Ano Letivo 2013/2014
ALTAMENTE
Boletim
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DO ALTO DO LUMIAR
Nesta edição:
Principais Atividades 2
O qu...
PRINCIPAIS ATIVIDADES
Página 2ALTAMENTE
Fizemos muitas atividades,
Como dançar, cantar…
E ainda tivemos capacidades
De um ...
Página 3ALTAMENTE
No dia 25 de abril,
Toda a gente a cantar,
Saímos à rua a rir,
Com cravos para dar.
Nesse dia tão comemo...
O QUE PENSAMOS SOBRE A ESCOLA
Página 4
5ºANOS
“No início do ano foi um pouco estranho porque foi a primeira vez que a minh...
…A experiência e a dedicação com que a APEAL de entrega às iniciativas em que se envolve, juntamen-
te com os demais eleme...
Página 6
“A comemoração do 25 de abril, na nossa escola, foi muito fixe, porque pudemos
sair à rua, para expressar os noss...
Página 7
“Este ano foi muito intenso para o 6º ano com as provas, não tivemos descanso.
Graças às professoras que nos têm ...
Página 8
“Eu gostei de tudo em geral,
Mas é claro que há sempre aquele mal,
Professores a berrar,
Enquanto os alunos levam...
Página 9
“Este ano foi muito divertido,
Cheio de diversão e alegria,
Com festas como o 25 de abril,
E com sentimentos a mi...
Página 10
“O que foi para nós a Escola este ano letivo:
A APEAL (Associação de Pais e Encarregados de Educação do Agrupame...
Página 11
DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS
“O grupo de Português
De braço dado com o Inglês
E a cantar com o Francês
Resolveu a esc...
Página 12
DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS
“2013-14 foi um ano em que a escola conseguiu contrariar os dramas do...
Página 13
DEPARTAMENTO DE EXPRESSÕES
“O Departamento de Expressões ao nível das atividades mais marcantes durante o
ano le...
Página 14
“Futuramente acho que os alunos deveriam manter a postura de bom comporta-
mento...Que durante as aulas os aluno...
Página 15
DIREÇÃO
“O presente boletim expressa a NOSSA vontade de chegar a todos. Visa divulgar
as atividades desenvolvida...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Boletim de Actividades do Agrupamento de Escolas do Alto Lumiar

672 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
672
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
281
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Boletim de Actividades do Agrupamento de Escolas do Alto Lumiar

  1. 1. Ano Letivo 2013/2014 ALTAMENTE Boletim AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DO ALTO DO LUMIAR Nesta edição: Principais Atividades 2 O que pensamos sobre... 4 Agradecimentos 4 ACONTECEU... Rafaela Barreto Aluna 6ºD Inês Ferreira Aluna 7ºB Isabel Lourenço Professora São Martins Assistente Operacional Filipa Neves Professora Bibliotecária Inês Leão Mediadora Escolar Equipa Editorial: Edição Única
  2. 2. PRINCIPAIS ATIVIDADES Página 2ALTAMENTE Fizemos muitas atividades, Como dançar, cantar… E ainda tivemos capacidades De um poema inventar! O dia que nós mais gostámos foi o Dia da Escola por- que foi um momento especial, visto que houve poesia, dança e representação do centro artes e formação. No dia da Não Violência Houve muita harmonia Mas nesta escola Há sempre tendência Para a “guerra fria” Para nós o dia mais mar- cante foi o dia da Não Violência porque apren- demos muito com os con- vidados que estiveram cá presentes e foi represen- tado de forma alegre, divertida, com canções, debates e poemas cria- dos pelos alunos. Foi especialmente gratifi- cante por podermos rece- ber cada um dos convida- dos nas respetivas salas e também por termos tido a oportunidade e a res- ponsabilidade de fazer cartazes sobre este tema.
