SlideShare uma empresa Scribd logo
CUBISMO
Historicamente o Cubismo originou-se na obra do
francês Paul Cézanne, pois para ele a pintura deveria
tratar as formas da natureza como se fossem cones,
esferas e cilindros.
Entretanto, os cubistas foram mais longe do que
Cézanne. Passaram a representar os objetos com
todas as suas partes num mesmo plano. É como se
eles estivessem abertos e apresentassem todos os
seus lados no plano frontal em relação ao espectador.
Na verdade, essa atitude de decompor os objetos não
tinha nenhum compromisso de fidelidade com a
aparência real das coisas.
Gardanne de Paul Cézanne
• O cubismo se divide em duas fases:
• Cubismo Analítico - (1909) caracterizado pela
desestruturação da obra em todos os seus elementos.
Decompondo a obra em partes, o artista registra todos
os seus elementos procurando a visão total da figura,
examinado-a em todos os ângulos no mesmo instante,
através da fragmentação dela. Essa fragmentação dos
seres foi tão grande, que se tornou impossível o
reconhecimento de qualquer figura nas pinturas
cubistas. A cor se reduz aos tons de castanho, cinza e
bege.
• Cubismo Sintético - (1911) reagindo à excessiva
fragmentação dos objetos e à destruição de sua
estrutura. Basicamente, essa tendência procurou tornar
as figuras novamente reconhecíveis.
Obras de Pablo Picasso e Georges Braque, expoentes
principais do cubismo analítico
Les Demoiselles d’Avignon, de Pablo Picasso e Homem
com Guitarra de Georges Braque.
Pablo Picasso
• Pablo Picasso nasceu no dia 25 de outubro de 1881, em
Málaga na Espanha.
Seu nome completo era Pablo Diego José Francisco
de Paulo Juan Nepomuceno Maria de Los Remédios
Crispin Crispianiano Santíssima Trindad Ruiz y
Picasso.
Suas obras são reconhecidas internacionalmente,
porém podemos citar Guernica como sua obra mais
famosa, a obra ficou abrigada durante muito tempo no
Museu de Arte Moderna de Nova York, atualmente
encontra-se no Centro Nacional de Arte Rainha Sofia
em Madri.
• Guernica representa o massacre da cidade de mesmo
nome durante a Guerra Civil espanhóla.
• O quadro tem 350 por 782 cm.
Guernica
Cubismo no Brasil
• O cubismo não foi um movimento de um único artista.
Ocorrido entre 1907 e 1914, ele foi protagonizado por
Pablo Ruiz y Picasso (1881 - 1973), Georges Braque
(1882-1963), André Lhote (1885-1962) e muitos outros
nomes, inclusive de artistas brasileiros como Anita
Malfati, Brecheret, Vicente Rego Monteiro Tarsila do
Amaral Lasar Segall e Di Cavalcanti.
• Anita Malfati, por exemplo, foi alvo, em 1917, durante
sua primeira mostra, de uma dura crítica do então crítico
de arte Monteiro Lobato, o qual afirmou que o trabalho
da artista se deixava seduzir pelas vanguardas
européias, assumindo, segundo ele, "uma atitude
estética forçada no sentido das extravagâncias de
Picasso & Cia".
Bananal e a Família Enferma de Lasar Segall, e O Combate de
Vicente Rego
EXEMPLOS DE ARTE CUBISTA BRASILEIRA
• Carnaval à Madureira de Tarsila do Amaral; O Homem de Sete Cores de
AnitaMalfatti; Cacique Sentado em uma Tartaruga com Cabeça Humana de Vicente
Rego Monteiro
EXEMPLOS DE ARTE CUBISTA BRASILEIRA
• Carnaval à Madureira de Tarsila do Amaral; O Homem de Sete Cores de
AnitaMalfatti; Cacique Sentado em uma Tartaruga com Cabeça Humana de Vicente
Rego Monteiro

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Avaliação de artes 6° ano
Avaliação de artes 6° anoAvaliação de artes 6° ano
Avaliação de artes 6° ano
Sônia De Medeiros Damaceno
 
Questões simulado
Questões simuladoQuestões simulado
Questões simulado
Marcelo Malafaia
 
