SlideShare uma empresa Scribd logo
Serviço DSL Linhas Digitais do Assinante
Visão Geral 1. Arquitetura 2. Características Técnicas 3. Serviços DSL
1. Arquitetura xDSL Desenvolvido para enfrentar a concorrência dos modems a cabo. Por que os modems são lentos? Sistema telefônico foi projetado e otimizado para transportar a voz humana. Teorema de Shannon: determina a taxa de dados máxima de um canal analógico com ruído. TDM = (h) log 2 (1+[s/n])
Arquitetura xDSL Conexões dedicadas ponto-a-ponto. Tráfego de dados separado da rede de voz. Switches dedicados na operadora para tratamento do tráfego de dados e do tráfego de voz. Um padrão da camada física.
Limitações Capacidade do loop local depende de vários fatores, incluindo seu comprimento, espessura do cabo e sua qualidade geral. Quanto maior o cabo e freqüência do sinal, maior sua atenuação. 0.4 mm 9.000 pés (2,7 Km) 26 AWG 6.1 Mbps 0.5 mm 12.000 pés (3,7 Km) 24 AWG 6.1 Mbps 0.4 mm 5.000 pés (4,6 Km) 26 AWG 1.5/2.0 Mbps 0.5 mm 18.000 pés (5,5 Km) 24 AWG 1.5/2.0 Mbps Diâmetro Distância Medida do Fio Taxa
Vantagens do serviço ADSL Funcionam no cabeamento existente de par trançado categoria 3; Não afetam o tráfego de voz; Velocidade muito maior que os modems de 56 kbps.
2. Características Técnicas (ADSL) Voz: Sinal de 0 a 20 KHz. Sinal passa por um filtro que atenua todas as freqüências abaixo de 300 Hz e acima de 3.400 Hz. Largura de banda mencionada normalmente como 4.000 Hz.
2.1 Solução inicial – CAP CAP – Carrierless Amplitude/Phase Espectro de freqüências disponível no loop local, de cerca de 1,1 MHz, dividido em três bandas de freqüência: POTS Upstream – do usuário para operadora Downstream – da operadora para usuário Usando Multiplexaçao por Divisão de Freqüência.
CAP – Carrierless Amplitude/Phase
2.2 Solução atual – DMT DMT –  D iscrete  M ulti T one Espectro dividido em cerca de 256 canais independentes de aproximadamente 4000 Hz cada. Canal 0    POTS Canais 1 a 5    não usados 250 restantes: um para controle upstream, outro para controle downstream. Demais disponíveis para dados de usuário.
DMT – Discrete MultiTone Provedor define quantos canais serão usados para upstream e downstream. Situação para ADSL: Cerca de 80 a 90 % da largura de banda reservada aos canais downstream, porque a maioria dos usuários domésticos faz mais download que upload de dados. Isso explica o “A” no acrônimo ADSL. Divisão comum: 32 canais para upload, demais para download.
DMT – Discrete MultiTone O padrão ADSL ANSI T1.413 permite velocidades de até 8 Mbps downstream e até 1 Mbps upstream, embora essa seja uma decisão do provedor. Situação comum: 256, 512 Kbps ou 1 Mbps downstream 64, 128 ou 256 Kbps upstream
DMT – Discrete MultiTone
DMT – Discrete MultiTone Dentro de cada canal, é usado um esquema de modulação semelhante ao V.34 (33.600 bps – 14 bits de dados por símbolo a 2.400 bauds). Taxa de amostragem a 4.000 bauds. Modulação QAM, com 15 bits por baud.
Modulação por Deslocamento de Fase
Constelações
Constelações
2.3 Organização ADSL típica
Funcionamento básico – Cliente Sinais de voz são segregados do tráfego de dados por um divisor de linha, um filtro analógico que separa a banda de 0 a 4000 Hz utilizada pelo POTS dos dados. O sinal de voz é roteado até o telefone e o de dados até o modem ADSL, que se conecta ao computador na placa Ethernet. O modem ADSL – funciona como um processador de sinais digitais configurado para atuar como 250 modems QAM operando em paralelo em freqüências diferentes.
Funcionamento básico - Cliente
Funcionamento básico – Operadora A) A operadora tem um divisor de sinais correspondente. B) O sinal de voz é encaminhado para os switches de voz para transmissão pela PSTN. C) Os sinais de dados são agregados por um Multiplexador de Acesso DSL (DSLAM), que alimenta diretamente um switch de dados para transmissão pela rede tronco de dados da companhia telefônica.
Funcionamento básico – Operadora
3. Serviços DSL  ADSL Download: 1.5 a 6 Mbps – incrementos de T1 Upload: 64 a 640 Kbps Comprimento máximo: 3 km ADSL Lite Versão mais lenta do ADSL Não exige um divisor de linha no cliente Download: até 1.5 Mbps Upload: 384 Kbps ou menos Comprimento máximo: 5,5 Km
HDSL Serviço simétrico Taxas T1 sobre dois pares UTP ou E1 sobre três pares UTP Dois canais duplex completo operando cada um a 784 Kbps. Distância máxima: 3,5 km HDSL-2 Segunda geração HDSL Taxas de T1 sobre um único cabo UTP Serviços DSL
Serviços DSL IDSL DSL simétrico com taxa máxima: 144 Kbps Similar ao serviço ISDN Distância máxima: 5,4 Km UDSL Proposta européia para um serviço DSL simétrico de 2 Mbps
Serviços DSL VDSL DSL simétrico para taxas de transmissão de 13 a 52 Mbps para fluxo de entrada e 1.5 Mbps para fluxo de saída. Distâncias máximas: 300 a 1200 metros