  3. 3. Página 3ALTAMENTE No dia 25 de abril, Toda a gente a cantar, Saímos à rua a rir, Com cravos para dar. Nesse dia tão comemorativo, Decidimos pelo bairro andar, Distribuir cravos decorativos A Grândola Vila Morena a cantar! Neste dia tão especial Houve muita paz e harmonia Nada correu mal SEMANA DA LEITURA Acabámos o ano assim, con- tentes por terminar. Para o ano estaremos aqui para estudar, divertir e alegrar! Na Feira das Profissões; Com pintura facial; Tivemos orientações; Para o futuro profissional. NOTA EDITORIAL-Todos os textos apresentados neste boletim são da autoria dos alunos da EB 2.3 Alto do Lumiar. A maioria das fotos são da autoria do nosso aluno Renato Martins do 8º C. A eles um agradecimento especial.
  4. 4. O QUE PENSAMOS SOBRE A ESCOLA Página 4 5ºANOS “No início do ano foi um pouco estranho porque foi a primeira vez que a minha turma entrou no 5ºano. Alguns alunos eram repetentes e outros não. O que a nossa turma tem de melhor, é que somos todos unidos, mas o que tem de pior, é quando estamos todos juntos, fazemos muito barulho. O que temos de melhorar é o nosso comporta- mento e a escola tem de melhorar as instalações. Gostamos de todos os professores mas a que mais gostámos foi da professora Gabriela, cada um tem os seus gostos! O nosso maior desejo é passar de nível, mas para isso temos de nos esforçar por- que o fim do ano está a chegar.”  “A nossa escola é o máximo, Com professores fantásticos Sempre prontos a ensinar. Se no próximo ano estudarmos, Vai ser fácil passar!”  “O dia que nos marcou, em relação às atividades em que participámos, foi a véspera do feriado 25 de abril. No dia 24 de abril, quinta-feira, todos fomos para as ruas do Alto do Lumiar, pelos vários bairros, por forma a recriar a manifestação dos militares e o povo português, naquela época. Nesse dia, para avisarem as pessoas sobre a nossa marcha, colocámos a música popular Grândola Vila Morena (Canção de Zeca Afonso) e alguns alunos tocaram tambores pelas ruas. Esta revolução ficou denomi- nada de “Revolução dos Cravos” e, como tal, elaboraram-se cartazes alusivos à temática e demos cravos de papel à população. Foi um dia diferente para todos nós, alunos, e para toda população, em geral.”  “O mais importante para nós foram as seguintes atividades: o 25 de abril, o Dia da Não Violência, o Dia da Escola e a Feira das Profissões. O dia que nós mais gostámos foi o Dia da Escola porque foi um momento especial, visto que houve poesia, dança e representação do centro artes e formação. Uma coisa negativa é que há muita violência e agressão e uma das coisas positivas é podermos requisitar livros e oferecem-nos algum material escolar. Achamos que para o ano seguinte, devem melhorar as salas, as casas de banho, que haja mais higiene e que deixe de haver violência na escola.” 
  5. 5. …A experiência e a dedicação com que a APEAL de entrega às iniciativas em que se envolve, juntamen- te com os demais elementos da comunidade escolar, possibilitou ultrapassar os vários problemas. ... (Associação de Pais) Página 5 “A escola acabou Mas o estudo continuou Esta escola tem um mal Os quadros interativos não trabalham É uma pena para nós E assim eles falham Os professores são excelentes Temos aulas interessantes, Na biblioteca há livros fundamentais Somos agora alunos, mais confiantes!” 6ºANOS “O ano acabou Em altos voos estou A estudar e a brincar Lá passaram os meses a saltitar Para o ano vamos melhorar!”  “Na escola tudo é possível É só estudar para passar A DT é incrível Os professores são só ensinar Estudamos o máximo possível Queremos muito passar de ano Vai ser mesmo incrível Estar noutro nível Passar de ano pode ser possível Nós não queremos reprovar Este ano foi incrível E a escola está a acabar Tantos trabalhos e problemas e contas Umas ideias boas e outras ideias tontas O nosso ano em grande vai acabar Quem passar vai gritar e festejar Podemos ser a pior turma da escola Mas se passarmos de ano é só jogar consola Na nossa sala tudo foi possível Com a nossa professora Foi ainda mais incrível!”
