SlideShare uma empresa Scribd logo
R$ 2,00
Atos Oficiais da
Câmara Municipal de
Pádua.
Comprometido
com a Verdade!
Suplemento Especial
Prefeitura Municipal
de Santo Antônio de
Pádua
Facebook: Jornal Opção do Noroeste Email:jornalopcaodonoroeste@gmail.com
Edição: 431 - 26 de Abril de 2021
Toda Semana
nas Bancas
Ex-policial Derek Chauvin é condenado por morte de George Floyd
O júri de 12 membros considerou Chauvin, de 45 anos, culpado das acusações de homicídio em segundo grau, homicídio em
terceiro grau e homicídio culposo, após três semanas de depoimentos de 45 testemunhas, incluindo transeuntes, policiais e especialistas
médicos. As deliberações começaram na segunda-feira (19) e duraram pouco mais de 10 horas. Saiba mais na Página 03
Brasil desativa 600 lixões em um ano
O Marco do Saneamento, sancionado em julho de
2020, também estabeleceu um prazo para o fim dos lixões
nos municípios brasileiros, que varia conforme a
existência de planos de resíduos sólidos e número de
habitantes nas cidades*. De modo geral, a lei prevê o
encerramento de todos os lixões do Brasil até 2024. Saiba
mais na Página 02
Câmara aprova PL que
prorroga auxílio para o
trabalhador cultural
Criada no ano passado, a Lei Aldir Blanc destinou R$ 3
bilhões para minimizar o impacto da pandemia sobre o setor
cultural, com benefícios para artistas, produtores, técnicos
e espaços culturais e também para manutenção de espaços
artísticos e culturais, micro e pequenas empresas, como
forma de auxiliar um dos setores mais afetados pela covid-
19. Saiba mais na Página 02
Edição 431 Jornal Opção do Noroeste
26 de Abril de 2021
02
Câmara aprova PL que prorroga auxílio para o trabalhador cultural
A Câmara dos
Deputados aprovou, na
madrugada desta quarta-
feira (21), o Projeto de Lei
(PL) 795/2 que prorroga o
auxílio emergencial de
trabalhadores do setor da
cultura em razão da
pandemia da covid-19. O
projeto, que reformula a
Lei Aldir Blanc, prorroga
os prazos de utilização de
recursos repassados a
título de apoio ao setor
cultural em decorrência da
pandemia de covid-19. A
matéria será enviada à
sanção presidencial.
Criada no ano
passado, a LeiAldir Blanc
destinou R$ 3 bilhões para
minimizar o impacto da
pandemia sobre o setor
cultural, com benefícios
para artistas, produtores,
técnicos e espaços
culturais e também para
manutenção de espaços
artísticos e culturais, micro
e pequenas empresas,
como forma de auxiliar um
dos setores mais afetados
pela covid-19.
Os recursos
começaram a ser
repassados no segundo
semestre de 2020.
Contudo, artistas,
dirigentes culturais e
secretários de cultura
afirmam que o período
para o repasse e execução
dos projetos aprovados foi
muito curto, dificultando a
realização das atividades.
Agora, com o novo
projeto, os estados,
municípios e o Distrito
Federal terão até 31 de
dezembro de 2021 para
usar o saldo remanescente
do dinheiro transferido
para ações emergenciais
de renda e projetos
culturais.
De acordo com o
secretário especial de
Cultura, Mário Frias, os
recursos remanescentes da
lei, aqueles que não
chegaram a ser utilizados,
somam cerca de R$ 770
milhões.
Quem for
contemplado, terá um
prazo de 180 dias,
contados do reinício de
suas atividades, para
apresentar as
contrapartidas, a exemplo
realização de lives, entre
outras interações artísticas.
Além disso, o projeto
também diz que poderão
ser novamente repassados
aos municípios recursos
que foram devolvidos ao
fundo estadual de cultura
porque as prefeituras não
os utilizaram em projetos
culturais. O texto reabre
até 31 de outubro de 2021
o prazo para que esses
recursos sejam aplicados,
sob pena de terem de
devolver ao fundo.
O projeto também
permite aos municípios
concederem novos
subsídios mensais para
manutenção de espaços
artísticos e culturais e de
organizações culturais
comunitárias.
De acordo com o
relator do projeto, Danilo
Cabral (PSB-PE), mesmo
com a dificuldade, no ano
passado, para executar os
recursos aprovados, a Lei
Aldir Blanc conseguiu
contemplar boa parte do
segmento artístico.
“Mesmo prejudicada,
especialmente, pelo atraso
na regulamentação e
definição do cronograma
de desembolso
estabelecido pelo governo
federal, a Lei Aldir Blanc
contemplou 40 mil
projetos de editais
somente nos estados e no
Distrito Federal”, disse no
relatório.
Decreto
Na terça-feira (20), o
governo já havia
publicado, em edição
extra do Diário Oficial da
União, um decreto para
alterar os prazos
do Decreto 10.464, de
agosto do ano passado, que
regulamentava a LeiAldir
Blanc. A medida prorroga
os prazos para a realização
de atividades e a
prestações de contas de
recursos aprovados da Lei
Aldir Blanc, no ano
passado.
O prazo que venceu
no final de março foi
estendido até 31 de
dezembro de 2021. De
acordo com o decreto,
serão pagas apenas as
verbas inscritas em restos
a pagar (recursos
autorizados em 2020 para
execução em 2021).
O decreto diz anda
que o Distrito Federal,
estados e municípios terão
até o dia 31 de março de
2022 para apresentar o
relatório de gestão final de
atividades, permitida a
prorrogação por até 90
dias, “mediante
justificativa dos entes
federativos e autorização
da Secretaria Especial de
Cultura do Ministério do
Turismo.”
Fonte:Agência Brasil
Brasil desativa 600 lixões em um ano
Mais de 600
lixões pelo Brasil
foram desativados
em um período de
um ano, de acordo
com levantamento
da Associação
Brasileira de
Empresas de
Tratamento de
Resíduos e Efluentes
(Abetre). O
encerramento de
lixões vem sendo
p r o m o v i d o
pelo programa Lixão
Zero, lançado em
2019 pelo Ministério
do Meio Ambiente.
O Marco do
S a n e a m e n t o ,
sancionado em julho
de 2020, também
estabeleceu um prazo
para o fim dos lixões
nos municípios
brasileiros, que varia
conforme a
existência de planos
de resíduos sólidos e
número de habitantes
nas cidades*. De
modo geral, a lei
prevê o encerramento
de todos os lixões do
Brasil até 2024.
Entre as metas do
programa, está a
descontaminação dos
espaços onde os
lixões foram
fechados. O
mapeamento dessas
áreas é realizado pelo
Programa Nacional
de Recuperação de
Áreas Contaminadas.
Fonte: Agência Brasil
EXTRATO DE CONTRATO PARA PUBLICAÇÃO
CÂMARA MUNICIPAL DE SANTO ANTÔNIO DE PÁDUA
PROCESSO Nº: 014/2021
NÚMERO DE CONTRATO: 012
OBJETO: SERVIÇOS DE ENGENHARIA DE OBRAS E INSTALAÇÕES
EMPRESA CONTRATADA: C.A.A. PEREIRA SERVIÇOS EM GERAL EIRELI
CNPJ: 39.766.652/0001-77
EMPRESA CONTRATANTE: CÂMARA MUNICIPAL DE SANTO ANTÔNIO DE
PÁDUA
CNPJ DA CONTRATANTE: 36.285.062/0001-34
VALOR: R$ 151.000,00(cento e cinquenta e um mil)
DATA DAASSINATURA DO CONTRATO: 18/03/2021
Edição 431
26 de Abril de 2021
Jornal Opção do Noroeste 03
Pastores e o
bêbado
Dois pastores estão
perdidos e um deles
pergunta para um homem
que está bêbado:
- Com licença, você
sabe me informar onde
fica a farmácia?
E o bêbado explica:
- Claro, fica ali na
esquina virando a direita.
Os pastores
agradecem, começam a
seguir o caminho mas um
pergunta ao outro:
- Será que não
deveríamos ajudar aquele
pobre homem que tomou
o caminho da bebida?
E o outro pastor
responde:
- É verdade. Temos o
dever de ensinar a palavra
do Senhor e ajudar aquele
homem.
Eles voltam até o
bêbado e perguntam:
- Moço, você gostaria
que te ensinássemos o
caminho de Deus?
E o bêbado responde:
- Vocês não sabem
nem o caminho da
farmácia, imagine o
caminho de Deus...
Como dar um
primeiro beijo
Uma menina de sete
anos admitiu,
calmamente para seus
pais, que Joãozinho
havia lhe dado um beijo
depois da aula.
- E como aconteceu
isso? - perguntou a mãe
assustada.
- Não foi fácil, -
admitiu a pequena
garotinha - mas três
meninas me ajudaram a
segurá-lo.
Caipira no Médico
O caipira vai a uma
consulta e o médico
pergunta:
- O que senhor tem?
O caipira responde:
- Uma muié, uma
vaca e uma galinha...
- Não é isso... O que
o senhor está sentindo?
-Ah, tá! Vontade de
largá a muié, vendê a
vaca e comê a galinha
com quiabo!
Ex-policial Derek Chauvin é condenado por morte de George Floyd
O ex-policial de
Mineápolis Derek
Chauvin foi condenado
nesta terça-feira (20) por
homicídio no episódio de
prisão e morte de George
Floyd, um marco na
história racial dos Estados
Unidos e uma repreensão
ao tratamento dado pela
polícia aos negros no país.
O júri de 12
membros considerou
Chauvin, de 45 anos,
culpado das acusações de
homicídio em segundo
grau, homicídio em
terceiro grau e homicídio
culposo, após três semanas
de depoimentos de 45
testemunhas, incluindo
transeuntes, policiais e
especialistas médicos. As
deliberações começaram
na segunda-feira (19) e
duraram pouco mais de 10
horas.
Em um confronto
mostrado em vídeo,
Chauvin, que é branco,
pressionou o joelho no
pescoço de Floyd, um
homem negro de 46 anos
algemado, por mais de
nove minutos, no dia 25 de
maio de 2020, quando ele
e três colegas policiais
detiveram Floyd, que foi
acusado de usar uma nota
falsa de US$ 20 para
comprar cigarros em um
supermercado.
Chauvin, que vestia
um terno cinza e uma
gravata azul e camisa
branca, assim como uma
máscara facial azul clara,
acenou com a cabeça e se
levantou rapidamente
quando o juiz decretou que
sua fiança havia sido
anulada. Ele foi conduzido
para fora do tribunal
algemado e colocado sob
