SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 22
Branca de Neve e os Sete
Anões.
1
Há muito tempo, num
reino distante, viviam
um rei, uma rainha e
sua filhinha, a princesa
Branca de Neve. Sua
pele era branca como a
neve, os lábios
vermelhos como o
sangue e
os cabelos pretos como
o ébano.
2
Um dia, a rainha ficou
muito doente e morreu.
O rei,
sentindo-se muito
sozinho, casou-se
novamente.
O que ninguém sabia é
que a nova rainha era
uma feiticeira
cruel, invejosa e muito
vaidosa.
3
Ela possuía um espelho
mágico,
para o qual perguntava
todos os dias:
— Espelho, espelho
meu! Há no mundo
alguém mais bela
do que eu?
— És a mais bela de
todas as mulheres,
minha rainha!
Respondia ele.
4
Branca de Neve crescia e
ficava cada vez mais bonita,
encantadora e meiga.
Todos gostavam muito dela,
exceto a rainha,
pois tinha medo que Branca
de Neve se tornasse mais
bonita que ela.
5
Depois que o rei
morreu, a rainha
obrigava a princesa a
vestir-se com trapos e a
trabalhar na limpeza e
na arrumação de
todo o castelo. Branca
de Neve passava os
dias lavando, passando
e esfregando, mas não
reclamava.
6
Era meiga, educada e
amada por todos.
Um dia, como de costume,
a rainha perguntou ao
espelho:
— Espelho, espelho meu!
Há no mundo alguém mais
bela do que eu?
— Sim, minha rainha!
Branca de Neve é agora a
mais bela!
7
A rainha ficou furiosa, pois
queria ser a mais bela para
sempre. Imediatamente
mandou chamar seu
melhor caçador e ordenou
que ele matasse a princesa
e trouxesse seu coração
numa caixa.
No dia seguinte, ele
convidou a menina para
um passeio na
floresta, mas não a matou.
8
— Princesa, — disse ele —
a rainha ordenou
que eu a mate, mas não
posso fazer isso. Eu a vi
crescer e sempre
fui leal a seu pai.
— A rainha?! Mas, por
quê? — perguntou a
princesa.
— Infelizmente não sei,
mas não vou obedecer a
rainha dessa vez.
9
Fuja, princesa, e por favor
não volte ao castelo,
porque ela é capaz de
matá-la!
Branca de Neve correu pela
floresta muito assustada,
chorando, sem ter para
onde ir.
10
O caçador matou uma
gazela, colocou seu
coração numa caixa e
levou para a rainha,
que ficou bastante
satisfeita, pensando
que a
enteada estava morta.
Anoiteceu. Branca de
Neve vagou pela
floresta até encontrar
uma cabana. Era
pequena e muito
graciosa.
11
Parecia habitada por
crianças, pois tudo ali era pequeno.
A casa estava muito desarrumada e
suja, mas Branca de Neve
lavou a louça, as roupas e varreu a
casa. No andar de cima da
casinha encontrou sete caminhas,
uma ao lado da outra.
12
A moça
estava tão cansada que juntou as
caminhas, deitou-se e dormiu.
Os donos da cabana eram sete
anõezinhos que, ao voltarem
para casa, se assustaram ao ver tudo
arrumado e limpo.
13
Os sete homenzinhos
subiram a escada e ficaram
muito
espantados ao encontrar
uma linda jovem dormindo
em suas camas.
Branca de Neve acordou e
contou sua história para os
anões,
que logo se afeiçoaram a
ela e a convidaram para
morar com eles.
14
O tempo passou... Um dia,
a rainha resolveu consultar
novamente seu espelho e
descobriu que a princesa
continuava viva.
Ficou furiosa. Fez uma
poção venenosa, que
colocou dentro de uma
maçã, e transformou-se
numa velhinha maltrapilha.
15
— Uma mordida nesta
maçã fará Branca de Neve
dormir
para sempre — disse a
bruxa.
No dia seguinte, os anões
saíram para trabalhar e
Branca de
Neve ficou sozinha.
Pouco depois, a velha
maltrapilha chegou perto
da janela da
cozinha.
16
A princesa ofereceu-lhe
um copo d’água e
conversou com ela.
— Muito obrigada! — falou
a velhinha —
coma uma maçã... eu faço
questão!
No mesmo instante em que
mordeu a maçã, a princesa
caiu
desmaiada no chão.
17
Os anões, alertados pelos animais da floresta,
chegaram na cabana enquanto a rainha fugia.
Na fuga, ela acabou caindo num abismo e morreu.
Os anõezinhos encontraram Branca de Neve caída,
como se estivesse dormindo.
18
Então colocaram-na num
lindo caixão de
cristal, em uma clareira e
ficaram vigiando noite e
dia,
esperando que um dia ela
acordasse.
Um certo dia, chegou até a
clareira um príncipe do
reino
vizinho e logo que viu
Branca de Neve se
apaixonou por ela.
19
Ele pediu aos anões que o
deixassem levar o corpo da
princesa para seu castelo,
e prometeu que velaria por
ela.
Os anões concordaram e,
quando foram erguer o
caixão, este caiu, fazendo
com que o pedaço de
maçã que estava alojado
na garganta de Branca de
Neve saísse por sua boca,
desfazendo o feitiço e
acordando a princesa.
20
Quando a moça viu o
príncipe, se apaixonou por
ele. Branca de Neve
despediu-se dos sete
anões e partiu junto com o
príncipe para um castelo
distante onde se
casaram e foram felizes
para sempre.
FIM
21
 Apresentação do Trabalho Final do Curso
Introdução à Educação Digital.
 Acadêmicas – Ivani Cristina de Campos Haack.
Luciana Wolff Rossa.
OBRIGADO PELA ATENÇÃO.
22

