SlideShare uma empresa Scribd logo
Caracterização e
Dimensionamento
do Turismo Receptivo na Bahia
2011
Fundação Instituto de Pesquisas
Econômicas - FIPE
1
Caracterização do Turismo
Receptivo
Perfil do Turista
2
Turismo Receptivo
Identificação do turista
 Origem / Faixa etária / sexo
 Grau de instrução
 Motivação da viagem
 Tempo de permanência
Renda e nível de gastos dos turistas
 Renda mensal individual
 Gasto Médio Diário Individual (GMDI)
3
FONTE: FIPE, 2011
Perfil dos Turistas
Gênero:
 Percebe-se que em relação a pesquisa anterior a
participação do gênero masculino de 56,3% e do
gênero feminino 43,7% no fluxo total vem
atualmente apresentando uma alteração positiva na
participação do gênero feminino no fluxo turístico do
estado;
 Porém ainda é determinante a predominância do
gênero masculino (53%) entre os turistas que
visitam o Estado.
4
FONTE: FIPE, 2011
Gênero
Gênero 2008/2009 2011
Masculino 56,3% 53%
Feminino 43,7% 47%
5
FONTE: FIPE, 2011
Faixa Etária:
 A média etária dos turistas que visitam a Bahia é de
39 anos, destacando-se as faixas etárias de 32 a 40
anos (24,8%) e 25 a 31 anos (21,8%). Os critérios
da pesquisa requereram uma idade mínima de 18
anos para o indivíduo ser entrevistado.
6
Perfil dos Turistas
FONTE: FIPE, 2011
Idade média
Faixa etária 2008/2009 2011
16 a 24 anos 19,7 14,0
25 a 31 anos 24,7 21,8
32 a 40 anos 21,2 24,8
41 a 50 anos 20,1 18,5
51 a 59 anos 8,8 10,4
60 anos ou mais 5,5 10,5
Média etária 36,2 anos 39 anos
7
FONTE: FIPE, 2011
Perfil dos Turistas
Grau de Instrução:
 Evidencia-se que a grande maioria dos visitantes
do estado possui de nível superior completo e
pós-graduação completa (50,3%) e médio
completo (35,2%).
Ocupação:
 Os assalariados são predominantes entre os
turistas que visitam o estado da Bahia.
Profissionais autônomos e empresários também
representam uma parcela importante da
demanda.
8
FONTE: FIPE, 2011
Grau de instrução
Grau de instrução 2008/2009 2011
Superior completo
(incluindo pós-graduação) 40,0% 50,3%
Médio completo 46,2% 35,2%
Fundamental completo 7,8% 7,0%
Primário completo 3,9% 5,0%
S/ Instrução / primário
incompleto 2,1% 2,6%
9
FONTE: FIPE, 2011
Ocupação
Ocupação 2008/2009 2011
Assalariado 37,2%
45,4%
Profissional Liberais/ Autônomo 21,7% 23,6%
Estudante 10,9% 5,3%
Empresário 8,1% 11,1
Aposentado / Pensionista 4,6% 7,8%
Do Lar 3,7% 3,0%
Desempregado 1,7% -
Mercado Informal 1,2% -
Outros 11% -
10
FONTE: FIPE, 2011
Renda Média Mensal
Renda Mensal Individual:
 A renda média mensal individual dos turistas domésticos
que vistam a Bahia é de R$ 4.262,99, enquanto a renda
média familiar é de R$ 6.431,91 e a familiar per capita é
de R$ 2.300,63.
 Os turistas estrangeiros possuem rendas maiores: A
renda média individual é de R$ 7.808,25, a média
familiar é de R$ 10.108,93 e a familiar per capita é de
R$ 4.762,53
11
FONTE: FIPE, 2011
Renda Média Mensal
 A pesquisa de 2008/2009 não contabilizou
separadamente a renda média mensal
individual, familiar e per capita nem distinguiu
entre a renda do turista nacional do turista
estrangeiro.
 A renda média mensal individual dos turistas
que vistam a Bahia em 2008/2009 foi de R$
3.357,06.
12
FONTE: FIPE, 2011
Gasto médio
 O gasto médio no total (incluindo a Bahia) da viagem dos turistas
domésticos foi de R$ 1.775,72 e dos turistas internacionais foi de
R$ 7.944,23.
 Do gasto médio no total da viagem dos turistas domésticos (R$
1.775,7), parcela expressiva foi consumida no Estado da Bahia (R$
1.079,08, cerca de 60%).
 Já dos estrangeiros (R$ 7.944,2), a parcela consumida no Estado é
bem menos significativa (R$ 2.323,5, cerca de 30%). Mesmo sendo
menor a parcela gasta no Estado relativamente, ainda assim os
gastos dos turistas estrangeiros representam mais do que o dobro
dos domésticos.
 O gasto médio per capita dos turistas domésticos é de R$ 595,4 e
dos turistas internacionais é de R$ 1.315,8. O gasto médio per
capita dia dos turistas domésticos é de R$ 88,0 e dos turistas
internacionais é de R$ 98,5.
13
FONTE: FIPE, 2011
Gasto médio
Gasto médio na Bahia 2008/2009 2011
Gasto médio R$ 854,99 R$ 1.079,08
Gasto médio individual total R$ 254,70 R$ 595,00
Gasto médio individual dia R$ 43,78 R$ 88,04
Gasto médio na Bahia
Doméstico Internacional
2011
Gasto médio R$ 1.079,08 R$ 2.323,49
Gasto médio individual total R$ 595,00 R$ 1.315,84
Gasto médio individual dia R$ 88,04 R$ 98,53
Gasto médio no local
Doméstico Internacional
2011
Gasto médio total R$ 877,75 R$ 1.512,40
Turista doméstico
14
FONTE: FIPE, 2011
Composição dos Gastos
 Hospedagem constitui-se na principal
componente de gasto, tanto dos turistas
domésticos (32,8%), quanto dos
internacionais (27,7%).
 Seguem-se Alimentação (respectivamente,
13,9% e 18,9%), Compras Pessoais (12,9%
e 16,5%), Atrativos e Passeios (11,3% e
12,8%), entre outros (11,7% e 7,1%).
15
FONTE: FIPE, 2011
Composição dos Gastos
Serviço Doméstico (%) Internacional (%)
Hospedagem 32,8 27,2
Alimentação 13,9 18,9
Compras pessoais 12,9 16,5
Atrativos e passeios 11,3 12,8
Diversão Noturna 10,0 9,7
Transporte Local 7,4 7,4
Outros 11,7 7,1
TOTAL 100,0 100,0
16
FONTE: FIPE, 2011
Características das Viagens
17
Motivação
 Diferente da pesquisa 2008/2009, a
caracterização da viagem distinguiu os turistas
nacionais dos estrangeiros.
 Visando obter resultados que contribuam para o
melhor conhecimento da realidade do turismo
no Estado e ao aprimoramento das estratégias
de suas políticas públicas, essas características
foram analisadas e confrontadas por origem dos
turistas, nacionais ou estrangeiros.
18
FONTE: FIPE, 2011
Motivação
Principal
motivação
Doméstico
%
Doméstico
N. absolutos
Internacional
%
Internacional
N. absolutos
Só Lazer 43,5 4.548.795 64,8 361.584
Lazer e outros
motivos
12,2 1.275.754 23,8 132.804
Especificamente
outros motivos
44,3 4.632.451 11,4 63.612
Total 100 10.457.000 100 558.000
19
FONTE: FIPE, 2011
Principal interesse, se outros motivos
Principal
Interesse
Doméstico
%
Doméstico
N. absolutos
Internacional
%
Internacional
N. absolutos
Visita a parentes
e amigos
41,6 1.927.099 61,7 39.248
Negócios,
congressos e
feiras
40,3 1.866.877 28,2 17.938
Saúde 9,8 453.980 0,4 254
Intercâmbio e
estudo
3,8 176.033 7,4 4.707
Religião
ou
peregrinação 2,0 92.649 0,7 445
Outros 2,5 115.811 1,5 954
Total 100 4.632.451 100 63.612
20
FONTE: FIPE, 2011
Principais interesses do turista de lazer
Principal Interesse
Doméstico
%
Doméstico
N. absolutos
Internacional
%
Internacional
N. absolutos
Sol e praia 58,8 3.424.835 52,7 260.542
Ecoturismo 16,8 978.524 22,1 109.260
Cultural 15,3 891.156 21,3 105.305
Esporte e Aventura 2,2 128.140 2,0 9.888
Enoturismo 1,3 75.719 0,0 -
Rural 0,9 52.421 0,1 494
Pesca 0,7 40.772 0,0 -
Golfe 0,6 34.947 0,0 -
Náutico 0,5 29.123 0,0 -
GLBT 0,2 11.649 0,0 -
Étnico-Indígena 0,1 5.824 1,1 5.438
Arqueológico 0,1 5.824 0,0 -
Étnico-Afro 0,1 5.824 0,1 494
Outros 2,6 151.438 0,5 2.472
