SlideShare uma empresa Scribd logo
VendaProibida
Autora: Sandra Aymone
Coordenação editorial: Simone Barbosa dos Santos
Preparação e revisão: Katia Rossini e Sarita Carvalho
Ilustração: Carol Juste
Projeto Gráfico: BJ Foco Editorial
Realização:
Fundação Educar DPaschoal
www.educardpaschoal.org.br
Fone: (19) 3728-8085
Fotografia:AteliêCromo
Esta obra foi impressa na
Santa Edwiges Artes Gráficas, em papel
cartão (capa) e papel couche fosco (miolo).
Esta é a 2ª edição, datada de 2015,
com tiragem de 3.000 exemplares.
.
JulianaFurlanetti
Sandra Aymone
Ilustrado por Carol Juste
gritadeiragritadeiragritadeira
a
2
Naquele dia, a mãe de Paulinha chegou do trabalho trazendo
um vaso de planta na mão. A menina quis logo saber:
– Que plantinha é esta, mãe?
– Não sei o nome dela – respondeu dona Vera. – Hoje teve
festa lá na fábrica e eu ganhei de presente.
A planta tinha folhas brilhantes, de um verde bonito, e flores
alaranjadas. Paulinha pediu:
– Posso cuidar dela?
3
4
A mãe deixou, e a menina levou-a para o quarto. Enquanto
escolhia um lugar bem iluminado para ela ficar, ia falando
com a plantinha:
– Pode deixar, que eu vou descobrir seu nome! Na biblioteca
da escola, tem um livro grandão sobre plantas. Tenho
certeza de que nele vou achar alguma coisa sobre você!
Instantes depois, lá da sala, dona Vera chamou para irem
ao supermercado. Paulinha gritou:
– Estou indo! – E correu. Mas logo parou porque ouviu uns
gritos esquisitos:
– Sacola! Sacola! Sacola!– Sacola! Sacola! Sacola!
5
Os gritos vinham bem de onde a planta estava. Paulinha
olhou, sem entender nada, e a planta falou:
– Leve alguma sacola que tenha em sua casa! Assim vocês
não precisam trazer aquele monte de sacolas plásticas, que
vão acabar indo pro lixo e poluindo o planeta!
6
Paulinha ficou muda de espanto. Sem
entender direito o que acontecia, abriu
o armário, pegou uma sacola de pano que tinha
ganhado da tia Margô e saiu.
Nem bem tinha colocado o pé na sala e os gritos recomeçaram:
– Pouca embalagem! Pouca embalagem!– Pouca embalagem! Pouca embalagem!
Pouca embalagem!Pouca embalagem!
A menina voltou ao quarto e, meio sem jeito, perguntou:
– O que você disse?
– Prestem atenção – respondeu a planta –, pra comprar
produtos que não tenham muitas embalagens! Embalagens
do tipo “caixinha-dentro-de-um-saquinho-dentro–da-sacola-
dentro-do-sacolão” acabam fazendo uma quantidade
enorme de lixo e...
de sair correndo porta afora...
– Mãe, acho que eu tô maluca!
– disse para dona Vera. – Aquela
plantinha conversa comigo!
A mãe deu risada:
– Eu não ouvi nada! Mas tudo
bem: não dizem que é bom a gente
conversar com as plantas? Então
elas podem falar com a gente
também!
– Poluindo o planeta... Sei... tá – respondeu Paulinha, antes
7
8
s duas compraram bastantes legumes e verduras
frescos, preferindo sempre os da época, porque são
mais bonitos e baratos. Quando chegaram em casa,
dona Vera foi preparar o jantar.
Nem bem a mãe tinha começado a descascar os legumes, a
menina ouviu a plantinha gritar:
– Casca e talo! Casca e talo! Casca e talo!– Casca e talo! Casca e talo! Casca e talo!
Correu até o quarto e falou:
– Você ficou louca, é? Por que está gritando isso agora?
– Louca nada... – respondeu a planta. – Vocês é que não
sabem aproveitar tudo de bom que nós, plantas, podemos
dar! Sabia que as cascas e os talos dos legumes não
devem ir pro lixo? Eles são muito nutritivos e servem pra
fazer várias coisas gostosas. Sopas, bolinhos... E, jogando
isso no lixo, vocês estão...
– Já seeeeeeei!... Poluindo o planeta!
Paulinha sabia que a planta tinha razão. Conversou sobre
o assunto com a mãe e as duas acharam que era uma boa
dos legumes que geralmente jogamos fora. Ia ser uma
economia e tanto!
id ia conseguirem receitas novas, que usassem as partese
9
1010
1111
No dia seguinte, na hora de fazer a lição de casa, Paulinha
resolveu limpar a mochila. Tirou uma pilha de folhas de
provas e textos velhos e ia levar para o lixo quando a planta
começou a gritar:
– Aproveite o papel! Aproveite o papel!– Aproveite o papel! Aproveite o papel!
Aproveite o papel!Aproveite o papel!
– Mas, plantinha, aqui em casa a gente já separa o lixo
reciclável – falou a menina.
O outro lado pode ser aproveitado para
rascunho! Com isso, cortam-se menos
árvores, menos lixo é
produzido e se gasta
menos água!
– Água? – estranhou Paulinha.
– Sim, para fabricar papel são gastos
muitos litros de água! E você sabia que,
em muitos países do mundo, falta água
até pra beber? Todos precisam ajudar,
porque a água é muito preciosa...
– É mesmo! – concordou a menina. – A
mamãe até parou de lavar a calçada com
a mangueira. Agora usa só a vassoura.
,– Beleza! – disse a planta. – Mas mesmo assim,
stes papéis estão escritos de um lado só!e
1212
Paulinha estava admirada. Quanta coisa já tinha
aprendido com aquela plantinha!
Depois de fazer a lição, Paulinha quis ouvir um pouco
de música. Colocou um CD e ficou cantando junto.
Já estava anoitecendo e ela acendeu a luz. Aí,
bateu uma fome... Foi para a cozinha para ver
o que tinha na geladeira. Ah, no mesmo
instante, a planta já estava gritando:
1313
– Desligue o som! Apague a luz!– Desligue o som! Apague a luz!
Feche a geladeira!Feche a geladeira!
Paulinha correu de volta para o quarto, dizendo:
– Calma! Eu só ia pegar uma laranja e voltar!
A planta deu uma risada gostosa!
– Hahahaha! Eu sei! Mas é só pra você sempre se lembrar de
economizar energia!
A menina se fingiu de brava, mas acabou rindo junto, dizendo:
– Engraçadinha...
1414
ois dias depois, quem entrou em casa gritando
foi a Paulinha:
– Achei! Achei! Achei!
– Achou o quê? – quis saber a planta.
– Achei o seu nome! Agora eu sei por que você grita tanto!
