COBERTAS
MATERIAIS DA CONSTRUÇÃO I
EQUIPE: CARLOS ALFREDO LUCAS HENRIQUE
IALA ALMEIDA REGINA OLIVEIRA
IARA ALMEIDA REMIR F...
Definição
Funções das cobertas
∗ Abrigo contra as intempéries
∗ Isolante Térmico
∗ Efeito estético
∗ Ser impermeável;
∗ Ser resisten...
especificações técnicas de
uma coberta ideal
Chuva de granizo
∗ Cobertas de policarbonato
Inverno e verão
∗ Manta térmica
chuva
∗ impermeabilização
o sistema de drenagem
das águas pluviais
Rufus
Calhas
Tubos de queda
Sistema de captação de água
TIPOS DE ESTRUTURAS
MADEIRA
TIPOS DE ESTRUTURAS
MADEIRA
A madeira é um dos
materiais mais comuns nas
estruturas de cobertas, dos
mais variados tipos!
...
 Possíveis desvantagens:
 Possui variações transversais e
longitudinais devido à variação
da umidade;
 É combustível, p...
Podemos utilizar todas as madeiras
de lei para a estrutura de telhado
(Tabela ), no entanto a peroba tem
sido a madeira ma...
TIPOS DE ESTRUTURAS
MADEIRA
A estrutura de madeira de uma coberta é
formada:
•pelas telhas;
•pela estrutura secundária de ...
TIPOS DE ESTRUTURAS
MADEIRA
Peças utilizadas nas
estruturas de telhado
TESOURA
A Tesoura é o principal elemento estrutural...
TIPOS DE ESTRUTURAS
MADEIRA
Terças: Peças que estão 
posicionadas na longitudinal dos 
telhados. Responsável por unir as 
...
TIPOS DE ESTRUTURAS
MADEIRATRAMA -  CAIBRO
Caibros: Tem a posição 
transversal em todo o telhado. 
Responsável por receber...
TIPOS DE ESTRUTURAS
MADEIRATRAMA - RIPA
Ripas: Tem a posição 
longitudinal nos telhados, como as 
terças. 
Nas ripas que s...
TIPOS DE ESTRUTURAS
ESTRUTURAS METÁLICAS
TIPOS DE ESTRUTURAS
ESTRUTURAS METÁLICAS
∗ DEFINIÇÃO:
As primeiras estruturas em malhas espaciais com aplicação comercial
...
TIPOS DE ESTRUTURAS
ESTRUTURAS METÁLICAS
∗ As malhas espacias tem como elemento construtivo básico a
pirâmide ou o tetraed...
TIPOS DE ESTRUTURAS
ESTRUTURAS METÁLICAS
∗ Malhas curvas:
TIPOS DE ESTRUTURAS
ESTRUTURAS METÁLICAS
∗ USOS E INSTALAÇÕES:
∗ As primeiras malhas espacias surgidas no Brasil foram
pro...
TIPOS DE ESTRUTURAS
ESTRUTURAS METÁLICAS
∗ Outro elemento fundamental para as malhas espacias é o nó.
Atualmente são utili...
TIPOS DE ESTRUTURAS
ESTRUTURAS METÁLICAS
∗ Como proteção á intempérie solar e pluvial, dispõe de vários
tipos de materiais...
TIPOS DE ESTRUTURAS
ESTRUTURAS METÁLICAS
∗ COBERTURAS PLANAS (Lajes/Terraço)
COBERTURAS DE CONCRETO
∗ COBERTURAS PLANAS (Lajes/Terraço)
COBERTURAS DE CONCRETO
COBERTURAS DE CONCRETO
COBERTURA AUTÓ-PORTANTE
∗ COBERTURAS NATURAIS - Estabelece um contato mais
próximo com a natureza faz parte do estilo de vida atual, que
redescobr...
∗ VANTAGENS
-> Excelentes qualidades como isolante térmico e acústico;
-> Água da chuva não atrapalha a desde que a estrut...
∗ As coberturas naturais podem
ser:
• Coberturas Minerais: são materiais
de origem mineral, tais como pedras
em lousas (pl...
∗ As coberturas naturais
podem ser:
• Coberturas vegetais: de
uso restrito a construções
provisórias ou com
finalidade dec...
∗ As fibras ideais são:
• Piaçava – original do Nordeste, a parte mais grossa é
aproveitada para produzir vassouras e o re...
COBERTURAS NATURAIS
∗ Um telhado verde é uma alternativa viável e sustentável
perante os telhados e lajes tradicionais, porque facilita o
gere...
∗ Vantagens do telhado verde:
• Criação de novas áreas verdes, principalmente em regiões de
alta urbanização;
• Diminuição...
TELHADO VERDE OU ECOLOGICO
Extensivo (baixa
manutenção)
• Raízes rasas, superficiais:
Variam de 3cm a 20 cm
• Leve: 50 - 2...
