1Jornal da Igreja Metodista do Jardim Botânico-Rio     EDIÇÃO 07 – ANO 01 – 24 de junho de 2012                           ...
2   O que diz a Bíblia sobre Ecologia?                                                                   Bispo Paulo Lockm...
3firmamento anuncia as obras das suas              poder, forte é a tua mão, e elevada, a tuamãos.” (Sl 19.1).            ...
4maiores e    industriais, desde que siga os       vida simples como recomendou Jesus:ciclos da    natureza, respeitando-a...
5 http://www.metodistasonline.kit.net                                 ENTREVISTA                     com o pastor Odilon M...
6   Em pleno Concílio Geral de Aracruz, tive uma            Surgiram outros sites interagindo dentro doinformação privileg...
7REFLEXÕES SOBRE A DISPUTA REDE RECORD X APÓSTOLO VALDEMIRO SANTIAGO                                                      ...
8Hernandes, passam a ser alvo de matérias-           apóstolo    Valdemiro     Santiago,    pastordenúncia quanto a desvio...
9assim como a sexualidade ou o convite ao              compreensão e com este projeto pastoral deconsumo de bens e serviço...
10o mundo dos evangélicos já que a emissora             reivindicar atitudes dos produtores midiáticos,teria percebido que...
11               No Reino de Deus somos iguais                                                                Daniel Simão...
12          NOSSA GENTE Nº 7                                                              mãe nos dava. No dia de ir à Igr...
13partituras e a fita cassete com as músicas da                  “Meu retorno foi a glória, realização de umcantata para q...
14Jornadas de Oração : um caminho em direção ao Reino de Deus                                                             ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Alinhavando7 - Alinhavando 07 - ANO 01 - JORNAL DA IM DO JARDIM BOTÂNICO

401 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
401
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Alinhavando7 - Alinhavando 07 - ANO 01 - JORNAL DA IM DO JARDIM BOTÂNICO

  1. 1. 1Jornal da Igreja Metodista do Jardim Botânico-Rio EDIÇÃO 07 – ANO 01 – 24 de junho de 2012 OS DEZ MANDAMENTOS DA ECOLOGIANESSA EDIÇÃO Ecléa Bosi- O que a Bíblia diz 01 - Ama a Deus sobre todas as coisas e a natureza como a ti mesmosobre ecologia? –texto do Bispo Paulo 02 - Não defenderás a natureza em vão com palavras,Lockmann - Páginas 2 a mas através de teus atos4. 03 - Guardarás as florestas virgens, pois tua vida depende - Entrevista com o delasRev. Odilon Chaves, 04 - Honrarás, a flora, a fauna, todas as formas de vida, epastor pioneiro na não apenas a humanainternet e criador dosite Metodistas online 05 - Não matarás.- Páginas 5 e 6. 06 - Não pecarás contra a pureza do ar deixando que a- Reflexão sobre a indústria suje o que a criança respiradisputa Rede Record 07 - Não furtarás da terra a sua camada de húmus,X apóstolo Valdomiro raspando-a com o trator, condenando o solo à esterilidadeSantiago – Texto dajornalista metodista 08 - Não levantarás falso testemunho dizendo que o lucroMagali Nascimento – e o progresso justificam teus crimesPáginas 7 a 10. 09 - Não desejarás para teu proveito que a fonte e os rios se envenenem com o lixo industrial e esgoto.- No Reino de Deussomos iguais – texto 10 - Não cobiçarás objetos e adornos para cuja fabricaçãodo seminarista Daniel é preciso destruir a paisagem: a terra também pertenceSimão – Páginas 11. aos que ainda estão por nascer.- Nossa Gente nº 7 –Leda MachadoXimenes – Páginas 12 e13.- Jornadas de Oração:um caminho emdireção ao Reino –texto de Maria RuthFurtado – Página 14
  2. 2. 2 O que diz a Bíblia sobre Ecologia? Bispo Paulo Lockmann Quando abrimos o livro de Gênesis, ou “livro do começo”, a narrativa nos enche dealegria e espanto, pois, ao recordar-nos cada dia da criação, nos traz à memória anatureza criada por Deus. Em Gênesis 1.3, é dito: “Disse Deus: Em Gênesis 1.11: “E disse Deus: ProduzaHaja luz e houve luz.” Ah! O sol. Que a terra, relva, ervas e árvores que dêemdelícia! Após um longo tempo de frio e frutos.” Aprendi desde menino a conhecerchuva, como vivi na minha terra, de ervas para os nossos chás. Havia nelasrepente brilha o sol, saímos à rua e cura para tudo. Losna para fígado esentimos aquele calor agradável que estômago, quebra-pedra para os rins,fortalece os ossos. Ou no verão, junto ao jurubeba para o fígado, e tantos outros.mar, levanto cedo e vejo nascer o astro- Aprendi que tudo que precisávamos pararei subindo do mar. Ah! É pura poesia, ser curados estava na natureza. E asinspira e comove. Sim, o sol é obra do árvores com seus frutos, ah! Que saudadeDeus da luz, o Criador. “E viu Deus que a das árvores da minha infância. Passei boaluz era boa.” Sim, não há vida sem o sol. parte subindo no abacateiro, na goiabeira e na pereira. O que fizeram com as nossas árvores? Tenho pena das nossas crianças que quase não vêem árvores, só prédios; ou as vêem de longe. Poderia descrever o restante da criação, pois emociona, motiva. Toda natureza criada por Deus não é nossa, somos apenas mordomos do que Deus criou: “Ao Senhor pertence a terra e tudo o que nela se contém, o mundo e os que nele habitam. Fundou-a ele sobre os mares e sobre as correntes a estabeleceu” (Sl 24.1- 2). A narrativa do dilúvio mostra também Deus orientando Noé para resgatar e preservar a criação: “De toda carne, em que havia fôlego de vida, entraram de dois Em Gênesis 1.6: “E disse Deus: ...Haja em dois para Noé na arca; eram macho eseparação entre águas e águas.” Nasci em fêmea os que entraram de toda carne,Porto Alegre, diferente de outros lugares, como Deus lhe havia ordenado; e otemos as águas do Guaíba a nos cercar SENHOR fechou a porta após ele” (Gnde diferentes partes. A cidade é 7.15-16).atravessada por diversos riachos, hoje,todos poluídos, mas como é agradável Exaltando o Criador e a criaçãomergulhar nas águas da Pedra Redonda, “...pois expusestes nos céus a tuaou outras de nossas praias do Rio de majestade”, registra Salmos 18.1. AJaneiro. Olhar as águas aquieta a alma, soberania de Deus é ilustrada nesse livro.tranqüiliza o coração. Mergulhar nas No Salmo 19, por exemplo, há umaáguas energiza os músculos, o cérebro, dá exaltação da natureza ao Criador: “Osuma sensação de bem-estar. “E viu Deus, céus proclamam a glória de Deus, e oque isso era bom.”
