SlideShare uma empresa Scribd logo
INDUSTRIALIZAÇÃO
O QUE É INDÚSTRIA?
𝗈Conjunto de atividades produtivas
que se caracterizam pela
transformação de matérias-primas,
de modo manual ou com auxilio de
máquinas e ferramentas, no sentido
de fabricar mercadorias
A IMPORTÂNCIA DAS INDÚSTRIAS
Tem grande importância para economia dos países
desenvolvidos e emergentes pois:
𝗈Contribui em torno de 30% do PIB
𝗈Desenvolve a economia pois gera empregos direta
e indiretamente
𝗈 Gera impostos fortalecendo as contra públicas
𝗈Desenvolve o comércio local
𝗈Produz novas tecnologias
𝗈Pode avaliar o nível de desenvolvimento de um
país.
𝗈Todos os setores da economia dependem do setor
industrial
IMPACTOS NEGATIVOS DA
INDÚSTRIAS
𝗈 Contribui para a degradação
do meio ambiente
𝗈 As indústrias Multinacionais
podem interferir na economia
de um país através do seu
domínio econômico e político.
𝗈 Provoca mudanças no
consumo, fazendo com que as
pessoas passem a adquirir o
que for de interesse das
indústrias.
TIPOS D E INDUSTRIALIZAÇÃO
𝗈 Clássica :
É aquela que surgiu na Inglaterra no séc. XVIII,
formada pelos países que iniciaram o processo de
industrialização e detém o domínio de tecnologia
avançada.
Ex.: Países Europeus, EUA e Japão no séc. XIX.
𝗈 Tardia :
Formada por países subdesenvolvidos que só
iniciaram sua industrialização na segunda
metade do séc. XX após a 2ª Guerra Mundial.
Ex.: Brasil, Argentina , México , China, Tigres
Asiáticos etc
AS INDUSTRIAS DE
TRANSFORMAÇÃO SÃO DIVIDIDAS
EM
● INDÚSTRIAS DE BENS DE PRODUÇÃO
● INDÚSTRIAS DE BENS DE CAPITAL
● INDÚSTRIAS DE BENS DE CONSUMO
INDÚSTRIAS DE BASE OU BENS DE PRODUÇÃO
● São aquelas que fornecem bens,
equipamentos e matérias-primas
que alimentam outras indústrias
Transformam matérias-primas ou
energia em produtos que vão ser
usados pelas indústrias de bens
de capital ou de consumo.
Localizam-se perto das fontes
fornecedoras ou dos portos e
ferrovias, onde fica fácil a
recepção das matérias e a saída
da produção.
Ex: as siderúrgicas, as
metalúrgicas, petroquímicas,
material de construção etc.
●
●
●
INDÚSTRIAS DE BENS DE CAPITAL
𝗈 Esse tipo de indústria
produz máquinas e
equipamentos que serão
utilizados pelas indústrias
leves ou pesadas.
𝗈 Essas indústrias
localizam-
se principalmente perto de
seus consumidores, nos
centros industriais.
𝗈 Ex.: Maquinarias ,
autopeças, motores,
componentes eletrônicos etc.
INDÚSTRIAS DE BENS DE CONSUMO
𝗈 Produzem produtos para o
consumo em geral. Dividem-se
em:
Bens duráveis
móveis, eletrodomésticos,
automóveis, etc.
Bens Semi-duráveis
Vestuário, acessórios, calçados
etc.
Bens Não duráveis
alimentos, bebidas, etc.
Abrigam a maior parte dos
trabalhadores e atingem um
amplo mercado consumidor. Por
isso, encontram-se nas cidades
médias ou em centros urbanos.
𝗈
Indústria tradicionais
INDÚSTRIAS MODERNAS
TAYLORISMO, FORDISMO E
TOYOTISMO ( JUST IN TIME)
TAYLORISMO
𝗈 Organização científica do trabalho criada pelo
engenheiro norte-americano Frederick W. Taylor.
𝗈 Ele propunha uma intensificação da divisão do
trabalho, ou seja, fracionar as etapas do processo
produtivo de modo que o trabalhador
desenvolvesse tarefas ultra especializadas e
repetitivas diferenciando o trabalho intelectual
do trabalho manual.
𝗈 Objetivava um controle sobre o tempo gasto em
cada tarefa e um constante esforço de
racionalização, para que a tarefa seja executada
num prazo mínimo.
𝗈 Portanto, o trabalhador que produzisse mais em
menos tempo receberia prêmios como incentivos.
FORDISMO
𝗈 Fordismo é um sistema de produção, criado pelo empresário norte-
americano Henry Ford, cuja principal característica é a fabricação
em massa. Henry Ford criou este sistema em 1914 para sua