custódia do xerife do
Condado de Hennepin.
Chauvin havia se
declarado inocente das
acusações de homicídio
não intencional em
segundo grau envolvendo
“intenção de infligir danos
corporais”, de homicídio
não intencional em
terceiro grau envolvendo
“ato eminentemente
perigoso a outros” e de
homicídio culposo em
segundo grau envolvendo
morte causada por
“negligência culpável”.
Do lado de fora do
tribunal, uma multidão de
várias centenas de pessoas
explodiu em
comemoração quando o
veredicto foi anunciado.
Gritos de “George
Floyd” e “todas as
acusações” foram ouvidos.
Na praça George Floyd em
Mineápolis, no
cruzamento onde Floyd foi
morto e que agora tem o
seu nome, pessoas
gritaram, aplaudiram e
choraram. O local se
tornou um ponto de
reuniões para protestos por
justiça racial desde então.
A morte de Floyd
gerou protestos contra o
racismo e a brutalidade
policial em muitas cidades
dos Estados Unidos e ao
redor do mundo no ano
passado.Antes do anúncio
do veredicto muitas lojas
no centro da cidade
pregaram tábuas em suas
janelas, em preparação
para possíveis
manifestações violentas.
O tribunal de Mineápolis
foi cercado por barricadas
e vigiado por agentes da
Guarda Nacional.
Apesar do sistema de
justiça criminal dos EUA
e muitos conjuntos de
jurados por muito tempo
protegerem policiais que
utilizam da violência para
dominar civis, o júri neste
caso decidiu que Chauvin
passou do limite e utilizou
força excessiva.
De acordo com as
orientações de
sentenciamento do Estado
de Minnesota, Chauvin irá
enfrentar 12 anos e meio
na prisão por sua
condenação por
assassinato como réu
primário. Os procuradores
podem, no entanto, buscar
uma sentença mais longa
de até 40 anos se o juiz do
condado de Hennepin
Peter Cahill, o responsável
pelo julgamento,
determinar que houve
“fatores agravantes” no
caso.
Em Minnesota,
criminosos condenados
geralmente deixam a
prisão em liberdade
supervisionada após o
cumprimento de dois
terços da sentença.
Chauvin não tinha
condenações criminais
anteriores.
O júri era composto
por quatro mulheres
brancas, dois homens
brancos, três homens
negros, uma mulher negra
e por duas mulheres
multirraciais, de acordo
com os registro do
tribunal.
Mais cedo na terça-
feira o presidente dos
Estados Unidos, Joe
Biden, disse ter falado pelo
telefone com membros da
família de Floyd. “Eles são
uma boa família, e estão
pedindo paz e
tranquilidade, não importa
qual seja o veredicto”,
afirmou Biden a jornalistas
na Casa Branca.
O Departamento de
Polícia de Mineápolis
demitiu Chauvin e outros
três policiais um dia após
a prisão de Floyd. Os
outros três policiais devem
enfrentar julgamento ainda
este ano por acusações de
auxílio e cumplicidade na
morte de Floyd.
Fonte: Agência Brasil
Agressores deverão ser monitorados
eletronicamente por meio de tonozeleiras
em casos de violência doméstica
A g r e s s o r e s
envolvidos em casos de
violência doméstica
poderão ser submetidos a
monitoramento eletrônico,
enquanto cumprirem
medida cautelar ou
medida de afastamento,
por meio de tornozeleiras,
braceletes ou chips, de
acordo com a
disponibilização da
Secretaria de Estado de
Segurança Pública. É o
que determina a Lei 9.245/
21, sancionada pelo
governador em exercício,
Cláudio Castro, e
publicada no Diário
Oficial do Estado desta
segunda-feira (19/04). A
medida é originalmente de
autoria dos deputados
Waldeck Carneiro (PT) e
Martha Rocha (PDT) e do
deputado licenciado
Gustavo Tutuca.
A lei determina que o
agressor deverá ser
orientado sobre a
utilização do equipamento
e sobre os critérios e
procedimentos de
fiscalização da medida de
afastamento. A norma
estabelece ainda que o juiz
que determinar o
monitoramento poderá
levar em consideração o
grau de periculosidade do
ofensor; os antecedentes
criminais e a reincidência
em violência doméstica.
Nos casos em que for
determinado o
monitoramento, o agressor
terá preferência nos
centros de educação e
reabilitação. O governador
em exercício do estado,
Cláudio Castro, falou
sobre a lei. “Só uma
mulher sabe quão doloroso
é passar por uma situação
de violência doméstica.
Mecanismos como esta lei
ajudam a coibir que os
agressores sigam
praticando os atos contra
suas esposas,
companheiras ou
namoradas. O Estado tem
atuado com rigor nesta
questão, seja com as forças
das polícias Militar e Civil,
por meio da Patrulha
Maria da Penha e das
Delegacias de
A t e n d i m e n t o
Especializado, quanto no
fortalecimento da rede de
proteção e acolhimento a
essas vítimas”, armou o
governador. Para a
tenente-coronel PM
Cláudia Moraes,
coordenadora do programa
Patrulha Maria da Penha,
a lei representa um
importante reforço para
toda a rede de proteção à
mulher do estado,
trazendo mais segurança,
sobretudo, para as vítimas
dos casos mais graves ou
em maior grau de risco.
“O uso de tecnologias de
monitoramento eletrônico
de autores de violência
doméstica tende a
fortalecer a efetividade
das medidas protetivas de
urgência deferidas pela
Justiça. Nesse sentido, a
iniciativa vem contribuir,
e muito, para o trabalho
da Patrulha Maria da
Penha/Guardiões da
Vida”, destacou ela.
Fonte: SF Notícias
Edição 431 Jornal Opção do Noroeste
26 de Abril de 2021
04
Complete a Palavra Cruzada
respondendo as Seguintes Questões
Ministério da Saúde realizará pregão
internacional para kit intubação
O ministro da
Saúde, Marcelo
Queiroga, disse hoje
(21) que a pasta vai
realizar um pregão
nacional e internacional
para tentar normalizar
os estoques de
medicamentos do
chamado kit intubação,
usado em pacientes nas
unidades de terapia
intensiva.
De acordo com o
ministro, o pregão será
na modalidade sem
fixação de preços.
Queiroga explicou que
o ministério já fez ações
junto a Organização
Pan-Americana da
Saúde (OPAS) para a
aquisição desses
insumos, mas que o
procedimento não é
rápido e que decidiu
fazer um pregão no
intuito de conseguir os
medicamentos em um
prazo mais curto.
“Ocorre que esse
tipo de ação não é rápida
a chegada desses
insumos. Isso demora,
no mínimo, cerca de 40
dias para chegar, o que
tem tese é insuficiente
para atender a demanda
momentânea”, disse o
ministro durante
coletiva.
O ministro disse
ainda que o ministério
deve receber até o final
do mês 1,1 milhão de
medicamentos do kit
intubação (formado
basicamente por
a n a l g é s i c o s ,
b l o q u e a d o r e s
neuromusculares e
sedativos) doados por
empresas e que também
espera a chegada
de doações de outros
países, como a Espanha.
“AVale já nos doou
dois milhões desses
itens que foram
distribuídos para
estados e municípios. E
ainda há 1,1 milhão
[para receber], sendo
que 900 mil chegam na
próxima semana e 200
mil na primeira semana
de maio”, disse. “A
Espanha vai doar 80 mil
itens desse kit de
intubação com previsão
de chegada na próxima
semana”, acrescentou
Queiroga.
Ao fazer um balanço
das ações do ministério
para resolver a demanda
por itens para intubação,
Querioga disse que, na
sua avaliação, o cenário
é de tendência de
estabilização das
internações e óbitos,
ainda que em um patamar
elevado.
“Minha opinião é
que a fase mais crítica em
relação a kits de
intubação e do oxigênio,
nós estamos muito
próximos de vencer”,
afirmou.
Conitec
Queiroga disse
ainda que vai submeter à
análise da Comissão
Nacional de
Incorporação de
Tecnologias (Conitec) o
coquetel de remédios
contra covid-19 da
farmacêutica suíça
Roche, aprovado para
uso emergencial pela
Agência Nacional de
Vigilância Sanitária
(Anvisa).
A comissão é
responsável por avaliar a
introdução de produtos
na rede do Sistema Único
de Saúde. Segundo o
ministro, o comitê vai
analisar se o coquetel
poderá ser utilizado no
Sistema Único de Saúde
(SUS) e também na
saúde suplementar.
“Vamos avaliar
tecnicamente e, no
momento em que
tivermos essa avaliação,
vamos considerar esse
medicamento para
incorporação. Nós não
consideramos apenas o
emprego do
medicamento no SUS
mas também na saúde
suplementar”, disse.
A próxima reunião
da comissão está prevista
para maio. Segundo
Queiroga, o prazo para a
análise é de até 180 dias,
mas pode ser antecipado
em razão da pandemia.
O ministro disse
ainda que, além de
fatores como eficácia e
efetividade, a análise
também vai se debruçar
sobre questões
econômicas, como o
valor do medicamento,
para saber se há
viabilidade de utilização.
“Também há uma
análise econômica que
visa verificar os aspectos
atinentes ao impacto
orçamentário”, afirmou.
De uma maneira geral é
um debate em relação ao
preço colocado [pela
empresa], ao resultado
que é prometido e o
resultado que é obtido
com o medicamento.
Senão a gente não tem
sustentabilidade no
sistema de saúde”,
afirmou.
Vacinas
O ministro disse
ainda que está em
tratativa com Pfizer para
a aquisição de 100
milhões de doses da
vacina contra a covid-19,
para entrega em 2022.
Queiroga também
afirmou que a previsão
da pasta é que a
vacinação do grupo
prioritário previsto no
Plano Nacional de
Imunização seja
encerrada em setembro.
“O processo de
vacinação no Brasil tem
ocorrido cada vez mais
célere e, se continuar
nesse ritmo, até setembro
vamos atingir a
imunização da
população prevista no
plano. “Nosso objetivo é
que isso ocorra antes”,
disse.
Fonte: Agência Brasil

