SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 22
ESTRUTURA E
FORMAÇÃO DAS
PALAVRAS. Revisão
ESTRUTURA DAS PALAVRAS
Estudar a estrutura é conhecer os
elementos formadores das palavras. Assim,
compreendemos melhor o significado de cada uma delas.
Observe os exemplos abaixo:




 art-ista      brinc-a-mos   cha-l-eira cachorr-inh-a-s
A análise destes exemplos mostra-nos que as
palavras podem ser divididas em unidades menores,
a que damos o nome de elementos
mórficos ou morfemas.
Vamos analisar a palavra "cachorrinhas":
Nessa palavra observamos facilmente a existência de
quatro elementos. São eles:
cachorr - este é o elemento base da palavra, ou
seja, aquele que contém o significado.
inh - indica que a palavra é um diminutivo
a - indica que a palavra é feminina
s - indica que a palavra se encontra no plural
Morfemas: unidades mínimas de caráter
significativo
São elementos mórficos:
1) Raiz, radical, tema: elementos básicos e
significativos
2) Afixos (prefixos, sufixos), desinência,
vogal temática: elementos modificadores da
significação da palavra primitiva.
3) Vogal de ligação, consoante de
ligação: elementos de ligação .
Você reparou que há um
   Radical          elemento comum nesse grupo?
                    Você reparou que o
livr- o             elemento livr serve de base para
livr- inho          o significado? Esse elemento é
                    chamado de radical.
livr- eiro
                    Radical: elemento básico e
livr- eco           significativo das palavras.



             Por Exemplo:
             cert-o
             cert-eza
             in-cert-eza
Afixos

 Afixos são elementos secundários
 (geralmente sem vida autônoma) que se
 juntam a um radical para formar palavras
 derivadas. Sabemos que o acréscimo do
 morfema "-mente", por exemplo, cria
 uma nova palavra a partir
 de "certo": certamente, advérbio de
 modo.
 Quando são colocados antes do
 radical, os afixos recebem o nome
 de prefixos. Quando, surgem depois do
 radical, os afixos são chamados
 de sufixos ou desinências.
Exemplos

Prefixo   Radical   Sufixo

  in        at       ivo

  em       pobr     ecer

 inter    nacion      al
Desinências
 Desinências são os elementos terminais indicativos das
 flexões das palavras. Existem dois tipos:
 Desinências Nominais: indicam as flexões
 de gênero (masculino e feminino) e de número (singular e
 plural) dos nomes.
 Exemplos:
  alun-o                           aluno-s
  alun-a                           aluna-s

Desinências Verbais: indicam as flexões de número e pessoa e
de modo e tempo dos verbos.

Exemplos:
                           compra-
compr-o      compra-s                    compra-is     compra-m
                           mos
             compra-
compra-va
             va-s
Formação das Palavras
Existem dois processos básicos
 pelos quais se formam as palavras:
 a derivação e a composição. A
 diferença entre ambos consiste
 basicamente em que, no processo
 de derivação, partimos sempre de
 um único radical, enquanto no
 processo de composição sempre
 haverá mais de um radical.
Derivação


 Derivação é o processo pelo qual se obtém uma
  palavra nova, chamada derivada, a partir de outra
  já existente, chamada primitiva.
 Ex: Leal – Lealdade.
Derivação Prefixal ou Prefixação
 Resulta do acréscimo de prefixo à palavra
  primitiva, que tem o seu significado alterado. crer-
   descrer
  ler- reler
  capaz- incapaz
Derivação Sufixal ou Sufixação


 Resulta de acréscimo de sufixo à palavra
  primitiva, que pode sofrer alteração de significado
  ou mudança de classe gramatical.
 Ex: alfabetização.
Derivação Parassintética ou
       Parassíntese
 Ocorre quando a palavra derivada resulta do
  acréscimo simultâneo de prefixo e sufixo à
  palavra primitiva.
 Ex: Emudecer
 Desalmado.
Composição

 Composição é o processo que forma palavras
  compostas, a partir da junção de dois ou mais
  radicais. Existem dois tipos:
 Justaposição
 Aglutinação
Justaposição

