Requisitos de software

382 visualizações

Publicada em

Desenvolvimento de Software - Requisitos de software

Publicada em: Software
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
382
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
11
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Requisitos de software

  1. 1. Prof. Marcelo H. Yamaguti (1) Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Faculdade de Informática Prof. Marcelo H. Yamaguti Introdução à Engenharia de Software DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE Requisitos de Software
  2. 2. PUCRS - FACIN Prof. Marcelo H. Yamaguti (2) Referências • Estude para aprofundamento no conteúdo: – SOMMERVILLE, Ian. Engenharia de Software. 9ª ed. São Paulo: Pearson, 2011. - Capítulo 4 – PFLEEGER, Shari Lawrence. Engenharia de Software: teoria e prática. 2ª ed. São Paulo: Prentice-Hall, 2004. - Capítulo 4 – IEEE. Guide to the Software Engineering Body of Knowledge. SWEBOK. Version 3. IEEE Computer Society. 2014. – Chapter 1 – SEI. CMMI for Development. 2010. – Chapter Requirements Management – SOFTEX. Guia geral MPS de Software. 2012. - Seção 9.1.2 Introdução à Engenharia de Software
  3. 3. PUCRS - FACIN Prof. Marcelo H. Yamaguti (3) Conceito • O que é um “Requisito”? – Declaração abstrata em alto nível de um serviço que o sistema deve oferecer ou uma restrição a um sistema. – Nível de definição abrangente – Requisito de usuário. – Definição detalhada e formal de uma função de um sistema. – Nível de definição detalhado – Requisito de sistema. Introdução à Engenharia de Software
  4. 4. PUCRS - FACIN Prof. Marcelo H. Yamaguti (4) RF, RNF e RN • Requisitos funcionais (RF), requisitos não-funcionais (RNF) e regras de negócio (RN) podem ser confundidos como sinônimos, mas possuem características diferentes. • Uma primeira diferença: – RF e RNF referem-se ao sistema. Ex.: “o sistema deve permitir que um cliente realize a compra de produtos do catálogo”. – RN são independentes do sistema. Ex.: “aqui na empresa só vendemos para clientes adimplentes”. Introdução à Engenharia de Software
  5. 5. PUCRS - FACIN Prof. Marcelo H. Yamaguti (5) Requisitos • Requisitos servem como especificação do que deve ser implementado. • Requisitos são descrições do que o sistema deve fazer, os serviços que oferece e as restrições de seu funcionamento. • Um requisito pode descrever: – uma facilidade encontrada no nível do usuário – uma propriedade geral do sistema – uma restrição do sistema – uma restrição ao desenvolvimento do sistema Introdução à Engenharia de Software
  6. 6. PUCRS - FACIN Prof. Marcelo H. Yamaguti (6) Requisitos • Há várias classificações possíveis de requisitos. • Uma classificação é: – Requisitos de usuário – Requisitos de sistema • Outra classificação é: – Requisitos funcionais – Requisitos não-funcionais Introdução à Engenharia de Software
  7. 7. PUCRS - FACIN Prof. Marcelo H. Yamaguti (7) Requisitos funcionais X não- funcionais • Requisitos funcionais: – São declarações de serviços que o sistema deve fornecer. – Pode-se definir também o que o sistema não deve fazer. • Requisitos não-funcionais: – São restrições aos serviços e funções oferecidos pelo sistema. – Muitas vezes se aplicam por todo o sistema. • Obs.: – Um requisito não-funcional pode gerar novos requisitos funcionais. – Pode haver relacionamento entre os requisitos. Introdução à Engenharia de Software
  8. 8. PUCRS - FACIN Prof. Marcelo H. Yamaguti (8) RF – Requisito Funcional • Um Requisito Funcional define uma funcionalidade ou serviço do sistema. – Descreve como o sistema transforma entradas em saídas – Descreve como o sistema se comporta em situações especiais – Descreve como o sistema NÃO deve se comportar • Exemplo: “O sistema deve emitir relatórios de vendas de cada mês”. Introdução à Engenharia de Software
