Advogada abre o coração e conta como venceu o câncer “Não tive medo de morrer” página 10página 4 Zumba “invade” as academi...
Seja uma consultora(62) 3280-5025Distribuidor Autorizadowww.facinatus.com.br
Aparecida em Pauta | 3EditorialA.A de Jesus Fokkus Produtora e Editora de Serviços de Comunicação – EIRELIRua 06 S/N Qd. P...
4 | Aparecida em PautaSeis horas da noite de uma sexta-feira. A academia Junior Trainer, localizada no Centro de Aparecida...
Aparecida em Pauta | 5Educação infantilSeu carro “mora” aqui? A administração pública conseguiu driblar o preconceito do a...
O complexo foi projetado para dar tratamento humanizado e de qualidade aos dependentes químicos e seus familiaresDependênc...
Aparecida em Pauta | 7Vicio? Grupos do aplicativo viraram febre na cidade, mas há quem diga que a ferramenta também ajuda ...
8 | Aparecida em Pauta públicaUniversidadeCAI O NÚMERO DE MENORES GRÁVIDAS EM APARECIDA De acordo com informações da DataS...
Aparecida em Pauta | 9JustiçaAquecimento da economiaOs valores não sacados fi cam com a Caixa, que destina os recursos ao ...
O mês era março de 2012. Num dos tradicionais descansos na chácara do casal, no Setor Rosa dos Ventos, ela sentiu pequenas...
Aparecida em Pauta | 11O mesmo médico que deu o diagnóstico recomendou que fosse realizada uma cirurgia com urgência. O pr...
12 | Aparecida em Pauta CarneiroPolíticaRepresentante aparecidense no maior concurso de beleza do estado, ela conta os seg...
Aparecida em Pauta | 13CidadaniaAcademias abertasLazer ameaçado nas praças da CidadeProjeto em promover a qualidade de vid...
14 | Aparecida em Pauta localAparecidense pagou mais de R$ 368 milhões em imposto no primeiro semestreDe O montante daria ...
Aparecida em Pauta | 15Economia acordo com a ferramenta impostômetro, só no primeiro semestre deste ano, o aparecidense pa...
16 | Aparecida em Pauta musical resgata jovens estudantesPreocupada Todos os dias a cena se repetia. A professora Suely Be...
Aparecida em Pauta | 17Monalisa CarneiroPolíticaRepresentante agora Marlúcio? Com 30.957 votos, o deputado estadual, Marlú...
18 | Aparecida em Pauta Inovaçãoe viram cosméticosA Facinatus Cosméticos, com fábrica localizada no Pólo Empresarial Goiás...
Pouco mais de três mil aparecidenses caíram nas garras do leão De acordo com informações do processamento dos dados da dec...
20| Aparecida em Pauta A sentença proferida agora benefi cia os demais trabalhadores, que não efetuaram a adesão ao citado...
Aparecida em Pauta | 21Saúde públicaUniversidadeCAI imaginação e dedicação dos alunos em parceria com o corpo docente resu...
22 | Aparecida em Pauta Entre os benefícios, o mesário tem dois dias de folga para cada dia convocado e ainda auxílio doen...
a sua revista Aparecida em Pauta para anunciar o seu produto ou serviço.
AS 0100 14C ANUNCIO REVISTA 202X133cm.pdf 1 25/09/14 19:17 infantilSeu AS 0100 14C ANUNCIO REVISTA 202X133cm.pdf 1 25/09/1...
rigorOutra alteração signifi cativa trata das condutas relacionadas às manobras de ultrapassagens, responsáveis por inúmer...
aíExpansãoEm sua quinta expansão, o centro de compras prepara grandes novidades para receber o número de consumidores que ...
Aparecida em Pauta | 27ArtigoA importância da Guarda AmbientalA sustentabilidade ambiental consiste em várias ações, diret...
Aparecida em Foco
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Aparecida em Foco

680 visualizações

Publicada em

Revista Aparecida em Foco

Publicada em: Design
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
680
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aparecida em Foco

  1. 1. Advogada abre o coração e conta como venceu o câncer “Não tive medo de morrer” página 10página 4 Zumba “invade” as academias da cidade arecidaem pautaApInformação e compromisso socialano 1 . nº1 . outubRo de 2014 | WWW.apaReCidaeMpauta.CoM.bRAparecidense pagou mais deR$ 368 milhões em imposto no primeiro semestreMoradores de Aparecida não saem do “zap zap” página 14página 7Aparecidensepagou deMoradores 10AparecidenseAparecida
  2. 2. Seja uma consultora(62) 3280-5025Distribuidor Autorizadowww.facinatus.com.br
  3. 3. Aparecida em Pauta | 3EditorialA.A de Jesus Fokkus Produtora e Editora de Serviços de Comunicação – EIRELIRua 06 S/N Qd. P Lote 03- Sala 01 Setor Araguaia Aparecida de Goiânia/GO CEP= 74-981-060Jornalista responsável: Alex Atanázio – DRT 2026/GOO CNPJ : 15.177.501/0001-15Contato Comercial: Breno Kalil - Terra consultoria e representações - 9281 3623 - 3097 1442Diagramação: Érika Sandra - compassoarte@gmail.com Fotografi a: Rodrigo EstrelaFones de contato: 8586-3446 3584-6409aparecidaempauta@gmail.comNesta edição trazemos mais uma informação que revolta qualquer contribuinte: a nossa pesada carga tributária de cada dia. Seja o mais simples produto como uma bala a um veículo automotor, tudo que adquirimos lá está o imposto abocanhando parte de nossas economias. O montante expressivo revela o quanto o Poder Público arrecada a cada mês. Ainda que o volume nos assuste, nos confortaria saber que parte desses recursos foram revertidos em melhorias para a coletividade, mas a realidade é que com muita difi culdade isso ocorre. Enquanto os cofres públicos se abarrotam de nosso pobre suor, derramado a duras e excessivas horas de trabalho, amargamos serviços públicos de péssima qualidade que fomentam o desrespeito ao cidadão. Basta procurar um posto de saúde para sentir na pele esta triste realidade, faltam médicos, equipamentos e muitas vezes uma simples aspirina. Se a saúde está na UTI, o que dizer de outras áreas como o transporte público, a educação, o saneamento básico ou segurança? Sem contar outras áreas como lazer e cultura que estão sempre na lanterna dos orçamentos públicos. Em mais um período eleitoral faz se necessário refl etirmos sobre todos estes aspectos, sobretudo cobrando de nossos representantes a aprovação da tão sonhada reforma tributária, mas antes disso precisamos aprovar a reforma política, a mãe de todas as reformas. Por outro lado não há malabarismo econômico ou politica retrograda que dê jeito, só realizando as reformas necessárias neste país, para quem sabe um dia contemplarmos um futuro melhor! Alex Atanázio - Diretor PresidenteVem
  4. 4. 4 | Aparecida em PautaSeis horas da noite de uma sexta-feira. A academia Junior Trainer, localizada no Centro de Aparecida começa a sacudir suas estruturas. Enquanto parte da turma se exercita em busca dos músculos perfeitos, numa outra sala ecoa um som que aos poucos vai tomando conta da academia. É a Zumba Fitness, ritmo que mistura passos de danças latinas com exercícios aeróbicos que tonifi cam o corpo. De acordo com a professora de ritmos e Zumba da academia Junior Trainer, Kedma Fonteneli, mas que isso, a Zumba também alivia o estresse do dia a dia. “ As pessoas chegam aqui com preocupações na cabeça, seja do trabalho ou de casa, mais saem leves”, conta. A vendedora, Luciana Ferreira de Freitas, é aluna da Kedma há oito meses e conta que já sentiu mudanças no corpo depois que se jogou nos passos da Zumba. “Já perdi doze quilos e a cada aula sinto-me renovada”, garante Luciana. No mesmo horário e no mesmo dia, do outro lado da Cidade, no Setor Garavelo, o professor Waldyr Junior da Active Academia também faz uma multidão sacudir o esqueleto. Para o professor a Zumba trabalha o físico e “não é apenas aula, é uma sequência de ritmos, uma academia dançante”. Waldir só lamenta que os marmanjos ainda não arriscaram uns passinhos, a sala na verdade é tomada por mulheres, como a dona de casa, Luciene de Fátima Silva de Moura, de 59 anos. Ela já sofreu com a falta de coordenação, concentração, é diabética, tem pressão alta, tiroide, ácido úrico, passou por uma cirurgia de um tumor no cerebelo e mesmo com tudo isso, ela se diz uma nova mulher depois da Zumba. Praticante há quase um ano, conseguiu se livrar de todos esses “pequenos” problemas, além de ter perdido mais de quatro quilos. Nos quatro cantos da cidade também é possível encontrar uma turma que está de olho na Zumba. Academias como do Setor Santa Luzia, Veiga Jardim, Cruzeiro do Sul, Vila Brasília, Jardim Tiradentes, Cidade Livre e Vila Souza é possível encontrar aulas de Zumba. Como surgiuA dança surgiu com o colombiano e coreografo Beto Perez, nos anos 90 em Miami, nos Estados Unidos. Prestes a iniciar uma aula de ginástica localizada, notou que havia esquecido as músicas, então improvisou com alguns ritmos latinos de uma fi ta K7 disponível no momento. Resultado, a aula foi um sucesso. Qualidade de vidaZumba “invade” as academias de AparecidaO ritmo virou uma febre entre as mulheres e pode ser praticado em bairros dos quatro cantos da cidadeMais