Total 100 5.824.549 100 494.388
21
FONTE: FIPE, 2011
Permanência no Estado
 Da mesma forma que os demais itens, a taxa de
permanência foi analisada e confrontada por origem
dos turistas, nacionais ou estrangeiros.
 A média de permanência dos turistas nacionais na
Bahia em 2011 foi de 6,8 pernoites, enquanto o do
turistas estrangeiros foi de 13,7 pernoites no
estado.
 Na pesquisa de 2008/2009, a média de pernoites
dos turistas nacionais no Estado foi de 5,8
pernoites.
22
FONTE: FIPE, 2011
Taxa de Permanência no Estado
Número de pernoites Nacionais Estrangeiros
1 ou 2 pernoites 29,8% 7,7%
3 ou 4 pernoites 31% 14,9%
5 ou 7 pernoites 22,5% 27,3%
8 ou 15 pernoites 10,7% 30,4%
16 pernoites ou mais 6% 19,7%
Média de pernoites 6,8 pernoites 13,7 pernoites
23
FONTE: FIPE, 2011
Taxa de Permanência na localidade
Número de pernoites Nacionais Estrangeiros
1 ou 2 pernoites 36,4% 29,8%
3 ou 4 pernoites 31,4% 23,6%
5 ou 7 pernoites 20% 26,5%
8 ou 15 pernoites 7,7% 15,7%
16 pernoites ou mais 4,6% 4,6%
Média de pernoites 5,8 pernoites 6,3 pernoites
24
FONTE: FIPE, 2011
Cidades mais visitadas pelos turistas
nacionais e estrangeiros
Destino
Turistas
Nacional
Turistas
Estrangeiros
Salvador 32,5% 67%
Porto Seguro (Trancoso + Arraial) 9% 21,5%
Mata de São João
(P. do Forte, Sauípe, Imbassaí)
9% 12,9%
Cairu (Cairu + Morro de São Paulo) 3,8% 10,7%
Maraú 2,5% 9,8%
Lençóis 1,8% 8,9%
Itacaré 2,2% 7,7%
Ilhéus 4,3% 5,7%
25
FONTE: FIPE, 2011
Características das Viagens
Principal Meio de Transporte:
 Ônibus de linha é o meio de transporte mais
utilizado pelos visitantes da Bahia, seguido por
automóvel próprio ou de terceiros. A maioria dos
estrangeiros utilizam o vôo regular e ônibus de
linha.
Principal meio de hospedagem:
 Os turistas nacionais utilizam casa de amigos e
parentes como meio de hospedagem, seguido por
hotel e pousada. Os estrangeiros se hospedam
mais em pousadas, seguidas de hotéis.
26
FONTE: FIPE, 2011
Meio de Transporte (turistas nacionais)
Meio de Transporte 2008/2009 2011
Ônibus de linha 35,2% 30,6%
Automóvel próprio 20,6% 24,8%
Voo regular 17,6% 18,2%
Transporte hidroviário 12,1% 10,6%
Ônibus fretado 2,8% 7,7%
Automóvel alugado 1,2% 2,2%
Outros 7,7% 6,0%
27
FONTE: FIPE, 2011
Meio de Transporte (Estrangeiros)
Meio de Transporte 2011
Ônibus de linha 27,4%
Automóvel próprio 11,1%
Voo regular 30,8%
Transporte hidroviário 11,4%
Ônibus fretado 6,6%
Automóvel alugado 10,1%
Outros 2,7%
28
FONTE: FIPE, 2011
Meio de Hospedagem
 54,2% dos turistas domésticos ficaram
hospedados em hotéis, pousadas, resorts
e albergues, representando um aumento
de 10% em relação a 2008/2009.
 Essa média sobre bastante com relação
aos turistas estrangeiros. 78,9% dos 558
mil turistas internacionais ficaram
hospedados em hotéis, pousadas, resorts
e albergues.
29
FONTE: FIPE, 2011
Meio de Hospedagem - nacionais
Meio de hospedagem 2008/2009 2011
Casa de amigos e parentes 42,4% 37%
Hotel 21,6% 26,9%
Pousada 18,1% 20,3%
Imóvel alugado 4,2% 2,4%
Imóvel próprio 3,7% 3,1%
Resort 3,1% 6,5%
Albergue 1,3% 0,5%
Outros 2,8% 3,2%
30
FONTE: FIPE, 2011
Meio de Hospedagem - estrangeiros
Meio de hospedagem 2011
Casa de amigos e parentes 14,9%
Hotel 32,5%
Pousada 33,5%
Imóvel alugado 3,1%
Imóvel próprio 1,3%
Resort 7,5%
Albergue 5,4%
Outros 1,8%
31
FONTE: FIPE, 2011
Características das Viagens
Acompanhantes na Viagem:
 A maior parte dos turistas domésticos
(34,7%) e dos estrangeiros (32,2%) que
visitam a Bahia realizam a viagem sozinhos.
Classe de Grupos
 A média de turistas que viajam juntos para
Bahia é de 3,4 pessoas.
32
FONTE: FIPE, 2011
Acompanhantes na Viagem - nacionais
Acompanhantes 2008/2009 2011
Sozinho 32,% 34,7%
Grupo Familiar 18,8% 26%
Amigos 18,7% 12,7%
Casal sem filhos 16% 21%
Casal com filhos 9% -
Colegas de trabalho 4,4% 4,6%
Outros 0,6% 0,9%
33
FONTE: FIPE, 2011
Acompanhantes na Viagem -
estrangeiros
Acompanhantes 2011
Sozinho 32,2%
Grupo Familiar 21,8%
Amigos 17,7%
Casal sem filhos 26,5%
Casal com filhos -
Colegas de trabalho 1,7%
Outros 0,2%
34
FONTE: FIPE, 2011
Principal fator de influência
 Nota-se claramente a importância da internet como
meio e ambiente de propaganda do estado da
Bahia, representando fator decisivo para 26,6%
dos turistas internacionais de 10,2% dos turistas
nacionais.
 Entretanto, o comentário de amigos e parentes
continua sendo o principal fator de decisão da
viagem.
 Chama a atenção também a importância do site
São João da Bahia que influenciou 8,6% dos
turistas estrangeiros, muito mais que o site oficial
de turismo.
35
FONTE: FIPE, 2011
Principal fator de influência
Principal Fator de influência Doméstico Internacional
Comentários de amigos e
parentes
46,1% 44,5%
Já conhecia o destino 16,4% 6,9%
Local onde trabalha 14,7% 4,3%
Internet 10,2% 26,6%
Agências de Viagens 3,5% 4,3%
Feiras, eventos 3,3% 0,6%
Guias turísticos impressos 1,9% 10,2
Outros 3,9% 2,6%
36
FONTE: FIPE, 2011
Principal referência na Internet
Principal referência na
Internet
Doméstico Internacional
Sítes e blogs 77,3% 82,9%
Redes sociais 8,9% 2,5%
Sítio/Portal do
município
3,2% 0,0%
Site oficial do São João
da Bahia
2,6% 8,2%
Site oficial de Turismo 2,5% 2,7%
Outros 5,6% 3,7%
37
FONTE: FIPE, 2011
Características das Viagens
Primeira visita à localidade:
 A maioria dos turistas domésticos da Bahia, 62,4%, já
tinha visitado as localidades do estado em outras
ocasiões, enquanto cerca de 37,6% nunca tinha estado
no local. É expressivo também o resultado com os
turistas estrangeiros, 35,1% já conhecia o local visitado,
enquanto 64,9% visitava pela primeira vez.
Aquisição de serviços em agência de viagem:
 78,3% turistas nacionais e 69,7% dos estrangeiros que
visitaram a Bahia não adquiriram serviços em agência
de viagem.
.
38
FONTE: FIPE, 2011
Avaliação do destino visitado
Expectativa da viagem:
 A maior parte dos turistas da Bahia teve suas
expectativas correspondidas ou superadas. 70,9%
dos turistas domésticos e 73% dos estrangeiros
consideraram terem sido satisfatórias suas
expectativas.
Intenção de retorno:
 Observa-se nitidamente a intenção de retorno para
todas as localidades da Bahia pela maioria dos
turistas, representando 93% dos turistas domésticos
e 80,5% dos estrangeiros.
Recomendação da localidade:
 94,2% dos turistas domésticos e 96,7% dos
estrangeiros recomendariam o local visitado a
outras pessoas.
39
FONTE: FIPE, 2011
Avaliação do destino visitado
 90% dos turistas domésticos e dos estrangeiros
avaliaram os atrativos turísticos da Bahia como “muito
bom” e “bom”.
 Aspectos positivos: hospitalidade do povo, atrativos
naturais, praias, atrativos histórico-culturais (domésticos
e estrangeiros);
 Aspectos negativos: serviços médicos, preços e
limpeza (estrangeiros); limpeza pública, segurança e
serviço em bares e restaurantes (domésticos)
 Surpresa: O serviço de táxi foi bem avaliado por 80,8%
dos turistas domésticos e por 79,1% dos estrangeiros.
40
FONTE: FIPE, 2011