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

EDIÇÃO 328
EDIÇÃO 328EDIÇÃO 328
EDIÇÃO 328
Afonso Pena
 
EDIÇÃO 382 DE 20 DE MAIO DE 2020
EDIÇÃO 382 DE 20 DE MAIO DE 2020EDIÇÃO 382 DE 20 DE MAIO DE 2020
EDIÇÃO 382 DE 20 DE MAIO DE 2020
Afonso Pena
 
EDIÇÃO 387 DE 24 DE JUNHO DE 2020
EDIÇÃO 387 DE 24 DE JUNHO DE 2020EDIÇÃO 387 DE 24 DE JUNHO DE 2020
EDIÇÃO 387 DE 24 DE JUNHO DE 2020
Afonso Pena
 
EDIÇÃO 446 DE 06 DE AGOSTO DE 2021
EDIÇÃO 446 DE 06 DE AGOSTO DE 2021EDIÇÃO 446 DE 06 DE AGOSTO DE 2021
EDIÇÃO 446 DE 06 DE AGOSTO DE 2021
Afonso Pena
 
EDIÇÃO 436 DE 31 DE MAIO DE 2021
EDIÇÃO 436 DE 31 DE MAIO DE 2021EDIÇÃO 436 DE 31 DE MAIO DE 2021
EDIÇÃO 436 DE 31 DE MAIO DE 2021
Afonso Pena
 
EDIÇÃO 447 DE 13 DE AGOSTO DE 2021
EDIÇÃO 447 DE 13 DE AGOSTO DE 2021EDIÇÃO 447 DE 13 DE AGOSTO DE 2021
EDIÇÃO 447 DE 13 DE AGOSTO DE 2021
Afonso Pena
 
EDIÇÃO 404 DE 21 DE OUTUBRO DE 2020
EDIÇÃO 404 DE 21 DE OUTUBRO DE 2020EDIÇÃO 404 DE 21 DE OUTUBRO DE 2020
EDIÇÃO 404 DE 21 DE OUTUBRO DE 2020
Afonso Pena
 
EDIÇÃO 374 DE 25 DE MARÇO DE 2020
EDIÇÃO  374 DE 25 DE MARÇO DE 2020EDIÇÃO  374 DE 25 DE MARÇO DE 2020
EDIÇÃO 374 DE 25 DE MARÇO DE 2020
Afonso Pena
 
EDIÇÃO 450 DE 03 DE SETEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 450 DE 03 DE SETEMBRO DE 2021EDIÇÃO 450 DE 03 DE SETEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 450 DE 03 DE SETEMBRO DE 2021
Afonso Pena
 
EDIÇÃO 388 DE 01 DE JULHO DE 2020
EDIÇÃO 388 DE 01 DE JULHO DE 2020EDIÇÃO 388 DE 01 DE JULHO DE 2020
EDIÇÃO 388 DE 01 DE JULHO DE 2020
Afonso Pena
 
EDIÇÃO 428 DE 31 DE MARÇO DE 2021
EDIÇÃO 428 DE 31 DE MARÇO DE 2021EDIÇÃO 428 DE 31 DE MARÇO DE 2021
EDIÇÃO 428 DE 31 DE MARÇO DE 2021
Afonso Pena
 
EDIÇÃO 422 DE 17 DE FEVEREIRO DE 2021
EDIÇÃO 422 DE 17 DE FEVEREIRO DE 2021 EDIÇÃO 422 DE 17 DE FEVEREIRO DE 2021
EDIÇÃO 422 DE 17 DE FEVEREIRO DE 2021
Afonso Pena
 
EDIÇÃO 370 DE 26 DE FEVEREIRO DE 2020
EDIÇÃO 370 DE 26 DE FEVEREIRO DE 2020EDIÇÃO 370 DE 26 DE FEVEREIRO DE 2020
EDIÇÃO 370 DE 26 DE FEVEREIRO DE 2020
Afonso Pena
 
EDIÇÃO 395 DE 19 DE AGOSTO DE 2020
EDIÇÃO 395 DE 19 DE AGOSTO DE 2020EDIÇÃO 395 DE 19 DE AGOSTO DE 2020
EDIÇÃO 395 DE 19 DE AGOSTO DE 2020
Afonso Pena
 
EDIÇÃO 419 DE 27 DE JANEIRO DE 2021
EDIÇÃO 419 DE 27 DE JANEIRO DE 2021EDIÇÃO 419 DE 27 DE JANEIRO DE 2021
EDIÇÃO 419 DE 27 DE JANEIRO DE 2021
Afonso Pena
 
EDIÇÃO 440 DE 25 DE JUNHO DE 2021
EDIÇÃO 440 DE 25 DE JUNHO DE 2021EDIÇÃO 440 DE 25 DE JUNHO DE 2021
EDIÇÃO 440 DE 25 DE JUNHO DE 2021
Afonso Pena
 
EDIÇÃO 369 DE 19 DE FEVEREIRO DE 2020
EDIÇÃO 369 DE 19 DE FEVEREIRO DE 2020EDIÇÃO 369 DE 19 DE FEVEREIRO DE 2020
EDIÇÃO 369 DE 19 DE FEVEREIRO DE 2020
Afonso Pena
 
EDIÇÃO 324
EDIÇÃO 324EDIÇÃO 324
EDIÇÃO 324
Afonso Pena
 
EDIÇÃO 345
EDIÇÃO 345EDIÇÃO 345
EDIÇÃO 345
Afonso Pena
 
EDIÇÃO 442 DE 09 DE JULHO DE 2021
EDIÇÃO 442 DE 09 DE JULHO DE 2021EDIÇÃO 442 DE 09 DE JULHO DE 2021
EDIÇÃO 442 DE 09 DE JULHO DE 2021
Afonso Pena
 