TELHADO VERDE OU ECOLOGICO
• TELHAS CERÂMICAS;
• TELHAS DE FIBROCIMENTO;
• TELHAS DE CONCRETO;
• TELHAS DE ALUMÍNIO;
• TELHAS DE AÇO;
• TELHAS DE VID...
• Exigências de fabricação para telhas cerâmicas, segundo a
NBR 15310 (2009)
• Especificação da Norma;
• Características v...
∗ Segundo a NBR 15310 (ABNT, 2009), a classificação do
tipo de telhas (Fig. 3) é função de suas características
geométrica...
∗ Telhas de Encaixe:
a) Telha Francesa
b) Telha Romana
c) Telha Termoplan
TIPOS DE COBERTURAS
TELHAMENTO
TELHA CERÂMICA
O QUE É GALGA?
TIPOS DE COBERTURAS
TELHAMENTO
TELHA CERÂMICA
Telha tipo capa ou canal:
a)Tipo Colonial
b)Paulista:
c)Plan
TIPOS DE COBERTURAS
TELHA CERÂMICA
TIPOS DE COBERTURAS
TELHAMENTO
Padrões Comparativos entre telhas cerâmicas:
TELHA CERÂMICA
• fibrocimento: é um material à base de cimento, com
adições minerais, sem agregados e com fibras de
reforço distribuídas ...
Fibras Minerais:
• Amianto: Crisotila e anfibílio;
Fibras sintéticas mais empregadas:
• Polivinil-álcool (PVA): elevada re...
• TIPOS DE TELHAS:
TIPOS DE COBERTURAS
TELHAMENTO
TELHAS FIBROCIMENTO
TIPOS DE COBERTURAS
TELHAMENTO
TELHAS CONCRETO
∗ Maior resistência
∗ Menor Peso/m²
∗ Encaixes perfeito
∗ Alta impermeabili...
TIPOS DE COBERTURAS
TELHAMENTO
TELHAS CONCRETO
Informações Técnicas:
• Dados para telhado com inclinação entre 30% e 47%;
...
TIPOS DE COBERTURAS
TELHAMENTO
TELHAS CONCRETO
TIPOS DE COBERTURAS
TELHAS CONCRETO
∗ A família de produtos que engloba as telhas de
alumínio disponível no mercado brasileiro
compreendem basicamente os perf...
∗ São resistentes a ambientes agressivos, como os de orla marítima e
zonas industriais;
∗ São leves, resistentes, duráveis...
TENSOESTRUTURAS
∗ COBERTURAS EM ESTRUTURA DE
MEMBRANA TENSIONADA
COBERTURA EM ESTRUTURA DE MEMBRANA TENSIONADA
São constituídas de membranas nas quais atuam esforços apenas
de tração, não...
COBERTURA EM ESTRUTURA DE MEMBRANA TENSIONADA
Tipos de manta:
∗FIBRA DE VIDRO
∗FIBRA DE CARBONO – KEVLAR
∗POLIÉSTER
∗NYLON...
COBERTURA EM ESTRUTURA DE MEMBRANA TENSIONADA
COBERTURA EM ESTRUTURA DE MEMBRANA TENSIONADA
Desempenhos:
∗SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO
∗RESISTÊNCIA AOS ATAQUES
QUIMICOS E ...
COBERTURA EM ESTRUTURA DE MEMBRANA TENSIONADA
Aplicações:
∗ SHOPPING CENTERS
∗ESTÁDIOS
∗ÁREAS ESPORTIVAS
∗MEMORIAIS
∗ESTAC...
COBERTURA EM ESTRUTURA DE MEMBRANA TENSIONADA
∗ Shopping Spazzio Design - Juiz de Fora/MG
CONÓIDE
SELA
ESCALA
1:10
∗ O MAIOR DESAFIO DA OBRA DO ESTADIO DO
MARACANÃ FOI SEM DUVIDA A PARTE DA
COBERTURA, POR EXIGENCIA DA FIFA TINHA QUE
SER ...
INOVAÇÃO
∗ A SOLUÇÃO ENCONTRADA PARA A NOVA COBERTURA FOI
DESENVOLVIDA EM UM ESCRITORIO ESPECIALIZADO NA
ALEMANHA, OS ENGENHEIROS S...
∗ A COBERTURA TODA É COMO UM GRANDE QUEBRA-
CABEÇA DE 3,5 MIL TONELADAS DE AÇO FIXADAS POR
MAIS 1 MIL TONELADAS DE CABOS T...
∗ ESSE PROCESSO DE INÇAMENTO FEITO POR
MACACOS HIDRAULICOS É DADO O NOME DE BIG
LIFT UM METODO NUNCA ANTES ULTILIZADO NA
A...