E mostrou para a planta a foto que havia em um livro que
trazia na mão. Era uma planta igualzinha a ela, e embaixo
estava escrito: ERVA–GRITADEIRA.
– Também chamam você de batedeira, douradinha-do-campo,
gongó-do-campo, tangaracá-açu. Boa tarde,
dona Gritadeira!
1515
A planta não achou muita graça. Só disse:
– Prefiro então douradinha-do-campo. Muito mais poético!
E, se eu grito, é porque tenho bons motivos, né?...
Paulinha concordou:
– Claro, Douradinha, eu te adoro e estou muito feliz com
tudo o que aprendi com você! E, aqui neste livro, já vi que
você não é planta de vaso. Vai ficar mais feliz se morar
na natureza...
Douradinha gostou da id ia, mas fez Paulinha prometer
que iria visitá-la sempre.
e
1616
No fim de semana, Paulinha e dona Vera levaram o vaso até
um bosque perto da casa da tia Margô e escolheram um
lugar bem bonito para replantá–la, ao lado de um riachinho.
Para não perder o costume, a plantinha gritava:
–Viva!Viva!Viva!–Viva!Viva!Viva!
– Que bom que você está feliz de viver no seu ambiente
natural! – disse Paulinha.
– Claro! – respondeu Douradinha. – E agradeço muito!
Aproveito pra lembrar a você de que este também é o SEU
ambiente natural... Cuide bem dele!
Que plantinha sabida! Sim, Paulinha iria cuidar o melhor que
pudesse!
Cantinho
divertido
A criação do material a seguir foi uma construção coletiva
de autores, ilustradores, educadores e parceiros que
contribuíram com suas experiências e emoções.
A GritadeiraA GritadeiraA Gritadeira
Sacola customizada
1
Veja como é fácil fazer uma sacola a partir de uma camiseta.
Vire a camiseta do avesso e
costure a parte inferior.
Corte as mangas e a gola. Com uma canetinha,
risque alguns traços na camiseta para que sejam
recortados como decoração.
1
Brigadeiro de casca de banana (SESI)
Ingredientes:
3 cascas de banana em tiras
1 xícara (de chá) de açúcar
2 colheres (de sopa) de margarina
4 colheres (de sopa) de farinha de trigo
1 xícara (de chá) de leite morno
1 xícara (de chá) de leite em pó
2 colheres (de sopa) de achocolatado
1 xícara (de chá) de chocolate granulado
Água até dar o ponto
Modo de preparo:
Numa panela, coloque as cascas de banana
com o açúcar e cozinhe até ficar pastoso.
Acrescente os demais ingredientes, exceto
o granulado, e mexa até desprender do
fundo da panela. Coloque num prato e deixe
esfriar. Faça as bolinhas de brigadeiro,
passe-as no granulado e coloque-as em
forminhas para doce.
Reaproveitando os alimentos...
2
Ingredientes:
3 cascas de banana em tiras
1 xícara (de chá) de açúcar
2 colheres (de sopa) de margarina
4 colheres (de sopa) de farinha de trigo
1 xícara (de chá) de leite morno
1 xícara (de chá) de leite em pó
2 colheres (de sopa) de achocolatado
1 xícara (de chá) de chocolate granulado
Água até dar o ponto
Modo de preparo:
Numa panela, coloque as cascas de banana
com o açúcar e cozinhe até ficar pastoso.
Acrescente os demais ingredientes, exceto
o granulado, e mexa até desprender do
fundo da panela. Coloque num prato e deixe
esfriar. Faça as bolinhas de brigadeiro,
passe-as no granulado e coloque-as em
forminhas para doce.
Reaproveitando os alimentos...
2
2
Brigadeiro de casca de banana (SESI)
Fantoche de caixa de creme dental
A Gritadeira
3
Faça uma abertura na caixa
deixando um dos lados sem cortar.
Encape a abertura com papel vermelho,
a parte de cima com papel amarelo e
a parte de baixo com papel verde.
Cole a boca, as pétalas
e os olhos feitos com papel
ou EVA. E está pronta a sua flor!
1
2
3
Modelo de
pétala e boca
3
Instrumento musical de sucata
Castanhola
4
Usando a boca de um copo
grande, risque um círculo em um
papelão. Dê o espaço de uma
tampinha de garrafa PET no meio
e risque outro círculo. Recorte.
Para dar movimento,
faça um vinco, com o
auxílio de uma régua,
em ambos os lados.
Em seguida, cole as tampas
bem no meio dos círculos,
com fita adesiva.
Agora, cubra a castanhola
com jornal picado e cola. Não
cubra a parte de cima das
tampinhas para que o som
não seja abafado.
Após secar, basta pintar
com guache ou tinta de
artesanato.
2
3
4
5 Pronto!
Agora, é só tocar
e bailar!
1
4
Um pouco mais sobre consumo consciente
Com certeza, você tem uma ideia do que significa “consumir”.
O dicionário diz, entre outras coisas, que consumir é “fazer uso
de; gastar, utilizar, empregar”. Quando a gente compra algo, está
consumindo.
Quando usa os recursos que vêm da natureza, como água e
energia, também.
O nosso consumo afeta o equilíbrio do planeta. Ao comprarmos
um produto que vem numa embalagem feita de material não
reciclável, sabemos que o lixo produzido irá permanecer por muito
mais tempo na natureza.
Se comprarmos uma roupa feita de pele de animal, sabemos que
milhares desses animais podem estar se tornando vítimas da
nossa vaidade. Se gastarmos mais água ou energia elétrica do
que necessitamos, sabemos que, mais tarde, esses recursos irão
fazer falta.
Saber consumir conscientemente é isso: estar sempre atento às
consequências que nosso consumo pode provocar no mundo. Veja
a seguir algumas dicas para ser um “consumidor consciente”:
Prefira produtos da estação. Aproveite as partes boas
de verduras e legumes.
Leve sua própria sacola ao fazer compras.
Separe corretamente o lixo para reciclagem. Compre
somente o necessário.
Imprima e-mails e documentos somente quando
necessário. Use os dois lados do papel.
Dê preferência a toalhas e guardanapos de pano.
Não deixe uma torneira pingando. Use a vassoura e não a
mangueira para “varrer” a calçada. Diminua o tempo do banho.
Ilumine sua casa sem desperdício. Evite ligar vários
aparelhos elétricos ao mesmo tempo.
Pegue mais carona. Use mais transporte
público.
ISBN 978-85-7694-266-5
VendaProibida
TODOS PELA EDUCAÇÃO

