SlideShare uma empresa Scribd logo
Desenvolvimento RIA com Java
Apresentações Armênio Cardoso. Consultor e Arquiteto de Sistemas. Professor das Formações Java do Instituto Infnet. Tópicos da Palestra: Antecedentes. O Que é RIA? Experiências. Perspectivas. Conclusões.
Antecedentes Paradigmas Pré-web – evolução: Redes de Micros e Emuladores 70 80 90 Mainframe Cliente-Servidor
Antecedentes Paradigmas Pré-web - década de 90: Visual Basic. Delphi. Foxpro. Oracle Forms. PowerBuilder. Centura.
Antecedentes Paradigmas Pré-web - características: Aplicações gráficas com componentes visuais complexos “descendentes” do sistema operacional. Fat-client: necessidade de instalação do módulo cliente em cada máquina. Base de dados centralizada.
Antecedentes Nasce a Web. Thin-client: aplicações usando HTML e alguma linguagem “embutida” no servidor web. Python (1991). Ruby (1993). Lua (1993). PHP (1995). Coldfusion (1995). ASP (1996).
Antecedentes HTML serve para construir telas de aplicações?
O Que é RIA? Rich Internet Application. São Aplicações Web que têm características e funcionalidades de softwares tradicionais do tipo Desktop.  O termo RIA foi introduzido pela Macromedia em março de  2002 , embora o seu conceito já tenha tido outras denominações anteriores. Remote Scripting, pela Microsoft, em  1998. X Internet, pela Forrester Research em Outubro de  2000 .
O Que é RIA? RIA típicos transferem todo o processamento da interface para o navegador da internet, mantendo a maior parte dos dados no servidor de aplicação. X Aplicações web tradicionais centralizam todo seu código em torno de uma arquitetura cliente-servidor e um thin-client baseado em telas HTML.
Experiências Várias experiências foram feitas entre 1999 e 2010: Applets Java. YUI + DWR. JQuery + DWR. JavaFX, GWT, Vaadin... Várias lições foram tiradas dessas experiências...
Experiências Applets Java.
Experiências Lições Aprendidas: Bom conjunto de componentes visuais. AWT é muito básico, mas o Swing apresenta-se como uma biblioteca gráfica completa, com todos os componentes desejáveis. Carga “Pesada” = demora para carregar. Depende de runtime. Poucos editores visuais = trabalhoso. Excelente opção ainda hoje para problemas especiais: Impressão de código de barras. Interface com webcam. Assinatura Digital de Documentos.
Experiências DWR – Direct Web Remoting.
Experiências Arquivo XML para mapear as classes Java em objetos JavaScript .
Experiências Resultado: acesso remoto à classe Java através de objeto JavaScript.
Experiências Problema encontrado: biblioteca de componentes visuais.
Experiências Solução encontrada – Yahoo! User Interface Library.
Experiências Yahoo! DataTable.
Experiências Lições Aprendidas: DWR – Framework altamente estável e funcional. YUI – totalmente baseado em JavaScript = muito trabalhoso, depuração difícil, editor incipiente. Usuário Final muito feliz. Equipe de Desenvolvimento exausta.
Experiências JQuery – “projetado para mudar a forma com que você escreve JavaScript”.
Experiências Lições Aprendidas: JQuery realmente simplificou a programação com JavaScript. Novos editores melhoraram a forma de codificar. Firefox com Firebug: depuração mais fácil. Construção de aplicações híbridas = Struts + DWR + JQuery. Componentes visuais “espalhados” = não há um padrão.
Perspectivas Quero o meu VB de volta! Devido ao amadurecimento das técnicas de programação web, verifica-se uma enorme distância entre os “velhos” aplicativos gráficos e o que está se fazendo hoje em dia. Busca-se uma solução “integrada” que combine um bom conjunto de componentes visuais com a chamada remota de classes Java.
Perspectivas Pontos a se Considerar: Onipresença do JavaScript nos browsers. Plugin or not Plugin? Applets Java. JavaFx. Adobe Flex. Produtividade na construção de telas. Conjunto de componentes visuais completo.
Perspectivas Duas linhas se apresentam: Plataformas que se baseiam em plugins e Java no Servidor. Applets são muito “pesados”. Adobe Flex usa uma linguagem própria. JavaFx tem uma proposta parecida com o Flex. Plataformas que se baseiam em HTML e JavaScript e Java no Servidor. A grande maioria dos browsers rodam JavaScript. O desenvolvedor programa as telas em Java!
Perspectivas O desenvolvedor programa as telas em Java! Client-centric Ajax Frameworks: Google Web Toolkit. SmartGWT. Server-centric Ajax Frameworks: ZK Direct RIA. Vaadin.
Perspectivas Server X Client Centric Frameworks: Server-centric: estado e lógica de controle ficam no servidor – thin-client. Client-centric: compila código Java em JavaScript, criando um fat-client.
Perspectivas Vaadin. O elemento central do Vaadin é a biblioteca Java que é projetada para facilitar a criação e manutenção de interfaces web de alta qualidade.  Todo o desenvolvimento se dá em Java puro = a depuração é feita no servidor de aplicação e o código cliente é mínimo.
Perspectivas
Conclusões

