SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 52
XadrezNotações Professor Eduardo Rodrigues eduardo.rodrigues@progressocentro.com.br 1
Por que anotar um jogo? Notações 2
Imagine que você termina uma partida e fica com aquela “pulga atrás da orelha”: o que foi que fiz de errado? Ou então: “Caramba!!! Que partida perfeita foi essa que eu joguei!” e não se lembra do jogo inteiro. 3 Por que anotar um jogo?
Esses são apenas alguns motivos. Durante nosso curso, todas as partidas deverão ser anotadas em caderno próprio. Há três sistemas de notação principais que devem ser conhecidas pelo estudante de xadrez:  Descritivo e algébrico para partidas e Forsyth para posições 4 Por que anotar um jogo?
Sistema descritivo Notações 5
Muito usada na América do Norte. É bastante usada em livros. Como o nome diz, faz-se uma descrição do tabuleiro tomando-se SEMPRE uma referência própria: as jogadas das brancas, usam o lado das brancas como referência; o mesmo ocorre para as jogadas das pretas. 6 Notação descritiva
7 Notação descritiva
8 Notação comparada em vários idiomas
9 Nomes das filas
10 Nomes das alas
11 Nomes das colunas
12 O que são essas siglas?
13 As jogadas das brancas usam essa referência...
14 As jogadas das pretas usam essa referência...
15 Sinais e abreviaturas
                                    1. P4R                                     (lê-se: peão para a quarta                                     casa da coluna do Rei) 16 Exemplo: a abertura Ruy Lopez (Espanhola)
                                    1. ...      P4R                                     (lê-se: peão para a quarta                                     casa da coluna do Rei) 17 Exemplo: a abertura Ruy Lopez (Espanhola)
                                    2. C3BR                                     (lê-se: cavalo para terceira 				        da coluna do bispo do rei) 18 Exemplo: a abertura Ruy Lopez (Espanhola)
2. ...            C3BD                                       (lê-se: cavalo para a terceira 				        da coluna do bispo da dama) 19 Exemplo: a abertura Ruy Lopez (Espanhola)
3. B5CD                                       (lê-se: bispo para a quinta da 				      coluna do cavalo da dama) 20 Exemplo: a abertura Ruy Lopez (Espanhola)
3. B5CD                                       (lê-se: bispo para a quinta da 				      coluna do cavalo da dama) Aqui, também poderia ter sido escrito apenas 3. B5C.                                                Alguém sabe o motivo? 21 Exemplo: a abertura Ruy Lopez (Espanhola)
Defesa Morphy 3. ...           P3TD                                       (lê-se: peão para a terceira da 				      coluna da torre da dama) 22 Exemplo: a abertura Ruy Lopez (Espanhola)
                                    4. B4TD                                       (lê-se: Bispo para a quarta da 				      coluna da torre da dama) 23 Exemplo: a abertura Ruy Lopez (Espanhola)
                                    4. B4TD                                       (lê-se: Bispo para a quarta da 				      coluna da torre da dama) Alguém sabe outro jeito de escrever a mesma coisa? 24 Exemplo: a abertura Ruy Lopez (Espanhola)
4. ...           C3B                                       (lê-se: cavalo para a terceira 				      da coluna do bispo) 25 Exemplo: a abertura Ruy Lopez (Espanhola)
4. ...           C3B                                       (lê-se: cavalo para a terceira 				      da coluna do bispo)                Por que eu não escrevi C3BR??? 26 Exemplo: a abertura Ruy Lopez (Espanhola)
                                    5. O-O                                       (lê-se: roque pequeno) 27 Exemplo: a abertura Ruy Lopez (Espanhola)
