SlideShare uma empresa Scribd logo
Biologia – Setor A
Aula 2 – pág. 320
Biodiversidade
Bio = vida Diversidade = variedade
Por definição:
 “O termo biodiversidade descreve a variedade de vida na
Terra”. (Natural History Museum – UK)
Na prática:
Mas não podemos nos
esquecer dos:
Biodiversidade
 Diversidade genética: caracterizada pelas variâncias entre os
organismos. Mesmo em uma mesma espécie, a diversidade genética
é alta, o que possibilita uma maior adaptabilidade. Esse nível de
classificação é utilizado para quantificar a biodiversidade em termos
taxonômicos.
 Diversidade química: a variedade genética também possibilita a
síntese de produtos químicos. Diferentes espécies produzem
diferentes compostos, que podem ser aproveitados pelos humanos
em diversos contextos.
 Diversidade ecológica: relacionada com a diversidade entre
ecossistemas. Cada ecossistema constitui relações ecológicas que
podem ser únicas, e crescente destruição desses ecossistemas
 Cada vez mais há a ânsia de se estudar a biodiversidade pelo
mundo
 Para tal, cresceu-se também a preocupação com a conservação
ambiental, que na prática visa proteger a biodiversidade
 O interesse não é de todo filantrópico: a quantificação e
qualificação da vida pelo planeta trás a possibilidade de
conhecer-se potenciais biotecnologias
 No Brasil, desde 1999 há o projeto BIOTA-FAPESP, com intuito
de “caracterização, conservação, restauração e uso sustentável
da Biodiversidade”
• É importante perceber que apesar do crescente interesse na biodiversidade, é
necessária ainda muita pesquisa para que se conheça a riqueza da diversidade
no nosso planeta
• Abrange o número de espécies, os tamanhos das populações, a diversidades
genética e de ecossistema.
A biodiversidade no contexto global
Diferentes fatores abióticos
influenciam a biodiversidade,
tais como: índice
pluviométrico, temperatura,
incidência luminosa,
heterogeneidade do hábitat,
áreas geologicamente mais
antigas.
Variedade de espécies de plantas ao redor do mundo
• Estudo da Universidade
da Califórnia
• 3.6% da superfície da
Terra (áreas em violeta)
possuem uma enorme
biodiversidade (plantas e
animais)
• São basicamente
constituídas de pequenas
ilhas – ambientes sujeitos
a fácil desequilíbrio
• Ainda mais grave: boa
parte dessas espécies são
endêmicas
Variedade de espécies de plantas ao redor do mundo
Número de espécies de anfíbios
Riqueza de espécies de peixes de água doce
Biodiversidade animal pelo mundo
• Regiões com menores
latitudes possuem
visivelmente uma maior
biodiversidade
• Não por coincidência, são
as regiões que possuem
maior incidência solar
• Há uma maior quantidade
de energia recebida nessas
regiões, o que estimula a
riqueza na biodiversidade
• Da mesma forma, maiores
latitudes possuem uma
menor biodiversidade
Biodiversity Hotspots
• Hotspots de
biodiversidade são os
locais em que há
muitas espécies
endêmicas e que
estão ameaçadas
• Como são
endêmicas, a
destruição desses
ecossistemas
implicam no
desaparecimento de
muitas espécies
Biodiversidade no Brasil
 O Brasil, como um país de
proporções continentais, possui
regiões que se diferem em
temperatura,umidade, qualidade do
solo, radiação solar, massas de ar e
correntes marítimas.
 Por isso, podemos observar biomas
bastante particulares,
caracterizados por exuberante
fauna e flora.
 Possui um número elevado de
espécies endêmicas, que
certamente irá se elevar quando
houver mais estudos.
 A biodiversidade brasileira também
proporciona bens econômicos
importantes, como o abacaxi,
amendoim, castanha-do-brasil,
mandioca, caju.
Biodiversidade no Cerrado
 É o segundo maior bioma da América do Sul.
 Como visto anteriormente, o Cerrado
constitui um hotspot para biodiversidade,