Mais procurados (20)

EDIÇÃO 328
EDIÇÃO 328EDIÇÃO 328
EDIÇÃO 328
 
EDIÇÃO 382 DE 20 DE MAIO DE 2020
EDIÇÃO 382 DE 20 DE MAIO DE 2020EDIÇÃO 382 DE 20 DE MAIO DE 2020
EDIÇÃO 382 DE 20 DE MAIO DE 2020
 
EDIÇÃO 387 DE 24 DE JUNHO DE 2020
EDIÇÃO 387 DE 24 DE JUNHO DE 2020EDIÇÃO 387 DE 24 DE JUNHO DE 2020
EDIÇÃO 387 DE 24 DE JUNHO DE 2020
 
EDIÇÃO 446 DE 06 DE AGOSTO DE 2021
EDIÇÃO 446 DE 06 DE AGOSTO DE 2021EDIÇÃO 446 DE 06 DE AGOSTO DE 2021
EDIÇÃO 446 DE 06 DE AGOSTO DE 2021
 
EDIÇÃO 436 DE 31 DE MAIO DE 2021
EDIÇÃO 436 DE 31 DE MAIO DE 2021EDIÇÃO 436 DE 31 DE MAIO DE 2021
EDIÇÃO 436 DE 31 DE MAIO DE 2021
 
EDIÇÃO 447 DE 13 DE AGOSTO DE 2021
EDIÇÃO 447 DE 13 DE AGOSTO DE 2021EDIÇÃO 447 DE 13 DE AGOSTO DE 2021
EDIÇÃO 447 DE 13 DE AGOSTO DE 2021
 
EDIÇÃO 404 DE 21 DE OUTUBRO DE 2020
EDIÇÃO 404 DE 21 DE OUTUBRO DE 2020EDIÇÃO 404 DE 21 DE OUTUBRO DE 2020
EDIÇÃO 404 DE 21 DE OUTUBRO DE 2020
 
EDIÇÃO 374 DE 25 DE MARÇO DE 2020
EDIÇÃO  374 DE 25 DE MARÇO DE 2020EDIÇÃO  374 DE 25 DE MARÇO DE 2020
EDIÇÃO 374 DE 25 DE MARÇO DE 2020
 
EDIÇÃO 450 DE 03 DE SETEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 450 DE 03 DE SETEMBRO DE 2021EDIÇÃO 450 DE 03 DE SETEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 450 DE 03 DE SETEMBRO DE 2021
 
EDIÇÃO 388 DE 01 DE JULHO DE 2020
EDIÇÃO 388 DE 01 DE JULHO DE 2020EDIÇÃO 388 DE 01 DE JULHO DE 2020
EDIÇÃO 388 DE 01 DE JULHO DE 2020
 
EDIÇÃO 428 DE 31 DE MARÇO DE 2021
EDIÇÃO 428 DE 31 DE MARÇO DE 2021EDIÇÃO 428 DE 31 DE MARÇO DE 2021
EDIÇÃO 428 DE 31 DE MARÇO DE 2021
 
EDIÇÃO 422 DE 17 DE FEVEREIRO DE 2021
EDIÇÃO 422 DE 17 DE FEVEREIRO DE 2021 EDIÇÃO 422 DE 17 DE FEVEREIRO DE 2021
EDIÇÃO 422 DE 17 DE FEVEREIRO DE 2021
 
EDIÇÃO 370 DE 26 DE FEVEREIRO DE 2020
EDIÇÃO 370 DE 26 DE FEVEREIRO DE 2020EDIÇÃO 370 DE 26 DE FEVEREIRO DE 2020
EDIÇÃO 370 DE 26 DE FEVEREIRO DE 2020
 
EDIÇÃO 395 DE 19 DE AGOSTO DE 2020
EDIÇÃO 395 DE 19 DE AGOSTO DE 2020EDIÇÃO 395 DE 19 DE AGOSTO DE 2020
EDIÇÃO 395 DE 19 DE AGOSTO DE 2020
 
EDIÇÃO 419 DE 27 DE JANEIRO DE 2021
EDIÇÃO 419 DE 27 DE JANEIRO DE 2021EDIÇÃO 419 DE 27 DE JANEIRO DE 2021
EDIÇÃO 419 DE 27 DE JANEIRO DE 2021
 
EDIÇÃO 440 DE 25 DE JUNHO DE 2021
EDIÇÃO 440 DE 25 DE JUNHO DE 2021EDIÇÃO 440 DE 25 DE JUNHO DE 2021
EDIÇÃO 440 DE 25 DE JUNHO DE 2021
 
EDIÇÃO 369 DE 19 DE FEVEREIRO DE 2020
EDIÇÃO 369 DE 19 DE FEVEREIRO DE 2020EDIÇÃO 369 DE 19 DE FEVEREIRO DE 2020
EDIÇÃO 369 DE 19 DE FEVEREIRO DE 2020
 
EDIÇÃO 324
EDIÇÃO 324EDIÇÃO 324
EDIÇÃO 324
 
EDIÇÃO 345
EDIÇÃO 345EDIÇÃO 345
EDIÇÃO 345
 
EDIÇÃO 442 DE 09 DE JULHO DE 2021
EDIÇÃO 442 DE 09 DE JULHO DE 2021EDIÇÃO 442 DE 09 DE JULHO DE 2021
EDIÇÃO 442 DE 09 DE JULHO DE 2021
 

Semelhante a EDIÇÃO 431 DE 26 DE ABRIL DE 2021

EDIÇÃO 364 DE 22 DE JANEIRO DE 2020
EDIÇÃO 364 DE 22 DE JANEIRO DE 2020EDIÇÃO 364 DE 22 DE JANEIRO DE 2020
EDIÇÃO 364 DE 22 DE JANEIRO DE 2020
Afonso Pena
 
EDIÇÃO 316
EDIÇÃO 316EDIÇÃO 316
EDIÇÃO 316
Afonso Pena
 
GAZETA SANTA CÂNDIDA DEZEMBRO 2015
GAZETA SANTA CÂNDIDA DEZEMBRO 2015GAZETA SANTA CÂNDIDA DEZEMBRO 2015
GAZETA SANTA CÂNDIDA DEZEMBRO 2015
Adilson Moreira
 
EDIÇÃO 458 DE 22 DE OUTUBRO DE 2021
EDIÇÃO 458 DE 22 DE OUTUBRO DE 2021EDIÇÃO 458 DE 22 DE OUTUBRO DE 2021
EDIÇÃO 458 DE 22 DE OUTUBRO DE 2021
JulianoPena4
 
Clipping 22.02.11
Clipping 22.02.11Clipping 22.02.11
Clipping 22.02.11
Sectesclip
 
EDIÇÃO 474 DE 31 DE JANEIRO DE 2022
EDIÇÃO 474 DE 31 DE JANEIRO DE 2022EDIÇÃO 474 DE 31 DE JANEIRO DE 2022
EDIÇÃO 474 DE 31 DE JANEIRO DE 2022
JulianoPena4
 
Decisao liminar decretp 16629
Decisao liminar decretp 16629Decisao liminar decretp 16629
Decisao liminar decretp 16629
Jornal Tudorondonia
 
Decisao cessao de uso
Decisao cessao de usoDecisao cessao de uso
Decisao cessao de uso
gisa_legal
 
EDIÇÃO 265
EDIÇÃO 265EDIÇÃO 265
EDIÇÃO 265
Afonso Pena
 
EDIÇÃO 376 DE 08 DE ABRIL DE 2020
EDIÇÃO 376 DE 08 DE ABRIL DE 2020EDIÇÃO 376 DE 08 DE ABRIL DE 2020
EDIÇÃO 376 DE 08 DE ABRIL DE 2020
Afonso Pena
 
Nova Lei da Cultura
Nova Lei da CulturaNova Lei da Cultura
Nova Lei da Cultura
Catia Elousia Araujo
 
EDIÇÃO 237
EDIÇÃO 237EDIÇÃO 237
EDIÇÃO 237
Afonso Pena
 
Edital da Fundação de Cultura de Blumenau destinada a projetos culturais
Edital da Fundação de Cultura de Blumenau destinada a projetos culturaisEdital da Fundação de Cultura de Blumenau destinada a projetos culturais
Edital da Fundação de Cultura de Blumenau destinada a projetos culturais
OBlumenauense Notícias de Blumenau
 
Liminar acp
Liminar acpLiminar acp
Roberto sobrinho
Roberto sobrinhoRoberto sobrinho
Roberto sobrinho
Vinicius Canova Pires
 
EDIÇÃO 443 DE 16 DE JULHO DE 2021
EDIÇÃO 443 DE 16 DE JULHO DE 2021EDIÇÃO 443 DE 16 DE JULHO DE 2021
EDIÇÃO 443 DE 16 DE JULHO DE 2021
Afonso Pena
 