INOVAÇÃO
INOVAÇÃO
∗ A ULTIMA ETAPA É A COLOCAÇÃO DA MEMBRANA, SÃO 60
GIGANTESCOS ROLOS DE MEMBRANAS IMPORTADOS DOS
EUA. MEMBRANAS ESSAS COMP...
∗ PARA APLICAÇÃO DESSA MEMBRANAS FOI NECESSARIO A
CONTRATAÇÃO DE 30 ALPINISTA ESPECIALIZADOS NESSE
DE TIPO DE COBERTURAS. ...
INOVAÇÃO
∗ SUSTENTABILIDADE:
∗ GRAÇAS A NOVA TECNOLIGIA DESENVOLVIDA PARA A
COBERTURA DO ESTADIO E AOS MATERIAS DE EXTREMA
QUALIDAD...
INOVAÇÃO
COBERTAS
MATERIAIS DA CONSTRUÇÃO I
PROFª: MARJORES TENÓRIO
∗EQUIPE: CARLOS ALFREDOLUCAS HENRIQUE
IALA ALMEIDA REGINA OLIVE...
Trabalho de coberturas
Trabalho de coberturas
Trabalho de coberturas
Trabalho de coberturas
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Trabalho de coberturas

6.126 visualizações

Publicada em

Trabalho de Materiais I : Tipos de coberturas.

Publicada em: Engenharia
  • Seja o primeiro a comentar

Trabalho de coberturas

  1. 1. COBERTAS MATERIAIS DA CONSTRUÇÃO I EQUIPE: CARLOS ALFREDO LUCAS HENRIQUE IALA ALMEIDA REGINA OLIVEIRA IARA ALMEIDA REMIR FERREIRA JESSICA GARCIA SHEYLA KAROLINE
  2. 2. Definição
  3. 3. Funções das cobertas ∗ Abrigo contra as intempéries ∗ Isolante Térmico ∗ Efeito estético ∗ Ser impermeável; ∗ Ser resistente; ∗ Ser inalterável quanto a forma e peso; ∗ Ser leve;
  4. 4. especificações técnicas de uma coberta ideal
  5. 5. Chuva de granizo ∗ Cobertas de policarbonato
  6. 6. Inverno e verão ∗ Manta térmica
  7. 7. chuva ∗ impermeabilização
  8. 8. o sistema de drenagem das águas pluviais
  9. 9. Rufus
  10. 10. Calhas
  11. 11. Tubos de queda
  12. 12. Sistema de captação de água
  13. 13. TIPOS DE ESTRUTURAS MADEIRA
  14. 14. TIPOS DE ESTRUTURAS MADEIRA A madeira é um dos materiais mais comuns nas estruturas de cobertas, dos mais variados tipos! Principais vantagens do uso da madeira: É renovável, abundante e altamente sustentável na natureza; Possui elevada resistência em relação a sua baixa massa específica; Excelente isolante térmico e acústico; Facilidade de trabalho e união das peças; Inerte, mesmo quando está exposta a ambientes químicos; Baixa demanda de energia para produção; Pode ser reutilizada, por várias vezes; Tem custo relativamente baixo.
  15. 15.  Possíveis desvantagens:  Possui variações transversais e longitudinais devido à variação da umidade;  É combustível, particularmente na forma fragmentada, como gravetos e lascas  É relativamente vulnerável ao ataque de insetos e fungos, se não for tratada adequadamente;  Possui composição heterogênea e anisotrópica; As estruturas de madeira resistem longo tempo às altas temperaturas, sem perder as características mecânicas. Sob as mesmas condições, já ocorre o colapso do concreto, do aço e do alumínio. TIPOS DE ESTRUTURAS MADEIRA
  16. 16. Podemos utilizar todas as madeiras de lei para a estrutura de telhado (Tabela ), no entanto a peroba tem sido a madeira mais utilizada. TIPOS DE ESTRUTURAS MADEIRA Algumas espécies de madeiras indicadas para a estrutura de telhado Caso se utilize madeiras que não conste na Tabela devemos verificar se as mesmas possuem as características físicas e mecânicas a seguir: Resistência à compressão (fc), a 15% de umidade, igual ou superior a 55,5 MPa. Módulo de ruptura à tração igual ou superior a 13,5 MPa.
  17. 17. TIPOS DE ESTRUTURAS MADEIRA A estrutura de madeira de uma coberta é formada: •pelas telhas; •pela estrutura secundária de apoio às telhas, denominada TRAMA ou armação; •pela estrutura principal de apoio, que pode ser uma estrutura maciça, treliçada ou lamelar Nas coberturas residenciais, a estrutura principal mais utilizada é uma treliça triangular, usualmente denominada tesoura.
