Homossexualidade e transexualidade

6.243 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
6.243
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
87
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Homossexualidade e transexualidade

  1. 1. - Índice - - Pág.(s). -Homossexuais todos diferentes – todos iguais 3 a 181 – A origem da palavra Homossexualidade 42 – O que é a Homossexualidade 5/63 – Rejeição 74 – Quantos Homossexuais existem 75 – Mitos e verdades sobre Homossexualidade 8 a 10 a) A Homossexualidade é uma escolha? 8 b) Os Homossexuais levam uma vida,solitária e promíscua? 8 c) Homossexuais são pessoas que gostariam de trocar de sexo? 9 d) Homossexuais são pessoas angustiadas e infelizes? 9 e) Homossexuais não podem ser bons pais? 9 f) As pessoas tornam-se Homossexuais? 10 g) Pode-se reconhecer um Homossexual fisicamente? 10 h) Existe diferença entre Homossexuais e Heterossexuais? 106 – Direitos dos Homossexuais pelo Mundo 11 a 15 7 – A Bíblia e a Homossexualidade 16 a 18
  2. 2. Transsexualidade 19 a 258 – O que é a transsexualidade 20 a 229 – A mudança de sexo 22/23 9.1 – A preparação para a Transformação 22 9.2 – As cirurgias 2310 – Os transsexuais e a família 24/25 10.1 – Relato de uma Mãe de uma filha Transsexual 24 10.2 – Relato de um Transsexual 2511 – Associação LGBT em Portugal 26/27 Opusgay 26 Ilga Portugal 26 Rede ex aequo 26 Não te prives 26 Clube Safo 27 Panteras Rosa 27 Gisberta 28/31 Bibliografia 32/33
  3. 3. Homossexuais todos diferentes – todos iguaisPorque não vejo a diferença. Você vê? Amamos com o coração Amamos com a alma É maravilhoso termos a capacidade de amar, não interessa a quem ... Abaixo com um sentimento tão pouco humano... Abaixo com o preconceito!
  4. 4. 1 – A origem da palavra HomossexualidadeO Termo homossexualidade apareceu pela primeira vez em um panfleto alemão, publicado em 1869 o qual se ,opunha a uma lei, no mesmo ano foi utilizado por um médico húngaro que defendia a sua legalização. 1º - foi definida como preferência sexual a fim de deitar abaixo a psiquiatria tradicional que a considerava como um desvio. 2º - quando militares Homossexuais tentaram provar a natureza genética de seu comportamento, passaram a falar em Orientação sexual ou “ modo de vida alternativo”. Até ao início dos anos 70, a grande maioria dos psiquiatras estava convencida que a Homossexualidade era uma doença mental. Em 1973 a Associação Americana de Psiquiatria retira a Homossexualidade do livro de doenças mentais, propondo chama-la de uma forma natural de desenvolvimento sexual. Em 1993 é a vez da Organização Mundial de Saúde que retira a Homossexualidade da lista de doenças mentais, a decisão baseou-se no facto de não haver diferença entre a saúde mental de um Heterossexual e um Homossexual.
  5. 5. 2 – O que é a Homossexualidade?As pessoas normalmente pensam ao ouvir falar de Homossexualidade em geral “homens e sexo”, no entanto aHomossexualidade não se trata só de homens e de sexo. Existem mulheres Homossexuais. As mulheres são geralmente designadas por Lésbicas. Os homens Homossexuais são geralmente designados por gays.Independentemente do sexo por que cada pessoa se interessa, existe na maioria das pessoas uma capacidade paraamar. E por amor não falamos só de sexo, mas sim de afectividade e companheirismo. Na realidade, tanto aHomossexualidade como a Heterossexualidade são isso – amor.Depois de muitos estudos e provas psicológicas e sexólogos chegaram á conclusão de que a Homossexualidade énormal.Assim como a Heterossexualidade, ser gay não é uma doença ou desvio de comportamento, como algumaspessoas infelizmente ainda teimam em acreditar.Hoje já se sabe que não se trata de uma opção, mas de uma condição – tão humana como andar, comer ou respirar.Muito pelo contrário: ser Homossexual é o mesmo que ser Heterossexual.Mesmo assim o assunto continua a ser tabu.Hoje, mesmo com tanta informação, ainda não é fácil para o jovem entender o que é ser gay, identificar e aceitaresta forma de desenvolver a sexualidade.O preconceito é ainda a maior barreira.