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

7° Festival Internacional do Chocolate
7° Festival Internacional do Chocolate7° Festival Internacional do Chocolate
7° Festival Internacional do Chocolate
Secretaria de Turismo da Bahia
 
CaracterizaçãO Do Turismo Receptivo SãO JoãO
CaracterizaçãO Do Turismo Receptivo   SãO JoãOCaracterizaçãO Do Turismo Receptivo   SãO JoãO
CaracterizaçãO Do Turismo Receptivo SãO JoãO
Secretaria de Turismo da Bahia
 
Caracterização e dimensionamento do turismo receptivo na Bahia
Caracterização e dimensionamento do turismo receptivo na BahiaCaracterização e dimensionamento do turismo receptivo na Bahia
Caracterização e dimensionamento do turismo receptivo na Bahia
Secretaria de Turismo da Bahia
 
Dimensionamento Do Turismo Receptivo
Dimensionamento Do Turismo ReceptivoDimensionamento Do Turismo Receptivo
Dimensionamento Do Turismo Receptivo
Secretaria de Turismo da Bahia
 
Relatório de resultados - São João 2014
Relatório de resultados - São João 2014 Relatório de resultados - São João 2014
Relatório de resultados - São João 2014
Secretaria de Turismo da Bahia
 
Perfil do turista
Perfil do turistaPerfil do turista
Principais Estados Emissores
Principais Estados EmissoresPrincipais Estados Emissores
Principais Estados Emissores
Secretaria de Turismo da Bahia
 
Dimensionamento são joão 2008 luciana
Dimensionamento são joão 2008 lucianaDimensionamento são joão 2008 luciana
Dimensionamento são joão 2008 luciana
Secretaria de Turismo da Bahia
 
Caracterização do turismo receptivo são joão
Caracterização do turismo receptivo   são joãoCaracterização do turismo receptivo   são joão
Caracterização do turismo receptivo são joão
Secretaria de Turismo da Bahia
 

Mais procurados (9)

7° Festival Internacional do Chocolate
7° Festival Internacional do Chocolate7° Festival Internacional do Chocolate
7° Festival Internacional do Chocolate
 
CaracterizaçãO Do Turismo Receptivo SãO JoãO
CaracterizaçãO Do Turismo Receptivo   SãO JoãOCaracterizaçãO Do Turismo Receptivo   SãO JoãO
CaracterizaçãO Do Turismo Receptivo SãO JoãO
 
Caracterização e dimensionamento do turismo receptivo na Bahia
Caracterização e dimensionamento do turismo receptivo na BahiaCaracterização e dimensionamento do turismo receptivo na Bahia
Caracterização e dimensionamento do turismo receptivo na Bahia
 
Dimensionamento Do Turismo Receptivo
Dimensionamento Do Turismo ReceptivoDimensionamento Do Turismo Receptivo
Dimensionamento Do Turismo Receptivo
 
Relatório de resultados - São João 2014
Relatório de resultados - São João 2014 Relatório de resultados - São João 2014
Relatório de resultados - São João 2014
 
Perfil do turista
Perfil do turistaPerfil do turista
Perfil do turista
 
Principais Estados Emissores
Principais Estados EmissoresPrincipais Estados Emissores
Principais Estados Emissores
 
Dimensionamento são joão 2008 luciana
Dimensionamento são joão 2008 lucianaDimensionamento são joão 2008 luciana
Dimensionamento são joão 2008 luciana
 
Caracterização do turismo receptivo são joão
Caracterização do turismo receptivo   são joãoCaracterização do turismo receptivo   são joão
Caracterização do turismo receptivo são joão
 

Destaque

Apresentacao observatorio forum
Apresentacao observatorio forumApresentacao observatorio forum
Apresentacao observatorio forum
Secretaria de Turismo da Bahia
 
Boletim desempenho hoteleiro 2014
Boletim desempenho hoteleiro 2014Boletim desempenho hoteleiro 2014
Boletim desempenho hoteleiro 2014
Secretaria de Turismo da Bahia
 
