SlideShare uma empresa Scribd logo
artropodes 2021(1).pptx
Artrópodes
Artrópodes são animais pertencentes
ao Filo Arthropoda, um filo que agrupa
organismos que se destacam pela
presença de apêndices articulados e um
exoesqueleto quitinoso, que protege o
corpo do animal contra perda de água e
predadores.
artropodes 2021(1).pptx
O grupo dos artrópodes é bastante rico em
espécies, com mais de um milhão de espécies
descritas. Pesquisadores, no entanto, acreditam
que esse número pode ser muito maior, sendo
estimada a existência de cerca de um bilhão de
bilhões (1018) de artrópodes no planeta.
artropodes 2021(1).pptx
Esses animais são encontrados em
praticamente todos os lugares, existindo
espécies terrestres e aquáticas de água doce
e salgada. Como exemplos de artrópodes,
podemos citar as abelhas, lacraias,
escorpiões, aranhas, lagostas e caranguejos.
artropodes 2021(1).pptx
Características gerais dos artrópodes
Os artrópodes são animais invertebrados, não
apresentando, portanto, crânio e coluna
vertebral. Além de serem invertebrados, todos os
artrópodes apresentam as características a seguir.
São triblásticos: apresentam três folhetos
embrionários (endoderme, mesoderme e
ectoderme).
São celomados: apresentam celoma, uma
cavidade corporal revestida por tecido derivado
da mesoderme.
São protostômios: o blastóporo origina a boca.
Possuem simetria bilateral: o corpo desses
animais pode ser dividido em duas metades
iguais.
Apresentam corpo segmentado com apêndices
articulados: os artrópodes possuem apêndices
articulados, os quais estão presentes aos pares no
corpo do animal. Esses apêndices são
modificados para desempenhar diferentes
funções, sendo observados apêndices que atuam,
por exemplo, na locomoção, alimentação, defesa,
percepção sensorial e reprodução.
artropodes 2021(1).pptx
Possuem exoesqueleto de quitina: o corpo desses
animais é revestido por um esqueleto externo
formado por quitina. O exoesqueleto desses animais
funciona como ponto de fixação para músculos que
promovem a movimentação dos apêndices e garante
proteção contra perda excessiva de água e
predadores. O exoesqueleto, apesar de toda a sua
importância, limita o crescimento dos artrópodes.
Para garantir seu crescimento, o artrópode deve
trocar seu exoesqueleto e produzir um maior. Esse
processo leva a um grande gasto de energia e deixa o
animal vulnerável até o endurecimento completo do
novo esqueleto externo.
Fisiologia dos artrópodes
Os artrópodes são animais que
apresentam digestão extracelular e um sistema
digestório completo. A circulação é aberta, sendo
observado, portanto, que o hemolinfa (fluido
corporal que circula pelo corpo do animal) não
corre exclusivamente no interior de vasos, sendo
lançado em lacunas que circundam os tecidos e
órgãos do animal.
A respiração dos artrópodes varia de uma
espécie para outra, uma vez que observamos a
presença desses animais em diferentes locais.
Dentre as estruturas especializadas nas trocas
gasosas, podemos destacar:
brânquias — ocorrem em espécies aquáticas;
pulmões foliáceos — podem ser observados em
aracnídeos;
sistemas traqueais — encontrados na maioria
dos insetos.
artropodes 2021(1).pptx
artropodes 2021(1).pptx
artropodes 2021(1).pptx
Assim como as estruturas responsáveis pelas
trocas gasosas, as estruturas responsáveis pela
excreção também variam entre os grupos de
artrópodes. São estruturas relacionadas com a
excreção:
túbulos de Malpighi (estruturas que se
encontram associadas ao intestino);
glândulas antenais (poros excretores que liberam
resíduos na base das antenas);
glândulas coxais (poros excretores que se abrem
nas coxas).
artropodes 2021(1).pptx
artropodes 2021(1).pptx
O sistema nervoso dos artrópodes é constituído
por um cérebro anterior dorsal, o qual é seguido
de um cordão nervoso ventral que apresenta
inchaços ganglionares nos segmentos. Os
artrópodes apresentam diferentes órgãos dos
sentidos, dentre os quais se destacam estruturas
olfativas, olhos e antenas, as quais se relacionam
com diferentes funções, como tatear um local,
detectar substâncias químicas e até mesmo
