SlideShare uma empresa Scribd logo
Rápida Difusão do
Futebol:
Variabilidade de estilo e
padronização
Antonio Jorge G. Soares
Hugo Lovisolo
Rápida difusão do futebol

“O processo de apropriação do
futebol no Brasil foi rápido, se
difundiu sem escola, sem
manuais e sem a filosofia que o
esporte
moderno
teria
apresentado no contexto inglês.”
Rápida difusão do futebol

À partir de 1905, o futebol deixa de ser
novidade no Rio de Janeiro para converter-se em um
esporte triunfante.

No final de 1906, já haviam sido fundados cerca
de 30 clubes.


Em 1907, os jornais cariocas noticiavam cerca
de 77 clubes.

Pouco depois, em 1915, o número triplica :
Eram 216 clubes.

Na década de 20, os clubes do subúrbio
passaram à reivindicar sua participação em eventos e
em ligas.
Variabilidade de estilo e
padronização
“A apropriação do futebol foi se
dando, na maioria das vezes, por
imitação, sem manuais ingleses, sem
leitura das regras oficiais, sem campo
ou equipamentos padronizados, mas
com uma obsessiva vontade de
participar daquele novo hábito de
conduzir a bola com os pés”
Variabilidade de estilo e padronização

“Os populares, no entanto, espalhavam-se pelos campos e
terrenos baldios da cidade, experimentando
formas, manejos e trejeitos de conduzir a bola, divertindose sem tomar consciência dos ideais civilizatórios, ou de
expansão e dominação, como alguns pretendem, do
esporte no projeto imperial inglês. O corpo jogava sua
marotice, sua ginga, sua expressão e improvisação: o
corpo tornava-se criatividade no jogo. “
Por conta da rápida difusão desse esporte e as aprendizagens
dos brasileiros por meio de imitação, os jogadores
brasileiros adquiriram uma ginga natural ( sem a pressão
da formalidade inglesa).
Futebol europeu X Futebol brasileiro

Inglaterra

Brasil

Futebol moldado dentro de
regras e manuais

Jogo livre, voltado à atividades
de caráter recreativo

Utilizava-se um campo

Sem campo

Uniformes e equipamentos
padronizados

Sem uniformes ou
equipamentos padronizados (
roupa do corpo )
A grande contradição do futebol

 A contradição

que se instala é que nossa
identidade no futebol ( lindos drible e elegantes
gols ) se confronta com o cotidiano do futebol, já
que, esses feitos são raros numa partida de 90
minutos.
“Corpo alegre, maroto, com ginga é o nosso desejo
e preenche nossas demandas de afirmação de
identidade.”

CORPO NO BRASIL - DOMINAÇÃO E LOUVAÇÃ
De : Hugo Lovisolo
Componentes:

Ana Beatriz
Andria Martins
Daniel
Haifa Franco
Isabel Vitória
Thalia Gonçalves

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

História do futebol brasil
História do futebol   brasilHistória do futebol   brasil
História do futebol brasil
Emerson Freire
 
Avaliação de recuperação de educação física brasilino 8 serie
Avaliação de recuperação de educação física brasilino 8 serieAvaliação de recuperação de educação física brasilino 8 serie
Avaliação de recuperação de educação física brasilino 8 serie
Josiane Leal
 
História do futebol
História do futebolHistória do futebol
História do futebol
Fatima Costa
 
História Do Futebol
História Do FutebolHistória Do Futebol
História Do Futebol
narped
 
Handebol informática
Handebol informáticaHandebol informática
Handebol informática
Jean Carvalho
 
Uma Carreira Com a Bola na Frente - Zélia - Classemate
Uma Carreira Com a Bola na Frente - Zélia - ClassemateUma Carreira Com a Bola na Frente - Zélia - Classemate
Uma Carreira Com a Bola na Frente - Zélia - Classemate
renatoppt
 
O futebol e a filosofia
O futebol e a filosofiaO futebol e a filosofia
O futebol e a filosofia
raphaelalma
 

Mais procurados (20)

História do futebol brasil
História do futebol   brasilHistória do futebol   brasil
História do futebol brasil
 
Avaliação de recuperação de educação física brasilino 8 serie
Avaliação de recuperação de educação física brasilino 8 serieAvaliação de recuperação de educação física brasilino 8 serie
Avaliação de recuperação de educação física brasilino 8 serie
 