Relatòrio carnaval
Relatòrio carnavalRelatòrio carnaval
Relatòrio carnaval
Sandrinha1984
 
PDTIS Salvador e entorno
PDTIS Salvador e entornoPDTIS Salvador e entorno
PDTIS Salvador e entorno
Secretaria de Turismo da Bahia
 
Desempenho hotelaria janeiro a junho 2015
Desempenho hotelaria janeiro a junho   2015Desempenho hotelaria janeiro a junho   2015
Desempenho hotelaria janeiro a junho 2015
Secretaria de Turismo da Bahia
 
Boletim de Informações do Turismo - 1º semestre de 2015
Boletim de Informações do Turismo - 1º semestre de 2015Boletim de Informações do Turismo - 1º semestre de 2015
Boletim de Informações do Turismo - 1º semestre de 2015
Secretaria de Turismo da Bahia
 
Programa para integração da Cultura e Turismo - resumo
Programa para integração da Cultura e Turismo - resumo Programa para integração da Cultura e Turismo - resumo
Programa para integração da Cultura e Turismo - resumo
Secretaria de Turismo da Bahia
 
Boletim de Desempenho Econômico do Turismo - Mtur (Janeiro 2015)
Boletim de Desempenho Econômico do Turismo - Mtur (Janeiro 2015)Boletim de Desempenho Econômico do Turismo - Mtur (Janeiro 2015)
Boletim de Desempenho Econômico do Turismo - Mtur (Janeiro 2015)
Secretaria de Turismo da Bahia
 
Boletim de Desempenho Econômico do Turismo - Mtur (Abril 2015)
Boletim de Desempenho Econômico do Turismo - Mtur (Abril 2015)Boletim de Desempenho Econômico do Turismo - Mtur (Abril 2015)
Boletim de Desempenho Econômico do Turismo - Mtur (Abril 2015)
Secretaria de Turismo da Bahia
 
Caracterização e Dimensionamento do Turismo Receptivo na Bahia 2014
Caracterização e Dimensionamento do Turismo Receptivo na Bahia 2014Caracterização e Dimensionamento do Turismo Receptivo na Bahia 2014
Caracterização e Dimensionamento do Turismo Receptivo na Bahia 2014
Secretaria de Turismo da Bahia
 
PDTIS Baía de Todos-os-Santos
PDTIS Baía de Todos-os-SantosPDTIS Baía de Todos-os-Santos
PDTIS Baía de Todos-os-Santos
Secretaria de Turismo da Bahia
 
Plano Estratégico do Turismo Náutico da Baía de Todos os-Santos
Plano Estratégico do Turismo Náutico da Baía de Todos os-SantosPlano Estratégico do Turismo Náutico da Baía de Todos os-Santos
Plano Estratégico do Turismo Náutico da Baía de Todos os-Santos
Secretaria de Turismo da Bahia
 
Carnaval slides
Carnaval slidesCarnaval slides
Carnaval slides
coljoao23
 
Carnaval - História e Curiosidades
Carnaval - História e CuriosidadesCarnaval - História e Curiosidades
Carnaval - História e Curiosidades
priscilafgl
 

Destaque (14)

Apresentacao observatorio forum
Apresentacao observatorio forumApresentacao observatorio forum
Apresentacao observatorio forum
 
Boletim desempenho hoteleiro 2014
Boletim desempenho hoteleiro 2014Boletim desempenho hoteleiro 2014
Boletim desempenho hoteleiro 2014
 
Relatòrio carnaval
Relatòrio carnavalRelatòrio carnaval
Relatòrio carnaval
 
PDTIS Salvador e entorno
PDTIS Salvador e entornoPDTIS Salvador e entorno
PDTIS Salvador e entorno
 
Desempenho hotelaria janeiro a junho 2015
Desempenho hotelaria janeiro a junho   2015Desempenho hotelaria janeiro a junho   2015
Desempenho hotelaria janeiro a junho 2015
 
Boletim de Informações do Turismo - 1º semestre de 2015
Boletim de Informações do Turismo - 1º semestre de 2015Boletim de Informações do Turismo - 1º semestre de 2015
Boletim de Informações do Turismo - 1º semestre de 2015
 
Programa para integração da Cultura e Turismo - resumo
Programa para integração da Cultura e Turismo - resumo Programa para integração da Cultura e Turismo - resumo
Programa para integração da Cultura e Turismo - resumo
 
Boletim de Desempenho Econômico do Turismo - Mtur (Janeiro 2015)
Boletim de Desempenho Econômico do Turismo - Mtur (Janeiro 2015)Boletim de Desempenho Econômico do Turismo - Mtur (Janeiro 2015)
Boletim de Desempenho Econômico do Turismo - Mtur (Janeiro 2015)
 
Boletim de Desempenho Econômico do Turismo - Mtur (Abril 2015)
Boletim de Desempenho Econômico do Turismo - Mtur (Abril 2015)Boletim de Desempenho Econômico do Turismo - Mtur (Abril 2015)
Boletim de Desempenho Econômico do Turismo - Mtur (Abril 2015)
 
Caracterização e Dimensionamento do Turismo Receptivo na Bahia 2014
Caracterização e Dimensionamento do Turismo Receptivo na Bahia 2014Caracterização e Dimensionamento do Turismo Receptivo na Bahia 2014
Caracterização e Dimensionamento do Turismo Receptivo na Bahia 2014
 
PDTIS Baía de Todos-os-Santos
PDTIS Baía de Todos-os-SantosPDTIS Baía de Todos-os-Santos
PDTIS Baía de Todos-os-Santos
 
Plano Estratégico do Turismo Náutico da Baía de Todos os-Santos
Plano Estratégico do Turismo Náutico da Baía de Todos os-SantosPlano Estratégico do Turismo Náutico da Baía de Todos os-Santos
Plano Estratégico do Turismo Náutico da Baía de Todos os-Santos
 
Carnaval slides
Carnaval slidesCarnaval slides
Carnaval slides
 
Carnaval - História e Curiosidades
Carnaval - História e CuriosidadesCarnaval - História e Curiosidades
Carnaval - História e Curiosidades
 

Semelhante a Caracterização Fipe 2011 - Perfil do Turista

Perfil do turista 2011
Perfil do turista 2011Perfil do turista 2011
Perfil do turista 2011
Secretaria de Turismo da Bahia
 
Caracterização do Turismo Receptivo 2011
Caracterização do Turismo Receptivo 2011Caracterização do Turismo Receptivo 2011
Caracterização do Turismo Receptivo 2011
Secretaria de Turismo da Bahia
 
Caracterização do Turismo Receptivo 2011
Caracterização do Turismo Receptivo 2011Caracterização do Turismo Receptivo 2011
Caracterização do Turismo Receptivo 2011
Secretaria de Turismo da Bahia
 
Perfil do turista
Perfil do turistaPerfil do turista
Dimensionamento do turismo receptivo 2008 2009
Dimensionamento do turismo receptivo 2008 2009Dimensionamento do turismo receptivo 2008 2009
Dimensionamento do turismo receptivo 2008 2009
Secretaria de Turismo da Bahia
 
Carnaval 2013 pesquisa de avaliacao dos servicos turisticos
Carnaval 2013 pesquisa de avaliacao dos servicos turisticosCarnaval 2013 pesquisa de avaliacao dos servicos turisticos
Carnaval 2013 pesquisa de avaliacao dos servicos turisticos
Secretaria de Turismo da Bahia
 