captar sons.
artropodes 2021(1).pptx
Os artrópodes se reproduzem de
maneira sexuada, mas há espécies que
apresentam reprodução assexuada. As abelhas,
por exemplo, produzem zangões
por partenogênese, um mecanismo assexuado.
Os artrópodes, geralmente, apresentam
fecundação interna e o desenvolvimento pode ser
direto ou indireto, ou seja, sem ou
com metamorfose, respectivamente.
artropodes 2021(1).pptx
artropodes 2021(1).pptx
artropodes 2021(1).pptx
Classificação dos artrópodes
Os artrópodes podem ser classificados de
diferentes formas. Com base em evidências
moleculares e morfológicas, os artrópodes atuais
estão classificados em três linhagens:
quelicerados;
miriápodes;
pancrustáceos.
No grupo dos quelicerados, estão
incluídos animais como aranhas,
carrapatos, escorpiões e ácaros.
Centopeias e lacraias estão no grupo
dos miriápodes. Por fim, no grupo dos
pancrustáceos, estão inseridos animais
como camarões, lagostas, gafanhotos e
moscas.
A divisão mais conhecida e trabalhada nos livros
didáticos, no entanto, é aquela que agrupa os
artrópodes em cinco grupos:
aracnídeos;
insetos;
crustáceos;
quilópodes;
diplópodes.
Neste texto utilizaremos a classificação em cinco
grupo por ela ser a mais difundida.
Aracnídeos
Esses animais apresentam corpo dividido em
cefalotórax e abdome e não apresentam antenas.
Possuem:
quatro pares de patas;
um par de quelíceras (apresentam, geralmente,
um formato de gancho e são bastante afiadas);
um par de pedipalpos.
artropodes 2021(1).pptx
artropodes 2021(1).pptx
Em algumas aranhas, as quelíceras estão
associadas às glândulas de veneno e o
animal as utiliza para capturar suas presas.
Os pedipalpos, por sua vez, apresentam
diferentes funções, participando da
alimentação, reprodução, defesa e
sensibilidade. Podemos citar como
exemplos de aracnídeos os carrapatos,
ácaros, escorpiões e aranhas.
Insetos
Os insetos apresentam corpo dividido em
cabeça, tórax e abdome, um par de antenas e
três pares de asas. Em algumas espécies, observa-
se a presença de asas, as quais podem ser
encontradas em um ou dois pares.
Também apresentam peças bucais adaptadas aos
diferentes tipos de alimentação que possuem,
sendo possível distinguir, por exemplo, aparelhos
bucais sugadores, mastigadores e lambedores.
artropodes 2021(1).pptx
Muitos insetos apresentam metamorfose durante o
seu desenvolvimento, possuindo, portanto,
desenvolvimento indireto. A metamorfose pode ser
completa ou incompleta. Na metamorfose
incompleta, o indivíduo jovem possui aparência que
lembra o adulto, porém é menor e imaturo
sexualmente. Já os que apresentam metamorfose
completa possuem estágios larvais bem diferentes
do estágio adulto. Vale salientar também que
algumas espécies não realizam metamorfose. Como
exemplos de insetos, podemos citar a barata,
abelha, borboleta, gafanhoto e mosca.
artropodes 2021(1).pptx
artropodes 2021(1).pptx
Crustáceos
Os crustáceos apresentam corpo dividido em
cefalotórax e abdome, dois pares de antenas (são
o único grupo que possuem dois pares de
antenas) e número de patas variável. Possuem
três ou mais pares de apêndices modificados
como peças bucais. Como exemplos de
crustáceos, podemos citar lagostas, caranguejos,
camarões e lagostins.
artropodes 2021(1).pptx
Quilópodes
Os quilópodes ou centípedes apresentam o corpo
dividido em cabeça e tronco, bem como um par
de antenas e um par de patas por segmento.
Vivem no ambiente terrestre, são carnívoros e
possuem apêndices que injetam veneno e que
auxiliam na captura da presa. Como exemplos,
podemos citar as lacraias.
artropodes 2021(1).pptx
artropodes 2021(1).pptx
Diplópodes
Os diplópodes ou milípedes apresentam corpo
alongado e um par de antenas. Alguns autores
dividem seu corpo em cabeça e tronco, enquanto
outros dividem em cabeça, tórax e abdome. São
animais terrestres e se alimentam de vegetais.
Diferentemente dos quilópodes, apresentam dois
pares de patas por segmento. Como exemplo,
podemos citar os embuás.
artropodes 2021(1).pptx
artropodes 2021(1).pptx
artropodes 2021(1).pptx
artropodes 2021(1).pptx
artropodes 2021(1).pptx
artropodes 2021(1).pptx

