SlideShare uma empresa Scribd logo
CENTRO POPULAR DE CULTURA E COMUNICAÇÃO
PONTO DE CULTURA VOZ DA PERIFERIA
TELECENTRO COMUNITÁRIO VOZ POPULAR
Apoio:
UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA
PRÓ REITORIA DE EXTENSÃO E ASSUNTOS COMUNITÁRIOS
NÚCLEO INTERDISCIPLINAR DE PESQUISA, ENSINO E EXTENSÃO
EM ECONOMIA SOLIDÁRIA E EDUCAÇÃO POPULAR
Mensagens
eletrônicas
O que é e-mail?
E essa popularidade tem explicação: o e-mail é uma
forma rápida e barata de manter comunicação com
outras pessoas, mesmo que elas estejam muito longe
ou não estejam disponíveis nos mesmos horários.
Pela facilidade de uso e
eficácia, o e-mail, tornou-se um
dos serviços mais populares da
internet.
E-MAIL
E-MAIL
se você souber usar bem o serviço de
e-mail poderá ter uma ajuda significativa, pois,
entre outras coisas, poderá conseguir um bom
emprego, já que muitas empresas hoje,
preferem que os currículos sejam enviados por
e-mail.
você terá acesso a informações mais rapidamente, isso irá te
manter bem informado, o que hoje é essencial, irá conseguir
gerenciar, manter e ampliar sua rede de contatos, pois, ele fará
você ter contato com muitas pessoas e isso é uma ótima estratégia
nos dias atuais, é um poderoso diferencial em relação a quem não
usa essa ferramenta.
E-MAIL
Para se ter uma ideia do poder do e-
mail, basta observar que hoje em dia, quando
querem manter contato no futuro, muitas
pessoas trocam apenas seus e-mails ao invés
de trocarem seus números telefônicos.
Assim, é importante compreender como ele
funciona e quais os benefícios de seu uso para poder tirar o
máximo de proveito dessa ferramenta praticamente
indispensável nos dias atuais.
E-MAIL
Para que possamos compreender
o que é e-mail, como ele funciona
atualmente e em quais situações
ele se mostra melhor que o
sistema de correios, precisamos
de algumas comparações.
E-MAIL
No e-mail, ao invés de usar caneta e
papel para escrever uma carta, como era
costume em épocas anteriores, agora basta
apenas que se abra um software, chamado de e-
mail e digite sua mensagem usando o teclado do
seu computador.
Para enviar a mensagem, você não precisa colocá-la
dentro de um envelope, endereça-la, sela-la e leva-la até o
correio. Agora é só digitar o endereço de email do destinatário e
apertar o botão "Enviar" sua mensagem chegará ao destino.
E-MAIL
As cartas convencionais são transportadas
pelos Correios, já os e-mails, são transmitidos via
internet até os Servidores de E-mail, estes são
programas que funcionam nos computadores dos
provedores de acesso à internet, eles ficam
conectados 24 horas por dia e serão responsáveis
pelo envio da mensagem até seu destino.
As cartas convencionais continuam sendo entregues
por carteiros em sua caixa de correio. Já as mensagens
eletrônicas chegam e são armazenadas em seu provedor de e-
mails, para que você abra seu programa de e-mails e acesse-os.
E-MAIL
Mesmo com tanta semelhança
entre as duas formas de se enviar uma
mensagem, percebemos que o e-mail
possui várias vantagens em relação ao
seu antecessor, à correspondência
convencional.
E-MAIL
Conveniência: o e-mail pode ser
enviado de qualquer computador, notebook ou
outro aparelho conectado à internet (um celular
por exemplo), a qualquer hora do dia que se
queira, sem ter a preocupação com envelopes,
selos ou agências de correios.
Velocidade: mensagens enviadas por e-mail
normalmente chegam ao destinatário em poucos segundos, em
qualquer lugar do mundo que o destinatário esteja conectado a
internet.
Vantagens
E-MAIL
Anexos: com o e-mail é possível
anexar textos, planilhas, músicas, vídeos,
programas, jogos e outros arquivos, cada e-mail
tem sua capacidade.
Vantagens
Acessibilidade: e-mails podem ser facilmente
arquivados e classificados por programas de e-mail, o que irá
tornar mais fácil a busca por uma mensagem em particular.
Preço: com exceção da taxa já paga pelo acesso à
internet, o envio de e-mails é gratuito para qualquer parte do
mundo, como ou sem anexos. Alguns e-mail, cobrarão uma
taxa, se forem usados e-mail coorporativos.
E-MAIL
Não podemos esquecer que o correio
tradicional se sobressai em relação ao e-mail,
pela possibilidade do envio objetos ou
documentos físicos.
Outra questão é a própria forma de envio, que exige
um maior esforço por parte do remetente, as cartas
tradicionais ainda são consideradas por muitos, um meio
mais importantes que os e-mail.
Desvantagem
E-MAIL
A forma de enviar e receber
mensagens eletrônicas hoje é bem mas
fácil, basta possuir um endereço de e-
mail. Esse e-mail, é único em toda a rede
da internet e ele será composto
basicamente por 3 partes essenciais.
Nome do usuário
Arroba
Nome do servidor
E-MAIL
Nome do usuário: é um apelido escolhido pelo
dono do e-mail para se identificar, sem espaços,
cedilhas ou acentos.
@: o arroba simboliza a palavra "at" que, em inglês, significa
“em”.
Nome do servidor de e-mail: é o nome do servidor que
disponibiliza o serviço de e-mail ao usuário que hoje podem ser
vários como: (uol.com.br, terra.com.br, ig.com.br, hotmail.com,
yahoo.com.br, gmail.com entre outros).
E-MAIL
Sendo assim, podemos compreender
um endereço de e-mail padrão, composto de
(usuario@provedor.com.br), ou seja,
traduzido temos simplesmente (usuário que
está em provedor.com.br).
E-MAIL
Para conseguir um endereço de e-mail é
preciso se cadastrar em um serviço de e-mail. Há
vários gratuitos, como hotmail.com, yahoo.com.br,
gmail.com, bol.com.br entre outros.
Os provedores de acesso à internet, pagos ou não, como
uol.com.br, terra.com.br, globo.com, ig.com.br, click21.com.br entre
outros, também fornecem endereços de e-mail para seus usuários.
Para o envio e leitura de mensagens, os provedores
costumam criar páginas na internet para que seus usuários possam
ler e enviar mensagens a partir de qualquer computador conectado à
internet. Estas páginas são os chamadas webmails.
E-MAIL
Seja um serviço gratuito ou pago,
usando os webmails, a forma de utilização de
ambos será basicamente a mesma.
Ao clicar nesse botão, uma tela para criação da mensagem
será exibida, está tela nada mais é que um formulário com campos
onde você colocará os destinatários, definirá o assunto, digitará o
texto da mensagem e anexará um arquivo.
Sempre haverá um botão específico para criação de uma
nova mensagem, normalmente intitulado "Nova Mensagem", "Criar
e-mail", "Escrever" ou algo do gênero.
E-MAIL
Para: é onde você deverá colocar o endereço de e-
mail do destinatário principal. Se quiser, você poderá
colocar mais destinatários separando-os por vírgula.
CC: significa Com Cópia. Aqui você poderá, se quiser, colocar mais
destinatários que também devem receber uma cópia da mensagem.
CCO: significa Com Cópia Oculta. Se você quer mandar uma cópia
da mensagem para alguém, mas não quer que os outros
destinatários fiquem sabendo, você poderá usar este campo para
incluir o endereço de e-mail dessa pessoa.
O que se coloca em cada campo dos destinatários?
E-MAIL
Assunto: Sintetize neste campo com poucas
palavras o assunto de sua mensagem, assim o
destinatário saberá o assunto antes de abri-la.
Anexar arquivos: Neste campo será exibida uma janela mostrando
os arquivos que estão em seu computador para que você escolha
qual será anexado à mensagem.
Texto da mensagem: Este será o espaço onde você digitará sua
mensagem, é bem parecido com um editor de textos comum,