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Redes Teórico - Capítulo 02 Tanenbaum
Redes Teórico - Capítulo 02 TanenbaumRedes Teórico - Capítulo 02 Tanenbaum
Redes Teórico - Capítulo 02 Tanenbaum
Wellington Oliveira
 
Aula 3 Introdução a Redes II
Aula 3   Introdução a Redes IIAula 3   Introdução a Redes II
Aula 3 Introdução a Redes II
wab030
 
Capítulo 6 e 8 comutação e multiplexação (3º unidade)
Capítulo 6 e 8   comutação e multiplexação (3º unidade)Capítulo 6 e 8   comutação e multiplexação (3º unidade)
Capítulo 6 e 8 comutação e multiplexação (3º unidade)
Faculdade Mater Christi
 
P1.3.1 introdução à internet
P1.3.1   introdução à internetP1.3.1   introdução à internet
P1.3.1 introdução à internet
Almerinda Nunes
 
Trabalho para o curso de segurança sobre Tecnologia de redes e computadores
Trabalho para o curso de segurança  sobre Tecnologia de redes e computadoresTrabalho para o curso de segurança  sobre Tecnologia de redes e computadores
Trabalho para o curso de segurança sobre Tecnologia de redes e computadores
Sinc do Brasil Instrumentação Científica Ltda.
 
Transmissão serial e paralela
Transmissão serial e paralelaTransmissão serial e paralela
Transmissão serial e paralela
Daniel Paulo de Assis
 
Informática básica redes
Informática básica redesInformática básica redes
Informática básica redes
Matheus França
 
Redes - Camada Fisica
Redes - Camada FisicaRedes - Camada Fisica
Redes - Camada Fisica
Luiz Arthur
 
Simplex, Half-Duplex e Full-Duplex
Simplex, Half-Duplex e Full-DuplexSimplex, Half-Duplex e Full-Duplex
Simplex, Half-Duplex e Full-Duplex
Yohana Alves
 
Redes I - 2.2 - Camada Física e Tecnologias de Transmissão
Redes I - 2.2 - Camada Física e Tecnologias de TransmissãoRedes I - 2.2 - Camada Física e Tecnologias de Transmissão
Redes I - 2.2 - Camada Física e Tecnologias de Transmissão
Mauro Tapajós
 
Apostila de telecomunicação
Apostila de telecomunicação Apostila de telecomunicação
Apostila de telecomunicação
WELLINGTON MARTINS
 
Aula 01 transmissão de dados em redes wireless
Aula 01   transmissão de dados em redes wirelessAula 01   transmissão de dados em redes wireless
Aula 01 transmissão de dados em redes wireless
Carlos Veiga
 
