 10%
em relação ao valor nominal.
Equipamentos com faixa estreita na tensão de alimentação:
- Impressoras a laser, periféricos
- Servidores de rede
- Equipamentos gráficos
- Equipamentos médicos / hospitalares
- Equipamentos de laboratório e de ensaios
- Equipamentos de processos industriais
Então, o uso do estabilizador eletrônico é recomendado, e em certos casos até necessário na
alimentação de “equipamentos sensíveis”, ou de equipamentos com faixa restrita na variação da tensão de
entrada.
Dando outro enfoque na aplicação do estabilizador eletrônico, pode se dizer que o estabilizador protege
equipamentos e aparelhos contra variações extremas da rede elétrica. Sendo estes eventos chamados de:
- SUBTENSÃO: tensão abaixo do valor operacional permitido por norma ou especificado para o
equipamento.
- SOBRETENSÃO: Tensão acima do valor operacional permitido por norma ou especificado para
o equipamento.
O estabilizador pode ainda proporcionar proteções adicionais a carga, conforme acessórios adicionados
ao mesmo, como isolação entre entrada e saída de tensão, proteção contra surtos de alta tensão e ruídos
EMI.
3) Restrições ao uso de estabilizadores eletrônicos:
O estabilizador não deve ser utilizado em instalações precárias ou mal dimensionadas.
Variações de tensão que podem prejudicar a carga podem ter origem em algum problema na instalação
elétrica.
Neste caso, pode ocorrer uma situação crítica em que a conexão do estabilizador pode
comprometer ainda mais a instalação.
Os limites e especificações da instalação elétrica devem estar conforme
prescritos nas normas ABNT. NBR5410 e outras.
Em computadores e servidores o uso no-breaks é mais adequado. O no-break
ou UPS prove uma alimentação temporária de emergência, suficiente para o
computador fazer o auto salvamento, ou mesmo o usuário salvar o trabalho
realizado em seu computador , e evitando assim a perda de dados na falta de
energia.
4) Funções adicionais do estabilizador:
4.1 - Proteções contra outros distúrbios da rede elétrica:
O estabilizador pode ser fornecido com itens adicionais de proteções contra surtos de alta tensão e
ruídos que ocorrem na rede elétrica:
- Varistor ou DPS de entrada - protege contra surtos de alta tensão proveniente de descargas
atmosféricas.
- Filtro de ruído EMI - proteção contra ruídos e espúrios EMI, RFI.
Estas proteções são indispensáveis se a carga é sensível a estes tipos de ocorrências na rede.
4.2 - Desconexão automática da carga:
O estabilizador pode ser provido de dispositivo de desconexão ou desacoplamento da
alimentação da carga, em eventos de:
- Subtensão
- Sobretensão
- Sobrecargas
4.3 - Isolação da rede de entrada:
O estabilizador pode prover isolação da rede de entrada por meio de um transformador isolador.
O transformador isolador traz os seguintes benefícios:
- Proteção contra ruídos.
- Redução de harmônicas.
- Balanceamento do potencial de terra.
4.4 Gerenciamento de remoto de energia:
O estabilizador pode conter uma interface de comunicação para supervisão remota das condições de
operação do mesmo.
As medições de tensão, corrente e da energia fornecida à carga são as informações mais importantes
enviadas pela interface de comunicação.
5) Considerações finais:
Procurei nesta apresentação dar noções de um estabilizador eletrônico e suas aplicações.
O fornecimento de energia elétrica de boa qualidade é fundamental para a alimentação de
determinados equipamentos elétricos.
Muito se tem falado sobre a disponibilidade e as novas formas de geração, principalmente a
geração de energia limpa.
Mas a evolução das novas formas de geração não garante um fornecimento de energia 100%
confiável. Cabe a todos a consciência e a responsabilidade do uso correto da energia elétrica evitando o
desperdício, corrigindo ou adequando instalações a uma nova realidade de responsabilidade ambiental.
A avaliação dos impactos da instalação e dos
equipamentos ligados a rede elétrica é responsabilidade de
todos os profissionais técnicos encarregados de dimensionar
e instalar sistemas de energia.
Marcos Ramos

