SlideShare uma empresa Scribd logo
1
2
3
4
5
Fidelidade
Valores Segurança
Visibilidade
Transparência
Consistência
Sustentabilidade
6
Planejamento
 Atingir os valores;
 Critérios de qualidade dos indexadores;
 Critérios de área do Qualis;
 Continuidade a longo prazo;
O que é necessário?
 Diagnosticar a situação.
 Traçar um plano de ação de curto,
médio e longo prazo.
7
Planejamento
 Periodicidade: publicar nos primeiros meses de cada período
8
Semestral
• Janeiro
• Junho
Trimestral
• Janeiro
• Abril
• Agosto
• Dezembro
Quadrimestral
• Janeiro
• Maio
• Setembro
 Antecipar as chamadas de artigos em pelo menos 1 ano.
 Deixar visível se é submissão contínua ou não.
 Publicar a lista de avaliadores na última edição.
 Tornar pública as estatísticas da revisão por pares.
 Ter contato institucional.
 Revisão anual:
 Política editorial, diretrizes para autores, e todos os
documentos da revista.
Planejamento
9
10
Institucionalização da revista
Profissionalização
11
 Reconhecer a função do editor e equipe institucionalmente.
 Institucionalização da função >> MEC/CAPES
 Estudar:
 Critérios de área da Capes;
 Indexadores;
 Acompanhar as notícias sobre editoração e comunicação científica;
 Participar de eventos e cursos.
12
http://cicloperiodicos.bu.ufsc.br/
13
http://www.sibi.usp.br/?p=8178
14
https://eventos.ifrs.edu.br/index.php/enedif/
15
http://eventos.scielo.org/viireuniaoscielo/programa/
http://eventos.scielo.org/vireuniaoscielo/
16
https://www.abecbrasil.org.br/novo/
17
https://publicationethics.org/events
Sucessão da equipe
 Plano do processo sucessório: escolha do editor.
 Perfil.
 Já ser considerado uma referência para área dará maior
destaque a revista. (Volpato, 2003).
 Registro gestão editorial:
 Práticas;
 Tomadas das decisões: Porque? Quando? Quem?
 Logins e senhas.
 Espaços colaborativos e compartilhados.
 Ex.: Dropbox; Arquivos.ufsc; Repositório Intitucional. 18
Maturidade editorial
19
1anos
2 anos
3 anos
Regras do jogo:
instituição, fluxo
editorial, política
editorial, direito autoral,
acesso aberto,
padronização.
Complexidade:
Indexadores,
divulgação, equipe
pequena, XML.
Desafios:
Conteúdo,
Parcerias internacionais.
20
Foco
no
conteúdo
Foco no conteúdo
21
 É preciso muito cuidado e atenção para identificar a real
contribuição científica do artigo.
 Não basta ter atendido o escopo, mas ser uma questão de
pesquisa frágil.
 Não basta a revista ter uma boa estrutura, uma boa divulgação
mas o conteúdo ser pobre.
TRZESNIAK, 2017
 O artigo precisa ter objetivos relevantes para área e que não sejam
meras releituras.
VOLPATO, 2013
 NOVA IDENTIDADE
 Artigo deverá conter além das exigências da ABNT
22
Identidade
do artigo
23
1 Mantém a identidade visual.
3 Crossmark:
Atualização, errata, retratação,
do artigo, etc.
2 Identifica que tipo de artigo.
4 Retaguarda Institucional.
5 Direitos autorais e direitos de
uso.
https://bmcnurs.biomedcentral.com/
24
6 Fonte de Financiamento.
8 Parecer do Comitê de Ética em
Pesquisa.
10 Conflito de Interesses.
11 Histórico do artigo.
12 Como submeter um artigo.
7 Contribuição de cada autor.
9 Autorização de uso de imagem.
25
26
14 – Como citar o artigo
13 – Orcid.
https://www.revistacuidarte.org/index.php/cuidarte
Divulgação e marketing
27
 Só assuma o compromisso se você conseguir manter a consistência.
 Precisa ter um propósito.
 Do que a revista precisa?
 Autores?
 Avaliadores?
 Leitores?
 Citações?
 Plano de ação.
 Autores: respondam os e-mails.
Recomendações de leitura
1) Code of conduct and best practice guidelines for journal editors.
COPE.
(boas práticas para editores, autores, avaliadores e instituição).
2) Publicar em psicologia um enfoque para a revista científica.
Aparecida a. Z. P. Sabadini Maria Imaculada c. Sampaio Sílvia Helena Koller.
composição da equipe editorial, indexação, métricas, etc.
3) Um Qualis em quatro tempos: histórico e sugestões para Administração,
Ciências Contábeis e Turismo.
Piotr Trzesniak.
Criticas e soluções para o Qualis.
4) Qualidade de Conteúdo, o Grande Desafio para os Editores Científicos.
Piotr Trzesniak;Tatiana Plata-Caviedes;Oscar Alejandro Córdoba-Salgado
3 logias para analisar o texto e propõem uma taxionomia para os pareceres. 28
29