indústria de automóveis, projetando um sistema baseado numa
linha de montagem
O objetivo principal deste sistema era reduzir ao máximo os
custos de produção e assim baratear o produto, podendo vender
para o maior número possível de consumidores pagando salários
mais altos.
Desta forma, dentro deste sistema de produção, uma esteira
rolante conduzia o produto, no caso da Ford os automóveis, e cada
funcionário executava uma pequena etapa. Logo, os funcionários
não precisavam sair do seu local de trabalho, resultando numa
maior velocidade de produção.
Também não era necessária utilização de mão-de-obra muito
capacitada, pois cada trabalhador executava apenas uma pequena
tarefa dentro de sua etapa de produção.
𝗈
𝗈
𝗈
𝗈 O fordismo foi o sistema de produção que mais se
desenvolveu no século XX, sendo responsável pela produção
em massa de mercadorias das mais diversas espécies.
𝗈 Durante a crise de 1929 a intervenção do Estado na economia
nos moldes do Keynesianismo foi a solução encontrada.
Esse novo arranjo assentado no combate ao desemprego e no
constante aumento dos salários.
Enquanto para os empresários o fordismo foi muito positivo,
para os trabalhadores ele gerou alguns problemas como, por
exemplo, trabalho repetitivo e desgastante, além da falta de
visão geral sobre todas as etapas de produção e baixa
qualificação profissional
Na década de 1980, o fordismo entrou em declínio com o
surgimento de um novo sistema de produção mais eficiente.
O Toyotismo, surgido no Japão, seguia um sistema enxuto de
produção, aumentando a produção, reduzindo custos e
garantindo melhor qualidade e eficiência no sistema
produtivo.
.
𝗈
𝗈
𝗈
TOYOTISMO
𝗈 Toyotismo é um sistema de organização voltado para a produção de
mercadorias. Criado no Japão, após a Segunda Guerra Mundial, pelo
engenheiro japonês Taiichi Ohno,
O sistema foi aplicado na fábrica da Toyota (origem do nome do
sistema). O Toyotismo espalhou-se a partir da década de 1960 por
várias regiões do mundo e até hoje é aplicado em muitas empresas
O toyotismo tinha como elemento principal, a flexibilização da
𝗈
𝗈
produção. Ao contrário do modelo fordista, que produzia muito e
estocava essa produção, no toyotismo só se produzia o necessário,
reduzindo ao máximo os estoques.
𝗈 Essa flexibilização tinha como objetivo a produção de um bem
exatamente no momento em que ele fosse demandado, no chamado
Just in Time.
A palavra de ordem passa a ser a a competitividade e , para aumenta-
la, as empresas buscam racionalizar a produção, cortando custos e
implementando novos processos produtivos nas indústrias
Dessa forma, ao trabalhar com pequenos lotes, pretende-se que a
qualidade dos produtos seja a máxima possível. Essa é outra
característica do modelo japonês: a Qualidade Total.
𝗈
𝗈
PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DO
TOYOTISMO
𝗈 Mão-de-obra multifuncional e bem qualificada. Os trabalhadores são
educados, treinados e qualificados para conhecer todos os processos de
produção, podendo atuar em várias áreas do sistema produtivo da
empresa.
Sistema flexível de mecanização, voltado para a produção somente do
necessário, evitando ao máximo o excedente. A produção deve ser
ajustada a demanda do mercado e descentralizada.
Uso de controle visual em todas as etapas de produção como forma de
acompanhar e controlar o processo produtivo.
Implantação do sistema de qualidade total em todas as etapas de
produção. Além da alta qualidade dos produtos, busca-se evitar ao
máximo o desperdício de matérias-primas e tempo.
Aplicação do sistema Just in Time, ou seja, produzir somente o
necessário, no tempo necessário e na quantidade necessária.
Uso de pesquisas de mercado para adaptar os produtos às exigências
dos clientes.
𝗈
𝗈
𝗈
𝗈
𝗈

