O slideshow foi denunciado.
Seu SlideShare está sendo baixado. ×

Redação-aula-2-1.pdf

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Próximos SlideShares
compreensao_textual.ppt
compreensao_textual.ppt
Carregando em…3
×

Confira estes a seguir

1 de 28 Anúncio
Anúncio

Mais Conteúdo rRelacionado

Mais recentes (20)

Anúncio

Redação-aula-2-1.pdf

  1. 1. Aquecimento + Pós-Edital PMSC - 2019 REDAÇÃO AULA 02
  2. 2. REDAÇÃO PROVA DISCURSIVA PASSO A PASSO – O TEXTO EM CONSTRUÇÃO • Leia atentamente os textos motivadores; eles servirão como recurso de fixação do padrão temático. Atente-se ao comando da proposta sempre que houver. Caso não haja um comando específico, é sua tarefa delimitar o assunto e demais subtemas, a partir do tema genérico indicado pela banca. • Esboce, no espaço para rascunho, um “esqueleto” para cada um dos parágrafos. É importante, aqui, resumir a ideia central dos parágrafos. • Se necessário, retome os textos motivadores, releia o comando (se houver) e verifique se o seu “esqueleto” está em diálogo com o que foi solicitado. Lembre-se de que, já na introdução, é importante mencionar palavras-chave relacionadas ao tema/comando, evitando tangenciá-lo. • Avalie o seu esboço: as ideias contidas no “esqueleto” possuem substância para serem desenvolvidas? Se não, é importante trocá-las.
  3. 3. REDAÇÃO PROVA DISCURSIVA PASSO A PASSO – O TEXTO EM CONSTRUÇÃO • Feito esse processo, passe à elaboração do texto. • Ao final, releia-o atentamente e vislumbre um LEITOR UNIVERSAL. Prefira o discurso impessoal. Atente-se para eventuais desvios à norma-padrão (corrija-os). • ATRIBUA UM TÍTULO AO SEU TEXTO. • Passe-o a limpo, à caneta de tinta azul ou preta. Cuidado para não suprimir trechos nem rasurar a folha oficial.
  4. 4. REDAÇÃO ESTRUTURA 1: estrutura geral INTRODUÇÃO:  Apresentação do tema e da tese. FOCO: contextualizar o leitor a respeito do tema e da delimitação fixada pelo candidato, caso não o tenha sido no comando da proposta. EXTENSÃO: aprox. 05 linhas.  ATENÇÃO: um texto sem tese tende a tornar-se circular, vago e repetitivo. Fique atento(a)!  SUGESTÃO: adiantar os tópicos frasais que encabeçarão cada um dos parágrafos argumentativos.
  5. 5. REDAÇÃO ESTRUTURA 1: estrutura geral DESENVOLVIMENTO:  Dividido em dois parágrafos, preferencialmente. Aqui, deve-se buscar uma correlação lógica entre os argumentos e a tese (apresentada na introdução).  ATENÇÃO: busca-se convencer o leitor quanto à coerência da opinião apresentada; os argumentos devem ser bem fundamentados, organizados de maneira coesa (progressiva e lógica) e coerente. Dica: fuja do senso comum!  EXTENSÃO: aprox. 05 a 07 linhas por parágrafo.
  6. 6. REDAÇÃO ESTRUTURA 1: estrutura geral CONCLUSÃO: Último parágrafo do texto. Pode trazer: resumo/ideia geral do que foi apresentado; reforço da tese; PROPOSTAS DE INTERVENÇÃO SOCIAL podem ser exigidas nos editais, sempre com respeito aos direitos humanos.  EXTENSÃO: aprox. 05 linhas.
  7. 7. REDAÇÃO ESTRUTURA 2: contra-argumentação Este exemplo de estrutura dissertativa deve ser extremamente bem planejado, a fim de evitar deslizes que incorrerão em incoerências. Em geral, utiliza-se o esquema de contra-argumentação para debater temas essencialmente polêmicos e sobre os quais parece não haver consenso. Por mais que, em geral, as bancas evitem temas excessivamente divergentes, dominar esta estrutura é sinal de habilidade e proficiência discursiva. Mas cuidado: se você não se sentir seguro, é melhor não se aventurar...
