SlideShare uma empresa Scribd logo
- GEOGRAFIA FÍSICA:
Oceanos e Hemisférios
Relevo da África
Hidrografia da África
Vegetação da África
- GEOGRAFIA HUMANA:
Regiões e Países da África
Demografia da África
Países da África por População
IDH dos países da África
Conjuntura Humana
Epidemia de AIDS
Riquezas Minerais por país
PIB dos países da África
Riquezas minerais da África do Sul
Apartheid (20/06)
Conflitos/Colonialismo (20/06 ou 27/06)
Etnias da África (27/06)
Línguas da África (línguas africanas, línguas europeias/árabes)
Países Lusófonos
Democracia na África
Conflitos atuais
União Africana
• De conformação maciça, oDe conformação maciça, o
continente africano apresenta umcontinente africano apresenta um
litoral pouco recortado, banhado...litoral pouco recortado, banhado...
• De conformação maciça, oDe conformação maciça, o
continente africano apresenta umcontinente africano apresenta um
litoral pouco recortado, banhado...litoral pouco recortado, banhado...
...a oeste pelo oceano Atlântico......a oeste pelo oceano Atlântico...
• De conformação maciça, oDe conformação maciça, o
continente africano apresenta umcontinente africano apresenta um
litoral pouco recortado, banhado...litoral pouco recortado, banhado...
...a oeste pelo oceano Atlântico......a oeste pelo oceano Atlântico...
...a leste pelo Índico......a leste pelo Índico...
• De conformação maciça, oDe conformação maciça, o
continente africano apresenta umcontinente africano apresenta um
litoral pouco recortado, banhado...litoral pouco recortado, banhado...
...a oeste pelo oceano Atlântico......a oeste pelo oceano Atlântico...
...a leste pelo Índico......a leste pelo Índico...
...ao norte pelo mar Mediterrâneo......ao norte pelo mar Mediterrâneo...
• De conformação maciça, oDe conformação maciça, o
continente africano apresenta umcontinente africano apresenta um
litoral pouco recortado, banhado...litoral pouco recortado, banhado...
...a oeste pelo oceano Atlântico......a oeste pelo oceano Atlântico...
...a leste pelo Índico......a leste pelo Índico...
...ao norte pelo mar Mediterrâneo......ao norte pelo mar Mediterrâneo...
...a nordeste pelo mar Vermelho e......a nordeste pelo mar Vermelho e...
• De conformação maciça, oDe conformação maciça, o
continente africano apresenta umcontinente africano apresenta um
litoral pouco recortado,litoral pouco recortado,
banhado...banhado...
...a oeste pelo oceano Atlântico......a oeste pelo oceano Atlântico...
...a leste pelo Índico......a leste pelo Índico...
...ao norte pelo mar...ao norte pelo mar
Mediterrâneo...Mediterrâneo...
...a nordeste pelo mar Vermelho...a nordeste pelo mar Vermelho
e...e...
...ao sul, é ponto de confluência...ao sul, é ponto de confluência
entre o Atlântico e o Índico.entre o Atlântico e o Índico.
• É o único continente cujas terras se estendem por quatro hemisférios, pois éÉ o único continente cujas terras se estendem por quatro hemisférios, pois é
cortado simultaneamente pela Linha do Equador e pelo Meridiano de Greenwich.cortado simultaneamente pela Linha do Equador e pelo Meridiano de Greenwich.
• A maior parte das terras africanasA maior parte das terras africanas
situa-se entre as altitudes de 200situa-se entre as altitudes de 200
metros e 1000 metros em relação aometros e 1000 metros em relação ao
nível do mar.nível do mar.
• A maior parte das terras africanas situa-seA maior parte das terras africanas situa-se
entre as altitudes de 200 metros e 1000entre as altitudes de 200 metros e 1000
metros em relação ao nível do mar.metros em relação ao nível do mar.
• Apresentando um relevo marcado porApresentando um relevo marcado por
intensa erosão e predominantementeintensa erosão e predominantemente
planáltico.planáltico.
• A maior parte das terras africanas situa-seA maior parte das terras africanas situa-se
entre as altitudes de 200 metros e 1000entre as altitudes de 200 metros e 1000
metros em relação ao nível do mar.metros em relação ao nível do mar.
• Apresentando um relevo marcado porApresentando um relevo marcado por
intensa erosão e predominantementeintensa erosão e predominantemente
planáltico.planáltico.
• As planícies são raras e estreitas,As planícies são raras e estreitas,
normalmente dispostas ao longo do litoral.normalmente dispostas ao longo do litoral.
• As fraturas geológicas que aconteceram naAs fraturas geológicas que aconteceram na
África, separando-a da América do SulÁfrica, separando-a da América do Sul
durante a dissolução do continente dedurante a dissolução do continente de
“Gondwana” (Pangéia), originaram...“Gondwana” (Pangéia), originaram...
• As fraturas geológicas que aconteceram naAs fraturas geológicas que aconteceram na
África, separando-a da América do SulÁfrica, separando-a da América do Sul
durante a dissolução do continente dedurante a dissolução do continente de
“Gondwana” (Pangéia), originaram...“Gondwana” (Pangéia), originaram...
...extensos planaltos e terras elevadas na...extensos planaltos e terras elevadas na
porção oriental, e...porção oriental, e...
• As fraturas geológicas que aconteceram naAs fraturas geológicas que aconteceram na
África, separando-a da América do SulÁfrica, separando-a da América do Sul
durante a dissolução do continente dedurante a dissolução do continente de
“Gondwana” (Pangéia), originaram...“Gondwana” (Pangéia), originaram...
...extensos planaltos e terras elevadas na...extensos planaltos e terras elevadas na
porção oriental, e...porção oriental, e...
...fossas tectônicas que, preenchidas pelas...fossas tectônicas que, preenchidas pelas
águas, converteram-se em importanteságuas, converteram-se em importantes
lagos, como o Vitória – nascente do rio Nilo,lagos, como o Vitória – nascente do rio Nilo,
que corta o Egito desde o Sudão - , oque corta o Egito desde o Sudão - , o
Tanganica e o Niassa, ambos na ÁfricaTanganica e o Niassa, ambos na África
Oriental.Oriental.
• Dessa fase recente do terciário, resultam osDessa fase recente do terciário, resultam os
dobramentos africanos, onde encontramosdobramentos africanos, onde encontramos
os pontos culminantes do continente,os pontos culminantes do continente,
como...como...
• Dessa fase recente do terciário, resultam osDessa fase recente do terciário, resultam os
dobramentos africanos, onde encontramosdobramentos africanos, onde encontramos
os pontos culminantes do continente,os pontos culminantes do continente,
como...como...
...os montes Kilimanjaro, com 5895 metros...os montes Kilimanjaro, com 5895 metros
de altitude, e...de altitude, e...
• Dessa fase recente do terciário, resultam osDessa fase recente do terciário, resultam os
dobramentos africanos, onde encontramosdobramentos africanos, onde encontramos
os pontos culminantes do continente,os pontos culminantes do continente,
como...como...
...os montes Kilimanjaro, com 5895 metros...os montes Kilimanjaro, com 5895 metros
de altitude, e...de altitude, e...
...o monte Quênia, com 5199 metros de...o monte Quênia, com 5199 metros de
altitude, ambos localizados no maciçoaltitude, ambos localizados no maciço
Oriental.Oriental.
• Ao norte desse maciço, ocorre outraAo norte desse maciço, ocorre outra
unidade geomorfológica de elevadasunidade geomorfológica de elevadas
altitudes, o maciço Etíope.altitudes, o maciço Etíope.
• Ao norte desse maciço, ocorre outraAo norte desse maciço, ocorre outra
unidade geomorfológica de elevadasunidade geomorfológica de elevadas
altitudes, o maciço Etíope.altitudes, o maciço Etíope.
• Trata-se, portanto, de dois sistemasTrata-se, portanto, de dois sistemas
montanhosos separados por uma falhamontanhosos separados por uma falha
tectônica que conformam todo o continente.tectônica que conformam todo o continente.
• Ao norte desse maciço, ocorre outraAo norte desse maciço, ocorre outra
unidade geomorfológica de elevadasunidade geomorfológica de elevadas
altitudes, o maciço Etíope.altitudes, o maciço Etíope.
• Trata-se, portanto, de dois sistemasTrata-se, portanto, de dois sistemas
montanhosos separados por uma falhamontanhosos separados por uma falha
tectônica que conformam todo o continente.tectônica que conformam todo o continente.
• Outro dobramento importante situa-se nasOutro dobramento importante situa-se nas
imediações do noroeste africano, a cadeia doimediações do noroeste africano, a cadeia do
Atlas.Atlas.
• Ao norte desse maciço, ocorre outraAo norte desse maciço, ocorre outra
unidade geomorfológica de elevadasunidade geomorfológica de elevadas
altitudes, o maciço Etíope.altitudes, o maciço Etíope.
• Trata-se, portanto, de dois sistemasTrata-se, portanto, de dois sistemas
montanhosos separados por uma falhamontanhosos separados por uma falha
tectônica que conformam todo o continente.tectônica que conformam todo o continente.
• Outro dobramento importante situa-se nasOutro dobramento importante situa-se nas
imediações do noroeste africano, a cadeia doimediações do noroeste africano, a cadeia do
Atlas.Atlas.
• Localizado junto ao Magreb – reunião dosLocalizado junto ao Magreb – reunião dos
países Marrocos, Argélia e Tunísia - , suapaíses Marrocos, Argélia e Tunísia - , sua
disposição interfere na distribuição dedisposição interfere na distribuição de
chuvas regionais, pois é uma barreira naturalchuvas regionais, pois é uma barreira natural
às massas úmidas oriundas do oceano.às massas úmidas oriundas do oceano.
• Ao sul dos Atlas, encontra-se o maiorAo sul dos Atlas, encontra-se o maior
deserto do mundo: o Saara, com área dedeserto do mundo: o Saara, com área de
8.600.000 km². Praticamente do tamanho do8.600.000 km². Praticamente do tamanho do
Brasil!Brasil!
• Ao sul dos Atlas, encontra-se o maiorAo sul dos Atlas, encontra-se o maior
deserto do mundo: o Saara, com área dedeserto do mundo: o Saara, com área de
8.600.000 km². Praticamente do tamanho do8.600.000 km². Praticamente do tamanho do
Brasil!Brasil!
• Ao sul da África, entre Botsuana e Namíbia,Ao sul da África, entre Botsuana e Namíbia,
há outro deserto, de proporções menores: ohá outro deserto, de proporções menores: o
Kalahari.Kalahari.
• Ao sul dos Atlas, encontra-se o maiorAo sul dos Atlas, encontra-se o maior
deserto do mundo: o Saara, com área dedeserto do mundo: o Saara, com área de
8.600.000 km². Praticamente do tamanho do8.600.000 km². Praticamente do tamanho do
Brasil!Brasil!
• Ao sul da África, entre Botsuana e Namíbia,Ao sul da África, entre Botsuana e Namíbia,
há outro deserto, de proporções menores: ohá outro deserto, de proporções menores: o
Kalahari.Kalahari.
• Sua formação difere das condições doSua formação difere das condições do
Saara, pois sua origem relaciona-se àSaara, pois sua origem relaciona-se à
interferência da corrente marítima que passainterferência da corrente marítima que passa
ao longo da costa Africana no Atlântico.ao longo da costa Africana no Atlântico.
• Ao sul dos Atlas, encontra-se o maiorAo sul dos Atlas, encontra-se o maior
deserto do mundo: o Saara, com área dedeserto do mundo: o Saara, com área de
8.600.000 km². Praticamente do tamanho do8.600.000 km². Praticamente do tamanho do
Brasil!Brasil!
• Ao sul da África, entre Botsuana e Namíbia,Ao sul da África, entre Botsuana e Namíbia,
há outro deserto, de proporções menores: ohá outro deserto, de proporções menores: o
Kalahari.Kalahari.
• Sua formação difere das condições doSua formação difere das condições do
Saara, pois sua origem relaciona-se àSaara, pois sua origem relaciona-se à
interferência da corrente marítima que passainterferência da corrente marítima que passa
ao longo da costa Africana no Atlântico.ao longo da costa Africana no Atlântico.
• A corrente marítima fria de Benguela (ouA corrente marítima fria de Benguela (ou
Bengala) é a causa da baixa precipitaçãoBengala) é a causa da baixa precipitação
nesta parte do continente.nesta parte do continente.
• Tendo grande parte de seu território em áreaTendo grande parte de seu território em área
tropicais, a maioria dos rios africanos obedecetropicais, a maioria dos rios africanos obedece
ao sistema de cheias no verão e vazantes noao sistema de cheias no verão e vazantes no
inverno.inverno.
• Tendo grande parte de seu território em áreaTendo grande parte de seu território em área
tropicais, a maioria dos rios africanos obedecetropicais, a maioria dos rios africanos obedece
ao sistema de cheias no verão e vazantes noao sistema de cheias no verão e vazantes no
inverno.inverno.
• O mesmo se dá com o rio Nilo, um dos maioresO mesmo se dá com o rio Nilo, um dos maiores
do mundo, que nasce em áreas tropicais junto aodo mundo, que nasce em áreas tropicais junto ao
lado Vitória e corre em direção norte,lado Vitória e corre em direção norte,
desaguando no mar Mediterrâneo, onde formadesaguando no mar Mediterrâneo, onde forma
um imenso delta.um imenso delta.
• Tendo grande parte de seu território em áreaTendo grande parte de seu território em área
tropicais, a maioria dos rios africanos obedecetropicais, a maioria dos rios africanos obedece
ao sistema de cheias no verão e vazantes noao sistema de cheias no verão e vazantes no
inverno.inverno.
• O mesmo se dá com o rio Nilo, um dos maioresO mesmo se dá com o rio Nilo, um dos maiores
do mundo, que nasce em áreas tropicais junto aodo mundo, que nasce em áreas tropicais junto ao
lado Vitória e corre em direção norte,lado Vitória e corre em direção norte,
desaguando no mar Mediterrâneo, onde formadesaguando no mar Mediterrâneo, onde forma
um imenso delta.um imenso delta.
• Em seu percurso, o Nilo transporta sedimentosEm seu percurso, o Nilo transporta sedimentos
e detritos orgânicos que, desde tempos remotos,e detritos orgânicos que, desde tempos remotos,
fertilizaram suas várzeas nos períodos de cheias.fertilizaram suas várzeas nos períodos de cheias.
• Tendo grande parte de seu território em áreaTendo grande parte de seu território em área
tropicais, a maioria dos rios africanos obedecetropicais, a maioria dos rios africanos obedece
ao sistema de cheias no verão e vazantes noao sistema de cheias no verão e vazantes no
inverno.inverno.
• O mesmo se dá com o rio Nilo, um dos maioresO mesmo se dá com o rio Nilo, um dos maiores
do mundo, que nasce em áreas tropicais junto aodo mundo, que nasce em áreas tropicais junto ao
lado Vitória e corre em direção norte,lado Vitória e corre em direção norte,
desaguando no mar Mediterrâneo, onde formadesaguando no mar Mediterrâneo, onde forma
um imenso delta.um imenso delta.
• Em seu percurso, o Nilo transporta sedimentosEm seu percurso, o Nilo transporta sedimentos
e detritos orgânicos que, desde tempos remotos,e detritos orgânicos que, desde tempos remotos,
fertilizaram suas várzeas nos períodos de cheias.fertilizaram suas várzeas nos períodos de cheias.
• Justifica-se assim, a célebre frase do filósofoJustifica-se assim, a célebre frase do filósofo
Heródoto: “o Egito é uma dádiva do Nilo”.Heródoto: “o Egito é uma dádiva do Nilo”.
• Tendo grande parte de seu território em áreaTendo grande parte de seu território em área
tropicais, a maioria dos rios africanos obedecetropicais, a maioria dos rios africanos obedece
ao sistema de cheias no verão e vazantes noao sistema de cheias no verão e vazantes no
inverno.inverno.
• O mesmo se dá com o rio Nilo, um dos maioresO mesmo se dá com o rio Nilo, um dos maiores
do mundo, que nasce em áreas tropicais junto aodo mundo, que nasce em áreas tropicais junto ao
lado Vitória e corre em direção norte,lado Vitória e corre em direção norte,
desaguando no mar Mediterrâneo, onde formadesaguando no mar Mediterrâneo, onde forma
um imenso delta.um imenso delta.
• Em seu percurso, o Nilo transporta sedimentosEm seu percurso, o Nilo transporta sedimentos
e detritos orgânicos que, desde tempos remotos,e detritos orgânicos que, desde tempos remotos,
fertilizaram suas várzeas nos períodos de cheias.fertilizaram suas várzeas nos períodos de cheias.
• Justifica-se assim, a célebre frase do filósofoJustifica-se assim, a célebre frase do filósofo
Heródoto: “o Egito é uma dádiva do Nilo”.Heródoto: “o Egito é uma dádiva do Nilo”.
• Entretanto, nas últimas décadas um grandiosoEntretanto, nas últimas décadas um grandioso
projeto de engenharia do governo egípcioprojeto de engenharia do governo egípcio
interferiu nesse processo natural: a construçãointerferiu nesse processo natural: a construção
da usina hidrelétrica de Assuã.da usina hidrelétrica de Assuã.
• A combinação de rios longos e volumosos eA combinação de rios longos e volumosos e
relevo de planaltos, encontrada em quase todo orelevo de planaltos, encontrada em quase todo o
continente, favorece a produção de energiacontinente, favorece a produção de energia
hidrelétrica.hidrelétrica.
• A combinação de rios longos e volumosos eA combinação de rios longos e volumosos e
relevo de planaltos, encontrada em quase todo orelevo de planaltos, encontrada em quase todo o
continente, favorece a produção de energiacontinente, favorece a produção de energia
hidrelétrica.hidrelétrica.
• Porém, devido ao baixo desenvolvimentoPorém, devido ao baixo desenvolvimento
econômico e à baixa industrialização, esseeconômico e à baixa industrialização, esse
potencial hidrelétrico encontra-se subutilizado.potencial hidrelétrico encontra-se subutilizado.
• A combinação de rios longos e volumosos eA combinação de rios longos e volumosos e
relevo de planaltos, encontrada em quase todo orelevo de planaltos, encontrada em quase todo o
continente, favorece a produção de energiacontinente, favorece a produção de energia
hidrelétrica.hidrelétrica.
• Porém, devido ao baixo desenvolvimentoPorém, devido ao baixo desenvolvimento
econômico e à parca industrialização, esseeconômico e à parca industrialização, esse
potencial hidrelétrico encontra-se subutilizado.potencial hidrelétrico encontra-se subutilizado.
• Um dos mais importantes rios é o Congo,Um dos mais importantes rios é o Congo,
localizado na África Equatorial.localizado na África Equatorial.
• A combinação de rios longos e volumosos eA combinação de rios longos e volumosos e
relevo de planaltos, encontrada em quase todo orelevo de planaltos, encontrada em quase todo o
continente, favorece a produção de energiacontinente, favorece a produção de energia
hidrelétrica.hidrelétrica.
• Porém, devido ao baixo desenvolvimentoPorém, devido ao baixo desenvolvimento
econômico e à parca industrialização, esseeconômico e à parca industrialização, esse
potencial hidrelétrico encontra-se subutilizado.potencial hidrelétrico encontra-se subutilizado.
• Um dos mais importantes rios é o Congo,Um dos mais importantes rios é o Congo,
localizado na África Equatorial.localizado na África Equatorial.
• Trata-se do segundo maior rio do mundo emTrata-se do segundo maior rio do mundo em
volume de água e apresenta uma curiosidade:volume de água e apresenta uma curiosidade:
corta duas vezes a linha do Equador.corta duas vezes a linha do Equador.
• A combinação de rios longos e volumosos eA combinação de rios longos e volumosos e
relevo de planaltos, encontrada em quase todo orelevo de planaltos, encontrada em quase todo o
continente, favorece a produção de energiacontinente, favorece a produção de energia
hidrelétrica.hidrelétrica.
• Porém, devido ao baixo desenvolvimentoPorém, devido ao baixo desenvolvimento
econômico e à baixa industrialização, esseeconômico e à baixa industrialização, esse
potencial hidrelétrico encontra-se subutilizado.potencial hidrelétrico encontra-se subutilizado.
• Um dos mais importantes rios é o Congo,Um dos mais importantes rios é o Congo,
localizado na África Equatorial.localizado na África Equatorial.
• Trata-se do segundo maior rio do mundo emTrata-se do segundo maior rio do mundo em
volume de água e apresenta uma curiosidade:volume de água e apresenta uma curiosidade:
corta duas vezes a linha do Equador.corta duas vezes a linha do Equador.
• O rio Congo nasce no hemisfério sul e passa aoO rio Congo nasce no hemisfério sul e passa ao
hemisfério norte para desembocar novamente nohemisfério norte para desembocar novamente no
sul.sul.
• A combinação de rios longos e volumosos eA combinação de rios longos e volumosos e
relevo de planaltos, encontrada em quase todo orelevo de planaltos, encontrada em quase todo o
continente, favorece a produção de energiacontinente, favorece a produção de energia
hidrelétrica.hidrelétrica.
• Porém, devido ao baixo desenvolvimentoPorém, devido ao baixo desenvolvimento
econômico e à baixa industrialização, esseeconômico e à baixa industrialização, esse
potencial hidrelétrico encontra-se subutilizado.potencial hidrelétrico encontra-se subutilizado.
• Um dos mais importantes rios é o Congo,Um dos mais importantes rios é o Congo,
localizado na África Equatorial.localizado na África Equatorial.
• Trata-se do segundo maior rio do mundo emTrata-se do segundo maior rio do mundo em
volume de água e apresenta uma curiosidade:volume de água e apresenta uma curiosidade:
corta duas vezes a linha do Equador.corta duas vezes a linha do Equador.
• O rio Congo nasce no hemisfério sul e passa aoO rio Congo nasce no hemisfério sul e passa ao
hemisfério norte para desembocar novamente nohemisfério norte para desembocar novamente no
sul.sul.
• O rio Níger é o terceiro rio africano em extensãoO rio Níger é o terceiro rio africano em extensão
e corre a noroeste, desembocando no golfo dae corre a noroeste, desembocando no golfo da
Guiné, área densamente povoada.M,<Guiné, área densamente povoada.M,<
• Cabe ressaltar que o clima tropicalCabe ressaltar que o clima tropical
predominante pode provocar cheiaspredominante pode provocar cheias
catastróficas, como ocorreu em Moçambique nocatastróficas, como ocorreu em Moçambique no
ano 2000 e deixou mais de 1 milhão deano 2000 e deixou mais de 1 milhão de
desabrigados e 600 mortos.desabrigados e 600 mortos.
• Cabe ressaltar que o clima tropicalCabe ressaltar que o clima tropical
predominante pode provocar cheiaspredominante pode provocar cheias
catastróficas, como ocorreu em Moçambique nocatastróficas, como ocorreu em Moçambique no
ano 2000 e deixou mais de 1 milhão deano 2000 e deixou mais de 1 milhão de
desabrigados e 600 mortos.desabrigados e 600 mortos.
• Outra característica comum do continente é aOutra característica comum do continente é a
intermitência de muitos de seus rios, decorrenteintermitência de muitos de seus rios, decorrente
das secas – o que agrava o quadro dedas secas – o que agrava o quadro de
insuficiência da produção de alimentos.insuficiência da produção de alimentos.
• A África é quente. De fato, a tropicalidade é aA África é quente. De fato, a tropicalidade é a
marca registrada de todos os países africanos.marca registrada de todos os países africanos.
A África é quente. De fato, a tropicalidade é a
marca registrada de todos os países africanos.
Porém, mesmo sendo o continente mais
uniforme, apresenta variedade.’’ty
• A África é quente. De fato, a tropicalidade é aA África é quente. De fato, a tropicalidade é a
marca registrada de todos os países africanos.marca registrada de todos os países africanos.
• Porém, mesmo sendo o continente mais uniforme,Porém, mesmo sendo o continente mais uniforme,
apresenta variedade.apresenta variedade.
• No extremo norte, acompanhando a orla litorânea,No extremo norte, acompanhando a orla litorânea,
ocorre o clima mediterrâneo, com invernos úmidosocorre o clima mediterrâneo, com invernos úmidos
e verões secos. Nessa área, a paisagem teme verões secos. Nessa área, a paisagem tem
semelhanças com o sul da Europa.semelhanças com o sul da Europa.
• A África é quente. De fato, a tropicalidade é aA África é quente. De fato, a tropicalidade é a
marca registrada de todos os países africanos.marca registrada de todos os países africanos.
• Porém, mesmo sendo o continente mais uniforme,Porém, mesmo sendo o continente mais uniforme,
apresenta variedade.apresenta variedade.
• No extremo norte, acompanhando a orla litorânea,No extremo norte, acompanhando a orla litorânea,
ocorre o clima mediterrâneo, com invernos úmidosocorre o clima mediterrâneo, com invernos úmidos
e verões secos. Nessa área, a paisagem teme verões secos. Nessa área, a paisagem tem
semelhanças com o sul da Europa.semelhanças com o sul da Europa.
• No noroeste, transpondo a cadeia do Atlas,No noroeste, transpondo a cadeia do Atlas,
aparece o clima semi-árido. Coincidindo com oaparece o clima semi-árido. Coincidindo com o
deserto do Saara e o Sahel, uma faixa de aridezdeserto do Saara e o Sahel, uma faixa de aridez
estende-se desde as proximidades do Atlântico atéestende-se desde as proximidades do Atlântico até
o mar Vermelho, atravessando todo o norte dao mar Vermelho, atravessando todo o norte da
África.África.
• Nessa região de baixíssima pluviosidade,Nessa região de baixíssima pluviosidade,
predominam as xerófilas (exemplo: Cactos).predominam as xerófilas (exemplo: Cactos).
• Nessa região de baixíssima pluviosidade,Nessa região de baixíssima pluviosidade,
predominam as xerófilas (exemplo: Cactos).predominam as xerófilas (exemplo: Cactos).
• No semi-árido, temos as estepes (gramíneas), e,No semi-árido, temos as estepes (gramíneas), e,
no árido, as formações desérticas ou mesmono árido, as formações desérticas ou mesmo
ausência de vegetação.ausência de vegetação.
• Nessa região de baixíssima pluviosidade,Nessa região de baixíssima pluviosidade,
predominam as xerófilas (exemplo: Cactos).predominam as xerófilas (exemplo: Cactos).
• No semi-árido, temos as estepes (gramíneas), e,No semi-árido, temos as estepes (gramíneas), e,
no árido, as formações desérticas ou mesmono árido, as formações desérticas ou mesmo
ausência de vegetação.ausência de vegetação.
• O Sahel é a periferia meridional do Saara, umaO Sahel é a periferia meridional do Saara, uma