  5. 5. Aparecida em Pauta | 5Educação infantilSeu carro “mora” aqui? A administração pública conseguiu driblar o preconceito do aparecidense, aumentou a arrecadação de IPVA, mas o desafi o agora é preparar o trânsito, que já apresenta problemasEmplacamento de veículos ultrapassa a marca dos 230 mil em AparecidaDe acordo com dados levantados pela Gazeta Regional junto a Coordenação de Registro de Estatística do Detran/GO, o número de veículos automotores em Aparecida de Goiânia já chega a 233.498, o que demonstra uma expressiva mudança de comportamento do cidadão aparecidense, que parou de emplacar seu veículo na capital. Mas para se chegar a estes números, o maior desafi o da administração municipal foi justamente driblar o “preconceito” do morador da cidade, que fazia questão em exibir a placa da capital em seu veículo. As campanhas de conscientização iniciaram em administrações anteriores, mas foi em 2010 que a atual gestão conseguiu “trazer” o carro do aparecidense para a cidade do seu proprietário. A primeira medida naquela época foi oferecer incentivos fi scais isentando a taxa de transferência das placas para o município, concedendo desconto na inclusão do veículo zero quilômetro e oferecendo um abatimento no serviço de vistoria, diminuindo os preços do procedimento em até 33%. A meta era atingir os proprietários dos mais de 45 mil automóveis, caminhões, motos e utilitários, que moram na cidade, mas que infelizmente mantinha o emplacamento em outros municípios. Quatro anos se passaram, a ideia deu certo e a Prefeitura já contabiliza os lucros. Para se ter uma ideia, de acordo com dados da Secretaria Estadual da Fazenda (Sefaz), só no primeiro semestre de 2014, foram arrecadados cerca de R$ 9,9 milhões de IPVA em Aparecida, recursos que são parcialmente divididos entre Estado e Município. A maior preocupação da Prefeitura está ligada a perda de receita, que é quando o munícipe insiste em emplacar seu veículo em outra cidade. “Quando isso ocorre deixamos de arrecadar o imposto que retorna para o município em forma de melhorias”, lembra o prefeito Maguito Vilela (PMDB). Tais valores citados por ele podem ser investidos na pavimentação asfáltica e na sinalização de trânsito da cidade. Segundo especialistas, os motivos para o aumento do número de veículos em Aparecida são os mesmos que refl etem em todo país como a ascensão das classes “C” e “D” e a fácil oferta de crédito. Diante deste cenário, a expectativa é de que até o fi nal do ano Aparecida alcance aos 250 mil veículos, atingindo a metade da população local, que já chega a meio milhão de habitantes. Para receber tantos veículos, o Governo Estadual está ampliando a capacidade de atendimento que antes era precária. Tanto que no ano passado inaugurou a nova sede da Ciretran de Aparecida, que há 11 meses saiu da Vila Mariana e passou a funcionar na Cidade Empresarial. O posto se apresenta como uma nova opção, onde o usuário conta com mobiliário e computadores novos, além de ambientes climatizados. A área de atendimento do novo prédio é de aproximadamente 400 m2, térreo e mezanino. Os usuários também contam com estacionamento privativo de cerca de 1.500 m2. A notícia do aumento de emplacamentos de veículos no município também foi comemorada pelo diretor da Ciretran do município, Wellington Coelho, que ressaltou que passado o período de conscientização do morador, agora o desafi o é fazer cumprir a lei. “O morador de Aparecida que chega no Detran, em Goiânia, para emplacar seu veículo, ele é enviado na hora para nós aqui, que fazemos o emplacamento. Assim também procedemos. Se a pessoa não mora aqui, orientamos para que o emplacamento seja feito na sua cidade”, informou Wellington. Ele acrescentou ainda que para evitar fraudes é feita uma triagem minuciosa, verifi cando toda documentação, o comprovante de endereço, por exemplo, não é aceito com emissão pela internet. “Cobramos o documento original”, conta o diretor. Trânsito Se por um lado as cifras engordam os cofres públicos, por outro, a preocupação é com o trânsito da cidade, que em muitos bairros apresenta verdadeiros gargalos de estrangulamento, sem contar a falta de educação de condutores e pedestres, que imitam o trânsito da Capital, com uma certa dose de tranquilidade de quem mora numa cidade do interior, onde esta não é uma preocupação. Um desafi o para Superintendência Municipal de Trânsito de Aparecida de Goiânia (SMTA), que está implementado várias intervenções na cidade e aumentando a fi scalização com seus agentes, além da prefeitura, que já sinaliza a construção de trincheiras e viadutos, em pontos onde a fl uidez do trânsito já está comprometida.
  6. 6. O complexo foi projetado para dar tratamento humanizado e de qualidade aos dependentes químicos e seus familiaresDependência químicaCredeq deve ser entregue neste semestreO Centro de Referência e Excelência em Dependência Química (Credeq) de Aparecida de Goiânia está com 98% dos serviços executados. A estrutura contará com três núcleos de atendimento separados por faixa etária (infantil, adolescente e adulto), 12 leitos em cada núcleo, centro de atenção psicossocial, casa de desintoxicação, sala de reanimação e seis casas de acolhimento transitório com cultivo de hortas e outras atividades ocupacionais. A previsão é que o Credeq seja entregue em setembro próximo. O complexo foi projetado para dar tratamento humanizado e de qualidade aos dependentes químicos e seus familiares. Toda concepção prevê extensa área verde, esportiva, e também áreas para lazer e recreação. Uma biblioteca e praças de convivência também serão montadas. Serão 10 mil metros quadrados de área construída, com valor investido de R$ 24.168.495,12. Para o secretário da Saúde, Halim Girade, o Credeq pretende ser um modelo de resgate social para todo o País, e faz parte de uma Rede de Atenção a Saúde Mental, que passa pelos municípios, pela urgência e emergência. A unidade terá capacidade para realizar 2.142 consultas psiquiátricas, clínica geral e pediatria; e outros 10.920 atendimentos multidisciplinares mensalmente. Para internação, serão abertas 96 vagas voltadas para desintoxicação, com tempo de permanência de até 90 dias. O Credeq de Aparecida de Goiânia será administrado pela Organização Social (OS) Associação Comunidade Luz da Vida. Com vigência de quatro anos, o contrato foi ofi cializado em junho deste ano. Outros quatro Credeqs estão sendo construídos pela Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop) nos municípios de Morrinhos, Caldas Novas, Quirinópolis, e Goianésia. No total, são investidos mais de R$ 100 milhões nos cinco centros para tratamento de dependentes químicos. Espaço conta com modernos equipamentos para melhor atender os pacientesAproveite
  7. 7. Aparecida em Pauta | 7Vicio? Grupos do aplicativo viraram febre na cidade, mas há quem diga que a ferramenta também ajuda na comunicação durante o trabalho Aparecidense não sai do “zap zap” Aonde quer que passamos, não tem jeito, há sempre alguém conectado no aplicativo WhatsApp. Nas ruas, nas escolas, empresas, repartições públicas e claro em casa, tem sempre alguém mandando ou recebendo uma mensagem. A mania é tanta que as pessoas até deram um apelido para a ferramenta que agora é chamada de zap zap. Outro sucesso entre os “os maníacos”, do aplicativo são os grupos, que interagem com informações, mas as vezes com boas doses de humor. Mas além das brincadeiras o whatsApp também serve como importante aliado no local de trabalho. Na Câmara Municipal, por exemplo, há um grupo formado pelos vereadores, assessores e diretores que tratam de assuntos administrativos. “Em questão de segundo todo mundo fi ca sabendo, por exemplo, que haverá uma sessão extra”, conta a servidora Fabíola Luz. Os jovens internautas brasileiros se dizem “viciados” (fi cam continuamente conectados) em quatro aplicativos: Facebook (89%), WhatsApp (87%), cliente de e-mail (80%) e Instagram (63%). A conclusão é do estudo “Conecta”, feito pelo Ibope Inteligência, apresentado nesta sexta-feira (18) no festival Youpix, evento de cultura digital realizado em São Paulo. A pesquisa foi feita pela internet entre 2 e 9 de julho deste ano com 1.513 internautas de todos os estados do país. O estudo considerou como jovens pessoas com idades entre 15 e 32 anos. Quase todos os jovens (90%) dizem navegar em redes sociais. Dentre outras atividades feitas online por esse público, são listadas buscar informações (86%), acompanhar notícias (74%), assistir a vídeos (71%) e ouvir música (64%). Um dos destaques do “Conecta” é a popularidade de e-mails entre os entrevistados. O jovem brasileiro, diz a pesquisa, recebe em média 2,8 mensagens eletrônicas. Além disso, 84% deles disseram ter aplicativo de e-mail instalado no smartphone.