  8. 8. REDAÇÃO ESTRUTURA 2: contra-argumentação INTRODUÇÃO:  (Primeiro parágrafo) Apresentação do tema e de pistas da tese. FOCO: contextualizar o leitor a respeito do tema e da delimitação fixada pelo candidato, caso não o tenha sido no comando da proposta. Aqui, deve haver breve menção à natureza polêmica do tema. O candidato deverá “supor” posicionamentos diferentes do defendido, em uma espécie de apresentação da tese oposta, a qual será questionada no parágrafo seguinte.  EXTENSÃO: aprox. 05 a 07 linhas.  ATENÇÃO: um texto sem tese tende a tornar-se circular, vago e repetitivo. Fique atento(a)!
  9. 9. REDAÇÃO ESTRUTURA 2: contra-argumentação DESENVOLVIMENTO:  (Segundo parágrafo) Deve-se apresentar, aqui, a ideia que se pretende rebater. Note-se que, a todo tempo, serão apresentados os argumentos com os quais o candidato concorda, mas, neste parágrafo, sempre em tom reflexivo, colocando em xeque os argumentos de alguém que, eventualmente, pensasse de forma distinta. Lembre-se de estabelecer a correlação entre este parágrafo e o posicionamento a ser rebatido, com coerência e coesão em relação à introdução.  EXTENSÃO: aprox. 05 linhas.
  10. 10. REDAÇÃO ESTRUTURA 2: contra-argumentação DESENVOLVIMENTO:  (Terceiro parágrafo) Aqui, sim, o candidato deverá efetivamente apresentar a inferência lógica do que foi apresentado até então. Este parágrafo argumentativo deve ser escrito em tom de “consequência” ou “oposição” de tudo o que foi apresentado anteriormente, não cabendo ao leitor outra saída senão compreender a coerência da opinião defendida e refutar os argumentos da tese atacada pelo autor, exposta no parágrafo anterior.  EXTENSÃO: aprox. 05 linhas. ATENÇÃO: busca-se convencer o leitor quanto à coerência da opinião apresentada; os argumentos devem ser bem fundamentados, organizados de maneira coesa (progressiva e lógica) e coerente. Dica: fuja do senso comum!
  11. 11. REDAÇÃO ESTRUTURA 2: contra-argumentação CONCLUSÃO:  (Quarto parágrafo) Último parágrafo do texto. Pode trazer: resumo/ideia geral do que foi apresentado; reforço da tese; PROPOSTAS DE INTERVENÇÃO SOCIAL podem ser exigidas nos editais, sempre com respeito aos direitos humanos.  EXTENSÃO: aprox. 05 linhas.
  12. 12. REDAÇÃO DISSERTAÇÃO CONTRA-ARGUMENTATIVA (EXEMPLO) Práticas ineficazes Pode-se dizer que o crime já se tornou uma praxe no Brasil. Não se trata de exagero nem mesmo de desprezo pela política governamental. O fato é que o medo do crime interfere diretamente na vida dos cidadãos, levando aqueles que têm melhores condições financeiras a blindar carros, contratar seguranças, fortificar suas casas e clamar por leis mais rígidas, que atenuem o temor da torpe violência. É nesse contexto que o Estatuto do Desarmamento é posto em questão.
  13. 13. REDAÇÃO DISSERTAÇÃO CONTRA-ARGUMENTATIVA (EXEMPLO) Embora muito se fale a respeito do risco de acidentes, as mortes por armas de fogo são, em sua maioria, causadas por criminosos, que adquiriram tais armas ilegalmente, portanto ignorando as leis. Vê-se nitidamente que leis para desarmar a população não trarão resultados, pois, no submundo do crime, só há a lei do mais forte. Seria mais lúcido e vantajoso procurar extinguir as causas da criminalidade, como a desigualdade de renda e a deficiência na educação.
  14. 14. REDAÇÃO DISSERTAÇÃO CONTRA-ARGUMENTATIVA (EXEMPLO) [Assim], o Estatuto do Desarmamento, se aprovado [...], terá somente valor simbólico, não passará de uma justiça de fachada, facilmente fraudável. A proibição do porte de armas faz-nos, mais que vislumbrar a segurança, lembrar os tempos de repressão. Tenta-se acabar com a criminalidade enveredando-se por falsos caminhos – mas, dessa forma, chega-se a falsos resultados.