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

História de uma Gotinha de Água
História de uma Gotinha de ÁguaHistória de uma Gotinha de Água
História de uma Gotinha de Águaelisabetemfc
 
Carlota barbosa a bruxa medrosa
Carlota barbosa a bruxa medrosa Carlota barbosa a bruxa medrosa
Carlota barbosa a bruxa medrosa Lara Gonçalves
 
O menino que não gostava de sopa
O menino que não gostava de sopaO menino que não gostava de sopa
O menino que não gostava de sopaDébora Frazao
 
Os ovos misteriosos
Os ovos misteriosos Os ovos misteriosos
Os ovos misteriosos Tânia Alves
 
História infantil- A Amizade
História infantil- A AmizadeHistória infantil- A Amizade
História infantil- A Amizadefprc
 
A MENINA GOTINHA DE ÁGUA
A MENINA GOTINHA DE ÁGUAA MENINA GOTINHA DE ÁGUA
A MENINA GOTINHA DE ÁGUAanabelacorreia
 
A princesa baixinha power point
A princesa baixinha   power pointA princesa baixinha   power point
A princesa baixinha power pointlabeques
 
O sapato que miava (1)
O sapato que miava (1)O sapato que miava (1)
O sapato que miava (1)tlfleite
 
Livro-A cesta de dona maricota
Livro-A cesta de dona maricotaLivro-A cesta de dona maricota
Livro-A cesta de dona maricotaGraça Sousa
 
A ovelhinha-que-veio-para-jantar
A ovelhinha-que-veio-para-jantarA ovelhinha-que-veio-para-jantar
A ovelhinha-que-veio-para-jantarOfelia Liborio
 
De que-tamanho-é-o-pé-do-rei-
De que-tamanho-é-o-pé-do-rei-De que-tamanho-é-o-pé-do-rei-
De que-tamanho-é-o-pé-do-rei-Raquel Caparroz
 
O beijo da palavrinha mia couto
O beijo da palavrinha mia couto O beijo da palavrinha mia couto
O beijo da palavrinha mia couto Sousa Martins
 
Historia " Os Nossos Amigos Animais"
Historia " Os Nossos Amigos Animais"Historia " Os Nossos Amigos Animais"
Historia " Os Nossos Amigos Animais"bibdjosei
 
A casa da mosca fosca
A casa da mosca foscaA casa da mosca fosca
A casa da mosca foscagigilu
 
Conto torrado nuvem.caracol_Clara
Conto torrado nuvem.caracol_ClaraConto torrado nuvem.caracol_Clara
Conto torrado nuvem.caracol_ClaraClara Sousa
 