  6. 6. ( Continuação – O que é a Homossexualidade) A orientação sexual, quer para Heterossexuais, quer para Homossexuais não parece ser uma coisa que a pessoa escolha.Descrever a Homossexualidade como um simples caso de escolha é ignorar a dor e confusão por que passam tantoshomens e mulheres Homossexuais quando descobrem a sua orientação sexual. É absurdo pensar que escolheram de livre vontade algo que os deixa expostos á rejeição por parte da família, amigos e sociedade. Este conceito também ignora todos os Homossexuais que tentaram viver a sua vida como Heterossexuais, escondidos atrás de um falso casamento, sendo infelizes.Numa sociedade que tenta ainda condenar qualquer tipo de sexualidade que não o modelo Heterossexual, não édifícil entender os conflitos sociais e pessoais. Será que uma pessoa escolhe viver assim? Será que uma pessoa pode ser julgada e condenada por não seguir os padrões sexuais estruturados pelasociedade?Para acabar com toda esta pressão psicológica, talvez só haja um caminho: o do respeitoHomossexualidade não é crime, não é doença e não é contagiosa. O preconceito sim, é contagioso e destrói.Antes de ser gay ou lésbica, a pessoa é mãe, pai, tio, amigo, etc., ou seja se ficarmos presos somente ácaracterística da pessoa perdemos o melhor que cada um tem para oferecer. Resumidamente, os Gays e Lésbicas são pessoas que sentem atração emocional e sexual por pessoas do mesmo sexo.
  7. 7. 3 – A Rejeição Ninguém tem culpa de ser Homossexual. O “problema” é que os gays fazem parte de uma minoria como os índios e negros, e por isso sofrem tanta discriminação. Outra coisa que inibe ainda mais os adolescentes é a suposta rejeição do grupo de amigos e família sendo de 60% dos adolescentes que saem de casa devido á Homossexualidade já tentaram suicídio Nos Estados Unidos, por exemplo estudos revelam que o número de adolescentes Homossexuais que cometemsuicídio é 6 vezes maior do que os não Homossexuais, representando 30% dos suicídios cometidos por jovens. No Brasil têm vindo a crescer os casos de assassinato em relação a Homossexuais.4 – Quantos Homossexuais existem Muitos Homossexuais apercebem-se desde muito cedo que as suas paixões e interesses estão direccionados para pessoas do mesmo sexo. Outros descobrem mais tarde nas suas vidas, muitos destes são até então Heterossexuais, casados e com filhos por estas razões é muito difícil determinar quantos Homossexuais existem, está estimado que entre 5 a 10% da população é assumida ou tem sentimentos Homossexuais aos quais não corresponde á pressão social.
  8. 8. 5 – Mitos e verdades sobre a HomossexualidadeEm parte por preconceito, mas também por desconhecimento, são muitos os mitos que envolvem aHomossexualidade.Também as religiões, de um modo geral, por condenarem a Homossexualidade como não “natural”, contribuem emuito para o isolamento e o consequente fortalecimento dos preconceitos. Mas quais são esses mitos? E o que têmde verdadeiro?a) A Homossexualidade é uma escolha? Ninguém escolhe ser Homossexual. O desejo emocional e sexual por pessoas do mesmo sexo surge da mesma forma que com os Heterossexuais. A única coisa que as pessoas podem escolher é levarem a sua vida e não esconderem ou esconderem-se e serem infelizes.b) Os Homossexuais levam uma vida solitária e promíscua? Embora a maioria dos Homossexuais tenham uma vida sexual activa existe um grande número de Homossexuais que escolhem relações monogâmicas e desenvolvem relacionamentos estáveis e de longa duração.. A necessidade e o desejo de amar e ser amado, de criar laços afectivos são os mesmos para Homossexuais e para Heterossexuais. A dificuldade pode estar muitas vezes em se aceitarem como são devido á nossa sociedade homofóbica
  9. 9. ( Continuação – Mitos e verdades sobre a Homossexualidade)c) Homossexuais são pessoas que gostariam de trocar de sexo?Não A maioria dos Homossexuais sente-se perfeitamente identificada com o seu sexo e não o deseja trocar, apenas sentem-se atraídos física e emocionalmente por pessoas do mesmo sexo. d) Homossexuais são pessoas angustiadas e infelizes? A maior dificuldade que o Homossexual enfrenta é a auto – aceitação, normalmente cresce com o medo que o seu “segredo” seja descoberto, fica angustiado por não saber o motivo da sua “diferença” e culpado por sentir desejos considerados “ não naturais”. Além disso, costuma sofrer abusos verbais, físicos e emocionais por parte de colegas e mesmo família.e) Homossexuais não podem ser bons pais? Existem muitos estudos que revelam que não existe diferença nenhuma na educação de crianças educadas em famílias Homossexuais nem que estes influenciem a orientação sexual das crianças. Se isso fosse verdade não haveria Homossexuais filhos de Heterossexuais. As únicas dificuldades que as famílias Homossexuais e os filhos enfrentam são o preconceito e a intolerância, muitas vezes a rejeição, da sociedade.