  3. 3. 3firmamento anuncia as obras das suas poder, forte é a tua mão, e elevada, a tuamãos.” (Sl 19.1). destra” (Sl 89. 8-13). Ou a sua grandeza e juízo são Os Salmos que reproduzem o culto, osexaltados pelo salmista quando diz: “Os cânticos, a poesia e a sabedoria docéus por sua palavra se fizeram, e, pelo caminhar com Deus reconhecem que Elesopro de sua boca, o exército deles. Ele é o Criador, Senhor e sustentador doajunta em montão as águas do mar; e em universo. E nós, criaturas suas,reservatório encerra as grandes vagas. responsáveis por sua criação, que anunciaTema ao SENHOR toda a terra, temam-no seu domínio e poder.todos os habitantes do mundo. Pois elefalou, e tudo se fez; ele ordenou, e tudo Jesus e os Evangelhos – lições depassou a existir” (Sl 33.6-9). meio ambiente. O culto a Deus, conforme o salmista, Alguém poderia dizer: “Ecologia éobedece a um processo de tema dos nossos dias. O que pode Jesusreconhecimento de que Ele é Deus e os Evangelhos dizer sobre isto?” NaCriador: “Fala o Poderoso, o SENHOR verdade o que podemos encontrar sãoDeus, e chama a terra desde o Levante conceitos que, uma vez seguidos, ajudam-até ao Poente. Desde Sião, excelência de nos a cuidar do meio ambiente. Deixe-meformosura, resplandece Deus. Vem o mostrar dois momentos que nos ensinamnosso Deus e não guarda silêncio; perante sobre princípios de vida em comunidade.ele arde um fogo devorador; ao seu redor a) A pesca maravilhosa (Lc 5. 1-11)esbraveja grande tormenta. Intima os céus Essa narrativa nos confronta aolá em cima e a terra, para julgar o seu mostrar que a pesca artesanal podepovo. Congregai os meus santos, os que sustentar milhares de famílias no mundo.comigo fizeram aliança por meio de No entanto, ela está acabando por causasacrifícios” (Sl 50.1-5). da pesca predatória, que transformou os peixes e moluscos em produtos de enriquecimento de grandes indústrias de pescados. É a acumulação em detrimento do compartilhamento comunitário e sustentável. Veja o que chama atenção no texto: “Isto fazendo, apanharam grande quantidade de peixes; e rompiam-se-lhes as redes. Então, fizeram sinais aos companheiros do outro barco, para que fossem ajudá-los. E foram e encheram ambos os barcos, a ponto de quase irem a pique.” (Lc 5.6-7) Por fim, exalta o poder de Deus,dizendo: “Ó SENHOR, Deus dos A pesquisa nos ensina que a pescaExércitos, quem é poderoso como tu és, segue ciclos de procriação dos peixes. ASenhor, com a tua fidelidade ao redor de grande pesca, narrada, obedece a taisti? Dominas a fúria do mar; quando as períodos do mar da Galiléia. A grandesuas ondas se levantam, tu as amainas. lição é partilhar com os companheiros aCalcaste a Raabe, como um ferido de grande pescaria. Poderiam levar tudo paramorte;com o teu poderoso braço a praia e fazer a secagem do excedente edispersaste os teus inimigos. Teus são os vender mais do que conseguiriam ao tercéus, tua, a terra; o mundo e a sua dividido. Essa noção de partilhaplenitude, tu os fundaste. O Norte e o Sul, comunitária mostrada no texto ainda étu os criaste; o Tabor e o Hermom exultam parte da prática das populações ribeirinhasem teu nome. O teu braço é armado de em redor do mundo. Reconheço que é também importante a pesca em navios
  4. 4. 4maiores e industriais, desde que siga os vida simples como recomendou Jesus:ciclos da natureza, respeitando-a, sem “Observai os lírios; eles não fiam, nemexplorá-la ao ponto de pôr em risco a tecem. Eu, contudo, vos afirmo que nemexistência de certas espécies, como as Salomão, em toda a sua glória, se vestiubaleias. como qualquer deles. Ora, se Deus veste assim a erva que hoje está no campo e b) A ansiosa solicitude pela vida (Lc amanhã é lançada no forno, quanto mais12.22-34) tratando-se de vós, homens de pequena “Por isso vos advirto: Não andeis fé!” (Lc 12.27-28).ansiosos pela vossa vida, quanto ao quehaveis de comer, nem pelo vosso corpo,quanto ao que haveis de vestir” (Lc 12.22). Há quatro meses não como carnebovina, por razões médicas e também porpropósito. Para mim, gaúcho, no início foidifícil. Agora como sem a carne o feijão,arroz, salada, de vez em quando peixe oufrango. Neste tempo quebrei o propósito,por falta de opção, poucas vezes. O queestou defendendo é uma vida maissimples. Outro dia Glaucia, minha esposa,me disse: “É impressionante a quantidadede amigos e conhecidos que tiveram outêm câncer. Não seriam as químicas econservantes, ou agrotóxicos?” A razão desta reflexão é que estamos à beira do caos no que tange ao meio A verdade é que a necessidade de ambiente, cidades como São Paulo segrandes produções e grandes lucros faz tornam não habitáveis, há colapso emcom que não meçam os meios para vários setores. Os dados apontam que noproduzir mais alimentos, ainda que tragam Brasil menos da metade dos domicíliosriscos à saúde. Nossa saúde tem sido têm conexão com serviço de esgoto, avítima dos grandes lucros! Junto a isso maioria lança o esgoto in natura nas redesentra a advertência que Jesus fez sobre as fluviais, contaminam os mananciais de“vestimentas”. Quando, em Mateus 10, águas. Como Igreja, precisamos nosenvia os discípulos para a missão, Ele despertar em relação ao cuidado daadverte: “nem de alforje para o caminho, criação. Estamos com um grupo denem de duas túnicas, nem de sandálias, trabalho que irá propor ações que levemnem de bordão; porque digno é o nosso povo a cooperar com o cuidado dotrabalhador do seu alimento” (v.10). meio ambiente. Diante da Rio + 20, conferência que ocorre em nosso meio, a A corrida à monocultura do algodão Igreja precisa ser vanguarda, assumindonão dá espaço na maioria das grandes posturas e cuidados que cooperem para ofazendas, nem para os funcionários bem-estar do nosso planeta. Deus nosplantarem uma horta, feijão ou algo ajude nesta tarefa.semelhante. Sem falar da rápida exaustão “A ardente expectativa da criaçãoda terra. Pessoas se endividam para aguarda a revelação dos filhos de Deus.comprar as marcas da moda, jovens Pois a criação está sujeita à vaidade,roubam ou se prostituem para usar roupas não voluntariamente, mas por causade grife. Esse consumismo está destruindo daquele que a sujeitou, na esperançatodos nós e o meio ambiente. Que mundo de que a própria criação será redimidavão herdar nossos netos? É do cativeiro da corrupção, para aprofundamente evangélico sairmos dessa liberdade da glória dos filhos de Deus”.corrida ao consumo e optarmos por uma (Rm 8.19-21).
