Seminário Teórico (FARGO)

680 visualizações

Publicada em

Esta é uma análise sobre o filme dos irmãos Coen, Fargo - Uma comédia de erros de 1996.
Nesta apresentação contém analises semiótica das linguagens não verbais e conceitos estabelecidos pela estética e cultura de massa.
Toda a pesquisa foi orientada pela professora Concepción R. Pedrosa Morgado e realizada pela aluna de publicidade e propaganda Fabiola Costa (fabiffc@gmail.com)

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
680
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Seminário Teórico (FARGO)

  1. 1. Semiótica das Linguagens Não VerbaisEstética & Cultura de Massa UNIVESO – Comunicação Social Fabiola Souza da Costa {600362708} Professora Concepción R. Pedrosa Morgado
  2. 2.  Ira é um intenso sentimento de raiva, ódio, rancor, um conjunto de fortes emoções e vontade de agressão geralmente derivada de causas acumuladas ou traumas. Pode ser visto como uma cólera e um sentimento de vingança, ou seja, uma vontade frequentemente tida como incontrolável dirigida a uma ou mais pessoas por qualquer tipo de ofensa ou insulto.
  3. 3.  Em 1987 em Fargo, no Dakota do Norte, o gerente de uma revendedora de automóveis, ao ver-se numa delicada situação financeira, elabora o sequestro da própria esposa e faz um acordo com dois, que ganhariam um carro novo e metade dos 80 mil dólares que seriam pagos pelo seu sogro, um homem muito rico. Mas uma série de acontecimentos não previstos cria logo de início um triplo assassinato e uma chefe de polícia grávida tenta elucidar o caso, que continua a provocar mais mortes.
  4. 4. Conhecidos profissionalmente por Irmãos Coen, são cineastas estadunidenses.Diretores e roteiristas do filme estudado, Fargo – Uma comédia de erros.
  5. 5. Como Jerry Lundegaard
  6. 6. Como Marge Gunderson
  7. 7. Carl Showalter
  8. 8. Gaear Grimsrud
  9. 9. Pesquise orientada pela professora Concepción R.Pedrosa Morgado para a disciplina Semiótica das Linguagens Não Verbais. Fabiola Souza da Costa
  10. 10.  Jerry quando está nervoso ou em situação complicada, descarrega o estresse num bloco de papel escrito “Eu amo golf”. Isso designa em um signo para o personagem.
  11. 11.  Jerry, Carl e Gaear armam um esquema entre eles para o sequestro de Jean.
  12. 12.  Gaear Grimsrud é um bandido que mata a sangue frio. É da sua personalidade ficar quieto, fazer mais do que falar. Ele abre a boca pouquissimas vezes.
  13. 13. Os fatos se desenrolam porque Jerry decidesequestrar a própria esposa, a Jean, visandomontar um empreendimento próprio com odinheiro do resgate. De acordo com o plano, aquantia seria paga pelo sogro rico, Scotty, e ocrime seria executado pelos bandidos Carl eGaer. No entanto, o despreparo dos mesmosresulta em um triplo homicídio, que chama aatenção das autoridades locais, em especialda policial Marge. Ao longo da história, umsequestro que não deveria causar danos resultaem diversas mortes, algumas bastantebizarras. Humilhado por todos, desde o sogroaté os clientes da revenda de carros, Jerry émostrado constantemente atrás das gradesque circundam o lugar onde trabalha. Essesplanos evidenciam o sentimento deaprisionamento do personagem e explicam anecessidade dele em conseguir dinheiro parater um negócio próprio e, finalmente, deixar deser funcionário do próprio sogro. A ideiaabsurda de sequestro somente evidenciada amente transtornada do personagem, que sóenxerga seus objetivos, não se importando comos demais, nem mesmo com o filho.
  14. 14. Jerry chega em casa e vê as coisas bagunçadas e no mesmoinstante deduz que o sequestro planejado da esposa já aconteceu O casal presenciou um crime dos sequestradores na estrada, em seguida eles fogem em alta velocidade. Não mostra o acidente, já pula logo para a cena do carro caído fora da estrada.
  15. 15. Por trás da aparente simpatia e educação dos cidadãos deMinnesota, há pessoas gélidas como a paisagem da região. Ambiciosose ligeiramente incompetentes, homens cometem assassinatos cruéis,enquanto são investigados por uma amável e determinada policialgrávida, Marge Gunderson.
  16. 16.  Os sequestradores são parados numa blitz na estrada. O policial ao perceber sussurros vindo de dentro do carro pede para que a dupla saem do veículo. Gaear sem dizer uma palavra saca a arma de dentro do porta-luvas imediatamente e dispara contra o policial.