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Heelet
HeeletHeelet
Heelet
FlavioCLima
 
He 2015-02 -elétrica1
He 2015-02 -elétrica1He 2015-02 -elétrica1
He 2015-02 -elétrica1
FlavioCLima
 
Redes e Subestação de Energia Iª PARTE
Redes e Subestação de Energia Iª PARTERedes e Subestação de Energia Iª PARTE
Redes e Subestação de Energia Iª PARTE
Adão manuel Gonga
 
Mitos cerca
Mitos cercaMitos cerca
Mitos cerca
Rose Lopes
 
Comprar nobreak industrial
Comprar nobreak industrialComprar nobreak industrial
Comprar nobreak industrial
Soluções Industriais
 
Comandos elétricos
Comandos elétricosComandos elétricos
Comandos elétricos
rodolfovilanova
 
He 2015-04 l - elétrica
He 2015-04 l - elétricaHe 2015-04 l - elétrica
He 2015-04 l - elétrica
FlavioCLima
 
He 2015-03 - elétrica
He 2015-03 - elétricaHe 2015-03 - elétrica
He 2015-03 - elétrica
FlavioCLima
 
Quadro EléCtrico
Quadro EléCtricoQuadro EléCtrico
Quadro EléCtrico
efa10d
 
Comandos elétricos
Comandos elétricosComandos elétricos
Comandos elétricos
Leo Laurett
 
Dispositivos de Comandos elétricos
Dispositivos de Comandos elétricosDispositivos de Comandos elétricos
Dispositivos de Comandos elétricos
Eduardo Sacomano
 
Guia para para eletricistas iniciantes
Guia para para eletricistas iniciantesGuia para para eletricistas iniciantes
Guia para para eletricistas iniciantes
joseroberto224
 
Instalações elétricas industriais_slides_parte_i
Instalações elétricas industriais_slides_parte_iInstalações elétricas industriais_slides_parte_i
Instalações elétricas industriais_slides_parte_i
Jeziel Rodrigues
 
Laudo técnico
Laudo técnicoLaudo técnico
Laudo técnico
kobrasolcenter1003
 
Transformadores de comando e isolamento
Transformadores de comando e isolamentoTransformadores de comando e isolamento
Transformadores de comando e isolamento
Narah Rank
 
Trabalho transformadores
Trabalho transformadoresTrabalho transformadores
Trabalho transformadores
Amauri Damasceno
 
Qualidade energia - 105 Slides de conteúdo verdadeiramente relevante
Qualidade  energia - 105 Slides de conteúdo verdadeiramente relevanteQualidade  energia - 105 Slides de conteúdo verdadeiramente relevante
Qualidade energia - 105 Slides de conteúdo verdadeiramente relevante
Sala da Elétrica
 
Instalações Elétricas
Instalações ElétricasInstalações Elétricas
Instalações Elétricas
Rafael Totola
 
01 eletrotécnica básica-aula nbr
01 eletrotécnica básica-aula nbr01 eletrotécnica básica-aula nbr
01 eletrotécnica básica-aula nbr
Anderson Rodrigues
 

Mais procurados (19)

Heelet
HeeletHeelet
Heelet
 
He 2015-02 -elétrica1
He 2015-02 -elétrica1He 2015-02 -elétrica1
He 2015-02 -elétrica1
 
Redes e Subestação de Energia Iª PARTE
Redes e Subestação de Energia Iª PARTERedes e Subestação de Energia Iª PARTE
Redes e Subestação de Energia Iª PARTE
 
Mitos cerca
Mitos cercaMitos cerca
Mitos cerca
 
Comprar nobreak industrial
Comprar nobreak industrialComprar nobreak industrial
Comprar nobreak industrial
 