Capítulo 1 introdução a comunicação de dados(1º unidade)
Capítulo 1   introdução a comunicação de dados(1º unidade)Capítulo 1   introdução a comunicação de dados(1º unidade)
Capítulo 1 introdução a comunicação de dados(1º unidade)
Faculdade Mater Christi
 
Multiplexacao montagem redes de computadores
Multiplexacao  montagem redes de computadoresMultiplexacao  montagem redes de computadores
Multiplexacao montagem redes de computadores
Jorge Muchacuar
 
Aula05 - tecnologias dsl
Aula05 -  tecnologias dslAula05 -  tecnologias dsl
Aula05 - tecnologias dsl
Carlos Veiga
 
Aula08 tecnologia atm
Aula08   tecnologia atmAula08   tecnologia atm
Aula08 tecnologia atm
Carlos Veiga
 
Seminário de Redes: Hub, Switch, Roteador, Modem e Acess Point.
Seminário de Redes: Hub, Switch, Roteador, Modem e Acess Point.Seminário de Redes: Hub, Switch, Roteador, Modem e Acess Point.
Seminário de Redes: Hub, Switch, Roteador, Modem e Acess Point.
Guilherme Santos
 
Modelo OSI - Camada Física
Modelo OSI - Camada FísicaModelo OSI - Camada Física
Modelo OSI - Camada Física
Walyson Vëras
 
Comparação de largura de banda dinâmica para EPON, GPON e Next-Gen PON TDM
Comparação de largura de banda dinâmica para EPON, GPON e Next-Gen PON TDMComparação de largura de banda dinâmica para EPON, GPON e Next-Gen PON TDM
Comparação de largura de banda dinâmica para EPON, GPON e Next-Gen PON TDM
Kleber Bernardo
 

Mais procurados (19)

Redes Teórico - Capítulo 02 Tanenbaum
Redes Teórico - Capítulo 02 TanenbaumRedes Teórico - Capítulo 02 Tanenbaum
Redes Teórico - Capítulo 02 Tanenbaum
 
Aula 3 Introdução a Redes II
Aula 3   Introdução a Redes IIAula 3   Introdução a Redes II
Aula 3 Introdução a Redes II
 
Capítulo 6 e 8 comutação e multiplexação (3º unidade)
Capítulo 6 e 8   comutação e multiplexação (3º unidade)Capítulo 6 e 8   comutação e multiplexação (3º unidade)
Capítulo 6 e 8 comutação e multiplexação (3º unidade)
 
P1.3.1 introdução à internet
P1.3.1   introdução à internetP1.3.1   introdução à internet
P1.3.1 introdução à internet
 
Trabalho para o curso de segurança sobre Tecnologia de redes e computadores
Trabalho para o curso de segurança  sobre Tecnologia de redes e computadoresTrabalho para o curso de segurança  sobre Tecnologia de redes e computadores
Trabalho para o curso de segurança sobre Tecnologia de redes e computadores
 
Transmissão serial e paralela
Transmissão serial e paralelaTransmissão serial e paralela
Transmissão serial e paralela
 
Informática básica redes
Informática básica redesInformática básica redes
Informática básica redes
 
Redes - Camada Fisica
Redes - Camada FisicaRedes - Camada Fisica
Redes - Camada Fisica
 
Simplex, Half-Duplex e Full-Duplex
Simplex, Half-Duplex e Full-DuplexSimplex, Half-Duplex e Full-Duplex
Simplex, Half-Duplex e Full-Duplex
 
Redes I - 2.2 - Camada Física e Tecnologias de Transmissão
Redes I - 2.2 - Camada Física e Tecnologias de TransmissãoRedes I - 2.2 - Camada Física e Tecnologias de Transmissão
Redes I - 2.2 - Camada Física e Tecnologias de Transmissão
 
Apostila de telecomunicação
Apostila de telecomunicação Apostila de telecomunicação
Apostila de telecomunicação
 
Aula 01 transmissão de dados em redes wireless
Aula 01   transmissão de dados em redes wirelessAula 01   transmissão de dados em redes wireless
Aula 01 transmissão de dados em redes wireless
 
Capítulo 1 introdução a comunicação de dados(1º unidade)
Capítulo 1   introdução a comunicação de dados(1º unidade)Capítulo 1   introdução a comunicação de dados(1º unidade)
Capítulo 1 introdução a comunicação de dados(1º unidade)
 