zona que teve agravado seu quadro ambientalzona que teve agravado seu quadro ambiental
devido, sobretudo, à interferência antrópica (açãodevido, sobretudo, à interferência antrópica (ação
humana) que, com o cultivo de subsistência,humana) que, com o cultivo de subsistência,
degradou a área, pondo em curso um processo dedegradou a área, pondo em curso um processo de
ampliação da zona árida.ampliação da zona árida.
• Nessa região de baixíssima pluviosidade,Nessa região de baixíssima pluviosidade,
predominam as xerófilas (exemplo: Cactos).predominam as xerófilas (exemplo: Cactos).
• No semi-árido, temos as estepes (gramíneas), e,No semi-árido, temos as estepes (gramíneas), e,
no árido, as formações desérticas ou mesmono árido, as formações desérticas ou mesmo
ausência de vegetação.ausência de vegetação.
• O Sahel é a periferia meridional do Saara, umaO Sahel é a periferia meridional do Saara, uma
zona que teve agravado seu quadro ambientalzona que teve agravado seu quadro ambiental
devido, sobretudo, à interferência antrópica (açãodevido, sobretudo, à interferência antrópica (ação
humana) que, com o cultivo de subsistência,humana) que, com o cultivo de subsistência,
degradou a área, pondo em curso um processo dedegradou a área, pondo em curso um processo de
ampliação da zona árida.ampliação da zona árida.
• Geógrafos britânicos, no entanto, divulgaramGeógrafos britânicos, no entanto, divulgaram
estudos recentes que apontam para umaestudos recentes que apontam para uma
recuperação florestal do Sahel nos últimos anos.recuperação florestal do Sahel nos últimos anos.
• O clima tropical, na sua forma típica – chuvas noO clima tropical, na sua forma típica – chuvas no
verão e estiagem no inverno - , é dominante.verão e estiagem no inverno - , é dominante.
• O clima tropical, na sua forma típica – chuvas noO clima tropical, na sua forma típica – chuvas no
verão e estiagem no inverno - , é dominante.verão e estiagem no inverno - , é dominante.
• Esse clima ocorre tanto no sul quanto ao norte doEsse clima ocorre tanto no sul quanto ao norte do
trópico do equador, linha imaginária que nestetrópico do equador, linha imaginária que neste
caso corta o continente africano “ao meio”.caso corta o continente africano “ao meio”.
• O clima tropical, na sua forma típica – chuvas noO clima tropical, na sua forma típica – chuvas no
verão e estiagem no inverno - , é dominante.verão e estiagem no inverno - , é dominante.
• Esse clima ocorre tanto no sul quanto ao norte doEsse clima ocorre tanto no sul quanto ao norte do
trópico do equador, linha imaginária que nestetrópico do equador, linha imaginária que neste
caso corta o continente africano “ao meio”.caso corta o continente africano “ao meio”.
• Nesse clima, dominam as savanas, formaçãoNesse clima, dominam as savanas, formação
botânica africana que se assemelha ao cerradobotânica africana que se assemelha ao cerrado
brasileiro, cuja fauna é extremamente rica e incluibrasileiro, cuja fauna é extremamente rica e inclui
animais de grande porte.animais de grande porte.
• O clima tropical, na sua forma típica – chuvas noO clima tropical, na sua forma típica – chuvas no
verão e estiagem no inverno - , é dominante.verão e estiagem no inverno - , é dominante.
• Esse clima ocorre tanto no sul quanto ao norte doEsse clima ocorre tanto no sul quanto ao norte do
trópico do equador, linha imaginária que nestetrópico do equador, linha imaginária que neste
caso corta o continente africano “ao meio”.caso corta o continente africano “ao meio”.
• Nesse clima, dominam as savanas, formaçãoNesse clima, dominam as savanas, formação
botânica africana que se assemelha ao cerradobotânica africana que se assemelha ao cerrado
brasileiro, cuja fauna é extremamente rica e incluibrasileiro, cuja fauna é extremamente rica e inclui
animais de grande porte.animais de grande porte.
• Nas partes mais úmidas do leste, há florestasNas partes mais úmidas do leste, há florestas
tropicais.tropicais.
• O clima tropical, na sua forma típica – chuvas noO clima tropical, na sua forma típica – chuvas no
verão e estiagem no inverno - , é dominante.verão e estiagem no inverno - , é dominante.
• Esse clima ocorre tanto no sul quanto ao norte doEsse clima ocorre tanto no sul quanto ao norte do
trópico do equador, linha imaginária que nestetrópico do equador, linha imaginária que neste
caso corta o continente africano “ao meio”.caso corta o continente africano “ao meio”.
• Nesse clima, dominam as savanas, formaçãoNesse clima, dominam as savanas, formação
botânica africana que se assemelha ao cerradobotânica africana que se assemelha ao cerrado
brasileiro, cuja fauna é extremamente rica e incluibrasileiro, cuja fauna é extremamente rica e inclui
animais de grande porte.animais de grande porte.
• Nas partes mais úmidas do leste, há florestasNas partes mais úmidas do leste, há florestas
tropicais.tropicais.
• Entre os paralelos de 6° Norte e 3° Sul, encontra-Entre os paralelos de 6° Norte e 3° Sul, encontra-
se o mais úmido clima africano: o equatorial, e, emse o mais úmido clima africano: o equatorial, e, em
decorrência da intensa umidade, surge a florestadecorrência da intensa umidade, surge a floresta
equatorial.equatorial.
• Nas imediações da bacia do Congo, a floresta seNas imediações da bacia do Congo, a floresta se
adensa bastante, dificultando a penetraçãoadensa bastante, dificultando a penetração
humana.humana.
• Nas imediações da bacia do Congo, a floresta seNas imediações da bacia do Congo, a floresta se
adensa bastante, dificultando a penetraçãoadensa bastante, dificultando a penetração
humana.humana.
• No extremo sul, há um pequeno trecho de climaNo extremo sul, há um pequeno trecho de clima
temperado (subtropical) com chuvas poucotemperado (subtropical) com chuvas pouco
frequentes.frequentes.
• Nas imediações da bacia do Congo, a floresta seNas imediações da bacia do Congo, a floresta se
adensa bastante, dificultando a penetraçãoadensa bastante, dificultando a penetração
humana.humana.
• No extremo sul, há um pequeno trecho de climaNo extremo sul, há um pequeno trecho de clima
temperado (subtropical) com chuvas poucotemperado (subtropical) com chuvas pouco
frequentes.frequentes.
• É a posição da África em relação ao equador, suaÉ a posição da África em relação ao equador, sua
latitude, o principal fator da distribuição dos tiposlatitude, o principal fator da distribuição dos tipos
climáticos.climáticos.
• Nas imediações da bacia do Congo, a floresta seNas imediações da bacia do Congo, a floresta se
adensa bastante, dificultando a penetraçãoadensa bastante, dificultando a penetração
humana.humana.
• No extremo sul, há um pequeno trecho de climaNo extremo sul, há um pequeno trecho de clima
temperado (subtropical) com chuvas poucotemperado (subtropical) com chuvas pouco
frequentes.frequentes.
• É a posição da África em relação ao equador, suaÉ a posição da África em relação ao equador, sua
latitude, o principal fator da distribuição dos tiposlatitude, o principal fator da distribuição dos tipos
climáticos.climáticos.
• Esta influência somente é afetada nas áreas ondeEsta influência somente é afetada nas áreas onde
a altitude é mais elevada – por exemplo, nosa altitude é mais elevada – por exemplo, nos
maciços montanhosos, em que surgem climas friosmaciços montanhosos, em que surgem climas frios
e até mesmo neves eternas, como nos cumes dee até mesmo neves eternas, como nos cumes de
picos como o Kilimanjaro.picos como o Kilimanjaro.
Floresta
Equatorial
(estilo Amazônia)
Região do “SAHEL”, em processo de desertificação
BIOMAS DA ÁFRICA
Deserto do Saara
(maior deserto do mundo)
Litoral mediterrâneo
RioNilo
Savanas
Deserto da
Namíbia
Savanas
Savanas
Estepes, planícies com
gramas baixas
Floresta
Sub-tropical
Semi-árido
• O continente africano possui 54O continente africano possui 54
países, em 5 regiões.países, em 5 regiões.
• O continente africano possui 54O continente africano possui 54
países, em 5 regiões.países, em 5 regiões.
• Norte da África (roxo):Norte da África (roxo):
- Sudão- Sudão
- Egito- Egito
- Líbia- Líbia
- Tunísia- Tunísia
- Argélia- Argélia
- Marrocos- Marrocos
- Saara Ocidental- Saara Ocidental
• O continente africano possui 54O continente africano possui 54
países, em 5 regiões.países, em 5 regiões.
• Norte da África (roxo):Norte da África (roxo):
- Sudão- Sudão
- Egito- Egito
- Líbia- Líbia
- Tunísia- Tunísia
- Argélia- Argélia
- Marrocos- Marrocos
- Saara Ocidental- Saara Ocidental
• Os países do norte da África sãoOs países do norte da África são
mais identificados com o Orientemais identificados com o Oriente
Médio. Falam árabe, e sãoMédio. Falam árabe, e são
majoritariamente muçulmanosmajoritariamente muçulmanos
sunitas.sunitas.
• O continente africano possui 54O continente africano possui 54
países, em 5 regiões.países, em 5 regiões.
• Oeste da África (verde-claro)Oeste da África (verde-claro)
- Níger- Níger
- Burkina Faso (Alto Volta)- Burkina Faso (Alto Volta)
- Mali- Mali
- Mauritânia- Mauritânia
- Senegal- Senegal
- Gâmbia- Gâmbia
- Cabo Verde- Cabo Verde
- Guiné-Bissau- Guiné-Bissau
- Guiné- Guiné
- Serra Leoa- Serra Leoa
- Libéria- Libéria
- Costa do Marfim- Costa do Marfim
- Gana- Gana
- Togo- Togo
- Benin- Benin
- Nigéria- Nigéria
• O continente africano possui 54O continente africano possui 54
países, em 5 regiões.países, em 5 regiões.
• Centro da ÁfricaCentro da África
- Sudão do Sul (independ. 2011)- Sudão do Sul (independ. 2011)
- Chade- Chade
- República Centro-Africana- República Centro-Africana
- Camarões- Camarões
- São Tomé e Príncipe- São Tomé e Príncipe
- Guiné-Equatorial- Guiné-Equatorial
- Gabão- Gabão
- Congo- Congo
- Rep.Democr.do Congo (ex-Zaire)- Rep.Democr.do Congo (ex-Zaire)
- Angola- Angola
• O continente africano possui 54O continente africano possui 54
países, em 5 regiões.países, em 5 regiões.
• Leste da ÁfricaLeste da África
- Eritreia- Eritreia
- Djibuti- Djibuti
- Etiópia- Etiópia
- Somália- Somália
- Uganda- Uganda
- Burundi- Burundi
- Ruanda- Ruanda
- Quênia- Quênia
- Tanzânia- Tanzânia
- Malauí- Malauí
- Zâmbia- Zâmbia
- Zimbábue- Zimbábue
- Moçambique- Moçambique
- Madagascar- Madagascar
- Ilhas Seicheles- Ilhas Seicheles
- Ilhas Maurício- Ilhas Maurício
- Ilhas Comoros- Ilhas Comoros
• O continente africano possui 54O continente africano possui 54
países, em 5 regiões.países, em 5 regiões.
• Sul da ÁfricaSul da África
- Namíbia- Namíbia
- Botsuana- Botsuana
- Suazilândia- Suazilândia
- Lesoto- Lesoto
- África do Sul- África do Sul
• Quanto a sua distribuição espacial, os 1 bilhão deQuanto a sua distribuição espacial, os 1 bilhão de
africanos estão dispersos de modo irregular,africanos estão dispersos de modo irregular,
contrastando vazios demográficos e áreas muitocontrastando vazios demográficos e áreas muito
povoadas.povoadas.
• Quanto a sua distribuição espacial, os 1 bilhão deQuanto a sua distribuição espacial, os 1 bilhão de
africanos estão dispersos de modo irregular,africanos estão dispersos de modo irregular,
contrastando vazios demográficos e áreas muitocontrastando vazios demográficos e áreas muito
povoadas.povoadas.
• As maiores densidades demográficas:As maiores densidades demográficas:
• Quanto a sua distribuição espacial, os 1 bilhão deQuanto a sua distribuição espacial, os 1 bilhão de
africanos estão dispersos de modo irregular,africanos estão dispersos de modo irregular,
contrastando vazios demográficos e áreas muitocontrastando vazios demográficos e áreas muito
povoadas.povoadas.
• As maiores densidades demográficas:As maiores densidades demográficas:
- ao norte do Saara, nas áreas úmidas do baixo- ao norte do Saara, nas áreas úmidas do baixo
Nilo – onde se destacam as cidades do Cairo eNilo – onde se destacam as cidades do Cairo e
Alexandria.Alexandria.
• Quanto a sua distribuição espacial, os 1 bilhão deQuanto a sua distribuição espacial, os 1 bilhão de
africanos estão dispersos de modo irregular,africanos estão dispersos de modo irregular,
contrastando vazios demográficos e áreas muitocontrastando vazios demográficos e áreas muito
povoadas.povoadas.
• As maiores densidades demográficas:As maiores densidades demográficas:
- ao norte do Saara, nas áreas úmidas do baixo- ao norte do Saara, nas áreas úmidas do baixo
Nilo – onde se destacam as cidades do Cairo eNilo – onde se destacam as cidades do Cairo e
Alexandria.Alexandria.
- no litoral mediterrâneo.- no litoral mediterrâneo.
• Quanto a sua distribuição espacial, os 1 bilhão deQuanto a sua distribuição espacial, os 1 bilhão de
africanos estão dispersos de modo irregular,africanos estão dispersos de modo irregular,
contrastando vazios demográficos e áreas muitocontrastando vazios demográficos e áreas muito
povoadas.povoadas.
• As maiores densidades demográficas:As maiores densidades demográficas:
- ao norte do Saara, nas áreas úmidas do baixo- ao norte do Saara, nas áreas úmidas do baixo
Nilo – onde se destacam as cidades do Cairo eNilo – onde se destacam as cidades do Cairo e
Alexandria.Alexandria.
- no litoral mediterrâneo.- no litoral mediterrâneo.
- no litoral atlântico, na área do golfo da Guiné –- no litoral atlântico, na área do golfo da Guiné –
onde se situa a Nigéria, o mais populoso paísonde se situa a Nigéria, o mais populoso país
africano, e sua maior cidade Lagos, uma dasafricano, e sua maior cidade Lagos, uma das
megacidades atuaismegacidades atuais
• Quanto a sua distribuição espacial, os 1 bilhão deQuanto a sua distribuição espacial, os 1 bilhão de
africanos estão dispersos de modo irregular,africanos estão dispersos de modo irregular,
contrastando vazios demográficos e áreas muitocontrastando vazios demográficos e áreas muito
povoadas.povoadas.
• As maiores densidades demográficas:As maiores densidades demográficas:
- ao norte do Saara, nas áreas úmidas do baixo- ao norte do Saara, nas áreas úmidas do baixo
Nilo – onde se destacam as cidades do Cairo eNilo – onde se destacam as cidades do Cairo e
Alexandria.Alexandria.
- no litoral mediterrâneo.- no litoral mediterrâneo.
- no litoral atlântico, na área do golfo da Guiné –- no litoral atlântico, na área do golfo da Guiné –
onde se situa a Nigéria, o mais populoso paísonde se situa a Nigéria, o mais populoso país
africano, e sua maior cidade Lagos, uma dasafricano, e sua maior cidade Lagos, uma das
megacidades atuaismegacidades atuais
- no sul e no sudeste do continente, na África do- no sul e no sudeste do continente, na África do
SulSul
• Quanto a sua distribuição espacial, os 1 bilhão deQuanto a sua distribuição espacial, os 1 bilhão de
africanos estão dispersos de modo irregular,africanos estão dispersos de modo irregular,
contrastando vazios demográficos e áreas muitocontrastando vazios demográficos e áreas muito
povoadas.povoadas.
• As maiores densidades demográficas:As maiores densidades demográficas:
- ao norte do Saara, nas áreas úmidas do baixo- ao norte do Saara, nas áreas úmidas do baixo
Nilo – onde se destacam as cidades do Cairo eNilo – onde se destacam as cidades do Cairo e
Alexandria.Alexandria.
- no litoral mediterrâneo.- no litoral mediterrâneo.
- no litoral atlântico, na área do golfo da Guiné –- no litoral atlântico, na área do golfo da Guiné –
onde se situa a Nigéria, o mais populoso paísonde se situa a Nigéria, o mais populoso país
africano, e sua maior cidade Lagos, uma dasafricano, e sua maior cidade Lagos, uma das
megacidades atuaismegacidades atuais
- no sul e no sudeste do continente, na África do- no sul e no sudeste do continente, na África do
SulSul
- no litoral de Moçambique, no oceano Índico.- no litoral de Moçambique, no oceano Índico.
0
20
40
60
80
100
120
140
160
180
População
Nigéria
Etiópia
Egito
RD.Congo
África do Sul
Tanzânia
Sudão
Quênia
Argélia
Uganda
0
0.1
0.2
0.3
0.4
0.5
0.6
0.7
0.8
0.9
1
10 países com maior IDH
Líbia
Ilhas Maurício
Tunísia
Argélia
Gabão
Egito
Botsuana
Namíbia
África do Sul
Marrocos
Noruega
Brasil
0
0.1
0.2
0.3
0.4
0.5
0.6
0.7
0.8
0.9
1
10 países com menor IDH
RD.Congo
Níger
Burundi
Moçambique
Chade
Libéria
Burkina Faso
Serra Leoa
RC.Africana
Guiné
Noruega
Brasil
0
0.1
0.2
0.3
0.4
0.5
0.6
0.7
0.8
0.9
1
Comparação: Maiores e
menores IDH
Noruega
Brasil
Líbia
Ilhas Maurício
Tunísia
Argélia
Gabão
Chade
Moçambique
Burundi
Níger
RD.Congo
• Quais perspectivas abrem-se para a África, em termos de sua inserção no mundoQuais perspectivas abrem-se para a África, em termos de sua inserção no mundo
globalizado? Qual papel lhe cabe neste mundo?globalizado? Qual papel lhe cabe neste mundo?
• Quais perspectivas abrem-se para a África, em termos de sua inserção no mundoQuais perspectivas abrem-se para a África, em termos de sua inserção no mundo
globalizado? Qual papel lhe cabe neste mundo?globalizado? Qual papel lhe cabe neste mundo?
• A conjuntura atual, fruto do legado colonial associado a um estado permanente deA conjuntura atual, fruto do legado colonial associado a um estado permanente de
conflitos generalizado, envolvendo disputas étnicas e tribais entre os vários clãs doconflitos generalizado, envolvendo disputas étnicas e tribais entre os vários clãs do
continente...continente...
• Quais perspectivas abrem-se para a África, em termos de sua inserção no mundoQuais perspectivas abrem-se para a África, em termos de sua inserção no mundo
globalizado? Qual papel lhe cabe neste mundo?globalizado? Qual papel lhe cabe neste mundo?
• A conjuntura atual, fruto do legado colonial associado a um estado permanente deA conjuntura atual, fruto do legado colonial associado a um estado permanente de
conflitos generalizado, envolvendo disputas étnicas e tribais entre os vários clãs doconflitos generalizado, envolvendo disputas étnicas e tribais entre os vários clãs do
continente...continente...
...prejudica em muito a agricultura em extensas áreas......prejudica em muito a agricultura em extensas áreas...
• Quais perspectivas abrem-se para a África, em termos de sua inserção no mundoQuais perspectivas abrem-se para a África, em termos de sua inserção no mundo
globalizado? Qual papel lhe cabe neste mundo?globalizado? Qual papel lhe cabe neste mundo?
• A conjuntura atual, fruto do legado colonial associado a um estado permanente deA conjuntura atual, fruto do legado colonial associado a um estado permanente de
conflitos generalizado, envolvendo disputas étnicas e tribais entre os vários clãs doconflitos generalizado, envolvendo disputas étnicas e tribais entre os vários clãs do
continente...continente...
...prejudica em muito a agricultura em extensas áreas......prejudica em muito a agricultura em extensas áreas...
...cria multidões de refugiados......cria multidões de refugiados...
• Quais perspectivas abrem-se para a África, em termos de sua inserção no mundoQuais perspectivas abrem-se para a África, em termos de sua inserção no mundo
globalizado? Qual papel lhe cabe neste mundo?globalizado? Qual papel lhe cabe neste mundo?
• A conjuntura atual, fruto do legado colonial associado a um estado permanente deA conjuntura atual, fruto do legado colonial associado a um estado permanente de
conflitos generalizado, envolvendo disputas étnicas e tribais entre os vários clãs doconflitos generalizado, envolvendo disputas étnicas e tribais entre os vários clãs do
continente...continente...
...prejudica em muito a agricultura em extensas áreas......prejudica em muito a agricultura em extensas áreas...
...cria multidões de refugiados......cria multidões de refugiados...
...destrói grande parte da infra-estrutura de comunicações e transportes......destrói grande parte da infra-estrutura de comunicações e transportes...
• Quais perspectivas abrem-se para a África, em termos de sua inserção no mundoQuais perspectivas abrem-se para a África, em termos de sua inserção no mundo
globalizado? Qual papel lhe cabe neste mundo?globalizado? Qual papel lhe cabe neste mundo?
• A conjuntura atual, fruto do legado colonial associado a um estado permanente deA conjuntura atual, fruto do legado colonial associado a um estado permanente de
conflitos generalizado, envolvendo disputas étnicas e tribais entre os vários clãs doconflitos generalizado, envolvendo disputas étnicas e tribais entre os vários clãs do
continente...continente...
...prejudica em muito a agricultura em extensas áreas......prejudica em muito a agricultura em extensas áreas...
...cria multidões de refugiados......cria multidões de refugiados...
...destrói grande parte da infra-estrutura de comunicações e transportes......destrói grande parte da infra-estrutura de comunicações e transportes...
...e relega todo o continente à margem da globalização....e relega todo o continente à margem da globalização.
• Quais perspectivas abrem-se para a África, em termos de sua inserção no mundoQuais perspectivas abrem-se para a África, em termos de sua inserção no mundo
globalizado? Qual papel lhe cabe neste mundo?globalizado? Qual papel lhe cabe neste mundo?
• A conjuntura atual, fruto do legado colonial associado a um estado permanente deA conjuntura atual, fruto do legado colonial associado a um estado permanente de
conflitos generalizado, envolvendo disputas étnicas e tribais entre os vários clãs doconflitos generalizado, envolvendo disputas étnicas e tribais entre os vários clãs do
continente...continente...
...prejudica em muito a agricultura em extensas áreas......prejudica em muito a agricultura em extensas áreas...
...cria multidões de refugiados......cria multidões de refugiados...
...destrói grande parte da infra-estrutura de comunicações e transportes......destrói grande parte da infra-estrutura de comunicações e transportes...
...e relega todo o continente à margem da globalização....e relega todo o continente à margem da globalização.
• Assim, guerras, epidemias, fome, miséria, baixo nível educacional são a triste realidade daAssim, guerras, epidemias, fome, miséria, baixo nível educacional são a triste realidade da
população africana, que apresenta baixíssimos índices de desenvolvimento humano,população africana, que apresenta baixíssimos índices de desenvolvimento humano,
expressos principalmente em países como República Democrática do Congo, Níger,expressos principalmente em países como República Democrática do Congo, Níger,
Burundi, Moçambique, Chade, entre outros.Burundi, Moçambique, Chade, entre outros.
• Nesse contexto de imensa pobreza, lamenta-se o agravamento das condições de saúde daNesse contexto de imensa pobreza, lamenta-se o agravamento das condições de saúde da
população, em particular a expansão das vítimas da epidemia de AIDS, que assola opopulação, em particular a expansão das vítimas da epidemia de AIDS, que assola o
continente e já provocou uma queda substancial da expectativa de vida média, sobretudo nacontinente e já provocou uma queda substancial da expectativa de vida média, sobretudo na
África sub-saariana.África sub-saariana.
• Nesse contexto de imensa pobreza, lamenta-se o agravamento das condições de saúde daNesse contexto de imensa pobreza, lamenta-se o agravamento das condições de saúde da
população, em particular a expansão das vítimas da epidemia de AIDS, que assola opopulação, em particular a expansão das vítimas da epidemia de AIDS, que assola o
continente e já provocou uma queda substancial da expectativa de vida média, sobretudo nacontinente e já provocou uma queda substancial da expectativa de vida média, sobretudo na
África sub-saariana.África sub-saariana.
• A tragédia capitaneada pelo HIV torna a situação mais dramática diante dasA tragédia capitaneada pelo HIV torna a situação mais dramática diante das
impossibilidades financeiras, associadas ao abuso econômico das empresas farmacêuticasimpossibilidades financeiras, associadas ao abuso econômico das empresas farmacêuticas
– europeias e norte-americanas – envolvidas numa disputa litigiosa com os governos locais.– europeias e norte-americanas – envolvidas numa disputa litigiosa com os governos locais.
• Nesse contexto de imensa pobreza, lamenta-se o agravamento das condições de saúde daNesse contexto de imensa pobreza, lamenta-se o agravamento das condições de saúde da
população, em particular a expansão das vítimas da epidemia de AIDS, que assola opopulação, em particular a expansão das vítimas da epidemia de AIDS, que assola o
continente e já provocou uma queda substancial da expectativa de vida média, sobretudo nacontinente e já provocou uma queda substancial da expectativa de vida média, sobretudo na
África sub-saariana.África sub-saariana.
• A tragédia capitaneada pelo HIV torna a situação mais dramática diante dasA tragédia capitaneada pelo HIV torna a situação mais dramática diante das
impossibilidades financeiras, associadas ao abuso econômico das empresas farmacêuticasimpossibilidades financeiras, associadas ao abuso econômico das empresas farmacêuticas
– europeias e norte-americanas – envolvidas numa disputa litigiosa com os governos locais.– europeias e norte-americanas – envolvidas numa disputa litigiosa com os governos locais.
• Aproximadamente 28,5 milhões de pessoas estão infectadas no conti8nente, o queAproximadamente 28,5 milhões de pessoas estão infectadas no conti8nente, o que
corresponde a 70% dos soropositivos de todo o mundo.corresponde a 70% dos soropositivos de todo o mundo.
• Nesse contexto de imensa pobreza, lamenta-se o agravamento das condições de saúde daNesse contexto de imensa pobreza, lamenta-se o agravamento das condições de saúde da
população, em particular a expansão das vítimas da epidemia de AIDS, que assola opopulação, em particular a expansão das vítimas da epidemia de AIDS, que assola o
continente e já provocou uma queda substancial da expectativa de vida média, sobretudo nacontinente e já provocou uma queda substancial da expectativa de vida média, sobretudo na