O Alterense 18
O Alterense 18O Alterense 18
O Alterense 18
Cdu Alter Do Chão
 
O Alterense 13
O Alterense 13O Alterense 13
O Alterense 13
Cdu Alter Do Chão
 
EDIÇÃO 358 DE 13 DE DEZEMBRO DE 2019
EDIÇÃO 358 DE 13 DE DEZEMBRO DE 2019EDIÇÃO 358 DE 13 DE DEZEMBRO DE 2019
EDIÇÃO 358 DE 13 DE DEZEMBRO DE 2019
Afonso Pena
 
comcultcivil5
comcultcivil5comcultcivil5
comcultcivil5
quinta_semana
 

Semelhante a EDIÇÃO 431 DE 26 DE ABRIL DE 2021 (20)

EDIÇÃO 364 DE 22 DE JANEIRO DE 2020
EDIÇÃO 364 DE 22 DE JANEIRO DE 2020EDIÇÃO 364 DE 22 DE JANEIRO DE 2020
EDIÇÃO 364 DE 22 DE JANEIRO DE 2020
 
EDIÇÃO 316
EDIÇÃO 316EDIÇÃO 316
EDIÇÃO 316
 
GAZETA SANTA CÂNDIDA DEZEMBRO 2015
GAZETA SANTA CÂNDIDA DEZEMBRO 2015GAZETA SANTA CÂNDIDA DEZEMBRO 2015
GAZETA SANTA CÂNDIDA DEZEMBRO 2015
 
EDIÇÃO 458 DE 22 DE OUTUBRO DE 2021
EDIÇÃO 458 DE 22 DE OUTUBRO DE 2021EDIÇÃO 458 DE 22 DE OUTUBRO DE 2021
EDIÇÃO 458 DE 22 DE OUTUBRO DE 2021
 
Clipping 22.02.11
Clipping 22.02.11Clipping 22.02.11
Clipping 22.02.11
 
EDIÇÃO 474 DE 31 DE JANEIRO DE 2022
EDIÇÃO 474 DE 31 DE JANEIRO DE 2022EDIÇÃO 474 DE 31 DE JANEIRO DE 2022
EDIÇÃO 474 DE 31 DE JANEIRO DE 2022
 
Decisao liminar decretp 16629
Decisao liminar decretp 16629Decisao liminar decretp 16629
Decisao liminar decretp 16629
 
Decisao cessao de uso
Decisao cessao de usoDecisao cessao de uso
Decisao cessao de uso
 
EDIÇÃO 265
EDIÇÃO 265EDIÇÃO 265
EDIÇÃO 265
 
EDIÇÃO 376 DE 08 DE ABRIL DE 2020
EDIÇÃO 376 DE 08 DE ABRIL DE 2020EDIÇÃO 376 DE 08 DE ABRIL DE 2020
EDIÇÃO 376 DE 08 DE ABRIL DE 2020
 
Nova Lei da Cultura
Nova Lei da CulturaNova Lei da Cultura
Nova Lei da Cultura
 
EDIÇÃO 237
EDIÇÃO 237EDIÇÃO 237
EDIÇÃO 237
 
Edital da Fundação de Cultura de Blumenau destinada a projetos culturais
Edital da Fundação de Cultura de Blumenau destinada a projetos culturaisEdital da Fundação de Cultura de Blumenau destinada a projetos culturais
Edital da Fundação de Cultura de Blumenau destinada a projetos culturais
 
Liminar acp
Liminar acpLiminar acp
Liminar acp
 
Roberto sobrinho
Roberto sobrinhoRoberto sobrinho
Roberto sobrinho
 
EDIÇÃO 443 DE 16 DE JULHO DE 2021
EDIÇÃO 443 DE 16 DE JULHO DE 2021EDIÇÃO 443 DE 16 DE JULHO DE 2021
EDIÇÃO 443 DE 16 DE JULHO DE 2021
 
O Alterense 18
O Alterense 18O Alterense 18
O Alterense 18
 
O Alterense 13
O Alterense 13O Alterense 13
O Alterense 13
 
EDIÇÃO 358 DE 13 DE DEZEMBRO DE 2019
EDIÇÃO 358 DE 13 DE DEZEMBRO DE 2019EDIÇÃO 358 DE 13 DE DEZEMBRO DE 2019
EDIÇÃO 358 DE 13 DE DEZEMBRO DE 2019
 
comcultcivil5
comcultcivil5comcultcivil5
comcultcivil5
 

Mais de Afonso Pena

EDIÇÃO 449 DE 27 DE AGOSTO DE 2021
EDIÇÃO 449 DE 27 DE AGOSTO DE 2021EDIÇÃO 449 DE 27 DE AGOSTO DE 2021
EDIÇÃO 449 DE 27 DE AGOSTO DE 2021
Afonso Pena
 
EDIÇÃO 448 DE 20 DE AGOSTO DE 2021
EDIÇÃO 448 DE 20 DE AGOSTO DE 2021EDIÇÃO 448 DE 20 DE AGOSTO DE 2021
EDIÇÃO 448 DE 20 DE AGOSTO DE 2021
Afonso Pena
 
EDIÇÃO 445 DE 28 DE JULHO DE 2021
EDIÇÃO 445 DE 28 DE JULHO DE 2021EDIÇÃO 445 DE 28 DE JULHO DE 2021
EDIÇÃO 445 DE 28 DE JULHO DE 2021
Afonso Pena
 
EDIÇÃO 444 DE 23 DE JULHO DE 2021
EDIÇÃO 444 DE 23 DE JULHO DE 2021EDIÇÃO 444 DE 23 DE JULHO DE 2021
EDIÇÃO 444 DE 23 DE JULHO DE 2021
Afonso Pena
 
EDIÇÃO 441 DE 02 DE JULHO DE 2021
EDIÇÃO 441 DE 02 DE JULHO DE 2021EDIÇÃO 441 DE 02 DE JULHO DE 2021
EDIÇÃO 441 DE 02 DE JULHO DE 2021
Afonso Pena
 
EDIÇÃO 439 DE 16 DE JUNHO DE 2021
EDIÇÃO 439 DE 16 DE JUNHO DE 2021EDIÇÃO 439 DE 16 DE JUNHO DE 2021
EDIÇÃO 439 DE 16 DE JUNHO DE 2021
Afonso Pena
 
EDIÇÃO 438 DE 11 DE JUNHO DE 2021
EDIÇÃO 438 DE 11 DE JUNHO DE 2021EDIÇÃO 438 DE 11 DE JUNHO DE 2021
EDIÇÃO 438 DE 11 DE JUNHO DE 2021
Afonso Pena
 
EDIÇÃO 437 DE 04 DE JUNHO DE 2021
EDIÇÃO 437 DE 04 DE JUNHO DE 2021EDIÇÃO 437 DE 04 DE JUNHO DE 2021
EDIÇÃO 437 DE 04 DE JUNHO DE 2021
Afonso Pena
 
EDIÇÃO 435 DE 21 DE MAIO DE 2021
EDIÇÃO 435 DE 21 DE MAIO DE 2021 EDIÇÃO 435 DE 21 DE MAIO DE 2021
EDIÇÃO 435 DE 21 DE MAIO DE 2021
Afonso Pena
 
EDIÇÃO 434 DE 14 DE MAIO DE 2021
EDIÇÃO 434 DE 14 DE MAIO DE 2021EDIÇÃO 434 DE 14 DE MAIO DE 2021
EDIÇÃO 434 DE 14 DE MAIO DE 2021
Afonso Pena
 
EDIÇÃO 433 DE 07 DE MAIO DE 2021
EDIÇÃO 433 DE 07 DE MAIO DE 2021EDIÇÃO 433 DE 07 DE MAIO DE 2021
EDIÇÃO 433 DE 07 DE MAIO DE 2021
Afonso Pena
 
EDIÇÃO 432 DE 30 DE ABRIL DE 2021
EDIÇÃO 432 DE 30 DE ABRIL DE 2021 EDIÇÃO 432 DE 30 DE ABRIL DE 2021
EDIÇÃO 432 DE 30 DE ABRIL DE 2021
Afonso Pena
 
EDIÇÃO 430 DE 16 DE ABRIL DE 2021
EDIÇÃO 430 DE 16 DE ABRIL DE 2021EDIÇÃO 430 DE 16 DE ABRIL DE 2021
EDIÇÃO 430 DE 16 DE ABRIL DE 2021
Afonso Pena
 
EDIÇÃO 429 DE 09 DE ABRIL DE 2021
EDIÇÃO 429 DE 09 DE ABRIL DE 2021EDIÇÃO 429 DE 09 DE ABRIL DE 2021
EDIÇÃO 429 DE 09 DE ABRIL DE 2021
Afonso Pena
 