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Boas práticas para periódicos

Avaliação de Artigos Científicos
Avaliação de Artigos CientíficosAvaliação de Artigos Científicos
Avaliação de Artigos Científicos
Antonio Dias de Figueiredo
 
Sustentabilidade e Internacionalização de Periódicos Científicos
Sustentabilidade e Internacionalização de Periódicos CientíficosSustentabilidade e Internacionalização de Periódicos Científicos
Sustentabilidade e Internacionalização de Periódicos Científicos
Portal de Periódicos UFSC
 
Forum E books Elsevier USP 2016
Forum E books Elsevier USP 2016Forum E books Elsevier USP 2016
Forum E books Elsevier USP 2016
SIBiUSP
 
Institucionalização de Portais de Periódicos
 Institucionalização de Portais de Periódicos  Institucionalização de Portais de Periódicos
Institucionalização de Portais de Periódicos
Lúcia da Silveira
 
Boas praticas anpad 2017
Boas praticas anpad 2017Boas praticas anpad 2017
Boas praticas anpad 2017
José Wilton Fonseca da Silva
 
Palestra-IVSC-traduzida
Palestra-IVSC-traduzidaPalestra-IVSC-traduzida
Palestra-IVSC-traduzida
Giana Araujo
 
Como publicar em bons journals
Como publicar em bons journalsComo publicar em bons journals
Como publicar em bons journals
Cristian Foguesatto
 
Monitoramento e Análise de marcas e conversações nas mídias sociais
Monitoramento e Análise de marcas e conversações nas mídias sociaisMonitoramento e Análise de marcas e conversações nas mídias sociais
Monitoramento e Análise de marcas e conversações nas mídias sociais
Danila Dourado
 
XII Curso Open Journal Systems - Introdução a indexadores
XII Curso Open Journal Systems - Introdução a indexadoresXII Curso Open Journal Systems - Introdução a indexadores
XII Curso Open Journal Systems - Introdução a indexadores
Carla Ferreira
 
Aula 2 ic e artigos sem vídeo-1
Aula 2   ic e artigos sem vídeo-1Aula 2   ic e artigos sem vídeo-1
Aula 2 ic e artigos sem vídeo-1
aula123456
 
Workshop scholar one e os novos critérios SciELO - Alex Mendonça
Workshop scholar one e os novos critérios SciELO - Alex MendonçaWorkshop scholar one e os novos critérios SciELO - Alex Mendonça
Workshop scholar one e os novos critérios SciELO - Alex Mendonça
SciELO - Scientific Electronic Library Online
 
Blog Inteligência Coletiva
Blog Inteligência ColetivaBlog Inteligência Coletiva
Blog Inteligência Coletiva
Seen Digital Intelligence
 
ata reuniao cban
ata reuniao cbanata reuniao cban
ata reuniao cban
Giana Araujo
 
Apresentação artigos científicos para estagiários de psicologia (simplificado)
Apresentação artigos científicos para estagiários de psicologia (simplificado)Apresentação artigos científicos para estagiários de psicologia (simplificado)
Apresentação artigos científicos para estagiários de psicologia (simplificado)
Bruno Sampaio Garrido
 
Direito autoral e qualidade das publicações
Direito autoral e qualidade das publicaçõesDireito autoral e qualidade das publicações
Direito autoral e qualidade das publicações
Portal de Periódicos UFSC
 