podendo mudar o tipo de letra, colocar itálicos, sublinhados, negritos e
outros.
Após os destinatários, preocupar-se com a mensagem
que será enviada:
E-MAIL
Depois de indicar o destinatário,
assunto e escrever o texto da mensagem, só
precisa clicar no botão enviar.
"Enviar".
A partir desse momento sua mensagem será
enviada pela WWW (rede eletrônica da internet), passando
por provedores de acesso e servidores de e-mail até chegar
ao seu destinatário ou destinatários. Geralmente, todo este
processo demora apenas alguns segundos.
E-MAIL
Os e-mails recebidos ficam armazenados em
uma pasta, normalmente chamada de Caixa de
Entrada, em alusão às caixas de correio
tradicionais.
Para acessar o texto da mensagem e seus
anexos basta clicar. Com a mensagem
aberta, você poderá encaminhá-la a outras
pessoas, responder a mensagem ao
remetente ou responder a todos os
destinatários.
Na Caixa de Entrada são listados os assuntos das
mensagens, seus remetentes e a data de envio.
E-MAIL
Muitas vezes, acompanha uma cópia da mensagem original
no espaço reservado ao texto da mensagem.
Os anexos não acompanham a resposta.
Responder: ao clicar em "Responder", é
aberta uma tela de criação de e-mail. A
diferença é que ela já vem preenchida com o
destinatário (que é o remetente da mensagem
original), como o assunto, que é o mesmo da
mensagem original precedido de "Re:“.
E-MAIL
Responder a todos: este botão funciona
como o "Responder". A única diferença é que
o campo "Com Cópia" também vem
preenchido, usando todos os outros
destinatários da mensagem original.
E-MAIL
Ao clicar em "Encaminhar", também é aberta
uma tela de criação de e-mail, mas dessa vez
a nova mensagem vem com o destinatário em
branco, para que você indique o endereço do
novo destinatário.
O assunto também já vem preenchido, e é o mesmo da mensagem
original precedido de "En:" ou "Fw:" se a linguagem do programa for
o inglês.
A mensagem original é copiada no espaço reservado ao texto da
mensagem. Os arquivos anexados na mensagem original
permanecem como anexos na nova mensagem.
E-MAIL
E-MAIL
E-mail marketing é a utilização do e-mail como
ferramenta de marketing direto, respeitando normas
e procedimentos pré-definidos, analisando o retorno
gerado através de relatórios e análises gráficas
gerando campanhas cada vez mais otimizadas.
Diferentemente do spam (mensagens indesejadas), é
essencial ao e-mail marketing o consentimento do cliente
(também chamado opt-in), que pode ser explícito, quando
ele mesmo opta por receber, ou implícito, caracterizado por
uma relação evidente entre as partes.
E-MAIL
A regra é: quanto maior a mensagem, menor
a chance de ser lida. Cada mensagem deve
conter apenas um assunto principal. Isso ajuda
a manter a mensagem pequena e facilita a
resposta do destinatário.
Incluir muitos assuntos na mesma mensagem pode deixar o
destinatário confuso, além de fazer com que ele não leia
todos os parágrafos, ou que se esqueça de comentar algum
assunto na resposta.
E-MAIL
Muitas pessoas ignoram os sinais de
pontuação ao redigir e-mails, seja por pressa
seja simplesmente por achar que são
supérfluos.
Pontuação
Saiba que os sinais de pontuação são importantíssimos em
qualquer texto escrito, e deixar de colocá-los pode deixar o
texto inelegível, ou mesmo com um significado totalmente
diferente do que você pretendia.
E-MAIL
Exemplo:
"Se o homem soubesse o valor que tem a
mulher andaria rastejando à sua procura."
Experimente colocar a vírgula depois da
palavra "tem" e leia novamente.
Agora, coloque a vírgula apenas depois da
palavra "mulher" e veja a profunda
diferença.
E-MAIL
Os internautas movidas pela necessidade de
escrever cada vez mais rápido, buscaram uma
forma mais ágil de digitar textos, e acabaram
por inventar uma nova forma de comunicação
baseada na abreviação das palavras.
Internetês
A única regra nesta nova forma é passar a ideia com o
mínimo de esforço possível, abreviando palavras,
suprimindo vogais, concatenando letras e números,
substituindo acentos por letras, criando acrônimos entre
outros.
E-MAIL
Hoje em dia é muito comum abrirmos e-mails
com expressões como:
blz, vc, q, soh, aham, tah, jah, d+, t+,
9dades, bjs, fds, naum, tow, intndndu, nda,
rs, hehehe, hahaha e huahuahua
“A grafia popularizada
pela internet vai além
das abreviações e
consolida estilo informal
e afetivo da
comunicação escrita”.
Edgard Murano
E muitos acabam levando esses
hábitos para os textos formais
escritos.
E-MAIL
Olha só as palavras e seus significados.
E-MAIL
Mensagens cheias de gírias e abreviaturas
podem se tornar um verdadeiro quebra-cabeça
para o leitor que não está habituado a elas, pois
dificultam tremendamente a compreensão do
texto e tornam a leitura mais lenta na medida em
que o leitor precisa decodificar o texto para
entendê-lo.
Só use essas expressões com pessoas que sabidamente e sentem
totalmente à vontade com esses códigos.
Lembre-se que um texto escrito em bom português será sempre
bem entendido por todos, inclusive os que gostam do internetês.
E-MAIL
A internet é muito volátil, além das girias foram
criados também códigos para demonstrar
sentimentos e emoções de forma virtual, para suprir
a falta das expressões faciais e entonação na
escrita: Os EMOTICONS.
Os emoticons
A palavra emoticons deriva da expressão inglesa "emotion icons",
que significa "ícones de emoção".
Os emoticons são formados por simples letras parênteses, pontos,
vírgulas e outros símbolos encontrados no teclado normal que se
parecem, com desenhos de carinhas sorrindo, piscando, chorando
entre outras expressões faciais.
E-MAIL
Dicionário essencial de emoticons (se tiver
dificuldades para entender os símbolos, tente
inclinar a cabeça para a esquerda):
:-) ou :) – feliz
:-( ou :( - triste
>:-( ou >:( - com raiva
;-) ou ;) - dar uma
piscada
:D - dar uma gargalhada
:o ou :-o – surpreso
8-o – assustado
:* - beijando
:# - guardando segredo
x-( - chateado
:-P ou :P - mostrando a
língua
B-) - de óculos
E-MAIL
Nunca use palavrões ou expressões chulas em
e-mails. Mas, caso realmente ache necessário o
suo de um palavrão para expressar tudo aquilo que
você sente, faça isso usando o método das
histórias em quadrinhos:
Aquele cidadão é um #%$@*%¨&!!!
Várias pessoas usam a técnica dos asteriscos para disfarçar parte
da palavra:
Esse curso pra telecentros é uma me**a.
Embora disfarce o palavrão, essa técnica deixa explicita a palavra a
ser usada.
E-MAIL
Se você não sabia o que era e nem como
enviar e receber mensagens eletrônicas, agora
não tem mais desculpas, certo?
Abra a página do seu webmail ou programa cliente de e-mails
favorito e mande, pelo menos, um e-mail para você mesmo, só
para testar.
Se ainda não tem um e-mail, crie agora mesmo uma conta em
um dos serviços de e-mail espalhados pela web.
E-MAIL
E-MAIL
Site Google Imagens. Disponível em:
<https://www.google.com.br/search?q=IMPRESS&biw=1600&bih=79
9&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ei=CvGPVemjEcbYggSusoGACw&
ved=0CAcQ_AUoAg#tbm=isch&q=email>. Acesso em: 27-07-2015 as
8:20.
Referências
Site Olhar Digital. Disponível em: <http://olhardigital.uol.com.br/olhar2013/?m=bus>. Acesso
em: 27-07-2015 as 8:20.
Site Tecmundo. Disponível em: <http://www.tecmundo.com.br/busca?q=e-mail>. Acesso
em: 27-07-2015 as 08:20.
Site Wikpédia.org. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/E-mail>. Acesso em: 27-07-
2015 as 8:20.
TELECENTRO COMUNITÁRIO VOZ POPULAR