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Filo Mollusca
Filo MolluscaFilo Mollusca
Filo Mollusca
Lucas Castro
 
RÉPTEIS
RÉPTEISRÉPTEIS
RÉPTEIS
Neena Gomes
 
Artrópodes.ppt
 Artrópodes.ppt  Artrópodes.ppt
Artrópodes.ppt
Raquel Souza
 
Moluscos
MoluscosMoluscos
Moluscos
Teresa Cristina
 
Moluscos1
Moluscos1Moluscos1
Moluscos1
Gaspar Neto
 
Apêndices dos arthropoda
Apêndices dos arthropodaApêndices dos arthropoda
Apêndices dos arthropoda
Fábio Ianomami
 
Cnidários
CnidáriosCnidários
Cnidários
Andrea Barreto
 
Artrópodes
ArtrópodesArtrópodes
Artrópodes
Iuri Fretta Wiggers
 
Slide dos artrópodes
Slide dos artrópodesSlide dos artrópodes
Slide dos artrópodes
Seleste Mendes Pereira
 
Artropodes
ArtropodesArtropodes
Moluscos
MoluscosMoluscos
Moluscos
Lidia Medeiros
 
Aula de aves
Aula de avesAula de aves
Aula de aves
Marcos Giovanelli
 
Artrópodes
ArtrópodesArtrópodes
Artrópodes
Killer Max
 
Aracnídeos (2)
Aracnídeos (2)Aracnídeos (2)
Aracnídeos (2)
Melissa Neiva
 
Platelmintos
PlatelmintosPlatelmintos
Platelmintos
Valentina Queiroz
 
Biologia - Equinodermos
Biologia - EquinodermosBiologia - Equinodermos
Biologia - Equinodermos
Killer Max
 
Aula de Biologia - Vertebrados (Peixes e Anfíbios) - 2° Ano Ensino Médio
Aula de Biologia - Vertebrados (Peixes e Anfíbios) - 2° Ano Ensino MédioAula de Biologia - Vertebrados (Peixes e Anfíbios) - 2° Ano Ensino Médio
Aula de Biologia - Vertebrados (Peixes e Anfíbios) - 2° Ano Ensino Médio
Ronaldo Santana
 
Peixes ósseos
Peixes ósseosPeixes ósseos
Peixes ósseos
Geovana Silvestre
 
2EM #19 Platelmintos e Nematelmintos (2017)
2EM #19 Platelmintos e Nematelmintos (2017)2EM #19 Platelmintos e Nematelmintos (2017)
2EM #19 Platelmintos e Nematelmintos (2017)
Professô Kyoshi
 
Nematelmintos
NematelmintosNematelmintos
Nematelmintos
Fabio Dias
 

Mais procurados (20)

Filo Mollusca
Filo MolluscaFilo Mollusca
Filo Mollusca
 
RÉPTEIS
RÉPTEISRÉPTEIS
RÉPTEIS
 
Artrópodes.ppt
 Artrópodes.ppt  Artrópodes.ppt
Artrópodes.ppt
 
Moluscos
MoluscosMoluscos
Moluscos
 
Moluscos1
Moluscos1Moluscos1
Moluscos1
 
Apêndices dos arthropoda
Apêndices dos arthropodaApêndices dos arthropoda
Apêndices dos arthropoda
 
Cnidários
CnidáriosCnidários
Cnidários
 
Artrópodes
ArtrópodesArtrópodes
Artrópodes
 
Slide dos artrópodes
Slide dos artrópodesSlide dos artrópodes
Slide dos artrópodes
 
Artropodes
ArtropodesArtropodes
Artropodes
 
Moluscos
MoluscosMoluscos
Moluscos
 
Aula de aves
Aula de avesAula de aves
Aula de aves
 
Artrópodes
ArtrópodesArtrópodes
Artrópodes
 
Aracnídeos (2)
Aracnídeos (2)Aracnídeos (2)
Aracnídeos (2)
 
Platelmintos
PlatelmintosPlatelmintos
Platelmintos
 
Biologia - Equinodermos
Biologia - EquinodermosBiologia - Equinodermos
Biologia - Equinodermos
 
