SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 6
Ecologia
Dezembro de 2013
2
Sumário
Ecologia ................................................................................................................................3
Ecologia..............................................................................................................................3
População...........................................................................................................................3
Comunidade.......................................................................................................................3
Ecossistema........................................................................................................................3
Componentes Bióticos .......................................................................................................3
Componentes Abióticos.....................................................................................................3
Produtores .........................................................................................................................3
Consumidores ....................................................................................................................4
Decompositores .................................................................................................................4
Cadeia Alimentar................................................................................................................4
Teia alimentar ....................................................................................................................4
Pirâmides de Energia..........................................................................................................5
a) O que representa a largura de cada nível do diagrama? ...............................................5
b) Por que a largura de um nível não pode ser maior que a do nível abaixo dele?...........5
Fontes e Referências:........................................................................................................6
3
Ecologia
Ecologia – O termo Ecologia (do grego oikos, casa, e logos, ciência),
empregado pela primeira vez em 1866 pelo zoólogo alemão Ernest
Haeckel (1834-1919), designa o estudo das relações dos seres vivos entre
si e com o ambiente em que vivem.
A Ecologia é uma ciência abrangente, que utiliza conceitos da Biologia,
da Física e da Química, entre outros, e permite, juntamente com as
ciências econômicas e sociais, entender a complexidade das relações
entre a humanidade, os outros seres vivos e o planeta.
População – É um conjunto de seres vivos de mesma espécie que vive
em determinada área geográfica.
Comunidade – O conjunto de populações de diferentes espécies que
vivem em uma mesma região, mantendo relações entre si, constitui uma
comunidade biológica, também chamada de biota, ou biocenose.
Ecossistema – Foi utilizado pela primeira vez em 1935 pelo ecólogo
inglês Arthur George Tansley (1871-1955) para descrever uma unidade
em que seres vivos (comunidade biológica) e fatores abióticos (físicos e
químicos) interagem, formando um sistema estável. Pode ser definido
como um sistema composto pelos seres vivos (meio biótico) e o local
onde eles vivem (meio abiótico, onde estão inseridos todos os
componentes não vivos do ecossistema como os minerais, as pedras, o
clima, a própria luz solar, e etc.) e todas as relações destes com o meio e
entre si.
Componentes Bióticos – Os seres vivos de uma comunidade: animais
(inclusive o homem), vegetais, fungos, protozoários e bactérias.
Componentes Abióticos – As partes não vivas do ambiente: água,
gases atmosféricos, sais minerais, temperatura, umidade, solo e todos os
tipos de radiação.
Produtores – O primeiro “elo” de uma cadeia é sempre um organismo
autotrófico (alga, planta ou bactéria autotrófica). Ele é denominado
produtor, pois é quem produz (sintetiza) a matéria orgânica que
4
alimentará os demais níveis da cadeia. Os produtores são seres
fotossintetizantes, em sua maioria, que produzem substâncias orgânicas a
partir de substâncias inorgânicas (CO2 e H2O) e energia luminosa.
Consumidores – Aqueles que não são capazes de produzir seu próprio
alimento e necessitam de fontes externas para obter a energia e os
materiais que precisam, são chamados de “consumidores”.
Decompositores – Fungos e bactérias, que ajudam a transformar restos
de animais e vegetais mortos em nutrientes para o solo, são chamados de
decompositores.
Cadeia Alimentar – É uma série linear de organismos pelos quais flui
energia originalmente captada por seres autotróficos (fotossintetizantes e
quimiossintetizantes). Ou seja, é uma sequência de seres vivos que
dependem uns dos outros para se alimentar.
Teia alimentar – São várias cadeias alimentares relacionadas entre si.
Elas representam de forma mais fiel o que ocorre, de fato, na natureza.
Isto é, é um conjunto de cadeias alimentares ligadas entre si. É também
chamada de rede alimentar. A teia alimentar representa as muitas relações
entre os organismos de um ecossistema.
Níveis Tróficos da Cadeia Alimentar – Os níveis tróficos são as
etapas, ou níveis, da cadeia alimentar. A cadeia alimentar (uma pequena
porção da chamada “rede alimentar”), é sempre composta por diferentes
níveis que são caracterizados de acordo com o tipo de alimentos que os
organismos consomem.
No primeiro nível trófico estão os organismos produtores. Estes
organismos são capazes de produzir seu próprio alimento e, por isso, são
chamados de “autótrofos”. Todas as plantas clorofiladas, algumas algas
(cianofíceas) e algumas bactérias são capazes de produzir seu alimento
através da fotossíntese. Neste processo, os seres autótrofos sintetizam
matéria orgânica a partir de minerais e da luz do sol.
Nos próximos níveis tróficos estão os organismos consumidores, ou
“heterótrofos” (também chamados de “heterotróficos”) que, por não
serem capazes de produzir seu próprio alimento precisam obter energia
5
através da ingestão de matéria orgânica. Neste grupo estão os herbívoros,
que se alimentam dos vegetais, os carnívoros e os decompositores.
Os organismos decompositores ou detritívoros constituem um último
nível na cadeia alimentar. São as bactérias e fungos que se alimentam de
praticamente tudo, desde que constitua matéria morta. Assim, eles
fecham a relação trófica, pois através deles a matéria é novamente
decomposta e retorna ao meio ambiente para novamente ser usada pelos
organismos autotróficos na síntese de matéria orgânica.
A hierarquização dos níveis alimentares (ou níveis tróficos) é
determinada pelas especificidades do meio físico em que a cadeia
alimentar se insere. Alguns animais ocupam mais de um nível trófico se
alimentando tanto de vegetais quanto de outros animais. Estes são os
onívoros, por exemplo, o homem.
Pirâmides de Energia – Uma pirâmide ecológica de energia mostra,
para cada nível trófico, a produção de biomassa ou quantidade de energia
acumulada, em uma determinada área ou volume. Esta pirâmide mostra
o fluxo de energia através da cadeia alimentar.
a) O que representa a largura de cada nível do diagrama?
A quantidade de energia presente em cada nível trófico.
b) Por que a largura de um nível não pode ser maior que a do
nível abaixo dele?
A cada nível trófico 90% da energia é consumida nas atividades vitais,
sendo assim, a quantidade de energia diminui de um nível trófico para
outro.
6
Fontes e Referências:
Bibliográfica: Biologia das populações, volume 3; José Mariano Amabis
e Gilberto Rodrigues Martho; páginas – de 230 à 238.
Internet:
http://marista.edu.br/piox/files/2010/10/material-de-ecologia-marista-
pio-x.pdf
http://www.brasilescola.com/biologia/cadeia-alimentar.htm
http://pt.wikipedia.org/wiki/Ecossistema
http://pt.wikipedia.org/wiki/Cadeia_alimentar
http://www.infoescola.com/ecologia/consumidores/
http://www.sme.pmmc.com.br/arquivos/matrizes/matrizes_cie/anexos/te
xto-08.pdf#page=1&zoom=auto,0,792