Cubismo
CubismoCubismo
História da Arte: Arte brasileira - Séc XIX
História da Arte: Arte brasileira - Séc XIXHistória da Arte: Arte brasileira - Séc XIX
História da Arte: Arte brasileira - Séc XIX
Raphael Lanzillotte
 
Prova de arte II bimestre
Prova de arte II bimestreProva de arte II bimestre
Prova de arte II bimestre
Mary Alvarenga
 
Introdução ao Cubismo.
Introdução ao Cubismo.Introdução ao Cubismo.
Introdução ao Cubismo.
Ipsun
 
Exercio impressionismo
Exercio impressionismoExercio impressionismo
Exercio impressionismo
Pedro Henrique
 
Arte - Romantismo
Arte - RomantismoArte - Romantismo
Arte - Romantismo
Maiara Giordani
 
Cubismo
CubismoCubismo
Cubismo
Carlos Vieira
 
Cubismo - 7º ano!
Cubismo - 7º ano!Cubismo - 7º ano!
Cubismo - 7º ano!
Lu Rebordosa
 
Pop art 9 questao 05
Pop art 9  questao 05Pop art 9  questao 05
Pop art 9 questao 05
julia beatriz dos santos araujo
 
Prova de arte 4b 9 ano1
Prova de arte 4b 9 ano1Prova de arte 4b 9 ano1
Prova de arte 4b 9 ano1
Atividades Diversas Cláudia
 
Cubismo
CubismoCubismo
Cubismo
Anacrislinda
 
Apostila Praticar a Arte - Volume 7 - Caça-palavras (2).pdf
Apostila Praticar a Arte - Volume 7 - Caça-palavras (2).pdfApostila Praticar a Arte - Volume 7 - Caça-palavras (2).pdf
Apostila Praticar a Arte - Volume 7 - Caça-palavras (2).pdf
WeslleyDias8
 
97753484 atividade-de-artes-expressionismo
97753484 atividade-de-artes-expressionismo97753484 atividade-de-artes-expressionismo
97753484 atividade-de-artes-expressionismo
Pedro Alcantara
 
Natureza morta
Natureza mortaNatureza morta
Natureza morta
Fernanda Bastos
 
Joan miró
Joan miróJoan miró
Joan miró
ruca03
 
Arte - Missão artística francesa
Arte - Missão artística francesa Arte - Missão artística francesa
Arte - Missão artística francesa
Mary Alvarenga
 
Resumo final av2 historia da arte (2)
Resumo final av2   historia da arte (2)Resumo final av2   historia da arte (2)
Resumo final av2 historia da arte (2)
Tania Maria Araujo
 
2 avaliação de arte por simone drumond
2 avaliação de arte por simone drumond2 avaliação de arte por simone drumond
2 avaliação de arte por simone drumond
SimoneHelenDrumond
 

Mais procurados (20)

Avaliação de artes 6° ano
Avaliação de artes 6° anoAvaliação de artes 6° ano
Avaliação de artes 6° ano
 
Questões simulado
Questões simuladoQuestões simulado
Questões simulado
 
Cubismo
CubismoCubismo
Cubismo
 
História da Arte: Arte brasileira - Séc XIX
História da Arte: Arte brasileira - Séc XIXHistória da Arte: Arte brasileira - Séc XIX
História da Arte: Arte brasileira - Séc XIX
 
Prova de arte II bimestre
Prova de arte II bimestreProva de arte II bimestre
Prova de arte II bimestre
 
Introdução ao Cubismo.
Introdução ao Cubismo.Introdução ao Cubismo.
Introdução ao Cubismo.
 
Exercio impressionismo
Exercio impressionismoExercio impressionismo
Exercio impressionismo
 
Arte - Romantismo
Arte - RomantismoArte - Romantismo
Arte - Romantismo
 
Cubismo
CubismoCubismo
Cubismo
 
Cubismo - 7º ano!
Cubismo - 7º ano!Cubismo - 7º ano!
Cubismo - 7º ano!
 
