O patinho feio adaptação patrícia amorim

953 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
953
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
17
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O patinho feio adaptação patrícia amorim

  1. 1. O patinho Feio- Adaptação: Patrícia Amorim Era uma vez uma jovem pata, que estava chocando sua primeira ninhada. Passado algum tempo nas- ceram lindos patinhos, e a mamãe pata ficou muito orgulhosa de seus filhotes. Quando a pata foi verificar se todos os ovos haviam quebrado , percebeu que ainda tinha um intei- rinho, e era o maior de todos. Resolveu choca- lo por mais alguns dias. Quando o ovo se partiu, saiu
  2. 2. dele um patinho muito grande e desengonçado. Todos os animais da fazenda zombavam dele, e diziam para pata que ele não era um filhote de pato. A mamãe Pata começou a ficar desconfiada de que poderia ser um ovo de Peru.Resolveu levar os filhotes para a Lagoa, e verificar se o patinho feio conseguiria nadar como os outros patinhos. Chegando na Lagoa, todos os filhotes entraram na água, e nadaram maravilhosamente bem ,
  3. 3. inclusive o Patinho feio. A pata se convenceu que embora não muito bonito, ele era mesmo seu filhote. Quanto mais o tempo passava, mais diferente o patinho ficava.Os animais da fazenda o maltratavam, porque ele era muito feio. O patinho vivia sempre muito triste. Os seus irmãos, não brincavam com ele. Porque o acha- vam esquisito.Chegou o dia em que até a mamãe pata, por mais que protegesse, sentia medo dele.
  4. 4. O patinho feio , muito magoado, decidiu ir embora da fazenda.Foi caminhando pela flo- resta, sem rumo, não tinha nenhum lugar para ir. Logo chegou o inverno, e o patinho quase congelou, porque não tinha onde se abrigar.Continuou andando, até que encontrou o quintal de uma linda casa. Resolveu parar para dormir em um monte de lenha empilhado no quintal.No dia seguinte, a dona da casa foi pegar lenha para preparar o café, e encontrou o patinho, enco-
  5. 5. lhidinho embaixo das lenhas. Ficou com muita pena dele, e levou-o para dentro da sua casa. Chegando lá aqueceu o patinho feio e lhe deu água e comida.Ele fi- cou muito contente porque finalmente iria ter um lar de verdade. Infelizmente o gato de estimação daquela senhora era muito malvado e ciumento, e ele não gostava do patinho.O malvado vivia aprontando, e sempre botava a culpa no patinho.Até o dia em que também foi obrigado a sair daquela casa.
  6. 6. Ele foi embora, muito triste novamente.Mas logo a primavera chegou, e encheu todos os cantos da floresta com suas flores e cores. O patinho resolveu se distrair um pouco, nadando no lago. Logo que entrou, começou a
  7. 7. ouvir sussurros de admiração:-Oh, que lindo!Ele estufou o peito e nadou como se fosse"O dono do Lago". esquecendo de toda a sua tristeza. Até que avistou três cisnes, e ficou admirado com tamanha beleza.Pensou em se esconder de vergonha, mas eles chamaram para brincar.O patinho adorou aquela cortesia, e foi nadar com seus novos amigos.
  8. 8. De repente o patinho olhou para sua imagem refletida no lago, e compreendeu que os elogios que escutara, eram para ele.Na verdade ele sempre fora um cisne, e agora era o mais lindo de todos. ( Fonte:Clássicos inesquecíveis- adaptação- Patrícia Amorim-Edições Sabida)

×