O Qualis CAPES e os indicadores baseados em publicações científicas: área Psi...
O Qualis CAPES e os indicadores baseados em publicações científicas: área Psi...O Qualis CAPES e os indicadores baseados em publicações científicas: área Psi...
O Qualis CAPES e os indicadores baseados em publicações científicas: área Psi...
Leticia Strehl
 
Avaliacaoartigoscientificos uaveiro-110601092947-phpapp01
Avaliacaoartigoscientificos uaveiro-110601092947-phpapp01Avaliacaoartigoscientificos uaveiro-110601092947-phpapp01
Avaliacaoartigoscientificos uaveiro-110601092947-phpapp01
Espi Sul
 
Resumo 01/10/2009
Resumo 01/10/2009Resumo 01/10/2009
Sistematização de revisões bibliográficas em pesquisas da área de IHC
Sistematização de revisões bibliográficas em pesquisas da área de IHCSistematização de revisões bibliográficas em pesquisas da área de IHC
Sistematização de revisões bibliográficas em pesquisas da área de IHC
Elizabete Munzlinger
 
Psri g5 2º
Psri g5 2ºPsri g5 2º
Psri g5 2º
Duarte Gomes
 

Semelhante a Boas práticas para periódicos (20)

Avaliação de Artigos Científicos
Avaliação de Artigos CientíficosAvaliação de Artigos Científicos
Avaliação de Artigos Científicos
 
Sustentabilidade e Internacionalização de Periódicos Científicos
Sustentabilidade e Internacionalização de Periódicos CientíficosSustentabilidade e Internacionalização de Periódicos Científicos
Sustentabilidade e Internacionalização de Periódicos Científicos
 
Forum E books Elsevier USP 2016
Forum E books Elsevier USP 2016Forum E books Elsevier USP 2016
Forum E books Elsevier USP 2016
 
Institucionalização de Portais de Periódicos
 Institucionalização de Portais de Periódicos  Institucionalização de Portais de Periódicos
Institucionalização de Portais de Periódicos
 
Boas praticas anpad 2017
Boas praticas anpad 2017Boas praticas anpad 2017
Boas praticas anpad 2017
 
Palestra-IVSC-traduzida
Palestra-IVSC-traduzidaPalestra-IVSC-traduzida
Palestra-IVSC-traduzida
 
Como publicar em bons journals
Como publicar em bons journalsComo publicar em bons journals
Como publicar em bons journals
 
Monitoramento e Análise de marcas e conversações nas mídias sociais
Monitoramento e Análise de marcas e conversações nas mídias sociaisMonitoramento e Análise de marcas e conversações nas mídias sociais
Monitoramento e Análise de marcas e conversações nas mídias sociais
 
XII Curso Open Journal Systems - Introdução a indexadores
XII Curso Open Journal Systems - Introdução a indexadoresXII Curso Open Journal Systems - Introdução a indexadores
XII Curso Open Journal Systems - Introdução a indexadores
 
Aula 2 ic e artigos sem vídeo-1
Aula 2   ic e artigos sem vídeo-1Aula 2   ic e artigos sem vídeo-1
Aula 2 ic e artigos sem vídeo-1
 
Workshop scholar one e os novos critérios SciELO - Alex Mendonça
Workshop scholar one e os novos critérios SciELO - Alex MendonçaWorkshop scholar one e os novos critérios SciELO - Alex Mendonça
Workshop scholar one e os novos critérios SciELO - Alex Mendonça
 
Blog Inteligência Coletiva
Blog Inteligência ColetivaBlog Inteligência Coletiva
Blog Inteligência Coletiva
 
ata reuniao cban
ata reuniao cbanata reuniao cban
ata reuniao cban
 
Apresentação artigos científicos para estagiários de psicologia (simplificado)
Apresentação artigos científicos para estagiários de psicologia (simplificado)Apresentação artigos científicos para estagiários de psicologia (simplificado)
Apresentação artigos científicos para estagiários de psicologia (simplificado)
 
Direito autoral e qualidade das publicações
Direito autoral e qualidade das publicaçõesDireito autoral e qualidade das publicações
Direito autoral e qualidade das publicações
 
O Qualis CAPES e os indicadores baseados em publicações científicas: área Psi...
O Qualis CAPES e os indicadores baseados em publicações científicas: área Psi...O Qualis CAPES e os indicadores baseados em publicações científicas: área Psi...
O Qualis CAPES e os indicadores baseados em publicações científicas: área Psi...
 