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a 3 ano (tipos de industria).pptx economia

39859_3c52df8f6e0242171c51a6c15a39db47 (1).pptx
39859_3c52df8f6e0242171c51a6c15a39db47 (1).pptx39859_3c52df8f6e0242171c51a6c15a39db47 (1).pptx
39859_3c52df8f6e0242171c51a6c15a39db47 (1).pptx
Janaina Diniz
 
Atividade industrial
Atividade industrialAtividade industrial
Atividade industrial
Professor
 
Geografia das indústrias
Geografia das indústriasGeografia das indústrias
Geografia das indústrias
estevaolima
 
O trabalho no mundo atual
O trabalho no mundo atualO trabalho no mundo atual
O trabalho no mundo atual
dela28
 
Toyotismo resumos
Toyotismo resumosToyotismo resumos
Toyotismo resumos
Marcelinho Anato
 
Slide 01 - Apresentação e revolução insdutrial.pdf
Slide 01 - Apresentação e revolução insdutrial.pdfSlide 01 - Apresentação e revolução insdutrial.pdf
Slide 01 - Apresentação e revolução insdutrial.pdf
KarinyRocha4
 
Aula geografia sobre a Industrialização no mundo
Aula geografia sobre a Industrialização no mundoAula geografia sobre a Industrialização no mundo
Aula geografia sobre a Industrialização no mundo
AlessandraRibas7
 
A IndustrializaçãO Do Brasil Atividade 1º Ma
A IndustrializaçãO Do Brasil Atividade 1º MaA IndustrializaçãO Do Brasil Atividade 1º Ma
A IndustrializaçãO Do Brasil Atividade 1º Ma
ProfMario De Mori
 
Pesquisa sobre a Indústria Automobilística
Pesquisa sobre a Indústria Automobilística Pesquisa sobre a Indústria Automobilística
Pesquisa sobre a Indústria Automobilística
Gustavo Bencini Silva
 
Material 2- Relações Contemporâneas de Trabalho.pdf
Material 2- Relações Contemporâneas de Trabalho.pdfMaterial 2- Relações Contemporâneas de Trabalho.pdf
Material 2- Relações Contemporâneas de Trabalho.pdf
WillianVieira54
 
Setores de produção
Setores de produçãoSetores de produção
Setores de produção
Italo Alan
 
Fordismo toyotismovolvismo
Fordismo toyotismovolvismoFordismo toyotismovolvismo
Fordismo toyotismovolvismo
Evelise Pires
 
Industrialização.pdf
Industrialização.pdfIndustrialização.pdf
Industrialização.pdf
MeninoMimoso
 
Taylorismo, Fordismo e Toyotismo
Taylorismo, Fordismo e Toyotismo Taylorismo, Fordismo e Toyotismo
Taylorismo, Fordismo e Toyotismo
Rodrigo Pavesi
 
A INDÚSTRIA NO ESPAÇO GEOGRÁFICO MUNDIAL.doc
A INDÚSTRIA NO ESPAÇO  GEOGRÁFICO MUNDIAL.docA INDÚSTRIA NO ESPAÇO  GEOGRÁFICO MUNDIAL.doc
A INDÚSTRIA NO ESPAÇO GEOGRÁFICO MUNDIAL.doc
AlfredoFilho18
 
Transp im parte1_introducao manufatura
Transp im parte1_introducao manufaturaTransp im parte1_introducao manufatura
Transp im parte1_introducao manufatura
Eliabe Denes
 
Gestão da produção aula 01
Gestão da produção   aula 01Gestão da produção   aula 01
Gestão da produção aula 01
Mauricio de Castro
 
Industrias Professor Edu Gonzaga 2015.
Industrias Professor Edu Gonzaga 2015.Industrias Professor Edu Gonzaga 2015.
Industrias Professor Edu Gonzaga 2015.
Edu Gonzaga
 
Evolução, classificação e modelos de industrialização
Evolução, classificação e modelos de industrializaçãoEvolução, classificação e modelos de industrialização
Evolução, classificação e modelos de industrialização
João José Ferreira Tojal
 
A IndustrializaçãO Do Brasil Atividade 1º Va
A IndustrializaçãO Do Brasil Atividade 1º VaA IndustrializaçãO Do Brasil Atividade 1º Va
A IndustrializaçãO Do Brasil Atividade 1º Va
ProfMario De Mori
 

Semelhante a 3 ano (tipos de industria).pptx economia (20)

39859_3c52df8f6e0242171c51a6c15a39db47 (1).pptx
39859_3c52df8f6e0242171c51a6c15a39db47 (1).pptx39859_3c52df8f6e0242171c51a6c15a39db47 (1).pptx
39859_3c52df8f6e0242171c51a6c15a39db47 (1).pptx
 
Atividade industrial
Atividade industrialAtividade industrial
Atividade industrial
 