Perfil Do Turista
Perfil Do TuristaPerfil Do Turista
Indicadores, pesquisa - RECEITA TURÍSTICA.pptx
Indicadores, pesquisa - RECEITA TURÍSTICA.pptxIndicadores, pesquisa - RECEITA TURÍSTICA.pptx
Indicadores, pesquisa - RECEITA TURÍSTICA.pptx
Secretaria de Turismo da Bahia
 
Pesquisa - Carnaval 2016
Pesquisa - Carnaval 2016Pesquisa - Carnaval 2016
Pesquisa - Carnaval 2016
Daniel Meira
 
Caracterização FIPE 2011.pptx
Caracterização FIPE 2011.pptxCaracterização FIPE 2011.pptx
Caracterização FIPE 2011.pptx
Secretaria de Turismo da Bahia
 
Pesquisa hostels 2012_2
Pesquisa hostels 2012_2Pesquisa hostels 2012_2
Pesquisa hostels 2012_2
Simary Menezes
 
Peril dos hóspedes paulistanos 2011
Peril dos hóspedes paulistanos   2011Peril dos hóspedes paulistanos   2011
Peril dos hóspedes paulistanos 2011
Gabriela Otto
 
Semana da diversidade
Semana da diversidadeSemana da diversidade
Semana da diversidade
Secretaria de Turismo da Bahia
 

Semelhante a Caracterização Fipe 2011 - Perfil do Turista (13)

Perfil do turista 2011
Perfil do turista 2011Perfil do turista 2011
Perfil do turista 2011
 
Caracterização do Turismo Receptivo 2011
Caracterização do Turismo Receptivo 2011Caracterização do Turismo Receptivo 2011
Caracterização do Turismo Receptivo 2011
 
Caracterização do Turismo Receptivo 2011
Caracterização do Turismo Receptivo 2011Caracterização do Turismo Receptivo 2011
Caracterização do Turismo Receptivo 2011
 
Perfil do turista
Perfil do turistaPerfil do turista
Perfil do turista
 
Dimensionamento do turismo receptivo 2008 2009
Dimensionamento do turismo receptivo 2008 2009Dimensionamento do turismo receptivo 2008 2009
Dimensionamento do turismo receptivo 2008 2009
 
Carnaval 2013 pesquisa de avaliacao dos servicos turisticos
Carnaval 2013 pesquisa de avaliacao dos servicos turisticosCarnaval 2013 pesquisa de avaliacao dos servicos turisticos
Carnaval 2013 pesquisa de avaliacao dos servicos turisticos
 
Perfil Do Turista
Perfil Do TuristaPerfil Do Turista
Perfil Do Turista
 
Indicadores, pesquisa - RECEITA TURÍSTICA.pptx
Indicadores, pesquisa - RECEITA TURÍSTICA.pptxIndicadores, pesquisa - RECEITA TURÍSTICA.pptx
Indicadores, pesquisa - RECEITA TURÍSTICA.pptx
 
Pesquisa - Carnaval 2016
Pesquisa - Carnaval 2016Pesquisa - Carnaval 2016
Pesquisa - Carnaval 2016
 
Caracterização FIPE 2011.pptx
Caracterização FIPE 2011.pptxCaracterização FIPE 2011.pptx
Caracterização FIPE 2011.pptx
 
Pesquisa hostels 2012_2
Pesquisa hostels 2012_2Pesquisa hostels 2012_2
Pesquisa hostels 2012_2
 
Peril dos hóspedes paulistanos 2011
Peril dos hóspedes paulistanos   2011Peril dos hóspedes paulistanos   2011
Peril dos hóspedes paulistanos 2011
 
Semana da diversidade
Semana da diversidadeSemana da diversidade
Semana da diversidade
 

Mais de Secretaria de Turismo da Bahia

Notificacao de adjudicacao de contrato siet cont direta
Notificacao de adjudicacao de contrato siet  cont diretaNotificacao de adjudicacao de contrato siet  cont direta
Notificacao de adjudicacao de contrato siet cont direta
Secretaria de Turismo da Bahia
 
Notificacao de adjudicacao de contrato rbts sbqc 00317
Notificacao de adjudicacao de contrato rbts  sbqc  00317Notificacao de adjudicacao de contrato rbts  sbqc  00317
Notificacao de adjudicacao de contrato rbts sbqc 00317
Secretaria de Turismo da Bahia
 
Notificacao de adjudicacao de contrato plano museologico mwp sqc 00118
Notificacao de adjudicacao de contrato plano museologico mwp  sqc 00118Notificacao de adjudicacao de contrato plano museologico mwp  sqc 00118
Notificacao de adjudicacao de contrato plano museologico mwp sqc 00118
Secretaria de Turismo da Bahia
 
Notificacao de adjudicacao de contrato pat sbqc 00617
Notificacao de adjudicacao de contrato pat sbqc 00617Notificacao de adjudicacao de contrato pat sbqc 00617
Notificacao de adjudicacao de contrato pat sbqc 00617
Secretaria de Turismo da Bahia
 
Notificacao de adjudicacao de contrato intervencoes nauticas sbqc 00417
Notificacao de adjudicacao de contrato intervencoes nauticas sbqc 00417Notificacao de adjudicacao de contrato intervencoes nauticas sbqc 00417
Notificacao de adjudicacao de contrato intervencoes nauticas sbqc 00417
Secretaria de Turismo da Bahia
 
Notificacao de adjudicacao de contrato gestao municipal sbqc 00517
Notificacao de adjudicacao de contrato gestao municipal sbqc 00517Notificacao de adjudicacao de contrato gestao municipal sbqc 00517
Notificacao de adjudicacao de contrato gestao municipal sbqc 00517
Secretaria de Turismo da Bahia
 
Notificacao de adjudicacao de contrato fiscalizacao sbqc 00217
Notificacao de adjudicacao de contrato fiscalizacao sbqc 00217Notificacao de adjudicacao de contrato fiscalizacao sbqc 00217
Notificacao de adjudicacao de contrato fiscalizacao sbqc 00217
Secretaria de Turismo da Bahia
 
Notificacao de adjudicacao de contrato estudos e proj mwp sbqc 00717
Notificacao de adjudicacao de contrato estudos e proj mwp sbqc 00717Notificacao de adjudicacao de contrato estudos e proj mwp sbqc 00717
Notificacao de adjudicacao de contrato estudos e proj mwp sbqc 00717
Secretaria de Turismo da Bahia
 
Notificacao de adjudicacao de contrato adolescentes e jovens chs sbqc 00817
Notificacao de adjudicacao de contrato adolescentes e jovens chs sbqc 00817Notificacao de adjudicacao de contrato adolescentes e jovens chs sbqc 00817
Notificacao de adjudicacao de contrato adolescentes e jovens chs sbqc 00817
Secretaria de Turismo da Bahia
 
Apresentação 40º fórum
Apresentação 40º fórum  Apresentação 40º fórum
Apresentação 40º fórum
Secretaria de Turismo da Bahia
 
Boletim3
Boletim3Boletim3
Relatório Carnaval 2015
Relatório Carnaval 2015Relatório Carnaval 2015
Relatório Carnaval 2015
Secretaria de Turismo da Bahia
 