  8. 8. 8 | Aparecida em Pauta públicaUniversidadeCAI O NÚMERO DE MENORES GRÁVIDAS EM APARECIDA De acordo com informações da DataSUS do Ministério da Saúde, o número de meninas grávidas com idade entre 10 e 14 anos em Aparecida de Goiânia vem caindo consideravelmente nos últimos cinco anos. Enquanto em 2009 houve um pico de 89 casos, no ano passado foram registrados 65, uma queda de 0,24%. (veja quadro). Se comparando que em Aparecida o número de habitantes nesta faixa etária chegue a 70 mil meninas, o número é considerado baixo, mas de acordo com a diretora do Departamento de Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde, Vânia Cristina Rodrigues Oliveira o cenário é preocupante. “O ideal é que conseguimos reduzir estes números ainda, já que uma menina nesta faixa etária ainda está terminando de formar o seu corpo, sem contar a falta de maturidade para cuidar de uma criança”, ressaltou a diretora. Vânia lembra ainda que a queda nos números deve-se ao resultado de dois importantes Programas, o da Saúde do Adolescente (PSA) e o Saúde na Escola (PSE). Quem consistem em atuar na prevenção e no tratamento de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST’s), além da orientação sobre os riscos de uma gravidez indesejada. “Fazemos todo um trabalho, principalmente nas escolas, com palestras e a distribuição de material explicativo. Muito mais que ensinar métodos anticoncepcionais, também orientamos sobre os riscos das DTS”, acrescenta Vânia. Apesar deste trabalho, o número de pessoas infectadas pela Sífi lis em Aparecida tem preocupado especialistas no assunto. Segundo números da Vigilância em Saúde, só nos seis primeiros meses deste ano foram registrados 40 casos da doença no município, enquanto em todo ano de 2013 houve 39 casos. A sífi lis é uma doença infecto-contagiosa, sexualmente transmissível, com manifestações cutâneas temporárias. A doença pode se manifestar de modo diferente se for adquirida ou congênita.Ela se manifesta com o surgimento de uma lesão ou úlcera (cancro) indolor no local da infecção, freqüentemente no pênis, na vulva ou na vagina. Mas também pode ocorrer no ânus, no reto, nos lábios, na língua, na garganta, no colo uterino, nos dedos das mãos ou, raramente, em outras partes do corpo, dependendo de qual foi o local em que ocorreu o contato com a bactéria. Sentindo na pele A.S.F, de 15 anos, moradora do Jardim Tiradentes, está grávida de seis meses e conta o drama de ser mãe numa fase da vida em ela reconhece “que estava aproveitando”. Segundo ela tudo aconteceu depois de um baile. O garoto que ele estava “fi cando” já teria insistido várias em ter relações sexuais com ela, depois de muitas negativas naquela noite ela conta que acabou cedendo. “Ele disse que me amava, daí eu deixei”, conta a menina. Ela acrescenta ainda que perguntou se ele tinha camisinha, mas o garoto disse que não precisava já que os dois se amavam, daí esta é maior prova de amor. “Ele disse ainda que transar com camisinha era como chupar balinha sem tirar o plástico”, acrescenta. Para especialistas a transa “sem capa”, apelidada pelos adolescentes é perigosa tanto quanto se envolve a questão das DTS’s, quanto da gravidez precoce. Adolescentes grávidas em Aparecida  Levantamento cinco anos 2009 - 892010 - 662011 - 562012 - 712013 - 65Fonte: DATASUSA
  9. 9. Aparecida em Pauta | 9JustiçaAquecimento da economiaOs valores não sacados fi cam com a Caixa, que destina os recursos ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) de 50 mil aparecidenses devem sacar o PIS este ano a Caixa Econômica Federal (CEF) no passado foram efetuados 55 mil pagamentos aos aparecidenses referente ao Programa de Integração Social (PIS), um montante de R$ 7,12 milhões. Diante desta média a estimativa que este ano o banco pague a mesma média que anterior, já que ao passo que ocorre novos desenquadramentos outros trabalhadores passam a ter direito ao benefi cio. Os valores que não foram sacados retornam para a Caixa que destina os recursos ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT). A abertura do calendário de pagamento do PIS anima os comerciantes, que comemoram o aquecimento da economia local. “Além do 13º, este salário extra é muito bem vindo, porque as pessoas aproveitam para gastar no comércio”, ressalta um comerciante da região central. Mais nem todo mundo pensa em gastar. A recepcionista, Rosa Maria de Jesus, moradora do Setor Garavelo, já deixou bem claro que já tem outra destinação para o salário extra. “Vou pagar umas contas e reativar meu nome no mercado que está negativado”, conta. O Abono Salarial tem a fi nalidade de promover a integração do trabalhador na vida e no desenvolvimento das empresas, visando melhor distribuição da renda nacional. O valor do abono salarial corresponde a um salário mínimo. Os rendimentos variam conforme o saldo existente na conta PIS vinculada ao trabalhador. Quem tem direito: Os trabalhadores cadastrados no PIS até 2009 (cinco anos de cadastramento), que tenham trabalhado, no mínimo, 30 dias, consecutivos ou não, no ano de 2013, com carteira de trabalho assinada por empresa, e que tenham recebido, em média, até dois salários mínimos mensais, cujos dados foram informados corretamente pela empresa ao Ministério do Trabalho e Emprego, na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) do ano-base 2013. Aos rendimentos Tem direito ao saque o trabalhador que foi cadastrado no PIS-PASEP até 04/10/1988 e que tenha saldo na conta PIS. O pagamento obedece ao mesmo calendário do abono salarial. Ao saldo da conta PIS – Atualmente, é permitido o saque do saldo de quotas da conta PIS ao trabalhador que apresentar algum dos motivos previstos em lei: aposentadoria, invalidez permanente ou reforma militar, idade igual ou superior a 70 anos, transferência de militar para a reserva remunerada, titular ou dependente portador do vírus HIV (SIDA/AIDS) ou de neoplasia malígna (câncer), morte do titular ou ainda, benefício assistencial à pessoa portadora de defi ciência e ao idoso. Este ano, os trabalhadores que recebem o benefício em conta corrente na CAIXA, também vão ter o depósito em suas contas de acordo com o mês de aniversário e com o calendário, que se inicia em 15 de julho. Como consultar:  Para saber se tem direito ao abono salarial ou aos rendimentos do PIS, o trabalhador pode consultar o sítio da CAIXA www.caixa.gov.br/pis. JULHO 15/07/2014 AGOSTO 15/07/2014 SETEMBRO 15/07/2014 OUTUBRO 14/08/2014 NOVEMBRO 14/08/2014 DEZEMBRO 14/08/2014 JANEIRO 16/09/2014 FEVEREIRO 16/09/2014 MARÇO 16/09/2014 ABRIL 14/10/2014 MAIO 14/10/2014 JUNHO 14/10/2014Calendário de pagamentoNASCIDOS EM CRÉDITO EM CONTA EM
  10. 10. O mês era março de 2012. Num dos tradicionais descansos na chácara do casal, no Setor Rosa dos Ventos, ela sentiu pequenas pontadas na mama esquerda. Na segunda-feira já iniciou os exames e na terça veio o diagnóstico: um câncer agressivo. “Quando recebi o resultado não pensei em mim, só no João e no meu fi lho Gustavo”, revela Dení. telefonemas não paravam dos parentes e familiares em busca de informação. Dení preferiu contar de uma única vez e pediu que todos se reunissem na casa dela, na Vila Brasília. “Sempre tentei passar uma imagem de que estava pronta para enfrentar o que viria pela frente. Ao invés de fraquejar, passei forças para eles”, conta. Num ano eleitoral, o vereador João Antônio, que buscava a reeleição pensou em desistir da campanha. “Não deixei que ele desistisse e fomos para a luta. Enquanto o João me olhava com preocupação, mal sabia ele que minha maior inspiração vinha dele, que mesmo após o acidente que o deixo numa cadeira de rodas, ele nunca desistiu de lutar pela vida e pelo próximo” 10 | Aparecida em PautaLição de vidaAssim como milhares de mulheres em todo o Brasil, a advogada, Dení de Souza também enfrentou a fúria do câncer de mama, mas com muita força ela conseguiu vencer o preconceito e a doençaDení abre o coração e conta como venceu o câncer “Não tive medo de morrer” Ela é simpática, determinada, guerreira e querida por toda a sociedade aparecidense. Eudenir de Souza Neves, Drª Dení ou simplesmente tia Dení é dessas mulheres que enfrenta todos os problemas de cabeça erguida. Esposa do vereador João Antônio Borges, ela conta pela primeira vez com detalhes a um veículo de comunicação do município como o diagnóstico e o tratamento de um câncer de mama foram encarados por ela e pela família. Ainda no consultório médico os O diagnósticoA reação da família Pensei no João e no Gustavo” “
