VOCÊ DECIDE:
    PEDRA DE EDIFICAÇÃO OU PEDRA DE TROPEÇO


INTRODUÇÃO:

      Queridos irmãos e irmãs...

     Segundo o C...
CONTEXTO:

      O nosso texto está inserido no chamado “Discurso Eclesial” de Mateus.

       Nele está registrado um mom...
Queremos tanto obter as coisas, que algumas pessoas chegam ao exagero de
guardarem badulaques, que nunca serão utilizados,...
Cumpra o papel que lhe é ordenado; seja uma pedra para a edificação. O senhorio,
deixe para Jesus, pois ele é o verdadeiro...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Você decide pedra de edificação ou pedra de tropeço - 21 08 2005 - 14º dom após o pentecostes - culto matutino

4.647 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.647
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
25
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Você decide pedra de edificação ou pedra de tropeço - 21 08 2005 - 14º dom após o pentecostes - culto matutino

  1. 1. VOCÊ DECIDE: PEDRA DE EDIFICAÇÃO OU PEDRA DE TROPEÇO INTRODUÇÃO: Queridos irmãos e irmãs... Segundo o Calendário Litúrgico hoje é o 21º Domingo do Tempo Comum e o 14º Domingo após o Pentecostes. O Lecionário nos propõe as seguintes leituras bíblicas para hoje: 1ª Leitura: Is 56:1-7; 2ª Leitura: Rm 11:33-36 e Evangelho: Mt 16:13-20. Dentre elas, gostaria de compartilhar sobre a do Evangelho. Vejamos o que nos diz o texto sagrado. TEXTO: Mateus 16:13-20 13 Indo Jesus para os lados de Cesaréia de Filipe, perguntou a seus discípulos: Quem diz o povo ser o Filho do Homem? 14 E eles responderam: Uns dizem: João Batista; outros: Elias; e outros: Jeremias ou algum dos profetas. 15 Mas vós, continuou ele, quem dizeis que eu sou? 16 Respondendo Simão Pedro, disse: Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo. 17 Então, Jesus lhe afirmou: Bem-aventurado és, Simão Barjonas, porque não foi carne e sangue que to revelaram, mas meu Pai, que está nos céus. 18 Também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela. 19 Dar-te-ei as chaves do reino dos céus; o que ligares na terra terá sido ligado nos céus; e o que desligares na terra terá sido desligado nos céus. 20 Então, advertiu os discípulos de que a ninguém dissessem ser ele o Cristo.
  2. 2. CONTEXTO: O nosso texto está inserido no chamado “Discurso Eclesial” de Mateus. Nele está registrado um momento muito especial para a igreja nascente. É o momento em que Jesus passa a responsabilidade aos seus discípulos de dar continuidade à sua Missão. Pedro aqui representa a igreja que recebe a importante tarefa de edificar a Igreja de Cristo. Porém só é possível ser pedra de edificação se considerarmos a Jesus como o “Cristo”. É sobre esta afirmação, ou seja, sobre está declaração de fé, que Jesus nos constitui em pedras para a construção de sua igreja. MENSAGEM Dentre as várias lições que podemos aprender deste texto, gostaria de destacar a seguinte: Jesus convida a criatura humana para uma parceria no projeto de salvação do mundo. Ele não deu esta tarefa aos anjos. Ele vocacionou os homens. Aqueles que o aceitam como o Cristo, são chamados a se transformarem em pedras de edificação. Gostaria de chamar a tenção para o fato de que muitas vezes, nós que somos chamados a ser pedras vivas da construção da igreja, esquecemos de nosso verdadeiro papel, e deixamos aflorar em nós um sentimento de possessão. Parece-me que por mais que venhamos a declarar que Jesus Cristo é o Senhor da Igreja, muitas vezes nos portamos como se nós mesmos, fossemos os proprietários dessa instituição. Queremos definir sua caminhada, partindo de pressupostos puramente pessoais e subjetivos. Muitas vezes estamos cheios de boas intenções, porém longe dos desígnios de Deus, revelados através da Bíblia. Quero lembrar-lhe de um ditado popular: “De boas intenções, ... aquele lugar está cheio”. Jesus deixa bem claro que Ele é o dono da Igreja. Declara que a igreja que está sendo fundada, pertence a Ele. As palavras utilizadas foram: “minha igreja”. É importante termos em mente que Jesus é o Fundador e Senhor da igreja. Nós, seus seguidores, somos pedras vivas. Você já ouviu a expressão “Donos da Igreja”? Pessoas que por um excesso de zelo, acabam assumindo o lugar de donos da comunidade local. Eu gostaria de dizer que se alguém quiser ser dono da igreja, no lugar de Jesus Cristo, este alguém está sendo usado de forma demoníaca. É um sentimento motivado pelo próprio Satanás. Podemos dizer que este sentimento seja fruto de uma sociedade que nos ensina que precisamos de ter pertences. Você vale pelo que tem e não pelo que você é. E isto desenvolve em nós um sentimento egoísta que busca angariar bens. Queremos ser donos. Estamos sempre em busca de bens de consumo, sejam eles materiais ou não.