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

78070553 avaliacao-de-ciencias
78070553 avaliacao-de-ciencias78070553 avaliacao-de-ciencias
78070553 avaliacao-de-ciencias
Roseli Aparecida Tavares
 
Aluno não acompanhado pelos pais
Aluno não acompanhado pelos paisAluno não acompanhado pelos pais
Aluno não acompanhado pelos pais
SimoneHelenDrumond
 
Problematizando com as quatro operações
Problematizando  com as quatro operações Problematizando  com as quatro operações
Problematizando com as quatro operações
Mary Alvarenga
 
Atividade Sondagem 2º ano português
Atividade Sondagem 2º ano portuguêsAtividade Sondagem 2º ano português
Atividade Sondagem 2º ano português
André Moraes
 
Atividades de Matemática para o 1º Ano: Números - Quantidade, Antecessor/Suce...
Atividades de Matemática para o 1º Ano: Números - Quantidade, Antecessor/Suce...Atividades de Matemática para o 1º Ano: Números - Quantidade, Antecessor/Suce...
Atividades de Matemática para o 1º Ano: Números - Quantidade, Antecessor/Suce...
Elisangela Terra
 
Numerais de 100 a 150
Numerais de 100 a 150Numerais de 100 a 150
Numerais de 100 a 150
lyzandra de camargo
 
Avaliação de Matemática
Avaliação de MatemáticaAvaliação de Matemática
Avaliação de Matemática
Kelry Carvalho
 
Sons do x 4 textos numa folha
Sons do x 4 textos numa folhaSons do x 4 textos numa folha
Sons do x 4 textos numa folhaRaquel Becker
 
O leão e o ratinho
O leão e o ratinhoO leão e o ratinho
O leão e o ratinho
Roseli Aparecida Tavares
 
PDF: Avaliação de matemática: Frações e formas geométricas – 4º ano_Pronto pa...
PDF: Avaliação de matemática: Frações e formas geométricas – 4º ano_Pronto pa...PDF: Avaliação de matemática: Frações e formas geométricas – 4º ano_Pronto pa...
PDF: Avaliação de matemática: Frações e formas geométricas – 4º ano_Pronto pa...
Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino
 
Fábulas a cigarra e a formiga e
Fábulas a cigarra e a formiga eFábulas a cigarra e a formiga e
Fábulas a cigarra e a formiga e
Roseli Aparecida Tavares
 
Aval. diag _mat_2_ano
Aval. diag _mat_2_anoAval. diag _mat_2_ano
Aval. diag _mat_2_ano
Zuleica Pereira Costa
 
AVALIAÇÃO DE MATEMÁTICA
AVALIAÇÃO DE MATEMÁTICAAVALIAÇÃO DE MATEMÁTICA
AVALIAÇÃO DE MATEMÁTICA
Maria Élia David de Assis Ferreira
 
Ficha de Análise de Aprendizagem do Aluno
Ficha de Análise de Aprendizagem do AlunoFicha de Análise de Aprendizagem do Aluno
Ficha de Análise de Aprendizagem do Aluno
Alekson Morais
 
Avaliação de matemática adaptadaI
Avaliação de matemática adaptadaIAvaliação de matemática adaptadaI
Avaliação de matemática adaptadaI
Isa ...
 