  5. 5. 5 http://www.metodistasonline.kit.net ENTREVISTA com o pastor Odilon Massolar Chaves, ex- pastor da Igreja Metodista do Jardim Botânico, e pioneiro criador do site Metodistas Online que já serviu como importante fórum de debates sobre identidade e rumos do metodismo brasileiro e que hoje prioriza contar atravésde vídeos a história do metodismo pelo mundo.ALINHAVANDO – Fale um pouco de Com sua ajuda, inicialmente, em 1999, criei ocomo surgiu esse site e do propósito no Net Paz falando sobre cura interior, paz em Jesus etc.surgimento do Portal MetodistasOnline. ALINHAVANDO – O Portal dosPASTOR ODILON – Ao deixar a área nacionalonde pude trabalhar como Editor Nacional Metodistas Online proporcionoupercebi a necessidade de criar um site que grandes debates on line. Como foi essepudesse dar oportunidade aos metodistas de se momento?expressarem. PASTOR ODILON – Questões de episcopado, Percebi que não era bom para a Igreja ter ecumenismo, crise institucional e outrosapenas a informação oficial. Era necessário ter assuntos foram debatidos com o propósito deoutro meio de comunicação e informação. dar liberdade de expressão. Como Wesley Era uma época em que havia poucos sites na disse, "Pensar e deixar pensar".Igreja. Nem a área nacional tinha. Não havia Na época, nem todos compreenderam oorkut, facebook, youtube, twintter etc. propósito do Portal. Afirmaram, por exemplo, O propósito foi esse. Nesse sentido, vejo que antes do Concílio Geral de Aracruz, queo Portal foi pioneiro. Ele foi criado em 2002. ecumenismo não se discute. Aprendi muito com um membro da Igreja Quando entrevistei o então pastor AdoniasMetodista de Campo Belo, SP, que era chefe da Pereira do Lago sobre seu propósito ao desejarárea de informática de uma grande empresa ser bispo da Igreja, houve severa critica,em São Paulo. Ele me ensinou como fazer um algumas agressivas pelo Portal estar abrindosite. espaço para esse assunto.
  6. 6. 6 Em pleno Concílio Geral de Aracruz, tive uma Surgiram outros sites interagindo dentro doinformação privilegiada de uma decisão de uma metodismo e cada Região passou a ter o seudeterminada comissão e a publiquei. O líder da site. Quase toda igreja local passou a ter o seucomissão me passou um e-mail exigindo que eu site. Acho isso natural e muito bom.retirasse a notícia. Como não sou polêmico, Evidentemente, o acesso ao Portal caiuretirei. muito, mas prefiro continuar com esse Quando o Bennett estava entrando em um propósito. Prefiro publicar o que possa edificarperíodo crítico e vendo a situação aflitiva dos e despertar os metodistas para o avançofuncionários, professores e professoras sem missionário e de testemunho no mundo.receberem os salários e os alunos e alunas sem Outros sites na Igreja já abrem espaço paracondições de continuarem os estudos, o debate.publiquei uma manchete com o propósito de Nem todos gostam de história e de notícias,buscar solução, mas teve reação contrária especialmente, do exterior sobre o metodismo.muito forte. Vejo o interesse por determinados tipo de Cheguei a retirar o Portal dois dias da sites e blogs no exemplo de minha filha Liliana,internet e isso gerou pânico em algumas a "Lu Francesa". Ela tem um blog sobrepessoas que me pediram para retornar com o emagrecimento (http://www.lufrancesa.com/blog)Portal. que já tem um acesso de mais de 3 milhões de Foi sugerido, então, ter um grupo de apoio, visitas. Sua história já saiu em algumas revistasinclusive de advogados metodistas, pastores e e é parte de um livro... Dieta é um assunto quelíderes leigos para fazerem parte do Conselho interessa a muita gente. História doEditorial para dar um suporte. Com isso, senti metodismo, nem tanto...mais tranqüilidade com o Portal. Acredito que o Portal dos Metodistas Online cumpriu um papel importante sobre o debateALINHAVANDO – Fale, por favor, do na história do metodismo..momento atual do Metodistas Online. Hoje o papel do Portal é outro.PASTOR ODILON – Após o Concílio Geral de Hoje estou fazendo até mais vídeos,Aracruz, percebi que os ânimos estavam especialmente, sobre o metodismo eexaltados e algumas pessoas passaram a utilizar publicando no youtube.o Portal para agredir outros metodistas, Como sou um apaixonado pelo metodismoespecialmente, por causa da questão do de Wesley, estou sempre a procura deecumenismo. novidades no mundo metodista. Não achei bom isso! O propósito não eraesse do Portal. Aprendi a respeitar a todos. Por isso, havia odebate. Sempre dei oportunidade a todas ascorrentes teológicas da Igreja. Acredito quetemos que aprender a conviver com elas. É bom que saibam que trabalhei com o bispocatólico Dom Mauro Morelli na diocese deDuque de Caxias, na Baixada Fluminense. Aquionde sou pastor meu relacionamento com opadre é excelente. Decidi, então, transformar o Portal em umlocal de consulta e de notícias sobre ometodismo que pudessem edificar. Nesse período, passou a haver as chamadas"redes sociais" onde as pessoas interagem.