Geografia das indústrias
Geografia das indústriasGeografia das indústrias
Geografia das indústrias
 
O trabalho no mundo atual
O trabalho no mundo atualO trabalho no mundo atual
O trabalho no mundo atual
 
Toyotismo resumos
Toyotismo resumosToyotismo resumos
Toyotismo resumos
 
Slide 01 - Apresentação e revolução insdutrial.pdf
Slide 01 - Apresentação e revolução insdutrial.pdfSlide 01 - Apresentação e revolução insdutrial.pdf
Slide 01 - Apresentação e revolução insdutrial.pdf
 
Aula geografia sobre a Industrialização no mundo
Aula geografia sobre a Industrialização no mundoAula geografia sobre a Industrialização no mundo
Aula geografia sobre a Industrialização no mundo
 
A IndustrializaçãO Do Brasil Atividade 1º Ma
A IndustrializaçãO Do Brasil Atividade 1º MaA IndustrializaçãO Do Brasil Atividade 1º Ma
A IndustrializaçãO Do Brasil Atividade 1º Ma
 
Pesquisa sobre a Indústria Automobilística
Pesquisa sobre a Indústria Automobilística Pesquisa sobre a Indústria Automobilística
Pesquisa sobre a Indústria Automobilística
 
Material 2- Relações Contemporâneas de Trabalho.pdf
Material 2- Relações Contemporâneas de Trabalho.pdfMaterial 2- Relações Contemporâneas de Trabalho.pdf
Material 2- Relações Contemporâneas de Trabalho.pdf
 
Setores de produção
Setores de produçãoSetores de produção
Setores de produção
 
Fordismo toyotismovolvismo
Fordismo toyotismovolvismoFordismo toyotismovolvismo
Fordismo toyotismovolvismo
 
Industrialização.pdf
Industrialização.pdfIndustrialização.pdf
Industrialização.pdf
 
Taylorismo, Fordismo e Toyotismo
Taylorismo, Fordismo e Toyotismo Taylorismo, Fordismo e Toyotismo
Taylorismo, Fordismo e Toyotismo
 
A INDÚSTRIA NO ESPAÇO GEOGRÁFICO MUNDIAL.doc
A INDÚSTRIA NO ESPAÇO  GEOGRÁFICO MUNDIAL.docA INDÚSTRIA NO ESPAÇO  GEOGRÁFICO MUNDIAL.doc
A INDÚSTRIA NO ESPAÇO GEOGRÁFICO MUNDIAL.doc
 
Transp im parte1_introducao manufatura
Transp im parte1_introducao manufaturaTransp im parte1_introducao manufatura
Transp im parte1_introducao manufatura
 
Gestão da produção aula 01
Gestão da produção   aula 01Gestão da produção   aula 01
Gestão da produção aula 01
 
Industrias Professor Edu Gonzaga 2015.
Industrias Professor Edu Gonzaga 2015.Industrias Professor Edu Gonzaga 2015.
Industrias Professor Edu Gonzaga 2015.
 
Evolução, classificação e modelos de industrialização
Evolução, classificação e modelos de industrializaçãoEvolução, classificação e modelos de industrialização
Evolução, classificação e modelos de industrialização
 
A IndustrializaçãO Do Brasil Atividade 1º Va
A IndustrializaçãO Do Brasil Atividade 1º VaA IndustrializaçãO Do Brasil Atividade 1º Va
A IndustrializaçãO Do Brasil Atividade 1º Va
 

Mais de CarladeOliveira25

o continente africano - 8 anoo.pptx\aaih
o continente africano -  8 anoo.pptx\aaiho continente africano -  8 anoo.pptx\aaih
o continente africano - 8 anoo.pptx\aaih
CarladeOliveira25
 
sistema de transporte brasil - 7 ano.pptx
sistema de transporte brasil - 7 ano.pptxsistema de transporte brasil - 7 ano.pptx
sistema de transporte brasil - 7 ano.pptx
CarladeOliveira25
 
orientação no espaço 6 ano ppt.pptxAULADEGEO
orientação no espaço 6 ano ppt.pptxAULADEGEOorientação no espaço 6 ano ppt.pptxAULADEGEO
orientação no espaço 6 ano ppt.pptxAULADEGEO
CarladeOliveira25
 
RELÇÃO DA AGRICULTURA- 9 ANO.AULADEGEOpptx
RELÇÃO DA AGRICULTURA- 9 ANO.AULADEGEOpptxRELÇÃO DA AGRICULTURA- 9 ANO.AULADEGEOpptx
RELÇÃO DA AGRICULTURA- 9 ANO.AULADEGEOpptx
CarladeOliveira25
 