Multiplexacao montagem redes de computadores
Multiplexacao  montagem redes de computadoresMultiplexacao  montagem redes de computadores
Multiplexacao montagem redes de computadores
 
Aula05 - tecnologias dsl
Aula05 -  tecnologias dslAula05 -  tecnologias dsl
Aula05 - tecnologias dsl
 
Aula08 tecnologia atm
Aula08   tecnologia atmAula08   tecnologia atm
Aula08 tecnologia atm
 
Seminário de Redes: Hub, Switch, Roteador, Modem e Acess Point.
Seminário de Redes: Hub, Switch, Roteador, Modem e Acess Point.Seminário de Redes: Hub, Switch, Roteador, Modem e Acess Point.
Seminário de Redes: Hub, Switch, Roteador, Modem e Acess Point.
 
Modelo OSI - Camada Física
Modelo OSI - Camada FísicaModelo OSI - Camada Física
Modelo OSI - Camada Física
 
Comparação de largura de banda dinâmica para EPON, GPON e Next-Gen PON TDM
Comparação de largura de banda dinâmica para EPON, GPON e Next-Gen PON TDMComparação de largura de banda dinâmica para EPON, GPON e Next-Gen PON TDM
Comparação de largura de banda dinâmica para EPON, GPON e Next-Gen PON TDM
 

Destaque

Hydrocarbon Gas Liquids (HGL): Recent Market Trends and Issues
Hydrocarbon Gas Liquids (HGL): Recent Market Trends and IssuesHydrocarbon Gas Liquids (HGL): Recent Market Trends and Issues
Hydrocarbon Gas Liquids (HGL): Recent Market Trends and Issues
Marcellus Drilling News
 
Ethane as a transportation fuel opportunity
Ethane as a transportation fuel opportunityEthane as a transportation fuel opportunity
Ethane as a transportation fuel opportunity
Kimberly L. King
 
Investing In Next Generation Internet
Investing In Next Generation InternetInvesting In Next Generation Internet
Investing In Next Generation Internet
kenright
 
Presentation Ng 301009
Presentation Ng 301009Presentation Ng 301009
Presentation Ng 301009
mihirk13
 
Lab 6 natural gas presentation mspp
Lab 6  natural gas presentation msppLab 6  natural gas presentation mspp
Lab 6 natural gas presentation mspp
kitkitbofit
 
0 x dsl
0 x dsl0 x dsl

Destaque (6)

Hydrocarbon Gas Liquids (HGL): Recent Market Trends and Issues
Hydrocarbon Gas Liquids (HGL): Recent Market Trends and IssuesHydrocarbon Gas Liquids (HGL): Recent Market Trends and Issues
Hydrocarbon Gas Liquids (HGL): Recent Market Trends and Issues
 
Ethane as a transportation fuel opportunity
Ethane as a transportation fuel opportunityEthane as a transportation fuel opportunity
Ethane as a transportation fuel opportunity
 
Investing In Next Generation Internet
Investing In Next Generation InternetInvesting In Next Generation Internet
Investing In Next Generation Internet
 
Presentation Ng 301009
Presentation Ng 301009Presentation Ng 301009
Presentation Ng 301009
 
Lab 6 natural gas presentation mspp
Lab 6  natural gas presentation msppLab 6  natural gas presentation mspp
Lab 6 natural gas presentation mspp
 
0 x dsl
0 x dsl0 x dsl
0 x dsl
 

Semelhante a Cap7 serviço dsl

Cdma2000 1x RTT, EVDO e EVDV
Cdma2000 1x RTT, EVDO e EVDVCdma2000 1x RTT, EVDO e EVDV
Cdma2000 1x RTT, EVDO e EVDV
Rodrigo Piovesana
 
Glossario ethernet baumier v1
Glossario ethernet baumier   v1Glossario ethernet baumier   v1
Glossario ethernet baumier v1
Mersao52
 
Redes
RedesRedes
Wireless.pdf
Wireless.pdfWireless.pdf
Wireless.pdf
FlvioAlves59
 
Como funciona adsl
Como funciona adslComo funciona adsl
Como funciona adsl
Jhonnatta124
 
Como funciona a tecnologia ADSL
Como funciona a tecnologia ADSLComo funciona a tecnologia ADSL
Como funciona a tecnologia ADSL
Jhonnatta124
 