  6. 6. Página 6 “A comemoração do 25 de abril, na nossa escola, foi muito fixe, porque pudemos sair à rua, para expressar os nossos sentimentos, distribuindo cravos a todas as pessoas que por nós passavam.” “No dia 25 de abril, Toda a gente a cantar, Saímos à rua a rir, Com cravos para dar.” “Todos nós celebrámos o Dia da Não Violência, com declamação de poemas e criados por nós, canções de rap e debates na sala de aula. Que lindo que foi esse dia! No Dia da Escola, veio um autocarro grande e vermelho, onde experimentámos, através da imaginação, o que é fazer um tour pela cidade.” “Na Feira das Profissões, Com pintura facial, Tivemos orientações, Para o futuro profissional.”  “DIA DA NÃO VIOLÊNCIA Neste dia tão especial Houve muita paz e harmonia Nada correu mal Sentimos uma grande alegria! DIA DA ESCOLA Fizemos muitas atividades, Como dançar, cantar… E ainda tivemos capacidades De um poema inventar! 25 DE ABRIL Nesse dia tão comemorativo, Decidimos pelo bairro andar, Distribuir cravos decorativos A Grândola Vila Morena a cantar!” 
  7. 7. Página 7 “Este ano foi muito intenso para o 6º ano com as provas, não tivemos descanso. Graças às professoras que nos têm ajudado nos exames, adquirimos bons resulta- dos. Agora falando nos acontecimentos escolares deste ano… Sentimos que esta escola fez um belo avanço! Este ano foram imensas as brigas e agressões, feliz- mente a escola tomou precauções. Acontecimentos atrás de acontecimentos, decerto alguns melhoramentos, basta esperar, o próximo ano está a chegar!”  “Neste ano estudamos bastante Fizemos por merecer Chocante, chocante Foi os exames que tivemos de fazer Gostámos muito das atividades Dança, canções e poemas Tivemos muitas capacidades Resolvemos muitos problemas Gostámos muito dos professores Especialmente da de EVT Também gostámos muito de todos eles Até do prof de ET.” 7ºANOS “O que correu bem: A minha turma considera que as sessões de jogos pedagógicos com a Doutora Inês foram interessantes porque aprendemos a lidar em equipa e nos torneios de futebol porque podem ajudar a escolher o nosso futuro. O empenho na escola para ajudar os alunos a ter melhores condições de vida no futuro dos alunos. Para o ano gostávamos que a escola tivesse um pavilhão para educação física e um campo de relva sintética.”  “As coisas que a turma do 7ºD tem de melhorar são: o comportamento, as faltas e as notas. Somos uma turma muito unida, mas quando estamos juntos fazemos muito barulho. Para mim a escola é boa, nem toda a gente diz o mesmo. Apesar de tudo o que dizem da nossa escola, aqui se os alunos quiserem todos conseguem fazer uma melhor escola. Aqui na nossa escola as coisas que mais nos marcaram foram o dia 25 de abril e o Dia da Não Violência. O momento que mais nos marcou foi quando começamos com as assembleias de turma e quando fizemos uma pren- da para oferecer no Dia do Pai, até vendemos bolos na sala dos professores.”
  8. 8. Página 8 “Eu gostei de tudo em geral, Mas é claro que há sempre aquele mal, Professores a berrar, Enquanto os alunos levam falta disciplinar. A escola pode melhorar em vários aspetos, Talvez melhorar alguns tetos, Até o material escolar, Mas é claro que os alunos iam estragar. A minha turma atividades não fez, Mas um dia... Sabe-se lá talvez. As minhas notas, adorei! Mas é claro que assim continuarei. O Dia da Escola não foi nada de novo, Enquanto que no dia 24 de abril cantámos as canções do povo.” 8ºANOS “Passar de ano foi uma experiência inacreditável. A passagem do 7º para o 8ºano é uma transição que mostra que estamos a crescer e a aprender. Especialmente a aprender a sermos pessoas civilizadas e a nos respei- tarmos mutuamente, mas infelizmente há pessoas que não sabem esse significado, como o que aconteceu com o nosso colega, Paulo Martins, foi uma injustiça e uma barbaridade. Essa é uma das coisas que deveriam ser mudadas na nossa escola, ou até no mundo, deviam ser um pouco mais severos na educação de quem faz mal aos colegas da escola. Apesar de alguns alunos fazerem algumas exigências, tais como: melhores salas de aulas e casas de banho, mas eles também podem ajudar a tornar a escola melhor. Este é um lugar onde passamos a maior parte do tempo e os nossos colegas e pro- fessores são como os nossos irmãos e pais, somos uma grande família. As amizades que aqui criamos são para a vida inteira e esperamos que, para ao ano, continuemos a ser unidos, a crescer e a aprender para termos um futuro melhor.”  “Adorei fazer parte do staff ao longo de várias festas que a professora Inês Leão organizou. Adoro esta escola porque aqui temos liberdade apesar de alguns alunos não a saberem respeitar. Adoro os professores, são fantásticos e cheios de paciên- cia… O que mais me marcou e a todos os meus colegas desta escola foi a marcha do dia 24 de abril, comemoração dos 40 anos de liberdade. Um especial agradecimento à professora Inês Leão porque ela, sim, conseguiu coi- sas que muitos apenas tentaram, à minha DT Maria Inês Rego, por nunca desistir do 8ºC.”