                                    5. ...           CxP5R                                       (Cavalo toma peão da quinta                                        da coluna do rei) Alguma outra forma de escrever mais simples??? 28 Exemplo: a abertura Ruy Lopez (Espanhola)
                       Forma mais simples:                                     5. ...           CxP                                       (Cavalo toma peão)                                        Pois é o único cavalo que                                         pode tomar um peão agora!!! 29 Exemplo: a abertura Ruy Lopez (Espanhola)
O jogo anotado até agora é:      1. P4R		P4R      2. C3BR		C3BD      3. B5C       	P3TD      4. B4T		C3B      5. O-O		CxP 30 O jogo anotado...
Reproduzam      a seguinte partida: (percebam que ela ocorreu em 1902!!!) 31 Exercício:
algébrica Notações 32
Diferente do modelo descritivo, a notação algébrica só usa um ponto de vista: do jogador de brancas. É um sistema bastante conveniente e prático de ser usado. 33 Notação algébrica
As linhas são numeradas de 1 a 8, iniciando-se a contagem do lado em que o jogador de brancas está. As colunas são nomeadas de “a” até “h”, da esquerda para a direita do jogador de brancas. É o mesmo sistema do jogo “Batalha Naval”. 34 Nomenclatura das linhas e colunas
35 Assim...
36 Os nomes das casas...
Basta escrever a inicial de cada peça seguida do nome casa para onde a peça está indo. No caso dos peões, não é necessário inicial P. Basta anotar a casa para onde o peão está se movendo. Usa-se a mesma tabela de abreviaturas do sistema descritivo. 37 Como anotar as jogadas?
Vamos ver os lances iniciais de uma abertura bastante utilizada hoje em dia, a Defesa Siciliana, na notação algébrica . 38 Exemplo
                                    1. e4                                     (lê-se: peão para e4) 39 Exemplo: Defesa Siciliana
                                    1. ...            c5                                     (lê-se: peão para c5) 40 Exemplo: Defesa Siciliana
                                    2. Cf3                                     (lê-se: Cavalo para f3) 41 Exemplo: Defesa Siciliana
                                    2. ...               d6                                     (lê-se: peão para d6) 42 Exemplo: Defesa Siciliana
                                    3. d4                                     (lê-se: peão para d4) 43 Exemplo: Defesa Siciliana
                                    3. ...                cxd4                                     (lê-se: peão da coluna c                                      toma peão da casa d4) 44 Exemplo: Defesa Siciliana
                                    4. Cxd4                                     (lê-se: cavalo toma peão de                                      d4) 45 Exemplo: Defesa Siciliana
                                    4. ...                 Cf6                                     (lê-se: cavalo para f6) 46 Exemplo: Defesa Siciliana
                                    5. Cc3                                     (lê-se: cavalo para c3) 47 Exemplo: Defesa Siciliana
                                    5. ...                 g6                                     (lê-se: peão para g6) 48 Exemplo: Defesa Siciliana
O jogo anotado até agora é:      1. e4		c5      2. Cf3		d6      3. d4       	cxd4      4. Cxd4		Cf6      5. Cc3		g6 49 O jogo anotado...
50 Exercício: reproduzam a partida
“Traduzam” esta     partida para o     sistema algébrico 51 Exercício:
Xadrez Básico; Dr. Orfeu Gilberto D’Agostini Manual de Xadrez; IdelBecker 52 Referências