  18. 18. TIPOS DE ESTRUTURAS MADEIRA Peças utilizadas nas estruturas de telhado TESOURA A Tesoura é o principal elemento estrutural do telhado de madeira e mais comum! Elementos de uma tesoura e terminologia •Pendural: Peça vertical da Tesoura. Recebe as cargas das peças diagonais. •Diagonal: Tem esse nome devido a sua posição diagonal na Tesoura. Responsável por receber as cargas das terças. •Chapuz ou Calço: Responsável por travar as Terças nas empenas. •Linha: Peça inferior da Tesoura. Tem a função de distribuir as cargas da tesoura para a viga ou pilar ou peça estrutural que ela estiver apoiada.
  19. 19. TIPOS DE ESTRUTURAS MADEIRA Terças: Peças que estão  posicionadas na longitudinal dos  telhados. Responsável por unir as  Tesouras do telhado e por receber a  carga dos caibros e distribuir para as  Tesouras.   As terças apoiam-se sobre as  tesouras consecutivas ou pontaletes,  e suas bitolas dependem do espaço  entre elas (vão livre entre tesouras),  do tipo de madeira e da telha  empregada.   Podemos adotar na prática e  utilizando as madeiras de lei. •Bitolas de 6 x 12 se o vão entre  tesouras não exceder a 2,50m. •Bitolas de 6 x 16 para vãos entre  2,50 a 3,50m.
  20. 20. TIPOS DE ESTRUTURAS MADEIRATRAMA -  CAIBRO Caibros: Tem a posição  transversal em todo o telhado.  Responsável por receber as cargas  das ripas e transferir para as terças. Os caibros são colocados em  direção perpendicular as terças,  portanto paralela às tesouras. São  inclinados, sendo que seu declive  determina o caimento do telhado. A bitola do caibro varia com o  espaçamento das terças, com o tipo  de madeira e da telha. Podemos  adotar na prática.  •Terças espaçadas até 2,00m usamos caibros de 5 x 6. •Quando as terças excederem a 2,00m e não ultrapassarem a 2,50m usam caibros de 5x7. Os caibros são colocados com uma  distância máxima de 0,50m (eixo a eixo)  para que se possam usar ripas comuns  de peroba 1x5.
  21. 21. TIPOS DE ESTRUTURAS MADEIRATRAMA - RIPA Ripas: Tem a posição  longitudinal nos telhados, como as  terças.  Nas ripas que são apoiadas as  telhas cerâmicas. São responsáveis,  também, por transferir a carga (peso)  das telhas e transferir para os caibros. São encontradas com seções de 1,0x5,0cm (1,2x5,0cm). O espaçamento entre ripas depende da telha utilizada. Para a colocação das ripas é necessário que se tenha na obra algumas telhas para medir a sua galga, elas são colocadas do beiral para a cumeeira, iniciando-se com duas ripas ou sobre testeira. Portanto, para garantir esse espaçamento constante, o carpinteiro prepara uma guia (galga).
  22. 22. TIPOS DE ESTRUTURAS ESTRUTURAS METÁLICAS
  23. 23. TIPOS DE ESTRUTURAS ESTRUTURAS METÁLICAS ∗ DEFINIÇÃO: As primeiras estruturas em malhas espaciais com aplicação comercial surgiram por volta dos anos 30 por uma empresa Alemã. Já no Brasil a primeira treliça espacial importante surgiu em1970, com a cobertura do pavilhão de Freire e exposição de Anhembi, projetadas com barras tubulares de alumínio.
  24. 24. TIPOS DE ESTRUTURAS ESTRUTURAS METÁLICAS ∗ As malhas espacias tem como elemento construtivo básico a pirâmide ou o tetraedro. Elas podem de um modo geral ser classificadas em dois grupos: ∗ Malhas Planas.
  25. 25. TIPOS DE ESTRUTURAS ESTRUTURAS METÁLICAS ∗ Malhas curvas:
  26. 26. TIPOS DE ESTRUTURAS ESTRUTURAS METÁLICAS ∗ USOS E INSTALAÇÕES: ∗ As primeiras malhas espacias surgidas no Brasil foram projetadas em alumínio. Hoje no entanto, 95% são produzidas com tubo de seção circular em aço. ∗ As telhas empregadas para cobertura, na maioria das vezes são chapas metálicas finas, podendo ser em aço ou alumínio, com espessura q varia de 0,5 a 0,8mm.
  27. 27. TIPOS DE ESTRUTURAS ESTRUTURAS METÁLICAS ∗ Outro elemento fundamental para as malhas espacias é o nó. Atualmente são utilizados os seguintes tipos de nós: ∗ Esféricos ∗ Cruzetas ∗ Ponta amassada
  28. 28. TIPOS DE ESTRUTURAS ESTRUTURAS METÁLICAS ∗ Como proteção á intempérie solar e pluvial, dispõe de vários tipos de materiais. As coberturas mais utilizadas são as telhas metálicas em aço ou alumínio, mais podendo ser também de vidro. Muitas vezes a cobertura deve ser provida de um isolante térmico, normalmente estes isolantes são fabricados utilizando-se lã de vidro, lã de rocha, lã de pet, ou espuma expandida de poliuretano, colocados como ''enchimentos'' entre duas telhas.