 Ao juntarmos duas ou mais palavras ou radicais,
  não ocorre alteração fonética ( não perde e nem
  ganha nenhuma letra).
 Ex: Passatempo, quinta-feira, girassol.
Composição por Aglutinação



 Ao unirmos dois ou mais vocábulos ou radicais,
  ocorre perda de um ou mais de seus elementos
  fonéticos.
 Ex: embora (em boa hora)
  fidalgo (filho de algo - referindo-se à família nobre)
  hidrelétrico (hidro + elétrico)
  planalto (plano alto)
Atividade Extra Classe

 01. Assinale a opção em que nem todas as palavras
  possuem o mesmo radical:

  a) noite, anoitecer, noitada;
  b) luz, luzeiro, alumiar;
  c) incrível, crente, crer;
  d) festa, festeiro, festejar;
  e) riqueza, ricaço, enriquecer.
02. A série em que os vocábulos enumerados se
relacionam porque provêm da mesma raiz é:


a) florescer, flandres, florear;
b) pousada, aposentado, cômodo;
c) reger; regulamento; regra;
d) corte; percurso; correr;
e) angústia; ângulo; anjo.

03. Assinale a opção em que
há erro na identificação do
elemento mórfico grifado:


a) compostas: desinência de
feminino;
b) quadrar: radical;
c) adotei vogal temática;
d) pareceram: vogal temática;
e) influência: desinência de
04. Vocábulo onde existe
desinência de gênero:


a) segredo;
b) curiosidade;
c) força;
d) verbo;
e) alheia.
05. Assinale a opção em que o
processo de formação de
palavras está indevidamente
caracterizado:


a) vaga-lume: composição;
b) cruzeiro: sufixação;
c) palmeira: sufixação;
d) irritação: sufixação;
e) baunilha: sufixação.
06. Grupo de três palavras
formadas por DERIVAÇÃO:


a) pesaroso, apelo (subst.),
refazer;
b) pontapé, introduzir, cipoal;
c) decímetro, casamento, namoro
(subst.);
d) cine, guarda-roupa, infiel;
e) infelizmente,
amolecer,varapau.
Para Entregar

Justificar as respostas
 corretas de cada questão.
BOA SORTE!
Estrutura e formação das palavras 1 bimestre

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (20)

Período composto por coordenação
Período composto por coordenaçãoPeríodo composto por coordenação
Período composto por coordenação
 
Sinônimos e antônimos
Sinônimos e antônimosSinônimos e antônimos
Sinônimos e antônimos
 
Modulo 01 morfemas
Modulo 01 morfemasModulo 01 morfemas
Modulo 01 morfemas
 
Sujeito. Predicado
Sujeito. PredicadoSujeito. Predicado
Sujeito. Predicado
 
Tipos de sujeito
Tipos de sujeitoTipos de sujeito
Tipos de sujeito
 
Adjunto adnominal
Adjunto adnominalAdjunto adnominal
Adjunto adnominal
 
Ortografia c ç s ss x
Ortografia c ç s ss xOrtografia c ç s ss x
Ortografia c ç s ss x
 
Termos integrantes-da-oracao
Termos integrantes-da-oracaoTermos integrantes-da-oracao
Termos integrantes-da-oracao
 
Regência Nominal
Regência NominalRegência Nominal
Regência Nominal
 
Frase oracao-periodo-aula
Frase oracao-periodo-aulaFrase oracao-periodo-aula
Frase oracao-periodo-aula
 
Sinônimos e antônimos
Sinônimos e antônimosSinônimos e antônimos
Sinônimos e antônimos
 
Período simples e período composto
Período simples e período compostoPeríodo simples e período composto
Período simples e período composto
 
Complemento nominal
Complemento nominalComplemento nominal
Complemento nominal
 
Concordância Nominal
Concordância NominalConcordância Nominal
Concordância Nominal
 
Substantivo
SubstantivoSubstantivo
Substantivo
 
Verbos regulares e irregulares
Verbos regulares e irregularesVerbos regulares e irregulares
Verbos regulares e irregulares
 