ESTADOS UNIDOS- 2 ANO GEOGRAFIA.pptxAULA
ESTADOS UNIDOS-  2 ANO GEOGRAFIA.pptxAULAESTADOS UNIDOS-  2 ANO GEOGRAFIA.pptxAULA
ESTADOS UNIDOS- 2 ANO GEOGRAFIA.pptxAULA
CarladeOliveira25
 
brasildomniosmorfoclimticos- 7 ano.pptxa
brasildomniosmorfoclimticos- 7 ano.pptxabrasildomniosmorfoclimticos- 7 ano.pptxa
brasildomniosmorfoclimticos- 7 ano.pptxa
CarladeOliveira25
 
tabelas e graficos 6 ano.pptxauladegeografia
tabelas e graficos 6 ano.pptxauladegeografiatabelas e graficos 6 ano.pptxauladegeografia
tabelas e graficos 6 ano.pptxauladegeografia
CarladeOliveira25
 
economia - 2 ano.pptaulaensinomedio2anod
economia - 2 ano.pptaulaensinomedio2anodeconomia - 2 ano.pptaulaensinomedio2anod
economia - 2 ano.pptaulaensinomedio2anod
CarladeOliveira25
 
representações cartograficas - 1 ano.pptx
representações cartograficas - 1 ano.pptxrepresentações cartograficas - 1 ano.pptx
representações cartograficas - 1 ano.pptx
CarladeOliveira25
 
problemasambientaisurbanos-problema 8 ano.ppt
problemasambientaisurbanos-problema 8 ano.pptproblemasambientaisurbanos-problema 8 ano.ppt
problemasambientaisurbanos-problema 8 ano.ppt
CarladeOliveira25
 
globalização vantagens e problemas.pptxs
globalização vantagens e problemas.pptxsglobalização vantagens e problemas.pptxs
globalização vantagens e problemas.pptxs
CarladeOliveira25
 
socialização entre comunidade e sociedade 3 ano.pptx
socialização entre comunidade e sociedade 3 ano.pptxsocialização entre comunidade e sociedade 3 ano.pptx
socialização entre comunidade e sociedade 3 ano.pptx
CarladeOliveira25
 
aula 1 ano (tendencias da nova ordem mundial).pptx
aula 1 ano (tendencias da nova ordem mundial).pptxaula 1 ano (tendencias da nova ordem mundial).pptx
aula 1 ano (tendencias da nova ordem mundial).pptx
CarladeOliveira25
 
osmovimentosdaterra-1 ano (modulo 2).pptx
osmovimentosdaterra-1 ano (modulo 2).pptxosmovimentosdaterra-1 ano (modulo 2).pptx
osmovimentosdaterra-1 ano (modulo 2).pptx
CarladeOliveira25
 
Aspectos físicos da china 9 ano (modulo2).pptx
Aspectos físicos da china 9 ano (modulo2).pptxAspectos físicos da china 9 ano (modulo2).pptx
Aspectos físicos da china 9 ano (modulo2).pptx
CarladeOliveira25
 
2 ANO URBANIZAÇÕ.pptxaulaensinomedio2ano
2 ANO URBANIZAÇÕ.pptxaulaensinomedio2ano2 ANO URBANIZAÇÕ.pptxaulaensinomedio2ano
2 ANO URBANIZAÇÕ.pptxaulaensinomedio2ano
CarladeOliveira25
 
assunto 8 ano (taxas de crescimentos ).pptx
assunto 8 ano (taxas de crescimentos ).pptxassunto 8 ano (taxas de crescimentos ).pptx
assunto 8 ano (taxas de crescimentos ).pptx
CarladeOliveira25
 
cartografia 6 ano.pptxaulafundamentaldois
cartografia 6 ano.pptxaulafundamentaldoiscartografia 6 ano.pptxaulafundamentaldois
cartografia 6 ano.pptxaulafundamentaldois
CarladeOliveira25
 
Os países da Península Arábica 9 ano.pptx
Os países da Península Arábica 9 ano.pptxOs países da Península Arábica 9 ano.pptx
Os países da Península Arábica 9 ano.pptx
CarladeOliveira25
 
aula 7 ano migrações.pptxaulafundamental
aula 7 ano migrações.pptxaulafundamentalaula 7 ano migrações.pptxaulafundamental
aula 7 ano migrações.pptxaulafundamental
CarladeOliveira25
 