Atividade paisagem rural e urbana
Atividade  paisagem rural e urbanaAtividade  paisagem rural e urbana
Atividade paisagem rural e urbana
Atividades Diversas Cláudia
 
Atividade avaliativa de natureza
Atividade avaliativa de naturezaAtividade avaliativa de natureza
Atividade avaliativa de natureza
Ângela Brito
 
Arte- Cores secundárias.pdf
Arte- Cores secundárias.pdfArte- Cores secundárias.pdf
Arte- Cores secundárias.pdf
Mary Alvarenga
 
Sondagem frutas
Sondagem frutasSondagem frutas
Sondagem frutas
Diene Rodrigues Barbosa
 
Avaliação bimestral II Língua Portuguesa 2º Bimestre - 4º Ano
Avaliação bimestral II Língua Portuguesa   2º Bimestre - 4º AnoAvaliação bimestral II Língua Portuguesa   2º Bimestre - 4º Ano
Avaliação bimestral II Língua Portuguesa 2º Bimestre - 4º Ano
CristhianeGuimaraes
 

Mais procurados (20)

78070553 avaliacao-de-ciencias
78070553 avaliacao-de-ciencias78070553 avaliacao-de-ciencias
78070553 avaliacao-de-ciencias
 
Aluno não acompanhado pelos pais
Aluno não acompanhado pelos paisAluno não acompanhado pelos pais
Aluno não acompanhado pelos pais
 
Problematizando com as quatro operações
Problematizando  com as quatro operações Problematizando  com as quatro operações
Problematizando com as quatro operações
 
Atividade Sondagem 2º ano português
Atividade Sondagem 2º ano portuguêsAtividade Sondagem 2º ano português
Atividade Sondagem 2º ano português
 
Atividades de Matemática para o 1º Ano: Números - Quantidade, Antecessor/Suce...
Atividades de Matemática para o 1º Ano: Números - Quantidade, Antecessor/Suce...Atividades de Matemática para o 1º Ano: Números - Quantidade, Antecessor/Suce...
Atividades de Matemática para o 1º Ano: Números - Quantidade, Antecessor/Suce...
 
Numerais de 100 a 150
Numerais de 100 a 150Numerais de 100 a 150
Numerais de 100 a 150
 
Avaliação de Matemática
Avaliação de MatemáticaAvaliação de Matemática
Avaliação de Matemática
 
Sons do x 4 textos numa folha
Sons do x 4 textos numa folhaSons do x 4 textos numa folha
Sons do x 4 textos numa folha
 
O leão e o ratinho
O leão e o ratinhoO leão e o ratinho
O leão e o ratinho
 
PDF: Avaliação de matemática: Frações e formas geométricas – 4º ano_Pronto pa...
PDF: Avaliação de matemática: Frações e formas geométricas – 4º ano_Pronto pa...PDF: Avaliação de matemática: Frações e formas geométricas – 4º ano_Pronto pa...
PDF: Avaliação de matemática: Frações e formas geométricas – 4º ano_Pronto pa...
 
Fábulas a cigarra e a formiga e
Fábulas a cigarra e a formiga eFábulas a cigarra e a formiga e
Fábulas a cigarra e a formiga e
 
Aval. diag _mat_2_ano
Aval. diag _mat_2_anoAval. diag _mat_2_ano
Aval. diag _mat_2_ano
 
AVALIAÇÃO DE MATEMÁTICA
AVALIAÇÃO DE MATEMÁTICAAVALIAÇÃO DE MATEMÁTICA
AVALIAÇÃO DE MATEMÁTICA
 
Ficha de Análise de Aprendizagem do Aluno
Ficha de Análise de Aprendizagem do AlunoFicha de Análise de Aprendizagem do Aluno
Ficha de Análise de Aprendizagem do Aluno
 
Avaliação de matemática adaptadaI
Avaliação de matemática adaptadaIAvaliação de matemática adaptadaI
Avaliação de matemática adaptadaI
 
Atividade paisagem rural e urbana
Atividade  paisagem rural e urbanaAtividade  paisagem rural e urbana
Atividade paisagem rural e urbana
 
Atividade avaliativa de natureza
Atividade avaliativa de naturezaAtividade avaliativa de natureza
Atividade avaliativa de natureza
 
Arte- Cores secundárias.pdf
Arte- Cores secundárias.pdfArte- Cores secundárias.pdf
Arte- Cores secundárias.pdf
 
Sondagem frutas
Sondagem frutasSondagem frutas
Sondagem frutas
 
Avaliação bimestral II Língua Portuguesa 2º Bimestre - 4º Ano
Avaliação bimestral II Língua Portuguesa   2º Bimestre - 4º AnoAvaliação bimestral II Língua Portuguesa   2º Bimestre - 4º Ano
Avaliação bimestral II Língua Portuguesa 2º Bimestre - 4º Ano
 

Semelhante a A gritadeira + atividades

A gritadeira
A gritadeiraA gritadeira
A gritadeira
Marisa Seara
 
A gritadeira
A gritadeiraA gritadeira
A gritadeira
Sheila Santos
 
4 projetos sobre bondade
4 projetos sobre bondade4 projetos sobre bondade
4 projetos sobre bondade
Meikiane Dias E Lucas Martins
 
Bondade e caridade 2015
Bondade e caridade   2015Bondade e caridade   2015
Bondade e caridade 2015
Alice Lirio
 
Kids Club Smilecatch // Atividades Divertidas Para a Familia 05
Kids Club Smilecatch // Atividades Divertidas Para a Familia 05Kids Club Smilecatch // Atividades Divertidas Para a Familia 05
Kids Club Smilecatch // Atividades Divertidas Para a Familia 05
Smilecatch
 
177.projeto primavera
177.projeto primavera177.projeto primavera
177.projeto primavera
Luciana C Risso
 
Cad.actividades prescolar
Cad.actividades prescolarCad.actividades prescolar
Cad.actividades prescolar
Bruna Lopes
 