Avaliacaoartigoscientificos uaveiro-110601092947-phpapp01
Avaliacaoartigoscientificos uaveiro-110601092947-phpapp01Avaliacaoartigoscientificos uaveiro-110601092947-phpapp01
Avaliacaoartigoscientificos uaveiro-110601092947-phpapp01
 
Resumo 01/10/2009
Resumo 01/10/2009Resumo 01/10/2009
Resumo 01/10/2009
 
Sistematização de revisões bibliográficas em pesquisas da área de IHC
Sistematização de revisões bibliográficas em pesquisas da área de IHCSistematização de revisões bibliográficas em pesquisas da área de IHC
Sistematização de revisões bibliográficas em pesquisas da área de IHC
 
Psri g5 2º
Psri g5 2ºPsri g5 2º
Psri g5 2º
 

Mais de Portal de Periódicos UFSC

Indexação de Periódicos Científicos
Indexação de Periódicos CientíficosIndexação de Periódicos Científicos
Indexação de Periódicos Científicos
Portal de Periódicos UFSC
 
Gestão editorial: tendências e desafios na transição para a ciência aberta
Gestão editorial: tendências e desafios na transição para a ciência abertaGestão editorial: tendências e desafios na transição para a ciência aberta
Gestão editorial: tendências e desafios na transição para a ciência aberta
Portal de Periódicos UFSC
 
Revisão de metadados para confiabilidade de artigos publicados em acesso aberto
Revisão de metadados para confiabilidade de artigos publicados em acesso abertoRevisão de metadados para confiabilidade de artigos publicados em acesso aberto
Revisão de metadados para confiabilidade de artigos publicados em acesso aberto
Portal de Periódicos UFSC
 
Modalidades de publicação
Modalidades de publicaçãoModalidades de publicação
Modalidades de publicação
Portal de Periódicos UFSC
 
Relatoria: VI Ciclo de Debates Periódicos UFSC e I Encontro Nacional de Porta...
Relatoria: VI Ciclo de Debates Periódicos UFSC e I Encontro Nacional de Porta...Relatoria: VI Ciclo de Debates Periódicos UFSC e I Encontro Nacional de Porta...
Relatoria: VI Ciclo de Debates Periódicos UFSC e I Encontro Nacional de Porta...
Portal de Periódicos UFSC
 
Boas Práticas para Periódicos Científicos
Boas Práticas para Periódicos CientíficosBoas Práticas para Periódicos Científicos
Boas Práticas para Periódicos Científicos
Portal de Periódicos UFSC
 
A atuação do bibliotecário na gestão editorial
A atuação do bibliotecário na gestão editorialA atuação do bibliotecário na gestão editorial
A atuação do bibliotecário na gestão editorial
Portal de Periódicos UFSC
 
Portais de Periódicos: panorama brasileiro
Portais de Periódicos: panorama brasileiroPortais de Periódicos: panorama brasileiro
Portais de Periódicos: panorama brasileiro
Portal de Periódicos UFSC
 
Direitos Autorais e Creative Commons
Direitos Autorais e Creative CommonsDireitos Autorais e Creative Commons
Direitos Autorais e Creative Commons
Portal de Periódicos UFSC
 
Gestão de dados para periódicos científicos
Gestão de dados para periódicos científicosGestão de dados para periódicos científicos
Gestão de dados para periódicos científicos
Portal de Periódicos UFSC
 
Acessibilidade
AcessibilidadeAcessibilidade
Métricas alternativas e marketing científico digital
Métricas alternativas e marketing científico digitalMétricas alternativas e marketing científico digital
Métricas alternativas e marketing científico digital
Portal de Periódicos UFSC
 
Mudanças do OJS 2 para o OJS 3
Mudanças do OJS 2 para o OJS 3Mudanças do OJS 2 para o OJS 3
Mudanças do OJS 2 para o OJS 3
Portal de Periódicos UFSC
 