  10. 10. ( Continuação – Mitos e verdades sobre a Homossexualidade)f) As pessoas podem “tornar-se” Homossexuais? As pessoas não se “tornam” Homossexuais, mas sim descobrem essa faceta da sua sexualidade, para as pessoas ser Homossexual não é uma escolha, a única escolha feita é decidirem viver a sua sexualidade plenamente e serem felizes e honestas com elas próprias.g) Pode-se reconhecer um Homossexual fisicamente? A maioria das pessoas nunca pensa que as pessoas que conhecem podem ser Homossexuais. Isto quer dizer que a maioria parte das pessoas assume á partida que todas as pessoas são Heterossexuais. Além disso pensam que a aparência de um Homossexual é diferente. Esta opinião não é verdadeira, os Gays e Lésbicas têm a mesma aparência e agem tal e qual como todas as outras pessoas.h) Existe diferença entre Homossexuais e Heterossexuais Quando o tema “sexualidade” é discutido,muitas pessoas pensam que há grande diferença entre Homossexuais e Heterossexuais. No entanto isso não é verdade Existe sim uma grande diferença entre homens e mulheres em como lidam com a sexualidade (os homens conseguem separar a sua sexualidade do sentimento enquanto que as mulheres usam a sua sexualidade apenas se estiver relacionado com um sentimento emocional), de forma igual sucede com os Homossexuais. Não nos esqueçamos que Homossexuais ou Heterossexuais as pessoas são acima de tudo homens ou mulheres logo o seu comportamento é igual.
  11. 11. 6 – Direitos dos Homossexuais pelo mundoA Homossexualidade é ainda punida por lei em cerca de 75 Estados
  12. 12. ( Continuação – Direitos dos Homossexuais pelo mundo) Pena de Morte ( 4 Países) Afeganistão, Arábia Saudita, Irão e Sudão Prisão ou pena de Morte ( 2 Países) Mauritânia e Paquistão Prisão superior a 10 anos (37 Países) Bahrein, Bangladesh, Barbados, Brunei, Butão,, Emirados Árabes Unidos, Fiji, Gâmbia, Granada, Guiana,, Kiribati, Malásia, Maldivas, Ilhas Marshall, Maurícia, Nepal, Nigéria, Niue, Papua-Nova Guiné, Ilhas Salomão, Santa Lúcia, Seychelles, Singapura, Sri Lanka, Tanzânia, Toquelau, Tonga, Trinida e Tobago, Tuvalu, Uganda, Zâmbia e Zanzibar. Cabo Verde, Índia, Jamaica, Quénia. Prisão inferior a 10 anos (31 Países) Argélia, Benin, Birmânia, Camarões, Ilhas Cook, Djibouti, Kuwait, Libéria, Líbia, Líbano, Malawi, Namíbia, Nauru, Nicarágua, Omã, Qatar, Samoa, Senegal, Serra Leoa, Síria, Somália, Togo, Tunísia, Uzbequistão e Zimbabué. Angola, Etiópia, Gana, Guiné, Marrocos, Moçambique
  13. 13. (Continuação – Direitos dos Homossexuais pelo Mundo) Repressão por entidades oficiais (11 Países) Burundi, Cuba e Egipto Nota: na Arábia Saudita, Bahrein, Brunei, Irão, Fiji, Malásia, Paquistão e Sudão são previstas, também, punições com agressões físicas. Locais onde pela lei geral é possível que pessoas do mesmo sexo se casem (4 Países): 2006 – África do Sul 2005 – Espanha; Canadá 2004 – Bélgica 2001 – HolandaLocais onde pela lei geral a união de facto entre Homossexuais é reconhecida com obrigatoriedade de registo mascom uma lei diferente do casamento civil (19 Países):2006 – Cidade do México; Irlanda; Eslovénia 1996 – Gronelândia; Islândia2005 – Reino Unido; Suíça 1995- Suécia2004 – Luxemburgo 1993 - Noruega2003 – Áustria 1989 - Dinamarca2002 – África do sul; Finlândia2001 – Alemanha1999 – França1998 – Bélgica; Holanda1997 – Estados Unidos (para efeito de emigração)