  3. 3. Queremos tanto obter as coisas, que algumas pessoas chegam ao exagero de guardarem badulaques, que nunca serão utilizados, mas que promovem um sentimento de satisfação. A pessoa se sente melhor por ter aquele pertence. Ainda que seja um pedaço de cano quebrado ou uma ruela enferrujada, achados na rua, ela traz pra casa e pendura no “quartinho da bagunça”, pois isto lhe dá um sentimento de possessão. Faz com que a pessoa se sinta mais satisfeita. Há muitas pessoas, que no desejo de se tornarem úteis ao Reino de Deus, acabam assumindo o papel que pertence ao Senhor Jesus. Outras colocam-se como o centro das atenções na vida comunitária. Todas as coisas devem estar de acordo com os seus pensamentos pessoais e a seu serviço. Colocam-se como a prioridade, em detrimento de todas as outras coisas. Lembremo-nos, a Igreja pertence a Jesus Cristo de Nazaré, nós somos pedra. Eu e Você somos convidados a ser parte integrante desta edificação. Porém é de fundamental importância que saibamos que nosso papel é o de pedra. APLICAÇÃO PASTORAL: É diante dessa afirmação, “... tu és pedra, e sobre ti edificarei a minha igreja”, que eu gostaria de fazer uma pergunta. Que tipo de pedra você quer ser? Há duas possibilidades: Pedra de Edificação ou Pedra de Tropeço. Pedra de edificação: O Senhor Jesus nos convida a sermos pedras de edificação. “sobre esta pedra edificarei a minha igreja”. Pedro afirma: “... vós como pedras vivas, sois edificados casa espiritual para serdes sacerdócio santo, a fim de oferecerdes sacrifícios espirituais agradáveis a Deus...” (1 Pe 2:5). Somos considerados as pedras da construção da igreja espiritual. Pedra de tropeço Paulo exorta aos Gálatas, dizendo haver entre eles pessoas que perturbam e pervertem o evangelho de Cristo (Gl 1:6-7) Em Mateus 18:6-9, Jesus exorta a todos os seus seguidores a não se tornarem pedras de tropeço. Meu querido irmão, o Senhor Jesus é o dono da Igreja. Nós somos chamados a sermos pedras. Pedras de edificação e não pedras de tropeço. Eu gostaria de lhe fazer uma pergunta: Que tipo de pedra você quer ser na construção da igreja de Cristo? Pedra de Edificação ou Pedra de Tropeço? Se houver algo errado em sua vida, que o tem tornado “pedra de tropeço”, você deve abandonar. E voltar para o projeto inicial, o qual o próprio Jesus o designou.
  4. 4. Cumpra o papel que lhe é ordenado; seja uma pedra para a edificação. O senhorio, deixe para Jesus, pois ele é o verdadeiro dono da Igreja. É ele como Senhor, quem define o porque e para que, a igreja foi fundada. Assumamos hoje, um compromisso missionário de cumprirmos o nosso papel de pedras para edificação da igreja de Cristo. Deixemos de lado nossa postura egoísta e possessiva, e passemos a seguir às ordens do Senhor da igreja, Jesus Cristo. Meu desejo é instruí-lo a fazer a melhor opção, porém é você quem decide se quer ser uma pedra de edificação ou uma pedra de tropeço. Se você deseja ser uma pedra de edificação, gostaria de convidá-lo a entoarmos o hino 205 do HE: A Pedra Fundamental. Da igreja o fundamento É Cristo, o Salvador; Em seu poder descansa E é forte em seu amor. Em Cristo bem firmada Segura sempre está E sobre a Rocha eterna, Jamais se abalará. A pedra preciosa Que deus predestinou Sustenta pedras vivas Que a graça trabalhou. E, quando o monumento Surgir em plena luz, A glória do edifício Será do rei Jesus! Senhor, nós te rogamos Que erguido por amor, O templo consagrado Redunde em Teu louvor E que almas redimidas Aqui, em comunhão Se tornem templo Da Tua habitação. Que Deus nos abençoe! Rev. Paulo Dias Nogueira Igreja Metodista Central de Piracicaba Culto Vespertino – 21/08//2005

×