possuindo uma série de espécies endêmicas.
 Infelizmente, é um dos biomas mais
ameaçados graças à expansão dos setores
agropecuários.
 Ao menos 137 espécies de animais do
bioma estão ameaçados de extinção e cerca
de 20% das espécies endêmicas não são mais
encontradas nas áreas protegidas.
 De todos os hotspots mundiais, o cerrado é
o que possui a menor porcentagem de
Biodiversidade na Amazônia
 Região mundial que possui a maior quantidade de espécies de animais e
plantas.
 10% das espécies vegetais encontram-se na Amazônia
 É conhecidamente o território com maior biodiversidade do planeta, mas
apenas uma fração muito pequena é conhecida
 Cerca de 70% das espécies de artrópodes, por exemplo, não foram descritas
 O número de espécies de peixes é desconhecido, mas acredita-se que a bacia
amazônica compreende a maior quantidade de espécies em relação às demais
bacias
 Os dados para répteis, aves, anfíbios e mamíferos também são destacáveis.
 Apesar de tudo isso, em nenhum lugar do mundo derrubam-se mais árvores
do que na nossa grandiosa floresta, sendo o desmatamento neste lugar 30%
maior do que a “segunda colocada”, a Indonésia.
 A biodiversidade brasileira, no setor da agroindústria,
corresponde a 40% do PIB nacional, mas nos setores florestais,
apenas 4% do PIB é representado por espécies nativas.
 A maior parte da economia do pais é adquira através de
espécies exóticas, como a cana-de-açúcar (Nova Guiné), café
(Etiópia), arroz (Filipinas), soja (China), cacau (México), eucalipto
(Austrália), pinheiros (América Central), gado (Índia) e apicultura
(Europa e África).
 Claramente nosso país precisa investir pesado em pesquisas
sobre a nossa biodiversidade
Destruição da diversidade biológica
 Além das ações humanas, que serão devidamente
tratadas nos próximos slides, a destruição da
biodiversidade também acontece por meios naturais.
 Cerca de 99% das espécies que já existiram na Terra
estão extintas.
 As extinções não são precisamente ruins, uma vez que
dão a oportunidade à ascendência de novas espécies.
 O grande problema é que a atuação dos homens
aceleram extinções, que normalmente acontecem em
eras geológicas.
Ações antrópicas
 Exploração não sustentável dos recursos naturais;
 Introdução de espécies exóticas no ecossistemas;
 Poluição do ar, do solo e de ambientes aquáticos;
 Destruição, fragmentação ou alteração de hábitats em
consequência do aumento de áreas para atividades
agropecuárias, construção de barragens, estradas, cidades,
etc.
Fragmentação de hábitats
 Um hábitat no seu tamanho original é dividido em
tamanhos menores, geralmente com perda de áreas
e isolamento desses fragmentos, transformando a
paisagem. E essa fragmentação pode ocorrer
mesmo quando a paisagem não é tão alterada, por
exemplo, com a instalação de cercas, muros,
passagem de tubulações, estradas e rodovias, etc.
Foto
de
satélite
em
região
da
Floresta
Amazônica
no
Pará.
Observe
os
recortes
na
floresta
por
meio
da
abertura
de
estradas
e
derrubada
de
árvores.
Foto:
Google
Maps.
Conservação da biodiversidade
 São porções de ecossistemas que promovem a
ligação entre áreas fragmentadas, sendo
importantes por garantir o deslocamento de
animais e a dispersão de sementes entre essas
áreas. Esses corredores são fundamentais para
diminuírem o impacto dos homens nessas regiões,
uma vez que a fragmentação de hábitats pode ter
consequências drásticas para a fauna e a flora
local, sendo responsável, até mesmo, por extinção
de espécies.
 A conservação dos ecossistemas é importante para:
◦ A diversidade de espécies e sua variabilidade;
◦ A qualidade do ar;
◦ A regulação do clima e manutenção dos ciclos biogeoquímicos;
◦ O fluxo de rios e nascentes;
◦ A contenção do solo;
◦ A dispersão de sementes
◦ Etc....