Mais conteúdo relacionado

Mais de eduardorsilva

04 finais elementares
04   finais elementares04   finais elementares
04 finais elementares
eduardorsilva
 
03 situações de empate
03   situações de empate03   situações de empate
03 situações de empate
eduardorsilva
 
01 xadrez - introdução e regras
01  xadrez - introdução e regras01  xadrez - introdução e regras
01 xadrez - introdução e regras
eduardorsilva
 
3 ano mod 32 condutor isolado e esfera eletrizada
3 ano   mod 32 condutor isolado e esfera eletrizada3 ano   mod 32 condutor isolado e esfera eletrizada
3 ano mod 32 condutor isolado e esfera eletrizada
eduardorsilva
 
3 ano mod 30 e 31 potencial e propriedades do campo elétrico
3 ano   mod 30 e 31 potencial e propriedades do campo elétrico3 ano   mod 30 e 31 potencial e propriedades do campo elétrico
3 ano mod 30 e 31 potencial e propriedades do campo elétrico
eduardorsilva
 
3 ano mod 28 e 29 - campo elétrico resultante e potecial elétrico
3 ano   mod 28 e 29 - campo elétrico resultante e potecial elétrico3 ano   mod 28 e 29 - campo elétrico resultante e potecial elétrico
3 ano mod 28 e 29 - campo elétrico resultante e potecial elétrico
eduardorsilva
 
3 ano mod 18, 19 e 20 - força magnética e condutor retilíneo
3 ano   mod 18, 19 e 20 - força magnética e condutor retilíneo3 ano   mod 18, 19 e 20 - força magnética e condutor retilíneo
3 ano mod 18, 19 e 20 - força magnética e condutor retilíneo
eduardorsilva
 
3 ano mod 26 e 27 - força eletrostática e campo elétrico
3 ano   mod 26 e 27 - força eletrostática e campo elétrico3 ano   mod 26 e 27 - força eletrostática e campo elétrico
3 ano mod 26 e 27 - força eletrostática e campo elétrico
eduardorsilva
 
3 ano mod 24 e 25 - eletrização por atrito, contato e indução
3 ano   mod 24 e 25 - eletrização por atrito, contato e indução3 ano   mod 24 e 25 - eletrização por atrito, contato e indução
3 ano mod 24 e 25 - eletrização por atrito, contato e indução
eduardorsilva
 
3 ano mod 16 e 17 - força magnética de lorentz, mov em campo uniforme
3 ano   mod 16 e 17 - força magnética de lorentz,  mov em campo uniforme3 ano   mod 16 e 17 - força magnética de lorentz,  mov em campo uniforme
3 ano mod 16 e 17 - força magnética de lorentz, mov em campo uniforme
eduardorsilva
 
3 ano mod 15 - medidores elétricos e ponte de wheatstone
3 ano   mod 15 - medidores elétricos e ponte de wheatstone3 ano   mod 15 - medidores elétricos e ponte de wheatstone
3 ano mod 15 - medidores elétricos e ponte de wheatstone
eduardorsilva
 

Mais de eduardorsilva (12)

04 finais elementares
04   finais elementares04   finais elementares
04 finais elementares
 
03 situações de empate
03   situações de empate03   situações de empate
03 situações de empate
 
01 xadrez - introdução e regras
01  xadrez - introdução e regras01  xadrez - introdução e regras
01 xadrez - introdução e regras
 
3 ano mod 32 condutor isolado e esfera eletrizada
3 ano   mod 32 condutor isolado e esfera eletrizada3 ano   mod 32 condutor isolado e esfera eletrizada
3 ano mod 32 condutor isolado e esfera eletrizada
 
3 ano mod 30 e 31 potencial e propriedades do campo elétrico
3 ano   mod 30 e 31 potencial e propriedades do campo elétrico3 ano   mod 30 e 31 potencial e propriedades do campo elétrico
3 ano mod 30 e 31 potencial e propriedades do campo elétrico
 
3 ano mod 28 e 29 - campo elétrico resultante e potecial elétrico
3 ano   mod 28 e 29 - campo elétrico resultante e potecial elétrico3 ano   mod 28 e 29 - campo elétrico resultante e potecial elétrico
3 ano mod 28 e 29 - campo elétrico resultante e potecial elétrico
 
3 ano mod 18, 19 e 20 - força magnética e condutor retilíneo
3 ano   mod 18, 19 e 20 - força magnética e condutor retilíneo3 ano   mod 18, 19 e 20 - força magnética e condutor retilíneo
3 ano mod 18, 19 e 20 - força magnética e condutor retilíneo
 
3 ano mod 26 e 27 - força eletrostática e campo elétrico
3 ano   mod 26 e 27 - força eletrostática e campo elétrico3 ano   mod 26 e 27 - força eletrostática e campo elétrico
3 ano mod 26 e 27 - força eletrostática e campo elétrico
 
3 ano mod 24 e 25 - eletrização por atrito, contato e indução
3 ano   mod 24 e 25 - eletrização por atrito, contato e indução3 ano   mod 24 e 25 - eletrização por atrito, contato e indução
3 ano mod 24 e 25 - eletrização por atrito, contato e indução
 