Lista03
Lista03Lista03
Lista03
redesinforma
 
AULA 1 COMUNICAÇÕES MÓVEIS.pdf
AULA 1  COMUNICAÇÕES MÓVEIS.pdfAULA 1  COMUNICAÇÕES MÓVEIS.pdf
AULA 1 COMUNICAÇÕES MÓVEIS.pdf
LuizZeni
 
Meios de transmissao
Meios de transmissaoMeios de transmissao
Meios de transmissao
elliasaguiar
 
FIBRA ÓPTICA
FIBRA ÓPTICA FIBRA ÓPTICA
FIBRA ÓPTICA
WELLINGTON MARTINS
 
Modelo de referência osi
Modelo de referência osiModelo de referência osi
Modelo de referência osi
Ayrton José Castro Batalha
 
Protocolos de comunicação
Protocolos de comunicaçãoProtocolos de comunicação
Protocolos de comunicação
Letícia Castro
 
Exercícios
ExercíciosExercícios
Exercícios
redesinforma
 
50524(1).ppt
50524(1).ppt50524(1).ppt
50524(1).ppt
JoberthSilva
 
Unidade 2.2 Equipamentos De Redes
Unidade 2.2   Equipamentos De RedesUnidade 2.2   Equipamentos De Redes
Unidade 2.2 Equipamentos De Redes
guest18dcd9
 
Rede de Transporte
Rede de TransporteRede de Transporte
Rede de Transporte
Frederico Madeira
 
Módulo 03 sistema de cabos
Módulo 03   sistema de cabosMódulo 03   sistema de cabos
Módulo 03 sistema de cabos
Marília Simões
 
Fundamentos de redes de computadores
Fundamentos de redes de computadoresFundamentos de redes de computadores
Fundamentos de redes de computadores
diogomendes99
 
9948 – Redes e protocolos multimédia.pptx
9948 – Redes e protocolos multimédia.pptx9948 – Redes e protocolos multimédia.pptx
9948 – Redes e protocolos multimédia.pptx
BrancaSilva9
 
UD6042-10.ppt
UD6042-10.pptUD6042-10.ppt
UD6042-10.ppt
TofettiMilton
 

Semelhante a Cap7 serviço dsl (20)

Cdma2000 1x RTT, EVDO e EVDV
Cdma2000 1x RTT, EVDO e EVDVCdma2000 1x RTT, EVDO e EVDV
Cdma2000 1x RTT, EVDO e EVDV
 
Glossario ethernet baumier v1
Glossario ethernet baumier   v1Glossario ethernet baumier   v1
Glossario ethernet baumier v1
 
Redes
RedesRedes
Redes
 
Wireless.pdf
Wireless.pdfWireless.pdf
Wireless.pdf
 
Como funciona adsl
Como funciona adslComo funciona adsl
Como funciona adsl
 
Como funciona a tecnologia ADSL
Como funciona a tecnologia ADSLComo funciona a tecnologia ADSL
Como funciona a tecnologia ADSL
 
Lista03
Lista03Lista03
Lista03
 
AULA 1 COMUNICAÇÕES MÓVEIS.pdf
AULA 1  COMUNICAÇÕES MÓVEIS.pdfAULA 1  COMUNICAÇÕES MÓVEIS.pdf
AULA 1 COMUNICAÇÕES MÓVEIS.pdf
 
Meios de transmissao
Meios de transmissaoMeios de transmissao
Meios de transmissao
 
FIBRA ÓPTICA
FIBRA ÓPTICA FIBRA ÓPTICA
FIBRA ÓPTICA
 
Modelo de referência osi
Modelo de referência osiModelo de referência osi
Modelo de referência osi
 
Protocolos de comunicação
Protocolos de comunicaçãoProtocolos de comunicação
Protocolos de comunicação
 
Exercícios
ExercíciosExercícios
Exercícios
 
50524(1).ppt
50524(1).ppt50524(1).ppt
50524(1).ppt
 
Unidade 2.2 Equipamentos De Redes
Unidade 2.2   Equipamentos De RedesUnidade 2.2   Equipamentos De Redes
Unidade 2.2 Equipamentos De Redes
 