  15. 15. REDAÇÃO EXERCÍCIO: DELIMITANDO O TEMA
  16. 16. REDAÇÃO O TEXTO NA PRÁTICA – Texto 01 (TEMA: Como reduzir o envolvimento de jovens com a criminalidade?) TÍTULO: Jovens infratores: o futuro do país. Por: Sheila Bolzani A Criminalidade entre jovens brasileiros vem crescendo progressivamente, segundo o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, este crescimento apresenta uma porcentagem maior entre jovens de 12 e 17 anos. O envolvimento com furtos, roubos, tráfico e facções são os mais comuns. Observando o cenário, percebe-se inúmeros fatores que contribuem para tal aumento. É indiscutível que alguns desses motivos envolvem a sociedade, a qual vem mudando repentinamente suas regras e valores, o grande número de famílias desestruturadas e ausência de recursos do governo.
  17. 17. REDAÇÃO O TEXTO NA PRÁTICA – Texto 01 (TEMA: Como reduzir o envolvimento de jovens com a criminalidade?) Dizer que não existem programas destinados a resolver tal assunto é injusto. Algumas instituições públicas vem lutando contra esse problema há alguns anos, um programa de acesso a jovens do 5º ano, muito conhecido no país é o PROERD (Programa Educacional de Resistência ás Drogas e à Violência.), aplicado pela Policia Militar. Segundo o site da Polícia Militar do Estado de Santa Catarina (PMSC), em nosso estado, o programa completou 21 anos de história em março de 2019, e tem como objetivo orientar os jovens a dizer não ás drogas, a violência e ao crime organizado. Essa medida busca incentiva-los a tomar decisões saudáveis e seguras, estas serão responsáveis pelo seu futuro.
  18. 18. REDAÇÃO O TEXTO NA PRÁTICA – Texto 01 (TEMA: Como reduzir o envolvimento de jovens com a criminalidade?) Ainda assim, vemos o descaso do governo pela falta de recursos e oportunidades oferecidas aos jovens atualmente. Limitando-os apenas ao básico para uma vida sem grandes expectativas, facilitando o acesso ao mundo do crime. O que ainda falta é o investimento em acompanhamentos psicológicos na estrutura familiar, para que a criança cresça em ambiente saudável, bem como maiores oportunidades de estudo e trabalho. Contudo vemos aos poucos esse cenário mudar, alguns jovens ingressando em projetos de estudos e com a oportunidade de atuar como menor aprendiz em empresas privadas. O que os leva a sentir-se valorizado pela sociedade.
  19. 19. REDAÇÃO O TEXTO NA PRÁTICA – Texto 01 (TEMA: Como reduzir o envolvimento de jovens com a criminalidade?) Sem dúvida é lamentável que a sociedade, pais, grupos sociais e o governo, ainda fechem os olhos para tal situação que atormenta nosso país. Porém, temos em mente que essa mudança é possível, a qual se inicia nos bons costumes, valores, esforços e metas a serem alcançadas em conjuntos, pois o crescimento é certo quando todos trabalham em prol de um único objetivo, o bem estar dos jovens é o que garante o futuro do nosso país.
  20. 20. REDAÇÃO O TEXTO NA PRÁTICA – Texto 02 (TEMA: Como reduzir o envolvimento de jovens com a criminalidade?) TÍTULO: O jovem de hoje e o adulto de amanhã Por: Danae Hauptli Em virtude do cenário atual, das notícias que rotineiramente mostram o envolvimento de jovens com a criminalidade, faz-se refletir em possíveis formas de intervir nessa realidade, ou, pelo menos, melhorar esses dados. Pensa-se em possíveis projetos que se vinculariam com as diversas áreas que integram a sociedade.