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Biotecnologia
Biotecnologia Biotecnologia
Biotecnologia e Engenharia Genética (Power Point)
Biotecnologia e Engenharia Genética (Power Point)Biotecnologia e Engenharia Genética (Power Point)
Biotecnologia e Engenharia Genética (Power Point)
Bio
 
Fungos
FungosFungos
Biodiversidade: preservação das espécies para o equilíbrio do planeta
Biodiversidade: preservação das espécies para o equilíbrio do planeta Biodiversidade: preservação das espécies para o equilíbrio do planeta
Biodiversidade: preservação das espécies para o equilíbrio do planeta
Ibá – Indústria Brasileira de Árvores
 
Aula fisiologia vegetal
Aula fisiologia vegetalAula fisiologia vegetal
Aula fisiologia vegetal
BIOLOGIA Associação Pré-FEDERAL
 
Pirâmides ecológicas
Pirâmides ecológicasPirâmides ecológicas
Pirâmides ecológicas
URCA
 
Reprodução assexuada e sexuada
Reprodução assexuada  e sexuadaReprodução assexuada  e sexuada
Reprodução assexuada e sexuada
Matheus Faria do Valle
 
Dinamica populacional
Dinamica populacionalDinamica populacional
Dinamica populacional
Fabricio Carvalho
 
I.2 características dos seres vivos
I.2 características dos seres vivosI.2 características dos seres vivos
I.2 características dos seres vivos
Rebeca Vale
 
Aula de ecologia curso completo
Aula de ecologia   curso completoAula de ecologia   curso completo
Aula de ecologia curso completo
Nelson Costa
 
Ecologia 3º ano
Ecologia 3º anoEcologia 3º ano
Ecologia 3º ano
Renata Magalhães
 
Briofitas
BriofitasBriofitas
Briofitas
jcrrios
 
Reino Plantae Power Point
Reino Plantae Power PointReino Plantae Power Point
Reino Plantae Power Point
infoeducp2
 
Morfologia das angiospermas
Morfologia das angiospermasMorfologia das angiospermas
Morfologia das angiospermas
Fatima Comiotto
 
Dinâmica de Populações
Dinâmica de PopulaçõesDinâmica de Populações
Dinâmica de Populações
Turma Olímpica
 
Biodiversidade
BiodiversidadeBiodiversidade
Biodiversidade
PIBID Joel Job
 
Ecologia de Populações
Ecologia de PopulaçõesEcologia de Populações
Ecologia de Populações
Gabriela de Lima
 
Biomas
BiomasBiomas
Biomas
Tânia Reis
 
Organelas celulares
Organelas celularesOrganelas celulares
Organelas celulares
mainamgar
 
Reino plantae
Reino plantaeReino plantae
Reino plantae
profatatiana
 

Mais procurados (20)

Biotecnologia
Biotecnologia Biotecnologia
Biotecnologia
 
Biotecnologia e Engenharia Genética (Power Point)
Biotecnologia e Engenharia Genética (Power Point)Biotecnologia e Engenharia Genética (Power Point)
Biotecnologia e Engenharia Genética (Power Point)
 
Fungos
FungosFungos
Fungos
 
Biodiversidade: preservação das espécies para o equilíbrio do planeta
Biodiversidade: preservação das espécies para o equilíbrio do planeta Biodiversidade: preservação das espécies para o equilíbrio do planeta
Biodiversidade: preservação das espécies para o equilíbrio do planeta
 
Aula fisiologia vegetal
Aula fisiologia vegetalAula fisiologia vegetal
Aula fisiologia vegetal
 
