Revolução: o que só o livro digital foi capaz de fazer

4.409 visualizações

Publicada em

Apresentação do projeto de mestrado sobre a revolução do livro digital. Baseia-se no tripé de Chartier: técnico, material e morfológico.

Publicada em: Educação
1 comentário
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.409
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3.160
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
1
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Revolução: o que só o livro digital foi capaz de fazer

  1. 1. A REVOLUÇÃO REAL O que só o livro digital foi capaz de fazer andre@nishizawa.com.brTuesday, 16 October 12
  2. 2. OS TRÊS EIXOS DE CHARTIER • Técnico • Morfológico • MaterialTuesday, 16 October 12
  3. 3. EIXO TÉCNICO • Há milênios: rolo • Século XV: Gutemberg e os tipos móveis • Revolução eletrônica, digitalTuesday, 16 October 12
  4. 4. STEVE JOBS Colação de grau de estudantes em StanfordTuesday, 16 October 12
  5. 5. EIXO TÉCNICO • Há milênios: rolo • Século XV: Gutemberg e os tipos móveis • Revolução eletrônica, digitalTuesday, 16 October 12
  6. 6. PRODUÇÃO MANUSCRITATuesday, 16 October 12
  7. 7. TIPOS MÓVEISTuesday, 16 October 12
  8. 8. DIGITALTuesday, 16 October 12
  9. 9. EIXO TÉCNICO •O que havia antes • Copistas • Erros de cópiaTuesday, 16 October 12
  10. 10. “A tarefa, jamais finda, é ameaçada por um outro perigo: a corrupção dos textos. No tempo da cópia manuscrita, a mão do escriba pode falhar e acumular erros”.Tuesday, 16 October 12
  11. 11. EIXO TÉCNICO • O que havia antes • Fechamento de arquivo; • Tempo de impressão em gráfica; • Cores CMYK • Pantone • Encadernação • Distribuição • FilasTuesday, 16 October 12
  12. 12. Tuesday, 16 October 12
  13. 13. “Na era do impresso, a ignorância dos tipógrafos ou dos revisores, como os maus modos dos editores, trazem riscos ainda maiores.”Tuesday, 16 October 12
  14. 14. EIXO TÉCNICO • No digital • e-reader • tablet • e-ink e lcd • dimensões • bateria • wireless • pesoTuesday, 16 October 12
  15. 15. Tuesday, 16 October 12
  16. 16. Tuesday, 16 October 12
  17. 17. EIXO MORFOLÓGICO “Um livro manuscrito ou um livro impresso têm a mesma estrutura morfológica: folhas, páginas, encadernação”.Tuesday, 16 October 12
  18. 18. Tuesday, 16 October 12
  19. 19. Tuesday, 16 October 12
  20. 20. Tuesday, 16 October 12
  21. 21. Tuesday, 16 October 12
  22. 22. EIXO MORFOLÓGICO “Um livro manuscrito ou um livro impresso têm a mesma estrutura morfológica: folhas, páginas, encadernação”. E o digital?Tuesday, 16 October 12
  23. 23. Tuesday, 16 October 12
  24. 24. Tuesday, 16 October 12
  25. 25. Tuesday, 16 October 12
  26. 26. Tuesday, 16 October 12
  27. 27. Tuesday, 16 October 12
  28. 28. Tuesday, 16 October 12
  29. 29. Tuesday, 16 October 12
  30. 30. Tuesday, 16 October 12
  31. 31. Tuesday, 16 October 12
  32. 32. http://www.fastcompany.com/most-creative-people/2012/maria-popovaTuesday, 16 October 12
  33. 33. EIXO MATERIAL • Questão econômica do livro • Atacado versus AgênciaTuesday, 16 October 12
  34. 34. EIXO MATERIAL • [...] o Departamento de Justiça americano entrou com uma ação civil antitruste contra a Apple e várias editoras de livros importantes (Harper Collins, MacMillan, Penguin Group, Simon & Schuster e Hachette Book Group), porque as empresas se reuniram para aumentar o preço dos e-books em 2010, assunto que estamos acompanhando. Fonte: marcosmucheroni.pro.brTuesday, 16 October 12
  35. 35. EIXO MATERIAL •O processo federal americano avaliou que a Apple e estas editoras trabalharam para limitar a concorrência de preços dos e-books que tendiam a cair [...] os consumidores pagavam dezenas de milhões de dólares a mais [...].” Fonte: marcosmucheroni.pro.brTuesday, 16 October 12