  21. 21. REDAÇÃO O TEXTO NA PRÁTICA – Texto 02 (TEMA: Como reduzir o envolvimento de jovens com a criminalidade?) Ao se examinar dados como o do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), o qual já mostrou números alarmantes de jovens cadastrados em medida socioeducativa no Brasil, destes, cerca de 90% são do sexo masculinos. Essa facilidade do envolvimento, principalmente de meninos, com a criminalidade, necessita de uma intervenção urgente do Estado e também de toda a sociedade. Há projetos como os desportivos que já mostram resultados significativos na recuperação ou no não envolvimento de jovens de vulnerabilidade social nos diversos tipos de crimes.
  22. 22. REDAÇÃO O TEXTO NA PRÁTICA – Texto 02 (TEMA: Como reduzir o envolvimento de jovens com a criminalidade?) Poderiam ser usados nos contraturnos escolares, por exemplo, projetos em parceria entre escolas e hospitais, universidades e até mesmo, empresas privadas. Essas ações se dariam por grupos que interviessem nesses diferentes espaços, com participação na rotina de profissionais, como médicos, gerentes de empresas, atendentes, engenheiros, e tantos outros profissionais.
  23. 23. REDAÇÃO O TEXTO NA PRÁTICA – Texto 02 (TEMA: Como reduzir o envolvimento de jovens com a criminalidade?) A intenção de projetos desse tipo é aproximar o jovem da realidade profissional e incentivar a responsabilidade social que todo cidadão precisa ter, e, também, aproximá-lo da própria família, afastando-o do envolvimento com a criminalidade, e ainda recompensá-lo financeiramente por tal feito. Dessa forma, a preocupação para com os jovens deve ser emergente e partir tanto da sociedade, quanto da família e principalmente do poder público e das autoridades responsáveis, até porque, o jovem de hoje é o adulto de amanhã.
  24. 24. REDAÇÃO O TEXTO NA PRÁTICA – Texto 03 (TEMA: Como reduzir o envolvimento de jovens com a criminalidade?) TÍTULO: O futuro da Nação Por: Gustavo Pereira O Brasil apresenta um grande índice de criminalidade, diariamente a sociedade sofre com os assaltos. Há muitos adolescentes cometendo estes delitos, visto que o Código Penal os torna inimputáveis e com isso os crimes praticados por eles vem crescendo a cada ano.
  25. 25. REDAÇÃO O TEXTO NA PRÁTICA – Texto 03 (TEMA: Como reduzir o envolvimento de jovens com a criminalidade?) Diante da visível desigualdade social, o menor de idade, muitas vezes vindo de famílias desestruturadas e com os pais frequentemente desempregados, acabam escolhendo participar da criminalidade como forma de alcançar fama e dinheiro, considerando-se ainda a ausência de ações sociais efetivas do Poder Público, que amparem e preparem estes adolescentes para o mercado de trabalho.
  26. 26. REDAÇÃO O TEXTO NA PRÁTICA – Texto 03 (TEMA: Como reduzir o envolvimento de jovens com a criminalidade?) O Poder Público, juntamente com os Órgãos de segurança pública deveriam agir de forma mais eficiente criando projetos sociais, onde jovens praticarão esportes e aprenderão uma profissão e com isso estarão aprendendo os princípios basilares que regem uma sociedade como o caráter e a honestidade o que de fato e de suma importância para o desenvolvimento de uma sociedade baseada nos preceitos da ética e moralidade.
  27. 27. REDAÇÃO O TEXTO NA PRÁTICA – Texto 03 (TEMA: Como reduzir o envolvimento de jovens com a criminalidade?) Portanto, não há dúvidas que a melhor decisão a ser tomada para diminuir a incidência de crimes causados por adolescentes é criar projetos sociais, que lhe de perspectiva de um futuro melhor, o que os tornará mais preparados para a construção de uma sociedade mais justa.
  28. 28. Aquecimento + Pós-Edital PMSC - 2019 REDAÇÃO AULA 02

×