Pirâmides ecológicas
Pirâmides ecológicasPirâmides ecológicas
Pirâmides ecológicas
 
Reprodução assexuada e sexuada
Reprodução assexuada  e sexuadaReprodução assexuada  e sexuada
Reprodução assexuada e sexuada
 
Dinamica populacional
Dinamica populacionalDinamica populacional
Dinamica populacional
 
I.2 características dos seres vivos
I.2 características dos seres vivosI.2 características dos seres vivos
I.2 características dos seres vivos
 
Aula de ecologia curso completo
Aula de ecologia   curso completoAula de ecologia   curso completo
Aula de ecologia curso completo
 
Ecologia 3º ano
Ecologia 3º anoEcologia 3º ano
Ecologia 3º ano
 
Briofitas
BriofitasBriofitas
Briofitas
 
Reino Plantae Power Point
Reino Plantae Power PointReino Plantae Power Point
Reino Plantae Power Point
 
Morfologia das angiospermas
Morfologia das angiospermasMorfologia das angiospermas
Morfologia das angiospermas
 
Dinâmica de Populações
Dinâmica de PopulaçõesDinâmica de Populações
Dinâmica de Populações
 
Biodiversidade
BiodiversidadeBiodiversidade
Biodiversidade
 
Ecologia de Populações
Ecologia de PopulaçõesEcologia de Populações
Ecologia de Populações
 
Biomas
BiomasBiomas
Biomas
 
Organelas celulares
Organelas celularesOrganelas celulares
Organelas celulares
 
Reino plantae
Reino plantaeReino plantae
Reino plantae
 

Semelhante a Aula 2 biodiversidade

Biodiversidade (1).pptx
Biodiversidade (1).pptxBiodiversidade (1).pptx
Biodiversidade (1).pptx
kaiquereinaldo
 
biodiversidade (1).pdf
biodiversidade (1).pdfbiodiversidade (1).pdf
biodiversidade (1).pdf
PabloFirmino2
 
Ecossistema 3
Ecossistema 3Ecossistema 3
Ecossistema 3
estagio2
 
Ecossistema 3
Ecossistema 3Ecossistema 3
Ecossistema 3
Facos - Cnec
 
Ecossistema
EcossistemaEcossistema
Ecossistema
estagio2
 
Geografia1 eja.pptx
Geografia1 eja.pptxGeografia1 eja.pptx
Geografia1 eja.pptx
ALINE299164
 
Biodiversidade
BiodiversidadeBiodiversidade
Biodiversidade
LuizBraz9
 
A biodiversidade brasileira
A biodiversidade brasileiraA biodiversidade brasileira
A biodiversidade brasileira
Elisa Dos Santos Cardoso
 
Slide de biodiversidade iury souza.
Slide de biodiversidade iury souza.Slide de biodiversidade iury souza.
Slide de biodiversidade iury souza.
netolimask89
 
Biodiversidade biologia
Biodiversidade   biologiaBiodiversidade   biologia
Biodiversidade biologia
Roberto Bagatini
 
Informações sobre a perda da biodiversidade
Informações sobre a perda da biodiversidadeInformações sobre a perda da biodiversidade
Informações sobre a perda da biodiversidade
franciscaf
 
gincana biodiversidade para turmas do ensino fundamental II.pptx
gincana biodiversidade para turmas do ensino fundamental II.pptxgincana biodiversidade para turmas do ensino fundamental II.pptx
gincana biodiversidade para turmas do ensino fundamental II.pptx
RenataGomes345376
 
causas e consequências da degradação ambiental
causas e consequências da degradação ambientalcausas e consequências da degradação ambiental
causas e consequências da degradação ambiental
Roney Gusmão
 
Aula (1) Ecossistemas E Biodiversidade
Aula (1)   Ecossistemas E BiodiversidadeAula (1)   Ecossistemas E Biodiversidade
Aula (1) Ecossistemas E Biodiversidade
eambiental
 
