áCidos nucleicos

2.421 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.421
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
30
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

áCidos nucleicos

  1. 1. Ácidos nucléicos Ácidos nucleicos DNA e RNA 1 Introdução 2 DNA e o gene 3 O papel do RNA 4 Composição dos ácidos nucléicos1 – Introdução Existem dois tipos básicos de ácidos nucléicos: o ácido desoxirribonucléico(DNA) e o ácido ribonucléico (RNA). Os ácidos nucléicos compõem o nosso materialgenético e são encontrados em todos os seres vivos. Essa regra não vale para os vírus,que possuem apenas um tipo de ácido nucléico, ou possuem o DNA ou RNA, nunca osdois. Os ácidos nucléicos constituem a base química da hereditariedade. O ácido desoxirribonucléico (DNA) é uma molécula formada por duas cadeias na forma de uma dupla hélice (escada em caracol). Essas cadeias são constituídas por um açúcar (desoxirribose), um grupo fosfato e uma base nitrogenada (T- timina, A-adenina, C-citosina ou G-guanina). O ácido ribonucléico (RNA) é uma molécula também formada por um açúcar(ribose), um grupo fosfato e uma base nitrogenada (U-uracila, A-adenina, C-citosina ouG-guanina). Um grupo reunindo um açúcar, um fosfato e uma base é um "nucleotídeo".Nathalia Fuga – CHE Página 1
  2. 2. Ácidos nucléicos2 – O DNA e o gene A informação contida no DNA, o código genético, está registrada na sequênciade suas bases nitrogenadas na cadeia (timina sempre ligada à adenina, e citosina semprecom guanina). O nome dessa informação contida no DNA é o gene. Podemos considerarum gene, de um modo simplificado, como a região do cromossomo que contém ocódigo para produzir uma substância específica que a célula, e, portanto o organismo,precisa para viver. O gene é a parte funcional do DNA. No código genético humano sãoencontrados milhares de genes e cada um armazena uma informação que pode sertraduzida do DNA para a montagem de uma molécula específica de proteína. A sequência de base em um determinado gene indica outra sequência, a deaminoácidos - substâncias que constituem as proteínas. Os genes, portanto, são sequências especiais de centenas ou até milhares de pares(do tipo A-T ou C-G) que oferecem as informações básicas para a produção de todas asproteínas que o corpo precisa produzir. O DNA não é o fabricante direto das proteínas; para isso ele forma um tipoespecífico de RNA, o RNA mensageiro, no processo chamado transcrição. O códigogenético, na forma de unidades conhecidas como genes, está no DNA, no núcleo dascélulas. Já a "fábrica" de proteínas se localiza no citoplasma celular em estruturasespecíficas, os ribossomos, para onde se dirige o RNA mensageiro. Na transcrição,apenas os genes relacionados àproteína que se quer produzir sãocopiados na forma de RNAmensageiro. Cada grupo de trêsbases (ACC, GAG, CGU etc.) échamado códon e é específico paraum tipo de aminoácido. Um pedaço de ácidonucléico com cerca de milnucleotídeos de comprimento pode,portanto, ser responsável pelasíntese de uma proteína compostade centenas de aminoácidos. Nos ribossomos, o RNA mensageiro é por sua vez lido pormoléculas de RNA transportador, responsável pelo transporte dos aminoácidos até olocal onde será montada a cadeia proteica.Nathalia Fuga – CHE Página 2
  3. 3. Ácidos nucléicos3 – O papel do RNA O RNA é encontrado tanto no núcleo como no citoplasma, embora sua função decontrole da síntese de proteínas seja exercida exclusivamente no citoplasma. Sãoencontrados no núcleo, formando os nucléolos e no citoplasma, formando osribossomos. Os RNA são formados modelando-se em moléculas de DNA (transcrição).O RNA, formado no molde do DNA, passa ao citoplasma, levando consigo a mensagemdo DNA. No citoplasma ele vai cumprir o seu papel, determinando a síntese de umaproteína (tradução). Essa proteína terá um papel na manifestação do caráter hereditáriocondicionado pela presença daquele DNA nas células do indivíduo. Logo, o DNA temuma função eminentemente genética, mas que só é exercida pela atividade dos RNA,que são sintetizadores de proteínas.3 – Composição dos ácidos nucleicos As unidades estruturais de um ácido nucléico são as mesmas, tanto numabactéria como em um mamífero. Todos os ácidos nucléicos são constituídos de filamentos longos nos quais se sucedem, por polimerização, unidades chamadas nucleotídeos. Cada nucleotídeo é constituído por um fosfato (P), uma pentose (ribose ou desoxirribose) e uma base nitrogenada (adenina, guanina, citosina, timina ou uracila). As bases nitrogenadas são de dois tipos: bases púricas e bases pirimídicas. As bases púricas são a adenina (A) e a guanina (G), ambas encontradas tanto no DNA como no RNA. As bases pirimídicas são a citosina, encontrada no DNA e no RNA; a timina (T), encontrada no DNA; e a uracila (U), encontrada no RNA. No DNA, encontramos sempre duas cadeias paralelas de nucleotídeos. No RNA,só há uma cadeia de nucleotídeos. As cadeias de ácidos nucléicos são longas e encerrammuitas centenas de nucleotídeos. A molécula de DNA tem a forma de uma espiraldupla, assemelhando-se a uma escada retorcida (caracol), onde os corrimões seriamformados pelos fosfatos e pentoses e cada degrau seria uma dupla de bases ligadas àspentoses. A sequência das bases nitrogenadas ao longo da cadeia de polinucleotídeospode variar, mas a outra cadeia terá de ser complementar sabendo que Adenina se ligacom Timina e que Guanina se liga com Citosina. Se numa das cadeias tivermos: ATCGCTGTACAT Na cadeia complementar teremos: T A G C G A C A T G T ANathalia Fuga – CHE Página 3

×