África sub-saariana.África sub-saariana.
• A tragédia capitaneada pelo HIV torna a situação mais dramática diante dasA tragédia capitaneada pelo HIV torna a situação mais dramática diante das
impossibilidades financeiras, associadas ao abuso econômico das empresas farmacêuticasimpossibilidades financeiras, associadas ao abuso econômico das empresas farmacêuticas
– europeias e norte-americanas – envolvidas numa disputa litigiosa com os governos locais.– europeias e norte-americanas – envolvidas numa disputa litigiosa com os governos locais.
• Aproximadamente 28,5 milhões de pessoas estão infectadas no conti8nente, o queAproximadamente 28,5 milhões de pessoas estão infectadas no conti8nente, o que
corresponde a 70% dos soropositivos de todo o mundo.corresponde a 70% dos soropositivos de todo o mundo.
• O país que ocupa o triste recorde em casos de AIDS é a África do Sul, com 5 milhões deO país que ocupa o triste recorde em casos de AIDS é a África do Sul, com 5 milhões de
contaminados entre seus aproximadamente 45 milhões de habitantes.contaminados entre seus aproximadamente 45 milhões de habitantes.
• Nesse contexto de imensa pobreza, lamenta-se o agravamento das condições de saúde daNesse contexto de imensa pobreza, lamenta-se o agravamento das condições de saúde da
população, em particular a expansão das vítimas da epidemia de AIDS, que assola opopulação, em particular a expansão das vítimas da epidemia de AIDS, que assola o
continente e já provocou uma queda substancial da expectativa de vida média, sobretudo nacontinente e já provocou uma queda substancial da expectativa de vida média, sobretudo na
África sub-saariana.África sub-saariana.
• A tragédia capitaneada pelo HIV torna a situação mais dramática diante dasA tragédia capitaneada pelo HIV torna a situação mais dramática diante das
impossibilidades financeiras, associadas ao abuso econômico das empresas farmacêuticasimpossibilidades financeiras, associadas ao abuso econômico das empresas farmacêuticas
– europeias e norte-americanas – envolvidas numa disputa litigiosa com os governos locais.– europeias e norte-americanas – envolvidas numa disputa litigiosa com os governos locais.
• Aproximadamente 28,5 milhões de pessoas estão infectadas no conti8nente, o queAproximadamente 28,5 milhões de pessoas estão infectadas no conti8nente, o que
corresponde a 70% dos soropositivos de todo o mundo.corresponde a 70% dos soropositivos de todo o mundo.
• O país que ocupa o triste recorde em casos de AIDS é a África do Sul, com 5 milhões deO país que ocupa o triste recorde em casos de AIDS é a África do Sul, com 5 milhões de
contaminados entre seus aproximadamente 45 milhões de habitantes.contaminados entre seus aproximadamente 45 milhões de habitantes.
• Sabe-se que dentre os jovens sul-africanos hoje com 15 anos, metade deverá morrerSabe-se que dentre os jovens sul-africanos hoje com 15 anos, metade deverá morrer
devido à doença. Sem dúvida, um quadro alarmante.devido à doença. Sem dúvida, um quadro alarmante.
• Nesse contexto de imensa pobreza, lamenta-se o agravamento das condições de saúde daNesse contexto de imensa pobreza, lamenta-se o agravamento das condições de saúde da
população, em particular a expansão das vítimas da epidemia de AIDS, que assola opopulação, em particular a expansão das vítimas da epidemia de AIDS, que assola o
continente e já provocou uma queda substancial da expectativa de vida média, sobretudo nacontinente e já provocou uma queda substancial da expectativa de vida média, sobretudo na
África sub-saariana.África sub-saariana.
• A tragédia capitaneada pelo HIV torna a situação mais dramática diante dasA tragédia capitaneada pelo HIV torna a situação mais dramática diante das
impossibilidades financeiras, associadas ao abuso econômico das empresas farmacêuticasimpossibilidades financeiras, associadas ao abuso econômico das empresas farmacêuticas
– europeias e norte-americanas – envolvidas numa disputa litigiosa com os governos locais.– europeias e norte-americanas – envolvidas numa disputa litigiosa com os governos locais.
• Aproximadamente 28,5 milhões de pessoas estão infectadas no conti8nente, o queAproximadamente 28,5 milhões de pessoas estão infectadas no conti8nente, o que
corresponde a 70% dos soropositivos de todo o mundo.corresponde a 70% dos soropositivos de todo o mundo.
• O país que ocupa o triste recorde em casos de AIDS é a África do Sul, com 5 milhões deO país que ocupa o triste recorde em casos de AIDS é a África do Sul, com 5 milhões de
contaminados entre seus aproximadamente 45 milhões de habitantes.contaminados entre seus aproximadamente 45 milhões de habitantes.
• Sabe-se que dentre os jovens sul-africanos hoje com 15 anos, metade deverá morrerSabe-se que dentre os jovens sul-africanos hoje com 15 anos, metade deverá morrer
devido à doença. Sem dúvida, um quadro alarmante.devido à doença. Sem dúvida, um quadro alarmante.
• Em Botsuana, por exemplo, 36% da população está contaminada, por isso a expectativa deEm Botsuana, por exemplo, 36% da população está contaminada, por isso a expectativa de
vida atual regrediu de 69 para 44 anos.vida atual regrediu de 69 para 44 anos.
• Devido às características de sua estrutura geológica, o subsolo africano é riquíssimo.Devido às características de sua estrutura geológica, o subsolo africano é riquíssimo.
• Devido às características de sua estrutura geológica, o subsolo africano é riquíssimo.Devido às características de sua estrutura geológica, o subsolo africano é riquíssimo.
• Porém, esteve por longas décadas – e ainda está, em grande parte – sob dominaçãoPorém, esteve por longas décadas – e ainda está, em grande parte – sob dominação
estrangeira.estrangeira.
• Devido às características de sua estrutura geológica, o subsolo africano é riquíssimo.Devido às características de sua estrutura geológica, o subsolo africano é riquíssimo.
• Porém, esteve por longas décadas – e ainda está, em grande parte – sob dominaçãoPorém, esteve por longas décadas – e ainda está, em grande parte – sob dominação
estrangeira.estrangeira.
• Na África, são encontradas ricas jazidas de ouro, diamante, cobre, zinco, petróleo, etc.Na África, são encontradas ricas jazidas de ouro, diamante, cobre, zinco, petróleo, etc.
• Devido às características de sua estrutura geológica, o subsolo africano é riquíssimo.Devido às características de sua estrutura geológica, o subsolo africano é riquíssimo.
• Porém, esteve por longas décadas – e ainda está, em grande parte – sob dominaçãoPorém, esteve por longas décadas – e ainda está, em grande parte – sob dominação
estrangeira.estrangeira.
• Na África, são encontradas ricas jazidas de ouro, diamante, cobre, zinco, petróleo, etc.Na África, são encontradas ricas jazidas de ouro, diamante, cobre, zinco, petróleo, etc.
• Essa abundância mineral, logo constatada pelo colonizador, esteve sempre voltada para aEssa abundância mineral, logo constatada pelo colonizador, esteve sempre voltada para a
exportação, estando sua exploração nas mãos de grandes mineradoras europeias e norte-exportação, estando sua exploração nas mãos de grandes mineradoras europeias e norte-
americanas.americanas.
• Devido às características de sua estrutura geológica, o subsolo africano é riquíssimo.Devido às características de sua estrutura geológica, o subsolo africano é riquíssimo.
• Porém, esteve por longas décadas – e ainda está, em grande parte – sob dominaçãoPorém, esteve por longas décadas – e ainda está, em grande parte – sob dominação
estrangeira.estrangeira.
• Na África, são encontradas ricas jazidas de ouro, diamante, cobre, zinco, petróleo, etc.Na África, são encontradas ricas jazidas de ouro, diamante, cobre, zinco, petróleo, etc.
• Essa abundância mineral, logo constatada pelo colonizador, esteve sempre voltada para aEssa abundância mineral, logo constatada pelo colonizador, esteve sempre voltada para a
exportação, estando sua exploração nas mãos de grandes mineradoras europeias e norte-exportação, estando sua exploração nas mãos de grandes mineradoras europeias e norte-
americanas.americanas.
• A população local pouco proveito tira dessa riqueza.A população local pouco proveito tira dessa riqueza.
• Observa-se que as vias de comunicação na África se voltam para o litoral, pois foramObserva-se que as vias de comunicação na África se voltam para o litoral, pois foram
montadas para atender ao interesse do colonizador, ou seja, escoar as riquezas africanasmontadas para atender ao interesse do colonizador, ou seja, escoar as riquezas africanas
para os portos, e daí, para as antigas metrópoles.para os portos, e daí, para as antigas metrópoles.
• Observa-se que as vias de comunicação na África se voltam para o litoral, pois foramObserva-se que as vias de comunicação na África se voltam para o litoral, pois foram
montadas para atender ao interesse do colonizador, ou seja, escoar as riquezas africanasmontadas para atender ao interesse do colonizador, ou seja, escoar as riquezas africanas
para os portos, e daí, para as antigas metrópoles.para os portos, e daí, para as antigas metrópoles.
• Não existe no traçado viário uma proposta de integração das diversas regiões doNão existe no traçado viário uma proposta de integração das diversas regiões do
continente.continente.
• Observa-se que as vias de comunicação na África se voltam para o litoral, pois foramObserva-se que as vias de comunicação na África se voltam para o litoral, pois foram
montadas para atender ao interesse do colonizador, ou seja, escoar as riquezas africanasmontadas para atender ao interesse do colonizador, ou seja, escoar as riquezas africanas
para os portos, e daí, para as antigas metrópoles.para os portos, e daí, para as antigas metrópoles.
• Não existe no traçado viário uma proposta de integração das diversas regiões doNão existe no traçado viário uma proposta de integração das diversas regiões do
continente.continente.
• Nessa portentosa produção de minérios, alguns países se destacam:Nessa portentosa produção de minérios, alguns países se destacam:
• Observa-se que as vias de comunicação na África se voltam para o litoral, pois foramObserva-se que as vias de comunicação na África se voltam para o litoral, pois foram
montadas para atender ao interesse do colonizador, ou seja, escoar as riquezas africanasmontadas para atender ao interesse do colonizador, ou seja, escoar as riquezas africanas
para os portos, e daí, para as antigas metrópoles.para os portos, e daí, para as antigas metrópoles.
• Não existe no traçado viário uma proposta de integração das diversas regiões doNão existe no traçado viário uma proposta de integração das diversas regiões do
continente.continente.
• Nessa portentosa produção de minérios, alguns países se destacam:Nessa portentosa produção de minérios, alguns países se destacam:
- Líbia, Nigéria e Argélia são grandes produtores de petróleo, e membros da OPEP.- Líbia, Nigéria e Argélia são grandes produtores de petróleo, e membros da OPEP.
• Observa-se que as vias de comunicação na África se voltam para o litoral, pois foramObserva-se que as vias de comunicação na África se voltam para o litoral, pois foram
montadas para atender ao interesse do colonizador, ou seja, escoar as riquezas africanasmontadas para atender ao interesse do colonizador, ou seja, escoar as riquezas africanas
para os portos, e daí, para as antigas metrópoles.para os portos, e daí, para as antigas metrópoles.
• Não existe no traçado viário uma proposta de integração das diversas regiões doNão existe no traçado viário uma proposta de integração das diversas regiões do
continente.continente.
• Nessa portentosa produção de minérios, alguns países se destacam:Nessa portentosa produção de minérios, alguns países se destacam:
- Líbia, Nigéria e Argélia são grandes produtores de petróleo, e membros da OPEP.- Líbia, Nigéria e Argélia são grandes produtores de petróleo, e membros da OPEP.
- Desde a região equatorial até o sul, o diamante aparece em abundância, contando com- Desde a região equatorial até o sul, o diamante aparece em abundância, contando com
alguns dos maiores produtores mundiais, como República Democrática do Congo, Angola,alguns dos maiores produtores mundiais, como República Democrática do Congo, Angola,
Zâmbia e África do Sul.Zâmbia e África do Sul.
• Observa-se que as vias de comunicação na África se voltam para o litoral, pois foramObserva-se que as vias de comunicação na África se voltam para o litoral, pois foram
montadas para atender ao interesse do colonizador, ou seja, escoar as riquezas africanasmontadas para atender ao interesse do colonizador, ou seja, escoar as riquezas africanas
para os portos, e daí, para as antigas metrópoles.para os portos, e daí, para as antigas metrópoles.
• Não existe no traçado viário uma proposta de integração das diversas regiões doNão existe no traçado viário uma proposta de integração das diversas regiões do
continente.continente.
• Nessa portentosa produção de minérios, alguns países se destacam:Nessa portentosa produção de minérios, alguns países se destacam:
- Líbia, Nigéria e Argélia são grandes produtores de petróleo, e membros da OPEP.- Líbia, Nigéria e Argélia são grandes produtores de petróleo, e membros da OPEP.
- Desde a região equatorial até o sul, o diamante aparece em abundância, contando com- Desde a região equatorial até o sul, o diamante aparece em abundância, contando com
alguns dos maiores produtores mundiais, como República Democrática do Congo, Angola,alguns dos maiores produtores mundiais, como República Democrática do Congo, Angola,
Zâmbia e África do Sul.Zâmbia e África do Sul.
- Gana é grande produtor de ouro, manganês e bauxita.- Gana é grande produtor de ouro, manganês e bauxita.
0
50
100
150
200
250
300
350
400
10 MAIORES Economias da
África
África do Sul
Egito
Nigéria
Líbia
Argélia
Marrocos
Angola
Sudão
Tunísia
Gana
0
50
100
150
200
250
300
350
400
10 MAIORES Economias
da África Sub-saariana
África do Sul
Nigéria
Angola
Gana
Quênia
Etiópia
C.do Marfim
Tanzânia
Camarões
Uganda
0
50
100
150
200
250
300
350
400
10 MAIORES Economias
da África Sub-saariana
África do Sul
Nigéria
Angola
Gana
Quênia
Etiópia
C.do Marfim
Tanzânia
Camarões
Uganda
• De todos os países africanos, a África do Sul merece menção especial ao seu território deDe todos os países africanos, a África do Sul merece menção especial ao seu território de
excepcional riqueza, ao qual podemos nos referir como uma “anomalia geológica”:excepcional riqueza, ao qual podemos nos referir como uma “anomalia geológica”:
• De todos os países africanos, a África do Sul merece menção especial ao seu território deDe todos os países africanos, a África do Sul merece menção especial ao seu território de
excepcional riqueza, ao qual podemos nos referir como uma “anomalia geológica”:excepcional riqueza, ao qual podemos nos referir como uma “anomalia geológica”:
- Produz ouro (1° produtor mundial)- Produz ouro (1° produtor mundial)
• De todos os países africanos, a África do Sul merece menção especial ao seu território deDe todos os países africanos, a África do Sul merece menção especial ao seu território de
excepcional riqueza, ao qual podemos nos referir como uma “anomalia geológica”:excepcional riqueza, ao qual podemos nos referir como uma “anomalia geológica”:
- Produz ouro (1° produtor mundial)- Produz ouro (1° produtor mundial)
- Produz platina (1° produtor mundial)- Produz platina (1° produtor mundial)
• De todos os países africanos, a África do Sul merece menção especial ao seu território deDe todos os países africanos, a África do Sul merece menção especial ao seu território de
excepcional riqueza, ao qual podemos nos referir como uma “anomalia geológica”:excepcional riqueza, ao qual podemos nos referir como uma “anomalia geológica”:
- Produz ouro (1° produtor mundial)- Produz ouro (1° produtor mundial)
- Produz platina (1° produtor mundial)- Produz platina (1° produtor mundial)
- Produz diamante (2° produtor mundial)- Produz diamante (2° produtor mundial)
• De todos os países africanos, a África do Sul merece menção especial ao seu território deDe todos os países africanos, a África do Sul merece menção especial ao seu território de
excepcional riqueza, ao qual podemos nos referir como uma “anomalia geológica”:excepcional riqueza, ao qual podemos nos referir como uma “anomalia geológica”:
- Produz ouro (1° produtor mundial)- Produz ouro (1° produtor mundial)
- Produz platina (1° produtor mundial)- Produz platina (1° produtor mundial)
- Produz diamante (2° produtor mundial)- Produz diamante (2° produtor mundial)
- Produz manganês (3° produtor mundial)- Produz manganês (3° produtor mundial)
• De todos os países africanos, a África do Sul merece menção especial ao seu território deDe todos os países africanos, a África do Sul merece menção especial ao seu território de
excepcional riqueza, ao qual podemos nos referir como uma “anomalia geológica”:excepcional riqueza, ao qual podemos nos referir como uma “anomalia geológica”:
- Produz ouro (1° produtor mundial)- Produz ouro (1° produtor mundial)
- Produz platina (1° produtor mundial)- Produz platina (1° produtor mundial)
- Produz diamante (2° produtor mundial)- Produz diamante (2° produtor mundial)
- Produz manganês (3° produtor mundial)- Produz manganês (3° produtor mundial)
- Produz cromo (1° produtor mundial)- Produz cromo (1° produtor mundial)
• De todos os países africanos, a África do Sul merece menção especial ao seu território deDe todos os países africanos, a África do Sul merece menção especial ao seu território de
excepcional riqueza, ao qual podemos nos referir como uma “anomalia geológica”:excepcional riqueza, ao qual podemos nos referir como uma “anomalia geológica”:
- Produz ouro (1° produtor mundial)- Produz ouro (1° produtor mundial)
- Produz platina (1° produtor mundial)- Produz platina (1° produtor mundial)
- Produz diamante (2° produtor mundial)- Produz diamante (2° produtor mundial)
- Produz manganês (3° produtor mundial)- Produz manganês (3° produtor mundial)
- Produz cromo (1° produtor mundial)- Produz cromo (1° produtor mundial)
- Produz titãnio (2° produtor mundial)- Produz titãnio (2° produtor mundial)
• De todos os países africanos, a África do Sul merece menção especial ao seu território deDe todos os países africanos, a África do Sul merece menção especial ao seu território de
excepcional riqueza, ao qual podemos nos referir como uma “anomalia geológica”:excepcional riqueza, ao qual podemos nos referir como uma “anomalia geológica”:
- Produz ouro (1° produtor mundial)- Produz ouro (1° produtor mundial)
- Produz platina (1° produtor mundial)- Produz platina (1° produtor mundial)
- Produz diamante (2° produtor mundial)- Produz diamante (2° produtor mundial)
- Produz manganês (3° produtor mundial)- Produz manganês (3° produtor mundial)
- Produz cromo (1° produtor mundial)- Produz cromo (1° produtor mundial)
- Produz titãnio (2° produtor mundial)- Produz titãnio (2° produtor mundial)
- além de abrigar grandes jazidas de cobre, ferro, chumbo, estanho, zinco e urânio.- além de abrigar grandes jazidas de cobre, ferro, chumbo, estanho, zinco e urânio.
• De todos os países africanos, a África do Sul merece menção especial ao seu território deDe todos os países africanos, a África do Sul merece menção especial ao seu território de
excepcional riqueza, ao qual podemos nos referir como uma “anomalia geológica”:excepcional riqueza, ao qual podemos nos referir como uma “anomalia geológica”:
- Produz ouro (1° produtor mundial)- Produz ouro (1° produtor mundial)
- Produz platina (1° produtor mundial)- Produz platina (1° produtor mundial)
- Produz diamante (2° produtor mundial)- Produz diamante (2° produtor mundial)
- Produz manganês (3° produtor mundial)- Produz manganês (3° produtor mundial)
- Produz cromo (1° produtor mundial)- Produz cromo (1° produtor mundial)
- Produz titãnio (2° produtor mundial)- Produz titãnio (2° produtor mundial)
- além de abrigar grandes jazidas de cobre, ferro, chumbo, estanho, zinco e urânio.- além de abrigar grandes jazidas de cobre, ferro, chumbo, estanho, zinco e urânio.
• Esse subsolo milionário ajudou a África do Sul a furar as tentativas de bloqueio que lheEsse subsolo milionário ajudou a África do Sul a furar as tentativas de bloqueio que lhe
tentaram impor durante a vigência do Apartheid.tentaram impor durante a vigência do Apartheid.
• De todos os países africanos, a África do Sul merece menção especial ao seu território deDe todos os países africanos, a África do Sul merece menção especial ao seu território de
excepcional riqueza, ao qual podemos nos referir como uma “anomalia geológica”:excepcional riqueza, ao qual podemos nos referir como uma “anomalia geológica”:
- Produz ouro (1° produtor mundial)- Produz ouro (1° produtor mundial)
- Produz platina (1° produtor mundial)- Produz platina (1° produtor mundial)
- Produz diamante (2° produtor mundial)- Produz diamante (2° produtor mundial)
- Produz manganês (3° produtor mundial)- Produz manganês (3° produtor mundial)
- Produz cromo (1° produtor mundial)- Produz cromo (1° produtor mundial)
- Produz titãnio (2° produtor mundial)- Produz titãnio (2° produtor mundial)
- além de abrigar grandes jazidas de cobre, ferro, chumbo, estanho, zinco e urânio.- além de abrigar grandes jazidas de cobre, ferro, chumbo, estanho, zinco e urânio.
• Esse subsolo milionário ajudou a África do Sul a furar as tentativas de bloqueio que lheEsse subsolo milionário ajudou a África do Sul a furar as tentativas de bloqueio que lhe
tentaram impor durante a vigência do Apartheid.tentaram impor durante a vigência do Apartheid.
• Não havia solidariedade capitalista que resistisse ao argumento mineral sul-africano.Não havia solidariedade capitalista que resistisse ao argumento mineral sul-africano.
• De todos os países africanos, a África do Sul merece menção especial ao seu território deDe todos os países africanos, a África do Sul merece menção especial ao seu território de
excepcional riqueza, ao qual podemos nos referir como uma “anomalia geológica”:excepcional riqueza, ao qual podemos nos referir como uma “anomalia geológica”:
- Produz ouro (1° produtor mundial)- Produz ouro (1° produtor mundial)
- Produz platina (1° produtor mundial)- Produz platina (1° produtor mundial)
- Produz diamante (2° produtor mundial)- Produz diamante (2° produtor mundial)
- Produz manganês (3° produtor mundial)- Produz manganês (3° produtor mundial)
- Produz cromo (1° produtor mundial)- Produz cromo (1° produtor mundial)
- Produz titãnio (2° produtor mundial)- Produz titãnio (2° produtor mundial)
- além de abrigar grandes jazidas de cobre, ferro, chumbo, estanho, zinco e urânio.- além de abrigar grandes jazidas de cobre, ferro, chumbo, estanho, zinco e urânio.
• Esse subsolo milionário ajudou a África do Sul a furar as tentativas de bloqueio que lheEsse subsolo milionário ajudou a África do Sul a furar as tentativas de bloqueio que lhe
tentaram impor durante a vigência do Apartheid.tentaram impor durante a vigência do Apartheid.
• Não havia solidariedade capitalista que resistisse ao argumento mineral sul-africano.Não havia solidariedade capitalista que resistisse ao argumento mineral sul-africano.
• A Anglo-American, co-empresa sul-africana, tornou-se uma das gigantes do ramo daA Anglo-American, co-empresa sul-africana, tornou-se uma das gigantes do ramo da
mineração.mineração.
• O Apartheid, que vigorou na África do Sul entre os anos de 1945 e 1994, foi um regimeO Apartheid, que vigorou na África do Sul entre os anos de 1945 e 1994, foi um regime
oficialmente racista em que negros e brancos tinham direitos distintos, vivendo social eoficialmente racista em que negros e brancos tinham direitos distintos, vivendo social e
politicamente “apartados”, separados, ou seja, os negros e mestiços eram oficialmentepoliticamente “apartados”, separados, ou seja, os negros e mestiços eram oficialmente
segregados.segregados.
• O Apartheid, que vigorou na África do Sul entre os anos de 1945 e 1994, foi um regimeO Apartheid, que vigorou na África do Sul entre os anos de 1945 e 1994, foi um regime
oficialmente racista em que negros e brancos tinham direitos distintos, vivendo social eoficialmente racista em que negros e brancos tinham direitos distintos, vivendo social e
politicamente “apartados”, separados, ou seja, os negros e mestiços eram oficialmentepoliticamente “apartados”, separados, ou seja, os negros e mestiços eram oficialmente
segregados.segregados.
• Isto felizmente acabou por completo em 1994 com a eleição de Nelson Mandela, primeiroIsto felizmente acabou por completo em 1994 com a eleição de Nelson Mandela, primeiro
presidente negro da África do Sul.presidente negro da África do Sul.
• O Apartheid, que vigorou na África do Sul entre os anos de 1945 e 1994, foi um regimeO Apartheid, que vigorou na África do Sul entre os anos de 1945 e 1994, foi um regime
oficialmente racista em que negros e brancos tinham direitos distintos, vivendo social eoficialmente racista em que negros e brancos tinham direitos distintos, vivendo social e
politicamente “apartados”, separados, ou seja, os negros e mestiços eram oficialmentepoliticamente “apartados”, separados, ou seja, os negros e mestiços eram oficialmente
segregados.segregados.
• Isto felizmente acabou por completo em 1994 com a eleição de Nelson Mandela, primeiroIsto felizmente acabou por completo em 1994 com a eleição de Nelson Mandela, primeiro
presidente negro da África do Sul.presidente negro da África do Sul.
• Obviamente, o fim do apartheid só ocorreu depois de longos anos de luta.Obviamente, o fim do apartheid só ocorreu depois de longos anos de luta.
Africa Atual