EDIÇÃO 427 DE 26 DE MARÇO DE 2021
EDIÇÃO 427 DE 26 DE MARÇO DE 2021EDIÇÃO 427 DE 26 DE MARÇO DE 2021
EDIÇÃO 427 DE 26 DE MARÇO DE 2021
Afonso Pena
 
EDIÇÃO 426 DE 19 DE MARÇO DE 2021
EDIÇÃO 426 DE 19 DE MARÇO DE 2021 EDIÇÃO 426 DE 19 DE MARÇO DE 2021
EDIÇÃO 426 DE 19 DE MARÇO DE 2021
Afonso Pena
 
EDIÇÃO 425 DE 12 DE MARÇO DE 2021
EDIÇÃO 425 DE 12 DE MARÇO DE 2021 EDIÇÃO 425 DE 12 DE MARÇO DE 2021
EDIÇÃO 425 DE 12 DE MARÇO DE 2021
Afonso Pena
 
EDIÇÃO 424 DE 05 DE MARÇO DE 2021
EDIÇÃO 424 DE 05 DE MARÇO DE 2021 EDIÇÃO 424 DE 05 DE MARÇO DE 2021
EDIÇÃO 424 DE 05 DE MARÇO DE 2021
Afonso Pena
 
EDIÇÃO 423 DE 26 DE FEVEREIRO DE 2021
EDIÇÃO 423 DE 26 DE FEVEREIRO DE 2021 EDIÇÃO 423 DE 26 DE FEVEREIRO DE 2021
EDIÇÃO 423 DE 26 DE FEVEREIRO DE 2021
Afonso Pena
 
EDIÇÃO 421 DE 10 DE FEVEREIRO DE 2021
EDIÇÃO 421 DE 10 DE FEVEREIRO DE 2021 EDIÇÃO 421 DE 10 DE FEVEREIRO DE 2021
EDIÇÃO 421 DE 10 DE FEVEREIRO DE 2021
Afonso Pena
 

Mais de Afonso Pena (20)

EDIÇÃO 449 DE 27 DE AGOSTO DE 2021
EDIÇÃO 449 DE 27 DE AGOSTO DE 2021EDIÇÃO 449 DE 27 DE AGOSTO DE 2021
EDIÇÃO 449 DE 27 DE AGOSTO DE 2021
 
EDIÇÃO 448 DE 20 DE AGOSTO DE 2021
EDIÇÃO 448 DE 20 DE AGOSTO DE 2021EDIÇÃO 448 DE 20 DE AGOSTO DE 2021
EDIÇÃO 448 DE 20 DE AGOSTO DE 2021
 
EDIÇÃO 445 DE 28 DE JULHO DE 2021
EDIÇÃO 445 DE 28 DE JULHO DE 2021EDIÇÃO 445 DE 28 DE JULHO DE 2021
EDIÇÃO 445 DE 28 DE JULHO DE 2021
 
EDIÇÃO 444 DE 23 DE JULHO DE 2021
EDIÇÃO 444 DE 23 DE JULHO DE 2021EDIÇÃO 444 DE 23 DE JULHO DE 2021
EDIÇÃO 444 DE 23 DE JULHO DE 2021
 
EDIÇÃO 441 DE 02 DE JULHO DE 2021
EDIÇÃO 441 DE 02 DE JULHO DE 2021EDIÇÃO 441 DE 02 DE JULHO DE 2021
EDIÇÃO 441 DE 02 DE JULHO DE 2021
 
EDIÇÃO 439 DE 16 DE JUNHO DE 2021
EDIÇÃO 439 DE 16 DE JUNHO DE 2021EDIÇÃO 439 DE 16 DE JUNHO DE 2021
EDIÇÃO 439 DE 16 DE JUNHO DE 2021
 
EDIÇÃO 438 DE 11 DE JUNHO DE 2021
EDIÇÃO 438 DE 11 DE JUNHO DE 2021EDIÇÃO 438 DE 11 DE JUNHO DE 2021
EDIÇÃO 438 DE 11 DE JUNHO DE 2021
 
EDIÇÃO 437 DE 04 DE JUNHO DE 2021
EDIÇÃO 437 DE 04 DE JUNHO DE 2021EDIÇÃO 437 DE 04 DE JUNHO DE 2021
EDIÇÃO 437 DE 04 DE JUNHO DE 2021
 
EDIÇÃO 435 DE 21 DE MAIO DE 2021
EDIÇÃO 435 DE 21 DE MAIO DE 2021 EDIÇÃO 435 DE 21 DE MAIO DE 2021
EDIÇÃO 435 DE 21 DE MAIO DE 2021
 
EDIÇÃO 434 DE 14 DE MAIO DE 2021
EDIÇÃO 434 DE 14 DE MAIO DE 2021EDIÇÃO 434 DE 14 DE MAIO DE 2021
EDIÇÃO 434 DE 14 DE MAIO DE 2021
 
EDIÇÃO 433 DE 07 DE MAIO DE 2021
EDIÇÃO 433 DE 07 DE MAIO DE 2021EDIÇÃO 433 DE 07 DE MAIO DE 2021
EDIÇÃO 433 DE 07 DE MAIO DE 2021
 
EDIÇÃO 432 DE 30 DE ABRIL DE 2021
EDIÇÃO 432 DE 30 DE ABRIL DE 2021 EDIÇÃO 432 DE 30 DE ABRIL DE 2021
EDIÇÃO 432 DE 30 DE ABRIL DE 2021
 
EDIÇÃO 430 DE 16 DE ABRIL DE 2021
EDIÇÃO 430 DE 16 DE ABRIL DE 2021EDIÇÃO 430 DE 16 DE ABRIL DE 2021
EDIÇÃO 430 DE 16 DE ABRIL DE 2021
 
EDIÇÃO 429 DE 09 DE ABRIL DE 2021
EDIÇÃO 429 DE 09 DE ABRIL DE 2021EDIÇÃO 429 DE 09 DE ABRIL DE 2021
EDIÇÃO 429 DE 09 DE ABRIL DE 2021
 
EDIÇÃO 427 DE 26 DE MARÇO DE 2021
EDIÇÃO 427 DE 26 DE MARÇO DE 2021EDIÇÃO 427 DE 26 DE MARÇO DE 2021
EDIÇÃO 427 DE 26 DE MARÇO DE 2021
 
EDIÇÃO 426 DE 19 DE MARÇO DE 2021
EDIÇÃO 426 DE 19 DE MARÇO DE 2021 EDIÇÃO 426 DE 19 DE MARÇO DE 2021
EDIÇÃO 426 DE 19 DE MARÇO DE 2021
 
EDIÇÃO 425 DE 12 DE MARÇO DE 2021
EDIÇÃO 425 DE 12 DE MARÇO DE 2021 EDIÇÃO 425 DE 12 DE MARÇO DE 2021
EDIÇÃO 425 DE 12 DE MARÇO DE 2021
 
EDIÇÃO 424 DE 05 DE MARÇO DE 2021
EDIÇÃO 424 DE 05 DE MARÇO DE 2021 EDIÇÃO 424 DE 05 DE MARÇO DE 2021
EDIÇÃO 424 DE 05 DE MARÇO DE 2021
 
EDIÇÃO 423 DE 26 DE FEVEREIRO DE 2021
EDIÇÃO 423 DE 26 DE FEVEREIRO DE 2021 EDIÇÃO 423 DE 26 DE FEVEREIRO DE 2021
EDIÇÃO 423 DE 26 DE FEVEREIRO DE 2021
 
EDIÇÃO 421 DE 10 DE FEVEREIRO DE 2021
EDIÇÃO 421 DE 10 DE FEVEREIRO DE 2021 EDIÇÃO 421 DE 10 DE FEVEREIRO DE 2021
EDIÇÃO 421 DE 10 DE FEVEREIRO DE 2021
 