  29. 29. TIPOS DE ESTRUTURAS ESTRUTURAS METÁLICAS
  30. 30. ∗ COBERTURAS PLANAS (Lajes/Terraço) COBERTURAS DE CONCRETO
  31. 31. ∗ COBERTURAS PLANAS (Lajes/Terraço) COBERTURAS DE CONCRETO
  32. 32. COBERTURAS DE CONCRETO
  33. 33. COBERTURA AUTÓ-PORTANTE
  34. 34. ∗ COBERTURAS NATURAIS - Estabelece um contato mais próximo com a natureza faz parte do estilo de vida atual, que redescobriu a força da terra, os poderes das pedras e as importantíssimas propriedades das plantas. Dentro desta nova e saudável concepção, a arquitetura oferece possibilidades para resgatar formas mais simples e naturais de se viver, entre elas, as coberturas naturais. Optar por um revestimento natural para o telhado é uma forma de integrar a construção à natureza. TIPOS DE COBERTURAS
  35. 35. ∗ VANTAGENS -> Excelentes qualidades como isolante térmico e acústico; -> Água da chuva não atrapalha a desde que a estrutura do telhado tenha declividade mínima de 30 graus. ∗ DESVANTAGENS ->Tempo de vida; -> Proliferação de insetos; -> Risco de incêndio. COBERTURAS NATURAIS
  36. 36. ∗ As coberturas naturais podem ser: • Coberturas Minerais: são materiais de origem mineral, tais como pedras em lousas (placas), muito utilizadas na antiguidade (castelos medievais) e mais recentemente apenas com finalidade estética em superfícies cobertas. COBERTURAS NATURAIS
  37. 37. ∗ As coberturas naturais podem ser: • Coberturas vegetais: de uso restrito a construções provisórias ou com finalidade decorativa, são caracterizadas pelo uso de folhas de árvores, depositadas e amarradas sobre estruturas de madeiras rústicas ou beneficiadas. COBERTURAS NATURAIS
  38. 38. ∗ As fibras ideais são: • Piaçava – original do Nordeste, a parte mais grossa é aproveitada para produzir vassouras e o restante é usado na confecção de coberturas. A sobreposição das ripas compõe o visual interno da casa. Do lado de fora, a piaçava é penteada e fica lisa. Para cada 10m² de cobertura são necessários 100m de piaçava. • Palha Santa Fé – encontrada no Rio Grande do Sul, proporciona a aparência de uma massa compacta e flexível. A palha é arranjada em feixes de 30 cm de comprimento, por sua vez, elas são pregadas aos caibros e separadas 20cm umas das outras. Quarenta feixes de 10cm de diâmetro cobrem 1m². • Sapé – é natural das encostas e mais fácil de ser encontrado no interior de SP. Para compor a cobertura, os feixes de sapé são amarrados com arame ao ripamento já pregado ao caibro. Cada metro quadrado requer 2 feixes de 25 cm de diâmetro. COBERTURAS NATURAIS
  39. 39. COBERTURAS NATURAIS
  40. 40. ∗ Um telhado verde é uma alternativa viável e sustentável perante os telhados e lajes tradicionais, porque facilita o gerenciamento de grandes cargas de águas pluviais, melhoria térmica, serviços ambientais e novas áreas de lazer. O telhado verde proporciona também um ambiente muito mais fresco do que outros telhados, mantendo o edifício protegido de temperaturas extremas, especialmente no verão, reduzindo em até 3°C. ∗ Às vezes, telhados verdes contam com painéis solares que reduzem o consumo de energia elétrica. TELHADO VERDE OU ECOLOGICO
  41. 41. ∗ Vantagens do telhado verde: • Criação de novas áreas verdes, principalmente em regiões de alta urbanização; • Diminuição da poluição ambiental; • Ampliação do conforto acústico no edifício que recebe o telhado verde; • Melhorias nas condições térmicas internas do edifício; • Aumento da umidade relativa do ar nas áreas próximas ao telhado verde; • Melhora o aspecto visual, através do paisagismo, da edificação. * Desvantagens do telhado verde: • Custo de implantação do sistema e sua devida manutenção; • aso o sistema não seja aplicado de forma correta, pode gerar infiltração de água e umidade dentro do edifício. TELHADO VERDE OU ECOLOGICO
