Basquete e ginástica - Aconsa

318 visualizações

Publicada em

trabalho realizado para a disciplina de educação Física, para o professor António Aragão

Publicada em: Esportes
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
318
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Basquete e ginástica - Aconsa

  1. 1. Trabalho realizado por: Ana Carolina Rosa – 8º1 – Nº1. (Trabalho de Educação física) Índice  Basquete -> O que é o Basquete; -> História; -> Como praticar este desporto; -> Regras; -> Onde o podemos praticar; -> Curiosidades.  Ginástica -> O que é a Ginástica; -> História; -> Como praticar este desporto; -> Aparelhos utilizados na Ginástica; -> Onde podemos praticar este desporto;
  2. 2. Trabalho realizado por: Ana Carolina Rosa – 8º1 – Nº1. Basquete O que é o Basquete: O Basquete é um desporto coletivo. Este jogo é jogado entre duas equipas de cinco pessoas, e o objetivo é marcar mais pontos que a equipa adversária. Desta forma, a equipa que acabar o jogo com maior pontuação é a equipa vencedora! História do Basquete: Este desporto existe desde 1891, e foi criador por James Naismith. Este era um professor de Edução Física do Canadá na América do Norte. James criou este desporto, com o objetivo de os seus alunos poderem praticar Educação Física durante o Inverno. Nessa época, os jogos praticados eram o Basebol e Futebol Americano, e como estes eram praticados no exterior, e o Inverno era rigoroso, o frio e a chuva impediam-nos de praticar esses desportos. Desse modo, James criou o Basquetebol. Este desporto podia ser praticado no interior, e os seus alunos poderiam pratica-lo utilizando o contacto físico e os pés, tornando este desporto um pouco violento. O primeiro jogo deste desporto deu-se a 20 de Janeiro em 1892. As equipas eram de nove jogadores, e eram funcionários de ACM. O resultado final foi de 0 a 1. O único cesto marcado foi feito a 7.6 metros de distância do cesto. Apenas em 1897/1898, é que as equipas passaram a ser de cinco jogadores.
  3. 3. Trabalho realizado por: Ana Carolina Rosa – 8º1 – Nº1. O basquete feminino iniciou-se em 1992, quando uma professora de educação física decidiu adaptar as regras que James tinha feito, para regras menos violentas, onde as raparigas pudessem participar. A partida deu-se a 4 de Abril de 1896, entre duas Universidades. Essas duas Universidades eram a Universidade de Stanford, e a Universidade da Califórnia. A Universidade vencedora, foi a Universidade da Califórnia. Regras: Para este desporto são necessárias regras de jogo, num total de trinta regras. Antigamente eram treze regras, mas com o tempo as regras foram mudando, e agora são trinta. De todas estas regras, retirei as cinco mais importantes: 1. Artigo 2.2.3 Linhas de lance-livre e áreas restritivas As áreas restritivas serão áreas retangulares marcadas no campo de jogo. A área restritiva (três segundos) deverá ser um retângulo (não mais um trapézio), como se mostra na figura abaixo. 2. Artigo 2.2.4 Área de três pontos A distância da linha de três pontos será de 6,75 m (e não os atuais 6,25 metros). 3. Artigo 2.2.6 Linhas para reposição lateral As duas pequenas linhas deverão ser marcadas fora do campo, no lado oposto ao da mesa dos oficiais e das áreas de banco, com o seu bordo mais distante afastado 8,325 m do bordo interior da linha final; por outras palavras, alinhadas com o topo da linha de três pontos. Durante os últimos dois minutos do jogo e do período suplementar, a seguir a um desconto de tempo concedido à equipa que tenha o direito a
  4. 4. Trabalho realizado por: Ana Carolina Rosa – 8º1 – Nº1. uma reposição de bola na sua zona de defesa, a reposição de bola subsequente será realizada do lado oposto ao da mesa dos oficiais, na “linha de reposição lateral” e não, como agora, no prolongamento da linha central. 4. Artigo 2.2.7 Semicírculos de não carga Os semicírculos nos quais não serão consideradas as cargas ofensivas deverão ser marcados no campo de jogo, sob os cestos, com o seu bordo interno a 1,25 metros do ponto central do cesto (no piso). Uma falta ofensiva por carga nunca deverá ser assinalada caso o contacto do atacante ocorra com o defensor que permaneça dentro do semicírculo de não carga. 