Pesquisa Turismo Receptivo - Copa do Mundo 2014
Pesquisa Turismo Receptivo -  Copa do Mundo 2014Pesquisa Turismo Receptivo -  Copa do Mundo 2014
Pesquisa Turismo Receptivo - Copa do Mundo 2014
Secretaria de Turismo da Bahia
 
Boletim_estatistico_n_2_jun_2014
Boletim_estatistico_n_2_jun_2014Boletim_estatistico_n_2_jun_2014
Boletim_estatistico_n_2_jun_2014
Secretaria de Turismo da Bahia
 
Desempenho_hotelaria_ssa_2013
Desempenho_hotelaria_ssa_2013Desempenho_hotelaria_ssa_2013
Desempenho_hotelaria_ssa_2013
Secretaria de Turismo da Bahia
 

Mais de Secretaria de Turismo da Bahia (15)

Notificacao de adjudicacao de contrato siet cont direta
Notificacao de adjudicacao de contrato siet  cont diretaNotificacao de adjudicacao de contrato siet  cont direta
Notificacao de adjudicacao de contrato siet cont direta
 
Notificacao de adjudicacao de contrato rbts sbqc 00317
Notificacao de adjudicacao de contrato rbts  sbqc  00317Notificacao de adjudicacao de contrato rbts  sbqc  00317
Notificacao de adjudicacao de contrato rbts sbqc 00317
 
Notificacao de adjudicacao de contrato plano museologico mwp sqc 00118
Notificacao de adjudicacao de contrato plano museologico mwp  sqc 00118Notificacao de adjudicacao de contrato plano museologico mwp  sqc 00118
Notificacao de adjudicacao de contrato plano museologico mwp sqc 00118
 
Notificacao de adjudicacao de contrato pat sbqc 00617
Notificacao de adjudicacao de contrato pat sbqc 00617Notificacao de adjudicacao de contrato pat sbqc 00617
Notificacao de adjudicacao de contrato pat sbqc 00617
 
Notificacao de adjudicacao de contrato intervencoes nauticas sbqc 00417
Notificacao de adjudicacao de contrato intervencoes nauticas sbqc 00417Notificacao de adjudicacao de contrato intervencoes nauticas sbqc 00417
Notificacao de adjudicacao de contrato intervencoes nauticas sbqc 00417
 
Notificacao de adjudicacao de contrato gestao municipal sbqc 00517
Notificacao de adjudicacao de contrato gestao municipal sbqc 00517Notificacao de adjudicacao de contrato gestao municipal sbqc 00517
Notificacao de adjudicacao de contrato gestao municipal sbqc 00517
 
Notificacao de adjudicacao de contrato fiscalizacao sbqc 00217
Notificacao de adjudicacao de contrato fiscalizacao sbqc 00217Notificacao de adjudicacao de contrato fiscalizacao sbqc 00217
Notificacao de adjudicacao de contrato fiscalizacao sbqc 00217
 
Notificacao de adjudicacao de contrato estudos e proj mwp sbqc 00717
Notificacao de adjudicacao de contrato estudos e proj mwp sbqc 00717Notificacao de adjudicacao de contrato estudos e proj mwp sbqc 00717
Notificacao de adjudicacao de contrato estudos e proj mwp sbqc 00717
 
Notificacao de adjudicacao de contrato adolescentes e jovens chs sbqc 00817
Notificacao de adjudicacao de contrato adolescentes e jovens chs sbqc 00817Notificacao de adjudicacao de contrato adolescentes e jovens chs sbqc 00817
Notificacao de adjudicacao de contrato adolescentes e jovens chs sbqc 00817
 
Apresentação 40º fórum
Apresentação 40º fórum  Apresentação 40º fórum
Apresentação 40º fórum
 
Boletim3
Boletim3Boletim3
Boletim3
 
Relatório Carnaval 2015
Relatório Carnaval 2015Relatório Carnaval 2015
Relatório Carnaval 2015
 
Pesquisa Turismo Receptivo - Copa do Mundo 2014
Pesquisa Turismo Receptivo -  Copa do Mundo 2014Pesquisa Turismo Receptivo -  Copa do Mundo 2014
Pesquisa Turismo Receptivo - Copa do Mundo 2014
 
Boletim_estatistico_n_2_jun_2014
Boletim_estatistico_n_2_jun_2014Boletim_estatistico_n_2_jun_2014
Boletim_estatistico_n_2_jun_2014
 
Desempenho_hotelaria_ssa_2013
Desempenho_hotelaria_ssa_2013Desempenho_hotelaria_ssa_2013
Desempenho_hotelaria_ssa_2013
 