  9. 9. PUCRS - FACIN Prof. Marcelo H. Yamaguti (9) RF – Requisito Funcional • Características esperadas: – Completeza: todos os serviços requeridos pelo usuário devem ser definidos. – Consistência: as definições não devem ser contraditórias ou ambíguas. • Obs.: – Para sistemas grandes ou complexos garantir a completeza pode ser mais difícil pela amplitude do sistema ou dos stakeholders envolvidos, que também pode gerar inconsistências entre os requisitos. Introdução à Engenharia de Software
  10. 10. PUCRS - FACIN Prof. Marcelo H. Yamaguti (10) RNF – Requisito Não- Funcional • Um Requisito Não-Funcional define restrições ou qualidades do sistema. – Podem afetar vários requisitos funcionais. – Existem várias classificações possíveis. – Uma classificação possível: • Usabilidade • Confiabilidade • Desempenho • Portabilidade • Obs: – Podem afetar a arquitetura do sistema inteiro. Ex.: desempenho. – Podem gerar requisitos funcionais para o seu cumprimento. Introdução à Engenharia de Software
  11. 11. PUCRS - FACIN Prof. Marcelo H. Yamaguti (11) RNF – Requisito Não- Funcional • Exemplos: – “A resposta do sistema deve ser em até 3 segundos após uma solicitação”. – “Os relatórios são gerados em formato PDF não editável”. • Característica esperada: – Verificável/testável: declarar o requisito não-funcional de forma que seja possível identificar uma métrica associada. – Exemplos: • Velocidade: transações/segundo • Facilidade de uso: número de erros na utilização • Portabilidade: percentual de declarações/bibliotecas dependentes da plataforma-alvo Introdução à Engenharia de Software
  12. 12. PUCRS - FACIN Prof. Marcelo H. Yamaguti (12) RN – Requisito ou Regra de Negócio • Uma Regra de Negócio define ou restringe aspectos da organização (empresa). – É independente do sistema. – Define as características próprias de como a organização funciona. • Podem gerar requisitos não-funcionais e funcionais. • Exemplos: “Na nossa empresa só vendemos produtos para clientes adimplentes”. “Na nossa empresa não aceitamos pagamento por cartão de crédito” Introdução à Engenharia de Software
  13. 13. PUCRS - FACIN Prof. Marcelo H. Yamaguti (13) Processo de engenharia de requisitos Elicitação Especificação Validação Introdução à Engenharia de Software
  14. 14. PUCRS - FACIN Prof. Marcelo H. Yamaguti (14) Processo de engenharia de requisitos 1. Elicitação – levantamento de requisitos: 1. Descoberta - identificação de requisitos 2. Classificação e organização - organização de requisitos 3. Priorização e negociação - resolução de conflitos Elicitação Especificação Validação Introdução à Engenharia de Software
  15. 15. PUCRS - FACIN Prof. Marcelo H. Yamaguti (15) Processo de engenharia de requisitos 1. Elicitação – levantamento de requisitos: 1. Descoberta – identificação de requisitos: • Os analistas trabalham com o cliente e usuários para descobrir mais informações sobre o domínio da aplicação, serviços do novo sistema, e restrições operacionais. • Stakeholders: usuários finais, gerentes, engenheiros envolvidos em manutenção, especialistas no domínio, etc. Introdução à Engenharia de Software
  16. 16. PUCRS - FACIN Prof. Marcelo H. Yamaguti (16) Processo de engenharia de requisitos 1. Elicitação – levantamento de requisitos: – Desafios: • As pessoas podem não saber o que realmente querem • Stakeholders expressam requisitos em seus próprios termos • Stakeholders diferentes podem ter requisitos conflitantes • Fatores organizacionais e políticos podem influenciar os requisitos do sistema • Os requisitos mudam durante o processo de análise. Novos stakeholders podem surgir e o ambiente de negócio mudar Introdução à Engenharia de Software