EDIÇÃO 431 DE 26 DE ABRIL DE 2021

  • 1. R$ 2,00 Atos Oficiais da Câmara Municipal de Pádua. Comprometido com a Verdade! Suplemento Especial Prefeitura Municipal de Santo Antônio de Pádua Facebook: Jornal Opção do Noroeste Email:jornalopcaodonoroeste@gmail.com Edição: 431 - 26 de Abril de 2021 Toda Semana nas Bancas Ex-policial Derek Chauvin é condenado por morte de George Floyd O júri de 12 membros considerou Chauvin, de 45 anos, culpado das acusações de homicídio em segundo grau, homicídio em terceiro grau e homicídio culposo, após três semanas de depoimentos de 45 testemunhas, incluindo transeuntes, policiais e especialistas médicos. As deliberações começaram na segunda-feira (19) e duraram pouco mais de 10 horas. Saiba mais na Página 03 Brasil desativa 600 lixões em um ano O Marco do Saneamento, sancionado em julho de 2020, também estabeleceu um prazo para o fim dos lixões nos municípios brasileiros, que varia conforme a existência de planos de resíduos sólidos e número de habitantes nas cidades*. De modo geral, a lei prevê o encerramento de todos os lixões do Brasil até 2024. Saiba mais na Página 02 Câmara aprova PL que prorroga auxílio para o trabalhador cultural Criada no ano passado, a Lei Aldir Blanc destinou R$ 3 bilhões para minimizar o impacto da pandemia sobre o setor cultural, com benefícios para artistas, produtores, técnicos e espaços culturais e também para manutenção de espaços artísticos e culturais, micro e pequenas empresas, como forma de auxiliar um dos setores mais afetados pela covid- 19. Saiba mais na Página 02
  • 2. Edição 431 Jornal Opção do Noroeste 26 de Abril de 2021 02 Câmara aprova PL que prorroga auxílio para o trabalhador cultural A Câmara dos Deputados aprovou, na madrugada desta quarta- feira (21), o Projeto de Lei (PL) 795/2 que prorroga o auxílio emergencial de trabalhadores do setor da cultura em razão da pandemia da covid-19. O projeto, que reformula a Lei Aldir Blanc, prorroga os prazos de utilização de recursos repassados a título de apoio ao setor cultural em decorrência da pandemia de covid-19. A matéria será enviada à sanção presidencial. Criada no ano passado, a LeiAldir Blanc destinou R$ 3 bilhões para minimizar o impacto da pandemia sobre o setor cultural, com benefícios para artistas, produtores, técnicos e espaços culturais e também para manutenção de espaços artísticos e culturais, micro e pequenas empresas, como forma de auxiliar um dos setores mais afetados pela covid-19. Os recursos começaram a ser repassados no segundo semestre de 2020. Contudo, artistas, dirigentes culturais e secretários de cultura afirmam que o período para o repasse e execução dos projetos aprovados foi muito curto, dificultando a realização das atividades. Agora, com o novo projeto, os estados, municípios e o Distrito Federal terão até 31 de dezembro de 2021 para usar o saldo remanescente do dinheiro transferido para ações emergenciais de renda e projetos culturais. De acordo com o secretário especial de Cultura, Mário Frias, os recursos remanescentes da lei, aqueles que não chegaram a ser utilizados, somam cerca de R$ 770 milhões. Quem for contemplado, terá um prazo de 180 dias, contados do reinício de suas atividades, para apresentar as contrapartidas, a exemplo realização de lives, entre outras interações artísticas. Além disso, o projeto também diz que poderão ser novamente repassados aos municípios recursos que foram devolvidos ao fundo estadual de cultura porque as prefeituras não os utilizaram em projetos culturais. O texto reabre até 31 de outubro de 2021 o prazo para que esses recursos sejam aplicados, sob pena de terem de devolver ao fundo. O projeto também permite aos municípios concederem novos subsídios mensais para manutenção de espaços artísticos e culturais e de organizações culturais comunitárias. De acordo com o relator do projeto, Danilo Cabral (PSB-PE), mesmo com a dificuldade, no ano passado, para executar os recursos aprovados, a Lei Aldir Blanc conseguiu contemplar boa parte do segmento artístico. “Mesmo prejudicada, especialmente, pelo atraso na regulamentação e definição do cronograma de desembolso estabelecido pelo governo federal, a Lei Aldir Blanc contemplou 40 mil projetos de editais somente nos estados e no Distrito Federal”, disse no relatório. Decreto Na terça-feira (20), o governo já havia publicado, em edição extra do Diário Oficial da União, um decreto para alterar os prazos do Decreto 10.464, de agosto do ano passado, que regulamentava a LeiAldir Blanc. A medida prorroga os prazos para a realização de atividades e a prestações de contas de recursos aprovados da Lei Aldir Blanc, no ano passado. O prazo que venceu no final de março foi estendido até 31 de dezembro de 2021. De acordo com o decreto, serão pagas apenas as verbas inscritas em restos a pagar (recursos autorizados em 2020 para execução em 2021). O decreto diz anda que o Distrito Federal, estados e municípios terão até o dia 31 de março de 2022 para apresentar o relatório de gestão final de atividades, permitida a prorrogação por até 90 dias, “mediante justificativa dos entes federativos e autorização da Secretaria Especial de Cultura do Ministério do Turismo.” Fonte:Agência Brasil Brasil desativa 600 lixões em um ano Mais de 600 lixões pelo Brasil foram desativados em um período de um ano, de acordo com levantamento da Associação Brasileira de Empresas de Tratamento de Resíduos e Efluentes (Abetre). O encerramento de lixões vem sendo p r o m o v i d o pelo programa Lixão Zero, lançado em 2019 pelo Ministério do Meio Ambiente. O Marco do S a n e a m e n t o , sancionado em julho de 2020, também estabeleceu um prazo para o fim dos lixões nos municípios brasileiros, que varia conforme a existência de planos de resíduos sólidos e número de habitantes nas cidades*. De modo geral, a lei prevê o encerramento de todos os lixões do Brasil até 2024. Entre as metas do programa, está a descontaminação dos espaços onde os lixões foram fechados. O mapeamento dessas áreas é realizado pelo Programa Nacional de Recuperação de Áreas Contaminadas. Fonte: Agência Brasil EXTRATO DE CONTRATO PARA PUBLICAÇÃO CÂMARA MUNICIPAL DE SANTO ANTÔNIO DE PÁDUA PROCESSO Nº: 014/2021 NÚMERO DE CONTRATO: 012 OBJETO: SERVIÇOS DE ENGENHARIA DE OBRAS E INSTALAÇÕES EMPRESA CONTRATADA: C.A.A. PEREIRA SERVIÇOS EM GERAL EIRELI CNPJ: 39.766.652/0001-77 EMPRESA CONTRATANTE: CÂMARA MUNICIPAL DE SANTO ANTÔNIO DE PÁDUA CNPJ DA CONTRATANTE: 36.285.062/0001-34 VALOR: R$ 151.000,00(cento e cinquenta e um mil) DATA DAASSINATURA DO CONTRATO: 18/03/2021
  • 3. Edição 431 26 de Abril de 2021 Jornal Opção do Noroeste 03 Pastores e o bêbado Dois pastores estão perdidos e um deles pergunta para um homem que está bêbado: - Com licença, você sabe me informar onde fica a farmácia? E o bêbado explica: - Claro, fica ali na esquina virando a direita. Os pastores agradecem, começam a seguir o caminho mas um pergunta ao outro: - Será que não deveríamos ajudar aquele pobre homem que tomou o caminho da bebida? E o outro pastor responde: - É verdade. Temos o dever de ensinar a palavra do Senhor e ajudar aquele homem. Eles voltam até o bêbado e perguntam: - Moço, você gostaria que te ensinássemos o caminho de Deus? E o bêbado responde: - Vocês não sabem nem o caminho da farmácia, imagine o caminho de Deus... Como dar um primeiro beijo Uma menina de sete anos admitiu, calmamente para seus pais, que Joãozinho havia lhe dado um beijo depois da aula. - E como aconteceu isso? - perguntou a mãe assustada. - Não foi fácil, - admitiu a pequena garotinha - mas três meninas me ajudaram a segurá-lo. Caipira no Médico O caipira vai a uma consulta e o médico pergunta: - O que senhor tem? O caipira responde: - Uma muié, uma vaca e uma galinha... - Não é isso... O que o senhor está sentindo? -Ah, tá! Vontade de largá a muié, vendê a vaca e comê a galinha com quiabo! Ex-policial Derek Chauvin é condenado por morte de George Floyd O ex-policial de Mineápolis Derek Chauvin foi condenado nesta terça-feira (20) por homicídio no episódio de prisão e morte de George Floyd, um marco na história racial dos Estados Unidos e uma repreensão ao tratamento dado pela polícia aos negros no país. O júri de 12 membros considerou Chauvin, de 45 anos, culpado das acusações de homicídio em segundo grau, homicídio em terceiro grau e homicídio culposo, após três semanas de depoimentos de 45 testemunhas, incluindo transeuntes, policiais e especialistas médicos. As deliberações começaram na segunda-feira (19) e duraram pouco mais de 10 horas. Em um confronto mostrado em vídeo, Chauvin, que é branco, pressionou o joelho no pescoço de Floyd, um homem negro de 46 anos algemado, por mais de nove minutos, no dia 25 de maio de 2020, quando ele e três colegas policiais detiveram Floyd, que foi acusado de usar uma nota falsa de US$ 20 para comprar cigarros em um supermercado. Chauvin, que vestia um terno cinza e uma gravata azul e camisa branca, assim como uma máscara facial azul clara, acenou com a cabeça e se levantou rapidamente quando o juiz decretou que sua fiança havia sido anulada. Ele foi conduzido para fora do tribunal algemado e colocado sob custódia