Semântica
SemânticaSemântica
Semântica
 
Formação das palavras
Formação das palavrasFormação das palavras
Formação das palavras
 
Concordância nominal
Concordância nominalConcordância nominal
Concordância nominal
 
Frase, oração e período
Frase, oração e períodoFrase, oração e período
Frase, oração e período
 

Destaque (11)

Aula 1 estrutura e formação de palavras
Aula 1   estrutura e formação de palavrasAula 1   estrutura e formação de palavras
Aula 1 estrutura e formação de palavras
 
Funções do pronome relativo
Funções do pronome relativoFunções do pronome relativo
Funções do pronome relativo
 
Análise sintática dos pronomes relativos
Análise sintática dos pronomes relativosAnálise sintática dos pronomes relativos
Análise sintática dos pronomes relativos
 
9º ano E. F. II - Pronomes Relativos
9º ano E. F. II - Pronomes Relativos9º ano E. F. II - Pronomes Relativos
9º ano E. F. II - Pronomes Relativos
 
Pronomes Relativos
Pronomes RelativosPronomes Relativos
Pronomes Relativos
 
Colocação Pronominal
Colocação PronominalColocação Pronominal
Colocação Pronominal
 
Artigo de opinião
Artigo de opiniãoArtigo de opinião
Artigo de opinião
 
Brasil regiões
Brasil regiõesBrasil regiões
Brasil regiões
 
Capa geo
Capa geoCapa geo
Capa geo
 
Revisão literatura
Revisão   literaturaRevisão   literatura
Revisão literatura
 
Treino Saresp - Geografia NONO ANO
Treino Saresp - Geografia NONO ANOTreino Saresp - Geografia NONO ANO
Treino Saresp - Geografia NONO ANO
 

Semelhante a Estrutura e formação das palavras 1 bimestre

Estrutura e formação da palavra
Estrutura e formação da palavraEstrutura e formação da palavra
Estrutura e formação da palavraCandidoCalazans
 
Processos de formação das palavras
Processos de formação das palavrasProcessos de formação das palavras
Processos de formação das palavrasguest85fbf7c
 
Processos de formação das palavras
Processos de formação das palavrasProcessos de formação das palavras
Processos de formação das palavrasguest85fbf7c
 
Processosdeformaodaspalavras 100517201716-phpapp01
Processosdeformaodaspalavras 100517201716-phpapp01Processosdeformaodaspalavras 100517201716-phpapp01
Processosdeformaodaspalavras 100517201716-phpapp01josé ribamar
 
Estrutura e formação das palavras
Estrutura e formação das palavrasEstrutura e formação das palavras
Estrutura e formação das palavrasLidia Araujo
 
Estrutura e formação das palavras
Estrutura e formação das palavrasEstrutura e formação das palavras
Estrutura e formação das palavrasAndriane Cursino
 
Derivaã§ã£o e composiã§ã£o
Derivaã§ã£o e composiã§ã£oDerivaã§ã£o e composiã§ã£o
Derivaã§ã£o e composiã§ã£oostrapaula
 
Generalidades sobre classe de palavras
Generalidades sobre classe de palavrasGeneralidades sobre classe de palavras
Generalidades sobre classe de palavrasJoanita Artigas
 
Estrutura das Palavras
Estrutura das Palavras Estrutura das Palavras
Estrutura das Palavras conca66
 
Estrutura das palavras michelle
Estrutura das palavras michelleEstrutura das palavras michelle
Estrutura das palavras michelleconca66
 
Estrutura das palavras michelle
Estrutura das palavras michelleEstrutura das palavras michelle
Estrutura das palavras michelleconca66
 
Estrutura das palavras
Estrutura das palavrasEstrutura das palavras
Estrutura das palavrasSeduc/AM
 
Estrutura das palavras
Estrutura das palavrasEstrutura das palavras
Estrutura das palavrasSeduc/AM
 
