SMART MOB 
LILIANE APARECIDA PELLEGRINI PEREIRA 
Mestranda no Programa de Pós-Graduação da Faculdade Cásper Líbero 
E-mail...
Smart Mob 
•Fenômeno da Cibercultura: 
Forma sociocultural característica da contemporaneidade, fortemente influenciada po...
Smart Mob 
Multidão: Para Espinoza, representa o anseio de transformação social, termo que sugere atividade e cooperação e...
Mobilização Corpo-a-corpo
Mobilização na Cibercultura 
A mobilização por meio de comunicação pessoal e panfletos (experiências tridimensionais e bid...
Go 2EDSA, Wear blck 
•Mensagem de texto que mobilizou manifestantes em Manila, Filipinas, resultando na deposição do então...
Primavera Árabe 
PRIMAVERA ÁRABE: conjunto de insurreições populares ocorridas, a partir de 2010, em países de cultura isl...
Movimento Passe Livre 
Facebook: convocação da primeira manifestação no dia 06 de junho de 2013, reunindo seis mil pessoas...
Auto-comunicação de massa 
Castells 
•Rede: Informação pode (potencialmente) alcançar audiência global. 
•Mensagem gerada ...
Conclusão 
•Ao longo da história, os movimentos sociais são produtores de novos valores de transformação da sociedade, exe...
liliane.pellegrini@gmail.com 
It´s me! 
Fotos do arquivo pessoal da autora quando atuou como líder estudantil, organizando...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Smart mob Liliane Pellegrini para 9º interprogramas 2013

260 visualizações

Publicada em

Artigo apresentado no 9º Interprogramas, sobre o fenômeno da cibercultura smart mob, com o objetivo de investigar a importância da comunicação peer-to-peer em casos recentes de mobilização popular, discorrendo exemplos dos principais eventos ocorridos. Apresenta um levantamento não exaustivo das principais ferramentas de comunicação utilizadas em manifestações populares nas últimas cinco décadas, ilustrando algumas das transformações provocadas pelos novos recursos da revolução telemática. Foi empregada a pesquisa bibliográfica como metodologia de análise e o quadro teórico de referência adotado foram os autores Rheingold, Castells e Flusser.

Publicada em: Celular
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
260
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Smart mob Liliane Pellegrini para 9º interprogramas 2013

  1. 1. SMART MOB LILIANE APARECIDA PELLEGRINI PEREIRA Mestranda no Programa de Pós-Graduação da Faculdade Cásper Líbero E-mail: liliane.pellegrini@gmail.com https://independent.academia.edu/LilianePellegrini 23/11/2013
  2. 2. Smart Mob •Fenômeno da Cibercultura: Forma sociocultural característica da contemporaneidade, fortemente influenciada por tecnologias digitais e advinda da convergência entre a informática e telecomunicação. •Rheingold: Multidões Inteligentes (2002) Ações orquestradas por pessoas desconhecidas portadoras de dispositivos de comunicação e computação que facilitam o arranjo dessa interação. •Peer - to - peer: Comunicação entre pares. •Dispositivos móveis: Celular: 87% da população mundial tem acesso e no BR são 1,26 linhas para cada habitante.
  3. 3. Smart Mob Multidão: Para Espinoza, representa o anseio de transformação social, termo que sugere atividade e cooperação em oposição à passividade e a dependência do poder instituído, características das massas. Inteligente: características das tecnologias utilizadas, assim denominadas em virtude da combinação de recursos de computação e de comunicação em dispositivos portáteis conectados sem-fio à internet e outras redes colaborativas.
  4. 4. Mobilização Corpo-a-corpo
  5. 5. Mobilização na Cibercultura A mobilização por meio de comunicação pessoal e panfletos (experiências tridimensionais e bidimensionais) foram ampliadas pela dimensionalidade nula (Flusser). Ferramentas: SMS e Mídia Social. O simples toque da ponta dos dedos em uma tela confirma a participação em um protesto ou a adesão a um movimento.
  6. 6. Go 2EDSA, Wear blck •Mensagem de texto que mobilizou manifestantes em Manila, Filipinas, resultando na deposição do então Presidente Joseph Estrada. •EDSA = Epifanio de los Santas Avenue. •Manifestantes usando preto se reuniram em protesto no dia 20/01/2001. •70 milhões de habitantes / 5 milhões de celulares.
  7. 7. Primavera Árabe PRIMAVERA ÁRABE: conjunto de insurreições populares ocorridas, a partir de 2010, em países de cultura islâmica do Oriente Médio, norte da África e Turquia. FACEBOOK: 9 em cada 10 tunisianos e egípcios usaram a plataforma para organizar ou disseminar manifestações - Dubai School of Government (2011). TWITTER: # lideraram a lista Twitter, 2011 #Egypt - 1,4 milhão de mensagens enviadas #Jan25 - início das manifestações no Cairo – com 1,2 milhão de postagens .
  8. 8. Movimento Passe Livre Facebook: convocação da primeira manifestação no dia 06 de junho de 2013, reunindo seis mil pessoas. Viral: MALINI (2013) - efeito viral com 28 mil confirmações no evento do terceiro grande ato, três dias após. Mídias Sociais: GIARDELLI (2013) • Facebook - engajar pessoas aos movimentos; • Whatsapp - combinar local do encontro; • Twitter - responsável por narrar em tempo real os acontecimentos; e • Youtube - registro de imagens em vídeo da manifestação.
  9. 9. Auto-comunicação de massa Castells •Rede: Informação pode (potencialmente) alcançar audiência global. •Mensagem gerada pelo usuário de forma auto-dirigida (endereços particulares) e auto-selecionada (quanto ao uso de fontes). •Troca multimodal interativa de muitos para muitos sincrônica ou não. •As três formas de comunicação (interpessoal, massa e auto-comunicação de massa) coexistem, interagem e complementam uma a outra. Movimento Passe Livre - atuação complementar das 3 formas de comunicação: • convocação pelo Facebook da primeira manifestação com repercussão negativa na mídia de massa (baderneiros); • cobertura da mídia tradicional aumentou a visibilidade do movimento; • narrativas em tempo real dos manifestantes (inclusive do grupo NINJA); • perfil mais ativo no Twitter foi o @estadao, veículo de imprensa tradicional.
  10. 10. Conclusão •Ao longo da história, os movimentos sociais são produtores de novos valores de transformação da sociedade, exercendo, muitas vezes, o papel de oposição ao poder institucionalizado e detentor de forças de coação. Em alguns casos, quando os valores institucionalizados são reproduzidos pelos veículos de comunicação de massa e empresas de mídia, atendendo interesses políticos e econômicos, a comunicação móvel peer-to-peer e a sociedade em rede proporcionam a autonomia de comunicação necessária para a organização e difusão do movimento. •Ainda é prematuro avaliar seus impactos definitivos, mas é perceptível que o fenômeno Smart Mob assumiu papel relevante na cibercultura, atuando na intermediação entre as redes sociais e o espaço público e promovendo a participação social de forma igualitária e descentralizada.
  11. 11. liliane.pellegrini@gmail.com It´s me! Fotos do arquivo pessoal da autora quando atuou como líder estudantil, organizando passeatas na Av. Paulista - São Paulo e em Brasília.

×