Power point a bruxinha que voava numa escova de dentes
Power point  a bruxinha que voava numa escova de dentesPower point  a bruxinha que voava numa escova de dentes
Power point a bruxinha que voava numa escova de dentesTeresa Ramos
 

Mais procurados (20)

História de uma Gotinha de Água
História de uma Gotinha de ÁguaHistória de uma Gotinha de Água
História de uma Gotinha de Água
 
Pe de pai
Pe de paiPe de pai
Pe de pai
 
Carlota barbosa a bruxa medrosa
Carlota barbosa a bruxa medrosa Carlota barbosa a bruxa medrosa
Carlota barbosa a bruxa medrosa
 
O menino que não gostava de sopa
O menino que não gostava de sopaO menino que não gostava de sopa
O menino que não gostava de sopa
 
Os ovos misteriosos
Os ovos misteriosos Os ovos misteriosos
Os ovos misteriosos
 
História infantil- A Amizade
História infantil- A AmizadeHistória infantil- A Amizade
História infantil- A Amizade
 
A MENINA GOTINHA DE ÁGUA
A MENINA GOTINHA DE ÁGUAA MENINA GOTINHA DE ÁGUA
A MENINA GOTINHA DE ÁGUA
 
A princesa baixinha power point
A princesa baixinha   power pointA princesa baixinha   power point
A princesa baixinha power point
 
O sapato que miava (1)
O sapato que miava (1)O sapato que miava (1)
O sapato que miava (1)
 
Livro-A cesta de dona maricota
Livro-A cesta de dona maricotaLivro-A cesta de dona maricota
Livro-A cesta de dona maricota
 
O polvo coceguinhas
O polvo coceguinhasO polvo coceguinhas
O polvo coceguinhas
 
A ovelhinha-que-veio-para-jantar
A ovelhinha-que-veio-para-jantarA ovelhinha-que-veio-para-jantar
A ovelhinha-que-veio-para-jantar
 
De que-tamanho-é-o-pé-do-rei-
De que-tamanho-é-o-pé-do-rei-De que-tamanho-é-o-pé-do-rei-
De que-tamanho-é-o-pé-do-rei-
 
Corre cabacinha
Corre cabacinhaCorre cabacinha
Corre cabacinha
 
O beijo da palavrinha mia couto
O beijo da palavrinha mia couto O beijo da palavrinha mia couto
O beijo da palavrinha mia couto
 
Historia " Os Nossos Amigos Animais"
Historia " Os Nossos Amigos Animais"Historia " Os Nossos Amigos Animais"
Historia " Os Nossos Amigos Animais"
 
Eu e o meu pai
Eu e o meu paiEu e o meu pai
Eu e o meu pai
 
A casa da mosca fosca
A casa da mosca foscaA casa da mosca fosca
A casa da mosca fosca
 
Conto torrado nuvem.caracol_Clara
Conto torrado nuvem.caracol_ClaraConto torrado nuvem.caracol_Clara
Conto torrado nuvem.caracol_Clara
 
Power point a bruxinha que voava numa escova de dentes
Power point  a bruxinha que voava numa escova de dentesPower point  a bruxinha que voava numa escova de dentes
Power point a bruxinha que voava numa escova de dentes
 

Destaque

Branca de neve
Branca de neveBranca de neve
Branca de nevelabneusa
 
A história da branca de neve (legendas)
A história da branca de neve (legendas)A história da branca de neve (legendas)
A história da branca de neve (legendas)anarrcunha
 
Branca De Neve E Os Sete AnõEs
Branca De Neve E Os Sete AnõEsBranca De Neve E Os Sete AnõEs
Branca De Neve E Os Sete AnõEsEduarda Costa
 
Branca de neve e os sete anões
Branca de neve e os sete anõesBranca de neve e os sete anões
Branca de neve e os sete anõesNMBQ
 
Livro virtual 2º ano c
Livro virtual 2º ano cLivro virtual 2º ano c
Livro virtual 2º ano ckarlafms
 
Branca de neve
Branca de neveBranca de neve
Branca de nevesheninha
 
Branca de neve e os sete anões
Branca de neve e os sete anões Branca de neve e os sete anões
Branca de neve e os sete anões belanata
 