Processos de formação de palavras
Processos de formação de palavrasProcessos de formação de palavras
Processos de formação de palavrasOlivaldo Ferreira
 
Estrutura Das Palavras1
Estrutura Das Palavras1Estrutura Das Palavras1
Estrutura Das Palavras1Angela Santos
 
Estrutura Das Palavras
Estrutura Das PalavrasEstrutura Das Palavras
Estrutura Das Palavrasguest0cbfe
 
Estrutura Das Palavras
Estrutura Das PalavrasEstrutura Das Palavras
Estrutura Das Palavrasguest75cb1b
 
ESTRUTURA E PROCESSOS DE FORMAÇÃO DAS PALAVRAS.pptx
ESTRUTURA E PROCESSOS DE FORMAÇÃO DAS PALAVRAS.pptxESTRUTURA E PROCESSOS DE FORMAÇÃO DAS PALAVRAS.pptx
ESTRUTURA E PROCESSOS DE FORMAÇÃO DAS PALAVRAS.pptxMarluceBrum1
 
Estruturaeformaodaspalavras 110320151038-phpapp02
Estruturaeformaodaspalavras 110320151038-phpapp02Estruturaeformaodaspalavras 110320151038-phpapp02
Estruturaeformaodaspalavras 110320151038-phpapp02Edson Alves
 

Semelhante a Estrutura e formação das palavras 1 bimestre (20)

Estrutura e formação da palavra
Estrutura e formação da palavraEstrutura e formação da palavra
Estrutura e formação da palavra
 
Processos de formação das palavras
Processos de formação das palavrasProcessos de formação das palavras
Processos de formação das palavras
 
Processos de formação das palavras
Processos de formação das palavrasProcessos de formação das palavras
Processos de formação das palavras
 
Processosdeformaodaspalavras 100517201716-phpapp01
Processosdeformaodaspalavras 100517201716-phpapp01Processosdeformaodaspalavras 100517201716-phpapp01
Processosdeformaodaspalavras 100517201716-phpapp01
 
Estrutura e formação das palavras
Estrutura e formação das palavrasEstrutura e formação das palavras
Estrutura e formação das palavras
 
Estrutura e formação das palavras
Estrutura e formação das palavrasEstrutura e formação das palavras
Estrutura e formação das palavras
 
Derivaã§ã£o e composiã§ã£o
Derivaã§ã£o e composiã§ã£oDerivaã§ã£o e composiã§ã£o
Derivaã§ã£o e composiã§ã£o
 
Generalidades sobre classe de palavras
Generalidades sobre classe de palavrasGeneralidades sobre classe de palavras
Generalidades sobre classe de palavras
 
Estrutura das Palavras
Estrutura das Palavras Estrutura das Palavras
Estrutura das Palavras
 
Estrutura das palavras michelle
Estrutura das palavras michelleEstrutura das palavras michelle
Estrutura das palavras michelle
 
Estrutura das palavras michelle
Estrutura das palavras michelleEstrutura das palavras michelle
Estrutura das palavras michelle
 
Resumão de português
Resumão de portuguêsResumão de português
Resumão de português
 
Estrutura das palavras
Estrutura das palavrasEstrutura das palavras
Estrutura das palavras
 
Estrutura das palavras
Estrutura das palavrasEstrutura das palavras
Estrutura das palavras
 
Processos de formação de palavras
Processos de formação de palavrasProcessos de formação de palavras
Processos de formação de palavras
 
Estrutura Das Palavras1
Estrutura Das Palavras1Estrutura Das Palavras1
Estrutura Das Palavras1
 
Estrutura Das Palavras
Estrutura Das PalavrasEstrutura Das Palavras
Estrutura Das Palavras
 
Estrutura Das Palavras
Estrutura Das PalavrasEstrutura Das Palavras
Estrutura Das Palavras
 
ESTRUTURA E PROCESSOS DE FORMAÇÃO DAS PALAVRAS.pptx
ESTRUTURA E PROCESSOS DE FORMAÇÃO DAS PALAVRAS.pptxESTRUTURA E PROCESSOS DE FORMAÇÃO DAS PALAVRAS.pptx
ESTRUTURA E PROCESSOS DE FORMAÇÃO DAS PALAVRAS.pptx
 