Caracterização Fipe 2011 - Perfil do Turista

  • 1. Caracterização e Dimensionamento do Turismo Receptivo na Bahia 2011 Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas - FIPE 1
  • 3. Turismo Receptivo Identificação do turista  Origem / Faixa etária / sexo  Grau de instrução  Motivação da viagem  Tempo de permanência Renda e nível de gastos dos turistas  Renda mensal individual  Gasto Médio Diário Individual (GMDI) 3 FONTE: FIPE, 2011
  • 4. Perfil dos Turistas Gênero:  Percebe-se que em relação a pesquisa anterior a participação do gênero masculino de 56,3% e do gênero feminino 43,7% no fluxo total vem atualmente apresentando uma alteração positiva na participação do gênero feminino no fluxo turístico do estado;  Porém ainda é determinante a predominância do gênero masculino (53%) entre os turistas que visitam o Estado. 4 FONTE: FIPE, 2011
  • 5. Gênero Gênero 2008/2009 2011 Masculino 56,3% 53% Feminino 43,7% 47% 5 FONTE: FIPE, 2011
  • 6. Faixa Etária:  A média etária dos turistas que visitam a Bahia é de 39 anos, destacando-se as faixas etárias de 32 a 40 anos (24,8%) e 25 a 31 anos (21,8%). Os critérios da pesquisa requereram uma idade mínima de 18 anos para o indivíduo ser entrevistado. 6 Perfil dos Turistas FONTE: FIPE, 2011
  • 7. Idade média Faixa etária 2008/2009 2011 16 a 24 anos 19,7 14,0 25 a 31 anos 24,7 21,8 32 a 40 anos 21,2 24,8 41 a 50 anos 20,1 18,5 51 a 59 anos 8,8 10,4 60 anos ou mais 5,5 10,5 Média etária 36,2 anos 39 anos 7 FONTE: FIPE, 2011
  • 8. Perfil dos Turistas Grau de Instrução:  Evidencia-se que a grande maioria dos visitantes do estado possui de nível superior completo e pós-graduação completa (50,3%) e médio completo (35,2%). Ocupação:  Os assalariados são predominantes entre os turistas que visitam o estado da Bahia. Profissionais autônomos e empresários também representam uma parcela importante da demanda. 8 FONTE: FIPE, 2011
  • 9. Grau de instrução Grau de instrução 2008/2009 2011 Superior completo (incluindo pós-graduação) 40,0% 50,3% Médio completo 46,2% 35,2% Fundamental completo 7,8% 7,0% Primário completo 3,9% 5,0% S/ Instrução / primário incompleto 2,1% 2,6% 9 FONTE: FIPE, 2011
  • 10. Ocupação Ocupação 2008/2009 2011 Assalariado 37,2% 45,4% Profissional Liberais/ Autônomo 21,7% 23,6% Estudante 10,9% 5,3% Empresário 8,1% 11,1 Aposentado / Pensionista 4,6% 7,8% Do Lar 3,7% 3,0% Desempregado 1,7% - Mercado Informal 1,2% - Outros 11% - 10 FONTE: FIPE, 2011
  • 11. Renda Média Mensal Renda Mensal Individual:  A renda média mensal individual dos turistas domésticos que vistam a Bahia é de R$ 4.262,99, enquanto a renda média familiar é de R$ 6.431,91 e a familiar per capita é de R$ 2.300,63.  Os turistas estrangeiros possuem rendas maiores: A renda média individual é de R$ 7.808,25, a média familiar é de R$ 10.108,93 e a familiar per capita é de R$ 4.762,53 11 FONTE: FIPE, 2011
  • 12. Renda Média Mensal  A pesquisa de 2008/2009 não contabilizou separadamente a renda média mensal individual, familiar e per capita nem distinguiu entre a renda do turista nacional do turista estrangeiro.  A renda média mensal individual dos turistas que vistam a Bahia em 2008/2009 foi de R$ 3.357,06. 12 FONTE: FIPE, 2011
  • 13. Gasto médio  O gasto médio no total (incluindo a Bahia) da viagem dos turistas domésticos foi de R$ 1.775,72 e dos turistas internacionais foi de R$ 7.944,23.  Do gasto médio no total da viagem dos turistas domésticos (R$ 1.775,7), parcela expressiva foi consumida no Estado da Bahia (R$ 1.079,08, cerca de 60%).  Já dos estrangeiros (R$ 7.944,2), a parcela consumida no Estado é bem menos significativa (R$ 2.323,5, cerca de 30%). Mesmo sendo menor a parcela gasta no Estado relativamente, ainda assim os gastos dos turistas estrangeiros representam mais do que o dobro dos domésticos.  O gasto médio per capita dos turistas domésticos é de R$ 595,4 e dos turistas internacionais é de R$ 1.315,8. O gasto médio per capita dia dos turistas domésticos é de R$ 88,0 e dos turistas internacionais é de R$ 98,5. 13 FONTE: FIPE, 2011
  • 14. Gasto médio Gasto médio na Bahia 2008/2009 2011 Gasto médio R$ 854,99 R$ 1.079,08 Gasto médio individual total R$ 254,70 R$ 595,00 Gasto médio individual dia R$ 43,78 R$ 88,04 Gasto médio na Bahia Doméstico Internacional 2011 Gasto médio R$ 1.079,08 R$ 2.323,49 Gasto médio individual total R$ 595,00 R$ 1.315,84 Gasto médio individual dia R$ 88,04 R$ 98,53 Gasto médio no local Doméstico Internacional 2011 Gasto médio total R$ 877,75 R$ 1.512,40 Turista doméstico 14 FONTE: FIPE, 2011
  • 15. Composição dos Gastos  Hospedagem constitui-se na principal componente de gasto, tanto dos turistas domésticos (32,8%), quanto dos internacionais (27,7%).  Seguem-se Alimentação (respectivamente, 13,9% e 18,9%), Compras Pessoais (12,9% e 16,5%), Atrativos e Passeios (11,3% e 12,8%), entre outros (11,7% e 7,1%). 15 FONTE: FIPE, 2011
  • 16. Composição dos Gastos Serviço Doméstico (%) Internacional (%) Hospedagem 32,8 27,2 Alimentação 13,9 18,9 Compras pessoais 12,9 16,5 Atrativos e passeios 11,3 12,8 Diversão Noturna 10,0 9,7 Transporte Local 7,4 7,4 Outros 11,7 7,1 TOTAL 100,0 100,0 16 FONTE: FIPE, 2011
  • 18. Motivação  Diferente da pesquisa 2008/2009, a caracterização da viagem distinguiu os turistas nacionais dos estrangeiros.  Visando obter resultados que contribuam para o melhor conhecimento da realidade do turismo no Estado e ao aprimoramento das estratégias de suas políticas públicas, essas características foram analisadas e confrontadas por origem dos turistas, nacionais ou estrangeiros. 18 FONTE: FIPE, 2011
  • 19. Motivação Principal motivação Doméstico % Doméstico N. absolutos Internacional % Internacional N. absolutos Só Lazer 43,5 4.548.795 64,8 361.584 Lazer e outros motivos 12,2 1.275.754 23,8 132.804 Especificamente outros motivos 44,3 4.632.451 11,4 63.612 Total 100 10.457.000 100 558.000 19 FONTE: FIPE, 2011
  • 20. Principal interesse, se outros motivos Principal Interesse Doméstico % Doméstico N. absolutos Internacional % Internacional N. absolutos Visita a parentes e amigos 41,6 1.927.099 61,7 39.248 Negócios, congressos e feiras 40,3 1.866.877 28,2 17.938 Saúde 9,8 453.980 0,4 254 Intercâmbio e estudo 3,8 176.033 7,4 4.707 Religião ou peregrinação 2,0 92.649 0,7 445 Outros 2,5 115.811 1,5 954 Total 100 4.632.451 100 63.612 20 FONTE: FIPE, 2011
  • 21. Principais interesses do turista de lazer Principal Interesse Doméstico % Doméstico N. absolutos Internacional % Internacional N. absolutos Sol e praia 58,8 3.424.835 52,7 260.542 Ecoturismo 16,8 978.524 22,1 109.260 Cultural 15,3 891.156 21,3 105.305 Esporte e Aventura 2,2 128.140 2,0 9.888 Enoturismo 1,3 75.719 0,0 - Rural 0,9 52.421 0,1 494 Pesca 0,7 40.772 0,0 - Golfe 0,6 34.947 0,0 - Náutico 0,5 29.123 0,0 - GLBT 0,2 11.649 0,0 - Étnico-Indígena 0,1 5.824 1,1 5.438 Arqueológico 0,1 5.824 0,0 - Étnico-Afro 0,1 5.824 0,1 494 Outros 2,6 151.438 0,5 2.472 Total 100 5.824.549 100 494.388 21 FONTE: FIPE, 2011