áLbum de figurinhas
áLbum de figurinhasáLbum de figurinhas
áLbum de figurinhaslabneusa
 
A bela adormecida - Augusto, Evelim e Grecia cia
A bela adormecida - Augusto, Evelim e  Grecia ciaA bela adormecida - Augusto, Evelim e  Grecia cia
A bela adormecida - Augusto, Evelim e Grecia ciaMilena Sampaio
 
Livro pronto
Livro prontoLivro pronto
Livro prontolabneusa
 
Alice no país das maravilhas Joana Cavadas
Alice no país das maravilhas  Joana CavadasAlice no país das maravilhas  Joana Cavadas
Alice no país das maravilhas Joana CavadasprofessoraManuela
 
Historia da Branca de Neve
Historia da Branca de NeveHistoria da Branca de Neve
Historia da Branca de Neve1324bia
 
Branca+de+neve+e+os+sete+anões
Branca+de+neve+e+os+sete+anõesBranca+de+neve+e+os+sete+anões
Branca+de+neve+e+os+sete+anõesVilma Amaral
 
A história da Branca de Neve - adaptação
A história da Branca de Neve - adaptaçãoA história da Branca de Neve - adaptação
A história da Branca de Neve - adaptaçãoLuís Filipe Pato
 

Destaque (20)

Branca de neve
Branca de neveBranca de neve
Branca de neve
 
Branca de neve
Branca de neveBranca de neve
Branca de neve
 
A história da branca de neve (legendas)
A história da branca de neve (legendas)A história da branca de neve (legendas)
A história da branca de neve (legendas)
 
Branca De Neve E Os Sete AnõEs
Branca De Neve E Os Sete AnõEsBranca De Neve E Os Sete AnõEs
Branca De Neve E Os Sete AnõEs
 
Branca de neve e os sete anões
Branca de neve e os sete anõesBranca de neve e os sete anões
Branca de neve e os sete anões
 
Pinoquio 2
Pinoquio 2Pinoquio 2
Pinoquio 2
 
Rapunzel
RapunzelRapunzel
Rapunzel
 
Livro virtual 2º ano c
Livro virtual 2º ano cLivro virtual 2º ano c
Livro virtual 2º ano c
 
Branca de neve
Branca de neveBranca de neve
Branca de neve
 
Branca de neve e os sete anões
Branca de neve e os sete anões Branca de neve e os sete anões
Branca de neve e os sete anões
 
áLbum de figurinhas
áLbum de figurinhasáLbum de figurinhas
áLbum de figurinhas
 
A bela adormecida - Augusto, Evelim e Grecia cia
A bela adormecida - Augusto, Evelim e  Grecia ciaA bela adormecida - Augusto, Evelim e  Grecia cia
A bela adormecida - Augusto, Evelim e Grecia cia
 
Livro pronto
Livro prontoLivro pronto
Livro pronto
 
Livro 2 b
Livro 2 bLivro 2 b
Livro 2 b
 
Alice no país das maravilhas Joana Cavadas
Alice no país das maravilhas  Joana CavadasAlice no país das maravilhas  Joana Cavadas
Alice no país das maravilhas Joana Cavadas
 
Pinóquio
PinóquioPinóquio
Pinóquio
 
Pinóquio
PinóquioPinóquio
Pinóquio
 
Historia da Branca de Neve
Historia da Branca de NeveHistoria da Branca de Neve
Historia da Branca de Neve
 
Branca+de+neve+e+os+sete+anões
Branca+de+neve+e+os+sete+anõesBranca+de+neve+e+os+sete+anões
Branca+de+neve+e+os+sete+anões
 
A história da Branca de Neve - adaptação
A história da Branca de Neve - adaptaçãoA história da Branca de Neve - adaptação
A história da Branca de Neve - adaptação
 

Semelhante a Branca de Neve

Branca de neve e os sete anões
Branca de neve e os sete anõesBranca de neve e os sete anões
Branca de neve e os sete anõesFilipa Cunha
 
Branca de neve
Branca de neveBranca de neve
Branca de neveIris Silva
 
Branca de neve e os sete anões
Branca de neve e os sete anões Branca de neve e os sete anões
Branca de neve e os sete anões belanata
 