Mais conteúdo relacionado

Destaque

Implementasi dak 2014
Implementasi dak 2014Implementasi dak 2014
Implementasi dak 2014
nurazbb
 
Biocleanse
BiocleanseBiocleanse
Biocleanse
Dianna Youssef
 
Untitled Presentation
Untitled PresentationUntitled Presentation
Untitled Presentation
SUPREME PROPERTIES
 
Ronny Blust 'Marine Science meets Maritime Industry'
Ronny Blust 'Marine Science meets Maritime Industry'Ronny Blust 'Marine Science meets Maritime Industry'
Ronny Blust 'Marine Science meets Maritime Industry'
Flanders' Maritime Cluster
 
Trickster, the liminal god / Brendan Larvor
Trickster, the liminal god / Brendan LarvorTrickster, the liminal god / Brendan Larvor
Trickster, the liminal god / Brendan Larvor
University of Hertfordshire
 
COMPETENCIAS IDEALES DE UN DOCENTES EN CHILE
COMPETENCIAS IDEALES DE UN DOCENTES EN CHILECOMPETENCIAS IDEALES DE UN DOCENTES EN CHILE
COMPETENCIAS IDEALES DE UN DOCENTES EN CHILE
Karla Prado Lagos
 
Figuras
FigurasFiguras
Figuras
santiancho
 
Wild Life Protection (R.A. 9147)
Wild Life Protection (R.A. 9147)Wild Life Protection (R.A. 9147)
Wild Life Protection (R.A. 9147)
Sourav1213
 
Jornal Cidade - Ano II - Nº 24
Jornal Cidade - Ano II - Nº 24Jornal Cidade - Ano II - Nº 24
Jornal Cidade - Ano II - Nº 24
Jornal Cidade
 
Planning booklet
Planning bookletPlanning booklet
Planning booklet
Rachel Louise Hewitson
 
Dinâmic apotencia
Dinâmic apotenciaDinâmic apotencia
Dinâmic apotencia
rosilenedalmolin
 
TECNOLOGIA DO CUIDADO AO PACIENTE RENAL CRÔNICO: ENFOQUE EDUCATIVO-TERAPÊUTIC...
TECNOLOGIA DO CUIDADO AO PACIENTE RENAL CRÔNICO: ENFOQUE EDUCATIVO-TERAPÊUTIC...TECNOLOGIA DO CUIDADO AO PACIENTE RENAL CRÔNICO: ENFOQUE EDUCATIVO-TERAPÊUTIC...
TECNOLOGIA DO CUIDADO AO PACIENTE RENAL CRÔNICO: ENFOQUE EDUCATIVO-TERAPÊUTIC...
Walquer Sobrinho
 
Assistência médica por ciclos de vida
Assistência médica por ciclos de vidaAssistência médica por ciclos de vida
Assistência médica por ciclos de vida
Centro Universitário Ages
 
Over Limits
Over LimitsOver Limits
Over Limits
tana bassi
 

Destaque (15)

Implementasi dak 2014
Implementasi dak 2014Implementasi dak 2014
Implementasi dak 2014
 
Biocleanse
BiocleanseBiocleanse
Biocleanse
 
Untitled Presentation
Untitled PresentationUntitled Presentation
Untitled Presentation
 
IAP Certificate
IAP CertificateIAP Certificate
IAP Certificate
 
Ronny Blust 'Marine Science meets Maritime Industry'
Ronny Blust 'Marine Science meets Maritime Industry'Ronny Blust 'Marine Science meets Maritime Industry'
Ronny Blust 'Marine Science meets Maritime Industry'
 
Trickster, the liminal god / Brendan Larvor
Trickster, the liminal god / Brendan LarvorTrickster, the liminal god / Brendan Larvor
Trickster, the liminal god / Brendan Larvor
 
COMPETENCIAS IDEALES DE UN DOCENTES EN CHILE
COMPETENCIAS IDEALES DE UN DOCENTES EN CHILECOMPETENCIAS IDEALES DE UN DOCENTES EN CHILE
COMPETENCIAS IDEALES DE UN DOCENTES EN CHILE
 
Figuras
FigurasFiguras
Figuras
 
Wild Life Protection (R.A. 9147)
Wild Life Protection (R.A. 9147)Wild Life Protection (R.A. 9147)
Wild Life Protection (R.A. 9147)
 
Jornal Cidade - Ano II - Nº 24
Jornal Cidade - Ano II - Nº 24Jornal Cidade - Ano II - Nº 24
Jornal Cidade - Ano II - Nº 24
 
Planning booklet
Planning bookletPlanning booklet
Planning booklet
 
Dinâmic apotencia
Dinâmic apotenciaDinâmic apotencia
Dinâmic apotencia
 
TECNOLOGIA DO CUIDADO AO PACIENTE RENAL CRÔNICO: ENFOQUE EDUCATIVO-TERAPÊUTIC...
TECNOLOGIA DO CUIDADO AO PACIENTE RENAL CRÔNICO: ENFOQUE EDUCATIVO-TERAPÊUTIC...TECNOLOGIA DO CUIDADO AO PACIENTE RENAL CRÔNICO: ENFOQUE EDUCATIVO-TERAPÊUTIC...
TECNOLOGIA DO CUIDADO AO PACIENTE RENAL CRÔNICO: ENFOQUE EDUCATIVO-TERAPÊUTIC...
 