Aula de Biologia - Vertebrados (Peixes e Anfíbios) - 2° Ano Ensino Médio
Aula de Biologia - Vertebrados (Peixes e Anfíbios) - 2° Ano Ensino MédioAula de Biologia - Vertebrados (Peixes e Anfíbios) - 2° Ano Ensino Médio
Aula de Biologia - Vertebrados (Peixes e Anfíbios) - 2° Ano Ensino Médio
 
Peixes ósseos
Peixes ósseosPeixes ósseos
Peixes ósseos
 
2EM #19 Platelmintos e Nematelmintos (2017)
2EM #19 Platelmintos e Nematelmintos (2017)2EM #19 Platelmintos e Nematelmintos (2017)
2EM #19 Platelmintos e Nematelmintos (2017)
 
Nematelmintos
NematelmintosNematelmintos
Nematelmintos
 

Semelhante a artropodes 2021(1).pptx

Artropodes16082011
Artropodes16082011Artropodes16082011
Artropodes16082011
modesto namahala
 
Artropodes slide
Artropodes slideArtropodes slide
Artropodes slide
AMANDA VALVERDE
 
Artropodes
ArtropodesArtropodes
Artropodes
ArtropodesArtropodes
Artropodes
marlyrauber
 
Ecdizoários
EcdizoáriosEcdizoários
Ecdizoários
Roberto Bagatini
 
001678868.pdf
001678868.pdf001678868.pdf
001678868.pdf
rickriordan
 
Diversidade animal ii
Diversidade animal iiDiversidade animal ii
Diversidade animal ii
Alessandra Vieira da Silva
 
Artropodes
ArtropodesArtropodes
Artropodes
Laercio Fernandes
 
20100824122841 artropodes
20100824122841 artropodes20100824122841 artropodes
20100824122841 artropodes
Daniel Peixoto
 
20100824122841 artropodes
20100824122841 artropodes20100824122841 artropodes
20100824122841 artropodes
Daniel Peixoto
 
Os insetos
Os insetosOs insetos
Os insetos
marlenevbarbosa
 
Artrópodes
ArtrópodesArtrópodes
Artrópodes
Gabrielgsantos
 
Reino Animal
Reino AnimalReino Animal
Reino Animal
CarlosAlexandre280
 
Ciências biológicas trabalho de invertebrados ii
Ciências biológicas trabalho de invertebrados iiCiências biológicas trabalho de invertebrados ii
Ciências biológicas trabalho de invertebrados ii
Djalma Moraes
 
Artópodes e Equinodermos
Artópodes e EquinodermosArtópodes e Equinodermos
Artópodes e Equinodermos
Naira Silva
 
Reino Animalia
Reino Animalia Reino Animalia
Reino Animalia
Rita Galrito
 
7a série organismos invertebrados
7a série   organismos invertebrados7a série   organismos invertebrados
7a série organismos invertebrados
SESI 422 - Americana
 
Artrópodes
ArtrópodesArtrópodes
Artrópodes
Milton Alves
 
Animais 110913184501-phpapp02
Animais 110913184501-phpapp02Animais 110913184501-phpapp02
Animais 110913184501-phpapp02
Ferrari Ferrari
 
Filo artropoda
Filo artropodaFilo artropoda
Filo artropoda
GunScript
 

Semelhante a artropodes 2021(1).pptx (20)

Artropodes16082011
Artropodes16082011Artropodes16082011
Artropodes16082011
 
Artropodes slide
Artropodes slideArtropodes slide
Artropodes slide
 
Artropodes
ArtropodesArtropodes
Artropodes
 
Artropodes
ArtropodesArtropodes
Artropodes
 
Ecdizoários
EcdizoáriosEcdizoários
Ecdizoários
 
001678868.pdf
001678868.pdf001678868.pdf
001678868.pdf
 
Diversidade animal ii
Diversidade animal iiDiversidade animal ii
Diversidade animal ii
 
Artropodes
ArtropodesArtropodes
Artropodes
 
20100824122841 artropodes
20100824122841 artropodes20100824122841 artropodes
20100824122841 artropodes
 
20100824122841 artropodes
20100824122841 artropodes20100824122841 artropodes
20100824122841 artropodes
 