  7. 7. 7REFLEXÕES SOBRE A DISPUTA REDE RECORD X APÓSTOLO VALDEMIRO SANTIAGO Por Magali do Nascimento Cunha (*) Estamos assistindo nos últimos meses a novos capítulos não-inéditos do espetáculo dareligião nas mídias: o primeiro foi a reportagem de Marcelo Rezende (e toda a repercussãodela), veiculada no programa Domingo Espetacular, da Rede Record, na noite do último 18 demarço, que denunciou supostas práticas de uso ilícito das arrecadações financeiras da IgrejaMundial do Poder de Deus, especialmente da parte do líder maior, o apóstolo ValdemiroSantiago. Dali, diversas versões de réplicas e tréplicas, tanto nos programas da IgrejaMundial quanto nos da Igreja Universal do Reino de Deus, vêm se sucedendo. Explicar o porquê dos termos-chave da Em 1995 a Rede Globo dá início aos ataques àfrase que abre este pequeno artigo – capítulo IURD e ao bispo com reportagem-denúncia nonão-inédito, espetáculo, religião nas mídias – Jornal Nacional sobre a exploração dos fiéisé, ao mesmo tempo, buscar compreender o através de dízimos e ofertas da igreja,significado deste componente do cenário processo que culmina com a veiculação daevangélico no Brasil. minissérie de ficção “Decadência”, sobre a vida de um pastor evangélico corrupto e devasso, Capítulo não-inédito identificado explicitamente com Edir Macedo. Denúncias e ataques que envolvem Esse foi também o ano do episódio do “chutelideranças religiosas que têm presença nas na santa”, que rendeu novas matérias críticas àmídias não são novidade: no rádio são IURD e ao bispo: durante a edição domuitos os exemplos de pregadores referindo- programa de TV O Despertar da Fé, pela Redese negativamente a outros, há várias Record, levado ao ar no feriado de 12 dedécadas; na TV, exposição pública mais outubro, um dos bispos, de nome Sergio vondestacada por conta das imagens, o fato Helder falou contra a figura de Nossa Senhoraconsiderado mais marcante aconteceu em e deu chutes numa imagem da santa colocada1995: o desencadeamento de uma série de no estúdio. A Globo se torna a “inimiga númeroataques da Rede Globo contra o bispo Edir um” da IURD e do bispo Macedo, e aMacedo, da Igreja Universal do Reino de programação da Rede Record tornou-seDeus (IURD). O bispo Macedo e a IURD já espaço de contra-ataque. Em 2009, a Globohaviam sido alvo de reportagens-denúncia desfere novos ataques contra a IURD, comem 1989, pouco tempo depois da aquisição matéria no Jornal Nacional que classifica seusda TV Record (1987), no programa líderes como máfia. O duelo ganhou terrenoDocumento Especial, da Rede Manchete, e com repercussão em outras mídias.de uma série de matérias no mesmo teor emvários veículos, com acusações de desvio e Em 2002, foi a Igreja Renascer em Cristolavagem de dinheiro e enriquecimento ilícito o alvo de críticas nas mídias, especialmentecom arrecadações financeiras da igreja. das mesmas Organizações Globo. A partir de matérias-denúncia, de capa, publicadas na Quando, em 1992, o bispo Macedo foi Revista Época, da Editora Globo, em duaspreso com acusações de charlatanismo, semanas consecutivas, com repercussão emcurandeirismo e envolvimento com o tráfico jornais, no rádio e na TV, a Renascer e seusde drogas, as mídias deram farta cobertura. fundadores, o casal Estevan e Sonia
  8. 8. 8Hernandes, passam a ser alvo de matérias- apóstolo Valdemiro Santiago, pastordenúncia quanto a desvio dos fundos dissidente da IURD, tem por prática pregararrecadados pela igreja e pela fundação que contra a IURD e fazer acusações contra oleva o mesmo nome. Em 2006, a Justiça bispo Edir Macedo em seus programas nabloqueou os bens do casal com acusações TV. Durante os dias posteriores ao programade estelionato, falsidade ideológica e da Rede Record, Valdemiro Santiagolavagem de dinheiro. Os episódios apresentou sua defesa, garantido aos fiéis daculminaram, no ano seguinte, com a prisão igreja que havia entrado com processo contrado casal Hernandes nos Estados Unidos, a Rede Record para obter direito de respostapara onde viajaram com valores em espécie e desferido novos ataques à IURD e ao bisponão declarados. Houve ampla cobertura das Macedo, a quem trata como “eles”. Por suamídias ao fato. Eles foram julgados pela vez, a IURD rebateu as argumentações deacusação de contrabando de divisas, Valdemiro Santiago e tem apresentado novasconspiração e falso testemunho e ficaram críticas.presos por 140 dias, passaram cinco mesesem prisão domiciliar e mais um período emliberdade condicional. Estevan e SôniaHernandes foram liberados e voltaram aoBrasil em 2009, mas continuam respondendoa processos no Brasil por ilegalidade nagestão financeira da igreja. Os capítulos iniciados em março,portanto, não são inéditos, como tambémnão é inédito que personagens religiososmidiáticos protagonizem combates entre si.Em 2010, entrando por 2011, os embatesentre o bispo Macedo e o pastor daAssembleia de Deus Vitória em Cristo SilasMalafaia se intensificaram e tiveram espaçona TV, no rádio e na internet por meio dossites e blogs dos religiosos, de vídeos noYoutube e das redes sociais commanifestações de partidários. Em 2011, a A lógica do espetáculoRecord reforçou a disputa com matéria no Estas constatações nos levam a umprograma Domingo Espetacular, de 13 de outro termo usado na primeira frase destenovembro, com crítica à prática de “cair no texto: espetáculo. Não se pode assistir aEspírito”, ou “Bênção de Toronto”, respeitada estes acontecimentos sem ter ae adotada por vários grupos evangélicos. compreensão de que eles são umNessa etapa de confrontos, outros religiosos espetáculo, uma demonstração pública, nomidiáticos também foram envolvidos, como o sentido mais lato do termo. O filósofo Guypastor do Ministério Tempo de Avivamento e Debord chama atenção para isto em suadeputado federal Marcos Feliciano, até os análise da sociedade contemporânea: ocantores gospel, classificados por Edir espetáculo é a aparência que confereMacedo como “endemoniados”. Não é integridade e sentido a uma sociedadesurpresa que o pastor Silas Malafaia tenha esfacelada e dividida. Dessa maneira, porse pronunciado, de imediato, pela Internet, meio da ação das mídias, as relações entresobre a matéria do domingo 18 de março, as pessoas transformam-se em imagens enão isentando Valdemiro Santiago, mas espetáculos. O espetáculo não é um conjuntoacusando o bispo da IURD com a seguinte de imagens, mas uma relação social entrefrase: “O resumo da história é este: o sujo pessoas, mediada por imagens.falando do mal lavado. Todos farinha domesmo saco”. Segundo Debord, tudo o que era vivido diretamente tornou-se uma representação. A matéria do Domingo Espetacular Por exemplo, a violência, uma das facescontra a Igreja Mundial deixa claro que o mais cruas do relacionamento humano, entra nas casas por meio de imagens-espetáculo,