Pop art 9 questao 05
Pop art 9  questao 05Pop art 9  questao 05
Pop art 9 questao 05
 
Prova de arte 4b 9 ano1
Prova de arte 4b 9 ano1Prova de arte 4b 9 ano1
Prova de arte 4b 9 ano1
 
Cubismo
CubismoCubismo
Cubismo
 
Apostila Praticar a Arte - Volume 7 - Caça-palavras (2).pdf
Apostila Praticar a Arte - Volume 7 - Caça-palavras (2).pdfApostila Praticar a Arte - Volume 7 - Caça-palavras (2).pdf
Apostila Praticar a Arte - Volume 7 - Caça-palavras (2).pdf
 
97753484 atividade-de-artes-expressionismo
97753484 atividade-de-artes-expressionismo97753484 atividade-de-artes-expressionismo
97753484 atividade-de-artes-expressionismo
 
Natureza morta
Natureza mortaNatureza morta
Natureza morta
 
Joan miró
Joan miróJoan miró
Joan miró
 
Arte - Missão artística francesa
Arte - Missão artística francesa Arte - Missão artística francesa
Arte - Missão artística francesa
 
Resumo final av2 historia da arte (2)
Resumo final av2   historia da arte (2)Resumo final av2   historia da arte (2)
Resumo final av2 historia da arte (2)
 
2 avaliação de arte por simone drumond
2 avaliação de arte por simone drumond2 avaliação de arte por simone drumond
2 avaliação de arte por simone drumond
 

Destaque

Libros antiguos en venta 2014
Libros antiguos en venta 2014Libros antiguos en venta 2014
Libros antiguos en venta 2014
musimusikera1
 
Tractogenesiiis fin carlos neira lina bernal
Tractogenesiiis fin carlos neira lina bernalTractogenesiiis fin carlos neira lina bernal
Tractogenesiiis fin carlos neira lina bernal
linacarlosb
 
Insumos :)
Insumos :)Insumos :)
Insumos :)
punkskater_him
 
Projeto segunda chance
Projeto segunda chanceProjeto segunda chance
Projeto segunda chance
suanelo
 
Workshop_Design Thinking Spring 2015-2016
Workshop_Design Thinking Spring 2015-2016Workshop_Design Thinking Spring 2015-2016
Workshop_Design Thinking Spring 2015-2016
Ibrahim Badran
 
30000166261799 (1)
30000166261799 (1)30000166261799 (1)
30000166261799 (1)
Ameer Khan
 
Virus ana ana-micael_e_joao
Virus ana ana-micael_e_joaoVirus ana ana-micael_e_joao
Virus ana ana-micael_e_joao
bestthefour
 

Destaque (7)

Libros antiguos en venta 2014
Libros antiguos en venta 2014Libros antiguos en venta 2014
Libros antiguos en venta 2014
 
Tractogenesiiis fin carlos neira lina bernal
Tractogenesiiis fin carlos neira lina bernalTractogenesiiis fin carlos neira lina bernal
Tractogenesiiis fin carlos neira lina bernal
 
Insumos :)
Insumos :)Insumos :)
Insumos :)
 
Projeto segunda chance
Projeto segunda chanceProjeto segunda chance
Projeto segunda chance
 
Workshop_Design Thinking Spring 2015-2016
Workshop_Design Thinking Spring 2015-2016Workshop_Design Thinking Spring 2015-2016
Workshop_Design Thinking Spring 2015-2016
 
30000166261799 (1)
30000166261799 (1)30000166261799 (1)
30000166261799 (1)
 
Virus ana ana-micael_e_joao
Virus ana ana-micael_e_joaoVirus ana ana-micael_e_joao
Virus ana ana-micael_e_joao
 

Semelhante a História da Arte: Cubismo

Cubismo ii
Cubismo iiCubismo ii
Cubismo ii
Alaor
 
2C26_Cubismo_Museu Lasar Segall_2011
2C26_Cubismo_Museu Lasar Segall_20112C26_Cubismo_Museu Lasar Segall_2011
2C26_Cubismo_Museu Lasar Segall_2011
www.historiadasartes.com
 
CUBISMO
CUBISMOCUBISMO
Cubismo
CubismoCubismo
Cubismo
ggmota93
 
Cubismo
Cubismo Cubismo
Cubismo
Dorinhaa
 
Cubismo 3º a
Cubismo 3º aCubismo 3º a
Cubismo 3º a
Dorinhaa
 
Cubismo
CubismoCubismo
Cubismo
Jonny Peter
 
Slide de-cubismo-1209491501610995-8
Slide de-cubismo-1209491501610995-8Slide de-cubismo-1209491501610995-8
Slide de-cubismo-1209491501610995-8
Osmar Sandoval
 