  14. 14. ( Continuação – Direitos dos Homossexuais pelo Mundo)Locais onde pela lei geral a união de facto de Homossexuais é reconhecida mas sem necessidade de registo prévio( 7 Países):2005 – Nova Zelândia; Andorra 1998 – Suécia2003 – Croácia 1996 – Hungria2001 – Portugal 1994 – Israel Nota: ( 2006 – 02 – 01) – 1ª tentativa de casamento de um casal Homossexual, ainda hoje na justiça Portuguesa para poderem casar).
  15. 15. ( Continuação – Direitos dos Homossexuais pelo Mundo) Locais onde Homossexuais pela lei geral podem adoptar crianças ( 5 Países): 2006 – Islândia; Bélgica 2005 – Espanha; Canadá 2003 – Holanda Locais onde Homossexuais podem adoptar crianças recorrendo á via judicial ( 3 Países): 2006 - França 2005 – Brasil; Israel Leis Anti-Discriminação ( 7 Países)2006 - Brasil2004 – Portugal – Constituição2003 – Portugal – Código do Trabalho2000– República da Irlanda –Lei anti discriminação1998 – República da Irlanda – Código do Trabalho1996 – África do Sul – Constituição1981 - Noruega
  16. 16. 7 – A bíblia e a Homossexualidade.Na Grécia antiga, a Homossexualidade era uma prática natural.Entre os Romanas a Homossexualidade não erareprovada, mas tinha regras como em qualquer cultura, quem gostava praticava quem não gostava não o fazia.Ninguém se metia na vida de ninguém.Durante a Alta Idade Média, a Homossexualidade era tolerada por parte daIgreja e somente a partir do séc. XII é que a Homossexualidade é considerada contra a natureza humana.No final do séc. XVIII, o Homossexual é visto como um monstro, uma ofensa á criação. Com a civilização judaica - cristã caiu em desgraça.A Bíblia possui passagens em que é abordada a Homossexualidade masculina. Menciona em Romanos 1:26 e 1:27sobre a relação amorosa entre mulheres e em seguida fala sobre os homens terem mudado os seus costumes. Referências bíblicas á condenação da HomossexualidadeExistem 4 passagens da bíblia que fazem referência á condenação do comportamento Homossexual:Levítico 18:22 – “ Não te deitarás com um homem, como se fosse mulher. Isso é uma abominação.” Levítico 20:13 – “ Se um homem dormir com outro homem, como se fosse mulher, ambos cometerãouma coisa abominável.” Apóstolo São Paulo Carta aos Romanos 1:26 – “ Por este motivo, Deus os entregou a paixões degradantes, pois assuas mulheres mudaram o uso natural em outro uso que é contra a natureza. Do mesmo modo também os homens,deixando o uso natural da mulher, abrasaram-se na mútua concupiscência, praticando uns com os outros o que éindecoroso e recebendo em si mesmo a paga, que era devida ao seu desregramento.”