Portal de Periódicos como estratégia de valorização da instituição
Portal de Periódicos como estratégia de valorização da instituiçãoPortal de Periódicos como estratégia de valorização da instituição
Portal de Periódicos como estratégia de valorização da instituição
Portal de Periódicos UFSC
 
Divulgação científica na revista História, Ciências, Saúde - Manguinhos
Divulgação científica na revista História, Ciências, Saúde - ManguinhosDivulgação científica na revista História, Ciências, Saúde - Manguinhos
Divulgação científica na revista História, Ciências, Saúde - Manguinhos
Portal de Periódicos UFSC
 
ORCID: o identificador digital que personaliza o autor
ORCID: o identificador digital que personaliza o autor ORCID: o identificador digital que personaliza o autor
ORCID: o identificador digital que personaliza o autor
Portal de Periódicos UFSC
 
Tendências SciELO para publicações científicas
Tendências SciELO para publicações científicasTendências SciELO para publicações científicas
Tendências SciELO para publicações científicas
Portal de Periódicos UFSC
 
Boas Práticas do Portal de Periódicos Eletrônicos Científicos da UNICAMP
Boas Práticas do Portal de Periódicos Eletrônicos Científicos da UNICAMPBoas Práticas do Portal de Periódicos Eletrônicos Científicos da UNICAMP
Boas Práticas do Portal de Periódicos Eletrônicos Científicos da UNICAMP
Portal de Periódicos UFSC
 
A UFG e a gestão de Portais de Periódicos
A UFG e a gestão de Portais de PeriódicosA UFG e a gestão de Portais de Periódicos
A UFG e a gestão de Portais de Periódicos
Portal de Periódicos UFSC
 
Relatório Anual do Portal de Periódicos UFSC: gestão de 2016
Relatório Anual do Portal de Periódicos UFSC: gestão de 2016Relatório Anual do Portal de Periódicos UFSC: gestão de 2016
Relatório Anual do Portal de Periódicos UFSC: gestão de 2016
Portal de Periódicos UFSC
 

Mais de Portal de Periódicos UFSC (20)

Indexação de Periódicos Científicos
Indexação de Periódicos CientíficosIndexação de Periódicos Científicos
Indexação de Periódicos Científicos
 
Gestão editorial: tendências e desafios na transição para a ciência aberta
Gestão editorial: tendências e desafios na transição para a ciência abertaGestão editorial: tendências e desafios na transição para a ciência aberta
Gestão editorial: tendências e desafios na transição para a ciência aberta
 
Revisão de metadados para confiabilidade de artigos publicados em acesso aberto
Revisão de metadados para confiabilidade de artigos publicados em acesso abertoRevisão de metadados para confiabilidade de artigos publicados em acesso aberto
Revisão de metadados para confiabilidade de artigos publicados em acesso aberto
 
Modalidades de publicação
Modalidades de publicaçãoModalidades de publicação
Modalidades de publicação
 
Relatoria: VI Ciclo de Debates Periódicos UFSC e I Encontro Nacional de Porta...
Relatoria: VI Ciclo de Debates Periódicos UFSC e I Encontro Nacional de Porta...Relatoria: VI Ciclo de Debates Periódicos UFSC e I Encontro Nacional de Porta...
Relatoria: VI Ciclo de Debates Periódicos UFSC e I Encontro Nacional de Porta...
 
Boas Práticas para Periódicos Científicos
Boas Práticas para Periódicos CientíficosBoas Práticas para Periódicos Científicos
Boas Práticas para Periódicos Científicos
 
A atuação do bibliotecário na gestão editorial
A atuação do bibliotecário na gestão editorialA atuação do bibliotecário na gestão editorial
A atuação do bibliotecário na gestão editorial
 
Portais de Periódicos: panorama brasileiro
Portais de Periódicos: panorama brasileiroPortais de Periódicos: panorama brasileiro
Portais de Periódicos: panorama brasileiro
 
Direitos Autorais e Creative Commons
Direitos Autorais e Creative CommonsDireitos Autorais e Creative Commons
Direitos Autorais e Creative Commons
 
Gestão de dados para periódicos científicos
Gestão de dados para periódicos científicosGestão de dados para periódicos científicos
Gestão de dados para periódicos científicos
 