Cubismo
CubismoCubismo
Cubismo
Jubiz
 
Cubismo
CubismoCubismo
Cubismo
Jubiz
 
Slide De Cubismo
Slide De CubismoSlide De Cubismo
Slide De Cubismo
babelisa
 
História da Arte: Arte moderna - do Impressionismo ao Surrealismo
História da Arte: Arte moderna - do Impressionismo ao SurrealismoHistória da Arte: Arte moderna - do Impressionismo ao Surrealismo
História da Arte: Arte moderna - do Impressionismo ao Surrealismo
Raphael Lanzillotte
 
Material de apoio Termo IV (9° Ano)
Material de apoio Termo IV (9° Ano)Material de apoio Termo IV (9° Ano)
Material de apoio Termo IV (9° Ano)
kamismilonas
 
Cubismo
CubismoCubismo
Cubismo
Michele Pó
 
Cubismo
CubismoCubismo
Cubismo
ggmota93
 
Cubismo
CubismoCubismo
Cubismo
aliceartecob
 
100022681-Semana-de-Arte-Moderna.pdf
100022681-Semana-de-Arte-Moderna.pdf100022681-Semana-de-Arte-Moderna.pdf
100022681-Semana-de-Arte-Moderna.pdf
eduardoalves354978
 
100022681-Semana-de-Arte-Moderna.pdf
100022681-Semana-de-Arte-Moderna.pdf100022681-Semana-de-Arte-Moderna.pdf
100022681-Semana-de-Arte-Moderna.pdf
eduardoalves354978
 
Cubismo !
Cubismo ! Cubismo !
Cubismo !
Laguat
 
Trabalho imprimir
Trabalho imprimirTrabalho imprimir
Trabalho imprimir
José Emílio
 

Semelhante a História da Arte: Cubismo (20)

Cubismo ii
Cubismo iiCubismo ii
Cubismo ii
 
2C26_Cubismo_Museu Lasar Segall_2011
2C26_Cubismo_Museu Lasar Segall_20112C26_Cubismo_Museu Lasar Segall_2011
2C26_Cubismo_Museu Lasar Segall_2011
 
CUBISMO
CUBISMOCUBISMO
CUBISMO
 
Cubismo
CubismoCubismo
Cubismo
 
Cubismo
Cubismo Cubismo
Cubismo
 
Cubismo 3º a
Cubismo 3º aCubismo 3º a
Cubismo 3º a
 
Cubismo
CubismoCubismo
Cubismo
 
Slide de-cubismo-1209491501610995-8
Slide de-cubismo-1209491501610995-8Slide de-cubismo-1209491501610995-8
Slide de-cubismo-1209491501610995-8
 
Cubismo
CubismoCubismo
Cubismo
 
Cubismo
CubismoCubismo
Cubismo
 
Slide De Cubismo
Slide De CubismoSlide De Cubismo
Slide De Cubismo
 
História da Arte: Arte moderna - do Impressionismo ao Surrealismo
História da Arte: Arte moderna - do Impressionismo ao SurrealismoHistória da Arte: Arte moderna - do Impressionismo ao Surrealismo
História da Arte: Arte moderna - do Impressionismo ao Surrealismo
 
Material de apoio Termo IV (9° Ano)
Material de apoio Termo IV (9° Ano)Material de apoio Termo IV (9° Ano)
Material de apoio Termo IV (9° Ano)
 
Cubismo
CubismoCubismo
Cubismo
 
Cubismo
CubismoCubismo
Cubismo
 
Cubismo
CubismoCubismo
Cubismo
 
100022681-Semana-de-Arte-Moderna.pdf
100022681-Semana-de-Arte-Moderna.pdf100022681-Semana-de-Arte-Moderna.pdf
100022681-Semana-de-Arte-Moderna.pdf
 
100022681-Semana-de-Arte-Moderna.pdf
100022681-Semana-de-Arte-Moderna.pdf100022681-Semana-de-Arte-Moderna.pdf
100022681-Semana-de-Arte-Moderna.pdf
 
Cubismo !
Cubismo ! Cubismo !
Cubismo !
 