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula para 9º Ano - Europa aspectos naturais, sociedade e economia
Aula para 9º Ano - Europa aspectos naturais, sociedade e economiaAula para 9º Ano - Europa aspectos naturais, sociedade e economia
Aula para 9º Ano - Europa aspectos naturais, sociedade e economia
Michele Wilbert
 
Continente asiático
Continente asiáticoContinente asiático
Continente asiático
André Luiz Marques
 
Europa 9º
Europa 9ºEuropa 9º
Europa 9º
flaviocosac
 
Aspectos físicos da América
Aspectos físicos da AméricaAspectos físicos da América
Aspectos físicos da América
Patrícia Éderson Dias
 
Geografia os principais aspectos fisicos e naturais do continente africano ...
Geografia   os principais aspectos fisicos e naturais do continente africano ...Geografia   os principais aspectos fisicos e naturais do continente africano ...
Geografia os principais aspectos fisicos e naturais do continente africano ...
Gustavo Soares
 
CONTINENTE AFRICANO
CONTINENTE AFRICANOCONTINENTE AFRICANO
CONTINENTE AFRICANO
Conceição Fontolan
 
Unidade 7 8º ano- América do Sul
Unidade 7 8º ano- América do SulUnidade 7 8º ano- América do Sul
Unidade 7 8º ano- América do Sul
Christie Freitas
 
Ásia Aspectos físicos.
Ásia Aspectos físicos.Ásia Aspectos físicos.
Ásia Aspectos físicos.
Camila Brito
 
Modulo 05 - Aspectos naturais da Ásia
Modulo 05 - Aspectos naturais da ÁsiaModulo 05 - Aspectos naturais da Ásia
Modulo 05 - Aspectos naturais da Ásia
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Ásia
ÁsiaÁsia
A regionalização do espaço geográfico mundial
A regionalização do espaço geográfico mundialA regionalização do espaço geográfico mundial
A regionalização do espaço geográfico mundial
Uilson Pereira da Silva
 
Caps. 7 e 8 - ÁFrica: aspectos naturais, econômicos e sociais
Caps. 7 e 8 - ÁFrica: aspectos naturais, econômicos e sociaisCaps. 7 e 8 - ÁFrica: aspectos naturais, econômicos e sociais
Caps. 7 e 8 - ÁFrica: aspectos naturais, econômicos e sociais
profacacio
 
Regionalização da américa
Regionalização da américaRegionalização da américa
Regionalização da américa
Gustavo Silva de Souza
 
Brasil territorio e fronteiras 7º ano
Brasil territorio e fronteiras   7º anoBrasil territorio e fronteiras   7º ano
Brasil territorio e fronteiras 7º ano
Professor
 
Continente Asiático
Continente AsiáticoContinente Asiático
Continente Asiático
Cel Rufino
 
Asia
AsiaAsia
O apartheid
O apartheidO apartheid
O apartheid
Evandir Araujo
 
Asia conflitos
Asia conflitosAsia conflitos
Asia conflitos
Débora Sales
 
ÁSIA
ÁSIAÁSIA
ÁSIA
aroudus
 
A Regionalização da América
A Regionalização da AméricaA Regionalização da América
A Regionalização da América
Cadernizando
 

Mais procurados (20)

Aula para 9º Ano - Europa aspectos naturais, sociedade e economia
Aula para 9º Ano - Europa aspectos naturais, sociedade e economiaAula para 9º Ano - Europa aspectos naturais, sociedade e economia
Aula para 9º Ano - Europa aspectos naturais, sociedade e economia
 
Continente asiático
Continente asiáticoContinente asiático
Continente asiático
 
Europa 9º
Europa 9ºEuropa 9º
Europa 9º
 
Aspectos físicos da América
Aspectos físicos da AméricaAspectos físicos da América
Aspectos físicos da América
 
Geografia os principais aspectos fisicos e naturais do continente africano ...
Geografia   os principais aspectos fisicos e naturais do continente africano ...Geografia   os principais aspectos fisicos e naturais do continente africano ...
Geografia os principais aspectos fisicos e naturais do continente africano ...
 
CONTINENTE AFRICANO
CONTINENTE AFRICANOCONTINENTE AFRICANO
CONTINENTE AFRICANO
 
Unidade 7 8º ano- América do Sul
Unidade 7 8º ano- América do SulUnidade 7 8º ano- América do Sul
Unidade 7 8º ano- América do Sul
 
Ásia Aspectos físicos.
Ásia Aspectos físicos.Ásia Aspectos físicos.
Ásia Aspectos físicos.
 
Modulo 05 - Aspectos naturais da Ásia
Modulo 05 - Aspectos naturais da ÁsiaModulo 05 - Aspectos naturais da Ásia
Modulo 05 - Aspectos naturais da Ásia
 
Ásia
ÁsiaÁsia
Ásia
 
A regionalização do espaço geográfico mundial
A regionalização do espaço geográfico mundialA regionalização do espaço geográfico mundial
A regionalização do espaço geográfico mundial
 
Caps. 7 e 8 - ÁFrica: aspectos naturais, econômicos e sociais
Caps. 7 e 8 - ÁFrica: aspectos naturais, econômicos e sociaisCaps. 7 e 8 - ÁFrica: aspectos naturais, econômicos e sociais
Caps. 7 e 8 - ÁFrica: aspectos naturais, econômicos e sociais
 
Regionalização da américa
Regionalização da américaRegionalização da américa
Regionalização da américa
 
Brasil territorio e fronteiras 7º ano
Brasil territorio e fronteiras   7º anoBrasil territorio e fronteiras   7º ano
Brasil territorio e fronteiras 7º ano
 
Continente Asiático
Continente AsiáticoContinente Asiático
Continente Asiático
 
Asia
AsiaAsia
Asia
 
O apartheid
O apartheidO apartheid
O apartheid
 
Asia conflitos
Asia conflitosAsia conflitos
Asia conflitos
 
ÁSIA
ÁSIAÁSIA
ÁSIA
 
A Regionalização da América
A Regionalização da AméricaA Regionalização da América
A Regionalização da América
 

Destaque

A produção do espaço africano
A produção do espaço africano A produção do espaço africano
A produção do espaço africano
pedrohd8
 
Tipos De Escalas E Seu Calculo
Tipos De Escalas E Seu CalculoTipos De Escalas E Seu Calculo
Tipos De Escalas E Seu Calculo
lidia76
 
A escala de um mapa
A escala de um mapaA escala de um mapa
A escala de um mapa
catygeo
 
Cultura africana 3° ano
Cultura africana 3° anoCultura africana 3° ano
Cultura africana 3° ano
ProfEricaVit
 
Escala – um elemento fundamental
Escala – um elemento fundamentalEscala – um elemento fundamental
Escala – um elemento fundamental
Rosária Zamith
 
HISTÓRIA DA AFRICA
HISTÓRIA DA AFRICAHISTÓRIA DA AFRICA
HISTÓRIA DA AFRICA
culturaafro
 
Geografia 7º ano - Escalas
Geografia 7º ano - EscalasGeografia 7º ano - Escalas
Geografia 7º ano - Escalas
celiamagalhaes
 
Geografia- os continentes
Geografia- os continentesGeografia- os continentes
Geografia- os continentes
Jaicinha
 
Os continentes
Os continentesOs continentes
Os continentes
Débora Sales
 
Escalas
EscalasEscalas
Cartografia 1° Ano
Cartografia 1° AnoCartografia 1° Ano
Cartografia 1° Ano
Débora Sales
 
Elementos do mapa
Elementos do mapaElementos do mapa
Elementos do mapa
Paula Tomaz
 
Cartografia
CartografiaCartografia
Cartografia
FURG
 
REPRESENTAÇÕES CARTOGRÁFICAS, ESCALAS E PROJEÇÕES - NOÇÕES BÁSICAS
REPRESENTAÇÕES CARTOGRÁFICAS, ESCALAS E PROJEÇÕES - NOÇÕES BÁSICASREPRESENTAÇÕES CARTOGRÁFICAS, ESCALAS E PROJEÇÕES - NOÇÕES BÁSICAS
REPRESENTAÇÕES CARTOGRÁFICAS, ESCALAS E PROJEÇÕES - NOÇÕES BÁSICAS
Renata Rodrigues
 
Cartografia
CartografiaCartografia
Cartografia
Suely Takahashi
 
1º ANO -Tempo e Clima
1º ANO -Tempo e Clima1º ANO -Tempo e Clima
1º ANO -Tempo e Clima
ceama
 
Cartografia powerpoint
Cartografia powerpointCartografia powerpoint
Cartografia powerpoint
danielcpacheco2
 

Destaque (17)

A produção do espaço africano
A produção do espaço africano A produção do espaço africano
A produção do espaço africano
 
Tipos De Escalas E Seu Calculo
Tipos De Escalas E Seu CalculoTipos De Escalas E Seu Calculo
Tipos De Escalas E Seu Calculo
 
A escala de um mapa
A escala de um mapaA escala de um mapa
A escala de um mapa
 
Cultura africana 3° ano
Cultura africana 3° anoCultura africana 3° ano
Cultura africana 3° ano
 
Escala – um elemento fundamental
Escala – um elemento fundamentalEscala – um elemento fundamental
Escala – um elemento fundamental
 
HISTÓRIA DA AFRICA
HISTÓRIA DA AFRICAHISTÓRIA DA AFRICA
HISTÓRIA DA AFRICA
 
Geografia 7º ano - Escalas
Geografia 7º ano - EscalasGeografia 7º ano - Escalas
Geografia 7º ano - Escalas
 
Geografia- os continentes
Geografia- os continentesGeografia- os continentes
Geografia- os continentes
 