  11. 11. Aparecida em Pauta | 11O mesmo médico que deu o diagnóstico recomendou que fosse realizada uma cirurgia com urgência. O procedimento foi realizado por outro profi ssional indicado pela amiga, Olga Faria. Mesmo assim as sessões de quimioterapia e radioterapia foram inevitáveis. Dení não esperou que o cabelo caísse e logo tratou de raspar toda a cabeça. “Minha cabeleireira chorava e eu dava risadas da situação. Nunca fui vaidosa, sempre dei valor a outras coisas da vida”, pondera. Com a cabeça raspada, os lenços e os chapéus passaram a ser companheiros inseparáveis e ajudavam na beleza da advogada. Mesmo com os efeitos colaterais das sessões da quimio e radioterapia Dení ganhava as ruas ao lado do vereador, João Antônio em busca dos votos. “Saia do hospital e já corria para ajudar na campanha, mas as vezes não dava conta e tinha que voltar para casa”, confessa Dení. E ainda se sentindo fraca por conta das sessões, ela tocava uma obra que hoje é o atual prédio da Escola Ideal, de sua propriedade. “Me sugeriram parar com a construção, mas fui em frente até a conclusão”, argumenta. Assim como em todos os casos no tratamento contra o câncer de mama, a agressividade dos procedimentos e os efeitos dos medicamentos alteram a fi sionomia da mulher. Com Dení não foi diferente, o primeiro sintoma foi um inchaço corporal, que a deixou com a face bem diferente. “Meu maior sofrimento foi perceber que meus amigos não me reconheciam”, revela. Na última semana de sessões de outubro, mês que chama atenção para prevenção do câncer de mama, na Câmara Municipal entre lágrimas, pela primeira vez o vereador João Antônio também fez um desabafo. “A Dení estava do meu lado e as pessoas perguntavam por ela”, contou. Apesar destas situações, ela acrescenta ainda que as pessoas na rua ou no trânsito olhavam para ela de forma diferente e desconfi adas. “ As pessoas pensam que você é outro ser e que está com uma doença terminal”, lamenta Dení. O tratamento da advogada foi considerado um sucesso. Com acesso a um bom plano de saúde nada não lhe faltou. “Não posso reclamar, tive todo carinho O O tratamentoO preconceitoA militância Nunca fui vaidosa, sempre dei valor a outras coisas da vida“ toda assistência que precisei”, comemora. Dení não precisou passar pela mutilação, quando dependendo do câncer, a mulher pode acabar com a retirada de uma ou das duas mamas. Curada, hoje se tornou uma militante na luta pela prevenção do câncer de mama e dá palestras encorajando outras mulheres sobre a importância do diagnóstico precoce da doença e o enfrentamento do tratamento. Em comemoração ao Outubro Rosa, a advogada demonstra a preocupação com a precariedade da rede pública de saúde. “Enquanto tive um bom tratamento, mas nem todas as mulheres têm acesso à assistência necessária. Há muitas que esperam até seis meses numa fila para cirurgia. “Nem só o outubro deve ser rosa, mas o atendimento a essas vítimas do câncer também deve ser rosa”, alerta. Meu maior sofrimento foi perceber que meus amigos não me reconheciam“ Dados sobre a doença:  No Brasil, as taxas de mortalidade por câncer de mama continuam elevadas, muito provavelmente porque a doença ainda é diagnosticada em estágios avançados.  Na população mundial, a sobrevida média após cinco anos é de 61%. Estimativa de novos casos: 57.120 (2014 - INCA) Número de mortes: 13.345, sendo 120 homens e 13.225 mulheres (2011 - SIM) Fonte: IncaResíduos
  12. 12. 12 | Aparecida em Pauta CarneiroPolíticaRepresentante aparecidense no maior concurso de beleza do estado, ela conta os segredos para manter o corpão que é de dar invejaMiss Aparecida abre o jogo e conta o que faz para manter a beleza Ela tem 1,79 de altura, um invejável manequim 38, 66 de cintura, 98 de quadril e para deixar as concorrentes babando, 90 de busto. Com tudo isso só mesmo um beijinho no ombro para as recalcadas de plantão. Brincadeiras a parte estamos falando de Mariane Monalisa Carneiro, conhecida apenas como Monalisa Carneiro – e quem a conhece sabe que ela não tem inimigas e muito menos pensa em fomentar inveja em alguém. Por trás do seu sorriso doce e meigo de um mulherão, na verdade esconde uma menina simples e querida por todos. Mas num bate papo com a Aparecida em Pauta nós invadimos a rotina dela para saber como mantém todo este corpão, que deixa muitos marmanjos de queixo caído. Primeiro ela justifi cou porque de apesar de não ter vencido, resolveu representar Aparecida no Miss Goiás. Entre uma risada e outra ela conta que além do orgulho de levar o nome da cidade sempre foi a realização de um sonho. “ É um sonho de criança, ser miss é ser uma princesa, afi nal qual a menina não acalenta este desejo? Minha mãe também sempre organizou este tipo de concurso, daí acho que ela transferiu este sonho pra mim”, conta. Malhar, malhar e malhar e alimentação equilibrada. Só assim ela consegue manter a beleza. Musculação é seu exercício preferido, mas algumas tentações estão fora da sua dieta. “Evito frituras, refrigerante e bebida alcoólica”, revela. E se você acha que para por aí está enganado. A moça é apaixonada por Muay Thai e ainda pula corda . Bate voltaBate voltaeFilme preferido: Amo fi lmes policiais,comédia romântica e terror, mas o fi lme Ps: Eu te amo foi o que mais me encantou , Um lugar que gostaria de conhecer: CaribeUm livro: A bíblia, minha leitura diária, por toda minha vida . Comida: doces,qualquer tipo, mas panqueca de doce de leite e torta de limão são meus preferidos . Tipo de música: Sou muito eclética,meu iPod toca desde sertanejo, house music e até música gospelE
  13. 13. Aparecida em Pauta | 13CidadaniaAcademias abertasLazer ameaçado nas praças da CidadeProjeto em promover a qualidade de vida da população aparecidense, desde 2009 a Prefeitura iniciou o trabalho de instalação de várias academias abertas em diversos pontos da cidade. Ao todo já são doze unidades instaladas em bairros como Village Garavelo, Cruzeiro do Sul, Expansul, Vila Brasília, Jardim Tropical, Alto Paraíso, Papillon Park, Cidade Vera Cruz, Vila Alzira, Setor Santa Luzia, Célia Maria e Cidade Satélite São Luiz. Os recursos vieram de parcerias do Tesouro municipal com o governo federal e estadual por meio de emendas orçamentárias do deputado estadual, Marlúcio Pereira (PTB). A ideia da Prefeitura é aumentar estas áreas de lazer para comunidade totalizando outras 20 academias em mais bairros do municípios. Apesar da boa intenção do Poder Público, alguns pontos onde estas academias foram instaladas já é possível notar a falta de manutenção dos aparelhos e a ação irresponsável de vândalos, que insistem em destruir aquilo que a Prefeitura construiu. No Jardim Tropical, os frequentadores reclamam que alguns aparelhos foram retirados para manutenção, mas não voltaram. “Se demora muito agente fica sem fazer o exercício”, lamenta um usuário. Já na Avenida Independência, no Setor Village Garavelo os frequentadores do local contam que durante o dia tudo ocorre de forma tranquila na academia