Trabalho imprimir
Trabalho imprimirTrabalho imprimir
Trabalho imprimir
 

Mais de Raphael Lanzillotte

Fotografia perspectiva forçada - 4 bim - alternaivo
Fotografia perspectiva forçada - 4 bim - alternaivoFotografia perspectiva forçada - 4 bim - alternaivo
Fotografia perspectiva forçada - 4 bim - alternaivo
Raphael Lanzillotte
 
Fotografia - light painting
Fotografia - light paintingFotografia - light painting
Fotografia - light painting
Raphael Lanzillotte
 
Fotografia brinquedos - 4bim - alternativo
Fotografia brinquedos - 4bim - alternativoFotografia brinquedos - 4bim - alternativo
Fotografia brinquedos - 4bim - alternativo
Raphael Lanzillotte
 
Neoconcretismo - Athos Bulcão
Neoconcretismo - Athos BulcãoNeoconcretismo - Athos Bulcão
Neoconcretismo - Athos Bulcão
Raphael Lanzillotte
 
Arte - Resumo 1º bimestre - 2015
Arte - Resumo 1º bimestre - 2015Arte - Resumo 1º bimestre - 2015
Arte - Resumo 1º bimestre - 2015
Raphael Lanzillotte
 
Fotografia perspectiva forçada - trabalho final 4 bim
Fotografia perspectiva forçada - trabalho final 4 bimFotografia perspectiva forçada - trabalho final 4 bim
Fotografia perspectiva forçada - trabalho final 4 bim
Raphael Lanzillotte
 
Fotografia brinquedos - trabalho final 4 bim
Fotografia brinquedos - trabalho final 4 bimFotografia brinquedos - trabalho final 4 bim
Fotografia brinquedos - trabalho final 4 bim
Raphael Lanzillotte
 
Revisão - Minimalismo e Neoconcretismo
Revisão - Minimalismo e NeoconcretismoRevisão - Minimalismo e Neoconcretismo
Revisão - Minimalismo e Neoconcretismo
Raphael Lanzillotte
 
Correntes estilísticas básicas na arte material teórico
Correntes estilísticas básicas na arte material teóricoCorrentes estilísticas básicas na arte material teórico
Correntes estilísticas básicas na arte material teórico
Raphael Lanzillotte
 
Correntes estilísticas básicas na arte
Correntes estilísticas básicas na arteCorrentes estilísticas básicas na arte
Correntes estilísticas básicas na arte
Raphael Lanzillotte
 
História da Arte: O suporte da arte ao longo dos séculos
História da Arte: O suporte da arte ao longo dos séculosHistória da Arte: O suporte da arte ao longo dos séculos
História da Arte: O suporte da arte ao longo dos séculos
Raphael Lanzillotte
 
História da Arte: Semana de 22
História da Arte: Semana de 22História da Arte: Semana de 22
História da Arte: Semana de 22
Raphael Lanzillotte
 
História da Arte: Expressionismo abstrato
História da Arte: Expressionismo abstratoHistória da Arte: Expressionismo abstrato
História da Arte: Expressionismo abstrato
Raphael Lanzillotte
 
História da Arte: Barroco e Rococó europeu e brasileiro
História da Arte: Barroco e Rococó europeu e brasileiroHistória da Arte: Barroco e Rococó europeu e brasileiro
História da Arte: Barroco e Rococó europeu e brasileiro
Raphael Lanzillotte
 
História da Arte: A evolução da pintura
História da Arte: A evolução da pinturaHistória da Arte: A evolução da pintura
História da Arte: A evolução da pintura
Raphael Lanzillotte
 
História da Arte: Guernica - Picasso
 História da Arte: Guernica - Picasso História da Arte: Guernica - Picasso
História da Arte: Guernica - Picasso
Raphael Lanzillotte
 
Elementos da Linguagem Visual - Forma
Elementos da Linguagem Visual - FormaElementos da Linguagem Visual - Forma
Elementos da Linguagem Visual - Forma
Raphael Lanzillotte
 