Os continentes
Os continentesOs continentes
Os continentes
 
Escalas
EscalasEscalas
Escalas
 
Cartografia 1° Ano
Cartografia 1° AnoCartografia 1° Ano
Cartografia 1° Ano
 
Elementos do mapa
Elementos do mapaElementos do mapa
Elementos do mapa
 
Cartografia
CartografiaCartografia
Cartografia
 
REPRESENTAÇÕES CARTOGRÁFICAS, ESCALAS E PROJEÇÕES - NOÇÕES BÁSICAS
REPRESENTAÇÕES CARTOGRÁFICAS, ESCALAS E PROJEÇÕES - NOÇÕES BÁSICASREPRESENTAÇÕES CARTOGRÁFICAS, ESCALAS E PROJEÇÕES - NOÇÕES BÁSICAS
REPRESENTAÇÕES CARTOGRÁFICAS, ESCALAS E PROJEÇÕES - NOÇÕES BÁSICAS
 
Cartografia
CartografiaCartografia
Cartografia
 
1º ANO -Tempo e Clima
1º ANO -Tempo e Clima1º ANO -Tempo e Clima
1º ANO -Tempo e Clima
 
Cartografia powerpoint
Cartografia powerpointCartografia powerpoint
Cartografia powerpoint
 

Semelhante a Africa Atual

áFrica apoliane e lorrane
áFrica apoliane e lorraneáFrica apoliane e lorrane
áFrica apoliane e lorrane
emefjardel1
 
Aula 21 áfrica - quadro natural e humano
Aula 21   áfrica - quadro natural e humanoAula 21   áfrica - quadro natural e humano
Aula 21 áfrica - quadro natural e humano
Jonatas Carlos
 
Africa aspectos fisicos
Africa aspectos fisicosAfrica aspectos fisicos
Africa aspectos fisicos
Professor
 
Africa - Natureza
Africa - NaturezaAfrica - Natureza
Africa - Natureza
Débora Sales
 
Africa - Natureza
Africa - NaturezaAfrica - Natureza
Africa - Natureza
Débora Sales
 
Geo h e_9ano_cap14_site
Geo h e_9ano_cap14_siteGeo h e_9ano_cap14_site
Geo h e_9ano_cap14_site
rdbtava
 
Africa quadro natural
Africa   quadro naturalAfrica   quadro natural
Africa quadro natural
Luciano Pessanha
 
África
ÁfricaÁfrica
África
Marcy Gomes
 
Sociedades africanas
Sociedades africanasSociedades africanas
Sociedades africanas
Vagner Roberto
 
ÁFrica Resumo
ÁFrica ResumoÁFrica Resumo
ÁFrica Resumo
aroudus
 
Aula Europa - CUCA Manhã 2014 - 20/08/2014
Aula Europa - CUCA Manhã 2014 - 20/08/2014Aula Europa - CUCA Manhã 2014 - 20/08/2014
Aula Europa - CUCA Manhã 2014 - 20/08/2014
Antonio Pessoa
 
Africa Quadro Natural
Africa   Quadro NaturalAfrica   Quadro Natural
Africa Quadro Natural
Luciano Pessanha
 
Geografia continente africano
Geografia   continente africanoGeografia   continente africano
Geografia continente africano
André Luiz Marques
 
África
África África
África
Camila Brito
 
Autorregulada 1 bim_9ano
Autorregulada 1 bim_9anoAutorregulada 1 bim_9ano
Autorregulada 1 bim_9ano
Carina Gomes
 
Africa 2019 champ
Africa 2019 champAfrica 2019 champ
Africa 2019 champ
claudio galdino
 
GEOGRAFIA DA ÁFRICA
GEOGRAFIA DA ÁFRICAGEOGRAFIA DA ÁFRICA
GEOGRAFIA DA ÁFRICA
Henrique Pontes
 
África - Bioma
África - BiomaÁfrica - Bioma
África - Bioma
rodrigodalri
 
África
ÁfricaÁfrica
África
aroudus
 
O continente africano
O continente  africanoO continente  africano
O continente africano
Colégio Nova Geração COC
 

Semelhante a Africa Atual (20)

áFrica apoliane e lorrane
áFrica apoliane e lorraneáFrica apoliane e lorrane
áFrica apoliane e lorrane
 
Aula 21 áfrica - quadro natural e humano
Aula 21   áfrica - quadro natural e humanoAula 21   áfrica - quadro natural e humano
Aula 21 áfrica - quadro natural e humano
 
Africa aspectos fisicos
Africa aspectos fisicosAfrica aspectos fisicos
Africa aspectos fisicos
 
Africa - Natureza
Africa - NaturezaAfrica - Natureza
Africa - Natureza
 
Africa - Natureza
Africa - NaturezaAfrica - Natureza
Africa - Natureza
 
Geo h e_9ano_cap14_site
Geo h e_9ano_cap14_siteGeo h e_9ano_cap14_site
Geo h e_9ano_cap14_site
 
Africa quadro natural
Africa   quadro naturalAfrica   quadro natural
Africa quadro natural
 
África
ÁfricaÁfrica
África
 
Sociedades africanas
Sociedades africanasSociedades africanas
Sociedades africanas
 
ÁFrica Resumo
ÁFrica ResumoÁFrica Resumo
ÁFrica Resumo
 
Aula Europa - CUCA Manhã 2014 - 20/08/2014
Aula Europa - CUCA Manhã 2014 - 20/08/2014Aula Europa - CUCA Manhã 2014 - 20/08/2014
Aula Europa - CUCA Manhã 2014 - 20/08/2014
 
Africa Quadro Natural
Africa   Quadro NaturalAfrica   Quadro Natural
Africa Quadro Natural
 
Geografia continente africano
Geografia   continente africanoGeografia   continente africano
Geografia continente africano
 
África
África África
África
 
Autorregulada 1 bim_9ano
Autorregulada 1 bim_9anoAutorregulada 1 bim_9ano
Autorregulada 1 bim_9ano
 
Africa 2019 champ
Africa 2019 champAfrica 2019 champ
Africa 2019 champ
 
GEOGRAFIA DA ÁFRICA
GEOGRAFIA DA ÁFRICAGEOGRAFIA DA ÁFRICA
GEOGRAFIA DA ÁFRICA
 
África - Bioma
África - BiomaÁfrica - Bioma
África - Bioma
 
África
ÁfricaÁfrica
África
 
O continente africano
O continente  africanoO continente  africano
O continente africano
 

Mais de Débora Sales

India 3
India   3India   3
India 3
Débora Sales
 
India 1
India 1India 1
India 1
Débora Sales
 
India 2
India  2India  2
India 2
Débora Sales
 
Meios de transportes
Meios de transportesMeios de transportes
Meios de transportes
Débora Sales
 
Meios de transportes
Meios de transportesMeios de transportes
Meios de transportes
Débora Sales
 
Industria
IndustriaIndustria
Industria
Débora Sales
 
Industria
IndustriaIndustria
Industria
Débora Sales
 
Industria
IndustriaIndustria
Industria
Débora Sales
 
Atividades industriais 2° ano 3° b mensal i
Atividades industriais 2° ano 3° b mensal iAtividades industriais 2° ano 3° b mensal i
Atividades industriais 2° ano 3° b mensal i
Débora Sales
 
Meios de transportes
Meios de transportesMeios de transportes
Meios de transportes
Débora Sales
 
Crescimento populacional
Crescimento populacionalCrescimento populacional
Crescimento populacional
Débora Sales
 
áSia
áSiaáSia
9 º ano asia
9 º ano asia9 º ano asia
9 º ano asia
Débora Sales
 
America do sul atual
America do sul atualAmerica do sul atual
America do sul atual
Débora Sales
 
America central
America centralAmerica central
America central
Débora Sales
 
America Central 8° ano
America Central 8° anoAmerica Central 8° ano
America Central 8° ano
Débora Sales
 
América do norte 8º ano
América do norte 8º anoAmérica do norte 8º ano
América do norte 8º ano
Débora Sales
 
áSia
áSiaáSia
Coordenadas geograáficas
Coordenadas geograáficasCoordenadas geograáficas
Coordenadas geograáficas
Débora Sales
 
Evolucoxcriao 1º ano - mod 1
Evolucoxcriao 1º ano - mod 1Evolucoxcriao 1º ano - mod 1
Evolucoxcriao 1º ano - mod 1
Débora Sales
 

Mais de Débora Sales (20)

India 3
India   3India   3
India 3
 
India 1
India 1India 1
India 1
 
India 2
India  2India  2
India 2
 
Meios de transportes
Meios de transportesMeios de transportes
Meios de transportes
 
Meios de transportes
Meios de transportesMeios de transportes
Meios de transportes
 
Industria
IndustriaIndustria
Industria
 
Industria
IndustriaIndustria
Industria
 
Industria
IndustriaIndustria
Industria
 
Atividades industriais 2° ano 3° b mensal i
Atividades industriais 2° ano 3° b mensal iAtividades industriais 2° ano 3° b mensal i
Atividades industriais 2° ano 3° b mensal i
 
Meios de transportes
Meios de transportesMeios de transportes
Meios de transportes
 
Crescimento populacional
Crescimento populacionalCrescimento populacional
Crescimento populacional
 
áSia
áSiaáSia
áSia
 
9 º ano asia
9 º ano asia9 º ano asia
9 º ano asia
 
America do sul atual
America do sul atualAmerica do sul atual
America do sul atual
 
America central
America centralAmerica central
America central
 
America Central 8° ano
America Central 8° anoAmerica Central 8° ano
America Central 8° ano
 
América do norte 8º ano
América do norte 8º anoAmérica do norte 8º ano
América do norte 8º ano
 
áSia
áSiaáSia
áSia
 
Coordenadas geograáficas
Coordenadas geograáficasCoordenadas geograáficas
Coordenadas geograáficas
 
Evolucoxcriao 1º ano - mod 1
Evolucoxcriao 1º ano - mod 1Evolucoxcriao 1º ano - mod 1
Evolucoxcriao 1º ano - mod 1
 

Último

Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
WELTONROBERTOFREITAS
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Nertan Dias
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
bmgrama
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
Manuais Formação
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdfPrimeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Maurício Bratz
 
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Centro Jacques Delors
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdfConcurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
TathyLopes1
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
JakiraCosta
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
ARIADNEMARTINSDACRUZ
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicosDNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
jonny615148
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Centro Jacques Delors
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
vitorreissouzasilva
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdfsaid edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
ThiagoRORISDASILVA1
 

Último (20)

Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdfPrimeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
 
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
 
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdfConcurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicosDNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdfsaid edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
 

