Lindoia

493 visualizações

Publicada em

Publicada em: Turismo, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
493
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Lindoia

  1. 1. O Educador naSociedade do Conhecimento:problemas, oportunidades e desafios<br />Mariano Fernández Enguita<br />Universidad de Salamanca<br />www.enguita.info<br />IX Congresso Estadual Paulista sobre Formação de Educadores<br />UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA &quot;JÚLIO DE MESQUITA FILHO“<br />Águas de Lindóia, SP, 2-5/9/2007<br />
  2. 2. MFE / USAL<br />Mayo 2007<br />O Educador na Sociedade do Conhecimento: problemas, oportunidades e desafios<br />O contexto<br />Sociedade da mudança, transformacional<br />Sociedade do conhecimento, informacional<br />Sociedade post-nacional, global<br />Riscos e oportunidades<br />As conseqüências<br />As políticas educativas<br />As relações com o entorno<br />O projeto educativo o centro<br />O modelo profissional<br />Desafios professionais<br />
  3. 3. AS REVOLUÇÕES ECONÔMICAS<br />A REVOLUÇÃO INDUSTRIAL<br />Nos meios de produção<br />Propriedade, capital / trabalho<br />O conhecimento está no trabalho<br />A REVOLUÇÃO ORGANIZACIONAL<br />Na organização do trabalho (taylorismo)<br />Na organização do capital (corporação)<br />Autoridade, diretores / subordinados<br />O conhecimento está na hierarquia<br />A REVOLUÇÃO TECNOLÓGICA<br />No uso do conhecimento<br />Qualificação, profissionais / leigos<br />O conhecimento está nas redes<br />
  4. 4. A DIVERSIDADE TERRITORIAL<br />SOCIEDADE TRADICIONAL / LOCAL<br />Homogeneidade econômica (subsistência)<br />Heterogeneidade cultural (isolamento)<br />SOCIEDADE INDUSTRIAL / NACIONAL<br />Heterogeneidade econômica (Div. Trabalho)<br />Homogeneidade cultural (a nação)<br />SOCIEDADE INFORMACIONAL / GLOBAL<br />Heterogeneidade econômica (mais DT)<br />Heterogeneidade cultural (multiculturalidade)<br />
  5. 5. A SOCIEDADE DA MUDANÇA<br />MUDANÇA SUPRAGERAÇÃO<br />Estabilidade: Educamfamília e comunidade<br />MUDANÇA INTERGERAÇÃO<br />Progresso: Educam a escola e o professorado<br />Seqüência do ensino: aprender, educar<br />Divisão do trabalho intelectual: criação, transmissão, aprendizagem<br />MUDANÇA INTRAGERAÇÃO<br />Incerteza: Educam a cidade, as redes<br />Ruptura da seqüência<br />Ruptura da divisão do trabalho<br />
  6. 6. RISCOS E OPORTUNIDADES<br />Sociedade informacional<br />Maior conhecimento e contrôl do entorno natural e social<br />¿Utopía meritocrática o pesadilha atistocrática?<br />Sociedad global<br />Desenvolvimento da divisão do travalho e da produtividade, intreculturalidade<br />Fortaleçimento das redes “inter” e debilitamento das redes “intra”, fragmantação cultural da cidadanía<br />Sociedade transformacional<br />Horizonte não predeterminado, sociedade aberta<br />Posição e destino pessoal incertos<br />
  7. 7. MFE / USAL<br />Mayo 2007<br />A POLÍTICA EDUCATIVA<br />Pré-modernidade<br />Intervenção impensável, ou reativa.<br />Decisões ex post, críticas<br />Modernidade<br />Intervenção ativa, engenharia<br />Decisões ex ante, “planomania”<br />Pós-modernidade<br />Intervenção contextual, ou proativa<br />Decisões ex inter, processuais.<br />
  8. 8. MFE / USAL<br />Mayo 2007<br />A ATITUDE DIANTE DO ENTORNO<br />ENTORNO HOSTIL<br />Reação fechada e isolamento<br />Pais individuais, meio físico<br />ENTORNO CARENTE<br />Atitude assistencial, paternalista<br />Pais em seu papel, meio institucional<br />ENTORNO CAPACITANTE<br />Atitude cooperativa, sinérgica<br />Contrato com os pais, meio comunitário<br />
  9. 9. MFE / USAL<br />Mayo 2007<br />O PROJETO EDUCATIVO<br />PROJETOS RETÓRICOS<br />Função legitimadora<br />A escola como santuário<br />PROJETOS ASSISTENCIAIS<br />Ilustração despótica<br />A escola como instituição tutelar<br />PROJETOS DE TRABALHO EM REDE<br />Cooperação com usuários, comunidade<br />A escola como centro (nó central)<br />
  10. 10. MFE / USAL<br />Mayo 2007<br />MODELOS PROFISSIONAIS<br />BUROCRÁTICO<br />Comedido<br /> (o que me mandem, e só o que me mandem)<br />LIBERAL<br />Jurisdição<br /> (o que eu queira, e só o que eu queira)<br />DEMOCRÁTICO<br />Compromisso<br /> (o que deva, o que faça falta)<br />
  11. 11. DESAFIOS PROFISSIONAIS<br />Projetos educativos específicos, avançados<br />Centros autônomos, sensíveis e responsáveis<br />Profissionais comprometidos com os fins da educação, com a comunidade, com os centros<br />Políticas capacitantes e exigentes<br />Redes de cooperação horizontais<br />Autoconsciência, delimitação de valores e interesses<br />
  12. 12. PROFESIONALIDAD DEMOCRÁTICA<br />PROFESIONALIDAD<br />Compromiso con el propio trabajo en el ámbito de autonomía individual<br />COLABORATIVA vs. LIBERAL<br />Compromiso con la organización, con los colegas y el equipo<br />COOPERATIVA vs. PATERNALISTA<br />Compromiso con el público, con los titulares del derecho a la educación.<br />
  13. 13. O Educador naSociedade do Conhecimento:problemas, oportunidades e desafios<br />Mariano Fernández Enguita<br />Universidad de Salamanca<br />www.enguita.info<br />IX Congresso Estadual Paulista sobre Formação de Educadores<br />UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA &quot;JÚLIO DE MESQUITA FILHO“<br />Águas de Lindóia, SP, 2-5/9/2007<br />

×