Vanguardas(2) 9º ano
Vanguardas(2) 9º anoVanguardas(2) 9º ano
Vanguardas(2) 9º ano
Raphael Lanzillotte
 
Vanguardas(2)
Vanguardas(2)Vanguardas(2)
Vanguardas(2)
Raphael Lanzillotte
 
História da Arte: Poesia visual
História da Arte: Poesia visualHistória da Arte: Poesia visual
História da Arte: Poesia visual
Raphael Lanzillotte
 

Mais de Raphael Lanzillotte (20)

Fotografia perspectiva forçada - 4 bim - alternaivo
Fotografia perspectiva forçada - 4 bim - alternaivoFotografia perspectiva forçada - 4 bim - alternaivo
Fotografia perspectiva forçada - 4 bim - alternaivo
 
Fotografia - light painting
Fotografia - light paintingFotografia - light painting
Fotografia - light painting
 
Fotografia brinquedos - 4bim - alternativo
Fotografia brinquedos - 4bim - alternativoFotografia brinquedos - 4bim - alternativo
Fotografia brinquedos - 4bim - alternativo
 
Neoconcretismo - Athos Bulcão
Neoconcretismo - Athos BulcãoNeoconcretismo - Athos Bulcão
Neoconcretismo - Athos Bulcão
 
Arte - Resumo 1º bimestre - 2015
Arte - Resumo 1º bimestre - 2015Arte - Resumo 1º bimestre - 2015
Arte - Resumo 1º bimestre - 2015
 
Fotografia perspectiva forçada - trabalho final 4 bim
Fotografia perspectiva forçada - trabalho final 4 bimFotografia perspectiva forçada - trabalho final 4 bim
Fotografia perspectiva forçada - trabalho final 4 bim
 
Fotografia brinquedos - trabalho final 4 bim
Fotografia brinquedos - trabalho final 4 bimFotografia brinquedos - trabalho final 4 bim
Fotografia brinquedos - trabalho final 4 bim
 
Revisão - Minimalismo e Neoconcretismo
Revisão - Minimalismo e NeoconcretismoRevisão - Minimalismo e Neoconcretismo
Revisão - Minimalismo e Neoconcretismo
 
Correntes estilísticas básicas na arte material teórico
Correntes estilísticas básicas na arte material teóricoCorrentes estilísticas básicas na arte material teórico
Correntes estilísticas básicas na arte material teórico
 
Correntes estilísticas básicas na arte
Correntes estilísticas básicas na arteCorrentes estilísticas básicas na arte
Correntes estilísticas básicas na arte
 
História da Arte: O suporte da arte ao longo dos séculos
História da Arte: O suporte da arte ao longo dos séculosHistória da Arte: O suporte da arte ao longo dos séculos
História da Arte: O suporte da arte ao longo dos séculos
 
História da Arte: Semana de 22
História da Arte: Semana de 22História da Arte: Semana de 22
História da Arte: Semana de 22
 
História da Arte: Expressionismo abstrato
História da Arte: Expressionismo abstratoHistória da Arte: Expressionismo abstrato
História da Arte: Expressionismo abstrato
 
História da Arte: Barroco e Rococó europeu e brasileiro
História da Arte: Barroco e Rococó europeu e brasileiroHistória da Arte: Barroco e Rococó europeu e brasileiro
História da Arte: Barroco e Rococó europeu e brasileiro
 
História da Arte: A evolução da pintura
História da Arte: A evolução da pinturaHistória da Arte: A evolução da pintura
História da Arte: A evolução da pintura
 
História da Arte: Guernica - Picasso
 História da Arte: Guernica - Picasso História da Arte: Guernica - Picasso
História da Arte: Guernica - Picasso
 
Elementos da Linguagem Visual - Forma
Elementos da Linguagem Visual - FormaElementos da Linguagem Visual - Forma
Elementos da Linguagem Visual - Forma
 
Vanguardas(2) 9º ano
Vanguardas(2) 9º anoVanguardas(2) 9º ano
Vanguardas(2) 9º ano
 
Vanguardas(2)
Vanguardas(2)Vanguardas(2)
Vanguardas(2)
 
História da Arte: Poesia visual
História da Arte: Poesia visualHistória da Arte: Poesia visual
História da Arte: Poesia visual
 