Rede de Transporte
Rede de TransporteRede de Transporte
Rede de Transporte
 
Módulo 03 sistema de cabos
Módulo 03   sistema de cabosMódulo 03   sistema de cabos
Módulo 03 sistema de cabos
 
Fundamentos de redes de computadores
Fundamentos de redes de computadoresFundamentos de redes de computadores
Fundamentos de redes de computadores
 
9948 – Redes e protocolos multimédia.pptx
9948 – Redes e protocolos multimédia.pptx9948 – Redes e protocolos multimédia.pptx
9948 – Redes e protocolos multimédia.pptx
 
UD6042-10.ppt
UD6042-10.pptUD6042-10.ppt
UD6042-10.ppt
 

Mais de Denis Katko

Proposta comercial
Proposta comercialProposta comercial
Proposta comercial
Denis Katko
 
Briefing comercial2
Briefing comercial2Briefing comercial2
Briefing comercial2
Denis Katko
 
Variáveis
VariáveisVariáveis
Variáveis
Denis Katko
 
Tipos
TiposTipos
Cookies
CookiesCookies
Cookies
Denis Katko
 
Roteamento de pacotes
Roteamento de pacotesRoteamento de pacotes
Roteamento de pacotes
Denis Katko
 
Protocolos de controle da internet
Protocolos de controle da internetProtocolos de controle da internet
Protocolos de controle da internet
Denis Katko
 
I pv6
I pv6I pv6
Cap6 smds
Cap6 smdsCap6 smds
Cap6 smds
Denis Katko
 
Cap5 frame relay aula1
Cap5 frame relay aula1Cap5 frame relay aula1
Cap5 frame relay aula1
Denis Katko
 
Cap1 ppp
Cap1 pppCap1 ppp
Cap1 ppp
Denis Katko
 

Mais de Denis Katko (11)

Proposta comercial
Proposta comercialProposta comercial
Proposta comercial
 
Briefing comercial2
Briefing comercial2Briefing comercial2
Briefing comercial2
 
Variáveis
VariáveisVariáveis
Variáveis
 
Tipos
TiposTipos
Tipos
 
Cookies
CookiesCookies
Cookies
 
Roteamento de pacotes
Roteamento de pacotesRoteamento de pacotes
Roteamento de pacotes
 
Protocolos de controle da internet
Protocolos de controle da internetProtocolos de controle da internet
Protocolos de controle da internet
 
I pv6
I pv6I pv6
I pv6
 
Cap6 smds
Cap6 smdsCap6 smds
Cap6 smds
 
Cap5 frame relay aula1
Cap5 frame relay aula1Cap5 frame relay aula1
Cap5 frame relay aula1
 