Comandos elétricos
Comandos elétricosComandos elétricos
Comandos elétricos
 
He 2015-04 l - elétrica
He 2015-04 l - elétricaHe 2015-04 l - elétrica
He 2015-04 l - elétrica
 
He 2015-03 - elétrica
He 2015-03 - elétricaHe 2015-03 - elétrica
He 2015-03 - elétrica
 
Quadro EléCtrico
Quadro EléCtricoQuadro EléCtrico
Quadro EléCtrico
 
Comandos elétricos
Comandos elétricosComandos elétricos
Comandos elétricos
 
Dispositivos de Comandos elétricos
Dispositivos de Comandos elétricosDispositivos de Comandos elétricos
Dispositivos de Comandos elétricos
 
Guia para para eletricistas iniciantes
Guia para para eletricistas iniciantesGuia para para eletricistas iniciantes
Guia para para eletricistas iniciantes
 
Instalações elétricas industriais_slides_parte_i
Instalações elétricas industriais_slides_parte_iInstalações elétricas industriais_slides_parte_i
Instalações elétricas industriais_slides_parte_i
 
Laudo técnico
Laudo técnicoLaudo técnico
Laudo técnico
 
Transformadores de comando e isolamento
Transformadores de comando e isolamentoTransformadores de comando e isolamento
Transformadores de comando e isolamento
 
Trabalho transformadores
Trabalho transformadoresTrabalho transformadores
Trabalho transformadores
 
Qualidade energia - 105 Slides de conteúdo verdadeiramente relevante
Qualidade  energia - 105 Slides de conteúdo verdadeiramente relevanteQualidade  energia - 105 Slides de conteúdo verdadeiramente relevante
Qualidade energia - 105 Slides de conteúdo verdadeiramente relevante
 
Instalações Elétricas
Instalações ElétricasInstalações Elétricas
Instalações Elétricas
 
01 eletrotécnica básica-aula nbr
01 eletrotécnica básica-aula nbr01 eletrotécnica básica-aula nbr
01 eletrotécnica básica-aula nbr
 

Semelhante a Estabilizador eletrônico de tensão

Manutenção Aula 22 cuidados na instalacao eletrica
Manutenção Aula 22   cuidados na instalacao eletricaManutenção Aula 22   cuidados na instalacao eletrica
Manutenção Aula 22 cuidados na instalacao eletrica
Marcos Basilio
 
Aula 10 instalação de hardware
Aula 10 instalação de hardwareAula 10 instalação de hardware
Aula 10 instalação de hardware
Jorge Ávila Miranda
 
Ibape
IbapeIbape
Ibape
sdcintra
 
ENG04482_aula_15_Proteção_Instalações.pdf
ENG04482_aula_15_Proteção_Instalações.pdfENG04482_aula_15_Proteção_Instalações.pdf
ENG04482_aula_15_Proteção_Instalações.pdf
LinoComidas
 
7 tipos de problemas
7 tipos de problemas7 tipos de problemas
7 tipos de problemas
Evandro Madeira
 
Apostila hardware 2
Apostila hardware 2Apostila hardware 2
Apostila hardware 2
willdson2012
 
Inst eletricas
Inst eletricasInst eletricas
Inst eletricas
alessandro oliveira
 
Supressores de Surtos e Transitórios
Supressores de Surtos e TransitóriosSupressores de Surtos e Transitórios
Supressores de Surtos e Transitórios
Ronaldo Gonçalves
 
1 introdução a segurança com eletricidade
1 introdução a segurança com eletricidade1 introdução a segurança com eletricidade
1 introdução a segurança com eletricidade
Jonas Fernando Reis
 
664210799-Curso-Nr-10-Complementar-Sep.pptx
664210799-Curso-Nr-10-Complementar-Sep.pptx664210799-Curso-Nr-10-Complementar-Sep.pptx
664210799-Curso-Nr-10-Complementar-Sep.pptx
EduardoMartinsCosta3
 