Catástrofes provocadas pela intervenção do Homem
Catástrofes provocadas pela intervenção do HomemCatástrofes provocadas pela intervenção do Homem
Catástrofes provocadas pela intervenção do Homem
ienaamendes
 
Perda da biodiversidade
Perda da biodiversidadePerda da biodiversidade
Perda da biodiversidade
franciscaf
 
Redução da Biodiversidade
Redução da BiodiversidadeRedução da Biodiversidade
Redução da Biodiversidade
Hugo Severino
 
Aula 1 Ecossistemas E Biodiversidade 1205516594345294 3
Aula 1 Ecossistemas E Biodiversidade 1205516594345294 3Aula 1 Ecossistemas E Biodiversidade 1205516594345294 3
Aula 1 Ecossistemas E Biodiversidade 1205516594345294 3
lilian510
 
Biodiversidade
BiodiversidadeBiodiversidade
Biodiversidade
Jézili Dias
 
Biodiversidade
BiodiversidadeBiodiversidade
Biodiversidade
Gourgel Abias
 

Semelhante a Aula 2 biodiversidade (20)

Biodiversidade (1).pptx
Biodiversidade (1).pptxBiodiversidade (1).pptx
Biodiversidade (1).pptx
 
biodiversidade (1).pdf
biodiversidade (1).pdfbiodiversidade (1).pdf
biodiversidade (1).pdf
 
Ecossistema 3
Ecossistema 3Ecossistema 3
Ecossistema 3
 
Ecossistema 3
Ecossistema 3Ecossistema 3
Ecossistema 3
 
Ecossistema
EcossistemaEcossistema
Ecossistema
 
Geografia1 eja.pptx
Geografia1 eja.pptxGeografia1 eja.pptx
Geografia1 eja.pptx
 
Biodiversidade
BiodiversidadeBiodiversidade
Biodiversidade
 
A biodiversidade brasileira
A biodiversidade brasileiraA biodiversidade brasileira
A biodiversidade brasileira
 
Slide de biodiversidade iury souza.
Slide de biodiversidade iury souza.Slide de biodiversidade iury souza.
Slide de biodiversidade iury souza.
 
Biodiversidade biologia
Biodiversidade   biologiaBiodiversidade   biologia
Biodiversidade biologia
 
Informações sobre a perda da biodiversidade
Informações sobre a perda da biodiversidadeInformações sobre a perda da biodiversidade
Informações sobre a perda da biodiversidade
 
gincana biodiversidade para turmas do ensino fundamental II.pptx
gincana biodiversidade para turmas do ensino fundamental II.pptxgincana biodiversidade para turmas do ensino fundamental II.pptx
gincana biodiversidade para turmas do ensino fundamental II.pptx
 
causas e consequências da degradação ambiental
causas e consequências da degradação ambientalcausas e consequências da degradação ambiental
causas e consequências da degradação ambiental
 
Aula (1) Ecossistemas E Biodiversidade
Aula (1)   Ecossistemas E BiodiversidadeAula (1)   Ecossistemas E Biodiversidade
Aula (1) Ecossistemas E Biodiversidade
 
Catástrofes provocadas pela intervenção do Homem
Catástrofes provocadas pela intervenção do HomemCatástrofes provocadas pela intervenção do Homem
Catástrofes provocadas pela intervenção do Homem
 
Perda da biodiversidade
Perda da biodiversidadePerda da biodiversidade
Perda da biodiversidade
 
Redução da Biodiversidade
Redução da BiodiversidadeRedução da Biodiversidade
Redução da Biodiversidade
 
Aula 1 Ecossistemas E Biodiversidade 1205516594345294 3
Aula 1 Ecossistemas E Biodiversidade 1205516594345294 3Aula 1 Ecossistemas E Biodiversidade 1205516594345294 3
Aula 1 Ecossistemas E Biodiversidade 1205516594345294 3
 