  17. 17. ( Continuação – A bíblia e a Homossexualidade) Apóstolo São Paulo em I Coríntios 6:9-11 – “ Não se enganem, não herdarão o reino de Deus os imorais, os queadoram ídolos, os adúlteros, os Homossexuais, os ladrões, os avarentos, os bêbados, os difamadores, osassaltantes. Alguns de vocês eram assim. Mas foram lavados do pecado, separados para pertencerem a Deus e aceitos por ele por meio do Senhor Jesus Cristo e pelo Espírito do nosso Deus.”Referências bíblicas de apoio à Homossexualidade.Rute e Noemi – Noemi era viúva com dois filhos. Rute é a viúva de um dos filhos de Noemi.Rute 1:16-17 e 2:10-11 – “ Disse, porém, Rute: Não me instes para que te abandone, e deixe de seguir-te; porqueaonde quer que tu fores irei eu, e onde quer que pousares, ali pousarei eu; o teu povo é o meu povo, o teu Deus é omeu Deus; 17 Onde quer que morreres morrerei eu, e ali serei sepultada. Faça-me assim o Senhor, e outro tanto,se outra coisa que não seja a morte me separar de ti.”David e JónatasJónatas era filho do Rei Saúl e primeiro na linha de sucessão. Mas Samuel indicou David para ser o próximo rei oque trouxe grande preocupação a Saúl.Samuel 18:1 – “ a alam de Jónatas se ligou com a alma de David; e Jónatas o amou, como à sua própria alma.”
  18. 18. ( Continuação – A bíblia e a Homossexualidade) Samuel 18:2 – “ E Samuel naquele dia o tomou, e não lhe permitiu que voltasse para casa de seu pai. 3 E Jónatas e Davi fizeram aliança; porque Jónatas o amava como à sua própria alma. 4 E Jónatas se despojou da capa que trazia sobre si, e a deu a Davi, como também as suas vestes, até a sua espada, e o seu arco, e o seu cinto.” Samuel 20:41 – “ E, indo-se o moço, levantou-se Davi do lado sul, e lançou-se sobre o seu rosto em terra, e inclinou-se três vezes; e beijaram-se um ou outro, e choraram juntos, mas Davi chorou muito mais.” Samuel 1:26 – “ Angustiado estou por ti, meu irmão Jónatas; quão amabilíssimo me eras! Mais maravilhoso me era o teu amor do que o amor das mulheres.” David e JónatasDaniel e Aspenaz Aspenaz era o chefe dos eunucos de Nabucodonosor, Rei da Babilónia. Daniel era um dos eunucos com ascendênciada casa de Israel.  Daniel 1:9 – “ Ora, Deus fez com que Daniel achasse graça e misericórdia diante do chefe dos eunucos.”
  19. 19. Transsexualidade 2000 2001 1999 20052002 2004 2006 Vês alguma diferença? Sou Transexual, se não te disse-se sabias?
  20. 20. 8 – O que é a Transsexualidade ?Para muitas pessoas, a sua identidade de género – identificação psicológica como homem ou mulher – nãocorresponde ao sexo que lhes foi atribuído e registado no assento de nascimento.O sexo é dado pelos genitais apresentados quando nascemos, não tendo em conta outros factores que depois serevelam, estima-se que um “homem” em cada 12000 sente que é uma mulher e uma menor proporção de “mulheres”sente que é homem. FTM – Mulheres que têm identidade de género masculino, ou seja mulheres que viram homens MTF – Homens que têm identidade de género feminino, ou seja homens que viram mulheres.Todos os transsexuais têm uma coisa em comum não se sentem bem com o seu aspecto físico, nem com o sexo comque nasceram a isto se chama disforia de Género ou Perturbação da Identidade de Género.Todos os transsexuais mais tarde ou mais cedo nas suas vidas necessitam de adaptar a sua aparência física à suaidentidade de género através de hormonas e muitas vezes a cirurgia. Existem dois tipos de Transsexualidade:Transsexualidade primária – em que a pessoa sente desde a infância que não gosta e não se identifica como corpo/sexo que tem.Transsexualidade secundária – quando sentem esta incompatibilidade mais tarde.