Estruturaeformaodaspalavras 110320151038-phpapp02
Estruturaeformaodaspalavras 110320151038-phpapp02Estruturaeformaodaspalavras 110320151038-phpapp02
Estruturaeformaodaspalavras 110320151038-phpapp02
 

Mais de rafaelcef3

Conteúdo recuperação história Eduardo
Conteúdo recuperação história   EduardoConteúdo recuperação história   Eduardo
Conteúdo recuperação história Eduardorafaelcef3
 
Apostila de recuperação Gebrim
Apostila de recuperação GebrimApostila de recuperação Gebrim
Apostila de recuperação Gebrimrafaelcef3
 
Diferenças entre etnia
Diferenças entre etniaDiferenças entre etnia
Diferenças entre etniarafaelcef3
 
Texto africa blog
Texto  africa    blogTexto  africa    blog
Texto africa blografaelcef3
 
Capítulo 5 vírus
Capítulo 5   vírusCapítulo 5   vírus
Capítulo 5 vírusrafaelcef3
 
Cáp 3 e 4 a evolução dos seres vivos e biodiversidade
Cáp 3 e 4   a evolução dos seres vivos e biodiversidadeCáp 3 e 4   a evolução dos seres vivos e biodiversidade
Cáp 3 e 4 a evolução dos seres vivos e biodiversidaderafaelcef3
 
C'ap. 2 a origem da vida
C'ap. 2 a origem da vidaC'ap. 2 a origem da vida
C'ap. 2 a origem da vidarafaelcef3
 
Capítulo 1 organização dos seres vivos (1)
Capítulo 1   organização dos seres vivos (1)Capítulo 1   organização dos seres vivos (1)
Capítulo 1 organização dos seres vivos (1)rafaelcef3
 
Cap 03 a transferência de energia e de matéria num ecossistema.
Cap 03   a transferência de energia e de matéria num ecossistema.Cap 03   a transferência de energia e de matéria num ecossistema.
Cap 03 a transferência de energia e de matéria num ecossistema.rafaelcef3
 
Cap 02 onde a vida acontece.
Cap 02   onde a vida acontece.Cap 02   onde a vida acontece.
Cap 02 onde a vida acontece.rafaelcef3
 
Cap 02 onde a vida acontece.
Cap 02   onde a vida acontece.Cap 02   onde a vida acontece.
Cap 02 onde a vida acontece.rafaelcef3
 
Cap 01 quanta vida na terra!
Cap 01   quanta vida na terra!Cap 01   quanta vida na terra!
Cap 01 quanta vida na terra!rafaelcef3
 
Questoes cap 1
Questoes cap 1Questoes cap 1
Questoes cap 1rafaelcef3
 
Questoes cap 1
Questoes cap 1Questoes cap 1
Questoes cap 1rafaelcef3
 
Orações coordenadas revisão
Orações coordenadas revisãoOrações coordenadas revisão
Orações coordenadas revisãorafaelcef3
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1rafaelcef3
 
Learning objectives
Learning objectivesLearning objectives
Learning objectivesrafaelcef3
 
Cinematica blog
Cinematica blogCinematica blog
Cinematica blografaelcef3
 
Conflito das coreias marcos blog
Conflito das coreias marcos blogConflito das coreias marcos blog
Conflito das coreias marcos blografaelcef3
 

Mais de rafaelcef3 (20)

Conteúdo recuperação história Eduardo
Conteúdo recuperação história   EduardoConteúdo recuperação história   Eduardo
Conteúdo recuperação história Eduardo
 
Apostila de recuperação Gebrim
Apostila de recuperação GebrimApostila de recuperação Gebrim
Apostila de recuperação Gebrim
 
Diferenças entre etnia
Diferenças entre etniaDiferenças entre etnia
Diferenças entre etnia
 