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Fluxo de energia e ciclos de materia
Fluxo de energia e ciclos de materiaFluxo de energia e ciclos de materia
Fluxo de energia e ciclos de materia
Rita Pereira
 
Fluxo De Energia E Ciclo De MatéRia
Fluxo De Energia E Ciclo De MatéRiaFluxo De Energia E Ciclo De MatéRia
Fluxo De Energia E Ciclo De MatéRia
8ºC
 
00 cadeias e teias alimentares 2011_20102011_tc
00 cadeias e teias alimentares 2011_20102011_tc00 cadeias e teias alimentares 2011_20102011_tc
00 cadeias e teias alimentares 2011_20102011_tc
Teresa Monteiro
 
Fluxos de energia e ciclo de matéria ii
Fluxos de energia e ciclo de matéria iiFluxos de energia e ciclo de matéria ii
Fluxos de energia e ciclo de matéria ii
Cristina Vitória
 
Fluxo de energia e ciclo de matéria
Fluxo de energia e ciclo de matériaFluxo de energia e ciclo de matéria
Fluxo de energia e ciclo de matéria
anacrmachado
 
Cadeia Teia E PirâMides
Cadeia Teia E PirâMidesCadeia Teia E PirâMides
Cadeia Teia E PirâMides
Sérgio Luiz
 
Resumo fluxo de energia e ciclo da matéria
Resumo fluxo de energia e ciclo da matériaResumo fluxo de energia e ciclo da matéria
Resumo fluxo de energia e ciclo da matéria
Lucca
 
Fluxo de Energia e Ciclo de matéria; Sucessões Ecológicas;
Fluxo de Energia e Ciclo de matéria; Sucessões Ecológicas;Fluxo de Energia e Ciclo de matéria; Sucessões Ecológicas;
Fluxo de Energia e Ciclo de matéria; Sucessões Ecológicas;
s1lv1alouro
 
Miguel e glicerio
Miguel e glicerioMiguel e glicerio
Miguel e glicerio
Nute JPA
 

Mais procurados (19)

Fluxo de energia no ecossistema
Fluxo de energia no ecossistemaFluxo de energia no ecossistema
Fluxo de energia no ecossistema
 