Cap1 ppp
Cap1 pppCap1 ppp
Cap1 ppp
 

Cap7 serviço dsl

  • 1. Serviço DSL Linhas Digitais do Assinante
  • 2. Visão Geral 1. Arquitetura 2. Características Técnicas 3. Serviços DSL
  • 3. 1. Arquitetura xDSL Desenvolvido para enfrentar a concorrência dos modems a cabo. Por que os modems são lentos? Sistema telefônico foi projetado e otimizado para transportar a voz humana. Teorema de Shannon: determina a taxa de dados máxima de um canal analógico com ruído. TDM = (h) log 2 (1+[s/n])
  • 4. Arquitetura xDSL Conexões dedicadas ponto-a-ponto. Tráfego de dados separado da rede de voz. Switches dedicados na operadora para tratamento do tráfego de dados e do tráfego de voz. Um padrão da camada física.
  • 5. Limitações Capacidade do loop local depende de vários fatores, incluindo seu comprimento, espessura do cabo e sua qualidade geral. Quanto maior o cabo e freqüência do sinal, maior sua atenuação. 0.4 mm 9.000 pés (2,7 Km) 26 AWG 6.1 Mbps 0.5 mm 12.000 pés (3,7 Km) 24 AWG 6.1 Mbps 0.4 mm 5.000 pés (4,6 Km) 26 AWG 1.5/2.0 Mbps 0.5 mm 18.000 pés (5,5 Km) 24 AWG 1.5/2.0 Mbps Diâmetro Distância Medida do Fio Taxa
  • 6. Vantagens do serviço ADSL Funcionam no cabeamento existente de par trançado categoria 3; Não afetam o tráfego de voz; Velocidade muito maior que os modems de 56 kbps.
  • 7. 2. Características Técnicas (ADSL) Voz: Sinal de 0 a 20 KHz. Sinal passa por um filtro que atenua todas as freqüências abaixo de 300 Hz e acima de 3.400 Hz. Largura de banda mencionada normalmente como 4.000 Hz.
  • 8. 2.1 Solução inicial – CAP CAP – Carrierless Amplitude/Phase Espectro de freqüências disponível no loop local, de cerca de 1,1 MHz, dividido em três bandas de freqüência: POTS Upstream – do usuário para operadora Downstream – da operadora para usuário Usando Multiplexaçao por Divisão de Freqüência.
  • 9. CAP – Carrierless Amplitude/Phase
  • 10. 2.2 Solução atual – DMT DMT – D iscrete M ulti T one Espectro dividido em cerca de 256 canais independentes de aproximadamente 4000 Hz cada. Canal 0  POTS Canais 1 a 5  não usados 250 restantes: um para controle upstream, outro para controle downstream. Demais disponíveis para dados de usuário.
  • 11. DMT – Discrete MultiTone Provedor define quantos canais serão usados para upstream e downstream. Situação para ADSL: Cerca de 80 a 90 % da largura de banda reservada aos canais downstream, porque a maioria dos usuários domésticos faz mais download que upload de dados. Isso explica o “A” no acrônimo ADSL. Divisão comum: 32 canais para upload, demais para download.
  • 12. DMT – Discrete MultiTone O padrão ADSL ANSI T1.413 permite velocidades de até 8 Mbps downstream e até 1 Mbps upstream, embora essa seja uma decisão do provedor. Situação comum: 256, 512 Kbps ou 1 Mbps downstream 64, 128 ou 256 Kbps upstream
  • 13. DMT – Discrete MultiTone
  • 14. DMT – Discrete MultiTone Dentro de cada canal, é usado um esquema de modulação semelhante ao V.34 (33.600 bps – 14 bits de dados por símbolo a 2.400 bauds). Taxa de amostragem a 4.000 bauds. Modulação QAM, com 15 bits por baud.
  • 19. Funcionamento básico – Cliente Sinais de voz são segregados do tráfego de dados por um divisor de linha, um filtro analógico que separa a banda de 0 a 4000 Hz utilizada pelo POTS dos dados. O sinal de voz é roteado até o telefone e o de dados até o modem ADSL, que se conecta ao computador na placa Ethernet. O modem ADSL – funciona como um processador de sinais digitais configurado para atuar como 250 modems QAM operando em paralelo em freqüências diferentes.
  • 21. Funcionamento básico – Operadora A) A operadora tem um divisor de sinais correspondente. B) O sinal de voz é encaminhado para os switches de voz para transmissão pela PSTN. C) Os sinais de dados são agregados por um Multiplexador de Acesso DSL (DSLAM), que alimenta diretamente um switch de dados para transmissão pela rede tronco de dados da companhia telefônica.
  • 23. 3. Serviços DSL ADSL Download: 1.5 a 6 Mbps – incrementos de T1 Upload: 64 a 640 Kbps Comprimento máximo: 3 km ADSL Lite Versão mais lenta do ADSL Não exige um divisor de linha no cliente Download: até 1.5 Mbps Upload: 384 Kbps ou menos Comprimento máximo: 5,5 Km
  • 24. HDSL Serviço simétrico Taxas T1 sobre dois pares UTP ou E1 sobre três pares UTP Dois canais duplex completo operando cada um a 784 Kbps. Distância máxima: 3,5 km HDSL-2 Segunda geração HDSL Taxas de T1 sobre um único cabo UTP Serviços DSL
  • 25. Serviços DSL IDSL DSL simétrico com taxa máxima: 144 Kbps Similar ao serviço ISDN Distância máxima: 5,4 Km UDSL Proposta européia para um serviço DSL simétrico de 2 Mbps
  • 26. Serviços DSL VDSL DSL simétrico para taxas de transmissão de 13 a 52 Mbps para fluxo de entrada e 1.5 Mbps para fluxo de saída. Distâncias máximas: 300 a 1200 metros