Acessibilidade
AcessibilidadeAcessibilidade
Acessibilidade
 
Métricas alternativas e marketing científico digital
Métricas alternativas e marketing científico digitalMétricas alternativas e marketing científico digital
Métricas alternativas e marketing científico digital
 
Mudanças do OJS 2 para o OJS 3
Mudanças do OJS 2 para o OJS 3Mudanças do OJS 2 para o OJS 3
Mudanças do OJS 2 para o OJS 3
 
Portal de Periódicos como estratégia de valorização da instituição
Portal de Periódicos como estratégia de valorização da instituiçãoPortal de Periódicos como estratégia de valorização da instituição
Portal de Periódicos como estratégia de valorização da instituição
 
Divulgação científica na revista História, Ciências, Saúde - Manguinhos
Divulgação científica na revista História, Ciências, Saúde - ManguinhosDivulgação científica na revista História, Ciências, Saúde - Manguinhos
Divulgação científica na revista História, Ciências, Saúde - Manguinhos
 
ORCID: o identificador digital que personaliza o autor
ORCID: o identificador digital que personaliza o autor ORCID: o identificador digital que personaliza o autor
ORCID: o identificador digital que personaliza o autor
 
Tendências SciELO para publicações científicas
Tendências SciELO para publicações científicasTendências SciELO para publicações científicas
Tendências SciELO para publicações científicas
 
Boas Práticas do Portal de Periódicos Eletrônicos Científicos da UNICAMP
Boas Práticas do Portal de Periódicos Eletrônicos Científicos da UNICAMPBoas Práticas do Portal de Periódicos Eletrônicos Científicos da UNICAMP
Boas Práticas do Portal de Periódicos Eletrônicos Científicos da UNICAMP
 
A UFG e a gestão de Portais de Periódicos
A UFG e a gestão de Portais de PeriódicosA UFG e a gestão de Portais de Periódicos
A UFG e a gestão de Portais de Periódicos
 
Relatório Anual do Portal de Periódicos UFSC: gestão de 2016
Relatório Anual do Portal de Periódicos UFSC: gestão de 2016Relatório Anual do Portal de Periódicos UFSC: gestão de 2016
Relatório Anual do Portal de Periódicos UFSC: gestão de 2016
 

Último

Grupo_3-Como_o_conhecimento_cientifico_e_construido_e_divulgado.pptx ________...
Grupo_3-Como_o_conhecimento_cientifico_e_construido_e_divulgado.pptx ________...Grupo_3-Como_o_conhecimento_cientifico_e_construido_e_divulgado.pptx ________...
Grupo_3-Como_o_conhecimento_cientifico_e_construido_e_divulgado.pptx ________...
MelissaSouza39
 
Taxonomia: é a ciência que classifica os seres vivos, estabelecendo critérios...
Taxonomia: é a ciência que classifica os seres vivos, estabelecendo critérios...Taxonomia: é a ciência que classifica os seres vivos, estabelecendo critérios...
Taxonomia: é a ciência que classifica os seres vivos, estabelecendo critérios...
jenneferbarbosa21
 
EVOLUÇÃO-EVOLUÇÃO- A evolução pode ser definida como a mudança na forma e no ...
EVOLUÇÃO-EVOLUÇÃO- A evolução pode ser definida como a mudança na forma e no ...EVOLUÇÃO-EVOLUÇÃO- A evolução pode ser definida como a mudança na forma e no ...
EVOLUÇÃO-EVOLUÇÃO- A evolução pode ser definida como a mudança na forma e no ...
jenneferbarbosa21
 
anatomia e fisiologia de peixes CRMVCP.
anatomia e fisiologia de peixes  CRMVCP.anatomia e fisiologia de peixes  CRMVCP.
anatomia e fisiologia de peixes CRMVCP.
FERNANDACAROLINEPONT
 
MÁQUINAS SIMPLES-ALAVANCAS-POLIAS-ENGRENAGENS.pptx
MÁQUINAS SIMPLES-ALAVANCAS-POLIAS-ENGRENAGENS.pptxMÁQUINAS SIMPLES-ALAVANCAS-POLIAS-ENGRENAGENS.pptx
MÁQUINAS SIMPLES-ALAVANCAS-POLIAS-ENGRENAGENS.pptx
MnicaPereira739219
 