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

(A18) LabMM3 - Ajax
(A18) LabMM3 - Ajax(A18) LabMM3 - Ajax
(A18) LabMM3 - Ajax
Carlos Santos
 
Netbeans Slides
Netbeans SlidesNetbeans Slides
Netbeans Slides
Renato Puccini
 
Migrando de Applets para JavaFX, e Modelos de Distribuição de Apps
Migrando de Applets para JavaFX, e Modelos de Distribuição de AppsMigrando de Applets para JavaFX, e Modelos de Distribuição de Apps
Migrando de Applets para JavaFX, e Modelos de Distribuição de Apps
Bruno Borges
 
CakePHP - Aprendendo a fazer o primeiro bolo
CakePHP - Aprendendo a fazer o primeiro boloCakePHP - Aprendendo a fazer o primeiro bolo
CakePHP - Aprendendo a fazer o primeiro bolo
elliando dias
 
Construindo aplicações web java com netbeans
Construindo aplicações web java com netbeansConstruindo aplicações web java com netbeans
Construindo aplicações web java com netbeans
Sliedesharessbarbosa
 
Front end architecture
Front end architectureFront end architecture
Front end architecture
Rafael Salerno de Oliveira
 
TDC2011: Arquitetura de Software Enterprise
TDC2011: Arquitetura de Software EnterpriseTDC2011: Arquitetura de Software Enterprise
TDC2011: Arquitetura de Software Enterprise
Dr. Spock
 
Applets - O Retorno: A Nova Geração do Java Plug-in
Applets - O Retorno: A Nova Geração do Java Plug-inApplets - O Retorno: A Nova Geração do Java Plug-in
Applets - O Retorno: A Nova Geração do Java Plug-in
Serge Rehem
 
Iwtraining frontend developer nova era
Iwtraining   frontend developer nova eraIwtraining   frontend developer nova era
Iwtraining frontend developer nova era
Adalto Junior
 
Desenvolvimento de Aplicações com Visual Studio
Desenvolvimento de Aplicações com Visual StudioDesenvolvimento de Aplicações com Visual Studio
Desenvolvimento de Aplicações com Visual Studio
Geovani Ferreira Gonçalves
 
Serra StarTec 2013 - Java EE
Serra StarTec 2013 - Java EESerra StarTec 2013 - Java EE
Serra StarTec 2013 - Java EE
Rodrigo Cândido da Silva
 
CST EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS IFPB 2º PERÍODO LINGUAGENS DE SC...
CST EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS IFPB 2º PERÍODO LINGUAGENS DE SC...CST EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS IFPB 2º PERÍODO LINGUAGENS DE SC...
CST EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS IFPB 2º PERÍODO LINGUAGENS DE SC...
Os Fantasmas !
 