Mais de CarladeOliveira25 (20)

o continente africano - 8 anoo.pptx\aaih
o continente africano -  8 anoo.pptx\aaiho continente africano -  8 anoo.pptx\aaih
o continente africano - 8 anoo.pptx\aaih
 
sistema de transporte brasil - 7 ano.pptx
sistema de transporte brasil - 7 ano.pptxsistema de transporte brasil - 7 ano.pptx
sistema de transporte brasil - 7 ano.pptx
 
orientação no espaço 6 ano ppt.pptxAULADEGEO
orientação no espaço 6 ano ppt.pptxAULADEGEOorientação no espaço 6 ano ppt.pptxAULADEGEO
orientação no espaço 6 ano ppt.pptxAULADEGEO
 
RELÇÃO DA AGRICULTURA- 9 ANO.AULADEGEOpptx
RELÇÃO DA AGRICULTURA- 9 ANO.AULADEGEOpptxRELÇÃO DA AGRICULTURA- 9 ANO.AULADEGEOpptx
RELÇÃO DA AGRICULTURA- 9 ANO.AULADEGEOpptx
 
ESTADOS UNIDOS- 2 ANO GEOGRAFIA.pptxAULA
ESTADOS UNIDOS-  2 ANO GEOGRAFIA.pptxAULAESTADOS UNIDOS-  2 ANO GEOGRAFIA.pptxAULA
ESTADOS UNIDOS- 2 ANO GEOGRAFIA.pptxAULA
 
brasildomniosmorfoclimticos- 7 ano.pptxa
brasildomniosmorfoclimticos- 7 ano.pptxabrasildomniosmorfoclimticos- 7 ano.pptxa
brasildomniosmorfoclimticos- 7 ano.pptxa
 
tabelas e graficos 6 ano.pptxauladegeografia
tabelas e graficos 6 ano.pptxauladegeografiatabelas e graficos 6 ano.pptxauladegeografia
tabelas e graficos 6 ano.pptxauladegeografia
 
economia - 2 ano.pptaulaensinomedio2anod
economia - 2 ano.pptaulaensinomedio2anodeconomia - 2 ano.pptaulaensinomedio2anod
economia - 2 ano.pptaulaensinomedio2anod
 
representações cartograficas - 1 ano.pptx
representações cartograficas - 1 ano.pptxrepresentações cartograficas - 1 ano.pptx
representações cartograficas - 1 ano.pptx
 
problemasambientaisurbanos-problema 8 ano.ppt
problemasambientaisurbanos-problema 8 ano.pptproblemasambientaisurbanos-problema 8 ano.ppt
problemasambientaisurbanos-problema 8 ano.ppt
 
globalização vantagens e problemas.pptxs
globalização vantagens e problemas.pptxsglobalização vantagens e problemas.pptxs
globalização vantagens e problemas.pptxs
 
socialização entre comunidade e sociedade 3 ano.pptx
socialização entre comunidade e sociedade 3 ano.pptxsocialização entre comunidade e sociedade 3 ano.pptx
socialização entre comunidade e sociedade 3 ano.pptx
 
aula 1 ano (tendencias da nova ordem mundial).pptx
aula 1 ano (tendencias da nova ordem mundial).pptxaula 1 ano (tendencias da nova ordem mundial).pptx
aula 1 ano (tendencias da nova ordem mundial).pptx
 
osmovimentosdaterra-1 ano (modulo 2).pptx
osmovimentosdaterra-1 ano (modulo 2).pptxosmovimentosdaterra-1 ano (modulo 2).pptx
osmovimentosdaterra-1 ano (modulo 2).pptx
 
Aspectos físicos da china 9 ano (modulo2).pptx
Aspectos físicos da china 9 ano (modulo2).pptxAspectos físicos da china 9 ano (modulo2).pptx
Aspectos físicos da china 9 ano (modulo2).pptx
 
2 ANO URBANIZAÇÕ.pptxaulaensinomedio2ano
2 ANO URBANIZAÇÕ.pptxaulaensinomedio2ano2 ANO URBANIZAÇÕ.pptxaulaensinomedio2ano
2 ANO URBANIZAÇÕ.pptxaulaensinomedio2ano
 
assunto 8 ano (taxas de crescimentos ).pptx
assunto 8 ano (taxas de crescimentos ).pptxassunto 8 ano (taxas de crescimentos ).pptx
assunto 8 ano (taxas de crescimentos ).pptx
 
cartografia 6 ano.pptxaulafundamentaldois
cartografia 6 ano.pptxaulafundamentaldoiscartografia 6 ano.pptxaulafundamentaldois
cartografia 6 ano.pptxaulafundamentaldois
 
