IMAGEM
“ UMA ARTE QUE DÁ MEDO É A ARTE DO OLHAR, POIS SÓ OS OLHOS TÊM SEGREDOS DIFÍCEIS DE DECIFRAR.” Ricardo Azevedo
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Irene preta Irene boa Irene sempre de bom humor. Imagino Irene entrando no céu: Licença, meu branco! E São Pedro bonachão:...
 
GILVAN  SAMICO
ROMERO DE ANDRADE LIMA
REYNALDO FONSÊCA
CÍCERO DIAS
BADIDA
RENÉ MAGRITT
SALVADOR DALÍ
MAX ERNTS
VLADIMIR KUSH
REMEDIOS VARO
ESCHER
Do pomar de tia Chica, certa vez pela manhã, roubei, por vê-la madura, uma rosada Romã. Tia Chica esbravejando, em sua cól...
O que você vê no livro ilustrado? ARTE
Amores de Artista
<ul><li>TEXTO </li></ul><ul><li>ILUSTRAÇÃO </li></ul><ul><li>ARTE </li></ul><ul><li>POESIA </li></ul><ul><li>FANTASIA </li...
 
Kay Nielsen   1886-1957 Dinamarca
Shaun Tan Australia
Élodie Nouhen France
Leonardas Gutauskas Lituania
Anne Herbauts France
Remedios Varo
Popular
Badida
Reynaldo Fonseca
Vladimir Kush
Escher
Angela Lago Escher
Pedro Rafael Carybé
Roger Mello Naif
Ricardo Azevedo Xilogravura
Naif / indigena Marilda Castanha
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Naquela manhã,   LINO   acordou triste .  LUA   havia desaparecido  da loja de brinquedos.
LUA   era uma coelhinha branca,com uma luz que acendia na barriga toda vez que ela dava risadas.
LUA   gostava de apostar corrida . LUA   inventava músicas legais. LUA   contava lindas histórias antes de dormir.
sempre estiveram juntos desde que vieram da fabrica de brinquedos. LINO e LUA Mas agora   LUA   havia sumido.
O tempo passou e os dias pareciam não ter fim.
LINO   perguntou por ela a todos seus amigos. –  aqui, onde moramos,  é assim –  disse um deles –  de repente alguém desap...
Até que, num piscar de olhos,  LINO  foi colocado numa caixa. Ele pensou que iria desaparecer para sempre. Mas...
Quando a caixa abriu,  LINO  encontrou uma menina que se chamava  ESTRELA.
ESTRELA  brincou com  LINO . Os dois rodopiaram de mãos dadas até ficarem tontos de se deixar cair no chão de tanto rir.
LINO , aos poucos, se acostumou com aquele jeito divertido de  ESTRELA  ser.
Uma noite, entre tantas rodas e rodopios, voltas e reviravoltas, a menina decidiu fazer uma surpresa para seu melhor amigo...
LINO  ficou surpreso. fazia tanto tempo que não escutava aquele nome. será que  LUA  era feliz? ele pensou.
ESTRELA  apagou a luz do quarto e abriu a janela.
LINO  quase não acreditou no tamanho daquela felicidade.  LUA  estava ali, com a barriga brilhando no meio da escuridão.
LINO  não escutava as risadas de  LUA , mas tinha certeza que ela também era feliz. Porque todas as noites, enquanto  ESTR...
Ás vezes,  ela até parecia sorrir no céu.
Três muié ou três irmã,  três cachôrra da mulesta,  eu vi num dia de festa,  no lugar Puxinanã.  A mais véia, a mais ribus...
UMA  IMAGEM VALE  MAIS  QUE  MIL  PALAVRAS
Jitet Koestana Indonésia
 
Alfredo
Erdogan Karayel (Alemanha)
Evangelista (Duke)
 
KURAKLIK&SU-Ekim2008-kazananlar-TosoBorkovic-Sirbistan
Michael Kountouris s
Ray Costa
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Um galo sozinho não tece uma manhã:  ele precisará sempre de outros galos.  De um que apanhe esse grito que ele  e o lance...
Bill Carman Nicoleta Cecolli Joshua Gorchov Morteza Zaedi
“ A espantosa realidade das coisas é a minha descoberta de todos os dias.” “ O que existe transcende para mim o que julgo ...
 