  36. 36. EIXO MATERIAL • Esta sentença teve início numa investigação que começou o ano passado sobre a Apple e as cinco editoras de livros, quando editores adotaram uma política de preços chamada de “modelo de agência”, que significa que os preços eram definidos por editores e não pelo comércio varejista. Fonte: marcosmucheroni.pro.brTuesday, 16 October 12
  37. 37. EIXO MATERIAL • Este modelo se materializou em 2010, quando os editores de livro pediram para Amazon para aumentar seus preços de e-books fixados em U$ 9,99 Fonte: marcosmucheroni.pro.brTuesday, 16 October 12
  38. 38. MIKE SHATZKIN Fonte: idealog.comTuesday, 16 October 12
  39. 39. MIKE SHATZKIN Fonte: idealog.comTuesday, 16 October 12
  40. 40. MIKE SHATZKIN Fonte: idealog.comTuesday, 16 October 12
  41. 41. MIKE SHATZKIN Fonte: idealog.comTuesday, 16 October 12
  42. 42. MIKE SHATZKIN Fonte: idealog.comTuesday, 16 October 12
  43. 43. EIXO MATERIAL • Sustentabilidade • Emissão de carbono (carbon footprint) Fonte: idealog.comTuesday, 16 October 12
  44. 44. EIXO MATERIAL • Sustentabilidade • Emissão de carbono (carbon footprint) • 4.01 kg de CO2 por livro • 130 kg de CO2 por iPad (32 livros) Fonte: Triplepundit.com e Book Industry Environmental Trends and Climate Change Impacts ReportTuesday, 16 October 12
  45. 45. Tuesday, 16 October 12
  46. 46. EIXO MATERIAL • Blog: How is publishing changing? • Clay Shirky: Publishing is not evolving. Publishing is going away. [...] That’s not a job anymore. That’s a button. There’s a button that says “publish,” and when you press it, it’s done. Fonte: Triplepundit.com e Book Industry Environmental Trends and Climate Change Impacts ReportTuesday, 16 October 12
  47. 47. Tuesday, 16 October 12
  48. 48. EIXO MATERIALTuesday, 16 October 12
  49. 49. EIXO MATERIALTuesday, 16 October 12
  50. 50. EIXO MATERIALTuesday, 16 October 12
  51. 51. EIXO MATERIAL • Blog: How is publishing changing? • Clay Shirky: Publishing is not evolving. Publishing is going away. [...] That’s not a job anymore. That’s a button. There’s a button that says “publish,” and when you press it, it’s done. Fonte: Triplepundit.com e Book Industry Environmental Trends and Climate Change Impacts ReportTuesday, 16 October 12
  52. 52. EIXO MATERIAL • “Observa-se uma tendência convergente na direção do enquadramento das bibliotecas digitais aos cânones biblioteconômicos, principalmente no que concerne à organização e à representação dos recursos informacionais [...] Essa convergência para a biblioteconomia pode ser justificada de várias maneiras, porém a mais convincente delas é também a mais óbvia: biblioteca digital continua sendo biblioteca”. Fonte: Sayão, L. 2008. Afinal o que é biblioteca digital? Revista USP. São Paulo.Tuesday, 16 October 12
  53. 53. EIXO MATERIAL • “O progresso tecnológico mudou a maneira como as bibliotecas fazem o seu trabalho, mas não a razão do seu trabalho” • Qual a razão do livro digital? Fonte: Sayão, L. 2008. Afinal o que é biblioteca digital? Revista USP. São Paulo.Tuesday, 16 October 12
  54. 54. REFERÊNCIAS • blog.findings.com/post/20527246081/how-we-will-read-clay-shirky • Carrenho, C. Slideshare.net/carrenho. • Chartier, R. 1999. A aventura do livro: do leitor ao navegador: conversações com Jean Lebrun. São Paulo, Edunesp/Imprensa Oficial. • Marcosmucheroni.pro.br. • Sayão, L. 2008. Afinal o que é biblioteca digital? Revista USP. São Paulo. • Shirky, C. 2011. A cultura da participação. São Paulo, Zahar.Tuesday, 16 October 12

×