Curso nr10 básico
Curso nr10 básicoCurso nr10 básico
Curso nr10 básico
Sergio Roberto Silva
 
Arthur besen soprano trabalho eletrotecnica
Arthur besen soprano   trabalho eletrotecnicaArthur besen soprano   trabalho eletrotecnica
Arthur besen soprano trabalho eletrotecnica
alessandro oliveira
 
130936645 apostila-nr10-sep
130936645 apostila-nr10-sep130936645 apostila-nr10-sep
130936645 apostila-nr10-sep
Diego Sampaio
 
Sep NR-10
Sep NR-10Sep NR-10
Introdução.pptx
Introdução.pptxIntrodução.pptx
Introdução.pptx
ArmandoZenza
 
Apostila equipamento
Apostila equipamentoApostila equipamento
Apostila equipamento
Miguel Allende
 
Apostila equipamentos elétricos-industriais--rev_abril20141
Apostila equipamentos elétricos-industriais--rev_abril20141Apostila equipamentos elétricos-industriais--rev_abril20141
Apostila equipamentos elétricos-industriais--rev_abril20141
Thiago Alfonzo
 
Apostila equipamento
Apostila equipamentoApostila equipamento
Apostila equipamento
Miguel Allende
 
Apresentação de Montagem e Manutenção
Apresentação de Montagem e ManutençãoApresentação de Montagem e Manutenção
Apresentação de Montagem e Manutenção
CDP_Online
 
Transformadores para equipamentos importados do Japão (redutores de 220V, 127...
Transformadores para equipamentos importados do Japão (redutores de 220V, 127...Transformadores para equipamentos importados do Japão (redutores de 220V, 127...
Transformadores para equipamentos importados do Japão (redutores de 220V, 127...
EVEC Engenharia e Comercio
 

Semelhante a Estabilizador eletrônico de tensão (20)

Manutenção Aula 22 cuidados na instalacao eletrica
Manutenção Aula 22   cuidados na instalacao eletricaManutenção Aula 22   cuidados na instalacao eletrica
Manutenção Aula 22 cuidados na instalacao eletrica
 
Aula 10 instalação de hardware
Aula 10 instalação de hardwareAula 10 instalação de hardware
Aula 10 instalação de hardware
 
Ibape
IbapeIbape
Ibape
 
ENG04482_aula_15_Proteção_Instalações.pdf
ENG04482_aula_15_Proteção_Instalações.pdfENG04482_aula_15_Proteção_Instalações.pdf
ENG04482_aula_15_Proteção_Instalações.pdf
 
7 tipos de problemas
7 tipos de problemas7 tipos de problemas
7 tipos de problemas
 
Apostila hardware 2
Apostila hardware 2Apostila hardware 2
Apostila hardware 2
 
Inst eletricas
Inst eletricasInst eletricas
Inst eletricas
 
Supressores de Surtos e Transitórios
Supressores de Surtos e TransitóriosSupressores de Surtos e Transitórios
Supressores de Surtos e Transitórios
 
1 introdução a segurança com eletricidade
1 introdução a segurança com eletricidade1 introdução a segurança com eletricidade
1 introdução a segurança com eletricidade
 
664210799-Curso-Nr-10-Complementar-Sep.pptx
664210799-Curso-Nr-10-Complementar-Sep.pptx664210799-Curso-Nr-10-Complementar-Sep.pptx
664210799-Curso-Nr-10-Complementar-Sep.pptx
 
Curso nr10 básico
Curso nr10 básicoCurso nr10 básico
Curso nr10 básico
 
Arthur besen soprano trabalho eletrotecnica
Arthur besen soprano   trabalho eletrotecnicaArthur besen soprano   trabalho eletrotecnica
Arthur besen soprano trabalho eletrotecnica
 