Os países da Península Arábica 9 ano.pptx
Os países da Península Arábica 9 ano.pptxOs países da Península Arábica 9 ano.pptx
Os países da Península Arábica 9 ano.pptx
 
aula 7 ano migrações.pptxaulafundamental
aula 7 ano migrações.pptxaulafundamentalaula 7 ano migrações.pptxaulafundamental
aula 7 ano migrações.pptxaulafundamental
 

3 ano (tipos de industria).pptx economia

  • 2. O QUE É INDÚSTRIA? 𝗈Conjunto de atividades produtivas que se caracterizam pela transformação de matérias-primas, de modo manual ou com auxilio de máquinas e ferramentas, no sentido de fabricar mercadorias
  • 3. A IMPORTÂNCIA DAS INDÚSTRIAS Tem grande importância para economia dos países desenvolvidos e emergentes pois: 𝗈Contribui em torno de 30% do PIB 𝗈Desenvolve a economia pois gera empregos direta e indiretamente 𝗈 Gera impostos fortalecendo as contra públicas 𝗈Desenvolve o comércio local 𝗈Produz novas tecnologias 𝗈Pode avaliar o nível de desenvolvimento de um país. 𝗈Todos os setores da economia dependem do setor industrial
  • 4. IMPACTOS NEGATIVOS DA INDÚSTRIAS 𝗈 Contribui para a degradação do meio ambiente 𝗈 As indústrias Multinacionais podem interferir na economia de um país através do seu domínio econômico e político. 𝗈 Provoca mudanças no consumo, fazendo com que as pessoas passem a adquirir o que for de interesse das indústrias.
  • 5. TIPOS D E INDUSTRIALIZAÇÃO 𝗈 Clássica : É aquela que surgiu na Inglaterra no séc. XVIII, formada pelos países que iniciaram o processo de industrialização e detém o domínio de tecnologia avançada. Ex.: Países Europeus, EUA e Japão no séc. XIX. 𝗈 Tardia : Formada por países subdesenvolvidos que só iniciaram sua industrialização na segunda metade do séc. XX após a 2ª Guerra Mundial. Ex.: Brasil, Argentina , México , China, Tigres Asiáticos etc
  • 6.
  • 7. AS INDUSTRIAS DE TRANSFORMAÇÃO SÃO DIVIDIDAS EM ● INDÚSTRIAS DE BENS DE PRODUÇÃO ● INDÚSTRIAS DE BENS DE CAPITAL ● INDÚSTRIAS DE BENS DE CONSUMO
  • 8. INDÚSTRIAS DE BASE OU BENS DE PRODUÇÃO ● São aquelas que fornecem bens, equipamentos e matérias-primas que alimentam outras indústrias Transformam matérias-primas ou energia em produtos que vão ser usados pelas indústrias de bens de capital ou de consumo. Localizam-se perto das fontes fornecedoras ou dos portos e ferrovias, onde fica fácil a recepção das matérias e a saída da produção. Ex: as siderúrgicas, as metalúrgicas, petroquímicas, material de construção etc. ● ● ●
  • 9. INDÚSTRIAS DE BENS DE CAPITAL 𝗈 Esse tipo de indústria produz máquinas e equipamentos que serão utilizados pelas indústrias leves ou pesadas. 𝗈 Essas indústrias localizam- se principalmente perto de seus consumidores, nos centros industriais. 𝗈 Ex.: Maquinarias , autopeças, motores, componentes eletrônicos etc.
  • 10. INDÚSTRIAS DE BENS DE CONSUMO 𝗈 Produzem produtos para o consumo em geral. Dividem-se em: Bens duráveis móveis, eletrodomésticos, automóveis, etc. Bens Semi-duráveis Vestuário, acessórios, calçados etc. Bens Não duráveis alimentos, bebidas, etc. Abrigam a maior parte dos trabalhadores e atingem um amplo mercado consumidor. Por isso, encontram-se nas cidades médias ou em centros urbanos. 𝗈
  • 11.
  • 15. TAYLORISMO 𝗈 Organização científica do trabalho criada pelo engenheiro norte-americano Frederick W. Taylor. 𝗈 Ele propunha uma intensificação da divisão do trabalho, ou seja, fracionar as etapas do processo produtivo de modo que o trabalhador desenvolvesse tarefas ultra especializadas e repetitivas diferenciando o trabalho intelectual do trabalho manual. 𝗈 Objetivava um controle sobre o tempo gasto em cada tarefa e um constante esforço de racionalização, para que a tarefa seja executada num prazo mínimo. 𝗈 Portanto, o trabalhador que produzisse mais em menos tempo receberia prêmios como incentivos.
  • 16.