  21. 21. (Continuação – O que é a Transsexualidade) A Transsexualidade é um processo contínuo e improvável que desapareça, no entanto podem passar anos até que a pessoa aceda, por vários motivos ao processo de transição. Existem muitas pessoas que não se sentem bem com o corpo/sexo com que nasceram, mas apenas mudam o seu aspecto físico não chegando nunca a fazer cirurgias para mudarem de sexo, a estas pessoas dá-se o nome de transgéneros. Este termo foi introduzido em 1979 por Virgínia Prince nos EUA, para se referir a pessoas como ela que, apesar de viverem a tempo inteiro como membros do Virgínia Prince sexo oposto àquele que lhe foi dado no nascimento, não desejavam recorrer à cirurgia genital. A partir dos anos 90, o termo transgénero passou a ter um significado diferente sobretudo devido à utilização feita por Leslie Feinberg em que transgéneros representava todas as pessoas cuja identidade de género, ou a maneira como a exprimem não está de acordo com as normas sociais para homens e mulheres e que devido a isso são oprimidas pela sociedade. Actualmente o termo transgénero é usado como um termo genérico que inclui não só as pessoas transgénero no sentido dado por Prince, mas também as pessoas transexuais e travestis. Leslie Feinberg
  22. 22. (Continuação – O que é a Transsexualidade)Os transexuais sentem-se desconfortáveis com o seu corpo e pelo não conseguirem que os outros os identifiquemcom a identidade que tendem e não com a que têm de nascença. É muitas vezes negada as pessoas transexuais aexpressão da sua identidade real como, por exemplo, através da proibição de determinadas actividades o quedificulta a sua integração social e o seu desenvolvimento calmo da personalidade.9- A mudança de sexo A maior parte dos transexuais têm como finalidade fazer as operações para depois de um longo processopossam mudar o seu nome legalmente, no entanto tem um longo caminho para percorrer.Psequiatrização obrigatória Regras segundo as leis de cada país em relação ao serviço de saúde Cirurgias nem sempre comparticipadas Discriminação excessiva na fase da transformação 9.1 A preparação para a transformaçãoOs transexuais começam a sua preparação tendo que se dirigir a uma “junta médica” no qual têm que passardurante alguns anos em consultas psiquiátricas, têm que passar (dependendo do país) um a dois anos a viverem deacordo com o sexo que pretendem tanto a nível pessoal como na sociedade, no entanto fazem-no sem apoio nenhumo que os leva muitas vezes a um estado de degradação pois ninguém lhes dá trabalho e muitas vezes não lhesalugam casas ou ficam sem elas devido ao seu modo de vida diferente, só depois de este “teste de vida real”podem começar o seu processo de transformação, começando por tomar hormonas e só depois são sujeitos ácirurgia de mudança de sexo.
  23. 23. ( Continuação – A mudança de sexo)9.2. – AS cirurgias PRINCIPAIS CIRURGIAS PARA MUDANÇA DE SEXO MTF (male to female/homem/ mulher) FTM ( female to male/mulher/ homem)   Vaginoplastia: Remove os testículos Mastectomia bilateral: Redução dos seios. e a parte interna do pénis usando as partes restantes para construir a vagina. Faloplastia: Construção de um pénis usando partes do corpo. Implantes testiculares podem ser aplicados para obtenção de Pomo de Adão: Cirurgia para erecção. redução do Pomo de Adão situado na garganta. Metaidioplastia: Parte final da Faloplastia. Aperfeiçoamento da construção do pénis. Voz: Mudança no timbre de voz com a cirurgia nas cordas vocais do homem. Esterectomia: Remoção dos órgãos reprodutivos. Aumento de seio: Sessão de implantes no peitoEstas cirurgias permitem mudar o sexo, a cirurgia mais bem sucedida é a mudança de homem para mulher.Depois das operações os pacientes são acompanhados psicologicamente, e com administração de hormonasadequadas para cada transição.