 
 
 
 
 
 
Julian Beever
Julian Beever
Julian Beever
Julian Beever
Julian Beever
Julian Beever
Julian Beever
Julian Beever
Julian Beever
Julian Beever
Julian Beever
Julian Beever
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Hora de trabalhar? — Pernas pro ar que ninguém é de ferro!  Filosofia ASCENSO  FERREIRA Hora de comer — comer! Hora de dor...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Imagem

577 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
577
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
48
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Imagem

  1. 1. IMAGEM
  2. 2. “ UMA ARTE QUE DÁ MEDO É A ARTE DO OLHAR, POIS SÓ OS OLHOS TÊM SEGREDOS DIFÍCEIS DE DECIFRAR.” Ricardo Azevedo
  3. 22. Irene preta Irene boa Irene sempre de bom humor. Imagino Irene entrando no céu: Licença, meu branco! E São Pedro bonachão: Entra, Irene. Você não precisa pedir licença. Irene Manuel Bandeira A Negra – Tarcila do Amaral
  4. 24. GILVAN SAMICO
  5. 25. ROMERO DE ANDRADE LIMA
  6. 26. REYNALDO FONSÊCA
  7. 27. CÍCERO DIAS
  8. 28. BADIDA
  9. 29. RENÉ MAGRITT
  10. 30. SALVADOR DALÍ
  11. 31. MAX ERNTS
  12. 32. VLADIMIR KUSH
  13. 33. REMEDIOS VARO
  14. 34. ESCHER
  15. 35. Do pomar de tia Chica, certa vez pela manhã, roubei, por vê-la madura, uma rosada Romã. Tia Chica esbravejando, em sua cólera imensa, pegou-me logo do braço, e lavrou-me esta sentença: ser conduzido ao arbusto, levando puxões de orelhas, até ficar tão vermelho, como essa frutas vermelhas, pôr a fruta no seu galho, como a roubei toda inteira, para, depois, de joelhos, pedir perdão à romeira. Catulo da Paixão Cearense A ROMÃ Pois bem. Cumprida a sentença, Quando, à casa regressando, Mais uma vez ia olhando A romã, de olhos maguados, Eu vi a romã, se abrindo, Também me olhando e sorrindo, Com os dentes arreganhados.
  16. 36. O que você vê no livro ilustrado? ARTE
  17. 37. Amores de Artista
  18. 38. <ul><li>TEXTO </li></ul><ul><li>ILUSTRAÇÃO </li></ul><ul><li>ARTE </li></ul><ul><li>POESIA </li></ul><ul><li>FANTASIA </li></ul>LIVRO INFANCIA
  19. 40. Kay Nielsen 1886-1957 Dinamarca
  20. 41. Shaun Tan Australia
  21. 42. Élodie Nouhen France
  22. 43. Leonardas Gutauskas Lituania
  23. 44. Anne Herbauts France
  24. 45. Remedios Varo
  25. 46. Popular
  26. 47. Badida
  27. 48. Reynaldo Fonseca
  28. 49. Vladimir Kush
  29. 50. Escher
  30. 51. Angela Lago Escher
  31. 52. Pedro Rafael Carybé
  32. 53. Roger Mello Naif
  33. 54. Ricardo Azevedo Xilogravura
  34. 55. Naif / indigena Marilda Castanha
  35. 74. Naquela manhã, LINO acordou triste . LUA havia desaparecido da loja de brinquedos.
  36. 75. LUA era uma coelhinha branca,com uma luz que acendia na barriga toda vez que ela dava risadas.
  37. 76. LUA gostava de apostar corrida . LUA inventava músicas legais. LUA contava lindas histórias antes de dormir.
  38. 77. sempre estiveram juntos desde que vieram da fabrica de brinquedos. LINO e LUA Mas agora LUA havia sumido.
  39. 78. O tempo passou e os dias pareciam não ter fim.
  40. 79. LINO perguntou por ela a todos seus amigos. – aqui, onde moramos, é assim – disse um deles – de repente alguém desaparece.
  41. 80. Até que, num piscar de olhos, LINO foi colocado numa caixa. Ele pensou que iria desaparecer para sempre. Mas...