Branca de-neve-e-os-sete-anes
Branca de-neve-e-os-sete-anesBranca de-neve-e-os-sete-anes
Branca de-neve-e-os-sete-anesJorge Carnaz
 
Branca de neve e os sete anões
Branca de neve e os sete anõesBranca de neve e os sete anões
Branca de neve e os sete anõesat the school
 
Branca de neve
Branca de neveBranca de neve
Branca de neveVeriaraujo
 
Tic conto infantil
Tic conto infantilTic conto infantil
Tic conto infantilVPS1
 
Minha webquest
Minha webquestMinha webquest
Minha webquestVPS1
 
Branca de Neve e os Sete Anões
Branca de Neve e os Sete AnõesBranca de Neve e os Sete Anões
Branca de Neve e os Sete Anõesfatimapestana
 
Branca de Neve e os sete Anões
Branca de Neve e os sete AnõesBranca de Neve e os sete Anões
Branca de Neve e os sete Anõesfatimapestana
 
Branca De Neve
Branca De NeveBranca De Neve
Branca De NeveCJM
 
A princesa e a ervilha
A princesa e a ervilhaA princesa e a ervilha
A princesa e a ervilhaSuzy Santana
 
A princesa e a ervilha conto
A princesa e a ervilha  contoA princesa e a ervilha  conto
A princesa e a ervilha contoLuísa Marques
 
A princesa matilde
A princesa matildeA princesa matilde
A princesa matildepauladornay
 

Semelhante a Branca de Neve (20)

Branca de neve e os sete anões
Branca de neve e os sete anõesBranca de neve e os sete anões
Branca de neve e os sete anões
 
Branca De Nev
Branca De NevBranca De Nev
Branca De Nev
 
Branca de neve
Branca de neveBranca de neve
Branca de neve
 
Branca de neve e os sete anoes
Branca de neve e os sete anoesBranca de neve e os sete anoes
Branca de neve e os sete anoes
 
Branca de neve e os sete anões
Branca de neve e os sete anões Branca de neve e os sete anões
Branca de neve e os sete anões
 
Branca de-neve-e-os-sete-anes
Branca de-neve-e-os-sete-anesBranca de-neve-e-os-sete-anes
Branca de-neve-e-os-sete-anes
 
Branca de neve e os sete anões
Branca de neve e os sete anõesBranca de neve e os sete anões
Branca de neve e os sete anões
 
Branca de neve
Branca de neveBranca de neve
Branca de neve
 
96207856 branca-de-neve
96207856 branca-de-neve96207856 branca-de-neve
96207856 branca-de-neve
 
Tic conto infantil
Tic conto infantilTic conto infantil
Tic conto infantil
 
Adormecida
AdormecidaAdormecida
Adormecida
 
Minha webquest
Minha webquestMinha webquest
Minha webquest
 
Branca de Neve e os Sete Anões
Branca de Neve e os Sete AnõesBranca de Neve e os Sete Anões
Branca de Neve e os Sete Anões
 
Branca de Neve e os sete Anões
Branca de Neve e os sete AnõesBranca de Neve e os sete Anões
Branca de Neve e os sete Anões
 
Branca De Neve
Branca De NeveBranca De Neve
Branca De Neve
 
BRANCA DE NEVE E OS SETE ANÕES
BRANCA DE NEVE E OS SETE ANÕESBRANCA DE NEVE E OS SETE ANÕES
BRANCA DE NEVE E OS SETE ANÕES
 
A princesa e a ervilha 4ºb
A princesa e a ervilha 4ºbA princesa e a ervilha 4ºb
A princesa e a ervilha 4ºb
 
A princesa e a ervilha
A princesa e a ervilhaA princesa e a ervilha
A princesa e a ervilha
 
A princesa e a ervilha conto
A princesa e a ervilha  contoA princesa e a ervilha  conto
A princesa e a ervilha conto
 
A princesa matilde
A princesa matildeA princesa matilde
A princesa matilde
 

Mais de ValderiVini

Introdução: Fenômeno Religioso
Introdução: Fenômeno ReligiosoIntrodução: Fenômeno Religioso
Introdução: Fenômeno ReligiosoValderiVini
 