Cadactividades prescolar
Cadactividades prescolarCadactividades prescolar
Cadactividades prescolar
Ana Alves
 
Actividades prescolar portugal
Actividades prescolar portugalActividades prescolar portugal
Actividades prescolar portugal
Ana Paula Santos
 
A festa da tartaruga Tuga
A festa da tartaruga TugaA festa da tartaruga Tuga
A festa da tartaruga Tuga
Beatriz Andrade
 
Quemdaprendaaopainatal 131210075003-phpapp02a
Quemdaprendaaopainatal 131210075003-phpapp02aQuemdaprendaaopainatal 131210075003-phpapp02a
Quemdaprendaaopainatal 131210075003-phpapp02a
Anabela Barreira
 
Ensino religioso 2
Ensino religioso 2Ensino religioso 2
Ensino religioso 2
Atividades Diversas Cláudia
 
Livro de atividades para o dia das crianças
Livro de atividades para o dia das criançasLivro de atividades para o dia das crianças
Livro de atividades para o dia das crianças
Alice Lima
 
PORTFÓLIO PROFª VANESSA DE OLIVEIRA - MATERNAL II A
PORTFÓLIO PROFª VANESSA DE OLIVEIRA - MATERNAL II APORTFÓLIO PROFª VANESSA DE OLIVEIRA - MATERNAL II A
PORTFÓLIO PROFª VANESSA DE OLIVEIRA - MATERNAL II A
cmeirosalina
 
1 131107062810-phpapp01a
1 131107062810-phpapp01a1 131107062810-phpapp01a
1 131107062810-phpapp01a
Anabela Barreira
 
15 ideias criativas para fazer instrumentos musicais com crianças
15 ideias criativas para fazer instrumentos musicais com crianças15 ideias criativas para fazer instrumentos musicais com crianças
15 ideias criativas para fazer instrumentos musicais com crianças
Raffaella Francini Gonçalves
 
Programa Algar Educa Reconto
Programa Algar Educa RecontoPrograma Algar Educa Reconto
Programa Algar Educa Reconto
guestc339ed
 
Programa Algar Educa Reconto
Programa Algar Educa RecontoPrograma Algar Educa Reconto
Programa Algar Educa Reconto
guest53fd70
 
Cadernos exercicios 3º ano
Cadernos exercicios 3º anoCadernos exercicios 3º ano
Cadernos exercicios 3º ano
Afectos Mala Dos
 
Sequencia didática. GALINHA VERMELHA
Sequencia didática. GALINHA VERMELHASequencia didática. GALINHA VERMELHA
Sequencia didática. GALINHA VERMELHA
Rita Moreira
 

Semelhante a A gritadeira + atividades (20)

A gritadeira
A gritadeiraA gritadeira
A gritadeira
 
A gritadeira
A gritadeiraA gritadeira
A gritadeira
 
4 projetos sobre bondade
4 projetos sobre bondade4 projetos sobre bondade
4 projetos sobre bondade
 
Bondade e caridade 2015
Bondade e caridade   2015Bondade e caridade   2015
Bondade e caridade 2015
 
Kids Club Smilecatch // Atividades Divertidas Para a Familia 05
Kids Club Smilecatch // Atividades Divertidas Para a Familia 05Kids Club Smilecatch // Atividades Divertidas Para a Familia 05
Kids Club Smilecatch // Atividades Divertidas Para a Familia 05
 
177.projeto primavera
177.projeto primavera177.projeto primavera
177.projeto primavera
 
Cad.actividades prescolar
Cad.actividades prescolarCad.actividades prescolar
Cad.actividades prescolar
 
Cadactividades prescolar
Cadactividades prescolarCadactividades prescolar
Cadactividades prescolar
 
Actividades prescolar portugal
Actividades prescolar portugalActividades prescolar portugal
Actividades prescolar portugal
 
A festa da tartaruga Tuga
A festa da tartaruga TugaA festa da tartaruga Tuga
A festa da tartaruga Tuga
 
Quemdaprendaaopainatal 131210075003-phpapp02a
Quemdaprendaaopainatal 131210075003-phpapp02aQuemdaprendaaopainatal 131210075003-phpapp02a
Quemdaprendaaopainatal 131210075003-phpapp02a
 
Ensino religioso 2
Ensino religioso 2Ensino religioso 2
Ensino religioso 2
 
Livro de atividades para o dia das crianças
Livro de atividades para o dia das criançasLivro de atividades para o dia das crianças
Livro de atividades para o dia das crianças
 
PORTFÓLIO PROFª VANESSA DE OLIVEIRA - MATERNAL II A
PORTFÓLIO PROFª VANESSA DE OLIVEIRA - MATERNAL II APORTFÓLIO PROFª VANESSA DE OLIVEIRA - MATERNAL II A
PORTFÓLIO PROFª VANESSA DE OLIVEIRA - MATERNAL II A
 
1 131107062810-phpapp01a
1 131107062810-phpapp01a1 131107062810-phpapp01a
1 131107062810-phpapp01a
 
15 ideias criativas para fazer instrumentos musicais com crianças
15 ideias criativas para fazer instrumentos musicais com crianças15 ideias criativas para fazer instrumentos musicais com crianças
15 ideias criativas para fazer instrumentos musicais com crianças
 
Programa Algar Educa Reconto
Programa Algar Educa RecontoPrograma Algar Educa Reconto
Programa Algar Educa Reconto
 
Programa Algar Educa Reconto
Programa Algar Educa RecontoPrograma Algar Educa Reconto
Programa Algar Educa Reconto
 
