PALAVRAJOVEMN° 27 - 24/07/2012RESPONSÁVEIS: Norma Holanda,Marcos Lima, Pedro Henrique, Tadeu Oliveira, Karolyne Lima, Carl...
MUSICA: COMO ESTAMOS FALANDO DE VALORIZAÇÃO DOHOMEM DO CAMPO E DO RESPEITO A ZONA RURALBRASILEIRA HOMENAGEAREMOS CANTORES ...
influencia muito o desempenho pedagógico e a construção da identidadedessa Educação” relação entre a infra estrutura escol...
programa contou com a presença da presidenta da República, DilmaRousseff, e do ministro da Educação, Aloizio Mercadante.O ...
isso, serão dedicadas 120 mil bolsas de estudo do Pronatec Campo.O quarto eixo do Pronacampo trata da infraestrutura físic...
poluem a atmosfera deixando-a mais suscetível a fenômenos que prejudicamo meio ambiente como o efeito estufa. È de lascar ...
de 22 a 28 de julho: Ronivon Bezerra Pinheiro – 3º CMUSICA: OUVIREMOS NESTE MOMENTO A MÚSICA SINALDISFARÇADO, COM ZÉ RICAR...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Palavra jovem n° 27

1.860 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Palavra jovem n° 27

  1. 1. PALAVRAJOVEMN° 27 - 24/07/2012RESPONSÁVEIS: Norma Holanda,Marcos Lima, Pedro Henrique, Tadeu Oliveira, Karolyne Lima, CarlosMarcus e Samaria Soto.ABERTURA: BOM DIA QUERIDOS OUVINTES, ESTÁ NO ARMAIS UM PROGRAMA DA ESCOLA FIGUEIREDO CORREIA, OPALAVRA JOVEM, EU SOU SAMARIA SOTO E O TEMA DE HOJEÉ: A IMPORTÂNCIA DE INVESTIMENTOS NAS ESCOLASRURAISAntes temos a Mensagem do diaComo posso eu homem do campo tentarpoetizarSe na beleza das palavras não tenho nenhumconhecimento para mostrar.Sou mero agricultor que quase nada sei falar,imagine como poeta como vou me habilitar, afalar palavras lindas que não sei nempronunciar.Fico triste ao dizer isto mais não tenho comonegar sou mais um dos desvalidos que não pode estudar.Em um pais de tamanha riqueza mais com políticos a roubar, o homemdestrói a natureza para poder dela lucrar.Para pagar tantos impostos que não sei nem como explicar onde vai tantodinheiro, que o pobre não vê chegar, para alimentar sua família tem asvezes que roubar.Enquanto no congresso o governo reunia para aumentar o seu salario votasempre a maioria.Agora digam meus amigos como vou poetizar se com apenas 9 anos euparei de estudar.Poema de Luciano Ebeling Fonseca
  2. 2. MUSICA: COMO ESTAMOS FALANDO DE VALORIZAÇÃO DOHOMEM DO CAMPO E DO RESPEITO A ZONA RURALBRASILEIRA HOMENAGEAREMOS CANTORES SERTANEJOS.OUVIREMOS NESTE MOMENTO A MÚSICA VIDA BOA, COMVICTOR E LÉO, QUE VAI PARA TODOS OS OUVINTES DOPALAVRA JOVEM.1º RETORNO: BOM DIA, EU SOU CARLOS MARCUS E ESTAMOSDE VOLTA COM O PALAVRA JOVEM E ESTAMOS FALANDOSOBRE O TEMA:A A IMPORTÂNCIA DE INVESTIMENTOS NASESCOLAS RURAISA infra estrutura das escolas rurais ainda éum dos principais obstáculos para odesenvolvimento de uma Educação dequalidade no campo. Dados do Ministérioda Educação (MEC) mostram umasituação preocupante, já que asporcentagens de escolas sem as mínimascondições de funcionamento ainda sãoaltas.De acordo com o ministério, 90% dessas escolas – um total de 68.651unidades – não têm internet. A taxa de estabelecimentos sem energia elétricaé de 15% (11.413 escolas), enquanto 10,4% não contam com água potável(7.950) e 14,7% não apresentam esgoto sanitário (11.214).Programa Nacional de Educação do Campo (Pronacampo), lançadorecentemente pelo Governo Federal, prevê medidas específicas para o espaçofísico das escolas rurais. Entre elas, estão: melhoria das condições físicas emateriais de 30 mil escolas; implantar laboratórios de informática em 20 mildelas e garantir o acesso à internet para 10 mil unidades; e universalizar oacesso a água potável, saneamento e energia elétrica.Os especialistas em Educação do campoafirmam que a infra estrutura precária temimpacto direto na qualidade do ensinooferecido. “A condição física da escola