Texto africa blog
Texto  africa    blogTexto  africa    blog
Texto africa blog
 
Capítulo 5 vírus
Capítulo 5   vírusCapítulo 5   vírus
Capítulo 5 vírus
 
Cáp 3 e 4 a evolução dos seres vivos e biodiversidade
Cáp 3 e 4   a evolução dos seres vivos e biodiversidadeCáp 3 e 4   a evolução dos seres vivos e biodiversidade
Cáp 3 e 4 a evolução dos seres vivos e biodiversidade
 
C'ap. 2 a origem da vida
C'ap. 2 a origem da vidaC'ap. 2 a origem da vida
C'ap. 2 a origem da vida
 
Capítulo 1 organização dos seres vivos (1)
Capítulo 1   organização dos seres vivos (1)Capítulo 1   organização dos seres vivos (1)
Capítulo 1 organização dos seres vivos (1)
 
Cap 03 a transferência de energia e de matéria num ecossistema.
Cap 03   a transferência de energia e de matéria num ecossistema.Cap 03   a transferência de energia e de matéria num ecossistema.
Cap 03 a transferência de energia e de matéria num ecossistema.
 
Cap 02 onde a vida acontece.
Cap 02   onde a vida acontece.Cap 02   onde a vida acontece.
Cap 02 onde a vida acontece.
 
Cap 02 onde a vida acontece.
Cap 02   onde a vida acontece.Cap 02   onde a vida acontece.
Cap 02 onde a vida acontece.
 
Cap 01 quanta vida na terra!
Cap 01   quanta vida na terra!Cap 01   quanta vida na terra!
Cap 01 quanta vida na terra!
 
Questoes cap 1
Questoes cap 1Questoes cap 1
Questoes cap 1
 
Questoes cap 1
Questoes cap 1Questoes cap 1
Questoes cap 1
 
Orações coordenadas revisão
Orações coordenadas revisãoOrações coordenadas revisão
Orações coordenadas revisão
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 
Aula 04
Aula 04Aula 04
Aula 04
 
Learning objectives
Learning objectivesLearning objectives
Learning objectives
 
Cinematica blog
Cinematica blogCinematica blog
Cinematica blog
 
Conflito das coreias marcos blog
Conflito das coreias marcos blogConflito das coreias marcos blog
Conflito das coreias marcos blog
 