Cadernos exercicios 3º ano
Cadernos exercicios 3º anoCadernos exercicios 3º ano
Cadernos exercicios 3º ano
 
Sequencia didática. GALINHA VERMELHA
Sequencia didática. GALINHA VERMELHASequencia didática. GALINHA VERMELHA
Sequencia didática. GALINHA VERMELHA
 

Mais de LuciaFrana4

O vestido azul(1)
O vestido azul(1)O vestido azul(1)
O vestido azul(1)
LuciaFrana4
 
O sapo e o jardim florido (1)
O sapo e o jardim florido (1)O sapo e o jardim florido (1)
O sapo e o jardim florido (1)
LuciaFrana4
 
Licao de voo + atividades
Licao de voo + atividadesLicao de voo + atividades
Licao de voo + atividades
LuciaFrana4
 
Joao da agua(1)
Joao da agua(1)Joao da agua(1)
Joao da agua(1)
LuciaFrana4
 
Fadas ou borboletas
Fadas ou borboletasFadas ou borboletas
Fadas ou borboletas
LuciaFrana4
 
Euzinha(1)
Euzinha(1)Euzinha(1)
Euzinha(1)
LuciaFrana4
 
Estradas de couro(1)
Estradas de couro(1)Estradas de couro(1)
Estradas de couro(1)
LuciaFrana4
 
Diz a lenda
Diz a lendaDiz a lenda
Diz a lenda
LuciaFrana4
 
A viagem de Lila
A viagem de LilaA viagem de Lila
A viagem de Lila
LuciaFrana4
 
A traça escritora
A traça escritoraA traça escritora
A traça escritora
LuciaFrana4
 
A semente da verdade
A semente da verdadeA semente da verdade
A semente da verdade
LuciaFrana4
 
A formiga e a mosca
A formiga e a moscaA formiga e a mosca
A formiga e a mosca
LuciaFrana4
 
A cumbuca de ouro
A cumbuca de ouroA cumbuca de ouro
A cumbuca de ouro
LuciaFrana4
 
A cumbuca de ouro
A cumbuca de ouroA cumbuca de ouro
A cumbuca de ouro
LuciaFrana4
 

Mais de LuciaFrana4 (14)

O vestido azul(1)
O vestido azul(1)O vestido azul(1)
O vestido azul(1)
 
O sapo e o jardim florido (1)
O sapo e o jardim florido (1)O sapo e o jardim florido (1)
O sapo e o jardim florido (1)
 
Licao de voo + atividades
Licao de voo + atividadesLicao de voo + atividades
Licao de voo + atividades
 
Joao da agua(1)
Joao da agua(1)Joao da agua(1)
Joao da agua(1)
 
Fadas ou borboletas
Fadas ou borboletasFadas ou borboletas
Fadas ou borboletas
 
Euzinha(1)
Euzinha(1)Euzinha(1)
Euzinha(1)
 
Estradas de couro(1)
Estradas de couro(1)Estradas de couro(1)
Estradas de couro(1)
 
Diz a lenda
Diz a lendaDiz a lenda
Diz a lenda
 
A viagem de Lila
A viagem de LilaA viagem de Lila
A viagem de Lila
 
A traça escritora
A traça escritoraA traça escritora
A traça escritora
 
A semente da verdade
A semente da verdadeA semente da verdade
A semente da verdade
 
A formiga e a mosca
A formiga e a moscaA formiga e a mosca
A formiga e a mosca
 
A cumbuca de ouro
A cumbuca de ouroA cumbuca de ouro
A cumbuca de ouro
 
A cumbuca de ouro
A cumbuca de ouroA cumbuca de ouro
A cumbuca de ouro
 

Último

Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
RenanSilva991968
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
Mary Alvarenga
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
RenanSilva991968
 
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdfiNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
andressacastro36
 
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Centro Jacques Delors
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
Escola Municipal Jesus Cristo
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
NatySousa3
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
DanielCastro80471
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
1000a
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática
Giovana Gomes da Silva
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Biblioteca UCS
 

Último (20)

Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
 
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdfiNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
 