História do futebol
História do futebolHistória do futebol
História do futebol
 
Futebol - Aula 01 - Histórico
Futebol - Aula 01 - HistóricoFutebol - Aula 01 - Histórico
Futebol - Aula 01 - Histórico
 
Futebol - Prof. Altair Aguilar
Futebol - Prof. Altair AguilarFutebol - Prof. Altair Aguilar
Futebol - Prof. Altair Aguilar
 
Futebol futsal1
Futebol futsal1Futebol futsal1
Futebol futsal1
 
Caio norat, guilherme e caike
Caio norat, guilherme e caikeCaio norat, guilherme e caike
Caio norat, guilherme e caike
 
CIL Copa 2014
CIL Copa 2014CIL Copa 2014
CIL Copa 2014
 
Origem do futebol no Brasil
Origem do futebol no BrasilOrigem do futebol no Brasil
Origem do futebol no Brasil
 
Educação física futebol
Educação física   futebolEducação física   futebol
Educação física futebol
 
João gabriel e gabriel almeida (1)
João gabriel e gabriel almeida (1)João gabriel e gabriel almeida (1)
João gabriel e gabriel almeida (1)
 
Slide Educação Física - Futebol Estudo prova Parcial 3º Bimestre
Slide Educação Física - Futebol Estudo prova Parcial 3º BimestreSlide Educação Física - Futebol Estudo prova Parcial 3º Bimestre
Slide Educação Física - Futebol Estudo prova Parcial 3º Bimestre
 
Projeto copa do mundo 2014_com anexos
Projeto copa do mundo 2014_com anexosProjeto copa do mundo 2014_com anexos
Projeto copa do mundo 2014_com anexos
 
História Do Futebol
História Do FutebolHistória Do Futebol
História Do Futebol
 
Futsal
FutsalFutsal
Futsal
 
Handebol informática
Handebol informáticaHandebol informática
Handebol informática
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 
Uma Carreira Com a Bola na Frente - Zélia - Classemate
Uma Carreira Com a Bola na Frente - Zélia - ClassemateUma Carreira Com a Bola na Frente - Zélia - Classemate
Uma Carreira Com a Bola na Frente - Zélia - Classemate
 
Futebol Digital -
Futebol Digital - Futebol Digital -
Futebol Digital -
 
O futebol e a filosofia
O futebol e a filosofiaO futebol e a filosofia
O futebol e a filosofia
 

Semelhante a Difusão do futebol

Esportes No Brasil
Esportes No BrasilEsportes No Brasil
Esportes No Brasil
patrick.ead
 
Futebol 1ª aula
Futebol 1ª aulaFutebol 1ª aula
Futebol 1ª aula
Felipe Mago
 
Jb news informativo nr. 1141
Jb news   informativo nr. 1141Jb news   informativo nr. 1141
Jb news informativo nr. 1141
JBNews
 
Jb news informativo nr. 1.040
Jb news   informativo nr. 1.040Jb news   informativo nr. 1.040
Jb news informativo nr. 1.040
Informativojbnews
 

Semelhante a Difusão do futebol (20)

FUTEBOL.pptx
FUTEBOL.pptxFUTEBOL.pptx
FUTEBOL.pptx
 
Futebol
FutebolFutebol
Futebol
 
Eletiva "Futebol e Arte"
Eletiva "Futebol e Arte"Eletiva "Futebol e Arte"
Eletiva "Futebol e Arte"
 
Esportes No Brasil
Esportes No BrasilEsportes No Brasil
Esportes No Brasil
 
Esportes No Brasil
Esportes No BrasilEsportes No Brasil
Esportes No Brasil
 
Futebol 1ª aula
Futebol 1ª aulaFutebol 1ª aula
Futebol 1ª aula
 
Manual Pedagogia do Esporte - Segundo Tempo
Manual Pedagogia do Esporte - Segundo TempoManual Pedagogia do Esporte - Segundo Tempo
Manual Pedagogia do Esporte - Segundo Tempo
 
A história do futebol
A história do futebolA história do futebol
A história do futebol
 