Os insetos
Os insetosOs insetos
Os insetos
 
Artrópodes
ArtrópodesArtrópodes
Artrópodes
 
Reino Animal
Reino AnimalReino Animal
Reino Animal
 
Ciências biológicas trabalho de invertebrados ii
Ciências biológicas trabalho de invertebrados iiCiências biológicas trabalho de invertebrados ii
Ciências biológicas trabalho de invertebrados ii
 
Artópodes e Equinodermos
Artópodes e EquinodermosArtópodes e Equinodermos
Artópodes e Equinodermos
 
Reino Animalia
Reino Animalia Reino Animalia
Reino Animalia
 
7a série organismos invertebrados
7a série   organismos invertebrados7a série   organismos invertebrados
7a série organismos invertebrados
 
Artrópodes
ArtrópodesArtrópodes
Artrópodes
 
Animais 110913184501-phpapp02
Animais 110913184501-phpapp02Animais 110913184501-phpapp02
Animais 110913184501-phpapp02
 
Filo artropoda
Filo artropodaFilo artropoda
Filo artropoda
 

artropodes 2021(1).pptx

  • 2. Artrópodes Artrópodes são animais pertencentes ao Filo Arthropoda, um filo que agrupa organismos que se destacam pela presença de apêndices articulados e um exoesqueleto quitinoso, que protege o corpo do animal contra perda de água e predadores.
  • 4. O grupo dos artrópodes é bastante rico em espécies, com mais de um milhão de espécies descritas. Pesquisadores, no entanto, acreditam que esse número pode ser muito maior, sendo estimada a existência de cerca de um bilhão de bilhões (1018) de artrópodes no planeta.
  • 6. Esses animais são encontrados em praticamente todos os lugares, existindo espécies terrestres e aquáticas de água doce e salgada. Como exemplos de artrópodes, podemos citar as abelhas, lacraias, escorpiões, aranhas, lagostas e caranguejos.
  • 8. Características gerais dos artrópodes Os artrópodes são animais invertebrados, não apresentando, portanto, crânio e coluna vertebral. Além de serem invertebrados, todos os artrópodes apresentam as características a seguir.
  • 9. São triblásticos: apresentam três folhetos embrionários (endoderme, mesoderme e ectoderme). São celomados: apresentam celoma, uma cavidade corporal revestida por tecido derivado da mesoderme. São protostômios: o blastóporo origina a boca. Possuem simetria bilateral: o corpo desses animais pode ser dividido em duas metades iguais.
  • 10. Apresentam corpo segmentado com apêndices articulados: os artrópodes possuem apêndices articulados, os quais estão presentes aos pares no corpo do animal. Esses apêndices são modificados para desempenhar diferentes funções, sendo observados apêndices que atuam, por exemplo, na locomoção, alimentação, defesa, percepção sensorial e reprodução.
  • 12. Possuem exoesqueleto de quitina: o corpo desses animais é revestido por um esqueleto externo formado por quitina. O exoesqueleto desses animais funciona como ponto de fixação para músculos que promovem a movimentação dos apêndices e garante proteção contra perda excessiva de água e predadores. O exoesqueleto, apesar de toda a sua importância, limita o crescimento dos artrópodes. Para garantir seu crescimento, o artrópode deve trocar seu exoesqueleto e produzir um maior. Esse processo leva a um grande gasto de energia e deixa o animal vulnerável até o endurecimento completo do novo esqueleto externo.
  • 13. Fisiologia dos artrópodes Os artrópodes são animais que apresentam digestão extracelular e um sistema digestório completo. A circulação é aberta, sendo observado, portanto, que o hemolinfa (fluido corporal que circula pelo corpo do animal) não corre exclusivamente no interior de vasos, sendo lançado em lacunas que circundam os tecidos e órgãos do animal.
  • 14. A respiração dos artrópodes varia de uma espécie para outra, uma vez que observamos a presença desses animais em diferentes locais. Dentre as estruturas especializadas nas trocas gasosas, podemos destacar: brânquias — ocorrem em espécies aquáticas; pulmões foliáceos — podem ser observados em aracnídeos; sistemas traqueais — encontrados na maioria dos insetos.
  • 18. Assim como as estruturas responsáveis pelas trocas gasosas, as estruturas responsáveis pela excreção também variam entre os grupos de artrópodes. São estruturas relacionadas com a excreção: túbulos de Malpighi (estruturas que se encontram associadas ao intestino); glândulas antenais (poros excretores que liberam resíduos na base das antenas); glândulas coxais (poros excretores que se abrem nas coxas).