Biodiversidade
BiodiversidadeBiodiversidade
Biodiversidade
 
Biodiversidade
BiodiversidadeBiodiversidade
Biodiversidade
 

Aula 2 biodiversidade

  • 1. Biologia – Setor A Aula 2 – pág. 320
  • 2. Biodiversidade Bio = vida Diversidade = variedade
  • 3. Por definição:  “O termo biodiversidade descreve a variedade de vida na Terra”. (Natural History Museum – UK)
  • 5. Mas não podemos nos esquecer dos:
  • 6. Biodiversidade  Diversidade genética: caracterizada pelas variâncias entre os organismos. Mesmo em uma mesma espécie, a diversidade genética é alta, o que possibilita uma maior adaptabilidade. Esse nível de classificação é utilizado para quantificar a biodiversidade em termos taxonômicos.  Diversidade química: a variedade genética também possibilita a síntese de produtos químicos. Diferentes espécies produzem diferentes compostos, que podem ser aproveitados pelos humanos em diversos contextos.  Diversidade ecológica: relacionada com a diversidade entre ecossistemas. Cada ecossistema constitui relações ecológicas que podem ser únicas, e crescente destruição desses ecossistemas
  • 7.  Cada vez mais há a ânsia de se estudar a biodiversidade pelo mundo  Para tal, cresceu-se também a preocupação com a conservação ambiental, que na prática visa proteger a biodiversidade  O interesse não é de todo filantrópico: a quantificação e qualificação da vida pelo planeta trás a possibilidade de conhecer-se potenciais biotecnologias  No Brasil, desde 1999 há o projeto BIOTA-FAPESP, com intuito de “caracterização, conservação, restauração e uso sustentável da Biodiversidade”
  • 8. • É importante perceber que apesar do crescente interesse na biodiversidade, é necessária ainda muita pesquisa para que se conheça a riqueza da diversidade no nosso planeta • Abrange o número de espécies, os tamanhos das populações, a diversidades genética e de ecossistema.
  • 9. A biodiversidade no contexto global Diferentes fatores abióticos influenciam a biodiversidade, tais como: índice pluviométrico, temperatura, incidência luminosa, heterogeneidade do hábitat, áreas geologicamente mais antigas.
  • 10. Variedade de espécies de plantas ao redor do mundo
  • 11. • Estudo da Universidade da Califórnia • 3.6% da superfície da Terra (áreas em violeta) possuem uma enorme biodiversidade (plantas e animais) • São basicamente constituídas de pequenas ilhas – ambientes sujeitos a fácil desequilíbrio • Ainda mais grave: boa parte dessas espécies são endêmicas Variedade de espécies de plantas ao redor do mundo
  • 12. Número de espécies de anfíbios
  • 13. Riqueza de espécies de peixes de água doce
  • 14. Biodiversidade animal pelo mundo • Regiões com menores latitudes possuem visivelmente uma maior biodiversidade • Não por coincidência, são as regiões que possuem maior incidência solar • Há uma maior quantidade de energia recebida nessas regiões, o que estimula a riqueza na biodiversidade • Da mesma forma, maiores latitudes possuem uma menor biodiversidade
  • 15. Biodiversity Hotspots • Hotspots de biodiversidade são os locais em que há muitas espécies endêmicas e que estão ameaçadas • Como são endêmicas, a destruição desses ecossistemas implicam no desaparecimento de muitas espécies
  • 16. Biodiversidade no Brasil  O Brasil, como um país de proporções continentais, possui regiões que se diferem em temperatura,umidade, qualidade do solo, radiação solar, massas de ar e correntes marítimas.  Por isso, podemos observar biomas bastante particulares, caracterizados por exuberante fauna e flora.  Possui um número elevado de espécies endêmicas, que certamente irá se elevar quando houver mais estudos.  A biodiversidade brasileira também proporciona bens econômicos importantes, como o abacaxi, amendoim, castanha-do-brasil, mandioca, caju.