React nos Trilhos
React nos TrilhosReact nos Trilhos
React nos Trilhos
John Carneiro
 
Análise sobre a utilização de frameworks em PHP: CakePHP, CodeIgniter e Zend
Análise sobre a utilização de frameworks em PHP: CakePHP, CodeIgniter e ZendAnálise sobre a utilização de frameworks em PHP: CakePHP, CodeIgniter e Zend
Análise sobre a utilização de frameworks em PHP: CakePHP, CodeIgniter e Zend
Thiago Sinésio
 
Apostila java completo
Apostila java completoApostila java completo
Apostila java completo
Sliedesharessbarbosa
 
JSP - Java Serves Pages
JSP - Java Serves PagesJSP - Java Serves Pages
JSP - Java Serves Pages
Amanda Luz
 
Navegando em um mar de siglas do mundo java
Navegando em um mar de siglas do mundo javaNavegando em um mar de siglas do mundo java
Navegando em um mar de siglas do mundo java
Andrei Tognolo
 
MVC e Frameworks MVC
MVC e Frameworks MVCMVC e Frameworks MVC
MVC e Frameworks MVC
Leandro Rodrigues
 
Programação em java linguagem, ap is, boas práticas e eclipse
Programação em java   linguagem, ap is, boas práticas e eclipseProgramação em java   linguagem, ap is, boas práticas e eclipse
Programação em java linguagem, ap is, boas práticas e eclipse
Filipe Bezerra Sousa
 
Desenvolvimento Web com ASP.NET 4
Desenvolvimento Web com ASP.NET 4Desenvolvimento Web com ASP.NET 4
Desenvolvimento Web com ASP.NET 4
Rodrigo Kono
 

Mais procurados (20)

(A18) LabMM3 - Ajax
(A18) LabMM3 - Ajax(A18) LabMM3 - Ajax
(A18) LabMM3 - Ajax
 
Netbeans Slides
Netbeans SlidesNetbeans Slides
Netbeans Slides
 
Migrando de Applets para JavaFX, e Modelos de Distribuição de Apps
Migrando de Applets para JavaFX, e Modelos de Distribuição de AppsMigrando de Applets para JavaFX, e Modelos de Distribuição de Apps
Migrando de Applets para JavaFX, e Modelos de Distribuição de Apps
 
CakePHP - Aprendendo a fazer o primeiro bolo
CakePHP - Aprendendo a fazer o primeiro boloCakePHP - Aprendendo a fazer o primeiro bolo
CakePHP - Aprendendo a fazer o primeiro bolo
 
Construindo aplicações web java com netbeans
Construindo aplicações web java com netbeansConstruindo aplicações web java com netbeans
Construindo aplicações web java com netbeans
 
Front end architecture
Front end architectureFront end architecture
Front end architecture
 
TDC2011: Arquitetura de Software Enterprise
TDC2011: Arquitetura de Software EnterpriseTDC2011: Arquitetura de Software Enterprise
TDC2011: Arquitetura de Software Enterprise
 
Applets - O Retorno: A Nova Geração do Java Plug-in
Applets - O Retorno: A Nova Geração do Java Plug-inApplets - O Retorno: A Nova Geração do Java Plug-in
Applets - O Retorno: A Nova Geração do Java Plug-in
 
Iwtraining frontend developer nova era
Iwtraining   frontend developer nova eraIwtraining   frontend developer nova era
Iwtraining frontend developer nova era
 
Desenvolvimento de Aplicações com Visual Studio
Desenvolvimento de Aplicações com Visual StudioDesenvolvimento de Aplicações com Visual Studio
Desenvolvimento de Aplicações com Visual Studio
 
Serra StarTec 2013 - Java EE
Serra StarTec 2013 - Java EESerra StarTec 2013 - Java EE
Serra StarTec 2013 - Java EE
 
CST EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS IFPB 2º PERÍODO LINGUAGENS DE SC...
CST EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS IFPB 2º PERÍODO LINGUAGENS DE SC...CST EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS IFPB 2º PERÍODO LINGUAGENS DE SC...
CST EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS IFPB 2º PERÍODO LINGUAGENS DE SC...
 
React nos Trilhos
React nos TrilhosReact nos Trilhos
React nos Trilhos
 
Análise sobre a utilização de frameworks em PHP: CakePHP, CodeIgniter e Zend
Análise sobre a utilização de frameworks em PHP: CakePHP, CodeIgniter e ZendAnálise sobre a utilização de frameworks em PHP: CakePHP, CodeIgniter e Zend
Análise sobre a utilização de frameworks em PHP: CakePHP, CodeIgniter e Zend
 
Apostila java completo
Apostila java completoApostila java completo
Apostila java completo
 
JSP - Java Serves Pages
JSP - Java Serves PagesJSP - Java Serves Pages
JSP - Java Serves Pages
 