  9. 9. 9assim como a sexualidade ou o convite ao compreensão e com este projeto pastoral deconsumo de bens e serviços e as pessoas- visibilidade social e ocupação de espaços,espetáculo (as celebridades). Dar espetáculo tendo seus públicos-alvo previamenteé provocar, convidar ao consumo de determinados. Não é difícil visualizar, noconteúdos; por vezes, o escândalo é uma crescimento da presença midiática da Igrejaforma espetacular de atrair audiência e Mundial, que Valdemiro Santiago é discípuloconsumidores de conteúdos. Programas que de Edir Macedo e dos outros líderes da IURDexpõem brigas de família ou fatos inusitados e, na prática, segue seus passos.que envolvem a vida de celebridades atraemum público significativo. Na lógica do mercado cultural cabe a concorrência, o uso do espaço para minar Com a religião nas mídias não é concorrentes e ganhar a apoio do públicodiferente: esta presença se consolida na (audiência). Não é preciso recordar astrilha cultura das mídias, que é a lógica do análises sobre os casos Globo-IURD eespetáculo: os milagres, os exorcismos, os Globo-Renascer que classificaram oscultos-imagem, a exposição dos religiosos embates como de concorrentes. Não foi à toaespetaculares, e… as brigas e os fatos que, no caso Renascer, em 2002, o SBTinusitados… Tudo isto em torno da lógica abriu imediato espaço no Programa de Gugu,midiática que passa pela visibilidade dos no mesmo domingo 20 de maio, paraemissores e a captação de receptores, e, Estevan Hernandes apresentar sua defesa.conseqüentemente, de consumidores. Afinal, Concorrência é valor do mercado.as mídias são veículos da “indústria cultural”,termo nascido em meados do século XX para Discernindo…denominar a lógica que rege o lugar social O que temos assistido nos últimos meses édas mídias. Nos tempos de hoje, mais nada menos do que mais um episódio dacoerente é nomear o fenômeno como prática da concorrência de mercado tanto“mercado cultural”, já que ele não passa midiático quanto religioso. O que parece sersomente pela indústria e a venda de produtos um duelo entre líderes e preceitos religiososmas também de serviços e todos os é, de fato, um duelo pela conquista dederivados. visibilidade, de espaço, em busca do público consumidor. E isto coloca a religião num patamar que, talvez, não estivesse na sua razão de ser (o re-ligar o ser humano ao divino), mas que é construído socialmente a partir dos sentidos estabelecidos pela sociedade do espetáculo: religião torna-se bem de mercado, elemento de barganha, estratégia de marketing. E assim, como se diz no popular, tudo isto “torna-se briga de cachorro grande” pois extrapola o espaço do estritamente religioso, uma disputa entre grupos religiosos, no caso, pentecostais, e ganha dimensões mas amplas. Por exemplo, quando um personagem A religião de mercado por vezes protagonista, por vezes Religião midiática é mercado cultural, é coadjuvante, como o pastor Silas Malafaia,religião de mercado. A fé, nesse caso, é uma que assume o papel da pessoa controvertidaprodução ao redor da qual circulam produtos, em todo este contexto e constrói sua imagembens e serviços, oferecidos para financiar a midiática como “aquele que diz as verdades”,presença dos grupos que têm poder é convidado para uma conversa com o vice-financeiro nas mídias, e as consequentes diretor das Organizações Globo, Joãoampliação de visibilidade e busca de Roberto Marinho, temos um sinal do patamarhegemonia no cenário religioso. No sentido em que se encontra a religião nas mídias.estabelecido pela sociedade do espetáculo Segundo depoimento do pastor depois daem que para ser visto, conhecido e conversa (Revista Piauí, 66, set 2011),acreditado é preciso estar nas mídias, grupos Marinho teria alegado precisar conhecer maisreligiosos já são formados com esta
  10. 10. 10o mundo dos evangélicos já que a emissora reivindicar atitudes dos produtores midiáticos,teria percebido que Edir Macedo não seria “a religiosos ou não, que passem pelo campovoz” dos protestantes no Brasil. O pastor da ética – a ética nas mídias e a ética naMalafaia ganhou, então, trânsito em um canal religião – senão estaremos fadados a verde destaque na comunicação e já teve cinco cumprida “a profecia” de Dostoievski,aparições no programa de maior audiência registrada no conto “O Grade Inquisidor” (noda Rede Globo, o Jornal Nacional. Além do livro Os Irmãos Karamazov).contato com Malafaia, as OrganizaçõesGlobo, por meio da gravadora Som Livre, jácontrataram grandes nomes do mercado damúsica evangélica que têm, a partir daí,espaço garantido na programação da RedeGlobo, e tiraram da Rede Record o evento depremiação dos melhores da músicaevangélica, o Troféu Promessas (o quetalvez explique a referida classificação de“endemoniados” aos cantores, incluída apopular Ana Paula Valadão). Vamos estaratentos agora aos próximos passos nesteinteressante embate pela hegemonia nas Na história, Cristo volta à terra e émídias, tendo como barganha a religião. interpelado por um líder cristão com críticas: Cristo não deveria ter voltado trazendo de novo aqueles valores de misericórdia e justiça e andando no meio do povo apregoando-lhe a liberdade. O líder pergunta a Cristo por que voltou para atrapalhar o que a igreja estava fazendo: “Fica sabendo que jamais os homens se acreditaram tão livres como agora, e, no entanto, eles depositaram a liberdade humildemente a nossos pés”. O líder religioso, então, acusa Cristo de haver fracassado na sua missão por ter recusado a tentação do deserto: não distribuiu pão (milagres) para atrair público, não realizou Criticar Edir Macedo e Valdemiro espetáculos (jogar-se do pináculo do temploSantiago e classificar de “baixaria” ou de para ser aparado por anjos) e não aceitou as“falso testemunho” o que temos assistido riquezas do mundo que lhe dariam glória e poder facilmente. No conto, o líder religioso nestes meses, com prorrogação certa diz que agora a igreja estava consertandopor outros tantos, e inserir novas denúncias a esse erro que Cristo cometeu porque erauma ou a outra parte do duelo, é muito pouco perda de tempo esperar discípulos por amor:e é desviar do ponto que dá sentido a este as pessoas querem mesmo é encontrar Deuscapítulo não-inédito, que não é isolado, como por meio do pão, dos milagres, dasvimos, dentro deste processo da relação maravilhas e do poder econômico. Por isso,entre religião e sociedade. Quem se no conto, Cristo é preso novamente.interessa por este cenário social, por Ética nas mídias e ética na religião:motivações religiosas ou acadêmicas, é quem se habilita?desafiado a desenvolver uma visão macro e (*) Magali do Nascimento Cunha, jornalista, doutora em Ciências da Comunicação, professora da Universidade Metodista de São Paulo (Faculdade de Teologia e Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação), autora do livro “A Explosão Gospel. Um Olhar das Ciências Humanas sobre o cenário evangélico contemporâneo” (Ed. Mauad).