  • 17. FORDISMO 𝗈 Fordismo é um sistema de produção, criado pelo empresário norte- americano Henry Ford, cuja principal característica é a fabricação em massa. Henry Ford criou este sistema em 1914 para sua indústria de automóveis, projetando um sistema baseado numa linha de montagem O objetivo principal deste sistema era reduzir ao máximo os custos de produção e assim baratear o produto, podendo vender para o maior número possível de consumidores pagando salários mais altos. Desta forma, dentro deste sistema de produção, uma esteira rolante conduzia o produto, no caso da Ford os automóveis, e cada funcionário executava uma pequena etapa. Logo, os funcionários não precisavam sair do seu local de trabalho, resultando numa maior velocidade de produção. Também não era necessária utilização de mão-de-obra muito capacitada, pois cada trabalhador executava apenas uma pequena tarefa dentro de sua etapa de produção. 𝗈 𝗈 𝗈
  • 18. 𝗈 O fordismo foi o sistema de produção que mais se desenvolveu no século XX, sendo responsável pela produção em massa de mercadorias das mais diversas espécies. 𝗈 Durante a crise de 1929 a intervenção do Estado na economia nos moldes do Keynesianismo foi a solução encontrada. Esse novo arranjo assentado no combate ao desemprego e no constante aumento dos salários. Enquanto para os empresários o fordismo foi muito positivo, para os trabalhadores ele gerou alguns problemas como, por exemplo, trabalho repetitivo e desgastante, além da falta de visão geral sobre todas as etapas de produção e baixa qualificação profissional Na década de 1980, o fordismo entrou em declínio com o surgimento de um novo sistema de produção mais eficiente. O Toyotismo, surgido no Japão, seguia um sistema enxuto de produção, aumentando a produção, reduzindo custos e garantindo melhor qualidade e eficiência no sistema produtivo. . 𝗈 𝗈 𝗈
  • 19.
  • 20.
  • 21. TOYOTISMO 𝗈 Toyotismo é um sistema de organização voltado para a produção de mercadorias. Criado no Japão, após a Segunda Guerra Mundial, pelo engenheiro japonês Taiichi Ohno, O sistema foi aplicado na fábrica da Toyota (origem do nome do sistema). O Toyotismo espalhou-se a partir da década de 1960 por várias regiões do mundo e até hoje é aplicado em muitas empresas O toyotismo tinha como elemento principal, a flexibilização da 𝗈 𝗈 produção. Ao contrário do modelo fordista, que produzia muito e estocava essa produção, no toyotismo só se produzia o necessário, reduzindo ao máximo os estoques. 𝗈 Essa flexibilização tinha como objetivo a produção de um bem exatamente no momento em que ele fosse demandado, no chamado Just in Time. A palavra de ordem passa a ser a a competitividade e , para aumenta- la, as empresas buscam racionalizar a produção, cortando custos e implementando novos processos produtivos nas indústrias Dessa forma, ao trabalhar com pequenos lotes, pretende-se que a qualidade dos produtos seja a máxima possível. Essa é outra característica do modelo japonês: a Qualidade Total. 𝗈 𝗈
  • 22. PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DO TOYOTISMO 𝗈 Mão-de-obra multifuncional e bem qualificada. Os trabalhadores são educados, treinados e qualificados para conhecer todos os processos de produção, podendo atuar em várias áreas do sistema produtivo da empresa. Sistema flexível de mecanização, voltado para a produção somente do necessário, evitando ao máximo o excedente. A produção deve ser ajustada a demanda do mercado e descentralizada. Uso de controle visual em todas as etapas de produção como forma de acompanhar e controlar o processo produtivo. Implantação do sistema de qualidade total em todas as etapas de produção. Além da alta qualidade dos produtos, busca-se evitar ao máximo o desperdício de matérias-primas e tempo. Aplicação do sistema Just in Time, ou seja, produzir somente o necessário, no tempo necessário e na quantidade necessária. Uso de pesquisas de mercado para adaptar os produtos às exigências dos clientes. 𝗈 𝗈 𝗈 𝗈 𝗈