  24. 24. 10 – Os Transexuais e a família Relato de uma mãe de uma filha transexual Há sentimentos...sentimentos que não se escrevem, que não sei como transmitir, (...). Este é um deles, o de ser mãe de um ser que nasceu Sónia e passou de um momento para outro a ser Gustavo. Bem de um momento para o outro...talvez não seja bem assim...para nós talvez fosse assim mas para o próprio as coisas devem ter tido um caminho desde há muito, confuso, revolta, mas deve vir de há muito e não soube como dizê-lo... Transsexualidade disse-me este meu filho, transsexualidade disseram os médicos.(...)(...)O cérebro não aceita o corpo que foi dado pela natureza... (...)é um sentimento de prisão dentro do próprio corpo...(...)Porquê a minha menina tinha de passar por tudo isto?(...)O processo vai de quatro a cinco anos até estar concluído (...)Vai passar pelo tratamento hormonal e então passará ásoperações. (...)(...)comecei a notar algumas atitudes contra as roupas interiores, corte de cabelo a cara com mazelas, parecia que tinha estado apassar com gilete na cara...não parecia, era mesmo... e aí o coração como que aberto àquela nova realidade (...) Doía-me a dordela. Todos os dias se já eram diferentes, passaram a ser cada vez mais importantes, um dia de cada vez dizia eu para mim, paranós. Mas ao mesmo tempo parece que queria viver tudo num só dia para ter a certeza que o final seria sem dúvida um final feliz...O sorriso para o mundo, para a vida era e é constante neste ser (...)Eu e o pai, só agora vamos chamando de Gustavo, mas enganamo-nos, dizendo o nome e aplicando o pronome ela isto, ela aquilo...Somos seis irmãos, apenas uma das minhas irmãs e os filhos a trataram desde logo por Gustavo, nunca se enganam.(...)Choro, (...), por ter desejado ter este filho, (...), choro pelas lágrimas que ele não chora, pela coragem que o Gustavo tem delevantar a cabeça, assumir aqui no prédio onde vive, com as pessoas que o olham, e sorrir e rir e gargalhar.(...) Ah choro é verdade, por não saber como ajudar este ser de luz, (...)Porquê? Porquê? Porquê? e mais Porquês??????????????????Deixei de me massacrar com tantos porquês...também sei que pensamentos positivos levam a resultados positivos. Acredito quesomos o que pensamos e é importante fazermos dos momentos, momentos únicos.Associado a todo este processo(...)todo o potencial dela se vira para a ajuda aos outros, ajudando a sorrir quem precisa, mastrabalhar para se sustentar, não se vislumbra, grandes hipóteses.(...) incentivando-o a fazer algo para contribuir para a evolução doser grandioso que é.(...)  Desistir? NUNCA!!!! Apenas um dia de cada vez!
  25. 25. (Continuação – Transexuais e a família)Relato de um Transexual Deus fez-me homem, eu fiz-me mulher.Penso que posso dizer que nunca soube o que era ter uma vida fácil. A minha vida é um pouco diferente do resto das pessoas. Soutranssexual, o que por si só já me faz diferente. Infelizmente vivo numa sociedade que ainda me olha de lado(...) pela escolha quefiz.Desde bem cedo, sempre tive mais tendências para me comportar como as meninas da minha idade, ao invés de me misturar comos rapazes. Não achava a mínima piada ter de andar atrás de uma bola(...).Sempre preferi as bonecas aos carrinhos e jogos deberlinde. Na escola era gozada pelo resto da turma e em casa era maltratada e espancada pelo meu pai.(...), nunca aceitou aminha escolha, batia-me com tudo o que lhe aparecesse à frente. Já a minha mãe sempre me apoiou, mesmo contra a vontade domarido. Foi algumas vezes parar ao hospital só pelo simples facto de me defender. (...)Sozinha em Lisboa, tive de me arranjar para poder sobreviver. Devido ao meu aspecto feminino e à discriminação que me fizeramnão consegui arranjar emprego em lado nenhum. A única solução foi, vender o meu corpo nas ruas, como se tratasse de umobjecto qualquer. Os primeiros tempos foram HORRIVÉIS, mas passado uns meses, já me tinha habituado.(...)Hoje sou tratada por Patrícia Fernandes, o nome que escolhi. Na minha cabeça, o João Carlos morreu na sala de cirurgia para darlugar à pessoa que sou hoje. Deixei a prostituição, quando encontrei um rapaz da minha idade que se apaixonou por mim e eu porele. Somos muito felizes. Mesmo com as muitas discriminações que sofro na pele, antes as prefiro, do que viver frustrada para oresto da vida por não ter realizado o meu sonho.   Patrícia Fernandes – Lisboa(Samuel)
  26. 26. 11 – Associações LGBT em Portugal OpusGay – Fundada em 28 de Junho de 1977 em Lisboa, é uma organização cívica de carácter social criada para promover a solidariedade entre todos os membros da comunidade LGBT portuguesa. Apoio e defesa dos direitos humanos, a nível individual e colectivo das minorias sexuais e étnicas. Fundada em Maio de 1995 em Portugal, e com sede em Lisboa desde Novembro de 1997. Membro da ILGA – Europa e da EPOA. Associação de solidariedade social que luta pela melhoria da qualidade de vida, integração e interacção da população ( LGBT). Nota: É a única associação em Portugal com fundos Europeus. Associação de jovens(LGBT) Lésbicas, gays, bissexuais, transgéneros com idades entre os 16 e os 30.A Rede ex aequo tem como objectivo trabalhar no apoio á juventude LGBT e na mudança de mentalidades emrelação ás questões da orientação sexual e identidade de género. Grupo de defesa dos Direitos Sexuais.