aberta, mas acreditam que na madrugada os vândalos se exercitam destruindo os aparelhos. “ Geralmente no dia seguinte agente percebe algum aparelho com problema, porque eles abusam e acabam quebrando”, conta o frequentador do local Aurileno de Oliveira Vasconcelos. A academia aberta do Vera Cruz, inaugurada recentemente, também já foi alvo de vândalos, que tentaram atear fogo na placa de instruções de uso dos aparelhos. Ao que tudo indica será necessário o reforço na segurança e na manutenção deste locais para que um projeto tão interessante não acabe embaixo do nariz do Poder Púbico. Proteção Outra reclamação dos moradores é quanto a falta de proteção das academias, que sofrem com a ação do sol forte e na época do período chuvoso. Para tornar estes ambientes funcionais mesmo com as irregularidades climáticas, o deputado Marlúcio apresentou este ano um projeto de cobertura que ele conheceu no sul do país. “Vamos buscar mais esta parceria com a prefeitura para cobrir estas academias”, garante. Espalhados por vários bairros de Aparecida estes espaços estão comprometidos pela ação do tempo e dos vândalos No Jardim Tropical o aparelho foi retirado para mauntençãoApesar do investimento do Poder Público em promover a qualidade de vida da população, os aparelhos se desgastam e precisam de manutenção constantemente
  14. 14. 14 | Aparecida em Pauta localAparecidense pagou mais de R$ 368 milhões em imposto no primeiro semestreDe O montante daria para comprar mais de carros populares ou pagar meses a conta de luz de todos os brasileiros13.657 25
  15. 15. Aparecida em Pauta | 15Economia acordo com a ferramenta impostômetro, só no primeiro semestre deste ano, o aparecidense pagou R$ 368.731.147,32 em impostos. Por mês foram contabilizados R$ 61.455.195,15. Ainda segundo os números, cada morador da cidade desembolsou neste período R$ 898,15 só em tributos. Por dia foram R$ 2.037.188,79, por hora R$ 84.882,87, já a cada minuto chegou a R$ 1.414,71 e por segundo R$ 23,58. Os dados podem ser acessados pelo www.impostometro.com.br. Os cálculos revelam que todo o montante daria para comprar mais de 13.657 carros populares ou pagar 25 meses a conta de luz de todos os brasileiros. O Impostômetro considera todos os valores arrecadados pelas três esferas de governo a título de tributos: impostos, taxas e contribuições, incluindo as multas, juros e correção monetária. Para o levantamento das arrecadações federais a base de dados utilizada é a Receita Federal Brasil, Secretaria do Tesouro Nacional, Caixa Econômica Federal, Tribunal de Contas da União, e IBGE – Instituto Brasileiro de Geografi a e Estatística. As receitas dos estados e do Distrito Federal são apuradas com base nos dados do CONFAZ – Conselho Nacional de Política Fazendária, das Secretarias Estaduais de Fazenda, Tribunais de Contas dos Estados e Secretaria do Tesouro Nacional do Ministério da Fazenda. As arrecadações municipais são obtidas através dos dados da Secretaria do Tesouro Nacional, dos municípios que divulgam seus números em atenção à Lei de Responsabilidade Fiscal, dos Tribunais de Contas dos Estados. Para fi ns de estimativa dos valores ainda não divulgados pelos órgãos acima, o Impostômetro utiliza os dados de arrecadação do igual período do ano anterior, atualizados com o índice de crescimento médio de cada tributo dos três anos imediatamente anteriores. Já por município, o somatório das Receitas Correntes dos municípios, incluindo além das arrecadações de tributos municipais (IPTU, ISS, ITBI, Taxas e Previdências Municipais), o montante das transferências constitucionais realizadas pela União e pelo Estado a que pertença o município, bem como outras receitas não-tributárias (receitas patrimoniais, industriais, etc). As projeções das arrecadações futuras são também feitas com base no crescimento médio dos tributos, nos três anos imediatamente anteriores, com ajustes de acordo com as sazonalidades.
  16. 16. 16 | Aparecida em Pauta musical resgata jovens estudantesPreocupada Todos os dias a cena se repetia. A professora Suely Bernardinho chegava ao Colégio Itagiba Laureano Dorneles, na Vila São Pedro, para mais uma jornada de aulas. Enquanto as salas permaneciam com poucos alunos, no pátio ou lá fora era possível encontrar a maioria deles. Os livros eram trocados pela lição das drogas e mesmo com a pouca experiência de vida, alguns seguiam para o doutorado da criminalidade. Cansada de ver seus alunos escorrerem entre seus dedos durante os trinta anos dedicados à educação, a professora Suely sempre tentou buscar recursos para manter os meninos dentro da sala de aula, longe do mundo das drogas e da violência. Mas infelizmente não encontrou recursos. Não querendo ser passiva da situação, ela percebeu que era preciso fazer um diferencial, então buscou ajuda na internet, procurou uma música que pudesse ser trabalhada com os alunos. Entre uma matéria e outra, a canção “You Raise Me Up” (Você me eleva) entrava para a grade curricular e começava a escrever uma nova história agora no Colégio Estadual Cecília Meirelles. Após aplicar a atividade, a professora percebeu um diferencial, que eles queriam estar na escola e que gostavam de música. Vendo o resultado positivo, procurou na internet o autor da canção e pediu autorização para usar a música em outros trabalhos, foi quando conheceu o cantor, designer, fotógrafo e cineasta, Andreh Moons, do Paraná, e a namorada dele, Louise Custódio, que adotaram a ideia do trabalho com os alunos por meio da música. “Eu só preparei o caminho, mas ele que fizeram tudo acontecer”, conta a professora. Num período de nove meses, eles trocaram inúmeros conhecimentos e planejaram juntos uma forma de trabalhar com esses alunos, trazendo-os para dentro da escola, para dentro da sociedade. “Fico feliz, com esse projeto, pois o meu maior troféu foi ajudar um aluno que já estava jurado de morte”, revela Suely. Ela relata ainda que a direção do colégio estava querendo tirar o estudante da escola por temer a segurança dos outros. Então a professora chamou o aluno atrás do colégio para uma conversa, mas ele dizia que não tinha mais volta. Depois de um longo diálogo e trabalhando o aluno no projeto, foi possível ver vida naqueles olhos. O segundo passo foi dado em um projeto chamado “Se não houver amor, não haverá amanhã”, onde a professora, o Andreh e Louise envolveram os alunos na produção de um curta metragem, que foi apresentado em junho desse ano no Cine Cultura e disponibilizado no YouTube. Os alunos tiveram participação em tudo, foram autores, coadjuvantes, produtores, fotógrafos. “Tudo isso dirigido por nós e pelos parceiros, Andreh e Louise”, conta Suely. O resultado de todo o trabalho era nítido. Os adolescentes esqueceram que existe o mundo das drogas e da criminalidade e passaram a se dedicar em algo mais produtivo, graças ao projeto, muitos decidiram até o que queria fazer na universidade. Mas há quem pense que tudo isso é o bastante. Aonde quer que ela vá, a professora leva o projeto hoje batizado de Moonsvision, que já comemora três anos. Atualmente no Colégio Cecília Meirelles, na Vila Brasília, ela partiu para mais um desafio, que era trazer a família para dentro da escola também. Enquanto muitas escolas fecham as portas na sexta- feira e retomam as atividades na segunda, no Cecília Meirelles o sábado também é dia de aprendizagem, quando são realizados os encontros entre os alunos das oito séries com os pais. Durante as reuniões todos são envolvidos em momentos de orações e troca de carinho. “São valores que percebemos que acabaram sumindo”, lamenta Suely. O próximo passo é realizar em novembro um encontro similar, mas desta vez com os alunos de todas as turmas. E você aí na sua região, vai ficar parado? Você me eleva!