  42. 81. Quando a caixa abriu, LINO encontrou uma menina que se chamava ESTRELA.
  43. 82. ESTRELA brincou com LINO . Os dois rodopiaram de mãos dadas até ficarem tontos de se deixar cair no chão de tanto rir.
  44. 83. LINO , aos poucos, se acostumou com aquele jeito divertido de ESTRELA ser.
  45. 84. Uma noite, entre tantas rodas e rodopios, voltas e reviravoltas, a menina decidiu fazer uma surpresa para seu melhor amigo. – antes de dormir – disse ela – vamos escutar o que a lua tem para nos contar?
  46. 85. LINO ficou surpreso. fazia tanto tempo que não escutava aquele nome. será que LUA era feliz? ele pensou.
  47. 86. ESTRELA apagou a luz do quarto e abriu a janela.
  48. 87. LINO quase não acreditou no tamanho daquela felicidade. LUA estava ali, com a barriga brilhando no meio da escuridão.
  49. 88. LINO não escutava as risadas de LUA , mas tinha certeza que ela também era feliz. Porque todas as noites, enquanto ESTRELA sonhava, LINO pela janela via a lua iluminada.
  50. 89. Ás vezes, ela até parecia sorrir no céu.
  51. 90. Três muié ou três irmã, três cachôrra da mulesta, eu vi num dia de festa, no lugar Puxinanã. A mais véia, a mais ribusta era mermo uma tentação! mimosa flô do sertão que o povo chamava Ogusta. A segunda, a Guléimina, tinha uns ói qui ô! mardição! Matava quarqué critão os oiá déssa minina. Os ói dela paricia duas istrêla tremendo, se apagando e se acendendo em noite de ventania. As flô de Puxinanã A tercêra, era Maroca. Cum um cóipo muito má feito. Mas porém, tinha nos peito dois cuscús de mandioca. Dois cuscús, qui, prú capricho, quando ela passou pru eu, minhas venta se acendeu cum o chêro vindo dos bicho. Eu inté, me atrapaiava, sem sabê das três irmã qui ei vi im Puxinanã, qual era a qui mi agradava. Inscuiendo a minha cruz prá sair desse imbaraço, desejei, morrê nos braços, da dona dos dois cuscús! ZÉ DA LUZ
  52. 91. UMA IMAGEM VALE MAIS QUE MIL PALAVRAS
  53. 92. Jitet Koestana Indonésia
  54. 94. Alfredo
  55. 95. Erdogan Karayel (Alemanha)
  56. 96. Evangelista (Duke)
  57. 98. KURAKLIK&SU-Ekim2008-kazananlar-TosoBorkovic-Sirbistan
  58. 99. Michael Kountouris s
  59. 100. Ray Costa
  60. 110. Um galo sozinho não tece uma manhã: ele precisará sempre de outros galos. De um que apanhe esse grito que ele e o lance a outro; de um outro galo que apanhe o grito de um galo antes e o lance a outro; e de outros galos que com muitos outros galos se cruzem os fios de sol de seus gritos de galo, para que a manhã, desde uma teia tênue, se vá tecendo, entre todos os galos. Tecendo a manhã João Cabral de Melo Neto Galo – Ademir Martins
  61. 111. Bill Carman Nicoleta Cecolli Joshua Gorchov Morteza Zaedi
  62. 112. “ A espantosa realidade das coisas é a minha descoberta de todos os dias.” “ O que existe transcende para mim o que julgo que existe.” “ Sentir é estar distraído.” Alberto Caeiro
  63. 120. Julian Beever
  64. 121. Julian Beever
  65. 122. Julian Beever
  66. 123. Julian Beever
  67. 124. Julian Beever
  68. 125. Julian Beever
  69. 126. Julian Beever
  70. 127. Julian Beever
  71. 128. Julian Beever
  72. 129. Julian Beever
  73. 130. Julian Beever
  74. 131. Julian Beever
  75. 150. Hora de trabalhar? — Pernas pro ar que ninguém é de ferro! Filosofia ASCENSO FERREIRA Hora de comer — comer! Hora de dormir — dormir! Hora de vadiar — vadiar!

×