Navegando em um mar de siglas do mundo java
Navegando em um mar de siglas do mundo javaNavegando em um mar de siglas do mundo java
Navegando em um mar de siglas do mundo java
 
MVC e Frameworks MVC
MVC e Frameworks MVCMVC e Frameworks MVC
MVC e Frameworks MVC
 
Programação em java linguagem, ap is, boas práticas e eclipse
Programação em java   linguagem, ap is, boas práticas e eclipseProgramação em java   linguagem, ap is, boas práticas e eclipse
Programação em java linguagem, ap is, boas práticas e eclipse
 
Desenvolvimento Web com ASP.NET 4
Desenvolvimento Web com ASP.NET 4Desenvolvimento Web com ASP.NET 4
Desenvolvimento Web com ASP.NET 4
 

Semelhante a Desenvolvimento Ria com Java

Java Seminar
Java SeminarJava Seminar
Java Seminar
armeniocardoso
 
Tecnologia Java
Tecnologia JavaTecnologia Java
Tecnologia Java
Glaucio Scheibel
 
Desenvolvimento web - conceitos, tecnologia e tendências.
Desenvolvimento web - conceitos, tecnologia e tendências.Desenvolvimento web - conceitos, tecnologia e tendências.
Desenvolvimento web - conceitos, tecnologia e tendências.
Valmir Justo
 
Técnicas e recursos para desenvolvimento Web em cenários de grande escala
Técnicas e recursos para desenvolvimento Web em cenários de grande escalaTécnicas e recursos para desenvolvimento Web em cenários de grande escala
Técnicas e recursos para desenvolvimento Web em cenários de grande escala
Alexandre Tarifa
 
Microsoft Edge (Teched 2015)
Microsoft Edge (Teched 2015)Microsoft Edge (Teched 2015)
Microsoft Edge (Teched 2015)
Fabrício Catae
 
Apostila de Fundamentos Java
Apostila de Fundamentos JavaApostila de Fundamentos Java
Apostila de Fundamentos Java
Marcio Marinho
 
Netbeans
NetbeansNetbeans
Netbeans
armeniocardoso
 
Jsf com hibernate, spring security e maven
Jsf com hibernate, spring security e mavenJsf com hibernate, spring security e maven
Jsf com hibernate, spring security e maven
Leandro Costa
 
Apresentação CEJS - Do nada para a nuvem
Apresentação CEJS - Do nada para a nuvemApresentação CEJS - Do nada para a nuvem
Apresentação CEJS - Do nada para a nuvem
Rodrigo Valerio
 
Java Web Dev Introdução
Java Web Dev IntroduçãoJava Web Dev Introdução
Java Web Dev Introdução
Marcio Marinho
 
1409243945064
14092439450641409243945064
1409243945064
Fábio Junior
 
Java: Muito mais que uma linguagem!
Java: Muito mais que uma linguagem!Java: Muito mais que uma linguagem!
Java: Muito mais que uma linguagem!
Aécio Costa
 
NodeJS - Tutorial de forma simples e pratica.
NodeJS - Tutorial de forma simples e pratica.NodeJS - Tutorial de forma simples e pratica.
NodeJS - Tutorial de forma simples e pratica.
Filipe Morelli
 
ASP.NET 5, MVC 6 e além
ASP.NET 5, MVC 6 e alémASP.NET 5, MVC 6 e além
ASP.NET 5, MVC 6 e além
Fabrício Lopes Sanchez
 
Netbeans Slides Fy2009 Portugues
Netbeans Slides Fy2009 PortuguesNetbeans Slides Fy2009 Portugues
Netbeans Slides Fy2009 Portugues
Rodrigo Peleias
 
Ria
RiaRia
Win302 daniel semedo_10 motivos para utilizar apache cordova (1)
Win302 daniel semedo_10 motivos para utilizar apache cordova (1)Win302 daniel semedo_10 motivos para utilizar apache cordova (1)
Win302 daniel semedo_10 motivos para utilizar apache cordova (1)
Daniel Semedo
 
JavaFX - Uma visão Geral
JavaFX - Uma visão GeralJavaFX - Uma visão Geral
JavaFX - Uma visão Geral
Eder Nogueira
 