  17. 17. PUCRS - FACIN Prof. Marcelo H. Yamaguti (17) Processo de engenharia de requisitos 1. Elicitação – levantamento de requisitos: 2. Classificação e organização - organização de requisitos • Classificar requisitos identificados por similaridade • Organizar requisitos em grupos (ex.: “módulos”) • Vários requisitos identificados podem se tornar apenas um requisito, com mais de um cenário (conjunto de passos ou atividades para atingir um resultado). Introdução à Engenharia de Software
  18. 18. PUCRS - FACIN Prof. Marcelo H. Yamaguti (18) Processo de engenharia de requisitos 1. Elicitação – levantamento de requisitos: 3. Priorização e negociação - resolução de conflitos • Em caso de requisitos conflitantes é necessário negociar com os stakeholders envolvidos a resolução ou ajuste dos requisitos. • Priorizar requisitos mais importantes. Introdução à Engenharia de Software
  19. 19. PUCRS - FACIN Prof. Marcelo H. Yamaguti (19) Processo de engenharia de requisitos 2. Especificação – descrição de requisitos • Usualmente gera um ‘Documento de Requisitos’, às vezes chamado de ‘Especificação de Requisitos de Software’ ou SRS (Software Requirements Specification). Elicitação Especificação Validação Introdução à Engenharia de Software
  20. 20. PUCRS - FACIN Prof. Marcelo H. Yamaguti (20) Especificação de requisitos • A especificação de requisitos pode ser realizada de diversas formas: – Sentenças em linguagem natural – Linguagem natural estruturada – Diagramas – Tabelas – Especificações matemáticas Introdução à Engenharia de Software
  21. 21. PUCRS - FACIN Prof. Marcelo H. Yamaguti (21) Especificação de requisitos • Sentenças em linguagem natural: – Interessante para a especificação de requisitos do usuário. – Diretrizes: • Busque utilizar uma sintaxe padrão. Ex.: <Sujeito> <ação> <consequência>: “O sistema deve emitir relatório de gastos mensais no início do mês”; “O usuário deve ser capaz de cadastrar um novo produto no sistema.” • Use um subconjunto de verbos para definir requisitos obrigatórios (ex.: “deve”) e opcionais (ex.: “pode”). • Evite jargão de informática. • Sempre que possível associar o ‘racional’ de cada requisito. Ex.: “O sistema deve emitir relatório de gastos mensais no início do mês (O setor contábil precisa dos dados até o final da primeira semana e os gastos podem variar muito de uma semana para outra)” Introdução à Engenharia de Software
  22. 22. PUCRS - FACIN Prof. Marcelo H. Yamaguti (22) Especificação de requisitos • Linguagem natural estruturada: – Interessante para permitir que o usuário consiga ler a especificação e a equipe técnica ter uma base mais detalhada para o desenvolvimento do software. – Ex.: Detalhamento textual de caso de uso. • Diagramas e outras técnicas: – Podem facilitar o entendimento da equipe técnica, mas dificultar para o usuário. – Ex.: Diagrama de Casos de Uso para Requisitos Funcionais. Introdução à Engenharia de Software
  23. 23. PUCRS - FACIN Prof. Marcelo H. Yamaguti (23) Processo de engenharia de requisitos 3. Validação – garantia da validade dos requisitos: 1. Prototipação, geração de casos de teste, revisões, checklists Elicitação Especificação Validação Introdução à Engenharia de Software
  24. 24. PUCRS - FACIN Prof. Marcelo H. Yamaguti (24) Gerenciamento de requisitos • Atividades comuns: – Identificação e entendimento de requisitos – Avaliação e comprometimento com os requisitos – Rastreabilidade bidirecional de requisitos – Revisão do planejamento em relação aos requisitos – Gerenciamento de mudanças de requisitos Introdução à Engenharia de Software
  25. 25. Prof. Marcelo H. Yamaguti (25) Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Faculdade de Informática Prof. Marcelo H. Yamaguti Introdução à Engenharia de Software DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE Requisitos de Software

×