Fluxo de energia e circulação de matéria nos ecossistemas
Fluxo de energia e circulação de matéria nos ecossistemasFluxo de energia e circulação de matéria nos ecossistemas
Fluxo de energia e circulação de matéria nos ecossistemas
 
Fluxo de energia e ciclos de materia
Fluxo de energia e ciclos de materiaFluxo de energia e ciclos de materia
Fluxo de energia e ciclos de materia
 
Fluxo De Energia E Ciclo De MatéRia
Fluxo De Energia E Ciclo De MatéRiaFluxo De Energia E Ciclo De MatéRia
Fluxo De Energia E Ciclo De MatéRia
 
aula ecologia fluxo de energia nos ecossistemas.
aula ecologia fluxo de energia nos ecossistemas.aula ecologia fluxo de energia nos ecossistemas.
aula ecologia fluxo de energia nos ecossistemas.
 
Fluxo de energia
Fluxo de energia Fluxo de energia
Fluxo de energia
 
00 cadeias e teias alimentares 2011_20102011_tc
00 cadeias e teias alimentares 2011_20102011_tc00 cadeias e teias alimentares 2011_20102011_tc
00 cadeias e teias alimentares 2011_20102011_tc
 
Fluxos de energia e ciclo de matéria ii
Fluxos de energia e ciclo de matéria iiFluxos de energia e ciclo de matéria ii
Fluxos de energia e ciclo de matéria ii
 
Fluxo de energia e ciclo de matéria
Fluxo de energia e ciclo de matériaFluxo de energia e ciclo de matéria
Fluxo de energia e ciclo de matéria
 
Cadeia alimentar
Cadeia alimentar Cadeia alimentar
Cadeia alimentar
 
Cadeia Teia E PirâMides
Cadeia Teia E PirâMidesCadeia Teia E PirâMides
Cadeia Teia E PirâMides
 
Fluxodeenergiaeciclodematria 110124163018-phpapp02
Fluxodeenergiaeciclodematria 110124163018-phpapp02Fluxodeenergiaeciclodematria 110124163018-phpapp02
Fluxodeenergiaeciclodematria 110124163018-phpapp02
 
Fluxodeenergiaeciclodematria 110124163018-phpapp02[1]
Fluxodeenergiaeciclodematria 110124163018-phpapp02[1]Fluxodeenergiaeciclodematria 110124163018-phpapp02[1]
Fluxodeenergiaeciclodematria 110124163018-phpapp02[1]
 
Resumo fluxo de energia e ciclo da matéria
Resumo fluxo de energia e ciclo da matériaResumo fluxo de energia e ciclo da matéria
Resumo fluxo de energia e ciclo da matéria
 
03 ecologia relacoes troficas
03 ecologia   relacoes troficas03 ecologia   relacoes troficas
03 ecologia relacoes troficas
 
Fluxo de Energia e Ciclo de matéria; Sucessões Ecológicas;
Fluxo de Energia e Ciclo de matéria; Sucessões Ecológicas;Fluxo de Energia e Ciclo de matéria; Sucessões Ecológicas;
Fluxo de Energia e Ciclo de matéria; Sucessões Ecológicas;
 
Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas
Fluxo de matéria e energia nos ecossistemasFluxo de matéria e energia nos ecossistemas
Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas
 
Julia
JuliaJulia
Julia
 
Miguel e glicerio
Miguel e glicerioMiguel e glicerio
Miguel e glicerio
 

Semelhante a Ecologia é uma ciência

Ficha e-trabalho-cadeias-e-teias-alimentares
Ficha e-trabalho-cadeias-e-teias-alimentaresFicha e-trabalho-cadeias-e-teias-alimentares
Ficha e-trabalho-cadeias-e-teias-alimentares
Angela Boucinha
 
Fluxo de energia e ciclo de matéria
Fluxo de energia e ciclo de matériaFluxo de energia e ciclo de matéria
Fluxo de energia e ciclo de matéria
adelinacgomes
 
Biosfera power point
Biosfera  power point Biosfera  power point
Biosfera power point
margaridabt
 
1 biodiversidade
1   biodiversidade1   biodiversidade
1 biodiversidade
margaridabt
 

Semelhante a Ecologia é uma ciência (20)

Ecologia - Introdução
Ecologia - IntroduçãoEcologia - Introdução
Ecologia - Introdução
 
Ficha e-trabalho-cadeias-e-teias-alimentares
Ficha e-trabalho-cadeias-e-teias-alimentaresFicha e-trabalho-cadeias-e-teias-alimentares
Ficha e-trabalho-cadeias-e-teias-alimentares
 