  3. 3. influencia muito o desempenho pedagógico e a construção da identidadedessa Educação” relação entre a infra estrutura escolar e os resultadosacadêmicos dos estudantes, o estudo diz que os fatores que mais contribuempara bons desempenhos são: a presença de espaços de apoio ao ensino(bibliotecas, laboratórios de ciências e salas de computadores), a garantia deserviços públicos de eletricidade e telefonia, a existência de água potável,rede de esgoto e banheiros em número adequado.“Os governos latino-americanos têm dado atenção à questão da ampliação dacobertura escolar com êxito. Nisso temos melhorado”, afirma Jesús Duarte,um dos autores do relatório, especialista em educação do BID. “Mas agoraque as crianças estão nas escolas, é necessário dar atenção à infraestrutura eaos recursos físicos delas para melhorar a aprendizagem. Há muito a ser feitonesse sentido”, diz.Para diminuir a distância de aprendizagem dos estudantes menosfavorecidos, os especialistas do BID apontam em que os gestores deveriampriorizar o investimento de recursos. Nas escolas urbanas, segundo eles,devem-se construir mais bibliotecas, laboratórios de ciências, salas comcomputadores e espaços multiuso. Nas zonas rurais, ainda é preciso acabarcom deficiências como a falta de acesso à água potável, banheiros, rede deesgotos, eletricidade e telefonia.MUSICA: OUVIREMOS NESTE MOMENTO A MÚSICA A FILAANDA, COM LEONARDO, QUE VAI PARA TODOS OS OUVINTESDO PALAVRA JOVEM, DA ZONA URBANA E TAMBÉM RURAL.2º RETORNO: BOM DIA, EU SOU PEDRO HENRIQUE E ESTAMOSDE VOLTA COM O PALAVRA JOVEM E ESTAMOS FALANDOSOBRE O TEMA:A IMPORTÂNCIA DE INVESTIMENTOS NASESCOLAS RURAISFoi lançado no dia 20 de março desse ano noPalácio do Planalto, o Programa Nacional deEducação do Campo(Pronacampo), que vaioferecer apoio técnico e financeiro aos estados,Distrito Federal e municípios paraimplementação da política de educação docampo. A cerimônia de apresentação do
  4. 4. programa contou com a presença da presidenta da República, DilmaRousseff, e do ministro da Educação, Aloizio Mercadante.O programa atenderá escolas rurais e quilombolas. No campo, 23,18% dapopulação com mais de 15 anos é analfabeta e 50,95% não concluiu o ensinofundamental. O Pronacampo baseará suas ações em quatro eixos: gestão epráticas pedagógicas, formação de professores, educação de jovens e adultose educação profissional e tecnológica. Uma das ações previstas é a educaçãocontextualizada, que promova a interação entre o conhecimento científico eos saberes das comunidades.Mais de 3 milhões de estudantes receberão material didático relacionado àrealidade do campo, por meio do Programa Nacional do Livro Didático(PNLD Campo). O Programa Nacional de Biblioteca da Escola (PNBE)atenderá professores e estudantes, ao oferecer obras de referência sobre asespecificidades do campo e das comunidades remanescentes de quilombos.O programa Mais Educação, de apoio à educação integral, ofereceráatividades de acompanhamento pedagógico, práticas vinculadas aagroecologia, iniciação científica, direitos humanos, cultura e arte popular,esporte, lazer, memória e história das comunidades tradicionais. A meta éatender 10 mil escolas com educação integral até 2014.Professores – A formação de professores também receberá atenção especial,com oferta de aperfeiçoamento para professores do campo e de escolasquilombolas. Além disso, o Pronacampo apoiará a oferta de formação inicial,continuada e pós-graduação para professores, gestores e coordenadorespedagógicos que atuam na educação básica do campo.Para reforçar a formação de professores, serão oferecidos cursos delicenciatura em educação do campo pelas instituições públicas de ensinosuperior. A Universidade Aberta do Brasil (UAB) expandirá 200 polos paraatender os professores do campo e serão destinados recursos de apoio àmanutenção dos polos por meio do Programa Dinheiro Direto na Escola.Adultos – Para desenvolver a educação de jovens e adultos e educaçãoprofissional e tecnológica, o governo federal pretende expandir a oferta decursos voltados ao desenvolvimento do campo nos institutos federais. OPrograma Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec)Campo apoiará a inclusão social dos jovens e trabalhadores do campo. Para