Africa Atual

  • 1.
  • 2. - GEOGRAFIA FÍSICA: Oceanos e Hemisférios Relevo da África Hidrografia da África Vegetação da África - GEOGRAFIA HUMANA: Regiões e Países da África Demografia da África Países da África por População IDH dos países da África Conjuntura Humana Epidemia de AIDS Riquezas Minerais por país PIB dos países da África Riquezas minerais da África do Sul Apartheid (20/06) Conflitos/Colonialismo (20/06 ou 27/06) Etnias da África (27/06) Línguas da África (línguas africanas, línguas europeias/árabes) Países Lusófonos Democracia na África Conflitos atuais União Africana
  • 3. • De conformação maciça, oDe conformação maciça, o continente africano apresenta umcontinente africano apresenta um litoral pouco recortado, banhado...litoral pouco recortado, banhado...
  • 4. • De conformação maciça, oDe conformação maciça, o continente africano apresenta umcontinente africano apresenta um litoral pouco recortado, banhado...litoral pouco recortado, banhado... ...a oeste pelo oceano Atlântico......a oeste pelo oceano Atlântico...
  • 5. • De conformação maciça, oDe conformação maciça, o continente africano apresenta umcontinente africano apresenta um litoral pouco recortado, banhado...litoral pouco recortado, banhado... ...a oeste pelo oceano Atlântico......a oeste pelo oceano Atlântico... ...a leste pelo Índico......a leste pelo Índico...
  • 6. • De conformação maciça, oDe conformação maciça, o continente africano apresenta umcontinente africano apresenta um litoral pouco recortado, banhado...litoral pouco recortado, banhado... ...a oeste pelo oceano Atlântico......a oeste pelo oceano Atlântico... ...a leste pelo Índico......a leste pelo Índico... ...ao norte pelo mar Mediterrâneo......ao norte pelo mar Mediterrâneo...
  • 7. • De conformação maciça, oDe conformação maciça, o continente africano apresenta umcontinente africano apresenta um litoral pouco recortado, banhado...litoral pouco recortado, banhado... ...a oeste pelo oceano Atlântico......a oeste pelo oceano Atlântico... ...a leste pelo Índico......a leste pelo Índico... ...ao norte pelo mar Mediterrâneo......ao norte pelo mar Mediterrâneo... ...a nordeste pelo mar Vermelho e......a nordeste pelo mar Vermelho e...
  • 8. • De conformação maciça, oDe conformação maciça, o continente africano apresenta umcontinente africano apresenta um litoral pouco recortado,litoral pouco recortado, banhado...banhado... ...a oeste pelo oceano Atlântico......a oeste pelo oceano Atlântico... ...a leste pelo Índico......a leste pelo Índico... ...ao norte pelo mar...ao norte pelo mar Mediterrâneo...Mediterrâneo... ...a nordeste pelo mar Vermelho...a nordeste pelo mar Vermelho e...e... ...ao sul, é ponto de confluência...ao sul, é ponto de confluência entre o Atlântico e o Índico.entre o Atlântico e o Índico.
  • 9.
  • 10. • É o único continente cujas terras se estendem por quatro hemisférios, pois éÉ o único continente cujas terras se estendem por quatro hemisférios, pois é cortado simultaneamente pela Linha do Equador e pelo Meridiano de Greenwich.cortado simultaneamente pela Linha do Equador e pelo Meridiano de Greenwich.
  • 11. • A maior parte das terras africanasA maior parte das terras africanas situa-se entre as altitudes de 200situa-se entre as altitudes de 200 metros e 1000 metros em relação aometros e 1000 metros em relação ao nível do mar.nível do mar.
  • 12. • A maior parte das terras africanas situa-seA maior parte das terras africanas situa-se entre as altitudes de 200 metros e 1000entre as altitudes de 200 metros e 1000 metros em relação ao nível do mar.metros em relação ao nível do mar. • Apresentando um relevo marcado porApresentando um relevo marcado por intensa erosão e predominantementeintensa erosão e predominantemente planáltico.planáltico.
  • 13. • A maior parte das terras africanas situa-seA maior parte das terras africanas situa-se entre as altitudes de 200 metros e 1000entre as altitudes de 200 metros e 1000 metros em relação ao nível do mar.metros em relação ao nível do mar. • Apresentando um relevo marcado porApresentando um relevo marcado por intensa erosão e predominantementeintensa erosão e predominantemente planáltico.planáltico. • As planícies são raras e estreitas,As planícies são raras e estreitas, normalmente dispostas ao longo do litoral.normalmente dispostas ao longo do litoral.
  • 14. • As fraturas geológicas que aconteceram naAs fraturas geológicas que aconteceram na África, separando-a da América do SulÁfrica, separando-a da América do Sul durante a dissolução do continente dedurante a dissolução do continente de “Gondwana” (Pangéia), originaram...“Gondwana” (Pangéia), originaram...
  • 15. • As fraturas geológicas que aconteceram naAs fraturas geológicas que aconteceram na África, separando-a da América do SulÁfrica, separando-a da América do Sul durante a dissolução do continente dedurante a dissolução do continente de “Gondwana” (Pangéia), originaram...“Gondwana” (Pangéia), originaram... ...extensos planaltos e terras elevadas na...extensos planaltos e terras elevadas na porção oriental, e...porção oriental, e...
  • 16. • As fraturas geológicas que aconteceram naAs fraturas geológicas que aconteceram na África, separando-a da América do SulÁfrica, separando-a da América do Sul durante a dissolução do continente dedurante a dissolução do continente de “Gondwana” (Pangéia), originaram...“Gondwana” (Pangéia), originaram... ...extensos planaltos e terras elevadas na...extensos planaltos e terras elevadas na porção oriental, e...porção oriental, e... ...fossas tectônicas que, preenchidas pelas...fossas tectônicas que, preenchidas pelas águas, converteram-se em importanteságuas, converteram-se em importantes lagos, como o Vitória – nascente do rio Nilo,lagos, como o Vitória – nascente do rio Nilo, que corta o Egito desde o Sudão - , oque corta o Egito desde o Sudão - , o Tanganica e o Niassa, ambos na ÁfricaTanganica e o Niassa, ambos na África Oriental.Oriental.
  • 17. • Dessa fase recente do terciário, resultam osDessa fase recente do terciário, resultam os dobramentos africanos, onde encontramosdobramentos africanos, onde encontramos os pontos culminantes do continente,os pontos culminantes do continente, como...como...
  • 18. • Dessa fase recente do terciário, resultam osDessa fase recente do terciário, resultam os dobramentos africanos, onde encontramosdobramentos africanos, onde encontramos os pontos culminantes do continente,os pontos culminantes do continente, como...como... ...os montes Kilimanjaro, com 5895 metros...os montes Kilimanjaro, com 5895 metros de altitude, e...de altitude, e...
  • 19. • Dessa fase recente do terciário, resultam osDessa fase recente do terciário, resultam os dobramentos africanos, onde encontramosdobramentos africanos, onde encontramos os pontos culminantes do continente,os pontos culminantes do continente, como...como... ...os montes Kilimanjaro, com 5895 metros...os montes Kilimanjaro, com 5895 metros de altitude, e...de altitude, e... ...o monte Quênia, com 5199 metros de...o monte Quênia, com 5199 metros de altitude, ambos localizados no maciçoaltitude, ambos localizados no maciço Oriental.Oriental.
  • 20. • Ao norte desse maciço, ocorre outraAo norte desse maciço, ocorre outra unidade geomorfológica de elevadasunidade geomorfológica de elevadas altitudes, o maciço Etíope.altitudes, o maciço Etíope.
  • 21. • Ao norte desse maciço, ocorre outraAo norte desse maciço, ocorre outra unidade geomorfológica de elevadasunidade geomorfológica de elevadas altitudes, o maciço Etíope.altitudes, o maciço Etíope. • Trata-se, portanto, de dois sistemasTrata-se, portanto, de dois sistemas montanhosos separados por uma falhamontanhosos separados por uma falha tectônica que conformam todo o continente.tectônica que conformam todo o continente.
  • 22. • Ao norte desse maciço, ocorre outraAo norte desse maciço, ocorre outra unidade geomorfológica de elevadasunidade geomorfológica de elevadas altitudes, o maciço Etíope.altitudes, o maciço Etíope. • Trata-se, portanto, de dois sistemasTrata-se, portanto, de dois sistemas montanhosos separados por uma falhamontanhosos separados por uma falha tectônica que conformam todo o continente.tectônica que conformam todo o continente. • Outro dobramento importante situa-se nasOutro dobramento importante situa-se nas imediações do noroeste africano, a cadeia doimediações do noroeste africano, a cadeia do Atlas.Atlas.
  • 23. • Ao norte desse maciço, ocorre outraAo norte desse maciço, ocorre outra unidade geomorfológica de elevadasunidade geomorfológica de elevadas altitudes, o maciço Etíope.altitudes, o maciço Etíope. • Trata-se, portanto, de dois sistemasTrata-se, portanto, de dois sistemas montanhosos separados por uma falhamontanhosos separados por uma falha tectônica que conformam todo o continente.tectônica que conformam todo o continente. • Outro dobramento importante situa-se nasOutro dobramento importante situa-se nas imediações do noroeste africano, a cadeia doimediações do noroeste africano, a cadeia do Atlas.Atlas. • Localizado junto ao Magreb – reunião dosLocalizado junto ao Magreb – reunião dos países Marrocos, Argélia e Tunísia - , suapaíses Marrocos, Argélia e Tunísia - , sua disposição interfere na distribuição dedisposição interfere na distribuição de chuvas regionais, pois é uma barreira naturalchuvas regionais, pois é uma barreira natural às massas úmidas oriundas do oceano.às massas úmidas oriundas do oceano.
  • 24. • Ao sul dos Atlas, encontra-se o maiorAo sul dos Atlas, encontra-se o maior deserto do mundo: o Saara, com área dedeserto do mundo: o Saara, com área de 8.600.000 km². Praticamente do tamanho do8.600.000 km². Praticamente do tamanho do Brasil!Brasil!
  • 25. • Ao sul dos Atlas, encontra-se o maiorAo sul dos Atlas, encontra-se o maior deserto do mundo: o Saara, com área dedeserto do mundo: o Saara, com área de 8.600.000 km². Praticamente do tamanho do8.600.000 km². Praticamente do tamanho do Brasil!Brasil! • Ao sul da África, entre Botsuana e Namíbia,Ao sul da África, entre Botsuana e Namíbia, há outro deserto, de proporções menores: ohá outro deserto, de proporções menores: o Kalahari.Kalahari.
  • 26. • Ao sul dos Atlas, encontra-se o maiorAo sul dos Atlas, encontra-se o maior deserto do mundo: o Saara, com área dedeserto do mundo: o Saara, com área de 8.600.000 km². Praticamente do tamanho do8.600.000 km². Praticamente do tamanho do Brasil!Brasil! • Ao sul da África, entre Botsuana e Namíbia,Ao sul da África, entre Botsuana e Namíbia, há outro deserto, de proporções menores: ohá outro deserto, de proporções menores: o Kalahari.Kalahari. • Sua formação difere das condições doSua formação difere das condições do Saara, pois sua origem relaciona-se àSaara, pois sua origem relaciona-se à interferência da corrente marítima que passainterferência da corrente marítima que passa ao longo da costa Africana no Atlântico.ao longo da costa Africana no Atlântico.
  • 27. • Ao sul dos Atlas, encontra-se o maiorAo sul dos Atlas, encontra-se o maior deserto do mundo: o Saara, com área dedeserto do mundo: o Saara, com área de 8.600.000 km². Praticamente do tamanho do8.600.000 km². Praticamente do tamanho do Brasil!Brasil! • Ao sul da África, entre Botsuana e Namíbia,Ao sul da África, entre Botsuana e Namíbia, há outro deserto, de proporções menores: ohá outro deserto, de proporções menores: o Kalahari.Kalahari. • Sua formação difere das condições doSua formação difere das condições do Saara, pois sua origem relaciona-se àSaara, pois sua origem relaciona-se à interferência da corrente marítima que passainterferência da corrente marítima que passa ao longo da costa Africana no Atlântico.ao longo da costa Africana no Atlântico. • A corrente marítima fria de Benguela (ouA corrente marítima fria de Benguela (ou Bengala) é a causa da baixa precipitaçãoBengala) é a causa da baixa precipitação nesta parte do continente.nesta parte do continente.
  • 28.
  • 29. • Tendo grande parte de seu território em áreaTendo grande parte de seu território em área tropicais, a maioria dos rios africanos obedecetropicais, a maioria dos rios africanos obedece ao sistema de cheias no verão e vazantes noao sistema de cheias no verão e vazantes no inverno.inverno.
  • 30. • Tendo grande parte de seu território em áreaTendo grande parte de seu território em área tropicais, a maioria dos rios africanos obedecetropicais, a maioria dos rios africanos obedece ao sistema de cheias no verão e vazantes noao sistema de cheias no verão e vazantes no inverno.inverno. • O mesmo se dá com o rio Nilo, um dos maioresO mesmo se dá com o rio Nilo, um dos maiores do mundo, que nasce em áreas tropicais junto aodo mundo, que nasce em áreas tropicais junto ao lado Vitória e corre em direção norte,lado Vitória e corre em direção norte, desaguando no mar Mediterrâneo, onde formadesaguando no mar Mediterrâneo, onde forma um imenso delta.um imenso delta.
  • 31. • Tendo grande parte de seu território em áreaTendo grande parte de seu território em área tropicais, a maioria dos rios africanos obedecetropicais, a maioria dos rios africanos obedece ao sistema de cheias no verão e vazantes noao sistema de cheias no verão e vazantes no inverno.inverno. • O mesmo se dá com o rio Nilo, um dos maioresO mesmo se dá com o rio Nilo, um dos maiores do mundo, que nasce em áreas tropicais junto aodo mundo, que nasce em áreas tropicais junto ao lado Vitória e corre em direção norte,lado Vitória e corre em direção norte, desaguando no mar Mediterrâneo, onde formadesaguando no mar Mediterrâneo, onde forma um imenso delta.um imenso delta. • Em seu percurso, o Nilo transporta sedimentosEm seu percurso, o Nilo transporta sedimentos e detritos orgânicos que, desde tempos remotos,e detritos orgânicos que, desde tempos remotos, fertilizaram suas várzeas nos períodos de cheias.fertilizaram suas várzeas nos períodos de cheias.
  • 32. • Tendo grande parte de seu território em áreaTendo grande parte de seu território em área tropicais, a maioria dos rios africanos obedecetropicais, a maioria dos rios africanos obedece ao sistema de cheias no verão e vazantes noao sistema de cheias no verão e vazantes no inverno.inverno. • O mesmo se dá com o rio Nilo, um dos maioresO mesmo se dá com o rio Nilo, um dos maiores do mundo, que nasce em áreas tropicais junto aodo mundo, que nasce em áreas tropicais junto ao lado Vitória e corre em direção norte,lado Vitória e corre em direção norte, desaguando no mar Mediterrâneo, onde formadesaguando no mar Mediterrâneo, onde forma um imenso delta.um imenso delta. • Em seu percurso, o Nilo transporta sedimentosEm seu percurso, o Nilo transporta sedimentos e detritos orgânicos que, desde tempos remotos,e detritos orgânicos que, desde tempos remotos, fertilizaram suas várzeas nos períodos de cheias.fertilizaram suas várzeas nos períodos de cheias. • Justifica-se assim, a célebre frase do filósofoJustifica-se assim, a célebre frase do filósofo Heródoto: “o Egito é uma dádiva do Nilo”.Heródoto: “o Egito é uma dádiva do Nilo”.
  • 33. • Tendo grande parte de seu território em áreaTendo grande parte de seu território em área tropicais, a maioria dos rios africanos obedecetropicais, a maioria dos rios africanos obedece ao sistema de cheias no verão e vazantes noao sistema de cheias no verão e vazantes no inverno.inverno. • O mesmo se dá com o rio Nilo, um dos maioresO mesmo se dá com o rio Nilo, um dos maiores do mundo, que nasce em áreas tropicais junto aodo mundo, que nasce em áreas tropicais junto ao lado Vitória e corre em direção norte,lado Vitória e corre em direção norte, desaguando no mar Mediterrâneo, onde formadesaguando no mar Mediterrâneo, onde forma um imenso delta.um imenso delta. • Em seu percurso, o Nilo transporta sedimentosEm seu percurso, o Nilo transporta sedimentos e detritos orgânicos que, desde tempos remotos,e detritos orgânicos que, desde tempos remotos, fertilizaram suas várzeas nos períodos de cheias.fertilizaram suas várzeas nos períodos de cheias. • Justifica-se assim, a célebre frase do filósofoJustifica-se assim, a célebre frase do filósofo Heródoto: “o Egito é uma dádiva do Nilo”.Heródoto: “o Egito é uma dádiva do Nilo”. • Entretanto, nas últimas décadas um grandiosoEntretanto, nas últimas décadas um grandioso projeto de engenharia do governo egípcioprojeto de engenharia do governo egípcio interferiu nesse processo natural: a construçãointerferiu nesse processo natural: a construção da usina hidrelétrica de Assuã.da usina hidrelétrica de Assuã.
  • 34. • A combinação de rios longos e volumosos eA combinação de rios longos e volumosos e relevo de planaltos, encontrada em quase todo orelevo de planaltos, encontrada em quase todo o continente, favorece a produção de energiacontinente, favorece a produção de energia hidrelétrica.hidrelétrica.
  • 35. • A combinação de rios longos e volumosos eA combinação de rios longos e volumosos e relevo de planaltos, encontrada em quase todo orelevo de planaltos, encontrada em quase todo o continente, favorece a produção de energiacontinente, favorece a produção de energia hidrelétrica.hidrelétrica. • Porém, devido ao baixo desenvolvimentoPorém, devido ao baixo desenvolvimento econômico e à baixa industrialização, esseeconômico e à baixa industrialização, esse potencial hidrelétrico encontra-se subutilizado.potencial hidrelétrico encontra-se subutilizado.
  • 36. • A combinação de rios longos e volumosos eA combinação de rios longos e volumosos e relevo de planaltos, encontrada em quase todo orelevo de planaltos, encontrada em quase todo o continente, favorece a produção de energiacontinente, favorece a produção de energia hidrelétrica.hidrelétrica. • Porém, devido ao baixo desenvolvimentoPorém, devido ao baixo desenvolvimento econômico e à parca industrialização, esseeconômico e à parca industrialização, esse potencial hidrelétrico encontra-se subutilizado.potencial hidrelétrico encontra-se subutilizado. • Um dos mais importantes rios é o Congo,Um dos mais importantes rios é o Congo, localizado na África Equatorial.localizado na África Equatorial.
  • 37. • A combinação de rios longos e volumosos eA combinação de rios longos e volumosos e relevo de planaltos, encontrada em quase todo orelevo de planaltos, encontrada em quase todo o continente, favorece a produção de energiacontinente, favorece a produção de energia hidrelétrica.hidrelétrica. • Porém, devido ao baixo desenvolvimentoPorém, devido ao baixo desenvolvimento econômico e à parca industrialização, esseeconômico e à parca industrialização, esse potencial hidrelétrico encontra-se subutilizado.potencial hidrelétrico encontra-se subutilizado. • Um dos mais importantes rios é o Congo,Um dos mais importantes rios é o Congo, localizado na África Equatorial.localizado na África Equatorial. • Trata-se do segundo maior rio do mundo emTrata-se do segundo maior rio do mundo em volume de água e apresenta uma curiosidade:volume de água e apresenta uma curiosidade: corta duas vezes a linha do Equador.corta duas vezes a linha do Equador.
  • 38. • A combinação de rios longos e volumosos eA combinação de rios longos e volumosos e relevo de planaltos, encontrada em quase todo orelevo de planaltos, encontrada em quase todo o continente, favorece a produção de energiacontinente, favorece a produção de energia hidrelétrica.hidrelétrica. • Porém, devido ao baixo desenvolvimentoPorém, devido ao baixo desenvolvimento econômico e à baixa industrialização, esseeconômico e à baixa industrialização, esse potencial hidrelétrico encontra-se subutilizado.potencial hidrelétrico encontra-se subutilizado. • Um dos mais importantes rios é o Congo,Um dos mais importantes rios é o Congo, localizado na África Equatorial.localizado na África Equatorial. • Trata-se do segundo maior rio do mundo emTrata-se do segundo maior rio do mundo em volume de água e apresenta uma curiosidade:volume de água e apresenta uma curiosidade: corta duas vezes a linha do Equador.corta duas vezes a linha do Equador. • O rio Congo nasce no hemisfério sul e passa aoO rio Congo nasce no hemisfério sul e passa ao hemisfério norte para desembocar novamente nohemisfério norte para desembocar novamente no sul.sul.
  • 39. • A combinação de rios longos e volumosos eA combinação de rios longos e volumosos e relevo de planaltos, encontrada em quase todo orelevo de planaltos, encontrada em quase todo o continente, favorece a produção de energiacontinente, favorece a produção de energia hidrelétrica.hidrelétrica. • Porém, devido ao baixo desenvolvimentoPorém, devido ao baixo desenvolvimento econômico e à baixa industrialização, esseeconômico e à baixa industrialização, esse potencial hidrelétrico encontra-se subutilizado.potencial hidrelétrico encontra-se subutilizado. • Um dos mais importantes rios é o Congo,Um dos mais importantes rios é o Congo, localizado na África Equatorial.localizado na África Equatorial. • Trata-se do segundo maior rio do mundo emTrata-se do segundo maior rio do mundo em volume de água e apresenta uma curiosidade:volume de água e apresenta uma curiosidade: corta duas vezes a linha do Equador.corta duas vezes a linha do Equador. • O rio Congo nasce no hemisfério sul e passa aoO rio Congo nasce no hemisfério sul e passa ao hemisfério norte para desembocar novamente nohemisfério norte para desembocar novamente no sul.sul. • O rio Níger é o terceiro rio africano em extensãoO rio Níger é o terceiro rio africano em extensão e corre a noroeste, desembocando no golfo dae corre a noroeste, desembocando no golfo da Guiné, área densamente povoada.M,<Guiné, área densamente povoada.M,<
  • 40. • Cabe ressaltar que o clima tropicalCabe ressaltar que o clima tropical predominante pode provocar cheiaspredominante pode provocar cheias catastróficas, como ocorreu em Moçambique nocatastróficas, como ocorreu em Moçambique no ano 2000 e deixou mais de 1 milhão deano 2000 e deixou mais de 1 milhão de desabrigados e 600 mortos.desabrigados e 600 mortos.
  • 41. • Cabe ressaltar que o clima tropicalCabe ressaltar que o clima tropical predominante pode provocar cheiaspredominante pode provocar cheias catastróficas, como ocorreu em Moçambique nocatastróficas, como ocorreu em Moçambique no ano 2000 e deixou mais de 1 milhão deano 2000 e deixou mais de 1 milhão de desabrigados e 600 mortos.desabrigados e 600 mortos. • Outra característica comum do continente é aOutra característica comum do continente é a intermitência de muitos de seus rios, decorrenteintermitência de muitos de seus rios, decorrente das secas – o que agrava o quadro dedas secas – o que agrava o quadro de insuficiência da produção de alimentos.insuficiência da produção de alimentos.
  • 42.
  • 43. • A África é quente. De fato, a tropicalidade é aA África é quente. De fato, a tropicalidade é a marca registrada de todos os países africanos.marca registrada de todos os países africanos.
  • 44. A África é quente. De fato, a tropicalidade é a marca registrada de todos os países africanos. Porém, mesmo sendo o continente mais uniforme, apresenta variedade.’’ty
  • 45. • A África é quente. De fato, a tropicalidade é aA África é quente. De fato, a tropicalidade é a marca registrada de todos os países africanos.marca registrada de todos os países africanos. • Porém, mesmo sendo o continente mais uniforme,Porém, mesmo sendo o continente mais uniforme, apresenta variedade.apresenta variedade. • No extremo norte, acompanhando a orla litorânea,No extremo norte, acompanhando a orla litorânea, ocorre o clima mediterrâneo, com invernos úmidosocorre o clima mediterrâneo, com invernos úmidos e verões secos. Nessa área, a paisagem teme verões secos. Nessa área, a paisagem tem semelhanças com o sul da Europa.semelhanças com o sul da Europa.
  • 46. • A África é quente. De fato, a tropicalidade é aA África é quente. De fato, a tropicalidade é a marca registrada de todos os países africanos.marca registrada de todos os países africanos. • Porém, mesmo sendo o continente mais uniforme,Porém, mesmo sendo o continente mais uniforme, apresenta variedade.apresenta variedade. • No extremo norte, acompanhando a orla litorânea,No extremo norte, acompanhando a orla litorânea, ocorre o clima mediterrâneo, com invernos úmidosocorre o clima mediterrâneo, com invernos úmidos e verões secos. Nessa área, a paisagem teme verões secos. Nessa área, a paisagem tem semelhanças com o sul da Europa.semelhanças com o sul da Europa. • No noroeste, transpondo a cadeia do Atlas,No noroeste, transpondo a cadeia do Atlas, aparece o clima semi-árido. Coincidindo com oaparece o clima semi-árido. Coincidindo com o deserto do Saara e o Sahel, uma faixa de aridezdeserto do Saara e o Sahel, uma faixa de aridez estende-se desde as proximidades do Atlântico atéestende-se desde as proximidades do Atlântico até o mar Vermelho, atravessando todo o norte dao mar Vermelho, atravessando todo o norte da África.África.
  • 47. • Nessa região de baixíssima pluviosidade,Nessa região de baixíssima pluviosidade, predominam as xerófilas (exemplo: Cactos).predominam as xerófilas (exemplo: Cactos).
  • 48. • Nessa região de baixíssima pluviosidade,Nessa região de baixíssima pluviosidade, predominam as xerófilas (exemplo: Cactos).predominam as xerófilas (exemplo: Cactos). • No semi-árido, temos as estepes (gramíneas), e,No semi-árido, temos as estepes (gramíneas), e, no árido, as formações desérticas ou mesmono árido, as formações desérticas ou mesmo ausência de vegetação.ausência de vegetação.