  11. 11. 11 No Reino de Deus somos iguais Daniel Simão, membro da Igreja do Jardim Botânico e seminarista na Faculdade de Teologia-SP Quero começar esse texto compartilhando um trecho bíblico que mechama muito a atenção e que nos faz refletir sobre a igualdade no meio dopovo de Deus dentro das igrejas. O texto bíblico é o de Tiago 2.1 onde diz:“Meus irmãos, como crentes em nosso glorioso Senhor Jesus Cristo, nãofaçam diferença entre as pessoas, tratando-as com parcialidade”. Já ouvi pregações sobre esse texto, e algumas me chamaram a atenção pelo fato de o pregadorter explanado a diferença de etnia, religião, ser pobre ou rico, doente ou saudável, homem e mulher,dentre outras marcas de preconceitos sociais que podemos observar no dia a dia em nossa sociedade. Isso é uma realidade que existe não só na sociedade, mas também no meio do povo de Deus, umpovo que se chama pelo nome Dele e reconhece que Ele é o seu Senhor, e além dessas virtudes, sepodemos assim colocar, o povo que não poderia excluir ninguém, pelo contrário, deveria incluir, acabasendo alvo de acusações verdadeiras por excluírem a sociedade de todo o amor que Deus querderramar, privatizando o amor de Deus e o colocando em um nível que só alguns podem receber esseamor, quando a verdadeira mensagem, que percebemos em Jesus, é que o próprio Deus se fez carnepara poder caminhar com todos sem distinção ou preconceitos e poder revelar, através de Jesus, seufilho, a verdade sobre esse amor. Quando penso em igreja penso em comunidade de fé e amor, que não tem vergonha de expressaro seu amor pelas pessoas. Além de vermos esse tipo de exclusão feita pelo povo de Deus para com o povo que ainda nãoconhece esse amor, vemos isso de forma banal dentro das igrejas, entre o povo de Deus. Uns seachando melhores do que os outros, se fazendo valer de posições errôneas que não estão na Palavrae, muitas vezes, por disputas por posições entre homens e mulheres. Se nós olharmos para a Palavra de Deus, ainda com base no texto de Tiago 2, um outro texto quequebra qualquer argumento na briga por posições entre homens e mulheres, dentro da igreja, comoliderança leigas ou clericais, é o texto de Efésios 4.11-12, onde diz que: “ E Ele mesmo deu uns paraapóstolos, e outros para profetas, e outros para evangelistas e outros para pastores e mestres,querendo o aperfeiçoamento dos santos para a obra do ministério, para a edificação do corpo deCristo.” Sendo assim podemos colocar que não só os homens foram chamados para esses ministérios,mas também mulheres, que foram chamadas para servirem a Deus juntamente com os homens,exercendo esses ministérios, como diz o texto acima, com vista ao aperfeiçoamento do corpo deCristo, e para a edificação do Reino de Deus implantado na Terra. Por muito tempo os homens tiveram o domínio dos lugares mais altos da igreja e as mulheressempre eram usadas no serviço, obedecendo as ordens que vinham dos homens. Uma característica bem curiosa das mulheres é que elas possuem o coração muito mais aberto aoserviço do que os homens. Não estou dizendo que elas, por causa disso, não possam exercer funções deliderança (que também precisa ser um serviço!), mas sim que essa interessante característica é usada porDeus para levantar mulheres corajosas para poderem assumir os seus lugares como pastoras, apóstolas,evangelistas, profetas e doutoras. Ao longo da história percebemos que as mulheres, no passado, foram ousadas ao confrontarem aslideranças das igrejas, querendo a igualdade no Reino. E hoje, percebemos que, com passos ainda nãotão grandes, as mulheres conseguem provar que são tão capazes quanto os homens para exerceremtais lideranças e cumprirem, juntamente com eles, a vontade de Deus para a igreja.