  9. 9. Página 9 “Este ano foi muito divertido, Cheio de diversão e alegria, Com festas como o 25 de abril, E com sentimentos a mil. Acabamos o ano assim, Contentes por terminar, Para o ano estaremos aqui, Para estudar, divertir e alegrar.” 9ºANOS “Para nós o dia mais marcante foi o Dia da Não Violência porque aprendemos muito com os convidados que estiveram cá presentes e foi um dia alegre, divertido, com canções, debates e apresentação de poemas criados pelos alunos. Foi, especial- mente, gratificante podermos receber cada um dos convidados nas respetivas salas e também termos tido a oportunidade de fazer cartazes sobre este tema. O debate serviu, sobretudo, para conhecermos as suas experiências vividas ao longo das vidas.”  “No dia da Não Violência Houve muita harmonia Mas nesta escola há sempre a tendência para “guerra fria” Adorámos este ano Aprendemos e fizemos amigos Gostámos dos professores Foram muito divertidos Obrigado a todos Que nos foram queridos Levamos desta escola Aprendizagens e sorrisos!!” PIEF “O que eu mais desejaria para o próximo ano era que houvesse um PIEF para o 3º ciclo. O que mais me marcou este ano foi a atenção por parte dos professores, estão sempre atentos, nunca nos deixam de parte, apoiam-nos muito. Deixo aqui também um pedido, em nome do PIEF, que nos dessem mais material escolar. Este ano as visitas de estudo que mais nos marcaram foram: a ida ao Diá- rio de Noticias e a ida ao Zoomarine.”
  10. 10. Página 10 “O que foi para nós a Escola este ano letivo: A APEAL (Associação de Pais e Encarregados de Educação do Agrupamento de Escolas do Alto do Lumiar) em termos de balanço final do ano letivo 2013/2014 con- sidera ser um ano atípico, nomeadamente devido a momentos onde foram vivencia- dos vários problemas. No entanto, a experiência e a dedicação com que a APEAL de entrega às iniciativas em que se envolve, juntamente com os demais elementos da comunidade escolar, possibilitou ultrapassar vários dos problemas. Como é habi- tual, na preparação dos trabalhos para o ano letivo, iniciamos com a tomada de reso- luções visando o bom funcionamento das iniciativas em curso e propostas, este período de grande reflexão permite o fortalecimento e coesão de toda a equipa da APEAL e elementos da comunidade escolar. Pretende-se que o trabalho da APEAL não só foque apenas em projetos direcionados aos alunos do Agrupamento, mas também aos pais e encarregados de educação, do qual se destaca o Projeto Escola Solidária +. É um projeto que tem marca a diferença pela positiva, principalmente neste ano letivo devido à conjuntura económico-financeira em que o país se encon- tra. Este projeto é para a APEAL uma boa iniciativa de trabalhar a espírito de união, solidariedade e entre ajuda na escola, e da escola para a comunidade de forma mais positiva e agradável. Este projeto demostra que a escola (a sua comunidade escolar) também tem sentimentos de preocupação sobre a comunidade (e território) em que está inserida. A APEAL tem como missão o seguinte: a) Contribuir, por todos os meios ao seu alcance, para que os pais e encarregados de educa- ção possam cumprir integralmente a sua missão de educadores; b) Contribuir para o desenvolvimento equilibrado da personalidade do aluno; c) Pugnar por uma política de ensino que respeite e promova os valores fundamentais da pessoa humana; d) Fomentar atividades de caracter pedagógicas, formativo, cultural, científico, social e des- portivas. É para cumprir o melhor possível a missão que abraçamos que a APEAL trabalha todos os Quais os nossos objetivos/sonhos para o próximo ano: Como é