  • 49. • Nessa região de baixíssima pluviosidade,Nessa região de baixíssima pluviosidade, predominam as xerófilas (exemplo: Cactos).predominam as xerófilas (exemplo: Cactos). • No semi-árido, temos as estepes (gramíneas), e,No semi-árido, temos as estepes (gramíneas), e, no árido, as formações desérticas ou mesmono árido, as formações desérticas ou mesmo ausência de vegetação.ausência de vegetação. • O Sahel é a periferia meridional do Saara, umaO Sahel é a periferia meridional do Saara, uma zona que teve agravado seu quadro ambientalzona que teve agravado seu quadro ambiental devido, sobretudo, à interferência antrópica (açãodevido, sobretudo, à interferência antrópica (ação humana) que, com o cultivo de subsistência,humana) que, com o cultivo de subsistência, degradou a área, pondo em curso um processo dedegradou a área, pondo em curso um processo de ampliação da zona árida.ampliação da zona árida.
  • 50. • Nessa região de baixíssima pluviosidade,Nessa região de baixíssima pluviosidade, predominam as xerófilas (exemplo: Cactos).predominam as xerófilas (exemplo: Cactos). • No semi-árido, temos as estepes (gramíneas), e,No semi-árido, temos as estepes (gramíneas), e, no árido, as formações desérticas ou mesmono árido, as formações desérticas ou mesmo ausência de vegetação.ausência de vegetação. • O Sahel é a periferia meridional do Saara, umaO Sahel é a periferia meridional do Saara, uma zona que teve agravado seu quadro ambientalzona que teve agravado seu quadro ambiental devido, sobretudo, à interferência antrópica (açãodevido, sobretudo, à interferência antrópica (ação humana) que, com o cultivo de subsistência,humana) que, com o cultivo de subsistência, degradou a área, pondo em curso um processo dedegradou a área, pondo em curso um processo de ampliação da zona árida.ampliação da zona árida. • Geógrafos britânicos, no entanto, divulgaramGeógrafos britânicos, no entanto, divulgaram estudos recentes que apontam para umaestudos recentes que apontam para uma recuperação florestal do Sahel nos últimos anos.recuperação florestal do Sahel nos últimos anos.
  • 51. • O clima tropical, na sua forma típica – chuvas noO clima tropical, na sua forma típica – chuvas no verão e estiagem no inverno - , é dominante.verão e estiagem no inverno - , é dominante.
  • 52. • O clima tropical, na sua forma típica – chuvas noO clima tropical, na sua forma típica – chuvas no verão e estiagem no inverno - , é dominante.verão e estiagem no inverno - , é dominante. • Esse clima ocorre tanto no sul quanto ao norte doEsse clima ocorre tanto no sul quanto ao norte do trópico do equador, linha imaginária que nestetrópico do equador, linha imaginária que neste caso corta o continente africano “ao meio”.caso corta o continente africano “ao meio”.
  • 53. • O clima tropical, na sua forma típica – chuvas noO clima tropical, na sua forma típica – chuvas no verão e estiagem no inverno - , é dominante.verão e estiagem no inverno - , é dominante. • Esse clima ocorre tanto no sul quanto ao norte doEsse clima ocorre tanto no sul quanto ao norte do trópico do equador, linha imaginária que nestetrópico do equador, linha imaginária que neste caso corta o continente africano “ao meio”.caso corta o continente africano “ao meio”. • Nesse clima, dominam as savanas, formaçãoNesse clima, dominam as savanas, formação botânica africana que se assemelha ao cerradobotânica africana que se assemelha ao cerrado brasileiro, cuja fauna é extremamente rica e incluibrasileiro, cuja fauna é extremamente rica e inclui animais de grande porte.animais de grande porte.
  • 54. • O clima tropical, na sua forma típica – chuvas noO clima tropical, na sua forma típica – chuvas no verão e estiagem no inverno - , é dominante.verão e estiagem no inverno - , é dominante. • Esse clima ocorre tanto no sul quanto ao norte doEsse clima ocorre tanto no sul quanto ao norte do trópico do equador, linha imaginária que nestetrópico do equador, linha imaginária que neste caso corta o continente africano “ao meio”.caso corta o continente africano “ao meio”. • Nesse clima, dominam as savanas, formaçãoNesse clima, dominam as savanas, formação botânica africana que se assemelha ao cerradobotânica africana que se assemelha ao cerrado brasileiro, cuja fauna é extremamente rica e incluibrasileiro, cuja fauna é extremamente rica e inclui animais de grande porte.animais de grande porte. • Nas partes mais úmidas do leste, há florestasNas partes mais úmidas do leste, há florestas tropicais.tropicais.
  • 55. • O clima tropical, na sua forma típica – chuvas noO clima tropical, na sua forma típica – chuvas no verão e estiagem no inverno - , é dominante.verão e estiagem no inverno - , é dominante. • Esse clima ocorre tanto no sul quanto ao norte doEsse clima ocorre tanto no sul quanto ao norte do trópico do equador, linha imaginária que nestetrópico do equador, linha imaginária que neste caso corta o continente africano “ao meio”.caso corta o continente africano “ao meio”. • Nesse clima, dominam as savanas, formaçãoNesse clima, dominam as savanas, formação botânica africana que se assemelha ao cerradobotânica africana que se assemelha ao cerrado brasileiro, cuja fauna é extremamente rica e incluibrasileiro, cuja fauna é extremamente rica e inclui animais de grande porte.animais de grande porte. • Nas partes mais úmidas do leste, há florestasNas partes mais úmidas do leste, há florestas tropicais.tropicais. • Entre os paralelos de 6° Norte e 3° Sul, encontra-Entre os paralelos de 6° Norte e 3° Sul, encontra- se o mais úmido clima africano: o equatorial, e, emse o mais úmido clima africano: o equatorial, e, em decorrência da intensa umidade, surge a florestadecorrência da intensa umidade, surge a floresta equatorial.equatorial.
  • 56. • Nas imediações da bacia do Congo, a floresta seNas imediações da bacia do Congo, a floresta se adensa bastante, dificultando a penetraçãoadensa bastante, dificultando a penetração humana.humana.
  • 57. • Nas imediações da bacia do Congo, a floresta seNas imediações da bacia do Congo, a floresta se adensa bastante, dificultando a penetraçãoadensa bastante, dificultando a penetração humana.humana. • No extremo sul, há um pequeno trecho de climaNo extremo sul, há um pequeno trecho de clima temperado (subtropical) com chuvas poucotemperado (subtropical) com chuvas pouco frequentes.frequentes.
  • 58. • Nas imediações da bacia do Congo, a floresta seNas imediações da bacia do Congo, a floresta se adensa bastante, dificultando a penetraçãoadensa bastante, dificultando a penetração humana.humana. • No extremo sul, há um pequeno trecho de climaNo extremo sul, há um pequeno trecho de clima temperado (subtropical) com chuvas poucotemperado (subtropical) com chuvas pouco frequentes.frequentes. • É a posição da África em relação ao equador, suaÉ a posição da África em relação ao equador, sua latitude, o principal fator da distribuição dos tiposlatitude, o principal fator da distribuição dos tipos climáticos.climáticos.
  • 59. • Nas imediações da bacia do Congo, a floresta seNas imediações da bacia do Congo, a floresta se adensa bastante, dificultando a penetraçãoadensa bastante, dificultando a penetração humana.humana. • No extremo sul, há um pequeno trecho de climaNo extremo sul, há um pequeno trecho de clima temperado (subtropical) com chuvas poucotemperado (subtropical) com chuvas pouco frequentes.frequentes. • É a posição da África em relação ao equador, suaÉ a posição da África em relação ao equador, sua latitude, o principal fator da distribuição dos tiposlatitude, o principal fator da distribuição dos tipos climáticos.climáticos. • Esta influência somente é afetada nas áreas ondeEsta influência somente é afetada nas áreas onde a altitude é mais elevada – por exemplo, nosa altitude é mais elevada – por exemplo, nos maciços montanhosos, em que surgem climas friosmaciços montanhosos, em que surgem climas frios e até mesmo neves eternas, como nos cumes dee até mesmo neves eternas, como nos cumes de picos como o Kilimanjaro.picos como o Kilimanjaro.
  • 60.
  • 61. Floresta Equatorial (estilo Amazônia) Região do “SAHEL”, em processo de desertificação BIOMAS DA ÁFRICA Deserto do Saara (maior deserto do mundo) Litoral mediterrâneo RioNilo Savanas Deserto da Namíbia Savanas Savanas Estepes, planícies com gramas baixas Floresta Sub-tropical Semi-árido
  • 62. • O continente africano possui 54O continente africano possui 54 países, em 5 regiões.países, em 5 regiões.
  • 63. • O continente africano possui 54O continente africano possui 54 países, em 5 regiões.países, em 5 regiões. • Norte da África (roxo):Norte da África (roxo): - Sudão- Sudão - Egito- Egito - Líbia- Líbia - Tunísia- Tunísia - Argélia- Argélia - Marrocos- Marrocos - Saara Ocidental- Saara Ocidental
  • 64. • O continente africano possui 54O continente africano possui 54 países, em 5 regiões.países, em 5 regiões. • Norte da África (roxo):Norte da África (roxo): - Sudão- Sudão - Egito- Egito - Líbia- Líbia - Tunísia- Tunísia - Argélia- Argélia - Marrocos- Marrocos - Saara Ocidental- Saara Ocidental • Os países do norte da África sãoOs países do norte da África são mais identificados com o Orientemais identificados com o Oriente Médio. Falam árabe, e sãoMédio. Falam árabe, e são majoritariamente muçulmanosmajoritariamente muçulmanos sunitas.sunitas.
  • 65. • O continente africano possui 54O continente africano possui 54 países, em 5 regiões.países, em 5 regiões. • Oeste da África (verde-claro)Oeste da África (verde-claro) - Níger- Níger - Burkina Faso (Alto Volta)- Burkina Faso (Alto Volta) - Mali- Mali - Mauritânia- Mauritânia - Senegal- Senegal - Gâmbia- Gâmbia - Cabo Verde- Cabo Verde - Guiné-Bissau- Guiné-Bissau - Guiné- Guiné - Serra Leoa- Serra Leoa - Libéria- Libéria - Costa do Marfim- Costa do Marfim - Gana- Gana - Togo- Togo - Benin- Benin - Nigéria- Nigéria
  • 66. • O continente africano possui 54O continente africano possui 54 países, em 5 regiões.países, em 5 regiões. • Centro da ÁfricaCentro da África - Sudão do Sul (independ. 2011)- Sudão do Sul (independ. 2011) - Chade- Chade - República Centro-Africana- República Centro-Africana - Camarões- Camarões - São Tomé e Príncipe- São Tomé e Príncipe - Guiné-Equatorial- Guiné-Equatorial - Gabão- Gabão - Congo- Congo - Rep.Democr.do Congo (ex-Zaire)- Rep.Democr.do Congo (ex-Zaire) - Angola- Angola
  • 67. • O continente africano possui 54O continente africano possui 54 países, em 5 regiões.países, em 5 regiões. • Leste da ÁfricaLeste da África - Eritreia- Eritreia - Djibuti- Djibuti - Etiópia- Etiópia - Somália- Somália - Uganda- Uganda - Burundi- Burundi - Ruanda- Ruanda - Quênia- Quênia - Tanzânia- Tanzânia - Malauí- Malauí - Zâmbia- Zâmbia - Zimbábue- Zimbábue - Moçambique- Moçambique - Madagascar- Madagascar - Ilhas Seicheles- Ilhas Seicheles - Ilhas Maurício- Ilhas Maurício - Ilhas Comoros- Ilhas Comoros
  • 68. • O continente africano possui 54O continente africano possui 54 países, em 5 regiões.países, em 5 regiões. • Sul da ÁfricaSul da África - Namíbia- Namíbia - Botsuana- Botsuana - Suazilândia- Suazilândia - Lesoto- Lesoto - África do Sul- África do Sul
  • 69. • Quanto a sua distribuição espacial, os 1 bilhão deQuanto a sua distribuição espacial, os 1 bilhão de africanos estão dispersos de modo irregular,africanos estão dispersos de modo irregular, contrastando vazios demográficos e áreas muitocontrastando vazios demográficos e áreas muito povoadas.povoadas.
  • 70. • Quanto a sua distribuição espacial, os 1 bilhão deQuanto a sua distribuição espacial, os 1 bilhão de africanos estão dispersos de modo irregular,africanos estão dispersos de modo irregular, contrastando vazios demográficos e áreas muitocontrastando vazios demográficos e áreas muito povoadas.povoadas. • As maiores densidades demográficas:As maiores densidades demográficas:
  • 71. • Quanto a sua distribuição espacial, os 1 bilhão deQuanto a sua distribuição espacial, os 1 bilhão de africanos estão dispersos de modo irregular,africanos estão dispersos de modo irregular, contrastando vazios demográficos e áreas muitocontrastando vazios demográficos e áreas muito povoadas.povoadas. • As maiores densidades demográficas:As maiores densidades demográficas: - ao norte do Saara, nas áreas úmidas do baixo- ao norte do Saara, nas áreas úmidas do baixo Nilo – onde se destacam as cidades do Cairo eNilo – onde se destacam as cidades do Cairo e Alexandria.Alexandria.
  • 72. • Quanto a sua distribuição espacial, os 1 bilhão deQuanto a sua distribuição espacial, os 1 bilhão de africanos estão dispersos de modo irregular,africanos estão dispersos de modo irregular, contrastando vazios demográficos e áreas muitocontrastando vazios demográficos e áreas muito povoadas.povoadas. • As maiores densidades demográficas:As maiores densidades demográficas: - ao norte do Saara, nas áreas úmidas do baixo- ao norte do Saara, nas áreas úmidas do baixo Nilo – onde se destacam as cidades do Cairo eNilo – onde se destacam as cidades do Cairo e Alexandria.Alexandria. - no litoral mediterrâneo.- no litoral mediterrâneo.
  • 73. • Quanto a sua distribuição espacial, os 1 bilhão deQuanto a sua distribuição espacial, os 1 bilhão de africanos estão dispersos de modo irregular,africanos estão dispersos de modo irregular, contrastando vazios demográficos e áreas muitocontrastando vazios demográficos e áreas muito povoadas.povoadas. • As maiores densidades demográficas:As maiores densidades demográficas: - ao norte do Saara, nas áreas úmidas do baixo- ao norte do Saara, nas áreas úmidas do baixo Nilo – onde se destacam as cidades do Cairo eNilo – onde se destacam as cidades do Cairo e Alexandria.Alexandria. - no litoral mediterrâneo.- no litoral mediterrâneo. - no litoral atlântico, na área do golfo da Guiné –- no litoral atlântico, na área do golfo da Guiné – onde se situa a Nigéria, o mais populoso paísonde se situa a Nigéria, o mais populoso país africano, e sua maior cidade Lagos, uma dasafricano, e sua maior cidade Lagos, uma das megacidades atuaismegacidades atuais
  • 74. • Quanto a sua distribuição espacial, os 1 bilhão deQuanto a sua distribuição espacial, os 1 bilhão de africanos estão dispersos de modo irregular,africanos estão dispersos de modo irregular, contrastando vazios demográficos e áreas muitocontrastando vazios demográficos e áreas muito povoadas.povoadas. • As maiores densidades demográficas:As maiores densidades demográficas: - ao norte do Saara, nas áreas úmidas do baixo- ao norte do Saara, nas áreas úmidas do baixo Nilo – onde se destacam as cidades do Cairo eNilo – onde se destacam as cidades do Cairo e Alexandria.Alexandria. - no litoral mediterrâneo.- no litoral mediterrâneo. - no litoral atlântico, na área do golfo da Guiné –- no litoral atlântico, na área do golfo da Guiné – onde se situa a Nigéria, o mais populoso paísonde se situa a Nigéria, o mais populoso país africano, e sua maior cidade Lagos, uma dasafricano, e sua maior cidade Lagos, uma das megacidades atuaismegacidades atuais - no sul e no sudeste do continente, na África do- no sul e no sudeste do continente, na África do SulSul
  • 75. • Quanto a sua distribuição espacial, os 1 bilhão deQuanto a sua distribuição espacial, os 1 bilhão de africanos estão dispersos de modo irregular,africanos estão dispersos de modo irregular, contrastando vazios demográficos e áreas muitocontrastando vazios demográficos e áreas muito povoadas.povoadas. • As maiores densidades demográficas:As maiores densidades demográficas: - ao norte do Saara, nas áreas úmidas do baixo- ao norte do Saara, nas áreas úmidas do baixo Nilo – onde se destacam as cidades do Cairo eNilo – onde se destacam as cidades do Cairo e Alexandria.Alexandria. - no litoral mediterrâneo.- no litoral mediterrâneo. - no litoral atlântico, na área do golfo da Guiné –- no litoral atlântico, na área do golfo da Guiné – onde se situa a Nigéria, o mais populoso paísonde se situa a Nigéria, o mais populoso país africano, e sua maior cidade Lagos, uma dasafricano, e sua maior cidade Lagos, uma das megacidades atuaismegacidades atuais - no sul e no sudeste do continente, na África do- no sul e no sudeste do continente, na África do SulSul - no litoral de Moçambique, no oceano Índico.- no litoral de Moçambique, no oceano Índico.
  • 76.
  • 78.
  • 79.
  • 80. 0 0.1 0.2 0.3 0.4 0.5 0.6 0.7 0.8 0.9 1 10 países com maior IDH Líbia Ilhas Maurício Tunísia Argélia Gabão Egito Botsuana Namíbia África do Sul Marrocos Noruega Brasil
  • 81. 0 0.1 0.2 0.3 0.4 0.5 0.6 0.7 0.8 0.9 1 10 países com menor IDH RD.Congo Níger Burundi Moçambique Chade Libéria Burkina Faso Serra Leoa RC.Africana Guiné Noruega Brasil
  • 82. 0 0.1 0.2 0.3 0.4 0.5 0.6 0.7 0.8 0.9 1 Comparação: Maiores e menores IDH Noruega Brasil Líbia Ilhas Maurício Tunísia Argélia Gabão Chade Moçambique Burundi Níger RD.Congo
  • 83. • Quais perspectivas abrem-se para a África, em termos de sua inserção no mundoQuais perspectivas abrem-se para a África, em termos de sua inserção no mundo globalizado? Qual papel lhe cabe neste mundo?globalizado? Qual papel lhe cabe neste mundo?
  • 84. • Quais perspectivas abrem-se para a África, em termos de sua inserção no mundoQuais perspectivas abrem-se para a África, em termos de sua inserção no mundo globalizado? Qual papel lhe cabe neste mundo?globalizado? Qual papel lhe cabe neste mundo? • A conjuntura atual, fruto do legado colonial associado a um estado permanente deA conjuntura atual, fruto do legado colonial associado a um estado permanente de conflitos generalizado, envolvendo disputas étnicas e tribais entre os vários clãs doconflitos generalizado, envolvendo disputas étnicas e tribais entre os vários clãs do continente...continente...
  • 85. • Quais perspectivas abrem-se para a África, em termos de sua inserção no mundoQuais perspectivas abrem-se para a África, em termos de sua inserção no mundo globalizado? Qual papel lhe cabe neste mundo?globalizado? Qual papel lhe cabe neste mundo? • A conjuntura atual, fruto do legado colonial associado a um estado permanente deA conjuntura atual, fruto do legado colonial associado a um estado permanente de conflitos generalizado, envolvendo disputas étnicas e tribais entre os vários clãs doconflitos generalizado, envolvendo disputas étnicas e tribais entre os vários clãs do continente...continente... ...prejudica em muito a agricultura em extensas áreas......prejudica em muito a agricultura em extensas áreas...
  • 86. • Quais perspectivas abrem-se para a África, em termos de sua inserção no mundoQuais perspectivas abrem-se para a África, em termos de sua inserção no mundo globalizado? Qual papel lhe cabe neste mundo?globalizado? Qual papel lhe cabe neste mundo? • A conjuntura atual, fruto do legado colonial associado a um estado permanente deA conjuntura atual, fruto do legado colonial associado a um estado permanente de conflitos generalizado, envolvendo disputas étnicas e tribais entre os vários clãs doconflitos generalizado, envolvendo disputas étnicas e tribais entre os vários clãs do continente...continente... ...prejudica em muito a agricultura em extensas áreas......prejudica em muito a agricultura em extensas áreas... ...cria multidões de refugiados......cria multidões de refugiados...
  • 87. • Quais perspectivas abrem-se para a África, em termos de sua inserção no mundoQuais perspectivas abrem-se para a África, em termos de sua inserção no mundo globalizado? Qual papel lhe cabe neste mundo?globalizado? Qual papel lhe cabe neste mundo? • A conjuntura atual, fruto do legado colonial associado a um estado permanente deA conjuntura atual, fruto do legado colonial associado a um estado permanente de conflitos generalizado, envolvendo disputas étnicas e tribais entre os vários clãs doconflitos generalizado, envolvendo disputas étnicas e tribais entre os vários clãs do continente...continente... ...prejudica em muito a agricultura em extensas áreas......prejudica em muito a agricultura em extensas áreas... ...cria multidões de refugiados......cria multidões de refugiados... ...destrói grande parte da infra-estrutura de comunicações e transportes......destrói grande parte da infra-estrutura de comunicações e transportes...
  • 88. • Quais perspectivas abrem-se para a África, em termos de sua inserção no mundoQuais perspectivas abrem-se para a África, em termos de sua inserção no mundo globalizado? Qual papel lhe cabe neste mundo?globalizado? Qual papel lhe cabe neste mundo? • A conjuntura atual, fruto do legado colonial associado a um estado permanente deA conjuntura atual, fruto do legado colonial associado a um estado permanente de conflitos generalizado, envolvendo disputas étnicas e tribais entre os vários clãs doconflitos generalizado, envolvendo disputas étnicas e tribais entre os vários clãs do continente...continente... ...prejudica em muito a agricultura em extensas áreas......prejudica em muito a agricultura em extensas áreas... ...cria multidões de refugiados......cria multidões de refugiados... ...destrói grande parte da infra-estrutura de comunicações e transportes......destrói grande parte da infra-estrutura de comunicações e transportes... ...e relega todo o continente à margem da globalização....e relega todo o continente à margem da globalização.
  • 89. • Quais perspectivas abrem-se para a África, em termos de sua inserção no mundoQuais perspectivas abrem-se para a África, em termos de sua inserção no mundo globalizado? Qual papel lhe cabe neste mundo?globalizado? Qual papel lhe cabe neste mundo? • A conjuntura atual, fruto do legado colonial associado a um estado permanente deA conjuntura atual, fruto do legado colonial associado a um estado permanente de conflitos generalizado, envolvendo disputas étnicas e tribais entre os vários clãs doconflitos generalizado, envolvendo disputas étnicas e tribais entre os vários clãs do continente...continente... ...prejudica em muito a agricultura em extensas áreas......prejudica em muito a agricultura em extensas áreas... ...cria multidões de refugiados......cria multidões de refugiados... ...destrói grande parte da infra-estrutura de comunicações e transportes......destrói grande parte da infra-estrutura de comunicações e transportes... ...e relega todo o continente à margem da globalização....e relega todo o continente à margem da globalização. • Assim, guerras, epidemias, fome, miséria, baixo nível educacional são a triste realidade daAssim, guerras, epidemias, fome, miséria, baixo nível educacional são a triste realidade da população africana, que apresenta baixíssimos índices de desenvolvimento humano,população africana, que apresenta baixíssimos índices de desenvolvimento humano, expressos principalmente em países como República Democrática do Congo, Níger,expressos principalmente em países como República Democrática do Congo, Níger, Burundi, Moçambique, Chade, entre outros.Burundi, Moçambique, Chade, entre outros.
  • 90. • Nesse contexto de imensa pobreza, lamenta-se o agravamento das condições de saúde daNesse contexto de imensa pobreza, lamenta-se o agravamento das condições de saúde da população, em particular a expansão das vítimas da epidemia de AIDS, que assola opopulação, em particular a expansão das vítimas da epidemia de AIDS, que assola o continente e já provocou uma queda substancial da expectativa de vida média, sobretudo nacontinente e já provocou uma queda substancial da expectativa de vida média, sobretudo na África sub-saariana.África sub-saariana.
  • 91. • Nesse contexto de imensa pobreza, lamenta-se o agravamento das condições de saúde daNesse contexto de imensa pobreza, lamenta-se o agravamento das condições de saúde da população, em particular a expansão das vítimas da epidemia de AIDS, que assola opopulação, em particular a expansão das vítimas da epidemia de AIDS, que assola o continente e já provocou uma queda substancial da expectativa de vida média, sobretudo nacontinente e já provocou uma queda substancial da expectativa de vida média, sobretudo na África sub-saariana.África sub-saariana. • A tragédia capitaneada pelo HIV torna a situação mais dramática diante dasA tragédia capitaneada pelo HIV torna a situação mais dramática diante das impossibilidades financeiras, associadas ao abuso econômico das empresas farmacêuticasimpossibilidades financeiras, associadas ao abuso econômico das empresas farmacêuticas – europeias e norte-americanas – envolvidas numa disputa litigiosa com os governos locais.– europeias e norte-americanas – envolvidas numa disputa litigiosa com os governos locais.
  • 92. • Nesse contexto de imensa pobreza, lamenta-se o agravamento das condições de saúde daNesse contexto de imensa pobreza, lamenta-se o agravamento das condições de saúde da população, em particular a expansão das vítimas da epidemia de AIDS, que assola opopulação, em particular a expansão das vítimas da epidemia de AIDS, que assola o continente e já provocou uma queda substancial da expectativa de vida média, sobretudo nacontinente e já provocou uma queda substancial da expectativa de vida média, sobretudo na África sub-saariana.África sub-saariana. • A tragédia capitaneada pelo HIV torna a situação mais dramática diante dasA tragédia capitaneada pelo HIV torna a situação mais dramática diante das impossibilidades financeiras, associadas ao abuso econômico das empresas farmacêuticasimpossibilidades financeiras, associadas ao abuso econômico das empresas farmacêuticas – europeias e norte-americanas – envolvidas numa disputa litigiosa com os governos locais.– europeias e norte-americanas – envolvidas numa disputa litigiosa com os governos locais. • Aproximadamente 28,5 milhões de pessoas estão infectadas no conti8nente, o queAproximadamente 28,5 milhões de pessoas estão infectadas no conti8nente, o que corresponde a 70% dos soropositivos de todo o mundo.corresponde a 70% dos soropositivos de todo o mundo.
