APL Biocombustiveis

780 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia, Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
780
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
10
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
28
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • SIMI – Sistema Mineiro de Inovação Missão : integrar e coordenar o Ambiente de Inovação do Estado. Objetivo : Articular entidades e ações, visando estimular a transformação de conhecimento em inovação,promovendo o desenvolvimento socioeconômico de Minas Gerais. Instrumentos: Fórum Mineiro de Inovação : presidido pelo Governador. Objetivo: elaborar e decidir sobre as Estratégias de Promoção de Inovação em Minas Gerais. Comitê de Empresários para Inovação : promover a difusão e propagação da inovação nos setores socioeconômicos de MG. Programa de Comunicação : promover a inovação por meio da divulgação de novos conhecimentos e seus benefícios socioeconômicos para os mineiros. Portal Web 2.0 – promover ambiente de integração de ações virtuais e presenciais dos Agentes de Inovação em Minas. Disponibiliza ferramentas para oportunidades de colaboração e interatividade dos atores de inovação do Estado. O SIMI está sendo operado por 03 (três) projetos estruturadores: 1 – Rede de Inovação Tecnológica – RIT - Visa ampliar a capacidade de inovação tecnológica nas empresas mineiras, com atuação em: AMBIENTE DE INOVAÇÃO – prover ambiente favorável à Inovação. INOVAÇÃO NA EMPRESA – ações de suporte e articulação entre Empresas e Instituições de Ciência e Tecnologia. INOVAÇÃO NA SOCIEDADE – visa disseminar e ampliar a cultura do empreendedorismo e da inovação pelos mineiros. 2 – Desenvolvimento Regional e Setorial - Visa ampliar a competitividade dos segmentos econômicos de elevado conteúdo tecnológico. Arranjos Produtivos Locais –são concentrações geográficas de empresas de um segmento ou instaladas em um mesmo Complexo Industrial: Biocombustíveis, Biotecnologia, Eletroeletônica e Software. Pólos de Excelência : consolidar a liderança de Minas Gerais no desenvolvimento sustentável de setores estratégicos, nos quais o Estado possua tradição, massa crítica e/ou vantagens competitivas. Integrar as competências institucionais para induzir o processo de desenvolvimento sustentável de cada setor. Pólos de Inovação : visa acelerar o processo de desenvolvimento de regiões economicamente deprimidas. Governo e Parceiros, através de um Arcabouço Institucional, vão agir como catalisadores de oportunidades. 3 – Rede de Formação Profissional Orientada pelo Mercado (RFPOM) - Visa a inclusão social e digital, através de Telecentros e CVTs (Centros Vocacionais Tecnológicos). Apoiar o crescimento do Ensino Superior, privilegiando a elevação de sua qualidade e acessibilidade. Contribuindo para que os mineiros estejam preparados e valendo-se das oportunidades do mercado de trabalho.
  • APLs são concentrações geográficas de empresas de um segmento ou instaladas em um mesmo complexo industrial. Eles funcionam como redes de indústrias que trabalham de forma cooperada, com tecnologia de produção flexíveis. Este Projeto Estruturador contempla 05 (cinco) grandes cadeias produtivas: Eletroeletrônica, Software, Biotecnologia, Gemas e Jóias e Biocombustíveis. Objetivam ampliar e melhorar a capacidade competitiva de segmentos econômicos de elevado conteúdo tecnológico, de forma sustentável, e promovendo o desenvolvimento regional.
  • APL Biocombustiveis

    1. 1. APL de Biocombustíveis Marcelo Franco SECTES 19.06.2009
    2. 2. I – Desafios da Sustentabilidade Econômico Ambiental Social Fonte: Adaptado de John Elkington
    3. 3. II – Mercado da Sustentabilidade Impacto no Meio Ambiente Capital Natural Mudanças Climáticas Crescimento Populacional ENERGIAS RENOVÁVEIS
    4. 4. FÓRUM – PORTAL Web 2.0 OBSERVATÓRIO de C,T,I & ES COMITÊ DE EMPRESÁRIOS PROGRAMA DE COMUNICAÇÃO www.simi.org.br Sistema Mineiro de Inovação - SIMI Ambiente de Inovação: - Parques Tecnológicos - Incubadoras de Empresas - Atração de Centros de P&D - Parque Industrial Tecnológico - Lei da Inovação (FIIT) - INOVATEC Inovação na Empresa: - PII - NIT - TIB - Plataforma SIMI - Centro Minas Design Editais Induzidos: * PAPPE * Mestres e Doutores na empresa Inovação na Sociedade: - Cultura Empreendedora : NAEs – Núcleo de Apoio ao empreendedor, Projeto Jovens Empreendedores, Curso de Empreendedorismo - TEIA: Tecnologia, Empreendedorismo e Inovação Aplicados - C5: Centros de Competência em comunidades de Cooperação e Conhecimento Desenvolvimento Regional e Setorial: - APLs - Pólos de Excelência - Pólos de Inovação Rede de Formação Profissional: - CVTs e Telecentros - Instituições de Ensino
    5. 5. Programa APLs Etanol e Derivados Biodiesel e Vegetais Carvão Vegetal e Biomassa
    6. 6. III – Política de C, T & I para a Bioenergia <ul><li>Centro de Inovação em Bioenergia – BIOERG: </li></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>- Rede de C, T&I </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>- Núcleo de Inteligência Competitiva </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>- Rede Laboratorial de Controle da Qualidade e Certificação </li></ul></ul></ul></ul></ul>
    7. 7. IV – Estratégia de Ação para o APL de Carvão Vegetal e Biomassa a) Termo de Cooperação Institucional: Objetivo : integração de esforços entre os partícipes para o estabelecimento de um ambiente colaborativo em atividades de pesquisa, desenvolvimento e inovação – PD&I, visando a geração de tecnologias para o uso da energia renovável da biomassa. Instituições : SECTES, SEAPA, SEDE, SEMAD; EMBRAPAS -FLORESTAS, AGROENERGIA, GADO DE LEITE, MILHO e SORGO; AMS; SINDIFER; ASIFLOR e SIF.
    8. 8. IV – Estratégia de Ação b) Projeto Integrado de P, D & I Desenvolvimento e Inovação de processos termodinâmicos e químicos, cogeração de energia, gaseificação da biomassa e de resíduos para fins energéticos REDE DE ENGENHARIA DA BIOMASSA CETEC UFMG UFU UNIFEI UFV UFLA UFVJM EMBRAPA UNIFEMM MCT/FINEP – SECTES/FAPEMIG - G6 – SINDIFER - EMBRAPA Gaseificação Cogeração Pirólise Biorrefinaria Unidade Básica de Apoio à Pesquisa
    9. 9. V – Resultados Esperados <ul><li>Atendimento às demandas do Setor Florestal; </li></ul><ul><li>Implantação da Unidade Básica de apoio à pesquisa em Sete Lagoas; </li></ul><ul><li>Implantação da Rede de C,T&I da Engenharia da Biomassa </li></ul>

    ×