  17. 17. Aparecida em Pauta | 17Monalisa CarneiroPolíticaRepresentante agora Marlúcio? Com 30.957 votos, o deputado estadual, Marlúcio Pereira (PTB), foi o único eleito nestas últimas eleições como representante de Aparecida de Goiânia na Assembleia Legislativa. Se por um lado ele comemora a expressiva votação, por outro a responsabilidade e a cobrança em buscar obras e recursos para o município será um desafi o. Marlúcio Pereira aposta em seu currículo político para enfrentar o que vem pela frente. O deputado começou a carreira política trabalhando ao lado do saudoso governador, Henrique Santillo na década de 80. Ao chegar em Aparecida logo foi eleito presidente da Associação de Moradores do Jardim Luz e Vila São Tomaz, depois assumiu importantes pastas na administração do então prefeito, Norberto Teixeira, foi vereador, vice-prefeito, suplente de senador até chegar a ocupar uma cadeira no parlamento goiano. “Estou acostumado com desafi os, mas prometo honrar os 30.957 votos que foram depositados em nós, sempre lutando pela nossa cidade”, garantiu. Numa cidade ainda com grandes gargalos, Marlúcio terá de conciliar sua agenda política para atender outros municípios do interior (onde também obteve votos), com as prioridades aparecidenses que passam pela pavimentação asfáltica, saneamento básico e segurança pública. Uma de suas promessas de campanha foi justamente cobrar do Governo Estadual a universalização da rede de água e esgoto em todo município. Tarefa que fi ca ainda mais fácil com eleição do Governador Marconi Perillo (PSDB). “O governador nos garantiu zerar o défi cit de água tratada e da rede de esgoto em Aparecida e vamos cobrar para que de fato isso ocorra”, assegura o deputado. Ainda sobre sua eleição, ele lamentou o fato de ter sido o único deputado eleito pelo município. “Acho que pela representatividade que Aparecida tem hoje no cenário estadual e nacional precisávamos ter pelo menos três representantes na Assembleia Legislativa, para juntos lutarmos pelos interesses da nossa cidade, trazendo obras e mais recursos para nosso município. Em cada reunião que promovemos sempre pedi as pessoas que se não votassem em mim que escolhessem pelos menos um candidato que fosse de Aparecida ”, lamentou Marlúcio. Ele lembra ainda que infelizmente cerca de 600 candidatos de fora tiveram votos em Aparecida, mas que não conseguem comprovar nenhum vinculo com o município. “São pessoas que não têm uma folha de serviços prestados a cidade, vieram aqui conseguiram votos, mas nada poderão fazer por Aparecida”, acrescenta. Entre as promessas de campanha, Marlúcio garante que mesmo sendo a única voz ativa de Aparecida na Assembleia pretende desenvolver projetos nas áreas da cultura, lazer, do esporte, da educação e saúde. E nas próximas eleições espera- se que o aparecidense prestigie os candidatos aparecidenses. Único deputado eleito para representar Aparecida de Goiânia na Assembleia Legislativa, o parlamentar terá o grande desafi o de sozinho lutar para garantir benefícios ao município
  18. 18. 18 | Aparecida em Pauta Inovaçãoe viram cosméticosA Facinatus Cosméticos, com fábrica localizada no Pólo Empresarial Goiás, utiliza o Programa Agentes Locais de Inovação (ALI), do Sebrae, para desenvolver novos produtos. E, dessa vez, a empresa deve aproveitar resíduos da indústria de alimentos, como sementes e óleos, para incrementar a produção. “Devemos usar material que, aparentemente, é descartável, para transformar em matéria- prima de nossos produtos”, explica Henner Santos Menezes, de 31 anos, sócio proprietário. O projeto de viabilidade produtiva está em desenvolvimento por meio da Faculdade de Farmácia da Universidade Federal de Goiás (UFG). “Nisso, o Sebrae Goiás foi fundamental, pois intermediou a parceria com a universidade”, destaca. Para investir na fabricação sustentável, a Facinatus participa do Edital Senai de Inovação, que pode liberar recursos para ajudar a empresa produzir. “Uma agente local do Sebrae nos orientou sobre o edital, sua formatação e participação.” Segundo Henner, o atendimento do Programa ALI também apresentou um completo portifólio de soluções do Sebrae Goiás, que podem ser aplicadas na melhoria da gestão empresarial. “Logo, vamos aproveitar ainda mais os produtos e serviços que o Sebrae oferece para benefi ciar empreendimentos”, ressalta. As ações de acesso ao mercado, por exemplo, já foram utilizadas pela Facinatus Cosméticos, fruto da parceria com o Sebrae. “Participamos pela primeira vez como expositores da Feira do Empreendedor, em processo facilitado pela nossa proximidade com o Sebrae Goiás”, observa. Empresa aparecidense investe em projeto para transformar sobras de alimentos em matéria-prima para produtos de belezaO empresário Henner Santos Menezes colheu bons frutos com a parceria com a UFG e o SebraeAparecida
  19. 19. Pouco mais de três mil aparecidenses caíram nas garras do leão De acordo com informações do processamento dos dados da declaração de Imposto de Renda realizado pela Receita Federal dos 52.828 contribuintes de Aparecida de Goiânia que entregaram a declaração 2014 exercício 2013 apenas 3.250 foram pegos pelo leão e caíram na malha fi na. De acordo com supervisor regional do Imposto de Renda da Receita Federal em Goiânia, Jorge Martins, assim que a declaração é enviada à Receita, ela passa por um processo de descompactação do arquivo. Feito isso, começam os cruzamentos com os demais dados enviados ao Fisco, como a comparação com os números fornecidos por empresas, INSS, convênios médicos, bancos, administradoras de cartão de crédito, entre outros. Se o contribuinte informou um dado errado ou omitiu informações, como não incluir rendimentos de dependentes, automaticamente a declaração fi ca presa. Basta um número digitado errado para cair na malha. Para acompanhar o andamento da declaração pela internet e conferir se o documento caiu na malha, basta acessar o Centro Virtual de Atendimento da Receita Federal (e-CAC) e informar seu CPF, código de acesso e senha. Se constatar que está com problemas na declaração de IR e caiu na malha fi na, há duas maneiras de resolver estas pendências: 1) Se a declaração tiver erro ou informações incompletas2) Documento gerou dúvida, mas não há erroMalha fi na é uma abstração ao processo de verifi cação de inconsistências da declaração do imposto IRPF e IRPJ e age como uma espécie de “peneira” para os processos de declarações que estão com alguma pendência, impossibilitando a sua restituição Aparecida em Pauta | 19Receita FederalAparecida