  • 21. O sistema nervoso dos artrópodes é constituído por um cérebro anterior dorsal, o qual é seguido de um cordão nervoso ventral que apresenta inchaços ganglionares nos segmentos. Os artrópodes apresentam diferentes órgãos dos sentidos, dentre os quais se destacam estruturas olfativas, olhos e antenas, as quais se relacionam com diferentes funções, como tatear um local, detectar substâncias químicas e até mesmo captar sons.
  • 23. Os artrópodes se reproduzem de maneira sexuada, mas há espécies que apresentam reprodução assexuada. As abelhas, por exemplo, produzem zangões por partenogênese, um mecanismo assexuado. Os artrópodes, geralmente, apresentam fecundação interna e o desenvolvimento pode ser direto ou indireto, ou seja, sem ou com metamorfose, respectivamente.
  • 27. Classificação dos artrópodes Os artrópodes podem ser classificados de diferentes formas. Com base em evidências moleculares e morfológicas, os artrópodes atuais estão classificados em três linhagens: quelicerados; miriápodes; pancrustáceos.
  • 28. No grupo dos quelicerados, estão incluídos animais como aranhas, carrapatos, escorpiões e ácaros. Centopeias e lacraias estão no grupo dos miriápodes. Por fim, no grupo dos pancrustáceos, estão inseridos animais como camarões, lagostas, gafanhotos e moscas.
  • 29. A divisão mais conhecida e trabalhada nos livros didáticos, no entanto, é aquela que agrupa os artrópodes em cinco grupos: aracnídeos; insetos; crustáceos; quilópodes; diplópodes. Neste texto utilizaremos a classificação em cinco grupo por ela ser a mais difundida.
  • 30. Aracnídeos Esses animais apresentam corpo dividido em cefalotórax e abdome e não apresentam antenas. Possuem: quatro pares de patas; um par de quelíceras (apresentam, geralmente, um formato de gancho e são bastante afiadas); um par de pedipalpos.
  • 33. Em algumas aranhas, as quelíceras estão associadas às glândulas de veneno e o animal as utiliza para capturar suas presas. Os pedipalpos, por sua vez, apresentam diferentes funções, participando da alimentação, reprodução, defesa e sensibilidade. Podemos citar como exemplos de aracnídeos os carrapatos, ácaros, escorpiões e aranhas.
  • 34. Insetos Os insetos apresentam corpo dividido em cabeça, tórax e abdome, um par de antenas e três pares de asas. Em algumas espécies, observa- se a presença de asas, as quais podem ser encontradas em um ou dois pares. Também apresentam peças bucais adaptadas aos diferentes tipos de alimentação que possuem, sendo possível distinguir, por exemplo, aparelhos bucais sugadores, mastigadores e lambedores.
  • 36. Muitos insetos apresentam metamorfose durante o seu desenvolvimento, possuindo, portanto, desenvolvimento indireto. A metamorfose pode ser completa ou incompleta. Na metamorfose incompleta, o indivíduo jovem possui aparência que lembra o adulto, porém é menor e imaturo sexualmente. Já os que apresentam metamorfose completa possuem estágios larvais bem diferentes do estágio adulto. Vale salientar também que algumas espécies não realizam metamorfose. Como exemplos de insetos, podemos citar a barata, abelha, borboleta, gafanhoto e mosca.
  • 39. Crustáceos Os crustáceos apresentam corpo dividido em cefalotórax e abdome, dois pares de antenas (são o único grupo que possuem dois pares de antenas) e número de patas variável. Possuem três ou mais pares de apêndices modificados como peças bucais. Como exemplos de crustáceos, podemos citar lagostas, caranguejos, camarões e lagostins.
  • 41. Quilópodes Os quilópodes ou centípedes apresentam o corpo dividido em cabeça e tronco, bem como um par de antenas e um par de patas por segmento. Vivem no ambiente terrestre, são carnívoros e possuem apêndices que injetam veneno e que auxiliam na captura da presa. Como exemplos, podemos citar as lacraias.
  • 44. Diplópodes Os diplópodes ou milípedes apresentam corpo alongado e um par de antenas. Alguns autores dividem seu corpo em cabeça e tronco, enquanto outros dividem em cabeça, tórax e abdome. São animais terrestres e se alimentam de vegetais. Diferentemente dos quilópodes, apresentam dois pares de patas por segmento. Como exemplo, podemos citar os embuás.