Último

Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Falcão Brasil
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
MariaJooSilva58
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Falcão Brasil
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
Sandra Pratas
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
Falcão Brasil
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
A Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptx
A Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptxA Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptx
A Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptx
tamirissousa11
 
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
edusegtrab
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
A Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptx
A Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptxA Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptx
A Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptx
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
 

História da Arte: Cubismo

  • 1. CUBISMO Historicamente o Cubismo originou-se na obra do francês Paul Cézanne, pois para ele a pintura deveria tratar as formas da natureza como se fossem cones, esferas e cilindros. Entretanto, os cubistas foram mais longe do que Cézanne. Passaram a representar os objetos com todas as suas partes num mesmo plano. É como se eles estivessem abertos e apresentassem todos os seus lados no plano frontal em relação ao espectador. Na verdade, essa atitude de decompor os objetos não tinha nenhum compromisso de fidelidade com a aparência real das coisas.
  • 2. Gardanne de Paul Cézanne
  • 3. • O cubismo se divide em duas fases: • Cubismo Analítico - (1909) caracterizado pela desestruturação da obra em todos os seus elementos. Decompondo a obra em partes, o artista registra todos os seus elementos procurando a visão total da figura, examinado-a em todos os ângulos no mesmo instante, através da fragmentação dela. Essa fragmentação dos seres foi tão grande, que se tornou impossível o reconhecimento de qualquer figura nas pinturas cubistas. A cor se reduz aos tons de castanho, cinza e bege. • Cubismo Sintético - (1911) reagindo à excessiva fragmentação dos objetos e à destruição de sua estrutura. Basicamente, essa tendência procurou tornar as figuras novamente reconhecíveis.
  • 4. Obras de Pablo Picasso e Georges Braque, expoentes principais do cubismo analítico Les Demoiselles d’Avignon, de Pablo Picasso e Homem com Guitarra de Georges Braque.
  • 5. Pablo Picasso • Pablo Picasso nasceu no dia 25 de outubro de 1881, em Málaga na Espanha. Seu nome completo era Pablo Diego José Francisco de Paulo Juan Nepomuceno Maria de Los Remédios Crispin Crispianiano Santíssima Trindad Ruiz y Picasso. Suas obras são reconhecidas internacionalmente, porém podemos citar Guernica como sua obra mais famosa, a obra ficou abrigada durante muito tempo no Museu de Arte Moderna de Nova York, atualmente encontra-se no Centro Nacional de Arte Rainha Sofia em Madri. • Guernica representa o massacre da cidade de mesmo nome durante a Guerra Civil espanhóla. • O quadro tem 350 por 782 cm.
  • 7. Cubismo no Brasil • O cubismo não foi um movimento de um único artista. Ocorrido entre 1907 e 1914, ele foi protagonizado por Pablo Ruiz y Picasso (1881 - 1973), Georges Braque (1882-1963), André Lhote (1885-1962) e muitos outros nomes, inclusive de artistas brasileiros como Anita Malfati, Brecheret, Vicente Rego Monteiro Tarsila do Amaral Lasar Segall e Di Cavalcanti. • Anita Malfati, por exemplo, foi alvo, em 1917, durante sua primeira mostra, de uma dura crítica do então crítico de arte Monteiro Lobato, o qual afirmou que o trabalho da artista se deixava seduzir pelas vanguardas européias, assumindo, segundo ele, "uma atitude estética forçada no sentido das extravagâncias de Picasso & Cia".
  • 8. Bananal e a Família Enferma de Lasar Segall, e O Combate de Vicente Rego
  • 9. EXEMPLOS DE ARTE CUBISTA BRASILEIRA • Carnaval à Madureira de Tarsila do Amaral; O Homem de Sete Cores de AnitaMalfatti; Cacique Sentado em uma Tartaruga com Cabeça Humana de Vicente Rego Monteiro
  • 10. EXEMPLOS DE ARTE CUBISTA BRASILEIRA • Carnaval à Madureira de Tarsila do Amaral; O Homem de Sete Cores de AnitaMalfatti; Cacique Sentado em uma Tartaruga com Cabeça Humana de Vicente Rego Monteiro