A história do futebol
A história do futebolA história do futebol
A história do futebol
 
histria do futebol
histria do futebolhistria do futebol
histria do futebol
 
Handebol.pptx
Handebol.pptxHandebol.pptx
Handebol.pptx
 
TCC I - Vasco da Gama
TCC I - Vasco da GamaTCC I - Vasco da Gama
TCC I - Vasco da Gama
 
histriadofutebol-lucas-091107190355-phpapp02.pptx
histriadofutebol-lucas-091107190355-phpapp02.pptxhistriadofutebol-lucas-091107190355-phpapp02.pptx
histriadofutebol-lucas-091107190355-phpapp02.pptx
 
Jb news informativo nr. 1141
Jb news   informativo nr. 1141Jb news   informativo nr. 1141
Jb news informativo nr. 1141
 
Atividades racismo e futebol
Atividades racismo e futebolAtividades racismo e futebol
Atividades racismo e futebol
 
CIRCUS BALL SOCCER
CIRCUS BALL SOCCERCIRCUS BALL SOCCER
CIRCUS BALL SOCCER
 
FUTEBOL
FUTEBOL FUTEBOL
FUTEBOL
 
Jb news informativo nr. 1.040
Jb news   informativo nr. 1.040Jb news   informativo nr. 1.040
Jb news informativo nr. 1.040
 
Futebol_ o esporte mais popular do Brasil e sua influência na cultura - Rafa...
Futebol_ o esporte mais popular do Brasil e sua influência na cultura - Rafa...Futebol_ o esporte mais popular do Brasil e sua influência na cultura - Rafa...
Futebol_ o esporte mais popular do Brasil e sua influência na cultura - Rafa...
 
Daluty
DalutyDaluty
Daluty
 

Mais de Isabel Vitória

Introdução aos Processos
Introdução aos ProcessosIntrodução aos Processos
Introdução aos Processos
Isabel Vitória
 

Mais de Isabel Vitória (19)

O capitalismo e a sociedade do consumo
O capitalismo e a sociedade do consumoO capitalismo e a sociedade do consumo
O capitalismo e a sociedade do consumo
 
Cinética Química
Cinética QuímicaCinética Química
Cinética Química
 
Revolta da vacina
Revolta da vacinaRevolta da vacina
Revolta da vacina
 
Artigo papel da mulher na sociedade
Artigo papel da mulher na sociedadeArtigo papel da mulher na sociedade
Artigo papel da mulher na sociedade
 
A mulher e o mercado de trabalho
A mulher e o mercado de trabalhoA mulher e o mercado de trabalho
A mulher e o mercado de trabalho
 
Psicanálise e a interpretação dos sonhos
Psicanálise e a interpretação dos sonhosPsicanálise e a interpretação dos sonhos
Psicanálise e a interpretação dos sonhos
 
Triggers
TriggersTriggers
Triggers
 
Autora Contemporânea : Carolina Maria de Jesus
Autora Contemporânea : Carolina Maria de Jesus Autora Contemporânea : Carolina Maria de Jesus
Autora Contemporânea : Carolina Maria de Jesus
 
O petróleo
O petróleoO petróleo
O petróleo
 
Domínio morfoclimático [recuperado]
Domínio morfoclimático [recuperado]Domínio morfoclimático [recuperado]
Domínio morfoclimático [recuperado]
 
Topologia de redes
Topologia de redesTopologia de redes
Topologia de redes
 
Interferencia, interferencia com a luz
Interferencia, interferencia com a luzInterferencia, interferencia com a luz
Interferencia, interferencia com a luz
 
Industria cultural
Industria culturalIndustria cultural
Industria cultural
 
Sexo e poder
Sexo e poderSexo e poder
Sexo e poder
 
Conceito de Lugar na Geografia
Conceito de Lugar na GeografiaConceito de Lugar na Geografia
Conceito de Lugar na Geografia
 
Taoismo
TaoismoTaoismo
Taoismo
 
Introdução aos Processos
Introdução aos ProcessosIntrodução aos Processos
Introdução aos Processos
 
Aditivos Quimicos
Aditivos QuimicosAditivos Quimicos
Aditivos Quimicos
 
Vamos dar uma espiadinha
Vamos dar uma espiadinhaVamos dar uma espiadinha
Vamos dar uma espiadinha
 

Último

Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Pastor Robson Colaço
 
O QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
O QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkkO QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
O QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
LisaneWerlang
 
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdfGRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
rarakey779
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
carlaOliveira438
 

Último (20)

Apresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimento
Apresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimentoApresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimento
Apresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimento
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
Atividade português 7 ano página 38 a 40
Atividade português 7 ano página 38 a 40Atividade português 7 ano página 38 a 40
Atividade português 7 ano página 38 a 40
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 
O QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
O QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkkO QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
O QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
 
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdfGRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
 
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_AssisMemórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
 
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptxSão Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
 
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco LeiteOs Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
 
Junho Violeta - Sugestão de Ações na Igreja
Junho Violeta - Sugestão de Ações na IgrejaJunho Violeta - Sugestão de Ações na Igreja
Junho Violeta - Sugestão de Ações na Igreja
 
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfHans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
 
Desastres ambientais e vulnerabilidadess
Desastres ambientais e vulnerabilidadessDesastres ambientais e vulnerabilidadess
Desastres ambientais e vulnerabilidadess
 
hereditariedade é variabilidade genetic
hereditariedade é variabilidade  genetichereditariedade é variabilidade  genetic
hereditariedade é variabilidade genetic
 
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptxAULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
 
Fotossíntese para o Ensino médio primeiros anos
Fotossíntese para o Ensino médio primeiros anosFotossíntese para o Ensino médio primeiros anos
Fotossíntese para o Ensino médio primeiros anos
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
 
Atividade com a música Xote da Alegria - Falamansa
Atividade com a música Xote  da  Alegria    -   FalamansaAtividade com a música Xote  da  Alegria    -   Falamansa
Atividade com a música Xote da Alegria - Falamansa
 

Difusão do futebol

  • 1. Rápida Difusão do Futebol: Variabilidade de estilo e padronização Antonio Jorge G. Soares Hugo Lovisolo
  • 2. Rápida difusão do futebol “O processo de apropriação do futebol no Brasil foi rápido, se difundiu sem escola, sem manuais e sem a filosofia que o esporte moderno teria apresentado no contexto inglês.”
  • 3. Rápida difusão do futebol  À partir de 1905, o futebol deixa de ser novidade no Rio de Janeiro para converter-se em um esporte triunfante.  No final de 1906, já haviam sido fundados cerca de 30 clubes.  Em 1907, os jornais cariocas noticiavam cerca de 77 clubes.  Pouco depois, em 1915, o número triplica : Eram 216 clubes.  Na década de 20, os clubes do subúrbio passaram à reivindicar sua participação em eventos e em ligas.
  • 4. Variabilidade de estilo e padronização “A apropriação do futebol foi se dando, na maioria das vezes, por imitação, sem manuais ingleses, sem leitura das regras oficiais, sem campo ou equipamentos padronizados, mas com uma obsessiva vontade de participar daquele novo hábito de conduzir a bola com os pés”
  • 5. Variabilidade de estilo e padronização “Os populares, no entanto, espalhavam-se pelos campos e terrenos baldios da cidade, experimentando formas, manejos e trejeitos de conduzir a bola, divertindose sem tomar consciência dos ideais civilizatórios, ou de expansão e dominação, como alguns pretendem, do esporte no projeto imperial inglês. O corpo jogava sua marotice, sua ginga, sua expressão e improvisação: o corpo tornava-se criatividade no jogo. “
  • 6. Por conta da rápida difusão desse esporte e as aprendizagens dos brasileiros por meio de imitação, os jogadores brasileiros adquiriram uma ginga natural ( sem a pressão da formalidade inglesa).
  • 7. Futebol europeu X Futebol brasileiro Inglaterra Brasil Futebol moldado dentro de regras e manuais Jogo livre, voltado à atividades de caráter recreativo Utilizava-se um campo Sem campo Uniformes e equipamentos padronizados Sem uniformes ou equipamentos padronizados ( roupa do corpo )
  • 8. A grande contradição do futebol  A contradição que se instala é que nossa identidade no futebol ( lindos drible e elegantes gols ) se confronta com o cotidiano do futebol, já que, esses feitos são raros numa partida de 90 minutos.
  • 9. “Corpo alegre, maroto, com ginga é o nosso desejo e preenche nossas demandas de afirmação de identidade.” CORPO NO BRASIL - DOMINAÇÃO E LOUVAÇÃ De : Hugo Lovisolo
  • 10. Componentes: Ana Beatriz Andria Martins Daniel Haifa Franco Isabel Vitória Thalia Gonçalves