Viajando na leitura
Viajando na leituraViajando na leitura
Viajando na leituraValderiVini
 
Tecnologia em Sala de Aula
Tecnologia em Sala de AulaTecnologia em Sala de Aula
Tecnologia em Sala de AulaValderiVini
 
Uma introdução ao estudo da História
Uma introdução ao estudo da HistóriaUma introdução ao estudo da História
Uma introdução ao estudo da HistóriaValderiVini
 
Regras básicas para um ambiente de estudos
Regras básicas para um ambiente de estudosRegras básicas para um ambiente de estudos
Regras básicas para um ambiente de estudosValderiVini
 
Revisão: Absolutismo e Reforma Religiosas
Revisão: Absolutismo e Reforma ReligiosasRevisão: Absolutismo e Reforma Religiosas
Revisão: Absolutismo e Reforma ReligiosasValderiVini
 

Mais de ValderiVini (8)

Introdução: Fenômeno Religioso
Introdução: Fenômeno ReligiosoIntrodução: Fenômeno Religioso
Introdução: Fenômeno Religioso
 
Viajando na leitura
Viajando na leituraViajando na leitura
Viajando na leitura
 
Tecnologia em Sala de Aula
Tecnologia em Sala de AulaTecnologia em Sala de Aula
Tecnologia em Sala de Aula
 
Viva a vida
Viva a vidaViva a vida
Viva a vida
 
Viva a vida
Viva a vidaViva a vida
Viva a vida
 
Uma introdução ao estudo da História
Uma introdução ao estudo da HistóriaUma introdução ao estudo da História
Uma introdução ao estudo da História
 
Regras básicas para um ambiente de estudos
Regras básicas para um ambiente de estudosRegras básicas para um ambiente de estudos
Regras básicas para um ambiente de estudos
 
Revisão: Absolutismo e Reforma Religiosas
Revisão: Absolutismo e Reforma ReligiosasRevisão: Absolutismo e Reforma Religiosas
Revisão: Absolutismo e Reforma Religiosas
 

Último

Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfIedaGoethe
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASEdinardo Aguiar
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduraAdryan Luiz
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosAntnyoAllysson
 
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕESPRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕESpatriciasofiacunha18
 
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfHABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfdio7ff
 
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino FundamentalCartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamentalgeone480617
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfPastor Robson Colaço
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresaulasgege
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdfDemetrio Ccesa Rayme
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfErasmo Portavoz
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfIedaGoethe
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOBiatrizGomes1
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxBiancaNogueira42
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasCassio Meira Jr.
 

Último (20)

XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditadura
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
 
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕESPRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
 
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfHABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
 
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino FundamentalCartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
 