  20. 20. 20| Aparecida em Pauta A sentença proferida agora benefi cia os demais trabalhadores, que não efetuaram a adesão ao citado acordo, à épocaMais Caixa Econômica pagará correção monetária do FGTSSegundo A Caixa Econômica Federal começará a pagar a diferenciação de correção monetária em contas vinculadas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), referente aos expurgos infl acionários de janeiro de 1989 e abril de 1990. É um cumprimento de sentença relativa a uma ação civil pública, ajuizada pelo Ministério Público Federal. De acordo com a Caixa, essas correções já foram pagas, quase na totalidade, nos anos de 2001 a 2003, quando a grande maioria dos trabalhadores assinou o acordo da Lei Complementar 110/2001. A sentença proferida agora benefi cia os demais trabalhadores, que por alguma razão não efetuaram a adesão ao citado acordo, à época. A correção do FGTS chega, dependendo dos anos da conta, a 88,3%.  Cópia da Cédula de Identidade;  Cópia do CPF;  Cópia do comprovante de endereço (conta de água, luz, telefone, etc.);  Cópia do PIS ou PASEP (cópia da página da Carteira Profi ssional, onde o número do PIS está anotado);  Extrato do FGTS, a partir de janeiro de 1999 (Fornecido no site da caixa – www.caixa.gov.br/fgts (terá que cadastrar uma senha para ter acesso, mas o próprio site é interativo), ou diretamente na agência da Caixa mais próxima.  No caso dos aposentados (carta de concessão da aposentadoria – solicita-se ao INSS ou a entidade responsável pela aposentadoria); Para receber este dinheiro, você deverá contratar um advogado e entrar com uma ação contra a Caixa Econômica Federal, na Justiça Federal de Aparecida. Para entrar com a ação de correção do FGTS, você deverá contratar um advogado e apresentar os seguintes documentos:
  21. 21. Aparecida em Pauta | 21Saúde públicaUniversidadeCAI imaginação e dedicação dos alunos em parceria com o corpo docente resultam no desenvolvimento de importantes trabalhos de pesquisa que podem benefi ciar a sociedade Em pouco tempo IFG de Aparecida já produz importantes projetosApesar de pouco tempo de instalação já é possível conferir importantes resultados produzidos por estudantes do IFG – Câmpus Aparecida de Goiânia. Dentre interessantes trabalhos realizados pelos estudantes é possível destacar o projeto, Irrigação Automatizada de Baixo Custo com Energia Solar Baseada na Plataforma Arduíno para Hortas Comunitárias, desenvolvido pelos alunos Lucas Vinícius Dias, Lucas Pereira e Marcelo Assunção, do curso Técnico Integrado de Agroindústria. O projeto que foi desenvolvido sob orientação da professora Talita Pereira Baêta Santos foi inclusive levou o o primeiro lugar na Feira de Ciência e Tecnologia de Aparecida de Goiânia (Fecitec), evento realizado pela Prefeitura nos dias 21 e 22 de outubro. A moçada recebeu os cumprimentos do reitor do IFG, professor Jerônimo Rodrigues, e da diretora geral do Câmpus Aparecida, Ana Lucia Siqueira, pela condecoração. O projeto O trabalho vencedor consistiu na utilização de uma placa eletrônica, com a qual os alunos desenvolveram mecanismo que aciona um sistema de irrigação quando a umidade do ar fi ca inferior a 25% ou quando a temperatura ambiente fi ca acima dos 39ºC. Os alunos criaram também um aplicativo para celular, de forma a permitir que o irrigador possa ser controlado à distância pelo proprietário da horta ou jardim. “Foi um reconhecimento muito importante pra gente”, afi rma o aluno Lucas Vinícius, que ressalta o enriquecimento dos currículos dos integrantes do grupo. Ele conta que o projeto foi de muita aprendizagem durante todo o processo, porque exigiu aprofundamento dos estudos e muita pesquisa. A diretora geral Ana Lucia Siqueira disse que é um orgulho para o Câmpus Aparecida de Goiânia ter o resultado de seu trabalho reconhecido, não apenas pela conquista do primeiro lugar no evento, mas pela qualidade de todos os demais projetos levados à Feira. Enquanto isso a produção de outros projetos não para no Câmpus de Aparecida. Imaginação é o que não falta. Veja outros projetos produzidos no IFG Aparecida: 1 - A Reciclagem do Entulho da Construção Civil como incentivo à sustentabilidade e barateamento e custos; 2 - Construção de Jogos Lúdicos Para o Ensino de Química: Perfi l Da Química; 3 - Do Lixo ao Luxo: Criação de um mobiliário de custo acessível a pessoas de baixa renda; 4 - Estudo das Propriedades do Concreto Translúcido; 5 - Fabricação e Avaliação de Sabões Caseiros Produzidos a partir de Materiais Alternativos; 6 - Geometria Fractal e os Fenômenos da Natureza; 7 - Irrigação Automatizada de Baixo Custo com Energia Solar Baseada na Plataforma Arduino para Hortas Comunitárias; 8 - Massa Alimentícia Elaborada com Farinha de Semente de Abóbora para Merenda Escolar; 9 - Proposição de uma Casa Sustentável Unifamiliar de Baixo Custo em Aparecida de Goiânia; 10 - Reaproveitamento da Água Pluvial em Residências Populares; 11 - Refrigerante Caseiro: Produção e Aceitação;
  22. 22. 22 | Aparecida em Pauta Entre os benefícios, o mesário tem dois dias de folga para cada dia convocado e ainda auxílio doença e vantagem em caso de empate em concurso públicoTRE convocou mais de três mil mesários em Aparecida este anoDe acordo com o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) 3.336 aparecidenses tiveram de acordar mais cedo nas eleições deste ano, nos dias cinco e 26 de outubro, para ocupar as função de mesário. Só na 119ª Zona Eleitoral foram convocados 1.132 mesários, na 132ª atuaram 1.180 e na 145ª foram 1.024. A convocação dos mesários foi realizada através de uma carta convocatória assinada pelo juiz ou chefe de cartório enviada através dos Correios seguido de um Aviso de Recebimento(AR). Quando o mesário recebe a correspondência do carteiro ele assina o AR confi rmando que recebeu a convocatória e que está ciente das obrigações eleitorais e da zona eleitoral onde trabalhará. Mais de 90% dos mesários convocados possuem ensino médio completo ou cursam ensino superior. As pessoas que não possuem no mínimo o ensino médio não são convocadas, salvo os casos de pessoas que possui uma vasta experiência na função de mesário. O mesário convocado pode desfrutar de benefícios como: dois dias de folga para cada dia convocado pela Justiça Eleitoral; auxílio-alimentação no dia da eleição; certidão a serviço da Justiça Eleitoral; desempate em concursos públicos, observados os critérios já previstos em leis ou regulamentos e aos universitários das faculdades conveniadas, reconhecimento como atividade extracurricular a prestação de serviços à Justiça Eleitoral nas eleições, contabilizando em dobro as horas certifi cadas, por analogia ao art. 98 da Lei 9.504/97 - Lei das Eleições. Mesário FaltosoPara o mesário que foi convocado e que não compareceu ao local de trabalho é aberto um processo junto a justiça eleitoral, no qual o mesmo deve comparecer ao cartório local e protocolar suas justifi cativas junto ao chefe de cartório. MultaA multa aplicada pela justiça eleitoral em caso de condenação pode variar no valor mínimo de R$35,75 até 10 vezes esse valor. Mesários por Zona Eleitoral – Aparecida de GoiâniaZona Eleitoral 119 – 1.132 mesários convocadosZona Eleitoral 132 – 1.180 mesários convocadosZona Eleitoral 145 - 1.024 mesários convocadosTotal de mesários : 3.336 mesários convocadosFonte: TREEleições 2014Aparecida
  23. 23. a sua revista Aparecida em Pauta para anunciar o seu produto ou serviço.