Aplicações ricas com JavaFX 2
Aplicações ricas com JavaFX 2Aplicações ricas com JavaFX 2
Aplicações ricas com JavaFX 2
Claudiney Marques
 
Java, NetBeans e Orientação a Objetos
Java, NetBeans e Orientação a ObjetosJava, NetBeans e Orientação a Objetos
Java, NetBeans e Orientação a Objetos
João Longo
 

Semelhante a Desenvolvimento Ria com Java (20)

Java Seminar
Java SeminarJava Seminar
Java Seminar
 
Tecnologia Java
Tecnologia JavaTecnologia Java
Tecnologia Java
 
Desenvolvimento web - conceitos, tecnologia e tendências.
Desenvolvimento web - conceitos, tecnologia e tendências.Desenvolvimento web - conceitos, tecnologia e tendências.
Desenvolvimento web - conceitos, tecnologia e tendências.
 
Técnicas e recursos para desenvolvimento Web em cenários de grande escala
Técnicas e recursos para desenvolvimento Web em cenários de grande escalaTécnicas e recursos para desenvolvimento Web em cenários de grande escala
Técnicas e recursos para desenvolvimento Web em cenários de grande escala
 
Microsoft Edge (Teched 2015)
Microsoft Edge (Teched 2015)Microsoft Edge (Teched 2015)
Microsoft Edge (Teched 2015)
 
Apostila de Fundamentos Java
Apostila de Fundamentos JavaApostila de Fundamentos Java
Apostila de Fundamentos Java
 
Netbeans
NetbeansNetbeans
Netbeans
 
Jsf com hibernate, spring security e maven
Jsf com hibernate, spring security e mavenJsf com hibernate, spring security e maven
Jsf com hibernate, spring security e maven
 
Apresentação CEJS - Do nada para a nuvem
Apresentação CEJS - Do nada para a nuvemApresentação CEJS - Do nada para a nuvem
Apresentação CEJS - Do nada para a nuvem
 
Java Web Dev Introdução
Java Web Dev IntroduçãoJava Web Dev Introdução
Java Web Dev Introdução
 
1409243945064
14092439450641409243945064
1409243945064
 
Java: Muito mais que uma linguagem!
Java: Muito mais que uma linguagem!Java: Muito mais que uma linguagem!
Java: Muito mais que uma linguagem!
 
NodeJS - Tutorial de forma simples e pratica.
NodeJS - Tutorial de forma simples e pratica.NodeJS - Tutorial de forma simples e pratica.
NodeJS - Tutorial de forma simples e pratica.
 
ASP.NET 5, MVC 6 e além
ASP.NET 5, MVC 6 e alémASP.NET 5, MVC 6 e além
ASP.NET 5, MVC 6 e além
 
Netbeans Slides Fy2009 Portugues
Netbeans Slides Fy2009 PortuguesNetbeans Slides Fy2009 Portugues
Netbeans Slides Fy2009 Portugues
 
Ria
RiaRia
Ria
 
Win302 daniel semedo_10 motivos para utilizar apache cordova (1)
Win302 daniel semedo_10 motivos para utilizar apache cordova (1)Win302 daniel semedo_10 motivos para utilizar apache cordova (1)
Win302 daniel semedo_10 motivos para utilizar apache cordova (1)
 
JavaFX - Uma visão Geral
JavaFX - Uma visão GeralJavaFX - Uma visão Geral
JavaFX - Uma visão Geral
 
Aplicações ricas com JavaFX 2
Aplicações ricas com JavaFX 2Aplicações ricas com JavaFX 2
Aplicações ricas com JavaFX 2
 
Java, NetBeans e Orientação a Objetos
Java, NetBeans e Orientação a ObjetosJava, NetBeans e Orientação a Objetos
Java, NetBeans e Orientação a Objetos
 

Mais de TI Infnet

Mit em Arquitetura de Software
Mit em Arquitetura de SoftwareMit em Arquitetura de Software
Mit em Arquitetura de Software
TI Infnet
 
MBA em Comércio Eletrônico
MBA em Comércio EletrônicoMBA em Comércio Eletrônico
MBA em Comércio Eletrônico
TI Infnet
 