  • 17. Biodiversidade no Cerrado  É o segundo maior bioma da América do Sul.  Como visto anteriormente, o Cerrado constitui um hotspot para biodiversidade, possuindo uma série de espécies endêmicas.  Infelizmente, é um dos biomas mais ameaçados graças à expansão dos setores agropecuários.  Ao menos 137 espécies de animais do bioma estão ameaçados de extinção e cerca de 20% das espécies endêmicas não são mais encontradas nas áreas protegidas.  De todos os hotspots mundiais, o cerrado é o que possui a menor porcentagem de
  • 18. Biodiversidade na Amazônia  Região mundial que possui a maior quantidade de espécies de animais e plantas.  10% das espécies vegetais encontram-se na Amazônia  É conhecidamente o território com maior biodiversidade do planeta, mas apenas uma fração muito pequena é conhecida  Cerca de 70% das espécies de artrópodes, por exemplo, não foram descritas  O número de espécies de peixes é desconhecido, mas acredita-se que a bacia amazônica compreende a maior quantidade de espécies em relação às demais bacias  Os dados para répteis, aves, anfíbios e mamíferos também são destacáveis.  Apesar de tudo isso, em nenhum lugar do mundo derrubam-se mais árvores do que na nossa grandiosa floresta, sendo o desmatamento neste lugar 30% maior do que a “segunda colocada”, a Indonésia.
  • 19.  A biodiversidade brasileira, no setor da agroindústria, corresponde a 40% do PIB nacional, mas nos setores florestais, apenas 4% do PIB é representado por espécies nativas.  A maior parte da economia do pais é adquira através de espécies exóticas, como a cana-de-açúcar (Nova Guiné), café (Etiópia), arroz (Filipinas), soja (China), cacau (México), eucalipto (Austrália), pinheiros (América Central), gado (Índia) e apicultura (Europa e África).  Claramente nosso país precisa investir pesado em pesquisas sobre a nossa biodiversidade
  • 20. Destruição da diversidade biológica  Além das ações humanas, que serão devidamente tratadas nos próximos slides, a destruição da biodiversidade também acontece por meios naturais.  Cerca de 99% das espécies que já existiram na Terra estão extintas.  As extinções não são precisamente ruins, uma vez que dão a oportunidade à ascendência de novas espécies.  O grande problema é que a atuação dos homens aceleram extinções, que normalmente acontecem em eras geológicas.
  • 21. Ações antrópicas  Exploração não sustentável dos recursos naturais;  Introdução de espécies exóticas no ecossistemas;  Poluição do ar, do solo e de ambientes aquáticos;  Destruição, fragmentação ou alteração de hábitats em consequência do aumento de áreas para atividades agropecuárias, construção de barragens, estradas, cidades, etc.
  • 22. Fragmentação de hábitats  Um hábitat no seu tamanho original é dividido em tamanhos menores, geralmente com perda de áreas e isolamento desses fragmentos, transformando a paisagem. E essa fragmentação pode ocorrer mesmo quando a paisagem não é tão alterada, por exemplo, com a instalação de cercas, muros, passagem de tubulações, estradas e rodovias, etc.
  • 24. Conservação da biodiversidade  São porções de ecossistemas que promovem a ligação entre áreas fragmentadas, sendo importantes por garantir o deslocamento de animais e a dispersão de sementes entre essas áreas. Esses corredores são fundamentais para diminuírem o impacto dos homens nessas regiões, uma vez que a fragmentação de hábitats pode ter consequências drásticas para a fauna e a flora local, sendo responsável, até mesmo, por extinção de espécies.
  • 25.
  • 26.  A conservação dos ecossistemas é importante para: ◦ A diversidade de espécies e sua variabilidade; ◦ A qualidade do ar; ◦ A regulação do clima e manutenção dos ciclos biogeoquímicos; ◦ O fluxo de rios e nascentes; ◦ A contenção do solo; ◦ A dispersão de sementes ◦ Etc....