  5. 5. isso, serão dedicadas 120 mil bolsas de estudo do Pronatec Campo.O quarto eixo do Pronacampo trata da infraestrutura física e tecnológica dasescolas. Até 2014, o programa apoiará a construção de 3 mil escolas, obrasde infraestrutura e a aquisição de 8 mil ônibus escolares.Além da estrutura física, o Pronacampo promoverá a educação digital e ouso pedagógico da informática nas escolas do campo e quilombolas.Também está prevista a instalação de recursos digitais em 20 mil escolas até2014.A fonte é da Assessoria de Comunicação SocialMUSICA: OUVIREMOS NESTE MOMENTO A MÚSICA ASOLIDÃO É UMA RESSACA, COM BRUNO E MARRONE, QUE VAIPARA TODOS OS OUVINTES DA IRACEMA FM.3º RETORNO: BOM DIA, EU SOU SAMARIA SOTO E ESTAMOSDE VOLTA COM O PALAVRA JOVEM, COM NOSSO QUADRO O ÉDE LASCAR:17 de julho, terça-feira passada,foi comemorado o Dia deProteção as Florestas. Emboratenha havido grandes avançosnessa questão, vimos que aindaexistem grandes desafios a seremsuperadas com políticas eficazesde proteção as nossas florestas. Eassim nosso é de lascar vai paraas pessoas que ainda nãoconseguiram encontrar outros métodos para limpar as terras para o plantio esó sabem fazer queimadas. É de lascar que ainda exista no sertão, a antigaprática das queimadas que contribui para a gradual esterilização do solo,acidificando-o e destruindo grande parte de sua micro vida, os nutrientes. Ofogo que se alastra mata animais e destrói o habitat da fauna. As queimadassão as responsáveis pela maioria dos incêndios florestais. Depois de algumtempo, provocam a desertificação do solo. Liberam gases tóxicos (CO2) que
  6. 6. poluem a atmosfera deixando-a mais suscetível a fenômenos que prejudicamo meio ambiente como o efeito estufa. È de lascar pessoas que nãocompreendem o valor das florestas e que contribuem para a desertificação.4º RETORNO: BOM DIA, EU SOU CARLOS MARCUS EESTAMOS DE VOLTA COM O PALAVRA JOVEM, COMINFORMES PARA NOSSA COMUNIDADE E ANIVERSARIANTESDA SEMANA Boa notícia: O Início das aulas acontecerá no dia 31 de julho, na terça- feira. A Secretaria da Educação (Seduc) divulgou os nomes dos alunos do ensino médio da rede estadual que vão receber computadores tipo notebook pelo desempenho acadêmico alcançado em 2011. Os dados têm como base o Sistema Permanente de Avaliação da Educação Básica do Ceará (Spaece). Um total de 6.107 estudantes vai ganhar um equipamento. Esse número tem crescido desde a implantação do prêmio, em 2008. Na primeira edição, 813 alunos foram agraciados. No ano seguinte, em 2009, 3.033 estudantes conquistaram a premiação e, em 2010, essa iniciativa chegou a 4.320 jovens.Fica no nível adequado e conseqüentemente ganha computadores aquelesque na prova do spaece conseguirem a partir de 325 pontos em português eem Matemática a partir de 350 pontos. Conquistaram esse ano: Ana Carla Holanda Dias.........361 em Port. e 376 em Mat. Bianca Cavalcante Diógenes ....334 em Port. e 391 em Mat. Maria Ully Eduardo Martins.....347 em Port. e 394 em Mat. Maryane Diógenes Oliveira ..... 349 em Port. e 361 em Mat. Renê Holanda Martins........... 325 em Port. e 376 em Mat. Thais Souza Lôbo............... 354 em Port. e 386 em Mat.
  7. 7. de 22 a 28 de julho: Ronivon Bezerra Pinheiro – 3º CMUSICA: OUVIREMOS NESTE MOMENTO A MÚSICA SINALDISFARÇADO, COM ZÉ RICARDO E THIAGO, QUE VAI PARATODOS OS OUVINTES DA IRACEMA FM E TODA COMUNIDADEFIGUEIREDO CORREIA. E É COM ESSA MÚSICA QUE NOSDESPEDIMOS. ATÉ PRÓXIMA SEMAMA PESSOAL.

×