Mit em Gestão de Bancos de Dados com Oracle
Mit em Gestão de Bancos de Dados com OracleMit em Gestão de Bancos de Dados com Oracle
Mit em Gestão de Bancos de Dados com Oracle
TI Infnet
 
Inúmeras Razões para Migrar de Oracle 10g para 11g
Inúmeras Razões para Migrar de Oracle 10g para 11g Inúmeras Razões para Migrar de Oracle 10g para 11g
Inúmeras Razões para Migrar de Oracle 10g para 11g
TI Infnet
 
Paralelos Pmbok & Engenharia de Software
Paralelos Pmbok & Engenharia de SoftwareParalelos Pmbok & Engenharia de Software
Paralelos Pmbok & Engenharia de Software
TI Infnet
 
Liderança
LiderançaLiderança
Liderança
TI Infnet
 
Metodologia de Gerenciamento De Projetos
Metodologia de Gerenciamento De ProjetosMetodologia de Gerenciamento De Projetos
Metodologia de Gerenciamento De Projetos
TI Infnet
 
Cobit
CobitCobit
Cobit
TI Infnet
 
Palestra infnet cenário da terceirização de ti no setor público melhores p...
Palestra infnet   cenário da terceirização de ti no setor público  melhores p...Palestra infnet   cenário da terceirização de ti no setor público  melhores p...
Palestra infnet cenário da terceirização de ti no setor público melhores p...
TI Infnet
 
Os Impactos da Lei Sarbanes Oxley no Processo de Auditoria e Gestão de TI
Os Impactos da Lei Sarbanes Oxley no Processo de Auditoria e Gestão de TIOs Impactos da Lei Sarbanes Oxley no Processo de Auditoria e Gestão de TI
Os Impactos da Lei Sarbanes Oxley no Processo de Auditoria e Gestão de TI
TI Infnet
 
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TIUtilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
TI Infnet
 
Governança de TI e Segurança da Informação
Governança de TI e Segurança da InformaçãoGovernança de TI e Segurança da Informação
Governança de TI e Segurança da Informação
TI Infnet
 
Apresentação de Governança
Apresentação de GovernançaApresentação de Governança
Apresentação de Governança
TI Infnet
 
Atualizações do PMBOK 4ª Edição
Atualizações do PMBOK 4ª EdiçãoAtualizações do PMBOK 4ª Edição
Atualizações do PMBOK 4ª Edição
TI Infnet
 
O desafio na Gestão de Projetos de TI
O desafio na Gestão de Projetos de TIO desafio na Gestão de Projetos de TI
O desafio na Gestão de Projetos de TI
TI Infnet
 
Gestão de Carreira em TI
Gestão de Carreira em TIGestão de Carreira em TI
Gestão de Carreira em TI
TI Infnet
 
Orientação a objetos na prática
Orientação a objetos na práticaOrientação a objetos na prática
Orientação a objetos na prática
TI Infnet
 
Conhecendo Java
Conhecendo JavaConhecendo Java
Conhecendo Java
TI Infnet
 
Virtualização em Sistemas Computacionais - Palestra Infnet
Virtualização em Sistemas Computacionais - Palestra InfnetVirtualização em Sistemas Computacionais - Palestra Infnet
Virtualização em Sistemas Computacionais - Palestra Infnet
TI Infnet
 
Portaria No 1 398, De 18 De Setembro De 2009
Portaria No  1 398, De 18 De Setembro De 2009Portaria No  1 398, De 18 De Setembro De 2009
Portaria No 1 398, De 18 De Setembro De 2009
TI Infnet
 

Mais de TI Infnet (20)

Mit em Arquitetura de Software
Mit em Arquitetura de SoftwareMit em Arquitetura de Software
Mit em Arquitetura de Software
 
MBA em Comércio Eletrônico
MBA em Comércio EletrônicoMBA em Comércio Eletrônico
MBA em Comércio Eletrônico
 
Mit em Gestão de Bancos de Dados com Oracle
Mit em Gestão de Bancos de Dados com OracleMit em Gestão de Bancos de Dados com Oracle
Mit em Gestão de Bancos de Dados com Oracle
 
Inúmeras Razões para Migrar de Oracle 10g para 11g
Inúmeras Razões para Migrar de Oracle 10g para 11g Inúmeras Razões para Migrar de Oracle 10g para 11g
Inúmeras Razões para Migrar de Oracle 10g para 11g
 