Branca de Neve

  • 1. Branca de Neve e os Sete Anões. 1
  • 2. Há muito tempo, num reino distante, viviam um rei, uma rainha e sua filhinha, a princesa Branca de Neve. Sua pele era branca como a neve, os lábios vermelhos como o sangue e os cabelos pretos como o ébano. 2
  • 3. Um dia, a rainha ficou muito doente e morreu. O rei, sentindo-se muito sozinho, casou-se novamente. O que ninguém sabia é que a nova rainha era uma feiticeira cruel, invejosa e muito vaidosa. 3
  • 4. Ela possuía um espelho mágico, para o qual perguntava todos os dias: — Espelho, espelho meu! Há no mundo alguém mais bela do que eu? — És a mais bela de todas as mulheres, minha rainha! Respondia ele. 4
  • 5. Branca de Neve crescia e ficava cada vez mais bonita, encantadora e meiga. Todos gostavam muito dela, exceto a rainha, pois tinha medo que Branca de Neve se tornasse mais bonita que ela. 5
  • 6. Depois que o rei morreu, a rainha obrigava a princesa a vestir-se com trapos e a trabalhar na limpeza e na arrumação de todo o castelo. Branca de Neve passava os dias lavando, passando e esfregando, mas não reclamava. 6
  • 7. Era meiga, educada e amada por todos. Um dia, como de costume, a rainha perguntou ao espelho: — Espelho, espelho meu! Há no mundo alguém mais bela do que eu? — Sim, minha rainha! Branca de Neve é agora a mais bela! 7
  • 8. A rainha ficou furiosa, pois queria ser a mais bela para sempre. Imediatamente mandou chamar seu melhor caçador e ordenou que ele matasse a princesa e trouxesse seu coração numa caixa. No dia seguinte, ele convidou a menina para um passeio na floresta, mas não a matou. 8
  • 9. — Princesa, — disse ele — a rainha ordenou que eu a mate, mas não posso fazer isso. Eu a vi crescer e sempre fui leal a seu pai. — A rainha?! Mas, por quê? — perguntou a princesa. — Infelizmente não sei, mas não vou obedecer a rainha dessa vez. 9
  • 10. Fuja, princesa, e por favor não volte ao castelo, porque ela é capaz de matá-la! Branca de Neve correu pela floresta muito assustada, chorando, sem ter para onde ir. 10
  • 11. O caçador matou uma gazela, colocou seu coração numa caixa e levou para a rainha, que ficou bastante satisfeita, pensando que a enteada estava morta. Anoiteceu. Branca de Neve vagou pela floresta até encontrar uma cabana. Era pequena e muito graciosa. 11
  • 12. Parecia habitada por crianças, pois tudo ali era pequeno. A casa estava muito desarrumada e suja, mas Branca de Neve lavou a louça, as roupas e varreu a casa. No andar de cima da casinha encontrou sete caminhas, uma ao lado da outra. 12
  • 13. A moça estava tão cansada que juntou as caminhas, deitou-se e dormiu. Os donos da cabana eram sete anõezinhos que, ao voltarem para casa, se assustaram ao ver tudo arrumado e limpo. 13
  • 14. Os sete homenzinhos subiram a escada e ficaram muito espantados ao encontrar uma linda jovem dormindo em suas camas. Branca de Neve acordou e contou sua história para os anões, que logo se afeiçoaram a ela e a convidaram para morar com eles. 14
  • 15. O tempo passou... Um dia, a rainha resolveu consultar novamente seu espelho e descobriu que a princesa continuava viva. Ficou furiosa. Fez uma poção venenosa, que colocou dentro de uma maçã, e transformou-se numa velhinha maltrapilha. 15
  • 16. — Uma mordida nesta maçã fará Branca de Neve dormir para sempre — disse a bruxa. No dia seguinte, os anões saíram para trabalhar e Branca de Neve ficou sozinha. Pouco depois, a velha maltrapilha chegou perto da janela da cozinha. 16
  • 17. A princesa ofereceu-lhe um copo d’água e conversou com ela. — Muito obrigada! — falou a velhinha — coma uma maçã... eu faço questão! No mesmo instante em que mordeu a maçã, a princesa caiu desmaiada no chão. 17
  • 18. Os anões, alertados pelos animais da floresta, chegaram na cabana enquanto a rainha fugia. Na fuga, ela acabou caindo num abismo e morreu. Os anõezinhos encontraram Branca de Neve caída, como se estivesse dormindo. 18
  • 19. Então colocaram-na num lindo caixão de cristal, em uma clareira e ficaram vigiando noite e dia, esperando que um dia ela acordasse. Um certo dia, chegou até a clareira um príncipe do reino vizinho e logo que viu Branca de Neve se apaixonou por ela. 19
  • 20. Ele pediu aos anões que o deixassem levar o corpo da princesa para seu castelo, e prometeu que velaria por ela. Os anões concordaram e, quando foram erguer o caixão, este caiu, fazendo com que o pedaço de maçã que estava alojado na garganta de Branca de Neve saísse por sua boca, desfazendo o feitiço e acordando a princesa. 20
  • 21. Quando a moça viu o príncipe, se apaixonou por ele. Branca de Neve despediu-se dos sete anões e partiu junto com o príncipe para um castelo distante onde se casaram e foram felizes para sempre. FIM 21
  • 22.  Apresentação do Trabalho Final do Curso Introdução à Educação Digital.  Acadêmicas – Ivani Cristina de Campos Haack. Luciana Wolff Rossa. OBRIGADO PELA ATENÇÃO. 22