  • 93. • Nesse contexto de imensa pobreza, lamenta-se o agravamento das condições de saúde daNesse contexto de imensa pobreza, lamenta-se o agravamento das condições de saúde da população, em particular a expansão das vítimas da epidemia de AIDS, que assola opopulação, em particular a expansão das vítimas da epidemia de AIDS, que assola o continente e já provocou uma queda substancial da expectativa de vida média, sobretudo nacontinente e já provocou uma queda substancial da expectativa de vida média, sobretudo na África sub-saariana.África sub-saariana. • A tragédia capitaneada pelo HIV torna a situação mais dramática diante dasA tragédia capitaneada pelo HIV torna a situação mais dramática diante das impossibilidades financeiras, associadas ao abuso econômico das empresas farmacêuticasimpossibilidades financeiras, associadas ao abuso econômico das empresas farmacêuticas – europeias e norte-americanas – envolvidas numa disputa litigiosa com os governos locais.– europeias e norte-americanas – envolvidas numa disputa litigiosa com os governos locais. • Aproximadamente 28,5 milhões de pessoas estão infectadas no conti8nente, o queAproximadamente 28,5 milhões de pessoas estão infectadas no conti8nente, o que corresponde a 70% dos soropositivos de todo o mundo.corresponde a 70% dos soropositivos de todo o mundo. • O país que ocupa o triste recorde em casos de AIDS é a África do Sul, com 5 milhões deO país que ocupa o triste recorde em casos de AIDS é a África do Sul, com 5 milhões de contaminados entre seus aproximadamente 45 milhões de habitantes.contaminados entre seus aproximadamente 45 milhões de habitantes.
  • 94. • Nesse contexto de imensa pobreza, lamenta-se o agravamento das condições de saúde daNesse contexto de imensa pobreza, lamenta-se o agravamento das condições de saúde da população, em particular a expansão das vítimas da epidemia de AIDS, que assola opopulação, em particular a expansão das vítimas da epidemia de AIDS, que assola o continente e já provocou uma queda substancial da expectativa de vida média, sobretudo nacontinente e já provocou uma queda substancial da expectativa de vida média, sobretudo na África sub-saariana.África sub-saariana. • A tragédia capitaneada pelo HIV torna a situação mais dramática diante dasA tragédia capitaneada pelo HIV torna a situação mais dramática diante das impossibilidades financeiras, associadas ao abuso econômico das empresas farmacêuticasimpossibilidades financeiras, associadas ao abuso econômico das empresas farmacêuticas – europeias e norte-americanas – envolvidas numa disputa litigiosa com os governos locais.– europeias e norte-americanas – envolvidas numa disputa litigiosa com os governos locais. • Aproximadamente 28,5 milhões de pessoas estão infectadas no conti8nente, o queAproximadamente 28,5 milhões de pessoas estão infectadas no conti8nente, o que corresponde a 70% dos soropositivos de todo o mundo.corresponde a 70% dos soropositivos de todo o mundo. • O país que ocupa o triste recorde em casos de AIDS é a África do Sul, com 5 milhões deO país que ocupa o triste recorde em casos de AIDS é a África do Sul, com 5 milhões de contaminados entre seus aproximadamente 45 milhões de habitantes.contaminados entre seus aproximadamente 45 milhões de habitantes. • Sabe-se que dentre os jovens sul-africanos hoje com 15 anos, metade deverá morrerSabe-se que dentre os jovens sul-africanos hoje com 15 anos, metade deverá morrer devido à doença. Sem dúvida, um quadro alarmante.devido à doença. Sem dúvida, um quadro alarmante.
  • 95. • Nesse contexto de imensa pobreza, lamenta-se o agravamento das condições de saúde daNesse contexto de imensa pobreza, lamenta-se o agravamento das condições de saúde da população, em particular a expansão das vítimas da epidemia de AIDS, que assola opopulação, em particular a expansão das vítimas da epidemia de AIDS, que assola o continente e já provocou uma queda substancial da expectativa de vida média, sobretudo nacontinente e já provocou uma queda substancial da expectativa de vida média, sobretudo na África sub-saariana.África sub-saariana. • A tragédia capitaneada pelo HIV torna a situação mais dramática diante dasA tragédia capitaneada pelo HIV torna a situação mais dramática diante das impossibilidades financeiras, associadas ao abuso econômico das empresas farmacêuticasimpossibilidades financeiras, associadas ao abuso econômico das empresas farmacêuticas – europeias e norte-americanas – envolvidas numa disputa litigiosa com os governos locais.– europeias e norte-americanas – envolvidas numa disputa litigiosa com os governos locais. • Aproximadamente 28,5 milhões de pessoas estão infectadas no conti8nente, o queAproximadamente 28,5 milhões de pessoas estão infectadas no conti8nente, o que corresponde a 70% dos soropositivos de todo o mundo.corresponde a 70% dos soropositivos de todo o mundo. • O país que ocupa o triste recorde em casos de AIDS é a África do Sul, com 5 milhões deO país que ocupa o triste recorde em casos de AIDS é a África do Sul, com 5 milhões de contaminados entre seus aproximadamente 45 milhões de habitantes.contaminados entre seus aproximadamente 45 milhões de habitantes. • Sabe-se que dentre os jovens sul-africanos hoje com 15 anos, metade deverá morrerSabe-se que dentre os jovens sul-africanos hoje com 15 anos, metade deverá morrer devido à doença. Sem dúvida, um quadro alarmante.devido à doença. Sem dúvida, um quadro alarmante. • Em Botsuana, por exemplo, 36% da população está contaminada, por isso a expectativa deEm Botsuana, por exemplo, 36% da população está contaminada, por isso a expectativa de vida atual regrediu de 69 para 44 anos.vida atual regrediu de 69 para 44 anos.
  • 96. • Devido às características de sua estrutura geológica, o subsolo africano é riquíssimo.Devido às características de sua estrutura geológica, o subsolo africano é riquíssimo.
  • 97. • Devido às características de sua estrutura geológica, o subsolo africano é riquíssimo.Devido às características de sua estrutura geológica, o subsolo africano é riquíssimo. • Porém, esteve por longas décadas – e ainda está, em grande parte – sob dominaçãoPorém, esteve por longas décadas – e ainda está, em grande parte – sob dominação estrangeira.estrangeira.
  • 98. • Devido às características de sua estrutura geológica, o subsolo africano é riquíssimo.Devido às características de sua estrutura geológica, o subsolo africano é riquíssimo. • Porém, esteve por longas décadas – e ainda está, em grande parte – sob dominaçãoPorém, esteve por longas décadas – e ainda está, em grande parte – sob dominação estrangeira.estrangeira. • Na África, são encontradas ricas jazidas de ouro, diamante, cobre, zinco, petróleo, etc.Na África, são encontradas ricas jazidas de ouro, diamante, cobre, zinco, petróleo, etc.
  • 99. • Devido às características de sua estrutura geológica, o subsolo africano é riquíssimo.Devido às características de sua estrutura geológica, o subsolo africano é riquíssimo. • Porém, esteve por longas décadas – e ainda está, em grande parte – sob dominaçãoPorém, esteve por longas décadas – e ainda está, em grande parte – sob dominação estrangeira.estrangeira. • Na África, são encontradas ricas jazidas de ouro, diamante, cobre, zinco, petróleo, etc.Na África, são encontradas ricas jazidas de ouro, diamante, cobre, zinco, petróleo, etc. • Essa abundância mineral, logo constatada pelo colonizador, esteve sempre voltada para aEssa abundância mineral, logo constatada pelo colonizador, esteve sempre voltada para a exportação, estando sua exploração nas mãos de grandes mineradoras europeias e norte-exportação, estando sua exploração nas mãos de grandes mineradoras europeias e norte- americanas.americanas.
  • 100. • Devido às características de sua estrutura geológica, o subsolo africano é riquíssimo.Devido às características de sua estrutura geológica, o subsolo africano é riquíssimo. • Porém, esteve por longas décadas – e ainda está, em grande parte – sob dominaçãoPorém, esteve por longas décadas – e ainda está, em grande parte – sob dominação estrangeira.estrangeira. • Na África, são encontradas ricas jazidas de ouro, diamante, cobre, zinco, petróleo, etc.Na África, são encontradas ricas jazidas de ouro, diamante, cobre, zinco, petróleo, etc. • Essa abundância mineral, logo constatada pelo colonizador, esteve sempre voltada para aEssa abundância mineral, logo constatada pelo colonizador, esteve sempre voltada para a exportação, estando sua exploração nas mãos de grandes mineradoras europeias e norte-exportação, estando sua exploração nas mãos de grandes mineradoras europeias e norte- americanas.americanas. • A população local pouco proveito tira dessa riqueza.A população local pouco proveito tira dessa riqueza.
  • 101. • Observa-se que as vias de comunicação na África se voltam para o litoral, pois foramObserva-se que as vias de comunicação na África se voltam para o litoral, pois foram montadas para atender ao interesse do colonizador, ou seja, escoar as riquezas africanasmontadas para atender ao interesse do colonizador, ou seja, escoar as riquezas africanas para os portos, e daí, para as antigas metrópoles.para os portos, e daí, para as antigas metrópoles.
  • 102. • Observa-se que as vias de comunicação na África se voltam para o litoral, pois foramObserva-se que as vias de comunicação na África se voltam para o litoral, pois foram montadas para atender ao interesse do colonizador, ou seja, escoar as riquezas africanasmontadas para atender ao interesse do colonizador, ou seja, escoar as riquezas africanas para os portos, e daí, para as antigas metrópoles.para os portos, e daí, para as antigas metrópoles. • Não existe no traçado viário uma proposta de integração das diversas regiões doNão existe no traçado viário uma proposta de integração das diversas regiões do continente.continente.
  • 103. • Observa-se que as vias de comunicação na África se voltam para o litoral, pois foramObserva-se que as vias de comunicação na África se voltam para o litoral, pois foram montadas para atender ao interesse do colonizador, ou seja, escoar as riquezas africanasmontadas para atender ao interesse do colonizador, ou seja, escoar as riquezas africanas para os portos, e daí, para as antigas metrópoles.para os portos, e daí, para as antigas metrópoles. • Não existe no traçado viário uma proposta de integração das diversas regiões doNão existe no traçado viário uma proposta de integração das diversas regiões do continente.continente. • Nessa portentosa produção de minérios, alguns países se destacam:Nessa portentosa produção de minérios, alguns países se destacam:
  • 104. • Observa-se que as vias de comunicação na África se voltam para o litoral, pois foramObserva-se que as vias de comunicação na África se voltam para o litoral, pois foram montadas para atender ao interesse do colonizador, ou seja, escoar as riquezas africanasmontadas para atender ao interesse do colonizador, ou seja, escoar as riquezas africanas para os portos, e daí, para as antigas metrópoles.para os portos, e daí, para as antigas metrópoles. • Não existe no traçado viário uma proposta de integração das diversas regiões doNão existe no traçado viário uma proposta de integração das diversas regiões do continente.continente. • Nessa portentosa produção de minérios, alguns países se destacam:Nessa portentosa produção de minérios, alguns países se destacam: - Líbia, Nigéria e Argélia são grandes produtores de petróleo, e membros da OPEP.- Líbia, Nigéria e Argélia são grandes produtores de petróleo, e membros da OPEP.
  • 105. • Observa-se que as vias de comunicação na África se voltam para o litoral, pois foramObserva-se que as vias de comunicação na África se voltam para o litoral, pois foram montadas para atender ao interesse do colonizador, ou seja, escoar as riquezas africanasmontadas para atender ao interesse do colonizador, ou seja, escoar as riquezas africanas para os portos, e daí, para as antigas metrópoles.para os portos, e daí, para as antigas metrópoles. • Não existe no traçado viário uma proposta de integração das diversas regiões doNão existe no traçado viário uma proposta de integração das diversas regiões do continente.continente. • Nessa portentosa produção de minérios, alguns países se destacam:Nessa portentosa produção de minérios, alguns países se destacam: - Líbia, Nigéria e Argélia são grandes produtores de petróleo, e membros da OPEP.- Líbia, Nigéria e Argélia são grandes produtores de petróleo, e membros da OPEP. - Desde a região equatorial até o sul, o diamante aparece em abundância, contando com- Desde a região equatorial até o sul, o diamante aparece em abundância, contando com alguns dos maiores produtores mundiais, como República Democrática do Congo, Angola,alguns dos maiores produtores mundiais, como República Democrática do Congo, Angola, Zâmbia e África do Sul.Zâmbia e África do Sul.
  • 106. • Observa-se que as vias de comunicação na África se voltam para o litoral, pois foramObserva-se que as vias de comunicação na África se voltam para o litoral, pois foram montadas para atender ao interesse do colonizador, ou seja, escoar as riquezas africanasmontadas para atender ao interesse do colonizador, ou seja, escoar as riquezas africanas para os portos, e daí, para as antigas metrópoles.para os portos, e daí, para as antigas metrópoles. • Não existe no traçado viário uma proposta de integração das diversas regiões doNão existe no traçado viário uma proposta de integração das diversas regiões do continente.continente. • Nessa portentosa produção de minérios, alguns países se destacam:Nessa portentosa produção de minérios, alguns países se destacam: - Líbia, Nigéria e Argélia são grandes produtores de petróleo, e membros da OPEP.- Líbia, Nigéria e Argélia são grandes produtores de petróleo, e membros da OPEP. - Desde a região equatorial até o sul, o diamante aparece em abundância, contando com- Desde a região equatorial até o sul, o diamante aparece em abundância, contando com alguns dos maiores produtores mundiais, como República Democrática do Congo, Angola,alguns dos maiores produtores mundiais, como República Democrática do Congo, Angola, Zâmbia e África do Sul.Zâmbia e África do Sul. - Gana é grande produtor de ouro, manganês e bauxita.- Gana é grande produtor de ouro, manganês e bauxita.
  • 107.
  • 108. 0 50 100 150 200 250 300 350 400 10 MAIORES Economias da África África do Sul Egito Nigéria Líbia Argélia Marrocos Angola Sudão Tunísia Gana
  • 109. 0 50 100 150 200 250 300 350 400 10 MAIORES Economias da África Sub-saariana África do Sul Nigéria Angola Gana Quênia Etiópia C.do Marfim Tanzânia Camarões Uganda
  • 110. 0 50 100 150 200 250 300 350 400 10 MAIORES Economias da África Sub-saariana África do Sul Nigéria Angola Gana Quênia Etiópia C.do Marfim Tanzânia Camarões Uganda
  • 111. • De todos os países africanos, a África do Sul merece menção especial ao seu território deDe todos os países africanos, a África do Sul merece menção especial ao seu território de excepcional riqueza, ao qual podemos nos referir como uma “anomalia geológica”:excepcional riqueza, ao qual podemos nos referir como uma “anomalia geológica”:
  • 112. • De todos os países africanos, a África do Sul merece menção especial ao seu território deDe todos os países africanos, a África do Sul merece menção especial ao seu território de excepcional riqueza, ao qual podemos nos referir como uma “anomalia geológica”:excepcional riqueza, ao qual podemos nos referir como uma “anomalia geológica”: - Produz ouro (1° produtor mundial)- Produz ouro (1° produtor mundial)
  • 113. • De todos os países africanos, a África do Sul merece menção especial ao seu território deDe todos os países africanos, a África do Sul merece menção especial ao seu território de excepcional riqueza, ao qual podemos nos referir como uma “anomalia geológica”:excepcional riqueza, ao qual podemos nos referir como uma “anomalia geológica”: - Produz ouro (1° produtor mundial)- Produz ouro (1° produtor mundial) - Produz platina (1° produtor mundial)- Produz platina (1° produtor mundial)
  • 114. • De todos os países africanos, a África do Sul merece menção especial ao seu território deDe todos os países africanos, a África do Sul merece menção especial ao seu território de excepcional riqueza, ao qual podemos nos referir como uma “anomalia geológica”:excepcional riqueza, ao qual podemos nos referir como uma “anomalia geológica”: - Produz ouro (1° produtor mundial)- Produz ouro (1° produtor mundial) - Produz platina (1° produtor mundial)- Produz platina (1° produtor mundial) - Produz diamante (2° produtor mundial)- Produz diamante (2° produtor mundial)
  • 115. • De todos os países africanos, a África do Sul merece menção especial ao seu território deDe todos os países africanos, a África do Sul merece menção especial ao seu território de excepcional riqueza, ao qual podemos nos referir como uma “anomalia geológica”:excepcional riqueza, ao qual podemos nos referir como uma “anomalia geológica”: - Produz ouro (1° produtor mundial)- Produz ouro (1° produtor mundial) - Produz platina (1° produtor mundial)- Produz platina (1° produtor mundial) - Produz diamante (2° produtor mundial)- Produz diamante (2° produtor mundial) - Produz manganês (3° produtor mundial)- Produz manganês (3° produtor mundial)
  • 116. • De todos os países africanos, a África do Sul merece menção especial ao seu território deDe todos os países africanos, a África do Sul merece menção especial ao seu território de excepcional riqueza, ao qual podemos nos referir como uma “anomalia geológica”:excepcional riqueza, ao qual podemos nos referir como uma “anomalia geológica”: - Produz ouro (1° produtor mundial)- Produz ouro (1° produtor mundial) - Produz platina (1° produtor mundial)- Produz platina (1° produtor mundial) - Produz diamante (2° produtor mundial)- Produz diamante (2° produtor mundial) - Produz manganês (3° produtor mundial)- Produz manganês (3° produtor mundial) - Produz cromo (1° produtor mundial)- Produz cromo (1° produtor mundial)
  • 117. • De todos os países africanos, a África do Sul merece menção especial ao seu território deDe todos os países africanos, a África do Sul merece menção especial ao seu território de excepcional riqueza, ao qual podemos nos referir como uma “anomalia geológica”:excepcional riqueza, ao qual podemos nos referir como uma “anomalia geológica”: - Produz ouro (1° produtor mundial)- Produz ouro (1° produtor mundial) - Produz platina (1° produtor mundial)- Produz platina (1° produtor mundial) - Produz diamante (2° produtor mundial)- Produz diamante (2° produtor mundial) - Produz manganês (3° produtor mundial)- Produz manganês (3° produtor mundial) - Produz cromo (1° produtor mundial)- Produz cromo (1° produtor mundial) - Produz titãnio (2° produtor mundial)- Produz titãnio (2° produtor mundial)
  • 118. • De todos os países africanos, a África do Sul merece menção especial ao seu território deDe todos os países africanos, a África do Sul merece menção especial ao seu território de excepcional riqueza, ao qual podemos nos referir como uma “anomalia geológica”:excepcional riqueza, ao qual podemos nos referir como uma “anomalia geológica”: - Produz ouro (1° produtor mundial)- Produz ouro (1° produtor mundial) - Produz platina (1° produtor mundial)- Produz platina (1° produtor mundial) - Produz diamante (2° produtor mundial)- Produz diamante (2° produtor mundial) - Produz manganês (3° produtor mundial)- Produz manganês (3° produtor mundial) - Produz cromo (1° produtor mundial)- Produz cromo (1° produtor mundial) - Produz titãnio (2° produtor mundial)- Produz titãnio (2° produtor mundial) - além de abrigar grandes jazidas de cobre, ferro, chumbo, estanho, zinco e urânio.- além de abrigar grandes jazidas de cobre, ferro, chumbo, estanho, zinco e urânio.
  • 119. • De todos os países africanos, a África do Sul merece menção especial ao seu território deDe todos os países africanos, a África do Sul merece menção especial ao seu território de excepcional riqueza, ao qual podemos nos referir como uma “anomalia geológica”:excepcional riqueza, ao qual podemos nos referir como uma “anomalia geológica”: - Produz ouro (1° produtor mundial)- Produz ouro (1° produtor mundial) - Produz platina (1° produtor mundial)- Produz platina (1° produtor mundial) - Produz diamante (2° produtor mundial)- Produz diamante (2° produtor mundial) - Produz manganês (3° produtor mundial)- Produz manganês (3° produtor mundial) - Produz cromo (1° produtor mundial)- Produz cromo (1° produtor mundial) - Produz titãnio (2° produtor mundial)- Produz titãnio (2° produtor mundial) - além de abrigar grandes jazidas de cobre, ferro, chumbo, estanho, zinco e urânio.- além de abrigar grandes jazidas de cobre, ferro, chumbo, estanho, zinco e urânio. • Esse subsolo milionário ajudou a África do Sul a furar as tentativas de bloqueio que lheEsse subsolo milionário ajudou a África do Sul a furar as tentativas de bloqueio que lhe tentaram impor durante a vigência do Apartheid.tentaram impor durante a vigência do Apartheid.
  • 120. • De todos os países africanos, a África do Sul merece menção especial ao seu território deDe todos os países africanos, a África do Sul merece menção especial ao seu território de excepcional riqueza, ao qual podemos nos referir como uma “anomalia geológica”:excepcional riqueza, ao qual podemos nos referir como uma “anomalia geológica”: - Produz ouro (1° produtor mundial)- Produz ouro (1° produtor mundial) - Produz platina (1° produtor mundial)- Produz platina (1° produtor mundial) - Produz diamante (2° produtor mundial)- Produz diamante (2° produtor mundial) - Produz manganês (3° produtor mundial)- Produz manganês (3° produtor mundial) - Produz cromo (1° produtor mundial)- Produz cromo (1° produtor mundial) - Produz titãnio (2° produtor mundial)- Produz titãnio (2° produtor mundial) - além de abrigar grandes jazidas de cobre, ferro, chumbo, estanho, zinco e urânio.- além de abrigar grandes jazidas de cobre, ferro, chumbo, estanho, zinco e urânio. • Esse subsolo milionário ajudou a África do Sul a furar as tentativas de bloqueio que lheEsse subsolo milionário ajudou a África do Sul a furar as tentativas de bloqueio que lhe tentaram impor durante a vigência do Apartheid.tentaram impor durante a vigência do Apartheid. • Não havia solidariedade capitalista que resistisse ao argumento mineral sul-africano.Não havia solidariedade capitalista que resistisse ao argumento mineral sul-africano.
  • 121. • De todos os países africanos, a África do Sul merece menção especial ao seu território deDe todos os países africanos, a África do Sul merece menção especial ao seu território de excepcional riqueza, ao qual podemos nos referir como uma “anomalia geológica”:excepcional riqueza, ao qual podemos nos referir como uma “anomalia geológica”: - Produz ouro (1° produtor mundial)- Produz ouro (1° produtor mundial) - Produz platina (1° produtor mundial)- Produz platina (1° produtor mundial) - Produz diamante (2° produtor mundial)- Produz diamante (2° produtor mundial) - Produz manganês (3° produtor mundial)- Produz manganês (3° produtor mundial) - Produz cromo (1° produtor mundial)- Produz cromo (1° produtor mundial) - Produz titãnio (2° produtor mundial)- Produz titãnio (2° produtor mundial) - além de abrigar grandes jazidas de cobre, ferro, chumbo, estanho, zinco e urânio.- além de abrigar grandes jazidas de cobre, ferro, chumbo, estanho, zinco e urânio. • Esse subsolo milionário ajudou a África do Sul a furar as tentativas de bloqueio que lheEsse subsolo milionário ajudou a África do Sul a furar as tentativas de bloqueio que lhe tentaram impor durante a vigência do Apartheid.tentaram impor durante a vigência do Apartheid. • Não havia solidariedade capitalista que resistisse ao argumento mineral sul-africano.Não havia solidariedade capitalista que resistisse ao argumento mineral sul-africano. • A Anglo-American, co-empresa sul-africana, tornou-se uma das gigantes do ramo daA Anglo-American, co-empresa sul-africana, tornou-se uma das gigantes do ramo da mineração.mineração.
  • 122. • O Apartheid, que vigorou na África do Sul entre os anos de 1945 e 1994, foi um regimeO Apartheid, que vigorou na África do Sul entre os anos de 1945 e 1994, foi um regime oficialmente racista em que negros e brancos tinham direitos distintos, vivendo social eoficialmente racista em que negros e brancos tinham direitos distintos, vivendo social e politicamente “apartados”, separados, ou seja, os negros e mestiços eram oficialmentepoliticamente “apartados”, separados, ou seja, os negros e mestiços eram oficialmente segregados.segregados.
  • 123. • O Apartheid, que vigorou na África do Sul entre os anos de 1945 e 1994, foi um regimeO Apartheid, que vigorou na África do Sul entre os anos de 1945 e 1994, foi um regime oficialmente racista em que negros e brancos tinham direitos distintos, vivendo social eoficialmente racista em que negros e brancos tinham direitos distintos, vivendo social e politicamente “apartados”, separados, ou seja, os negros e mestiços eram oficialmentepoliticamente “apartados”, separados, ou seja, os negros e mestiços eram oficialmente segregados.segregados. • Isto felizmente acabou por completo em 1994 com a eleição de Nelson Mandela, primeiroIsto felizmente acabou por completo em 1994 com a eleição de Nelson Mandela, primeiro presidente negro da África do Sul.presidente negro da África do Sul.
  • 124. • O Apartheid, que vigorou na África do Sul entre os anos de 1945 e 1994, foi um regimeO Apartheid, que vigorou na África do Sul entre os anos de 1945 e 1994, foi um regime oficialmente racista em que negros e brancos tinham direitos distintos, vivendo social eoficialmente racista em que negros e brancos tinham direitos distintos, vivendo social e politicamente “apartados”, separados, ou seja, os negros e mestiços eram oficialmentepoliticamente “apartados”, separados, ou seja, os negros e mestiços eram oficialmente segregados.segregados. • Isto felizmente acabou por completo em 1994 com a eleição de Nelson Mandela, primeiroIsto felizmente acabou por completo em 1994 com a eleição de Nelson Mandela, primeiro presidente negro da África do Sul.presidente negro da África do Sul. • Obviamente, o fim do apartheid só ocorreu depois de longos anos de luta.Obviamente, o fim do apartheid só ocorreu depois de longos anos de luta.