130936645 apostila-nr10-sep
130936645 apostila-nr10-sep130936645 apostila-nr10-sep
130936645 apostila-nr10-sep
 
Sep NR-10
Sep NR-10Sep NR-10
Sep NR-10
 
Introdução.pptx
Introdução.pptxIntrodução.pptx
Introdução.pptx
 
Apostila equipamento
Apostila equipamentoApostila equipamento
Apostila equipamento
 
Apostila equipamentos elétricos-industriais--rev_abril20141
Apostila equipamentos elétricos-industriais--rev_abril20141Apostila equipamentos elétricos-industriais--rev_abril20141
Apostila equipamentos elétricos-industriais--rev_abril20141
 
Apostila equipamento
Apostila equipamentoApostila equipamento
Apostila equipamento
 
Apresentação de Montagem e Manutenção
Apresentação de Montagem e ManutençãoApresentação de Montagem e Manutenção
Apresentação de Montagem e Manutenção
 
Transformadores para equipamentos importados do Japão (redutores de 220V, 127...
Transformadores para equipamentos importados do Japão (redutores de 220V, 127...Transformadores para equipamentos importados do Japão (redutores de 220V, 127...
Transformadores para equipamentos importados do Japão (redutores de 220V, 127...
 

Estabilizador eletrônico de tensão

  • 1. VISÃO GERAL E APLICAÇÕES S ESTABILIZADOR ELETRÔNICO DE TENSÃO E
  • 2. 1) Introdução: Sistemas e aparelhos conectados à rede elétrica comercial podem estar sujeitos a uma perda de confiabilidade relacionada a falhas e distúrbios da própria rede elétrica. Variações, oscilações e surtos de alta tensão na rede elétrica podem provocar defeitos de menor grau, onde a operação destes aparelhos e sistemas ficam prejudicados, até a queima, trazendo a inutilização permanente dos mesmos. Podemos destacar alguns defeitos provocados por falhas e distúrbios da rede elétrica: - Reset e perda de dados em computadores. - Distorção e ruídos em sistemas de som. - Operação instável em processos industriais. - Queda de luminosidade de lâmpadas. - Queima da fonte de alimentação de máquinas e equipamentos.
  • 3. Existem dispositivos com a função de prover proteções aos diversos tipos aparelhos e sistemas conectados à rede elétrica. Dentre estes o Estabilizador Eletrônico de Tensão. O estabilizador eletrônico de tensão tem a função de prover uma alimentação estável e segura a uma determinada carga (equipamentos, aparelhos e sistemas) conectada à rede elétrica. 2) Aplicação dos estabilizadores eletrônicos: Os estabilizadores são aplicados em locais sujeito a variações de tensão da rede elétrica. Variações fora dos níveis recomendados ou seguros para alimentação de uma determinada carga ou cargas consumidoras. Os aparelhos eletrônicos modernos, geralmente pequenos eletrônicos de áudio, vídeo e informática, possuem especificação de alimentação “Full Range”. Ou seja, podem ser ligados a qualquer tomada da rede comercial, onde a tensão presente nesta tomada pode variar de 100 a 240 Vca.
  • 4. Atualmente é questionável a necessidade de estabilizadores eletrônicos na alimentação de aparelhos modernos que tem a alimentação “full range” da rede CA. Estabilizadores eletrônicos de baixo custo podem não trazer os resultados esperados na proteção dos aparelhos eletrônicos. Traz um adicional de consumo de energia elétrica, superior aos aparelhos na condição de stand-by ligados a ele. No entanto, há vários equipamentos e aparelhos que possuem uma faixa estreita de variação na especificação de alimentação da rede elétrica. No caso, 110 ou 220Vca e com variação máxima de 5 ou 10% em relação ao valor nominal. Equipamentos com faixa estreita na tensão de alimentação: - Impressoras a laser, periféricos - Servidores de rede - Equipamentos gráficos - Equipamentos médicos / hospitalares - Equipamentos de laboratório e de ensaios - Equipamentos de processos industriais