  27. 27. ( Continuação – As associações LGBT em Portugal) Clube Safo – Fundada em Janeiro de 1996, em Aveiro. Associação que tem por objectivo o apoio e a defesa dos direitos das mulheres lésbicas com , intervenção social e cultural, promovendo uma imagem positiva da identidade lésbica. As Panteras Rosa – Frente de Combate à LesBiGayTransfobia São um colectivo aberto a todas as pessoas interessadas em combater a discriminação das pessoas LGBT em Portugal. As Panteras Rosa pretendem acelerar o processo de mudança de mentalidades. Pelo reconhecimento da diversidade da sexualidade humana e pela autonomia e liberdade sexual de tod@s. As Panteras Rosa surgiram em 2004, para alertar contra a homofobia as Panteras assumiram uma diversidade de vias, desde métodos de acção directa e desobediência civil, à acção judicial. As Panteras Rosa não são uma associação, mas uma rede de activistas, um grupo político democrático que nãoobedece a estruturas hierárquicas, debatendo as decisões e problemas entre todos os elementos, que agedirectamente sobre os casos de discriminação LGBT mas também denunciando publicamente casos de fobiainstitucional, não só nas leis, como nas expressões quotidianas de preconceito.
  28. 28. Por Gisberta Foi encontrada morta a 22 de Fevereiro de 2006 num edifício inacabado da cidade do Porto, o crime foi confessado por 14 jovens entre os 10 e os 16 anos, a maior parte proveniente das Oficinas de São José, instituição de acolhimento de menores ligada á Igreja Católica. Foi agredida violentamente desde 15 de Fevereiro e na madruga de 21 para 22 atirada para um fosso ainda com vida vindo a falecer por afogamento. O tribunal de família considerou que a sua morte foi uma “brincadeira de mau-gosto que correu mal”, não reconhecendo como um homicídio, nem que as agressões, muitas delas sexuais, se devessem a transfobía. Das fragilidades da Gisberta ao inferno da discriminação permanente na sociedade Portuguesa são os motivos da sua morte.Gisberta, nascida Gilberto Salce Júnior na cidade de S.Paulo, Brasil, há 46 anos, chegou aPortugal em 1980 e era uma “mulher” belíssima, muito cuidada, profundamente femenina edócil .
  29. 29. Manifestações Pelo Mundo Fora Em Portugal 2006 Foi preciso alguém morrer para nos darem valor, quantos mais morrerão por Homofobia. Será que acordámos para a realidade?
  30. 30. Não foi considerado crime!!!Discriminação = Homofobia Não foi crime? Não foram considerados criminosos!!! ANTES Não são? Não foram condenados. Se fosse heterossexual, teriam sido condenados??? Não... ... ... Não teria sido assassinado.... Discriminação = Homofobia = Morte DEPOIS
  31. 31. - BIBLIOGRAFIA –         Este trabalho foi efectuado através de pesquisa da internet. Consultando sites variados, sites de associações e blogues particulares.   Entre eles: Aprender a ser (ocaminhodoblog.blogspot.com) Asas para voar Clicfilhos ClubeSafo Escritacriativa.com Folhaonline (www.folha.com.br) Homossexualidade.sites.uol.com.br Ilga Portugal Jovem Vivo Não te Prives OpusGay Panteras Rosa PortugalGay Rede ex aequo UFMG Ursos de Portugal Wikipédia www.afh.bio.br www.esquerda.net
  32. 32. Música de Pedro Abrunhosa 1 .Homossexualidade “ Luz ” 2 . Transsexualidade “ Balada de Gisberta” Fim

×