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
 

A gritadeira + atividades

  • 2. Autora: Sandra Aymone Coordenação editorial: Simone Barbosa dos Santos Preparação e revisão: Katia Rossini e Sarita Carvalho Ilustração: Carol Juste Projeto Gráfico: BJ Foco Editorial Realização: Fundação Educar DPaschoal www.educardpaschoal.org.br Fone: (19) 3728-8085 Fotografia:AteliêCromo Esta obra foi impressa na Santa Edwiges Artes Gráficas, em papel cartão (capa) e papel couche fosco (miolo). Esta é a 2ª edição, datada de 2015, com tiragem de 3.000 exemplares. . JulianaFurlanetti
  • 3. Sandra Aymone Ilustrado por Carol Juste gritadeiragritadeiragritadeira a
  • 4. 2 Naquele dia, a mãe de Paulinha chegou do trabalho trazendo um vaso de planta na mão. A menina quis logo saber: – Que plantinha é esta, mãe? – Não sei o nome dela – respondeu dona Vera. – Hoje teve festa lá na fábrica e eu ganhei de presente. A planta tinha folhas brilhantes, de um verde bonito, e flores alaranjadas. Paulinha pediu: – Posso cuidar dela?
  • 5. 3
  • 6. 4 A mãe deixou, e a menina levou-a para o quarto. Enquanto escolhia um lugar bem iluminado para ela ficar, ia falando com a plantinha: – Pode deixar, que eu vou descobrir seu nome! Na biblioteca da escola, tem um livro grandão sobre plantas. Tenho certeza de que nele vou achar alguma coisa sobre você! Instantes depois, lá da sala, dona Vera chamou para irem ao supermercado. Paulinha gritou: – Estou indo! – E correu. Mas logo parou porque ouviu uns gritos esquisitos: – Sacola! Sacola! Sacola!– Sacola! Sacola! Sacola!
  • 7. 5 Os gritos vinham bem de onde a planta estava. Paulinha olhou, sem entender nada, e a planta falou: – Leve alguma sacola que tenha em sua casa! Assim vocês não precisam trazer aquele monte de sacolas plásticas, que vão acabar indo pro lixo e poluindo o planeta!
  • 8. 6 Paulinha ficou muda de espanto. Sem entender direito o que acontecia, abriu o armário, pegou uma sacola de pano que tinha ganhado da tia Margô e saiu. Nem bem tinha colocado o pé na sala e os gritos recomeçaram: – Pouca embalagem! Pouca embalagem!– Pouca embalagem! Pouca embalagem! Pouca embalagem!Pouca embalagem! A menina voltou ao quarto e, meio sem jeito, perguntou: – O que você disse? – Prestem atenção – respondeu a planta –, pra comprar produtos que não tenham muitas embalagens! Embalagens do tipo “caixinha-dentro-de-um-saquinho-dentro–da-sacola- dentro-do-sacolão” acabam fazendo uma quantidade enorme de lixo e... de sair correndo porta afora... – Mãe, acho que eu tô maluca! – disse para dona Vera. – Aquela plantinha conversa comigo! A mãe deu risada: – Eu não ouvi nada! Mas tudo bem: não dizem que é bom a gente conversar com as plantas? Então elas podem falar com a gente também! – Poluindo o planeta... Sei... tá – respondeu Paulinha, antes
  • 9. 7
  • 10. 8 s duas compraram bastantes legumes e verduras frescos, preferindo sempre os da época, porque são mais bonitos e baratos. Quando chegaram em casa, dona Vera foi preparar o jantar. Nem bem a mãe tinha começado a descascar os legumes, a menina ouviu a plantinha gritar: – Casca e talo! Casca e talo! Casca e talo!– Casca e talo! Casca e talo! Casca e talo! Correu até o quarto e falou: – Você ficou louca, é? Por que está gritando isso agora? – Louca nada... – respondeu a planta. – Vocês é que não sabem aproveitar tudo de bom que nós, plantas, podemos dar! Sabia que as cascas e os talos dos legumes não devem ir pro lixo? Eles são muito nutritivos e servem pra fazer várias coisas gostosas. Sopas, bolinhos... E, jogando isso no lixo, vocês estão... – Já seeeeeeei!... Poluindo o planeta! Paulinha sabia que a planta tinha razão. Conversou sobre o assunto com a mãe e as duas acharam que era uma boa dos legumes que geralmente jogamos fora. Ia ser uma economia e tanto! id ia conseguirem receitas novas, que usassem as partese
  • 11. 9
  • 12. 1010
  • 13. 1111 No dia seguinte, na hora de fazer a lição de casa, Paulinha resolveu limpar a mochila. Tirou uma pilha de folhas de provas e textos velhos e ia levar para o lixo quando a planta começou a gritar: – Aproveite o papel! Aproveite o papel!– Aproveite o papel! Aproveite o papel! Aproveite o papel!Aproveite o papel! – Mas, plantinha, aqui em casa a gente já separa o lixo reciclável – falou a menina. O outro lado pode ser aproveitado para rascunho! Com isso, cortam-se menos árvores, menos lixo é produzido e se gasta menos água! – Água? – estranhou Paulinha. – Sim, para fabricar papel são gastos muitos litros de água! E você sabia que, em muitos países do mundo, falta água até pra beber? Todos precisam ajudar, porque a água é muito preciosa... – É mesmo! – concordou a menina. – A mamãe até parou de lavar a calçada com a mangueira. Agora usa só a vassoura. ,– Beleza! – disse a planta. – Mas mesmo assim, stes papéis estão escritos de um lado só!e
  • 14. 1212 Paulinha estava admirada. Quanta coisa já tinha aprendido com aquela plantinha! Depois de fazer a lição, Paulinha quis ouvir um pouco de música. Colocou um CD e ficou cantando junto. Já estava anoitecendo e ela acendeu a luz. Aí, bateu uma fome... Foi para a cozinha para ver o que tinha na geladeira. Ah, no mesmo instante, a planta já estava gritando:
  • 15. 1313 – Desligue o som! Apague a luz!– Desligue o som! Apague a luz! Feche a geladeira!Feche a geladeira! Paulinha correu de volta para o quarto, dizendo: – Calma! Eu só ia pegar uma laranja e voltar! A planta deu uma risada gostosa! – Hahahaha! Eu sei! Mas é só pra você sempre se lembrar de economizar energia! A menina se fingiu de brava, mas acabou rindo junto, dizendo: – Engraçadinha...