  • 22. Permanência no Estado  Da mesma forma que os demais itens, a taxa de permanência foi analisada e confrontada por origem dos turistas, nacionais ou estrangeiros.  A média de permanência dos turistas nacionais na Bahia em 2011 foi de 6,8 pernoites, enquanto o do turistas estrangeiros foi de 13,7 pernoites no estado.  Na pesquisa de 2008/2009, a média de pernoites dos turistas nacionais no Estado foi de 5,8 pernoites. 22 FONTE: FIPE, 2011
  • 23. Taxa de Permanência no Estado Número de pernoites Nacionais Estrangeiros 1 ou 2 pernoites 29,8% 7,7% 3 ou 4 pernoites 31% 14,9% 5 ou 7 pernoites 22,5% 27,3% 8 ou 15 pernoites 10,7% 30,4% 16 pernoites ou mais 6% 19,7% Média de pernoites 6,8 pernoites 13,7 pernoites 23 FONTE: FIPE, 2011
  • 24. Taxa de Permanência na localidade Número de pernoites Nacionais Estrangeiros 1 ou 2 pernoites 36,4% 29,8% 3 ou 4 pernoites 31,4% 23,6% 5 ou 7 pernoites 20% 26,5% 8 ou 15 pernoites 7,7% 15,7% 16 pernoites ou mais 4,6% 4,6% Média de pernoites 5,8 pernoites 6,3 pernoites 24 FONTE: FIPE, 2011
  • 25. Cidades mais visitadas pelos turistas nacionais e estrangeiros Destino Turistas Nacional Turistas Estrangeiros Salvador 32,5% 67% Porto Seguro (Trancoso + Arraial) 9% 21,5% Mata de São João (P. do Forte, Sauípe, Imbassaí) 9% 12,9% Cairu (Cairu + Morro de São Paulo) 3,8% 10,7% Maraú 2,5% 9,8% Lençóis 1,8% 8,9% Itacaré 2,2% 7,7% Ilhéus 4,3% 5,7% 25 FONTE: FIPE, 2011
  • 26. Características das Viagens Principal Meio de Transporte:  Ônibus de linha é o meio de transporte mais utilizado pelos visitantes da Bahia, seguido por automóvel próprio ou de terceiros. A maioria dos estrangeiros utilizam o vôo regular e ônibus de linha. Principal meio de hospedagem:  Os turistas nacionais utilizam casa de amigos e parentes como meio de hospedagem, seguido por hotel e pousada. Os estrangeiros se hospedam mais em pousadas, seguidas de hotéis. 26 FONTE: FIPE, 2011
  • 27. Meio de Transporte (turistas nacionais) Meio de Transporte 2008/2009 2011 Ônibus de linha 35,2% 30,6% Automóvel próprio 20,6% 24,8% Voo regular 17,6% 18,2% Transporte hidroviário 12,1% 10,6% Ônibus fretado 2,8% 7,7% Automóvel alugado 1,2% 2,2% Outros 7,7% 6,0% 27 FONTE: FIPE, 2011
  • 28. Meio de Transporte (Estrangeiros) Meio de Transporte 2011 Ônibus de linha 27,4% Automóvel próprio 11,1% Voo regular 30,8% Transporte hidroviário 11,4% Ônibus fretado 6,6% Automóvel alugado 10,1% Outros 2,7% 28 FONTE: FIPE, 2011
  • 29. Meio de Hospedagem  54,2% dos turistas domésticos ficaram hospedados em hotéis, pousadas, resorts e albergues, representando um aumento de 10% em relação a 2008/2009.  Essa média sobre bastante com relação aos turistas estrangeiros. 78,9% dos 558 mil turistas internacionais ficaram hospedados em hotéis, pousadas, resorts e albergues. 29 FONTE: FIPE, 2011
  • 30. Meio de Hospedagem - nacionais Meio de hospedagem 2008/2009 2011 Casa de amigos e parentes 42,4% 37% Hotel 21,6% 26,9% Pousada 18,1% 20,3% Imóvel alugado 4,2% 2,4% Imóvel próprio 3,7% 3,1% Resort 3,1% 6,5% Albergue 1,3% 0,5% Outros 2,8% 3,2% 30 FONTE: FIPE, 2011
  • 31. Meio de Hospedagem - estrangeiros Meio de hospedagem 2011 Casa de amigos e parentes 14,9% Hotel 32,5% Pousada 33,5% Imóvel alugado 3,1% Imóvel próprio 1,3% Resort 7,5% Albergue 5,4% Outros 1,8% 31 FONTE: FIPE, 2011
  • 32. Características das Viagens Acompanhantes na Viagem:  A maior parte dos turistas domésticos (34,7%) e dos estrangeiros (32,2%) que visitam a Bahia realizam a viagem sozinhos. Classe de Grupos  A média de turistas que viajam juntos para Bahia é de 3,4 pessoas. 32 FONTE: FIPE, 2011
  • 33. Acompanhantes na Viagem - nacionais Acompanhantes 2008/2009 2011 Sozinho 32,% 34,7% Grupo Familiar 18,8% 26% Amigos 18,7% 12,7% Casal sem filhos 16% 21% Casal com filhos 9% - Colegas de trabalho 4,4% 4,6% Outros 0,6% 0,9% 33 FONTE: FIPE, 2011
  • 34. Acompanhantes na Viagem - estrangeiros Acompanhantes 2011 Sozinho 32,2% Grupo Familiar 21,8% Amigos 17,7% Casal sem filhos 26,5% Casal com filhos - Colegas de trabalho 1,7% Outros 0,2% 34 FONTE: FIPE, 2011
  • 35. Principal fator de influência  Nota-se claramente a importância da internet como meio e ambiente de propaganda do estado da Bahia, representando fator decisivo para 26,6% dos turistas internacionais de 10,2% dos turistas nacionais.  Entretanto, o comentário de amigos e parentes continua sendo o principal fator de decisão da viagem.  Chama a atenção também a importância do site São João da Bahia que influenciou 8,6% dos turistas estrangeiros, muito mais que o site oficial de turismo. 35 FONTE: FIPE, 2011
  • 36. Principal fator de influência Principal Fator de influência Doméstico Internacional Comentários de amigos e parentes 46,1% 44,5% Já conhecia o destino 16,4% 6,9% Local onde trabalha 14,7% 4,3% Internet 10,2% 26,6% Agências de Viagens 3,5% 4,3% Feiras, eventos 3,3% 0,6% Guias turísticos impressos 1,9% 10,2 Outros 3,9% 2,6% 36 FONTE: FIPE, 2011
  • 37. Principal referência na Internet Principal referência na Internet Doméstico Internacional Sítes e blogs 77,3% 82,9% Redes sociais 8,9% 2,5% Sítio/Portal do município 3,2% 0,0% Site oficial do São João da Bahia 2,6% 8,2% Site oficial de Turismo 2,5% 2,7% Outros 5,6% 3,7% 37 FONTE: FIPE, 2011
  • 38. Características das Viagens Primeira visita à localidade:  A maioria dos turistas domésticos da Bahia, 62,4%, já tinha visitado as localidades do estado em outras ocasiões, enquanto cerca de 37,6% nunca tinha estado no local. É expressivo também o resultado com os turistas estrangeiros, 35,1% já conhecia o local visitado, enquanto 64,9% visitava pela primeira vez. Aquisição de serviços em agência de viagem:  78,3% turistas nacionais e 69,7% dos estrangeiros que visitaram a Bahia não adquiriram serviços em agência de viagem. . 38 FONTE: FIPE, 2011
  • 39. Avaliação do destino visitado Expectativa da viagem:  A maior parte dos turistas da Bahia teve suas expectativas correspondidas ou superadas. 70,9% dos turistas domésticos e 73% dos estrangeiros consideraram terem sido satisfatórias suas expectativas. Intenção de retorno:  Observa-se nitidamente a intenção de retorno para todas as localidades da Bahia pela maioria dos turistas, representando 93% dos turistas domésticos e 80,5% dos estrangeiros. Recomendação da localidade:  94,2% dos turistas domésticos e 96,7% dos estrangeiros recomendariam o local visitado a outras pessoas. 39 FONTE: FIPE, 2011
  • 40. Avaliação do destino visitado  90% dos turistas domésticos e dos estrangeiros avaliaram os atrativos turísticos da Bahia como “muito bom” e “bom”.  Aspectos positivos: hospitalidade do povo, atrativos naturais, praias, atrativos histórico-culturais (domésticos e estrangeiros);  Aspectos negativos: serviços médicos, preços e limpeza (estrangeiros); limpeza pública, segurança e serviço em bares e restaurantes (domésticos)  Surpresa: O serviço de táxi foi bem avaliado por 80,8% dos turistas domésticos e por 79,1% dos estrangeiros. 40 FONTE: FIPE, 2011