Assistência médica por ciclos de vida
Assistência médica por ciclos de vidaAssistência médica por ciclos de vida
Assistência médica por ciclos de vida
 
Over Limits
Over LimitsOver Limits
Over Limits
 

Semelhante a TELECENTRO COMUNITÁRIO VOZ POPULAR - MÓDULO E-MAIL

1982
19821982
1982
Pelo Siro
 
Unidade 3
Unidade 3Unidade 3
Unidade 3
Josélia Mendes
 
0000015302.pdf
0000015302.pdf0000015302.pdf
0000015302.pdf
Jailson Rodrigues
 
Curso Básico de Internet - Parte II
Curso Básico de Internet  - Parte IICurso Básico de Internet  - Parte II
Curso Básico de Internet - Parte II
ABCursos OnLine
 
Caderno01
Caderno01Caderno01
Caderno01
tecampinasoeste
 
Apostila e mail-e_internet__uso_adequado
Apostila e mail-e_internet__uso_adequadoApostila e mail-e_internet__uso_adequado
Apostila e mail-e_internet__uso_adequado
afpinto
 
Internet coreio electronico [modo de compatibilidade]
Internet coreio electronico [modo de compatibilidade]Internet coreio electronico [modo de compatibilidade]
Internet coreio electronico [modo de compatibilidade]
navegananet
 
Unidade3
Unidade3Unidade3
Unidade3
deonila
 
Módulo nº 3 - Comunicação
Módulo nº 3 - ComunicaçãoMódulo nº 3 - Comunicação
Módulo nº 3 - Comunicação
Karel Van Isacker
 
Aula 1 - Curso Grátis Online de Email - Projeto Educa São Paulo
Aula 1 - Curso Grátis Online de Email - Projeto Educa São PauloAula 1 - Curso Grátis Online de Email - Projeto Educa São Paulo
Aula 1 - Curso Grátis Online de Email - Projeto Educa São Paulo
Projeto Meu Brasil
 
E-mail
E-mailE-mail
internet aula de educação tecnologica
internet aula de educação tecnologicainternet aula de educação tecnologica
internet aula de educação tecnologica
Oleksandr Plysyuk
 
internet aula de educação tecnologica
internet aula de educação tecnologicainternet aula de educação tecnologica
internet aula de educação tecnologica
Oleksandr Plysyuk
 
Correio de rede
Correio de redeCorreio de rede
Correio de rede
Lucineia Ignacio Ignacio
 
correio eletronico slyde.pdf
correio eletronico slyde.pdfcorreio eletronico slyde.pdf
correio eletronico slyde.pdf
Josiane Campos
 
Atividade de navegação
Atividade de navegaçãoAtividade de navegação
Atividade de navegação
temastransversais2012
 
Correio eletrônico
Correio eletrônicoCorreio eletrônico
Correio eletrônico
Vera Mln Silva
 
Outlook
OutlookOutlook
Correio Eletrônico e os  protocolos SMTP, POP3 e IMAP
Correio Eletrônico e os  protocolos SMTP, POP3 e IMAPCorreio Eletrônico e os  protocolos SMTP, POP3 e IMAP
Correio Eletrônico e os  protocolos SMTP, POP3 e IMAP
Ricardo Ferreira
 
Webmail
WebmailWebmail

Semelhante a TELECENTRO COMUNITÁRIO VOZ POPULAR - MÓDULO E-MAIL (20)

1982
19821982
1982
 
Unidade 3
Unidade 3Unidade 3
Unidade 3
 
0000015302.pdf
0000015302.pdf0000015302.pdf
0000015302.pdf
 
Curso Básico de Internet - Parte II
Curso Básico de Internet  - Parte IICurso Básico de Internet  - Parte II
Curso Básico de Internet - Parte II
 
Caderno01
Caderno01Caderno01
Caderno01
 
Apostila e mail-e_internet__uso_adequado
Apostila e mail-e_internet__uso_adequadoApostila e mail-e_internet__uso_adequado
Apostila e mail-e_internet__uso_adequado
 
Internet coreio electronico [modo de compatibilidade]
Internet coreio electronico [modo de compatibilidade]Internet coreio electronico [modo de compatibilidade]
Internet coreio electronico [modo de compatibilidade]
 
Unidade3
Unidade3Unidade3
Unidade3
 
Módulo nº 3 - Comunicação
Módulo nº 3 - ComunicaçãoMódulo nº 3 - Comunicação
Módulo nº 3 - Comunicação
 
Aula 1 - Curso Grátis Online de Email - Projeto Educa São Paulo
Aula 1 - Curso Grátis Online de Email - Projeto Educa São PauloAula 1 - Curso Grátis Online de Email - Projeto Educa São Paulo
Aula 1 - Curso Grátis Online de Email - Projeto Educa São Paulo
 
E-mail
E-mailE-mail
E-mail
 
internet aula de educação tecnologica
internet aula de educação tecnologicainternet aula de educação tecnologica
internet aula de educação tecnologica
 
internet aula de educação tecnologica
internet aula de educação tecnologicainternet aula de educação tecnologica
internet aula de educação tecnologica
 
Correio de rede
Correio de redeCorreio de rede
Correio de rede
 
correio eletronico slyde.pdf
correio eletronico slyde.pdfcorreio eletronico slyde.pdf
correio eletronico slyde.pdf
 
Atividade de navegação
Atividade de navegaçãoAtividade de navegação
Atividade de navegação
 
Correio eletrônico
Correio eletrônicoCorreio eletrônico
Correio eletrônico
 
Outlook
OutlookOutlook
Outlook
 
Correio Eletrônico e os  protocolos SMTP, POP3 e IMAP
Correio Eletrônico e os  protocolos SMTP, POP3 e IMAPCorreio Eletrônico e os  protocolos SMTP, POP3 e IMAP
Correio Eletrônico e os  protocolos SMTP, POP3 e IMAP
 
Webmail
WebmailWebmail
Webmail
 

Mais de INSTITUTO VOZ POPULAR

APRESENTAÇÃO DO INSTITUTO VOZ POPULAR
APRESENTAÇÃO DO INSTITUTO VOZ POPULARAPRESENTAÇÃO DO INSTITUTO VOZ POPULAR
APRESENTAÇÃO DO INSTITUTO VOZ POPULAR
INSTITUTO VOZ POPULAR
 
MODELO DE ESTATUTO SOCIAL PARA RÁDIOS COMUNITÁRIAS
MODELO DE ESTATUTO SOCIAL PARA RÁDIOS COMUNITÁRIASMODELO DE ESTATUTO SOCIAL PARA RÁDIOS COMUNITÁRIAS
MODELO DE ESTATUTO SOCIAL PARA RÁDIOS COMUNITÁRIAS
INSTITUTO VOZ POPULAR
 