Cards das Espécies da Coleção-Carpoteca Temática Itinerante sediada no Labora...
Cards das Espécies da Coleção-Carpoteca Temática Itinerante sediada no Labora...Cards das Espécies da Coleção-Carpoteca Temática Itinerante sediada no Labora...
Cards das Espécies da Coleção-Carpoteca Temática Itinerante sediada no Labora...
jenneferbarbosa21
 
2-10-EF - 9º ANO - CIÊNCIAS - LUZ E CORES.pdf
2-10-EF - 9º ANO - CIÊNCIAS - LUZ E CORES.pdf2-10-EF - 9º ANO - CIÊNCIAS - LUZ E CORES.pdf
2-10-EF - 9º ANO - CIÊNCIAS - LUZ E CORES.pdf
FlorAzaleia1
 
Aula 1. Introdução ao estudo da célula.ppt
Aula 1. Introdução ao estudo da célula.pptAula 1. Introdução ao estudo da célula.ppt
Aula 1. Introdução ao estudo da célula.ppt
cleidianevieira7
 

Último (8)

Grupo_3-Como_o_conhecimento_cientifico_e_construido_e_divulgado.pptx ________...
Grupo_3-Como_o_conhecimento_cientifico_e_construido_e_divulgado.pptx ________...Grupo_3-Como_o_conhecimento_cientifico_e_construido_e_divulgado.pptx ________...
Grupo_3-Como_o_conhecimento_cientifico_e_construido_e_divulgado.pptx ________...
 
Taxonomia: é a ciência que classifica os seres vivos, estabelecendo critérios...
Taxonomia: é a ciência que classifica os seres vivos, estabelecendo critérios...Taxonomia: é a ciência que classifica os seres vivos, estabelecendo critérios...
Taxonomia: é a ciência que classifica os seres vivos, estabelecendo critérios...
 
EVOLUÇÃO-EVOLUÇÃO- A evolução pode ser definida como a mudança na forma e no ...
EVOLUÇÃO-EVOLUÇÃO- A evolução pode ser definida como a mudança na forma e no ...EVOLUÇÃO-EVOLUÇÃO- A evolução pode ser definida como a mudança na forma e no ...
EVOLUÇÃO-EVOLUÇÃO- A evolução pode ser definida como a mudança na forma e no ...
 
anatomia e fisiologia de peixes CRMVCP.
anatomia e fisiologia de peixes  CRMVCP.anatomia e fisiologia de peixes  CRMVCP.
anatomia e fisiologia de peixes CRMVCP.
 
MÁQUINAS SIMPLES-ALAVANCAS-POLIAS-ENGRENAGENS.pptx
MÁQUINAS SIMPLES-ALAVANCAS-POLIAS-ENGRENAGENS.pptxMÁQUINAS SIMPLES-ALAVANCAS-POLIAS-ENGRENAGENS.pptx
MÁQUINAS SIMPLES-ALAVANCAS-POLIAS-ENGRENAGENS.pptx
 
Cards das Espécies da Coleção-Carpoteca Temática Itinerante sediada no Labora...
Cards das Espécies da Coleção-Carpoteca Temática Itinerante sediada no Labora...Cards das Espécies da Coleção-Carpoteca Temática Itinerante sediada no Labora...
Cards das Espécies da Coleção-Carpoteca Temática Itinerante sediada no Labora...
 
2-10-EF - 9º ANO - CIÊNCIAS - LUZ E CORES.pdf
2-10-EF - 9º ANO - CIÊNCIAS - LUZ E CORES.pdf2-10-EF - 9º ANO - CIÊNCIAS - LUZ E CORES.pdf
2-10-EF - 9º ANO - CIÊNCIAS - LUZ E CORES.pdf
 
Aula 1. Introdução ao estudo da célula.ppt
Aula 1. Introdução ao estudo da célula.pptAula 1. Introdução ao estudo da célula.ppt
Aula 1. Introdução ao estudo da célula.ppt
 