5. Artigo 29 Vinte e quatro segundos Se a reposição for efetuada na zona de defesa, se determinado pelas regras respetivas, o aparelho de 24 segundos deverá ser retomado aos 24 segundos. Se a reposição for efetuada na zona de ataque, se determinado pelas regras respetivas, o aparelho de 24 segundos deverá ser retomado como se segue: - Se o relógio mostra que faltam 14 segundos ou mais no momento em que o jogo é parado, o aparelho de 24 segundos não deverá ser mexido e permanecerá o mesmo tempo. - Se restarem 13 segundos ou menos no aparelho de 24 segundos no momento em que o jogo é parado, o relógio deve ser ajustado para 14 segundos. Em Novembro de 2009, a FIBA Europa aprovou a aplicação destas novas regras a todas as suas competições oficiais (de seleções ou clubes) a partir de 1 de Outubro de 2010, para vigência na época 2010/2011. Onde o Podemos praticar: Este desporto pode ser praticado tanto na escola, como em espaços públicos, e até em pavilhões desportivos.
  5. 5. Trabalho realizado por: Ana Carolina Rosa – 8º1 – Nº1. Ao contrário do motivo pelo qual foi criado este desporto, também o podemos praticar ou jogar em espaços ao ar livre. Apesar de James Naismith ter criado este desporto com um objeto (poder ser praticado em locais fechados), atualmente a sua invenção também é jogada no exterior. Curiosidades: Foi a partir da invenção de James Naismith que surgiram entretanto vários outros deportos. Atualmente, muitos desses desportos são jogados ou praticados em tanta ou maior número de vezes do que o Basquete. O Basquete é considerado o pai de muitos desportos que surgiram depois dele, tal como os que se indicam na figura acima indicada, pois estes desportos também se podem jogar em locais fechados, e porque todos envolvem o mesmo objeto, a bola.
  6. 6. Trabalho realizado por: Ana Carolina Rosa – 8º1 – Nº1. Ginástica O que é a Ginástica: A Ginástica é um desporto coletivo ou individual, dependentemente do tipo de Ginástica que praticarmos. O objetivo de uma Ginasta, é principalmente estar há altura de poder competir ou de conseguir fazer exercícios complicados. História: A Ginástica tem uma origem recente, tendo começado no século XIX. Porém, esta já existia na antiguidade, com a diferença de que na altura esta apenas era utilizada na exercitação do corpo, em guerras entre povos ou civilizações. Foi nessa época (na Antiguidade) que surgiu a palavra Ginástica, com a diferença de que na altura o seu nome era “Gymnos”, cujo significado era nu. O seu significado, provinha de que na altura a ginástica era feita sem roupa, e por isso é que o seu significado é nu. Para além do mais, o facto de este desporto ser feito sem roupa alguma, fez também com que a ginástica fosse um desporto masculino. No caso de Portugal, existe atualmente uma Federação de desportos na qual a Ginástica está incluída, e dividida em diferentes partes dependentemente com o tipo de Ginástica. Os tipos existentes nesta Federação são: Ginástica artística (masculina e feminina); Ginástica Rítmica; Trampolins; Ginástica Aeróbica; e Ginástica Acrobática.
  7. 7. Trabalho realizado por: Ana Carolina Rosa – 8º1 – Nº1. Como praticar este Desporto: Este desporto pode ser praticado de diferentes formas, tendo em conta o tipo de Ginástica que se pretende. A ginástica pode ser praticada tanto por homens como por mulheres, com a diferença de que dependentemente dos sexos, o individuo tem um tipo diferente de ginástica que lhe é proporcionado. Na imagem que se segue, é mostrado um desses exemplos, em que em cada local, os homens e as mulheres fazem coisas totalmente diferentes, tendo em conta as suas capacidades físicas e o seu sexo. <- Ginástica de Trampolins Unissexo, praticada fora da escola, provavelmente em pavilhões desportivos. Ginástica de Trampolins Unissexo, praticada na escola, provavelmente em educação física. ->
  8. 8. Trabalho realizado por: Ana Carolina Rosa – 8º1 – Nº1.
  9. 9. Trabalho realizado por: Ana Carolina Rosa – 8º1 – Nº1. Aparelhos utilizados na Ginástica: Existem vários tipos de aparelhos de Ginástica. Existem os aparelhos utilizados em casa, os aparelhos utilizados no ginásio, e os aparelhos profissionais e os aparelhos de competição. Neste trabalho apenas vou falar dos aparelhos profissionais e dos aparelhos de competição, que são os seguintes:  Argolas;  Barra assimétrica;  Barra fixa;  Barras paralelas;  Bock;  Cavalo;  Cavalo com alças;  Colchão;  Cordas;  Plinto;  Salto;  Solo;  Tecidos;  Trampolim;  Trapézio;  Trave;  Trave olímpica. Bibliografia: http://pt.wikipedia.org/wiki/Gin%C3%A1stica_r%C3%ADtmica http://www.fgp-ginastica.pt/noticias.php~ http://www.fpb.pt/fpb_portal/start_fpb http://www.affsports.pt/public/Com222-Regras.pdf http://pt.wikipedia.org/wiki/Basquetebol

×