natural e desejável num associação, a APEAL tem vários objetivos, alguns de curto prazo, outro de longo prazo, nomeadamente: 1. Chegar aos 200 sócios em situação de quotas regularizadas, 2. Ter os nossos projetos em várias linhas de candidatura financiados, o que possi- bilita enriquecer as atuais respostas às necessidades da comunidade, 3. Alcançar as todas as metas a que nos propusemos, 4. Trabalhar conjuntamente com a Escola visando o bom funcionamento da mesma, e capacitação da sua comunidade natural e na esfera de influência. Em termos gerais, estes são os principais objetivos da APEAL para o ano 2014/2015. Deixamos como mensagem aos pais e encarregados de educação que abordem com mais regularidade a APEAL, nomeadamente questionem, visitem e promovem momento de diálogo, pois nós estamos disponíveis, ou seja, estamos aqui para vós e trabalhamos com pais para pais. Façam parte da vida da vossa Associação, de quem vos representa. Fica o desafio, por vezes é mais significativa uma hora num mês que oito horas num só dia…” APEAL
  11. 11. Página 11 DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS “O grupo de Português De braço dado com o Inglês E a cantar com o Francês Resolveu a escola agitar “Estamos em todas”: no dia da Paz, no dia da Liberdade, no poema, na entrevista, na mensagem, na sala, no pátio e na rua; Vi-te cantar, vi-te pintar, Fiz-te escrever. Ficámos todas a sonhar… para de novo recomeçar.” DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS
  12. 12. Página 12 DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS “2013-14 foi um ano em que a escola conseguiu contrariar os dramas do país. Quando a violência dos despedimentos, dos cortes dos apoios sociais ou da emi- gração forçada vira do avesso a vida das famílias, a escola tem de cultivar a noção de grupo, sublinhar a comunhão de objetivos, desenvolver as capacidades crítica e de ação. Foi o que tentámos fazer. O trabalho coletivo apresentado nos Dias da Não Violência e da comemoração do 25 de abril foram um bom exemplo de como é possível envolver toda a escola, famílias e parceiros sociais. Foram espaços em que a escola se abriu, se virou para fora e deu mais um passo num caminho com tanto de longo como de inevitável: como ilha não sobrevivemos saudáveis, precisamos do Outro, não existimos sem o Outro. Foram espaços em que as aprendizagens e a transversalidade dos trabalhos bebe- ram das ciências sociais e humanas; reforçaram a memória e a noção de identida- de coletivas, reconhecendo momentos importantes da História nacional e interna- cional. Foram espaços de grandes lições de cidadania, onde os/as mais novos/as consta- taram o papel ativo dos cidadãos e cidadãs anónimos/as nas mudanças da socie- dade ao longo do tempo. Foram espaços onde se viveu o dizer de Simone Beauvoir: “O presente não é um passado em potência, é o momento da escolha e da ação”. Outra atividade relevante, sobretudo para o 3º ciclo, foi o Dia Aberto, pelas perspe- tivas que abre a jovens nem sempre com percursos passados fáceis nem futuros risonhos. 2014-15 será o que fizermos dele, todos e todas. Temos a noção de que temos - cada vez mais! - menos ovos para fazer omeletes. A crise económica não tem sido meiga com a escola pública e a falta de recursos humanos e materiais obriga-nos a uma gestão cada vez mais atenta das prioridades. Mas não temos dúvidas: a nossa prioridade são os nossos alunos e alunas. Porque queremos uma escola melhor num mundo melhor e, como diz Paulo Freire, “A Educação não transforma o mundo, a Educação transforma as pessoas. E as pessoas transformam o mundo.”