Ecologia power point
Ecologia   power pointEcologia   power point
Ecologia power point
 
Fluxo de energia e ciclo de matéria
Fluxo de energia e ciclo de matériaFluxo de energia e ciclo de matéria
Fluxo de energia e ciclo de matéria
 
Biosfera power point
Biosfera  power point Biosfera  power point
Biosfera power point
 
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.pptAula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
 
Fluxo de energia e ciclo de matéra
Fluxo de energia e ciclo de matéraFluxo de energia e ciclo de matéra
Fluxo de energia e ciclo de matéra
 
Fluxo de energia e ciclo de matéra
Fluxo de energia e ciclo de matéraFluxo de energia e ciclo de matéra
Fluxo de energia e ciclo de matéra
 
Cadeia Trófica
Cadeia TróficaCadeia Trófica
Cadeia Trófica
 
1 biodiversidade
1   biodiversidade1   biodiversidade
1 biodiversidade
 
Bases da ecologia
Bases da ecologiaBases da ecologia
Bases da ecologia
 
1-Biosfera -2018.pptx
1-Biosfera -2018.pptx1-Biosfera -2018.pptx
1-Biosfera -2018.pptx
 
Ecologia Cida
Ecologia CidaEcologia Cida
Ecologia Cida
 
Ecologia
EcologiaEcologia
Ecologia
 
Ppt6.1_Ciclo de matéria e fluxo de energia_8ºano (1).pptx
Ppt6.1_Ciclo de matéria e fluxo de energia_8ºano (1).pptxPpt6.1_Ciclo de matéria e fluxo de energia_8ºano (1).pptx
Ppt6.1_Ciclo de matéria e fluxo de energia_8ºano (1).pptx
 
Ensaio-Introdução à Engenharia Ambiental
Ensaio-Introdução à Engenharia AmbientalEnsaio-Introdução à Engenharia Ambiental
Ensaio-Introdução à Engenharia Ambiental
 
ecossistema 1 ano.pptx
ecossistema 1 ano.pptxecossistema 1 ano.pptx
ecossistema 1 ano.pptx
 
Introdução à Engenharia Ambiental
Introdução à Engenharia AmbientalIntrodução à Engenharia Ambiental
Introdução à Engenharia Ambiental
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 
Seminário "
Seminário "Seminário "
Seminário "
 

