Geografia das indústrias

19.144 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
1 comentário
9 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
19.144
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.195
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
649
Comentários
1
Gostaram
9
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Geografia das indústrias

  1. 1. EEFM PATRONATO SAGRADA FAMÍLIA Disciplina: Geografia Turma: 2º ano Profª. Kelem Freitas
  2. 2. Corresponde ao conjunto de atividades produtivasque se caracterizam pela transformação de matérias- primas, de modo manual ou com auxílio de máquinas e ferramentas no sentido de fabricar mercadorias.
  3. 3.  Indústrias de bens intermediários: fabricam produtos semiacabados utilizados como matéria-prima para outras indústrias. Indústrias de bens de capital: responsáveis por equipar indústrias em geral, assim como a agricultura, os serviços e toda a infraestrutura de uma região. Indústrias de bens de consumo: também chamadas indústrias leves, são responsáveis pela fabricação de produtos de uso direto dos consumidores.
  4. 4. Correspondem às vantagens que um determinado lugar oferece para a instalação de indústrias.
  5. 5. Resulta da necessidade de buscar custos menores e é viabilizada pela modernização dos sistemas de transportes, telecomunicações e nos métodos de gestão. Apesar da desconcentração, o processo de industrialização é desigual, prevalecendo em áreas específicas do globo.
  6. 6. O Taylorismo, o Fordismo e o Toyotismo sãoformas de organização da produção querevolucionaram o trabalho fabril durante oséculo XX. Esses três sistemas visavam amaximização da produção e do lucro.
  7. 7. Também conhecido como Administração Científica, o Taylorismo é um sistema deorganização industrial criado pelo engenheiro mecânico e economista norte-americano Frederick Winslow Taylor, no final do séculoXIX. A principal característica deste sistema é aorganização e divisão de tarefas dentro de umaempresa com o objetivo de obter o máximo de rendimento e eficiência com o mínimo de tempo e atividade.
  8. 8.  Divisão das tarefas de trabalho dentro de uma empresa; Especialização do trabalhador; Treinamento e preparação dos trabalhadores de acordo com as aptidões apresentadas; Análise dos processos produtivos dentro de uma empresa como objetivo de otimização do trabalho; Adoção de métodos para diminuir a fadiga e os problemas de saúde dos trabalhadores; Implantação de melhorias nas condições e ambientes de trabalho; Uso de métodos padronizados para reduzir custos e aumentar a produtividade; Criação de sistemas de incentivos e recompensas salariais para motivar os trabalhadores e aumentar a produtividade; Uso de supervisão humana especializada para controlar o processo produtivo; Disciplina na distribuição de atribuições e responsabilidades; Uso apenas de métodos de trabalho que já foram testados e planejados para eliminar o improviso.
  9. 9. É um sistema de produção, criado pelo empresário norte-americano Henry Ford, cujaprincipal característica é a fabricação em massa. Henry Ford criou este sistema em 1914 para sua indústria de automóveis, projetando um sistema baseado numa linha de montagem.
  10. 10.  O objetivo principal deste sistema era reduzir ao máximo os custos de produção e assim baratear o produto, podendo vender para o maior número possível de consumidores. Desta forma, dentro deste sistema de produção, uma esteira rolante conduzia o produto, no caso da Ford os automóveis, e cada funcionário executava uma pequena etapa. Logo, os funcionários não precisavam sair do seu local de trabalho, resultando numa maior velocidade de produção. Também não era necessária utilização de mão-de-obra muito capacitada, pois cada trabalhador executava apenas uma pequena tarefa dentro de sua etapa de produção.
  11. 11. É um sistema de organização voltado para a produção de mercadorias. Criado no Japão, após a Segunda Guerra Mundial, peloengenheiro japonês Taiichi Ohno, o sistema foiaplicado na fábrica da Toyota (origem do nomedo sistema). O Toyotismo espalhou-se a partir da década de 1960 por várias regiões do mundo e até hoje é aplicado em muitas empresas.
  12. 12.  Mão-de-obra multifuncional e bem qualificada. Os trabalhadores são educados, treinados e qualificados para conhecer todos os processos de produção, podendo atuar em várias áreas do sistema produtivo da empresa. Sistema flexível de mecanização, voltado para a produção somente do necessário, evitando ao máximo o excedente. A produção deve ser ajustada a demanda do mercado. Uso de controle visual em todas as etapas de produção como forma de acompanhar e controlar o processo produtivo. Implantação do sistema de qualidade total em todas as etapas de produção. Além da alta qualidade dos produtos, busca-se evitar ao máximo o desperdício de matérias-primas e tempo. Aplicação do sistema Just in Time, ou seja, produzir somente o necessário, no tempo necessário e na quantidade necessária. Uso de pesquisas de mercado para adaptar os produtos às exigências dos clientes.

×