  42. 42. TELHADO VERDE OU ECOLOGICO Extensivo (baixa manutenção) • Raízes rasas, superficiais: Variam de 3cm a 20 cm • Leve: 50 - 200 kg / m2 • Espécies de pequeno porte que raramente atinem mais de 30cm de altura • Menos variedade de plantas: plantas, musgos, aromáticas, algumas gramíneas; • Geralmente não acessível • Inclinação de 30° e superior • Mínima necessidade hídrica • Baixa manutenção Intensivo (alta manutenção) • Raízes profundas: Variam de 15cm a 40cm em média e algumas mais profundas • Pesado: + de 200kg / m2 • Árvores, arbustos e trabalhos requintados(topiaria por exemplo) • Grande variedade de plantas, dependendo cargas, design & orçamento • Irrigação normalmente necessária • Maior manutenção
  43. 43. TELHADO VERDE OU ECOLOGICO
  44. 44. • TELHAS CERÂMICAS; • TELHAS DE FIBROCIMENTO; • TELHAS DE CONCRETO; • TELHAS DE ALUMÍNIO; • TELHAS DE AÇO; • TELHAS DE VIDRO; • TELHAS DE ARDÓSIA; • TELHAS TERMO ACÚSTIVAS; • TELHADO VERDE; TIPOS DE COBERTURAS TELHAMENTO TIPOS DE TELHAS
  45. 45. • Exigências de fabricação para telhas cerâmicas, segundo a NBR 15310 (2009) • Especificação da Norma; • Características visuais; • Sonoridade; • Retilineidade; • Planaridade; • Tolerância Dimensional; • Absorção de Água; • Impermeabilidade. TIPOS DE COBERTURAS TELHAMENTO TELHAS CERÂMICAS
  46. 46. ∗ Segundo a NBR 15310 (ABNT, 2009), a classificação do tipo de telhas (Fig. 3) é função de suas características geométricas e do tipo da fixação, havendo quatro tipos: TIPOS DE COBERTURAS TELHAMENTO TELHA CERÂMICA
  47. 47. ∗ Telhas de Encaixe: a) Telha Francesa b) Telha Romana c) Telha Termoplan TIPOS DE COBERTURAS TELHAMENTO TELHA CERÂMICA
  48. 48. O QUE É GALGA? TIPOS DE COBERTURAS TELHAMENTO TELHA CERÂMICA
  49. 49. Telha tipo capa ou canal: a)Tipo Colonial b)Paulista: c)Plan TIPOS DE COBERTURAS TELHA CERÂMICA
  50. 50. TIPOS DE COBERTURAS TELHAMENTO Padrões Comparativos entre telhas cerâmicas: TELHA CERÂMICA
  51. 51. • fibrocimento: é um material à base de cimento, com adições minerais, sem agregados e com fibras de reforço distribuídas discretamente pela matriz; TIPOS DE COBERTURAS TELHAMENTO TELHAS FIBROCIMENTO MATRIZ DE CIMENTO PORTLAND Fibras Minerais Fibras Sintéticas Fibras Vegetais
  52. 52. Fibras Minerais: • Amianto: Crisotila e anfibílio; Fibras sintéticas mais empregadas: • Polivinil-álcool (PVA): elevada resistência à tração, duráveis em meios alcalinos, alta adesão; • Polipropileno (PP): elevada resistência à tração, baixo • módulo de elasticidade, fraca adesão à matriz. Fibras Vegetais: • Polpas celulósicas de fibra longa e curta, ex: Sisal e eucalipto. TIPOS DE COBERTURAS TELHAMENTO TELHAS FIBROCIMENTO
  53. 53. • TIPOS DE TELHAS: TIPOS DE COBERTURAS TELHAMENTO TELHAS FIBROCIMENTO
  54. 54. TIPOS DE COBERTURAS TELHAMENTO TELHAS CONCRETO ∗ Maior resistência ∗ Menor Peso/m² ∗ Encaixes perfeito ∗ Alta impermeabilidade ∗ Cores ∗ Corforto Térmico ∗ Economia ∗ OBS:
  55. 55. TIPOS DE COBERTURAS TELHAMENTO TELHAS CONCRETO Informações Técnicas: • Dados para telhado com inclinação entre 30% e 47%; • As telhas não devem ficar remontadas no encaixe, conforme ilustrado na figura 6. • A colocação das telhas deve ser feita por fiadas perfeitamente alinhadas, da direita para • a esquerda, iniciando-se da parte mais baixa do telhado e, prosseguindo até a cumeeira.