REGIMENTO INTERNO DO FUNDO ROTATIVO SOLIDÁRIO DO CPCC
REGIMENTO INTERNO DO FUNDO ROTATIVO SOLIDÁRIO DO CPCCREGIMENTO INTERNO DO FUNDO ROTATIVO SOLIDÁRIO DO CPCC
REGIMENTO INTERNO DO FUNDO ROTATIVO SOLIDÁRIO DO CPCC
INSTITUTO VOZ POPULAR
 
APRESENTAÇÃO - COMO MONTAR UMA RÁDIO POSTE
APRESENTAÇÃO - COMO MONTAR UMA RÁDIO POSTEAPRESENTAÇÃO - COMO MONTAR UMA RÁDIO POSTE
APRESENTAÇÃO - COMO MONTAR UMA RÁDIO POSTE
INSTITUTO VOZ POPULAR
 
APRESENTAÇÃO - EMPREENDEDORISMO SOCIAL
APRESENTAÇÃO - EMPREENDEDORISMO SOCIALAPRESENTAÇÃO - EMPREENDEDORISMO SOCIAL
APRESENTAÇÃO - EMPREENDEDORISMO SOCIAL
INSTITUTO VOZ POPULAR
 
APRESENTAÇÃO - CONSELHO GESTOR BCD
APRESENTAÇÃO - CONSELHO GESTOR BCDAPRESENTAÇÃO - CONSELHO GESTOR BCD
APRESENTAÇÃO - CONSELHO GESTOR BCD
INSTITUTO VOZ POPULAR
 
APRESENTAÇÃO - WEB RÁDIO
APRESENTAÇÃO - WEB RÁDIOAPRESENTAÇÃO - WEB RÁDIO
APRESENTAÇÃO - WEB RÁDIO
INSTITUTO VOZ POPULAR
 
LEI nº 6.615 78 (PROFISSÃO DO RADIALISTA)
LEI nº 6.615 78 (PROFISSÃO DO RADIALISTA)LEI nº 6.615 78 (PROFISSÃO DO RADIALISTA)
LEI nº 6.615 78 (PROFISSÃO DO RADIALISTA)
INSTITUTO VOZ POPULAR
 
APRESENTAÇÃO - NOTA DE $ 100
APRESENTAÇÃO - NOTA DE $ 100APRESENTAÇÃO - NOTA DE $ 100
APRESENTAÇÃO - NOTA DE $ 100
INSTITUTO VOZ POPULAR
 
APRESENTAÇÃO E-DINHEIRO
APRESENTAÇÃO  E-DINHEIROAPRESENTAÇÃO  E-DINHEIRO
APRESENTAÇÃO E-DINHEIRO
INSTITUTO VOZ POPULAR
 
APRESENTAÇÃO - FINANÇAS SOLIDÁRIAS
APRESENTAÇÃO - FINANÇAS SOLIDÁRIASAPRESENTAÇÃO - FINANÇAS SOLIDÁRIAS
APRESENTAÇÃO - FINANÇAS SOLIDÁRIAS
INSTITUTO VOZ POPULAR
 
APRESENTAÇÃO - ENTIDADE GESTORA DO BCD
APRESENTAÇÃO - ENTIDADE GESTORA DO BCDAPRESENTAÇÃO - ENTIDADE GESTORA DO BCD
APRESENTAÇÃO - ENTIDADE GESTORA DO BCD
INSTITUTO VOZ POPULAR
 
APRESENTAÇÃO CAC
APRESENTAÇÃO CACAPRESENTAÇÃO CAC
APRESENTAÇÃO CAC
INSTITUTO VOZ POPULAR
 
APRESENTAÇÃO - BANCOS COMUNITÁRIOS
APRESENTAÇÃO - BANCOS COMUNITÁRIOSAPRESENTAÇÃO - BANCOS COMUNITÁRIOS
APRESENTAÇÃO - BANCOS COMUNITÁRIOS
INSTITUTO VOZ POPULAR
 
APRESENTAÇÃO - MAPEAMENTO SOCIOECONÔMICO
APRESENTAÇÃO - MAPEAMENTO SOCIOECONÔMICOAPRESENTAÇÃO - MAPEAMENTO SOCIOECONÔMICO
APRESENTAÇÃO - MAPEAMENTO SOCIOECONÔMICO
INSTITUTO VOZ POPULAR
 
APRESENTAÇÃO - POLÍTICA DE CRÉDITO PARA BCD
APRESENTAÇÃO - POLÍTICA DE CRÉDITO PARA BCDAPRESENTAÇÃO - POLÍTICA DE CRÉDITO PARA BCD
APRESENTAÇÃO - POLÍTICA DE CRÉDITO PARA BCD
INSTITUTO VOZ POPULAR
 
APRESENTAÇÃO - A ORIGEM DO DINHEIRO
APRESENTAÇÃO - A ORIGEM DO DINHEIROAPRESENTAÇÃO - A ORIGEM DO DINHEIRO
APRESENTAÇÃO - A ORIGEM DO DINHEIRO
INSTITUTO VOZ POPULAR
 
APRESENTAÇÃO - MEI DECLARAÇÃO ANUAL
APRESENTAÇÃO - MEI DECLARAÇÃO ANUALAPRESENTAÇÃO - MEI DECLARAÇÃO ANUAL
APRESENTAÇÃO - MEI DECLARAÇÃO ANUAL
INSTITUTO VOZ POPULAR
 
LISTA DE BANCOS COMUNITÁRIOS DE DESENVOLVIMENTO DO NORDESTE
LISTA DE BANCOS COMUNITÁRIOS DE DESENVOLVIMENTO DO NORDESTELISTA DE BANCOS COMUNITÁRIOS DE DESENVOLVIMENTO DO NORDESTE
LISTA DE BANCOS COMUNITÁRIOS DE DESENVOLVIMENTO DO NORDESTE
INSTITUTO VOZ POPULAR
 
APRESENTAÇÃO SOBRE MEI
APRESENTAÇÃO SOBRE MEIAPRESENTAÇÃO SOBRE MEI
APRESENTAÇÃO SOBRE MEI
INSTITUTO VOZ POPULAR
 

Mais de INSTITUTO VOZ POPULAR (20)

APRESENTAÇÃO DO INSTITUTO VOZ POPULAR
APRESENTAÇÃO DO INSTITUTO VOZ POPULARAPRESENTAÇÃO DO INSTITUTO VOZ POPULAR
APRESENTAÇÃO DO INSTITUTO VOZ POPULAR
 
MODELO DE ESTATUTO SOCIAL PARA RÁDIOS COMUNITÁRIAS
MODELO DE ESTATUTO SOCIAL PARA RÁDIOS COMUNITÁRIASMODELO DE ESTATUTO SOCIAL PARA RÁDIOS COMUNITÁRIAS
MODELO DE ESTATUTO SOCIAL PARA RÁDIOS COMUNITÁRIAS
 