  12. 12. 12 NOSSA GENTE Nº 7 mãe nos dava. No dia de ir à Igreja, mamãe levantava cedo e arrumava os 8 filhos (Amênia, eu, Leila, Ruth, Hilda, Ester, meu saudoso irmão Moisés e a caçula, a Karla) que ainda estavam dormindo. Quando estávamos todos prontos, papai ia nos deixar na porta da Igreja e nos buscar na saída”. Leda fez sua pública profissão de fé e tornou-se membro da Igreja Metodista do Jardim Botânico no dia 1º de janeiro de 1962, tornando-se assim a 644ª a tornar-se membro de nossa Igreja quando a IMJB tinha 66 anos como igreja organizada.Leda Machado Ximenes, Leda conheceu e casou-se com o jovem João. Moravam na mesma rua aqui no bairro do Jardimfilha de Manoel e Ismênia Machado, nasceu no Botânico. Casaram-se em 1980 aqui na Igreja dobairro carioca de Cascadura. “A minha avó Jardim Botânico. “O pastor da nossa IgrejaCecília era a parteira da família. Fez o parto de naquele ano era o Bispo Almir dos Santos e otodos os netos, exceto dos dois mais novos, o pastor ajudante era o então Pastor PauloMoisés e a Karla, porque ela dizia que já Lockmann, hoje bispo da Igreja Metodista. Bispoestava muito idosa e que não tinha mais as Almir estava doente e pediu ao Bispo Paulocondições para tal”, diz a Leda. Ayres para oficializar nosso casamento.” Começaram a frequentar e fazer parte de O jovem casal comprou uma ampla e belauma igreja evangélica, a Assembléia de Deus casa num bairro tranqüilo às margens dade Madureira, quando a avó Cecília converteu- Rodovia Rio Petrópolis, bem próximo do bairrose. Ismênia ainda era pequena. de Santa Cruz da Serra, onde residiram por 3 A mãe Ismênia era membro da Igreja anos com os 5 cachorros que tinham. ParaAssembleia de Deus, e foi excluída porque ficarem mais próximos do trabalho do João,casou-se com o Manoel, que não era membro mudaram-se para o bairro carioca de Campoda Igreja e nem evangélico. “Depois de Grande onde construíram uma casa e ondecasados meus pais vieram morar aqui no bairro viveram por 5 anos, saindo de lá depois dado Jardim Botânico. E como minha mãe tinha casa ser assaltada. Mesmo residindo longe,sido excluída da igreja que era membro, Leda nunca deixou de congregar na Metodistaprocurou por aqui uma Igreja para se filiar, e foi do Jardim Botânico.assim que veio parar na Metodista do Jardim Nesse mesmo tempo João recebeu um conviteBotânico. Eu, portanto, “nasci” na Igreja para ir trabalhar em Moçambique, na África, paraMetodista do Jardim Botânico. Mais tarde, a implantar na empresa estatal “Caminhos de Ferro”Assembleia de Deus constatando que mamãe (a rede ferroviária de Moçambique) o sistema denão se afastou de Deus, arrolou-a outra vez ao auditoria. Moraram em Moçambique de 1991 até orol da Igreja, mas ela não saiu mais da final de 2002, quando voltaram ao Brasil, residindoMetodista, assim, frequentávamos as duas, foi no Bairro do Jardim Botânico. “Quando fui paramuito bom para todos nós. Eu, particularmente, África, o Bispo fez uma carta de apresentação daamo a Assembleia de Deus.” minha família para a Igreja Metodista de “Fomos lá diversas vezes na época do Pr. Moçambique. Assim, quando chegamos lá, já nosPaulo Leiva Macalão, não só lá como no esperavam. Mesmo estando lá em Moçambique ,Leblon, na antiga Favela do Pinto, e em nunca deixei de ser membro do Jardim nem daBotafogo também. Meu pai não era crente, mas Sociedade de Mulheres. Continuei participandonunca foi contra a orientação cristã que minha do Coral nas belas e abençoadas cantatas dos finais de ano. A Tia Biga, a regente, mandava as
  13. 13. 13partituras e a fita cassete com as músicas da “Meu retorno foi a glória, realização de umcantata para que eu pudesse aprender e ensaiar. sonho. Deus me trouxe de volta a tempo deVínhamos de férias para que eu pudesse conviver mais 8 anos com minha mãe, além departicipar da apresentação do Coral. Algumas nos abençoar com sua sabedoria, meus filhosvezes eu chegava no dia da apresentação. Mas puderam tê-la bem perto. Ela faleceu em 2009.isso era muito gratificante para mim, pois como a Infelizmente não tive essa oportunidade comnossa irmã Safira Ribeiro disse no Alinhavando nº papai que faleceu em 1996 e eu não pude estar5, de 27 de maio último, o meu ministério, apesar aqui. Deus é Maravilhoso, se na minha voltade já ter colaborado com algumas outras tivesse vindo morar logo no meu apartamento,atividades, sempre foi cantar. Cantar em coral. Por não teríamos esse tempo que lhe restava e foiisso, todas as vezes que o Coral se desfez, ficou muito importante para todos nós, recuperamosfaltando alguma coisa na minha vida. Canto desde o tempo que fiquei na África. Quando cheguei,sempre, mas em Coral, comecei aos 11 anos com me senti como se nunca tivesse saído, minhaMarília Dacorso dirigindo o Coral dos Juvenis. família, minha Igreja, tudo o que eu queria.Mais tarde, passei para o Coral sob regência da D. Cheguei fazendo bazar, cheguei a serHora Diniz e da Tia Biga. Na África, não participei Presidente das Mulheres por 5 anos, voltei ade Coral, apesar de ser lindo, eles cantavam num cantar, Deus tem nos abençoado, dificuldades,dialeto que achei muito difícil de ser falado, e todos temos, mas com Cristo no barco, tudo vaiinfelizmente não aprendi a falar ou cantar o tal muito bem, sou muito feliz e realizada. Agoradialeto.” aqui pertinho da Igreja, estou feito pinto no lixo, meu marido diz que não saio da Igreja. Estou “Lá em Moçambique, apesar do pessoal perto das minhas irmãs, estou morando aondemetodista estar me esperando, foi muito difícil eu nasci, Deus só tem me agraciado, tem nospara mim, me empenhei em frequentar as sustentado, nada tem me faltado. O que tenhoReuniões das Mulheres. Mas elas eram muito a dizer é que, quando deixamos nossa vida serfechadas, eu ia às reuniões, mas ficava dirigida por Deus, só pode dar certo.”sozinha, ninguém traduzia para mim o que era “Quanto a minha família, “eu e minha casadito e eu acabei desistindo. Nos cultos, só os servimos ao Senhor”. Sou muito feliz porhomens traduziam para mim. Lá, além da estarmos todos na presença de Jesus. CaseiMetodista, eu frequentava também a Batista e há 32 anos, mas já