3 ano mod 16 e 17 - força magnética de lorentz, mov em campo uniforme
3 ano   mod 16 e 17 - força magnética de lorentz,  mov em campo uniforme3 ano   mod 16 e 17 - força magnética de lorentz,  mov em campo uniforme
3 ano mod 16 e 17 - força magnética de lorentz, mov em campo uniforme
 
3 ano mod 15 - medidores elétricos e ponte de wheatstone
3 ano   mod 15 - medidores elétricos e ponte de wheatstone3 ano   mod 15 - medidores elétricos e ponte de wheatstone
3 ano mod 15 - medidores elétricos e ponte de wheatstone
 
Tamanhos No Universo
Tamanhos No UniversoTamanhos No Universo
Tamanhos No Universo
 

Último

1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
aulasgege
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Kelly Mendes
 
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
GisellySobral
 

Último (20)

662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptAs teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
 
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoDados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
 
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdfApostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
 

02 xadrez - notações

  • 1. XadrezNotações Professor Eduardo Rodrigues eduardo.rodrigues@progressocentro.com.br 1
  • 2. Por que anotar um jogo? Notações 2
  • 3. Imagine que você termina uma partida e fica com aquela “pulga atrás da orelha”: o que foi que fiz de errado? Ou então: “Caramba!!! Que partida perfeita foi essa que eu joguei!” e não se lembra do jogo inteiro. 3 Por que anotar um jogo?
  • 4. Esses são apenas alguns motivos. Durante nosso curso, todas as partidas deverão ser anotadas em caderno próprio. Há três sistemas de notação principais que devem ser conhecidas pelo estudante de xadrez: Descritivo e algébrico para partidas e Forsyth para posições 4 Por que anotar um jogo?
  • 6. Muito usada na América do Norte. É bastante usada em livros. Como o nome diz, faz-se uma descrição do tabuleiro tomando-se SEMPRE uma referência própria: as jogadas das brancas, usam o lado das brancas como referência; o mesmo ocorre para as jogadas das pretas. 6 Notação descritiva
  • 8. 8 Notação comparada em vários idiomas
  • 9. 9 Nomes das filas
  • 10. 10 Nomes das alas
  • 11. 11 Nomes das colunas
  • 12. 12 O que são essas siglas?
  • 13. 13 As jogadas das brancas usam essa referência...
  • 14. 14 As jogadas das pretas usam essa referência...
  • 15. 15 Sinais e abreviaturas
  • 16. 1. P4R (lê-se: peão para a quarta casa da coluna do Rei) 16 Exemplo: a abertura Ruy Lopez (Espanhola)
  • 17. 1. ... P4R (lê-se: peão para a quarta casa da coluna do Rei) 17 Exemplo: a abertura Ruy Lopez (Espanhola)
  • 18. 2. C3BR (lê-se: cavalo para terceira da coluna do bispo do rei) 18 Exemplo: a abertura Ruy Lopez (Espanhola)
  • 19. 2. ... C3BD (lê-se: cavalo para a terceira da coluna do bispo da dama) 19 Exemplo: a abertura Ruy Lopez (Espanhola)
  • 20. 3. B5CD (lê-se: bispo para a quinta da coluna do cavalo da dama) 20 Exemplo: a abertura Ruy Lopez (Espanhola)
  • 21. 3. B5CD (lê-se: bispo para a quinta da coluna do cavalo da dama) Aqui, também poderia ter sido escrito apenas 3. B5C. Alguém sabe o motivo? 21 Exemplo: a abertura Ruy Lopez (Espanhola)