REGIMENTO INTERNO DO FUNDO ROTATIVO SOLIDÁRIO DO CPCC
REGIMENTO INTERNO DO FUNDO ROTATIVO SOLIDÁRIO DO CPCCREGIMENTO INTERNO DO FUNDO ROTATIVO SOLIDÁRIO DO CPCC
REGIMENTO INTERNO DO FUNDO ROTATIVO SOLIDÁRIO DO CPCC
 
APRESENTAÇÃO - COMO MONTAR UMA RÁDIO POSTE
APRESENTAÇÃO - COMO MONTAR UMA RÁDIO POSTEAPRESENTAÇÃO - COMO MONTAR UMA RÁDIO POSTE
APRESENTAÇÃO - COMO MONTAR UMA RÁDIO POSTE
 
APRESENTAÇÃO - EMPREENDEDORISMO SOCIAL
APRESENTAÇÃO - EMPREENDEDORISMO SOCIALAPRESENTAÇÃO - EMPREENDEDORISMO SOCIAL
APRESENTAÇÃO - EMPREENDEDORISMO SOCIAL
 
APRESENTAÇÃO - CONSELHO GESTOR BCD
APRESENTAÇÃO - CONSELHO GESTOR BCDAPRESENTAÇÃO - CONSELHO GESTOR BCD
APRESENTAÇÃO - CONSELHO GESTOR BCD
 
APRESENTAÇÃO - WEB RÁDIO
APRESENTAÇÃO - WEB RÁDIOAPRESENTAÇÃO - WEB RÁDIO
APRESENTAÇÃO - WEB RÁDIO
 
LEI nº 6.615 78 (PROFISSÃO DO RADIALISTA)
LEI nº 6.615 78 (PROFISSÃO DO RADIALISTA)LEI nº 6.615 78 (PROFISSÃO DO RADIALISTA)
LEI nº 6.615 78 (PROFISSÃO DO RADIALISTA)
 
APRESENTAÇÃO - NOTA DE $ 100
APRESENTAÇÃO - NOTA DE $ 100APRESENTAÇÃO - NOTA DE $ 100
APRESENTAÇÃO - NOTA DE $ 100
 
APRESENTAÇÃO E-DINHEIRO
APRESENTAÇÃO  E-DINHEIROAPRESENTAÇÃO  E-DINHEIRO
APRESENTAÇÃO E-DINHEIRO
 
APRESENTAÇÃO - FINANÇAS SOLIDÁRIAS
APRESENTAÇÃO - FINANÇAS SOLIDÁRIASAPRESENTAÇÃO - FINANÇAS SOLIDÁRIAS
APRESENTAÇÃO - FINANÇAS SOLIDÁRIAS
 
APRESENTAÇÃO - ENTIDADE GESTORA DO BCD
APRESENTAÇÃO - ENTIDADE GESTORA DO BCDAPRESENTAÇÃO - ENTIDADE GESTORA DO BCD
APRESENTAÇÃO - ENTIDADE GESTORA DO BCD
 
APRESENTAÇÃO CAC
APRESENTAÇÃO CACAPRESENTAÇÃO CAC
APRESENTAÇÃO CAC
 
APRESENTAÇÃO - BANCOS COMUNITÁRIOS
APRESENTAÇÃO - BANCOS COMUNITÁRIOSAPRESENTAÇÃO - BANCOS COMUNITÁRIOS
APRESENTAÇÃO - BANCOS COMUNITÁRIOS
 
APRESENTAÇÃO - MAPEAMENTO SOCIOECONÔMICO
APRESENTAÇÃO - MAPEAMENTO SOCIOECONÔMICOAPRESENTAÇÃO - MAPEAMENTO SOCIOECONÔMICO
APRESENTAÇÃO - MAPEAMENTO SOCIOECONÔMICO
 
APRESENTAÇÃO - POLÍTICA DE CRÉDITO PARA BCD
APRESENTAÇÃO - POLÍTICA DE CRÉDITO PARA BCDAPRESENTAÇÃO - POLÍTICA DE CRÉDITO PARA BCD
APRESENTAÇÃO - POLÍTICA DE CRÉDITO PARA BCD
 
APRESENTAÇÃO - A ORIGEM DO DINHEIRO
APRESENTAÇÃO - A ORIGEM DO DINHEIROAPRESENTAÇÃO - A ORIGEM DO DINHEIRO
APRESENTAÇÃO - A ORIGEM DO DINHEIRO
 
APRESENTAÇÃO - MEI DECLARAÇÃO ANUAL
APRESENTAÇÃO - MEI DECLARAÇÃO ANUALAPRESENTAÇÃO - MEI DECLARAÇÃO ANUAL
APRESENTAÇÃO - MEI DECLARAÇÃO ANUAL
 
LISTA DE BANCOS COMUNITÁRIOS DE DESENVOLVIMENTO DO NORDESTE
LISTA DE BANCOS COMUNITÁRIOS DE DESENVOLVIMENTO DO NORDESTELISTA DE BANCOS COMUNITÁRIOS DE DESENVOLVIMENTO DO NORDESTE
LISTA DE BANCOS COMUNITÁRIOS DE DESENVOLVIMENTO DO NORDESTE
 
APRESENTAÇÃO SOBRE MEI
APRESENTAÇÃO SOBRE MEIAPRESENTAÇÃO SOBRE MEI
APRESENTAÇÃO SOBRE MEI
 

Último

AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AntonioVieira539017
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
Suzy De Abreu Santana
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
Mary Alvarenga
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
edivirgesribeiro1
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
soaresdesouzaamanda8
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
cmeioctaciliabetesch
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 

Último (20)

AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 

TELECENTRO COMUNITÁRIO VOZ POPULAR - MÓDULO E-MAIL

  • 1. CENTRO POPULAR DE CULTURA E COMUNICAÇÃO PONTO DE CULTURA VOZ DA PERIFERIA TELECENTRO COMUNITÁRIO VOZ POPULAR Apoio:
  • 2. UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA PRÓ REITORIA DE EXTENSÃO E ASSUNTOS COMUNITÁRIOS NÚCLEO INTERDISCIPLINAR DE PESQUISA, ENSINO E EXTENSÃO EM ECONOMIA SOLIDÁRIA E EDUCAÇÃO POPULAR Mensagens eletrônicas O que é e-mail?
  • 3. E essa popularidade tem explicação: o e-mail é uma forma rápida e barata de manter comunicação com outras pessoas, mesmo que elas estejam muito longe ou não estejam disponíveis nos mesmos horários. Pela facilidade de uso e eficácia, o e-mail, tornou-se um dos serviços mais populares da internet. E-MAIL
  • 4. E-MAIL se você souber usar bem o serviço de e-mail poderá ter uma ajuda significativa, pois, entre outras coisas, poderá conseguir um bom emprego, já que muitas empresas hoje, preferem que os currículos sejam enviados por e-mail. você terá acesso a informações mais rapidamente, isso irá te manter bem informado, o que hoje é essencial, irá conseguir gerenciar, manter e ampliar sua rede de contatos, pois, ele fará você ter contato com muitas pessoas e isso é uma ótima estratégia nos dias atuais, é um poderoso diferencial em relação a quem não usa essa ferramenta.
  • 5. E-MAIL Para se ter uma ideia do poder do e- mail, basta observar que hoje em dia, quando querem manter contato no futuro, muitas pessoas trocam apenas seus e-mails ao invés de trocarem seus números telefônicos. Assim, é importante compreender como ele funciona e quais os benefícios de seu uso para poder tirar o máximo de proveito dessa ferramenta praticamente indispensável nos dias atuais.
  • 6. E-MAIL Para que possamos compreender o que é e-mail, como ele funciona atualmente e em quais situações ele se mostra melhor que o sistema de correios, precisamos de algumas comparações.
  • 7. E-MAIL No e-mail, ao invés de usar caneta e papel para escrever uma carta, como era costume em épocas anteriores, agora basta apenas que se abra um software, chamado de e- mail e digite sua mensagem usando o teclado do seu computador. Para enviar a mensagem, você não precisa colocá-la dentro de um envelope, endereça-la, sela-la e leva-la até o correio. Agora é só digitar o endereço de email do destinatário e apertar o botão "Enviar" sua mensagem chegará ao destino.
  • 8. E-MAIL As cartas convencionais são transportadas pelos Correios, já os e-mails, são transmitidos via internet até os Servidores de E-mail, estes são programas que funcionam nos computadores dos provedores de acesso à internet, eles ficam conectados 24 horas por dia e serão responsáveis pelo envio da mensagem até seu destino. As cartas convencionais continuam sendo entregues por carteiros em sua caixa de correio. Já as mensagens eletrônicas chegam e são armazenadas em seu provedor de e- mails, para que você abra seu programa de e-mails e acesse-os.
  • 9. E-MAIL Mesmo com tanta semelhança entre as duas formas de se enviar uma mensagem, percebemos que o e-mail possui várias vantagens em relação ao seu antecessor, à correspondência convencional.
  • 10. E-MAIL Conveniência: o e-mail pode ser enviado de qualquer computador, notebook ou outro aparelho conectado à internet (um celular por exemplo), a qualquer hora do dia que se queira, sem ter a preocupação com envelopes, selos ou agências de correios. Velocidade: mensagens enviadas por e-mail normalmente chegam ao destinatário em poucos segundos, em qualquer lugar do mundo que o destinatário esteja conectado a internet. Vantagens
  • 11. E-MAIL Anexos: com o e-mail é possível anexar textos, planilhas, músicas, vídeos, programas, jogos e outros arquivos, cada e-mail tem sua capacidade. Vantagens Acessibilidade: e-mails podem ser facilmente arquivados e classificados por programas de e-mail, o que irá tornar mais fácil a busca por uma mensagem em particular. Preço: com exceção da taxa já paga pelo acesso à internet, o envio de e-mails é gratuito para qualquer parte do mundo, como ou sem anexos. Alguns e-mail, cobrarão uma taxa, se forem usados e-mail coorporativos.
  • 12. E-MAIL Não podemos esquecer que o correio tradicional se sobressai em relação ao e-mail, pela possibilidade do envio objetos ou documentos físicos. Outra questão é a própria forma de envio, que exige um maior esforço por parte do remetente, as cartas tradicionais ainda são consideradas por muitos, um meio mais importantes que os e-mail. Desvantagem
  • 13. E-MAIL A forma de enviar e receber mensagens eletrônicas hoje é bem mas fácil, basta possuir um endereço de e- mail. Esse e-mail, é único em toda a rede da internet e ele será composto basicamente por 3 partes essenciais. Nome do usuário Arroba Nome do servidor
  • 14. E-MAIL Nome do usuário: é um apelido escolhido pelo dono do e-mail para se identificar, sem espaços, cedilhas ou acentos. @: o arroba simboliza a palavra "at" que, em inglês, significa “em”. Nome do servidor de e-mail: é o nome do servidor que disponibiliza o serviço de e-mail ao usuário que hoje podem ser vários como: (uol.com.br, terra.com.br, ig.com.br, hotmail.com, yahoo.com.br, gmail.com entre outros).
  • 15. E-MAIL Sendo assim, podemos compreender um endereço de e-mail padrão, composto de (usuario@provedor.com.br), ou seja, traduzido temos simplesmente (usuário que está em provedor.com.br).
  • 16. E-MAIL Para conseguir um endereço de e-mail é preciso se cadastrar em um serviço de e-mail. Há vários gratuitos, como hotmail.com, yahoo.com.br, gmail.com, bol.com.br entre outros. Os provedores de acesso à internet, pagos ou não, como uol.com.br, terra.com.br, globo.com, ig.com.br, click21.com.br entre outros, também fornecem endereços de e-mail para seus usuários. Para o envio e leitura de mensagens, os provedores costumam criar páginas na internet para que seus usuários possam ler e enviar mensagens a partir de qualquer computador conectado à internet. Estas páginas são os chamadas webmails.
  • 17. E-MAIL Seja um serviço gratuito ou pago, usando os webmails, a forma de utilização de ambos será basicamente a mesma. Ao clicar nesse botão, uma tela para criação da mensagem será exibida, está tela nada mais é que um formulário com campos onde você colocará os destinatários, definirá o assunto, digitará o texto da mensagem e anexará um arquivo. Sempre haverá um botão específico para criação de uma nova mensagem, normalmente intitulado "Nova Mensagem", "Criar e-mail", "Escrever" ou algo do gênero.
  • 18. E-MAIL Para: é onde você deverá colocar o endereço de e- mail do destinatário principal. Se quiser, você poderá colocar mais destinatários separando-os por vírgula. CC: significa Com Cópia. Aqui você poderá, se quiser, colocar mais destinatários que também devem receber uma cópia da mensagem. CCO: significa Com Cópia Oculta. Se você quer mandar uma cópia da mensagem para alguém, mas não quer que os outros destinatários fiquem sabendo, você poderá usar este campo para incluir o endereço de e-mail dessa pessoa. O que se coloca em cada campo dos destinatários?
  • 19. E-MAIL Assunto: Sintetize neste campo com poucas palavras o assunto de sua mensagem, assim o destinatário saberá o assunto antes de abri-la. Anexar arquivos: Neste campo será exibida uma janela mostrando os arquivos que estão em seu computador para que você escolha qual será anexado à mensagem. Texto da mensagem: Este será o espaço onde você digitará sua mensagem, é bem parecido com um editor de textos comum, podendo mudar o tipo de letra, colocar itálicos, sublinhados, negritos e outros. Após os destinatários, preocupar-se com a mensagem que será enviada:
  • 20. E-MAIL Depois de indicar o destinatário, assunto e escrever o texto da mensagem, só precisa clicar no botão enviar. "Enviar". A partir desse momento sua mensagem será enviada pela WWW (rede eletrônica da internet), passando por provedores de acesso e servidores de e-mail até chegar ao seu destinatário ou destinatários. Geralmente, todo este processo demora apenas alguns segundos.
  • 21. E-MAIL Os e-mails recebidos ficam armazenados em uma pasta, normalmente chamada de Caixa de Entrada, em alusão às caixas de correio tradicionais. Para acessar o texto da mensagem e seus anexos basta clicar. Com a mensagem aberta, você poderá encaminhá-la a outras pessoas, responder a mensagem ao remetente ou responder a todos os destinatários. Na Caixa de Entrada são listados os assuntos das mensagens, seus remetentes e a data de envio.
  • 22. E-MAIL Muitas vezes, acompanha uma cópia da mensagem original no espaço reservado ao texto da mensagem. Os anexos não acompanham a resposta. Responder: ao clicar em "Responder", é aberta uma tela de criação de e-mail. A diferença é que ela já vem preenchida com o destinatário (que é o remetente da mensagem original), como o assunto, que é o mesmo da mensagem original precedido de "Re:“.
  • 23. E-MAIL Responder a todos: este botão funciona como o "Responder". A única diferença é que o campo "Com Cópia" também vem preenchido, usando todos os outros destinatários da mensagem original.
  • 24. E-MAIL Ao clicar em "Encaminhar", também é aberta uma tela de criação de e-mail, mas dessa vez a nova mensagem vem com o destinatário em branco, para que você indique o endereço do novo destinatário. O assunto também já vem preenchido, e é o mesmo da mensagem original precedido de "En:" ou "Fw:" se a linguagem do programa for o inglês. A mensagem original é copiada no espaço reservado ao texto da mensagem. Os arquivos anexados na mensagem original permanecem como anexos na nova mensagem.
  • 26. E-MAIL E-mail marketing é a utilização do e-mail como ferramenta de marketing direto, respeitando normas e procedimentos pré-definidos, analisando o retorno gerado através de relatórios e análises gráficas gerando campanhas cada vez mais otimizadas. Diferentemente do spam (mensagens indesejadas), é essencial ao e-mail marketing o consentimento do cliente (também chamado opt-in), que pode ser explícito, quando ele mesmo opta por receber, ou implícito, caracterizado por uma relação evidente entre as partes.
  • 27. E-MAIL A regra é: quanto maior a mensagem, menor a chance de ser lida. Cada mensagem deve conter apenas um assunto principal. Isso ajuda a manter a mensagem pequena e facilita a resposta do destinatário. Incluir muitos assuntos na mesma mensagem pode deixar o destinatário confuso, além de fazer com que ele não leia todos os parágrafos, ou que se esqueça de comentar algum assunto na resposta.
  • 28. E-MAIL Muitas pessoas ignoram os sinais de pontuação ao redigir e-mails, seja por pressa seja simplesmente por achar que são supérfluos. Pontuação Saiba que os sinais de pontuação são importantíssimos em qualquer texto escrito, e deixar de colocá-los pode deixar o texto inelegível, ou mesmo com um significado totalmente diferente do que você pretendia.
  • 29. E-MAIL Exemplo: "Se o homem soubesse o valor que tem a mulher andaria rastejando à sua procura." Experimente colocar a vírgula depois da palavra "tem" e leia novamente. Agora, coloque a vírgula apenas depois da palavra "mulher" e veja a profunda diferença.
  • 30. E-MAIL Os internautas movidas pela necessidade de escrever cada vez mais rápido, buscaram uma forma mais ágil de digitar textos, e acabaram por inventar uma nova forma de comunicação baseada na abreviação das palavras. Internetês A única regra nesta nova forma é passar a ideia com o mínimo de esforço possível, abreviando palavras, suprimindo vogais, concatenando letras e números, substituindo acentos por letras, criando acrônimos entre outros.
  • 31. E-MAIL Hoje em dia é muito comum abrirmos e-mails com expressões como: blz, vc, q, soh, aham, tah, jah, d+, t+, 9dades, bjs, fds, naum, tow, intndndu, nda, rs, hehehe, hahaha e huahuahua “A grafia popularizada pela internet vai além das abreviações e consolida estilo informal e afetivo da comunicação escrita”. Edgard Murano E muitos acabam levando esses hábitos para os textos formais escritos.
  • 32. E-MAIL Olha só as palavras e seus significados.
  • 33. E-MAIL Mensagens cheias de gírias e abreviaturas podem se tornar um verdadeiro quebra-cabeça para o leitor que não está habituado a elas, pois dificultam tremendamente a compreensão do texto e tornam a leitura mais lenta na medida em que o leitor precisa decodificar o texto para entendê-lo. Só use essas expressões com pessoas que sabidamente e sentem totalmente à vontade com esses códigos. Lembre-se que um texto escrito em bom português será sempre bem entendido por todos, inclusive os que gostam do internetês.
  • 34. E-MAIL A internet é muito volátil, além das girias foram criados também códigos para demonstrar sentimentos e emoções de forma virtual, para suprir a falta das expressões faciais e entonação na escrita: Os EMOTICONS. Os emoticons A palavra emoticons deriva da expressão inglesa "emotion icons", que significa "ícones de emoção". Os emoticons são formados por simples letras parênteses, pontos, vírgulas e outros símbolos encontrados no teclado normal que se parecem, com desenhos de carinhas sorrindo, piscando, chorando entre outras expressões faciais.
  • 35. E-MAIL Dicionário essencial de emoticons (se tiver dificuldades para entender os símbolos, tente inclinar a cabeça para a esquerda): :-) ou :) – feliz :-( ou :( - triste >:-( ou >:( - com raiva ;-) ou ;) - dar uma piscada :D - dar uma gargalhada :o ou :-o – surpreso 8-o – assustado :* - beijando :# - guardando segredo x-( - chateado :-P ou :P - mostrando a língua B-) - de óculos
  • 36. E-MAIL Nunca use palavrões ou expressões chulas em e-mails. Mas, caso realmente ache necessário o suo de um palavrão para expressar tudo aquilo que você sente, faça isso usando o método das histórias em quadrinhos: Aquele cidadão é um #%$@*%¨&!!! Várias pessoas usam a técnica dos asteriscos para disfarçar parte da palavra: Esse curso pra telecentros é uma me**a. Embora disfarce o palavrão, essa técnica deixa explicita a palavra a ser usada.
  • 37. E-MAIL Se você não sabia o que era e nem como enviar e receber mensagens eletrônicas, agora não tem mais desculpas, certo? Abra a página do seu webmail ou programa cliente de e-mails favorito e mande, pelo menos, um e-mail para você mesmo, só para testar. Se ainda não tem um e-mail, crie agora mesmo uma conta em um dos serviços de e-mail espalhados pela web.
  • 39. E-MAIL Site Google Imagens. Disponível em: <https://www.google.com.br/search?q=IMPRESS&biw=1600&bih=79 9&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ei=CvGPVemjEcbYggSusoGACw& ved=0CAcQ_AUoAg#tbm=isch&q=email>. Acesso em: 27-07-2015 as 8:20. Referências Site Olhar Digital. Disponível em: <http://olhardigital.uol.com.br/olhar2013/?m=bus>. Acesso em: 27-07-2015 as 8:20. Site Tecmundo. Disponível em: <http://www.tecmundo.com.br/busca?q=e-mail>. Acesso em: 27-07-2015 as 08:20. Site Wikpédia.org. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/E-mail>. Acesso em: 27-07- 2015 as 8:20.