  13. 13. Página 13 DEPARTAMENTO DE EXPRESSÕES “O Departamento de Expressões ao nível das atividades mais marcantes durante o ano letivo de 2013/2014 destaca sem qualquer dúvida o “Dia da Não Violência” pela pertinência e conteúdo do evento bem como na original presença de ilustres convi- dados que puseram à disposição dos alunos as suas experiências. O facto desta atividade ter proporcionado aos alunos contacto com personalidades e instituições que habitualmente não estão acessíveis, despertou-lhes muita curiosidade o que os levou a participar ativamente. Por outo lado, este departamento salienta a comemoração dos quarenta anos do 25 de abril não só pelo envolvimento e adesão da comunidade escolar com enfoque nos alunos e também pelo impacto causado no bairro circundante à escola causado pela marcha/manifestação e consequente distribuição de cravos de papel pelos transeuntes. O facto destas atividades terem proporcionado aos alunos contacto com pessoas e instituições que habitualmente não estão próximas deles, despertou -lhes muita curiosidade o que os levou a participar ativamente.” TÉCNICOS “Vivenciámos na escola momentos positivos e menos positivos. Sentimos que mui- tas vezes foi possível encarar os conflitos e constrangimentos como oportunidades de reflexão de como fazer melhor. Ainda há muito trabalho a fazer - em conjunto - para cumprirmos umas das diretrizes para a educação no século XXI definido, pela Unesco – Aprender a viver juntos.” ASSISTENTES TÉCNICOS E OPERACIONAIS “Uma das coisas positivas foi a construção do telheiro. Para mim o que me marcou este ano foi o dia da “Não violência” os alunos tiveram uma postura excelente...Fico com a sensação que os nossos meninos só se portam bem quando querem. Com as atividades que se realizaram ao longo do ano, tive a surpresa de que os nos- sos alunos, afinal de contas, até sabem comportar–se à altura dos acontecimentos. Sabem estar, sabem colaborar, sabem manter um diálogo com pessoas estranhas à escola…”
  14. 14. Página 14 “Futuramente acho que os alunos deveriam manter a postura de bom comporta- mento...Que durante as aulas os alunos não permanecessem no recinto escolar. Que para o ano seja melhor ao nível de comportamento dos alunos. Com mais atitudes, por parte dos alunos, para preservar a escola. Que cada dia de escola fosse um dia especial E que os nossos alunos praticassem em todos os minutos Os valores da amizade, do respeito pelas pessoas mais velhas E a tolerância que tantas vezes necessitam E não têm para com os outros. Cada escola que se abre é uma cadeia que se fecha...A educação é a arma mais poderosa que tu podes usar para mudar o mundo.” “Escola é …O lugar que se faz amigos. Não se trata só de prédios, salas, quadros, Programas, horários, conceitos… Escola é sobretudo, gente, O diretor é gente, O coordenador é gente, O professor é gente, O aluno é gente, E cada funcionário é gente. E a escola será cada vez melhor Na medida em que cada um se comporte Como colega, amigo, irmão. Nada de “ilha cercada de gente por todos os lados” Nada de conviver com as pessoas e depois, Descobrir que não tem amizade a ninguém. Nada de ser como tijolo que forma a parede, indiferente, frio, só. Importante na escola não é só estudar, não é só trabalhar, É também criar laços de amizade, É criar ambiente de camaradagem, é conviver, é se “amarrar nela”! Ora é logico… Numa escola assim vai ser fácil! Estudar, trabalhar, crescer, Fazer amigos, educar-se, ser feliz. É por aqui que podemos começar a melhorar o mundo.” (Poema de Paulo Freira escolhido pelos Assistentes Técnicos e Operacionais)
  15. 15. Página 15 DIREÇÃO “O presente boletim expressa a NOSSA vontade de chegar a todos. Visa divulgar as atividades desenvolvidas e dinamizadas ao longo do ano com a forte contribui- ção dos nossos parceiros. É uma iniciativa da escola para a comunidade, onde a expressividade e a imaginação estão presentes de uma forma marcante.” “Gosto de vir Para a escola Para os meus Amigos encontrar Gosto de vir Para a escola Para aprender A estudar.”

×