  • 5. Então, o uso do estabilizador eletrônico é recomendado, e em certos casos até necessário na alimentação de “equipamentos sensíveis”, ou de equipamentos com faixa restrita na variação da tensão de entrada. Dando outro enfoque na aplicação do estabilizador eletrônico, pode se dizer que o estabilizador protege equipamentos e aparelhos contra variações extremas da rede elétrica. Sendo estes eventos chamados de: - SUBTENSÃO: tensão abaixo do valor operacional permitido por norma ou especificado para o equipamento. - SOBRETENSÃO: Tensão acima do valor operacional permitido por norma ou especificado para o equipamento. O estabilizador pode ainda proporcionar proteções adicionais a carga, conforme acessórios adicionados ao mesmo, como isolação entre entrada e saída de tensão, proteção contra surtos de alta tensão e ruídos EMI.
  • 6. 3) Restrições ao uso de estabilizadores eletrônicos: O estabilizador não deve ser utilizado em instalações precárias ou mal dimensionadas. Variações de tensão que podem prejudicar a carga podem ter origem em algum problema na instalação elétrica. Neste caso, pode ocorrer uma situação crítica em que a conexão do estabilizador pode comprometer ainda mais a instalação. Os limites e especificações da instalação elétrica devem estar conforme prescritos nas normas ABNT. NBR5410 e outras. Em computadores e servidores o uso no-breaks é mais adequado. O no-break ou UPS prove uma alimentação temporária de emergência, suficiente para o computador fazer o auto salvamento, ou mesmo o usuário salvar o trabalho realizado em seu computador , e evitando assim a perda de dados na falta de energia.
  • 7. 4) Funções adicionais do estabilizador: 4.1 - Proteções contra outros distúrbios da rede elétrica: O estabilizador pode ser fornecido com itens adicionais de proteções contra surtos de alta tensão e ruídos que ocorrem na rede elétrica: - Varistor ou DPS de entrada - protege contra surtos de alta tensão proveniente de descargas atmosféricas. - Filtro de ruído EMI - proteção contra ruídos e espúrios EMI, RFI. Estas proteções são indispensáveis se a carga é sensível a estes tipos de ocorrências na rede. 4.2 - Desconexão automática da carga: O estabilizador pode ser provido de dispositivo de desconexão ou desacoplamento da alimentação da carga, em eventos de: - Subtensão - Sobretensão - Sobrecargas
  • 8. 4.3 - Isolação da rede de entrada: O estabilizador pode prover isolação da rede de entrada por meio de um transformador isolador. O transformador isolador traz os seguintes benefícios: - Proteção contra ruídos. - Redução de harmônicas. - Balanceamento do potencial de terra. 4.4 Gerenciamento de remoto de energia: O estabilizador pode conter uma interface de comunicação para supervisão remota das condições de operação do mesmo. As medições de tensão, corrente e da energia fornecida à carga são as informações mais importantes enviadas pela interface de comunicação.
  • 9. 5) Considerações finais: Procurei nesta apresentação dar noções de um estabilizador eletrônico e suas aplicações. O fornecimento de energia elétrica de boa qualidade é fundamental para a alimentação de determinados equipamentos elétricos. Muito se tem falado sobre a disponibilidade e as novas formas de geração, principalmente a geração de energia limpa. Mas a evolução das novas formas de geração não garante um fornecimento de energia 100% confiável. Cabe a todos a consciência e a responsabilidade do uso correto da energia elétrica evitando o desperdício, corrigindo ou adequando instalações a uma nova realidade de responsabilidade ambiental. A avaliação dos impactos da instalação e dos equipamentos ligados a rede elétrica é responsabilidade de todos os profissionais técnicos encarregados de dimensionar e instalar sistemas de energia. Marcos Ramos