Paralelos Pmbok & Engenharia de Software
Paralelos Pmbok & Engenharia de SoftwareParalelos Pmbok & Engenharia de Software
Paralelos Pmbok & Engenharia de Software
 
Liderança
LiderançaLiderança
Liderança
 
Metodologia de Gerenciamento De Projetos
Metodologia de Gerenciamento De ProjetosMetodologia de Gerenciamento De Projetos
Metodologia de Gerenciamento De Projetos
 
Cobit
CobitCobit
Cobit
 
Palestra infnet cenário da terceirização de ti no setor público melhores p...
Palestra infnet   cenário da terceirização de ti no setor público  melhores p...Palestra infnet   cenário da terceirização de ti no setor público  melhores p...
Palestra infnet cenário da terceirização de ti no setor público melhores p...
 
Os Impactos da Lei Sarbanes Oxley no Processo de Auditoria e Gestão de TI
Os Impactos da Lei Sarbanes Oxley no Processo de Auditoria e Gestão de TIOs Impactos da Lei Sarbanes Oxley no Processo de Auditoria e Gestão de TI
Os Impactos da Lei Sarbanes Oxley no Processo de Auditoria e Gestão de TI
 
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TIUtilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
 
Governança de TI e Segurança da Informação
Governança de TI e Segurança da InformaçãoGovernança de TI e Segurança da Informação
Governança de TI e Segurança da Informação
 
Apresentação de Governança
Apresentação de GovernançaApresentação de Governança
Apresentação de Governança
 
Atualizações do PMBOK 4ª Edição
Atualizações do PMBOK 4ª EdiçãoAtualizações do PMBOK 4ª Edição
Atualizações do PMBOK 4ª Edição
 
O desafio na Gestão de Projetos de TI
O desafio na Gestão de Projetos de TIO desafio na Gestão de Projetos de TI
O desafio na Gestão de Projetos de TI
 
Gestão de Carreira em TI
Gestão de Carreira em TIGestão de Carreira em TI
Gestão de Carreira em TI
 
Orientação a objetos na prática
Orientação a objetos na práticaOrientação a objetos na prática
Orientação a objetos na prática
 
Conhecendo Java
Conhecendo JavaConhecendo Java
Conhecendo Java
 
Virtualização em Sistemas Computacionais - Palestra Infnet
Virtualização em Sistemas Computacionais - Palestra InfnetVirtualização em Sistemas Computacionais - Palestra Infnet
Virtualização em Sistemas Computacionais - Palestra Infnet
 
Portaria No 1 398, De 18 De Setembro De 2009
Portaria No  1 398, De 18 De Setembro De 2009Portaria No  1 398, De 18 De Setembro De 2009
Portaria No 1 398, De 18 De Setembro De 2009
 

Último

Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Leonel Morgado
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
jetroescola
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
shirleisousa9166
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
DirceuSilva26
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
felipescherner
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
Ligia Galvão
 
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
AngelicaCostaMeirele2
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
SupervisoEMAC
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
pattyhsilva271204
 

Último (20)

Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
 
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
 

Desenvolvimento Ria com Java

  • 2. Apresentações Armênio Cardoso. Consultor e Arquiteto de Sistemas. Professor das Formações Java do Instituto Infnet. Tópicos da Palestra: Antecedentes. O Que é RIA? Experiências. Perspectivas. Conclusões.
  • 3. Antecedentes Paradigmas Pré-web – evolução: Redes de Micros e Emuladores 70 80 90 Mainframe Cliente-Servidor
  • 4. Antecedentes Paradigmas Pré-web - década de 90: Visual Basic. Delphi. Foxpro. Oracle Forms. PowerBuilder. Centura.
  • 5. Antecedentes Paradigmas Pré-web - características: Aplicações gráficas com componentes visuais complexos “descendentes” do sistema operacional. Fat-client: necessidade de instalação do módulo cliente em cada máquina. Base de dados centralizada.
  • 6. Antecedentes Nasce a Web. Thin-client: aplicações usando HTML e alguma linguagem “embutida” no servidor web. Python (1991). Ruby (1993). Lua (1993). PHP (1995). Coldfusion (1995). ASP (1996).
  • 7. Antecedentes HTML serve para construir telas de aplicações?
  • 8. O Que é RIA? Rich Internet Application. São Aplicações Web que têm características e funcionalidades de softwares tradicionais do tipo Desktop. O termo RIA foi introduzido pela Macromedia em março de 2002 , embora o seu conceito já tenha tido outras denominações anteriores. Remote Scripting, pela Microsoft, em 1998. X Internet, pela Forrester Research em Outubro de 2000 .
  • 9. O Que é RIA? RIA típicos transferem todo o processamento da interface para o navegador da internet, mantendo a maior parte dos dados no servidor de aplicação. X Aplicações web tradicionais centralizam todo seu código em torno de uma arquitetura cliente-servidor e um thin-client baseado em telas HTML.
  • 10. Experiências Várias experiências foram feitas entre 1999 e 2010: Applets Java. YUI + DWR. JQuery + DWR. JavaFX, GWT, Vaadin... Várias lições foram tiradas dessas experiências...
  • 12. Experiências Lições Aprendidas: Bom conjunto de componentes visuais. AWT é muito básico, mas o Swing apresenta-se como uma biblioteca gráfica completa, com todos os componentes desejáveis. Carga “Pesada” = demora para carregar. Depende de runtime. Poucos editores visuais = trabalhoso. Excelente opção ainda hoje para problemas especiais: Impressão de código de barras. Interface com webcam. Assinatura Digital de Documentos.
  • 13. Experiências DWR – Direct Web Remoting.
  • 14. Experiências Arquivo XML para mapear as classes Java em objetos JavaScript .
  • 15. Experiências Resultado: acesso remoto à classe Java através de objeto JavaScript.
  • 16. Experiências Problema encontrado: biblioteca de componentes visuais.
  • 17. Experiências Solução encontrada – Yahoo! User Interface Library.
  • 19. Experiências Lições Aprendidas: DWR – Framework altamente estável e funcional. YUI – totalmente baseado em JavaScript = muito trabalhoso, depuração difícil, editor incipiente. Usuário Final muito feliz. Equipe de Desenvolvimento exausta.
  • 20. Experiências JQuery – “projetado para mudar a forma com que você escreve JavaScript”.
  • 21. Experiências Lições Aprendidas: JQuery realmente simplificou a programação com JavaScript. Novos editores melhoraram a forma de codificar. Firefox com Firebug: depuração mais fácil. Construção de aplicações híbridas = Struts + DWR + JQuery. Componentes visuais “espalhados” = não há um padrão.
  • 22. Perspectivas Quero o meu VB de volta! Devido ao amadurecimento das técnicas de programação web, verifica-se uma enorme distância entre os “velhos” aplicativos gráficos e o que está se fazendo hoje em dia. Busca-se uma solução “integrada” que combine um bom conjunto de componentes visuais com a chamada remota de classes Java.
  • 23. Perspectivas Pontos a se Considerar: Onipresença do JavaScript nos browsers. Plugin or not Plugin? Applets Java. JavaFx. Adobe Flex. Produtividade na construção de telas. Conjunto de componentes visuais completo.
  • 24. Perspectivas Duas linhas se apresentam: Plataformas que se baseiam em plugins e Java no Servidor. Applets são muito “pesados”. Adobe Flex usa uma linguagem própria. JavaFx tem uma proposta parecida com o Flex. Plataformas que se baseiam em HTML e JavaScript e Java no Servidor. A grande maioria dos browsers rodam JavaScript. O desenvolvedor programa as telas em Java!
  • 25. Perspectivas O desenvolvedor programa as telas em Java! Client-centric Ajax Frameworks: Google Web Toolkit. SmartGWT. Server-centric Ajax Frameworks: ZK Direct RIA. Vaadin.
  • 26. Perspectivas Server X Client Centric Frameworks: Server-centric: estado e lógica de controle ficam no servidor – thin-client. Client-centric: compila código Java em JavaScript, criando um fat-client.
  • 27. Perspectivas Vaadin. O elemento central do Vaadin é a biblioteca Java que é projetada para facilitar a criação e manutenção de interfaces web de alta qualidade. Todo o desenvolvimento se dá em Java puro = a depuração é feita no servidor de aplicação e o código cliente é mínimo.