  24. 24. AS 0100 14C ANUNCIO REVISTA 202X133cm.pdf 1 25/09/14 19:17 infantilSeu AS 0100 14C ANUNCIO REVISTA 202X133cm.pdf 1 25/09/14 17A entrega do Cmei do Jardim Tiradentes elevou para quatro o número de novas unidades entregues nos últimos meses Maguito promete zerar défi cit de Cmeis“Nossa vida está melhorando e o Cmei faz parte dessa mudança”. Com essas palavras, a merendeira e integrante da comunidade quilombola de Aparecida, Cleuzenice Nunes da Silva, resumiu o sentimento dos moradores do Jardim Tiradentes – lugar onde vive há 24 anos – durante a inauguração do Cmei Leotério Dias Machado, na manhã da quinta-feira, 23. O Cmei já atende 120 crianças em período integral desde o mês de agosto. Mãe de um casal de crianças, Larissa Braz de Freitas Nunes, de seis anos, e Kalebe Braz de Freitas Nunes, de quatro, Cleuzenice conta que já conseguiu vaga para a fi lha mais velha. “Ela já está aqui (no Cmei) desde que ele abriu. Ano que vem já vai para a escola”, contou. Para o pequeno Kalebe, a vaga deve sair no ano que vem. “Com os dois na escola, poderei trabalhar fora. O importante é que está melhorando, já temos duas escolas municipais aqui perto e agora o Cmei”, afi rmou ela, que por enquanto trabalha em casa. Ao visitar as instalações do Cmei e entregar ofi cialmente a nova unidade, o prefeito Maguito Vilela reiterou que a Educação é prioridade em sua gestão. “Essa é a fórmula para o futuro da humanidade. É a Educação que abre as portas para o bem, fecha as do mal e produz cidadãos conscientes e verdadeiramente livres, por isso lutamos para gerar vagas sufi cientes. Aqui no Cmei as crianças terão assistência completa, incluindo cinco alimentações diárias durante todo o dia”, pontuou o prefeito. Valdir AntunesAparecida
  25. 25. rigorOutra alteração signifi cativa trata das condutas relacionadas às manobras de ultrapassagens, responsáveis por inúmeros acidentes fataisAtenção motorista: multas mais caras e punição mais rigorosaA Lei Federal 12.971/2014, sancionada em maio pela presidente Dilma Rousseff (PT), alterou 11 artigos do Código Brasileiro de Trânsito (CBT). As mudanças começam a vigorar em 1º de novembro e os motoristas deverão fi car atentos e respeitar as lei, que fi carão mais rigorosas e as multas mais caras. Essa medida faz parte do pacote de alterações legislativas propostas pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) para diminuir as mortes no trânsito em 50% entre os anos de 2011 e 2020. Uma das alterações é sobre rachas, competições e exibições não autorizadas, que se refere a corridas, competições, eventos, demonstrações de perícia e condutas assemelhadas, não autorizadas pelo órgão de trânsito competente. Essas condutas estão tipifi cadas nos artigos 173, 174 e 175 do Código de Trânsito Brasileiro. Os condutores que forem fl agrados praticando alguma das atividades ou usar veículo para demonstrar ou exibir manobra perigosa, mediante arrancada brusca, derrapagem ou frenagem com deslizamento ou arrastamento de pneus, estarão sujeitos à penalidade de multa de R$1.915,40, suspensão do direito de dirigir e apreensão do automóvel. Nos casos de reincidência, a multa será aplicada em dobro, ou seja, R$ 3.830,80. Neste caso, a multa fi cou dez vezes mais cara, antes era cobrado o valor de R$ 191,54. Outra alteração signifi cativa trata das condutas relacionadas às manobras de ultrapassagens, responsáveis por inúmeros acidentes fatais. O legislador igualou as infrações referentes a ultrapassagens indevidas realizadas pela contramão e pelo acostamento. A infração de ultrapassagem pela contramão em faixa contínua é considerada gravíssima e custa atualmente R$ 191,54 e pelo acostamento é considerada grave e custa R$127,69. Com a alteração da lei, ambas serão consideradas gravíssimas e deverá ter o valor multiplicado por cinco, o que equivale a R$ 957,70, dobrando em caso de reincidência em doze meses, podendo chegar a R$ 1.915,40.
  26. 26. aíExpansãoEm sua quinta expansão, o centro de compras prepara grandes novidades para receber o número de consumidores que cresce a cada ano consideravelmenteObras do Buriti Shopping estão bem adiantadas Quem passa pela Avenida José Leandro da Cruz, nas imediações do Buriti Shopping já consegue ver que as obras de expansão do empreendimento estão bastante avançadas. Ao todo serão mais 61 lojas, num total de R$ 22 milhões em investimentos. Uma das novidades do projeto será uma imensa uma passarela climatizada, com estrutura em vidro e jardim suspenso, que ligará o shopping ao seu estacionamento externo. Segundo levantamentos do Buriti, até 2015, esse potencial público deve aumentar em 13%, com a entrega de novos empreendimentos imobiliários na região. Até lá, a renda média destes consumidores deve chegar a R$ 3,5 mil, o que totaliza um potencial de consumo de R$ 329 milhões mensais. Atualmente, o shopping possui 200 lojas e um fl uxo de mais de 14 milhões de clientes por ano. Com a expansão, o restante do shopping também passará por algumas adequações. O shopping aposta no crescimento da população que mora na região e que sofre infl uência do centro de compras. Hoje, representam cerca de 1,2 milhão de pessoas. Fonte: O Popular/Assessoria Imprensa
  27. 27. Aparecida em Pauta | 27ArtigoA importância da Guarda AmbientalA sustentabilidade ambiental consiste em várias ações, diretas e indiretas, que buscam o equilíbrio entre o desenvolvimento econômico, o bem-estar social e a preservação do meio ambiente. Ou seja, trata-se do consumo responsável dos recursos naturais. Medidas, como o uso de fontes de energias limpas e renováveis (biodiesel) e o plantio de árvores, principalmente nas áreas degradadas, são algumas políticas adotadas para se viver em um mundo mais ecológico. No entanto, a sociedade como um todo deve participar: do mesmo modo que as indústrias investem em novas tecnologias para prejudicar o mínimo possível a natureza, é preciso que as pessoas tenham iniciativas sustentáveis em suas casas também, como por exemplo, a reciclagem de lixo e o uso inteligente de água e energia. Por outro lado, a sustentabilidade não deve se limitar apenas ao plano econômico, são necessários programas que incentivem a educação ambiental e social. O município de Aparecida de Goiânia, com seu Patrimônio Ambiental, ou seja, ecossistemas, biomas, regiões estuarinas, matas ciliares e unidades de conservação, necessitam de uma defesa urgente, visando à conservação e à fiscalização efetiva destas áreas, o que torna imprescindível a criação da Guarda Ambiental, formada através da capacitação de membros da Guarda Civil Municipal, como garantia de um desenvolvimento sustentável, visto que, a atuação é de coibir os crimes que causam seqüelas irreversíveis à fauna, à flora e à vida humana – Todos têm direito a um ambiente sadio. Com a finalidade de promover o controle Ambiental e Urbano, de forma preventiva, coibindo e identificando crimes ambientais e urbanos, com uma fiscalização inicial, onde incorporará a ação do poder que cabe à Guarda Municipal, com o objetivo de assegurar a melhoria de vida da população do Município. Esta fiscalização será viabilizada pela integração com os fiscais e técnicos da Secretaria Municipal do Meio Ambiente. A Guarda Ambiental terá como prerrogativa justamente a fiscalização, mas com o cuidado para não haver desvio de funções, inicialmente focando os flagrantes. Num trabalho constante no município, atuando no combate a queimadas, a desmatamentos, à poluição do ar, da água, do solo, à poluição sonora, à caça a animais silvestres e a construções irregulares nas margens dos rios. Aparecida de Goiânia só tem a ganhar, pretendemos criar uma regional ambiental, com equipe especializada para percorrer as áreas mais vulneráveis, com foco na Serra das Areias, importante área de preservação do município. Renato abReu é GuaRda Civil MuniCipal e enGenheiRo aGRônoMo foRMado pela ufGO município de Aparecida necessita de uma defesa urgente, visando à conservação e à fiscalização efetiva de seu ecossistema“Renato Abreu GuaRda Civil MuniCipal e enGenheiRo aGRônoMo foRMado pela ufGAparecida

×