  • 16. 1414 ois dias depois, quem entrou em casa gritando foi a Paulinha: – Achei! Achei! Achei! – Achou o quê? – quis saber a planta. – Achei o seu nome! Agora eu sei por que você grita tanto! E mostrou para a planta a foto que havia em um livro que trazia na mão. Era uma planta igualzinha a ela, e embaixo estava escrito: ERVA–GRITADEIRA. – Também chamam você de batedeira, douradinha-do-campo, gongó-do-campo, tangaracá-açu. Boa tarde, dona Gritadeira!
  • 17. 1515 A planta não achou muita graça. Só disse: – Prefiro então douradinha-do-campo. Muito mais poético! E, se eu grito, é porque tenho bons motivos, né?... Paulinha concordou: – Claro, Douradinha, eu te adoro e estou muito feliz com tudo o que aprendi com você! E, aqui neste livro, já vi que você não é planta de vaso. Vai ficar mais feliz se morar na natureza... Douradinha gostou da id ia, mas fez Paulinha prometer que iria visitá-la sempre. e
  • 18. 1616 No fim de semana, Paulinha e dona Vera levaram o vaso até um bosque perto da casa da tia Margô e escolheram um lugar bem bonito para replantá–la, ao lado de um riachinho. Para não perder o costume, a plantinha gritava: –Viva!Viva!Viva!–Viva!Viva!Viva! – Que bom que você está feliz de viver no seu ambiente natural! – disse Paulinha. – Claro! – respondeu Douradinha. – E agradeço muito! Aproveito pra lembrar a você de que este também é o SEU ambiente natural... Cuide bem dele! Que plantinha sabida! Sim, Paulinha iria cuidar o melhor que pudesse!
  • 19. Cantinho divertido A criação do material a seguir foi uma construção coletiva de autores, ilustradores, educadores e parceiros que contribuíram com suas experiências e emoções. A GritadeiraA GritadeiraA Gritadeira Sacola customizada 1 Veja como é fácil fazer uma sacola a partir de uma camiseta. Vire a camiseta do avesso e costure a parte inferior. Corte as mangas e a gola. Com uma canetinha, risque alguns traços na camiseta para que sejam recortados como decoração. 1
  • 20. Brigadeiro de casca de banana (SESI) Ingredientes: 3 cascas de banana em tiras 1 xícara (de chá) de açúcar 2 colheres (de sopa) de margarina 4 colheres (de sopa) de farinha de trigo 1 xícara (de chá) de leite morno 1 xícara (de chá) de leite em pó 2 colheres (de sopa) de achocolatado 1 xícara (de chá) de chocolate granulado Água até dar o ponto Modo de preparo: Numa panela, coloque as cascas de banana com o açúcar e cozinhe até ficar pastoso. Acrescente os demais ingredientes, exceto o granulado, e mexa até desprender do fundo da panela. Coloque num prato e deixe esfriar. Faça as bolinhas de brigadeiro, passe-as no granulado e coloque-as em forminhas para doce. Reaproveitando os alimentos... 2 Ingredientes: 3 cascas de banana em tiras 1 xícara (de chá) de açúcar 2 colheres (de sopa) de margarina 4 colheres (de sopa) de farinha de trigo 1 xícara (de chá) de leite morno 1 xícara (de chá) de leite em pó 2 colheres (de sopa) de achocolatado 1 xícara (de chá) de chocolate granulado Água até dar o ponto Modo de preparo: Numa panela, coloque as cascas de banana com o açúcar e cozinhe até ficar pastoso. Acrescente os demais ingredientes, exceto o granulado, e mexa até desprender do fundo da panela. Coloque num prato e deixe esfriar. Faça as bolinhas de brigadeiro, passe-as no granulado e coloque-as em forminhas para doce. Reaproveitando os alimentos... 2 2 Brigadeiro de casca de banana (SESI)
  • 21. Fantoche de caixa de creme dental A Gritadeira 3 Faça uma abertura na caixa deixando um dos lados sem cortar. Encape a abertura com papel vermelho, a parte de cima com papel amarelo e a parte de baixo com papel verde. Cole a boca, as pétalas e os olhos feitos com papel ou EVA. E está pronta a sua flor! 1 2 3 Modelo de pétala e boca 3
  • 22. Instrumento musical de sucata Castanhola 4 Usando a boca de um copo grande, risque um círculo em um papelão. Dê o espaço de uma tampinha de garrafa PET no meio e risque outro círculo. Recorte. Para dar movimento, faça um vinco, com o auxílio de uma régua, em ambos os lados. Em seguida, cole as tampas bem no meio dos círculos, com fita adesiva. Agora, cubra a castanhola com jornal picado e cola. Não cubra a parte de cima das tampinhas para que o som não seja abafado. Após secar, basta pintar com guache ou tinta de artesanato. 2 3 4 5 Pronto! Agora, é só tocar e bailar! 1 4
  • 23. Um pouco mais sobre consumo consciente Com certeza, você tem uma ideia do que significa “consumir”. O dicionário diz, entre outras coisas, que consumir é “fazer uso de; gastar, utilizar, empregar”. Quando a gente compra algo, está consumindo. Quando usa os recursos que vêm da natureza, como água e energia, também. O nosso consumo afeta o equilíbrio do planeta. Ao comprarmos um produto que vem numa embalagem feita de material não reciclável, sabemos que o lixo produzido irá permanecer por muito mais tempo na natureza. Se comprarmos uma roupa feita de pele de animal, sabemos que milhares desses animais podem estar se tornando vítimas da nossa vaidade. Se gastarmos mais água ou energia elétrica do que necessitamos, sabemos que, mais tarde, esses recursos irão fazer falta. Saber consumir conscientemente é isso: estar sempre atento às consequências que nosso consumo pode provocar no mundo. Veja a seguir algumas dicas para ser um “consumidor consciente”: Prefira produtos da estação. Aproveite as partes boas de verduras e legumes. Leve sua própria sacola ao fazer compras. Separe corretamente o lixo para reciclagem. Compre somente o necessário. Imprima e-mails e documentos somente quando necessário. Use os dois lados do papel. Dê preferência a toalhas e guardanapos de pano. Não deixe uma torneira pingando. Use a vassoura e não a mangueira para “varrer” a calçada. Diminua o tempo do banho. Ilumine sua casa sem desperdício. Evite ligar vários aparelhos elétricos ao mesmo tempo. Pegue mais carona. Use mais transporte público.