  • 22. Defesa Morphy 3. ... P3TD (lê-se: peão para a terceira da coluna da torre da dama) 22 Exemplo: a abertura Ruy Lopez (Espanhola)
  • 23. 4. B4TD (lê-se: Bispo para a quarta da coluna da torre da dama) 23 Exemplo: a abertura Ruy Lopez (Espanhola)
  • 24. 4. B4TD (lê-se: Bispo para a quarta da coluna da torre da dama) Alguém sabe outro jeito de escrever a mesma coisa? 24 Exemplo: a abertura Ruy Lopez (Espanhola)
  • 25. 4. ... C3B (lê-se: cavalo para a terceira da coluna do bispo) 25 Exemplo: a abertura Ruy Lopez (Espanhola)
  • 26. 4. ... C3B (lê-se: cavalo para a terceira da coluna do bispo) Por que eu não escrevi C3BR??? 26 Exemplo: a abertura Ruy Lopez (Espanhola)
  • 27. 5. O-O (lê-se: roque pequeno) 27 Exemplo: a abertura Ruy Lopez (Espanhola)
  • 28. 5. ... CxP5R (Cavalo toma peão da quinta da coluna do rei) Alguma outra forma de escrever mais simples??? 28 Exemplo: a abertura Ruy Lopez (Espanhola)
  • 29. Forma mais simples: 5. ... CxP (Cavalo toma peão) Pois é o único cavalo que pode tomar um peão agora!!! 29 Exemplo: a abertura Ruy Lopez (Espanhola)
  • 30. O jogo anotado até agora é: 1. P4R P4R 2. C3BR C3BD 3. B5C P3TD 4. B4T C3B 5. O-O CxP 30 O jogo anotado...
  • 31. Reproduzam a seguinte partida: (percebam que ela ocorreu em 1902!!!) 31 Exercício:
  • 33. Diferente do modelo descritivo, a notação algébrica só usa um ponto de vista: do jogador de brancas. É um sistema bastante conveniente e prático de ser usado. 33 Notação algébrica
  • 34. As linhas são numeradas de 1 a 8, iniciando-se a contagem do lado em que o jogador de brancas está. As colunas são nomeadas de “a” até “h”, da esquerda para a direita do jogador de brancas. É o mesmo sistema do jogo “Batalha Naval”. 34 Nomenclatura das linhas e colunas
  • 36. 36 Os nomes das casas...
  • 37. Basta escrever a inicial de cada peça seguida do nome casa para onde a peça está indo. No caso dos peões, não é necessário inicial P. Basta anotar a casa para onde o peão está se movendo. Usa-se a mesma tabela de abreviaturas do sistema descritivo. 37 Como anotar as jogadas?
  • 38. Vamos ver os lances iniciais de uma abertura bastante utilizada hoje em dia, a Defesa Siciliana, na notação algébrica . 38 Exemplo
  • 39. 1. e4 (lê-se: peão para e4) 39 Exemplo: Defesa Siciliana
  • 40. 1. ... c5 (lê-se: peão para c5) 40 Exemplo: Defesa Siciliana
  • 41. 2. Cf3 (lê-se: Cavalo para f3) 41 Exemplo: Defesa Siciliana
  • 42. 2. ... d6 (lê-se: peão para d6) 42 Exemplo: Defesa Siciliana
  • 43. 3. d4 (lê-se: peão para d4) 43 Exemplo: Defesa Siciliana
  • 44. 3. ... cxd4 (lê-se: peão da coluna c toma peão da casa d4) 44 Exemplo: Defesa Siciliana
  • 45. 4. Cxd4 (lê-se: cavalo toma peão de d4) 45 Exemplo: Defesa Siciliana
  • 46. 4. ... Cf6 (lê-se: cavalo para f6) 46 Exemplo: Defesa Siciliana
  • 47. 5. Cc3 (lê-se: cavalo para c3) 47 Exemplo: Defesa Siciliana
  • 48. 5. ... g6 (lê-se: peão para g6) 48 Exemplo: Defesa Siciliana
  • 49. O jogo anotado até agora é: 1. e4 c5 2. Cf3 d6 3. d4 cxd4 4. Cxd4 Cf6 5. Cc3 g6 49 O jogo anotado...
  • 51. “Traduzam” esta partida para o sistema algébrico 51 Exercício:
  • 52. Xadrez Básico; Dr. Orfeu Gilberto D’Agostini Manual de Xadrez; IdelBecker 52 Referências