  56. 56. TIPOS DE COBERTURAS TELHAMENTO TELHAS CONCRETO
  57. 57. TIPOS DE COBERTURAS TELHAS CONCRETO
  58. 58. ∗ A família de produtos que engloba as telhas de alumínio disponível no mercado brasileiro compreendem basicamente os perfis de geometria Ondulada, Trapezoidal e Trapezoidal com Nervura, conforme ilustrado na Figura 02. TIPOS DE COBERTURAS TELHAS DE ALUMÍNIO
  59. 59. ∗ São resistentes a ambientes agressivos, como os de orla marítima e zonas industriais; ∗ São leves, resistentes, duráveis e fáceis de manusear; ∗ Possuem um conjunto de acessórios e elementos de fixação para a perfeita estética, durabilidade e estanqueidade do telhado; ∗ Podem ser utilizadas para fechamentos laterais; ∗ São fornecidas em diversos comprimentos e espessuras, facilitando a etapa de projeto; ∗ Podem ser executados detalhes complexos, como por exemplo, curvas, sem prejudicar a estanqueidade do telhado; ∗ São inquebráveis; ∗ Podem ser intercaladas com material isolante térmico (espuma rígida de poliuretano) ou termoacústico (lã de vidro). TIPOS DE COBERTURAS TELHAS DE ALUMÍNIO
  60. 60. TENSOESTRUTURAS ∗ COBERTURAS EM ESTRUTURA DE MEMBRANA TENSIONADA
  61. 61. COBERTURA EM ESTRUTURA DE MEMBRANA TENSIONADA São constituídas de membranas nas quais atuam esforços apenas de tração, não oferecem resistência a compressão ou a flexão. ESTRUTURAESTRUTURA MANTASMANTAS CABOSCABOS FUNDAÇÃOFUNDAÇÃO
  62. 62. COBERTURA EM ESTRUTURA DE MEMBRANA TENSIONADA Tipos de manta: ∗FIBRA DE VIDRO ∗FIBRA DE CARBONO – KEVLAR ∗POLIÉSTER ∗NYLON Tipos de revestimentos: ∗CLORETO POLIVINILICO – PVC ∗POLITETRAFLUORETILENO – PTFE ∗FLUORETO DE POLIVINILIDENO – PVDF ∗SILICONE *A fabricação do tecido é feita em grandes painéis limitados pelo tamanho da unidade fabril e estratégias de montagem.
  63. 63. COBERTURA EM ESTRUTURA DE MEMBRANA TENSIONADA
  64. 64. COBERTURA EM ESTRUTURA DE MEMBRANA TENSIONADA Desempenhos: ∗SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO ∗RESISTÊNCIA AOS ATAQUES QUIMICOS E ULTRAVIOLETA ∗DESEMPENHO LUMÍNICO ∗DESENPENHO ACÚSTICO Vantagens: •BELEZA ARQUITETÔNICA E VERSATILIDADE FORMAL •TRANSLUCIDEZ •ISOLAMENTO TÉRMICO E ACÚSTICO •VENCIMENTO DE GRANDES VÃOS •LEVEZA •RESISTÊNCIA
  65. 65. COBERTURA EM ESTRUTURA DE MEMBRANA TENSIONADA Aplicações: ∗ SHOPPING CENTERS ∗ESTÁDIOS ∗ÁREAS ESPORTIVAS ∗MEMORIAIS ∗ESTACIONAMENTOS ∗EVENTOS ∗AEROPORTOS ∗ENTRE OUTROS.
  66. 66. COBERTURA EM ESTRUTURA DE MEMBRANA TENSIONADA ∗ Shopping Spazzio Design - Juiz de Fora/MG CONÓIDE SELA
  67. 67. ESCALA 1:10
  68. 68. ∗ O MAIOR DESAFIO DA OBRA DO ESTADIO DO MARACANÃ FOI SEM DUVIDA A PARTE DA COBERTURA, POR EXIGENCIA DA FIFA TINHA QUE SER O DOBRO DA QUE JÁ EXISTIA. A COBERTURA ANTIGA COBRIA APENAS 40% DO ESTADIO E PESAVA 21.000 TONELADAS E ERA FEITA DE PLACAS DE CONCRETO SUSTENTADAS POR 60 VIGAS GIGANTES. INOVAÇÃO
  69. 69. INOVAÇÃO