Boas práticas para periódicos

  • 1. 1
  • 2. 2
  • 3. 3
  • 4. 4
  • 5. 5
  • 7. Planejamento  Atingir os valores;  Critérios de qualidade dos indexadores;  Critérios de área do Qualis;  Continuidade a longo prazo; O que é necessário?  Diagnosticar a situação.  Traçar um plano de ação de curto, médio e longo prazo. 7
  • 8. Planejamento  Periodicidade: publicar nos primeiros meses de cada período 8 Semestral • Janeiro • Junho Trimestral • Janeiro • Abril • Agosto • Dezembro Quadrimestral • Janeiro • Maio • Setembro
  • 9.  Antecipar as chamadas de artigos em pelo menos 1 ano.  Deixar visível se é submissão contínua ou não.  Publicar a lista de avaliadores na última edição.  Tornar pública as estatísticas da revisão por pares.  Ter contato institucional.  Revisão anual:  Política editorial, diretrizes para autores, e todos os documentos da revista. Planejamento 9
  • 11. Profissionalização 11  Reconhecer a função do editor e equipe institucionalmente.  Institucionalização da função >> MEC/CAPES  Estudar:  Critérios de área da Capes;  Indexadores;  Acompanhar as notícias sobre editoração e comunicação científica;  Participar de eventos e cursos.
  • 18. Sucessão da equipe  Plano do processo sucessório: escolha do editor.  Perfil.  Já ser considerado uma referência para área dará maior destaque a revista. (Volpato, 2003).  Registro gestão editorial:  Práticas;  Tomadas das decisões: Porque? Quando? Quem?  Logins e senhas.  Espaços colaborativos e compartilhados.  Ex.: Dropbox; Arquivos.ufsc; Repositório Intitucional. 18
  • 19. Maturidade editorial 19 1anos 2 anos 3 anos Regras do jogo: instituição, fluxo editorial, política editorial, direito autoral, acesso aberto, padronização. Complexidade: Indexadores, divulgação, equipe pequena, XML. Desafios: Conteúdo, Parcerias internacionais.
  • 21. Foco no conteúdo 21  É preciso muito cuidado e atenção para identificar a real contribuição científica do artigo.  Não basta ter atendido o escopo, mas ser uma questão de pesquisa frágil.  Não basta a revista ter uma boa estrutura, uma boa divulgação mas o conteúdo ser pobre. TRZESNIAK, 2017  O artigo precisa ter objetivos relevantes para área e que não sejam meras releituras. VOLPATO, 2013
  • 22.  NOVA IDENTIDADE  Artigo deverá conter além das exigências da ABNT 22 Identidade do artigo
  • 23. 23 1 Mantém a identidade visual. 3 Crossmark: Atualização, errata, retratação, do artigo, etc. 2 Identifica que tipo de artigo. 4 Retaguarda Institucional. 5 Direitos autorais e direitos de uso. https://bmcnurs.biomedcentral.com/
  • 24. 24 6 Fonte de Financiamento. 8 Parecer do Comitê de Ética em Pesquisa. 10 Conflito de Interesses. 11 Histórico do artigo. 12 Como submeter um artigo. 7 Contribuição de cada autor. 9 Autorização de uso de imagem.
  • 25. 25
  • 26. 26 14 – Como citar o artigo 13 – Orcid. https://www.revistacuidarte.org/index.php/cuidarte
  • 27. Divulgação e marketing 27  Só assuma o compromisso se você conseguir manter a consistência.  Precisa ter um propósito.  Do que a revista precisa?  Autores?  Avaliadores?  Leitores?  Citações?  Plano de ação.  Autores: respondam os e-mails.
  • 28. Recomendações de leitura 1) Code of conduct and best practice guidelines for journal editors. COPE. (boas práticas para editores, autores, avaliadores e instituição). 2) Publicar em psicologia um enfoque para a revista científica. Aparecida a. Z. P. Sabadini Maria Imaculada c. Sampaio Sílvia Helena Koller. composição da equipe editorial, indexação, métricas, etc. 3) Um Qualis em quatro tempos: histórico e sugestões para Administração, Ciências Contábeis e Turismo. Piotr Trzesniak. Criticas e soluções para o Qualis. 4) Qualidade de Conteúdo, o Grande Desafio para os Editores Científicos. Piotr Trzesniak;Tatiana Plata-Caviedes;Oscar Alejandro Córdoba-Salgado 3 logias para analisar o texto e propõem uma taxionomia para os pareceres. 28
  • 29. 29