conhecia João há 14 anos.a Assembleia de Deus, porque os cultos eram Meus filhos sempre participaram das atividadesem português. Na Metodista a Escola do Departamento Infantil e demais, noDominical não era frequente, então, muitas momento, só Cézar que é Ministro de Louvor evezes íamos às 7h para ED e não tinha canta também no Coral, para minha alegria.ninguém, aí ficávamos esperando até às 9h Assim que casei, me tornei sócia da SMM,para o Culto. Foi assim que procurei ED em naquela época só podia ser sócia quem fosseoutras denominações. Minha filha Keila gostou casada, então, foi uma satisfação quandoda Igreja Batista e o meu filho Cézar gostou da aconteceu, sempre fui fã das Mulheres, meIgreja Assembleia de Deus. Por isso tínhamos lembro que sempre que precisavam de algo naque revezar, cada semana era numa Igreja Igreja, recorriam às Mulheres, aí, aspara ED, depois seguíamos para o culto na formiguinhas iam logo fazer campanhas,Metodista. Era o jeito dos meus filhos, naquele bazares, almoços, tudo para alcançarem otempo crianças pequenas, não deixarem de objetivo, eu achava o máximo, hoje sou umacongregar e de estudar a Palavra de Deus.” delas, Glória a Deus.” “Deixei meu currículo na Embaixada “Meu marido é uma benção, companheiro,Brasileira e fui contratada como Secretária do colaborador, só pude ser Presidente daEmbaixador, depois trabalhei no Departamento Sociedade de Mulheres porque pude contarComercial, trabalhei lá por longos 10 anos. com ele em todos os momentos. Sempre meLongos porque ficar na África por 12 anos para apoiou. Ia comigo aonde quer que eumim foi muito sacrifício, eu só pensava em precisasse ir. Até hoje, quando já não sou maisvoltar, sentia muita falta da minha família e da Presidente da Sociedade de Mulheres, eleminha Igreja; João e Keila gostaram muito de continua me ajudando em qualquer projeto queestar lá, para Cézar foi indiferente. Mas eu não eu me proponho a fazer. Posso contar com eleme acostumei a uma cultura diferente e a estar para tudo, faz com muito dedicação e carinho.longe de tudo e todos que faziam parte da E como já disse, A Igreja Metodista do Jardimminha vida”. Botânico, é a Igreja do meu coração. Amo esse povo!”
  14. 14. 14Jornadas de Oração : um caminho em direção ao Reino de Deus Maria Ruth Furtado, vice-coordenadora do Ministério de Oração e intercessão Desde o mês de Maio, e ainda nesse mês de junho, a igreja está convocada para uma campanha de oração por vários motivos, e muitos se associaram a esta convocação, que para mim nada mais é que uma convocação divina, à semelhança daquela que o Senhor Deus fez ao povo de Israel: “... Santificai-vos, pois amanhã farei maravilhas entre vós...” (Js 3:5). Santificar é uma tomada de posição em direção a Deus, àquilo que Ele quer de nós e para nós. Buscamos nesta campanha sermos avivados pelo Senhor, direção para a implementação do discipulado, crescimento espiritual individual, vida familiar mais saudável espiritualmente e direção para os planos e projetosmissionários de nossa igreja, mas, mais que tudo, buscamos que o Reino de Deus venha sobre nós. Quando falamos de Reino de Deus, não estamos nos referindo a um espaço geográfico outerritorial, muito menos de um governo humano, mas, sim, do governo de Deus e sua vontade sendofeita em nossa igreja como ela é feita no céu. Quando oramos juntos (mesmo estando separados) para que o Reino de Deus se cumpra emnosso meio, devemos estar conscientes de que o Reino de Deus não consiste em comida ou bebida(necessidades físicas), mas em justiça, paz e alegria no Espírito Santo. (Rm 14:17). Trocando em miúdos, devemos saber que a justiça de Deus é estabelecida pela obediência ecumprimento de Sua santa vontade, vontade esta revelada em concordância com Sua Palavra. Jesuscumpriu plenamente esta justiça, obedecendo em tudo a Deus e cumprindo fielmente o plano desalvação. Uma vez que tivermos alcançado o entendimento da vontade de Deus para esta igreja eagirmos segundo as estratégias que Ele nos orientar, experimentaremos aquilo que a Palavra nosgarante “... que a vontade de Deus é boa, perfeita e agradável...” (Rm 12:2) e Ele confirmará as obrasde nossas mãos e nos prosperará. Outra prerrogativa do Reino é a paz. A paz de Deus deve ter prioridade no meio de nossas casase nossa igreja. Esta paz não é a ausência de dificuldades, mas uma disposição em nosso interior demantermos os laços de fraternidade e amor entre eu e meu irmão independente das dificuldades.Para que isto ocorra, é necessário um quebrantar de corações, uma decisão intima em perdoar e serperdoado, coragem para destronar o nosso ego e deixar que Deus cure nossas feridas e nos leve aoencontro do outro, estendendo a destra da comunhão. Deus quer e pode sarar nossosrelacionamentos. Quando esta paz que excede o nosso entendimento (Fp 4:7) estiver permeandonossa convivência, com certeza esta igreja será invadida por uma alegria que vai romper os muros denosso prédio, atingindo as ruas, casas e comércio de nossa vizinhança. A Palavra de Deus nos garante que a alegria é um fruto do Espírito. Essa alegria é mais que risos egargalhadas, é uma satisfação plena e gloriosa em nosso ser interior (espírito) por aquilo que Deusestará fazendo em nosso meio. Neemias 8:10 diz que “...a alegria do Senhor é a nossa força...” forçaque nos nutre, anima, fortalece, encoraja e nos da ousadia para irmos em direção aos perdidos, eacolhermos àqueles(as) que o Senhor acrescentar em nosso meio. Aleluia. Bendito seja o nome do Senhor. Estamos na última semana da convocação feita pelo Pastor Ronan. Se você ainda não se inscreveupara participar de um dos horários de oração, não deixe de fazê-lo. Deus quer te usar neste projetointercessório por nossa igreja. Tudo no reino espiritual começa com oração e se você deseja mais deDeus para nossa igreja, dê mais a Ele do seu clamor, do seu amor, do seu tempo. Ele conta com todosnós para avançar o seu Reino neste bairro. No amor Daquele que nunca falha, Deus o Pai, no poder do Nome que esta acima de todo nome,Jesus de Nazaré, e na unção do eterno Consolador, o Espírito Santo, um forte e carinhoso abraço.

×