do xerife do Condado de Hennepin. Chauvin havia se declarado inocente das acusações de homicídio não intencional em segundo grau envolvendo “intenção de infligir danos corporais”, de homicídio não intencional em terceiro grau envolvendo “ato eminentemente perigoso a outros” e de homicídio culposo em segundo grau envolvendo morte causada por “negligência culpável”. Do lado de fora do tribunal, uma multidão de várias centenas de pessoas explodiu em comemoração quando o veredicto foi anunciado. Gritos de “George Floyd” e “todas as acusações” foram ouvidos. Na praça George Floyd em Mineápolis, no cruzamento onde Floyd foi morto e que agora tem o seu nome, pessoas gritaram, aplaudiram e choraram. O local se tornou um ponto de reuniões para protestos por justiça racial desde então. A morte de Floyd gerou protestos contra o racismo e a brutalidade policial em muitas cidades dos Estados Unidos e ao redor do mundo no ano passado.Antes do anúncio do veredicto muitas lojas no centro da cidade pregaram tábuas em suas janelas, em preparação para possíveis manifestações violentas. O tribunal de Mineápolis foi cercado por barricadas e vigiado por agentes da Guarda Nacional. Apesar do sistema de justiça criminal dos EUA e muitos conjuntos de jurados por muito tempo protegerem policiais que utilizam da violência para dominar civis, o júri neste caso decidiu que Chauvin passou do limite e utilizou força excessiva. De acordo com as orientações de sentenciamento do Estado de Minnesota, Chauvin irá enfrentar 12 anos e meio na prisão por sua condenação por assassinato como réu primário. Os procuradores podem, no entanto, buscar uma sentença mais longa de até 40 anos se o juiz do condado de Hennepin Peter Cahill, o responsável pelo julgamento, determinar que houve “fatores agravantes” no caso. Em Minnesota, criminosos condenados geralmente deixam a prisão em liberdade supervisionada após o cumprimento de dois terços da sentença. Chauvin não tinha condenações criminais anteriores. O júri era composto por quatro mulheres brancas, dois homens brancos, três homens negros, uma mulher negra e por duas mulheres multirraciais, de acordo com os registro do tribunal. Mais cedo na terça- feira o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, disse ter falado pelo telefone com membros da família de Floyd. “Eles são uma boa família, e estão pedindo paz e tranquilidade, não importa qual seja o veredicto”, afirmou Biden a jornalistas na Casa Branca. O Departamento de Polícia de Mineápolis demitiu Chauvin e outros três policiais um dia após a prisão de Floyd. Os outros três policiais devem enfrentar julgamento ainda este ano por acusações de auxílio e cumplicidade na morte de Floyd. Fonte: Agência Brasil Agressores deverão ser monitorados eletronicamente por meio de tonozeleiras em casos de violência doméstica A g r e s s o r e s envolvidos em casos de violência doméstica poderão ser submetidos a monitoramento eletrônico, enquanto cumprirem medida cautelar ou medida de afastamento, por meio de tornozeleiras, braceletes ou chips, de acordo com a disponibilização da Secretaria de Estado de Segurança Pública. É o que determina a Lei 9.245/ 21, sancionada pelo governador em exercício, Cláudio Castro, e publicada no Diário Oficial do Estado desta segunda-feira (19/04). A medida é originalmente de autoria dos deputados Waldeck Carneiro (PT) e Martha Rocha (PDT) e do deputado licenciado Gustavo Tutuca. A lei determina que o agressor deverá ser orientado sobre a utilização do equipamento e sobre os critérios e procedimentos de fiscalização da medida de afastamento. A norma estabelece ainda que o juiz que determinar o monitoramento poderá levar em consideração o grau de periculosidade do ofensor; os antecedentes criminais e a reincidência em violência doméstica. Nos casos em que for determinado o monitoramento, o agressor terá preferência nos centros de educação e reabilitação. O governador em exercício do estado, Cláudio Castro, falou sobre a lei. “Só uma mulher sabe quão doloroso é passar por uma situação de violência doméstica. Mecanismos como esta lei ajudam a coibir que os agressores sigam praticando os atos contra suas esposas, companheiras ou namoradas. O Estado tem atuado com rigor nesta questão, seja com as forças das polícias Militar e Civil, por meio da Patrulha Maria da Penha e das Delegacias de A t e n d i m e n t o Especializado, quanto no fortalecimento da rede de proteção e acolhimento a essas vítimas”, armou o governador. Para a tenente-coronel PM Cláudia Moraes, coordenadora do programa Patrulha Maria da Penha, a lei representa um importante reforço para toda a rede de proteção à mulher do estado, trazendo mais segurança, sobretudo, para as vítimas dos casos mais graves ou em maior grau de risco. “O uso de tecnologias de monitoramento eletrônico de autores de violência doméstica tende a fortalecer a efetividade das medidas protetivas de urgência deferidas pela Justiça. Nesse sentido, a iniciativa vem contribuir, e muito, para o trabalho da Patrulha Maria da Penha/Guardiões da Vida”, destacou ela. Fonte: SF Notícias
  • 4. Edição 431 Jornal Opção do Noroeste 26 de Abril de 2021 04 Complete a Palavra Cruzada respondendo as Seguintes Questões Ministério da Saúde realizará pregão internacional para kit intubação O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse hoje (21) que a pasta vai realizar um pregão nacional e internacional para tentar normalizar os estoques de medicamentos do chamado kit intubação, usado em pacientes nas unidades de terapia intensiva. De acordo com o ministro, o pregão será na modalidade sem fixação de preços. Queiroga explicou que o ministério já fez ações junto a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) para a aquisição desses insumos, mas que o procedimento não é rápido e que decidiu fazer um pregão no intuito de conseguir os medicamentos em um prazo mais curto. “Ocorre que esse tipo de ação não é rápida a chegada desses insumos. Isso demora, no mínimo, cerca de 40 dias para chegar, o que tem tese é insuficiente para atender a demanda momentânea”, disse o ministro durante coletiva. O ministro disse ainda que o ministério deve receber até o final do mês 1,1 milhão de medicamentos do kit intubação (formado basicamente por a n a l g é s i c o s , b l o q u e a d o r e s neuromusculares e sedativos) doados por empresas e que também espera a chegada de doações de outros países, como a Espanha. “AVale já nos doou dois milhões desses itens que foram distribuídos para estados e municípios. E ainda há 1,1 milhão [para receber], sendo que 900 mil chegam na próxima semana e 200 mil na primeira semana de maio”, disse. “A Espanha vai doar 80 mil itens desse kit de intubação com previsão de chegada na próxima semana”, acrescentou Queiroga. Ao fazer um balanço das ações do ministério para resolver a demanda por itens para intubação, Querioga disse que, na sua avaliação, o cenário é de tendência de estabilização das internações e óbitos, ainda que em um patamar elevado. “Minha opinião é que a fase mais crítica em relação a kits de intubação e do oxigênio, nós estamos muito próximos de vencer”, afirmou. Conitec Queiroga disse ainda que vai submeter à análise da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias (Conitec) o coquetel de remédios contra covid-19 da farmacêutica suíça Roche, aprovado para uso emergencial pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A comissão é responsável por avaliar a introdução de produtos na rede do Sistema Único de Saúde. Segundo o ministro, o comitê vai analisar se o coquetel poderá ser utilizado no Sistema Único de Saúde (SUS) e também na saúde suplementar. “Vamos avaliar tecnicamente e, no momento em que tivermos essa avaliação, vamos considerar esse medicamento para incorporação. Nós não consideramos apenas o emprego do medicamento no SUS mas também na saúde suplementar”, disse. A próxima reunião da comissão está prevista para maio. Segundo Queiroga, o prazo para a análise é de até 180 dias, mas pode ser antecipado em razão da pandemia. O ministro disse ainda que, além de fatores como eficácia e efetividade, a análise também vai se debruçar sobre questões econômicas, como o valor do medicamento, para saber se há viabilidade de utilização. “Também há uma análise econômica que visa verificar os aspectos atinentes ao impacto orçamentário”, afirmou. De uma maneira geral é um debate em relação ao preço colocado [pela empresa], ao resultado que é prometido e o resultado que é obtido com o medicamento. Senão a gente não tem sustentabilidade no sistema de saúde”, afirmou. Vacinas O ministro disse ainda que está em tratativa com Pfizer para a aquisição de 100 milhões de doses da vacina contra a covid-19, para entrega em 2022. Queiroga também afirmou que a previsão da pasta é que a vacinação do grupo prioritário previsto no Plano Nacional de Imunização seja encerrada em setembro. “O processo de vacinação no Brasil tem ocorrido cada vez mais célere e, se continuar nesse ritmo, até setembro vamos atingir a imunização da população prevista no plano. “Nosso objetivo é que isso ocorra antes”, disse. Fonte: Agência Brasil