  17. 17. A bandeira dos EUA mostra o patriotismo.O distintivo da polícia representa autoridade.
  18. 18. Jerry conversacom Carl, osequestrador, comose o não oconhecesse nafrente do sogroWade Gustafson.Mas na realidadeCarl estácombinando ohorario e local parao encontrar e pegaro dinheiro.
  19. 19. Pesquise orientada pela professora Concepción R.Pedrosa Morgado para a disciplina Estética e Cultura de Massa Fabiola Souza da Costa
  20. 20. As belas e loiras jovens sãoacompanhantes da dupla desequestradores por uma noite
  21. 21. O bandido Carl baleado e com muitos ferimentos a mostralogo após uma troca de tiros com o sogro rico de Jerry, Wade.
  22. 22. A doce policial Marge após mais um dia de trabalhocombatendo o crime da cidade. Em seu lar com o seu maridoNorm.
  23. 23. O motivo para todas as mortes e crimes ocorridos na tramaforam por dinheiro. A ganância falou mais alto.
  24. 24.  Mesmo preparando um sequestro forjado para a própria esposa, Jerry não admite que o seu filho fale palavrão ou desrespeite a mãe.
  25. 25.  O casalGundersonvivem umbelomomento desuas vidas,Marge estágrávida de 7meses eleslevam avida comcarinho erespeito umcom o outro.
  26. 26. Jerry se desespera ao perceber que a situação saiu do seucontrole e que o sequestro forjado da sua esposa não foi uma boaideia.
  27. 27. Mike Yanagita é um amigo antigo da policial Marge Gunderson. Mike dizpara a amiga que está triste pois predeu a sua esposa que estava doente.Na realidade ele nunca foi casado apenas queria se aproximar de Marge.
  28. 28. Jerry tenta passar aos seus clientes que o assunto pendente já estáresolvido, mas o gerente da loja de automóveis é humilhado por todos eestá cada vez mais enrolado com suas mentiras do bem. Ele só querresolver os problemas e acaba ficando pior.
  29. 29. Gaear, que tinha acabado de matar a pobre Jean, porquesimplesmente ela não parava de gritar, mata em seguida o seu parceiroporque discutiram sobre como dividir o dinheiro do resgate. Ao final dacena, compartilhada a cima, o vilão joga o corpo dos dois numamaquina que cortar tronco de arvores, para que não reste vestígios. Frioe calculista, o bandido é surpreendido pela bela Marge, que o prende edá fim ao caso.
  30. 30. A prostituta pergunta a Carl qual a sua profissão e obandido a enrola dizendo que trabalha com negócios,debochando a situação.
  31. 31. Jerry ficaassustado eprofundamentetriste ao ver oassassinato de seusogro. A partir dessemomento elepercebe que seusplanos deramerrado e que estáacontecendo umasérie de mortes porsua causa.
  32. 32.  BARTHES, R. Elementos da semiologia. São Paulo:  ADORO CINEMA. Fargo. Disponível em: Cultrix, 1993. <http://www.adorocinema.com/filmes/filme- 14928/>  COELHO NETO, J.T. Semiótica, Informação e Comunicação. SP. Ed: Perspectiva, 1996.  MUSEU DO CINEMA. Fargo. Disponível em: <http://www.museudocinema.com.br/2008/01/fa  ECO, U. Tratado Geral de Semiótica. SP. Ed. rgo.html> Perspectiva, 1990.  MENGUE, Priscila. Nem só as paisagens são  CHAUÍ, M. (org.). Introdução à História da gélidas por trás. Disponível em: Filosofia. Dos Pré-Socráticos a Aristóteles. SP: Cia. http://cinemaforadequadro.blogspot.com.br/201 das Letras, 2002. 2/07/nemso-as-paisagens-sao-gelidas-por-  MORIN, E. Cultura de Massas no Século XX. tras.html Volume 1: Neurose. Rio de Janeiro: Forense  PYXURZ. Fargo. Disponível em: Universitária, 2005. http://pyxurz.blogspot.com.br/2011/10/fargo-  NUNES, B. Introdução à Filosofia da Arte. São page-1-of-6.html Paulo: Editora Ática, 2000.  WIKIPÉDIA. Fargo. Disponível em:  BENJAMIN, W. Obras Escolhidas: Magia e Técnica. <http://pt.wikipedia.org/wiki/Fargo_%28filme%29> Arte e Política. São Paulo: Editora Brasiliense, 1993.  WIKIPÉDIA. Ira. Disponível em:  2. ECO, U. (org.). História da Beleza. Rio de http://pt.wikipedia.org/wiki/Ira Janeiro: Record, 2004.  WIKIPÉDIA. Joel e Ethan Coen. Disponível em:  3. NIETZSCHE, F. W. O nascimento da tragédia ou <http://pt.wikipedia.org/wiki/Joel_e_Ethan_Coen Helenismo e Pessimismo. São Paulo: Companhia  BARTHES, R. Elementos da semiologia. São Paulo: das Letras, 1992. Cultrix, 1993.  4. PANOFSKY, E. Idea: A evolução do conceito de  COELHO NETO, J.T. Semiótica, Informação e Belo. São Paulo: Martins Fontes, 1994. Comunicação. SP. Ed: Perspectiva, 1996.  5. MUKAROVSKY, J. Escritos sobre Estética e Semiótica da arte. Lisboa: Estampa, 1981.Material elaborado pela professora Concepción R. Pedrosa Morgado

×