  70. 70. ∗ A SOLUÇÃO ENCONTRADA PARA A NOVA COBERTURA FOI DESENVOLVIDA EM UM ESCRITORIO ESPECIALIZADO NA ALEMANHA, OS ENGENHEIROS SUGERIRAM UMA ESTRUTURA EM MEMBRANAS TENSIONADAS QUE TRABALHAM EM CONJUNTO COM UM ANEL DE COMPRESSÃO METÁLICO UMA ESTRUTURA LEVE COLOCADO SOBRE UMA ESTRUTURA DE AÇO ANCORADA NAS PAREDES EXISTENTES E FIXADAS NOS 60 PILARES DO ESTADIO. COMO SE FOSSE UMA RODA DE BICICLETA COM OS AROS, SO QUE VIRADOS E APOIADOS NAS ESTRUTURAS EXISTENTES DO MARACANÃ. IVONAÇÃO
  71. 71. ∗ A COBERTURA TODA É COMO UM GRANDE QUEBRA- CABEÇA DE 3,5 MIL TONELADAS DE AÇO FIXADAS POR MAIS 1 MIL TONELADAS DE CABOS TENSIONADOS. ∗ O PRIMEIRO ANEL DE AÇO EXTERNO QUE SUSTENTA A O RESTANTE DA ESTRUTURA FOI COLOCADO NO LUGAR A CIMA DAS PAREDES EXISTENTES , EM SEGUIDAS OS CABOS DOS ANEIS INTERNOS FORAM EXTENDIDOS COM 120 MACACOS HIDRAULICOS, LIGADOS AO ANEL EXTERNO DE COMPRESSÃO QUE VÃO LEVEMENTE TENCIONANDO OS CABOS RADIAIS ERGUENDO SIMULTANEAMENTE OS ANEIS INTERNOS A POSIÇÃO CORRETA. INOVAÇÃO
  72. 72. ∗ ESSE PROCESSO DE INÇAMENTO FEITO POR MACACOS HIDRAULICOS É DADO O NOME DE BIG LIFT UM METODO NUNCA ANTES ULTILIZADO NA AMERICA DO SUL, NA METADE DO BIG LIFT , SÃO FIXADOS 60 MASTROS DE AÇO AUMENTANDO ASSIM A ALTURA E A SUSTENTAÇÃO DOS CABOS, EM SEGUIDA SÃO LEVANTADOS A ALTURA FINAL DE 30M DE ALTURA PREZA AO ANEL DE COMPRESSÃO. INOVAÇOES
  73. 73. INOVAÇÃO
  74. 74. INOVAÇÃO
  75. 75. ∗ A ULTIMA ETAPA É A COLOCAÇÃO DA MEMBRANA, SÃO 60 GIGANTESCOS ROLOS DE MEMBRANAS IMPORTADOS DOS EUA. MEMBRANAS ESSAS COMPOSTAS POR TEFLON E FIBRA DE VIDRO, MATERIAIS QUE DÃO PROPRIEDADE AUTOLIMPANTE AO “TETO” DA ARENA, QUE TAMBÉM É TRANSLÚCIDA E POSSIBILITA CONDIÇOES DE LUZ UNIFORME. O QUE SE DESTACA TAMBEM É A QUALIDADE DO MATERIAL ULTILIZADO E A SEGURANÇA DA ESTRUTURA , UMA VEZ QUE UM m² SÓ VEM A ROMPER COM 11,2 MIL QUILOS. O PONTO DE FUSÃO É DE 400ºC OU SEJA UMA MEMBRANA INCOMBUSTIVEL. INOVAÇOES
  76. 76. ∗ PARA APLICAÇÃO DESSA MEMBRANAS FOI NECESSARIO A CONTRATAÇÃO DE 30 ALPINISTA ESPECIALIZADOS NESSE DE TIPO DE COBERTURAS. AS LONAS ERAM DESENROLADAS MANUALMENTE E EM SEGUIDA ESTICADA ATÉ A POSIÇÃO CORRETA FINALIZANDO SENDO TENSIONADAS COM MACACOS MANUAIS. DEPOIS DE TODAS AS LONAS ESTA NOS SEUS DEVIDOS LUGARES É FEITA UMA SOLDAGEM DAS CINTAS DE VEDAÇÃO QUE UNEM OS GOMOS DA MEMBRANA. PROPORCIONANDO ASSIM UMA COBERTURA DE 95% DO ESTADIO. INOVAÇOES
  77. 77. INOVAÇÃO
  78. 78. ∗ SUSTENTABILIDADE: ∗ GRAÇAS A NOVA TECNOLIGIA DESENVOLVIDA PARA A COBERTURA DO ESTADIO E AOS MATERIAS DE EXTREMA QUALIDADE . A NOVA COBERTURA VAI TAMBEM CAPTAR AGUA DA CHUVA CERCA DE 50% PARA REUTILIZAÇÃO NO PROPRIO ESTADIO POR MEIO DE 60 CALHAS DE CONCRETO, UM SISTEMA DE SUCÇÃO A VACO, ONDE A AGUA É LEVADA A RESERVATORIOS SUBTERRANEOS, ONDE É FILTRADA E DESTINADA A BANHEIROS E IRRIGAMENTO DO CAMPO. INOVAÇOES
  79. 79. INOVAÇÃO
  80. 80. COBERTAS MATERIAIS DA CONSTRUÇÃO I PROFª: MARJORES TENÓRIO ∗EQUIPE: CARLOS ALFREDOLUCAS HENRIQUE IALA ALMEIDA REGINA OLIVEIRA IARA ALMEIDA REMIR FERREIRA JESSICA GARCIA SHEYLA KAROLINE OBRIGADO.

×