Estrutura e formação das palavras 1 bimestre

  • 2. ESTRUTURA DAS PALAVRAS Estudar a estrutura é conhecer os elementos formadores das palavras. Assim, compreendemos melhor o significado de cada uma delas. Observe os exemplos abaixo: art-ista brinc-a-mos cha-l-eira cachorr-inh-a-s
  • 3. A análise destes exemplos mostra-nos que as palavras podem ser divididas em unidades menores, a que damos o nome de elementos mórficos ou morfemas. Vamos analisar a palavra "cachorrinhas": Nessa palavra observamos facilmente a existência de quatro elementos. São eles: cachorr - este é o elemento base da palavra, ou seja, aquele que contém o significado. inh - indica que a palavra é um diminutivo a - indica que a palavra é feminina s - indica que a palavra se encontra no plural Morfemas: unidades mínimas de caráter significativo
  • 4. São elementos mórficos: 1) Raiz, radical, tema: elementos básicos e significativos 2) Afixos (prefixos, sufixos), desinência, vogal temática: elementos modificadores da significação da palavra primitiva. 3) Vogal de ligação, consoante de ligação: elementos de ligação .
  • 5. Você reparou que há um Radical elemento comum nesse grupo? Você reparou que o livr- o elemento livr serve de base para livr- inho o significado? Esse elemento é chamado de radical. livr- eiro Radical: elemento básico e livr- eco significativo das palavras. Por Exemplo: cert-o cert-eza in-cert-eza
  • 6. Afixos  Afixos são elementos secundários (geralmente sem vida autônoma) que se juntam a um radical para formar palavras derivadas. Sabemos que o acréscimo do morfema "-mente", por exemplo, cria uma nova palavra a partir de "certo": certamente, advérbio de modo. Quando são colocados antes do radical, os afixos recebem o nome de prefixos. Quando, surgem depois do radical, os afixos são chamados de sufixos ou desinências.
  • 7. Exemplos Prefixo Radical Sufixo in at ivo em pobr ecer inter nacion al
  • 8. Desinências Desinências são os elementos terminais indicativos das flexões das palavras. Existem dois tipos: Desinências Nominais: indicam as flexões de gênero (masculino e feminino) e de número (singular e plural) dos nomes. Exemplos: alun-o aluno-s alun-a aluna-s Desinências Verbais: indicam as flexões de número e pessoa e de modo e tempo dos verbos. Exemplos: compra- compr-o compra-s compra-is compra-m mos compra- compra-va va-s
  • 9. Formação das Palavras Existem dois processos básicos pelos quais se formam as palavras: a derivação e a composição. A diferença entre ambos consiste basicamente em que, no processo de derivação, partimos sempre de um único radical, enquanto no processo de composição sempre haverá mais de um radical.
  • 10. Derivação  Derivação é o processo pelo qual se obtém uma palavra nova, chamada derivada, a partir de outra já existente, chamada primitiva.  Ex: Leal – Lealdade.
  • 11. Derivação Prefixal ou Prefixação  Resulta do acréscimo de prefixo à palavra primitiva, que tem o seu significado alterado. crer- descrer ler- reler capaz- incapaz
  • 12. Derivação Sufixal ou Sufixação  Resulta de acréscimo de sufixo à palavra primitiva, que pode sofrer alteração de significado ou mudança de classe gramatical.  Ex: alfabetização.
  • 13. Derivação Parassintética ou Parassíntese  Ocorre quando a palavra derivada resulta do acréscimo simultâneo de prefixo e sufixo à palavra primitiva.  Ex: Emudecer  Desalmado.
  • 14. Composição  Composição é o processo que forma palavras compostas, a partir da junção de dois ou mais radicais. Existem dois tipos:  Justaposição  Aglutinação
  • 15. Justaposição  Ao juntarmos duas ou mais palavras ou radicais, não ocorre alteração fonética ( não perde e nem ganha nenhuma letra).  Ex: Passatempo, quinta-feira, girassol.
  • 16. Composição por Aglutinação  Ao unirmos dois ou mais vocábulos ou radicais, ocorre perda de um ou mais de seus elementos fonéticos.  Ex: embora (em boa hora) fidalgo (filho de algo - referindo-se à família nobre) hidrelétrico (hidro + elétrico) planalto (plano alto)
  • 17. Atividade Extra Classe  01. Assinale a opção em que nem todas as palavras possuem o mesmo radical: a) noite, anoitecer, noitada; b) luz, luzeiro, alumiar; c) incrível, crente, crer; d) festa, festeiro, festejar; e) riqueza, ricaço, enriquecer.
  • 18. 02. A série em que os vocábulos enumerados se relacionam porque provêm da mesma raiz é: a) florescer, flandres, florear; b) pousada, aposentado, cômodo; c) reger; regulamento; regra; d) corte; percurso; correr; e) angústia; ângulo; anjo. 03. Assinale a opção em que há erro na identificação do elemento mórfico grifado: a) compostas: desinência de feminino; b) quadrar: radical; c) adotei vogal temática; d) pareceram: vogal temática; e) influência: desinência de
  • 19. 04. Vocábulo onde existe desinência de gênero: a) segredo; b) curiosidade; c) força; d) verbo; e) alheia. 05. Assinale a opção em que o processo de formação de palavras está indevidamente caracterizado: a) vaga-lume: composição; b) cruzeiro: sufixação; c) palmeira: sufixação; d) irritação: sufixação; e) baunilha: sufixação.
  • 20. 06. Grupo de três palavras formadas por DERIVAÇÃO: a) pesaroso, apelo (subst.), refazer; b) pontapé, introduzir, cipoal; c) decímetro, casamento, namoro (subst.); d) cine, guarda-roupa, infiel; e) infelizmente, amolecer,varapau.
  • 21. Para Entregar Justificar as respostas corretas de cada questão. BOA SORTE!