Medindo a crueldade

7.062 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

Medindo a crueldade

  1. 1. Matam em legítima defesa e não apresentam tendências psicopáticas<br />1<br />
  2. 2. Amantes ciumentos que cometeram assassinato, mas que apesar de egocêntricos ou imaturos, não são psicopatas <br />2<br />
  3. 3. Cúmplices voluntários de assassinos: criminosos que agem por impulso, ou seja, que cometem atos violentos sem pensar nas consequências<br />3<br />
  4. 4. Matam em legítima defesa, porém provocaram a vítima ao extremo para que isso ocorra<br />4<br />
  5. 5. Pessoas desesperadas e traumatizadas que cometeram assassinato, mas que demonstram remorso genuíno em certos casos e não apresentam traços significantes de psicopatia <br />5<br />
  6. 6. Assassinos impetuosos e agressivos, mas sem traços claros de psicopatia <br />6<br />
  7. 7. Assassinos extremamente narcisistas, mas não especificamente psicopatas, que matam pessoas próximas a ele por inveja, ou ciúme <br />7<br />
  8. 8. Assassinos não-psicopatas, com uma profunda raiva guardada, e que matam em acessos de fúria <br />8<br />
  9. 9. Amantes ciumentos com traços claros de psicopatia <br />9<br />
  10. 10. Assassinos não-psicopatas que matam pessoas "em seu caminho" <br />10<br />
  11. 11. Assassinos psicopatas que matam pessoas "em seu caminho" <br />11<br />
  12. 12. Psicopatas com sede de poder que matam quando estão encurralados <br />12<br />
  13. 13. Psicopatas assassinos que matam em acessos de fúria <br />13<br />
  14. 14. Psicopatas cruéis e egocêntricos que montam esquemas e matam para se beneficiarem <br />14<br />
  15. 15. Psicopatas que cometem chacinas desenfreadas ou assassinos múltiplos <br />15<br />
  16. 16. Psicopatas que cometem múltiplos atos de violência <br />16<br />
  17. 17. Psicopatas sexualmente perversos e assassinos em série: Entre os homens, o estupro costuma ser a principal motivação, e a vítima é morta para esconder evidências <br />17<br />
  18. 18. Psicopatas assassinos e torturadores, onde o assassinato é a principal motivação <br />18<br />
  19. 19. Psicopatas que fazem terrorismo, subjugação, intimidação e estupro, mas sem assassinato <br />19<br />
  20. 20. Psicopatas assassinos e torturadores, onde a tortura é a principal motivação, mas em personalidades psicóticas <br />20<br />
  21. 21. Psicopatas que torturam até o limite, mas não cometem assassinatos <br />21<br />
  22. 22. Psicopatas que torturam até o limite, e que também cometem assassinatos <br />22<br />

×