musculo esqueletico

714 visualizações

Publicada em

Trabalho sobre Musculo Esqueletico

Publicada em: Esportes
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
714
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
49
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

musculo esqueletico

  1. 1. Trabalho realizado por: Matheus Belesa nº 11 Pedro Gonçalves nº16 Wesley Douglas nº20 Disciplina: PAFD Ano Letivo: 2014/15
  2. 2. O QUE SÃO MÚSCULOS ESQUELÉTICOS? • São órgãos compactos, com capacidade para se contraírem, que se encontram unidos às estruturas ósseas, sendo basicamente constituídos por dois tipos de tecidos: o conjuntivo e o muscular. • O tecido conjuntivo, presente em praticamente todos os órgãos e sistemas do corpo, proporciona o suporte e proteção aos tecidos mais especializados. • O tecido muscular é formado pelo agrupamento paralelo de inúmeras células ou fibras musculares, elementos muito finos e longos com a capacidade de se contraírem.
  3. 3. TIPOS DE TECIDO MUSCULAR Existem três tipos de tecido muscular: o liso, o cardíaco e o esquelético. • O músculo liso caracteriza-se por não apresentar estrias transversais e pelo facto de a sua contração ser controlada pelo sistema nervoso autónomo, não tendo o costume de ser voluntário. É possível encontrar este tecido muscular nos vasos sanguíneos e nas glândulas.
  4. 4. TIPOS DE TECIDOS MUSCULAR • O tecido muscular cardíaco também é constituído por estrias, mas a sua contração é controlada por um mecanismo elétrico específico do coração, que embora seja submetido a vários estímulos, é independente da vontade
  5. 5. TIPOS DE TECIDO MUSCULAR • O tecido muscular esquelético, igualmente composto por estrias transversais, é o único cuja contração pode ser voluntariamente conduzida e controlada, proporcionando o movimento dos vários segmentos do esqueleto e do corpo.
  6. 6. FUNCIONAMENTO DO MÚSCULO • Os filamentos de miosina formam bandas escuras, chamadas: anisotrópicas (banda A) • Os filamentos de actina, formam bandas claras, chamadas isotrópicas (banda I). • O intervalo entre duas linhas Z consecutivas constitui um sarcómero e correspondem à unidade de contração da célula muscular.
  7. 7. CONTRAÇÃO MUSCULAR • Na contração muscular, os miofilamentos não diminuem de tamanho, mas os sarcómeros ficam mais curtos e toda a célula muscular contrai-se. • O encurtamento dos sarcómeros ocorre em função do deslizamento dos miofilamentos finos sobre os grossos, havendo maior sobreposição entre eles: a banda I diminui de tamanho, pois os filamentos de actina deslizam sobre os de miosina, penetram na banda A e reduzem a largura da banda H.
  8. 8. BOMBA DE CÁLCIO • O impulso nervoso transmitido ao músculo esquelético promove a abertura de canais de cálcio presentes no retículo sarcoplasmático, que vai facilitar a saída do cálcio para o sarcoplasma onde vai atuar no processo de contração da fibra muscular. • Ou seja, bomba de cálcio é um mecanismo de regulação da contração muscular que consiste em transportar os íons cálcio ao seu local de origem para que novas contrações possam ocorrer.
  9. 9. RELAXAMENTO • Quando há o cessamento dos impulsos nervosos e a diminuição de estímulo sobre o nervo motor, os íons de cálcio ligados aos sítios da troponina são “sequestrados” de volta às cisternas do retículo sarcoplasmático. Com a diminuição da concentração intracelular de cálcio, o complexo ATP é desativado e os miofilamentos de actina retornam à posição inicial para propiciarem a ocorrência de um novo ciclo contrátil.
  10. 10. CURIOSIDADES • Exposição de corpos mortos, onde vê-se os músculos e tendões. http://www.youtube.com/watch?v=kwaNbQBwSZo

×