Ecologia é uma ciência

  • 2. 2 Sumário Ecologia ................................................................................................................................3 Ecologia..............................................................................................................................3 População...........................................................................................................................3 Comunidade.......................................................................................................................3 Ecossistema........................................................................................................................3 Componentes Bióticos .......................................................................................................3 Componentes Abióticos.....................................................................................................3 Produtores .........................................................................................................................3 Consumidores ....................................................................................................................4 Decompositores .................................................................................................................4 Cadeia Alimentar................................................................................................................4 Teia alimentar ....................................................................................................................4 Pirâmides de Energia..........................................................................................................5 a) O que representa a largura de cada nível do diagrama? ...............................................5 b) Por que a largura de um nível não pode ser maior que a do nível abaixo dele?...........5 Fontes e Referências:........................................................................................................6
  • 3. 3 Ecologia Ecologia – O termo Ecologia (do grego oikos, casa, e logos, ciência), empregado pela primeira vez em 1866 pelo zoólogo alemão Ernest Haeckel (1834-1919), designa o estudo das relações dos seres vivos entre si e com o ambiente em que vivem. A Ecologia é uma ciência abrangente, que utiliza conceitos da Biologia, da Física e da Química, entre outros, e permite, juntamente com as ciências econômicas e sociais, entender a complexidade das relações entre a humanidade, os outros seres vivos e o planeta. População – É um conjunto de seres vivos de mesma espécie que vive em determinada área geográfica. Comunidade – O conjunto de populações de diferentes espécies que vivem em uma mesma região, mantendo relações entre si, constitui uma comunidade biológica, também chamada de biota, ou biocenose. Ecossistema – Foi utilizado pela primeira vez em 1935 pelo ecólogo inglês Arthur George Tansley (1871-1955) para descrever uma unidade em que seres vivos (comunidade biológica) e fatores abióticos (físicos e químicos) interagem, formando um sistema estável. Pode ser definido como um sistema composto pelos seres vivos (meio biótico) e o local onde eles vivem (meio abiótico, onde estão inseridos todos os componentes não vivos do ecossistema como os minerais, as pedras, o clima, a própria luz solar, e etc.) e todas as relações destes com o meio e entre si. Componentes Bióticos – Os seres vivos de uma comunidade: animais (inclusive o homem), vegetais, fungos, protozoários e bactérias. Componentes Abióticos – As partes não vivas do ambiente: água, gases atmosféricos, sais minerais, temperatura, umidade, solo e todos os tipos de radiação. Produtores – O primeiro “elo” de uma cadeia é sempre um organismo autotrófico (alga, planta ou bactéria autotrófica). Ele é denominado produtor, pois é quem produz (sintetiza) a matéria orgânica que
  • 4. 4 alimentará os demais níveis da cadeia. Os produtores são seres fotossintetizantes, em sua maioria, que produzem substâncias orgânicas a partir de substâncias inorgânicas (CO2 e H2O) e energia luminosa. Consumidores – Aqueles que não são capazes de produzir seu próprio alimento e necessitam de fontes externas para obter a energia e os materiais que precisam, são chamados de “consumidores”. Decompositores – Fungos e bactérias, que ajudam a transformar restos de animais e vegetais mortos em nutrientes para o solo, são chamados de decompositores. Cadeia Alimentar – É uma série linear de organismos pelos quais flui energia originalmente captada por seres autotróficos (fotossintetizantes e quimiossintetizantes). Ou seja, é uma sequência de seres vivos que dependem uns dos outros para se alimentar. Teia alimentar – São várias cadeias alimentares relacionadas entre si. Elas representam de forma mais fiel o que ocorre, de fato, na natureza. Isto é, é um conjunto de cadeias alimentares ligadas entre si. É também chamada de rede alimentar. A teia alimentar representa as muitas relações entre os organismos de um ecossistema. Níveis Tróficos da Cadeia Alimentar – Os níveis tróficos são as etapas, ou níveis, da cadeia alimentar. A cadeia alimentar (uma pequena porção da chamada “rede alimentar”), é sempre composta por diferentes níveis que são caracterizados de acordo com o tipo de alimentos que os organismos consomem. No primeiro nível trófico estão os organismos produtores. Estes organismos são capazes de produzir seu próprio alimento e, por isso, são chamados de “autótrofos”. Todas as plantas clorofiladas, algumas algas (cianofíceas) e algumas bactérias são capazes de produzir seu alimento através da fotossíntese. Neste processo, os seres autótrofos sintetizam matéria orgânica a partir de minerais e da luz do sol. Nos próximos níveis tróficos estão os organismos consumidores, ou “heterótrofos” (também chamados de “heterotróficos”) que, por não serem capazes de produzir seu próprio alimento precisam obter energia
  • 5. 5 através da ingestão de matéria orgânica. Neste grupo estão os herbívoros, que se alimentam dos vegetais, os carnívoros e os decompositores. Os organismos decompositores ou detritívoros constituem um último nível na cadeia alimentar. São as bactérias e fungos que se alimentam de praticamente tudo, desde que constitua matéria morta. Assim, eles fecham a relação trófica, pois através deles a matéria é novamente decomposta e retorna ao meio ambiente para novamente ser usada pelos organismos autotróficos na síntese de matéria orgânica. A hierarquização dos níveis alimentares (ou níveis tróficos) é determinada pelas especificidades do meio físico em que a cadeia alimentar se insere. Alguns animais ocupam mais de um nível trófico se alimentando tanto de vegetais quanto de outros animais. Estes são os onívoros, por exemplo, o homem. Pirâmides de Energia – Uma pirâmide ecológica de energia mostra, para cada nível trófico, a produção de biomassa ou quantidade de energia acumulada, em uma determinada área ou volume. Esta pirâmide mostra o fluxo de energia através da cadeia alimentar. a) O que representa a largura de cada nível do diagrama? A quantidade de energia presente em cada nível trófico. b) Por que a largura de um nível não pode ser maior que a do nível abaixo dele? A cada nível trófico 90% da energia é consumida nas atividades vitais, sendo assim, a quantidade de energia diminui de um nível trófico para outro.
  • 6. 6 Fontes e Referências: Bibliográfica: Biologia das populações, volume 3; José Mariano Amabis e Gilberto Rodrigues Martho; páginas – de 230 à 238. Internet: http://marista.edu.br/piox/files/2010/10/material-de-ecologia-marista- pio-x.pdf http://www.brasilescola.com/biologia/cadeia-alimentar.htm http://pt.wikipedia.org/wiki/Ecossistema http://pt.wikipedia.org/wiki/Cadeia_alimentar http://www.infoescola.com/ecologia/consumidores/ http://www.sme.pmmc.com.br/arquivos/matrizes/matrizes_cie/anexos/te xto-08.pdf#page=1&zoom=auto,0,792