INTRODUÇÃO CIMU 
Centro Integrado de 
Mobilidade Urbana
Agenda 
• O 
contexto 
atual 
de 
ITS 
• Por 
que 
mudar? 
• O 
que 
é? 
• Quais 
são 
os 
obje<vos? 
• Como?
City 
of 
Sao 
Paulo 
Public 
10,1 
million 
journeys 
56% 
18 
mi 
Private 
7,9 
million 
journeys 
44% 
motorized 
journ...
SIZING 
THE 
CHALLENGE 
Public 
Journeys 
PUBLIC 
JOURNEYS 
INSIDE 
THE 
MUNICIPALITY 
Buses 
8,2 
million 
journeys 
Trai...
SIZING 
THE 
CHALLENGE 
DemocraYzaYon 
of 
the 
streets 
– 
Rush 
Hours 
78,5% 
CARS 
7,5% 
MOTORCYCLES 
06% 
PUBLIC 
BUSE...
EXISTING 
INFRASTRUCTURE 
INFRAESTRUTURA 
EXISTENTE 
Buses are the only 
available through all 
Metro 
~ 
100 
km 
Train 
...
Contexto atual de ITS 
Traffic 
Signal 
Control 
System 
Freeway 
Management 
Transit 
Management 
Electronic 
Fare 
Payme...
Contexto atual de ITS 
Traffic 
Signal 
Control 
System 
Freeway 
Management 
Transit 
Management 
Electronic 
Fare 
Payme...
Por que mudar? 
• Cada 
vez 
é 
mais 
di[cil 
e 
caro 
prover 
nova 
infraestrutura 
• Sistemas 
isolados 
e/ou 
fechados ...
O que é o CIMU? 
Centro 
Integrado 
de 
Mobilidade 
Urbana 
Base ÚNICA que integra TODAS as 
informações de trânsito e tra...
Soluções baseadas em padrões e 
protocolos abertos tiveram sucesso?
Padrões abertos em 
outras áreas... 
WWW
Padrões abertos em 
outras áreas... 
WIFI 
............... 
...............
Padrões abertos em 
outras áreas... 
USB
O que é o CIMU? 
Trânsito 
Transporte 
Integração = Visualização + Coordenação + Controle
O CIMU será a solução de 
todos os problemas? 
NÃO
Mais infraestrutura é a 
solução dos problemas? 
NÃO
hep://www.indiamarks.com/how-­‐to-­‐cross-­‐an-­‐indian-­‐ 
road-­‐and-­‐live-­‐to-­‐talk-­‐about-­‐it/
A ideia de Paul Haase 
40 
segundos 
27 
segundos 
hep://www.wsdot.wa.gov/traffic/conges<on/rice/)
Qual a solução? 
ITS 
hep://www.shoriacts.com/2013/03/09/top-­‐5-­‐facts-­‐ 
about-­‐the-­‐human-­‐brain/
Qual a solução? 
> 
Segurança 
< 
Tempo 
de 
viagem 
> 
Precisão 
> 
Controle 
< 
Menos 
nocivo 
ao 
MA 
> 
Informação 
> ...
Quais são os objetivos? 
• Coordenar, 
de 
forma 
global, 
as 
informações 
de 
todos 
os 
componentes 
existentes 
para 
...
Como? 
• Coleta 
de 
dados 
em 
campo 
• Transmissão 
de 
dados 
para 
centros 
específicos 
de 
coordenação 
e 
controle ...
CENTRO INTEGRADO DE MOBILIDADE URBANA - CIMU 
CENTROS 
ESPECÍFICOS 
CAMPO
Exemplo CFTV 
Trânsito 
(CET) 
Transporte 
(SPTRANS)
CENTRO INTEGRADO DE MOBILIDADE URBANA - CIMU 
Trânsito 
CET 
Transporte 
SPTRANS 
CAMPO
SEMÁFOROS GPS VALIDADORES / 
CFTV PMV ECD/DAI Detecção de 
Altura Túneis CONTADORES 
Rede de Dados 
CENTROS 
ESPECÍFICOS 
...
CENTRO INTEGRADO DE MOBILIDADE URBANA - CIMU 
CFTV PMV ECD/DAI Detecção de 
SEMÁFOROS Altura Túneis 
c 
GPS VALIDADORES / ...
CENTRO INTEGRADO DE MOBILIDADE URBANA 
CFTV PMV ECD/DAI Detecção de 
GPS VALIDADORES / 
SEMÁFOROS Altura Túneis 
CONTADORE...
CFTV PMV ECD/DAI Detecção de 
SEMÁFOROS Altura Túneis 
CIMU 
GPS VALIDADORES / 
CONTADORES 
Rede de Dados 
CENTROS 
ESPECÍ...
CFTV PMV ECD/DAI Detecção de 
SEMÁFOROS Altura Túneis 
CIMU 
GPS VALIDADORES / 
CONTADORES 
Rede de Dados 
CENTROS 
ESPECÍ...
CFTV PMV ECD/DAI Detecção de 
SEMÁFOROS Altura Túneis 
CIMU 
GPS VALIDADORES / 
CONTADORES 
Rede de Dados 
CENTROS 
ESPECÍ...
CFTV PMV ECD/DAI Detecção de 
SEMÁFOROS Altura Túneis 
CIMU 
GPS VALIDADORES / 
CONTADORES 
Rede de Dados 
CENTROS 
ESPECÍ...
AUTOMAÇÃO 
DE 
PROCESSOS 
-­‐ 
2 
CFTV PMV ECD/DAI Detecção de 
SEMÁFOROS Altura Túneis 
CIMU 
GPS VALIDADORES / 
CONTADOR...
AUTOMAÇÃO 
DE 
PROCESSOS 
-­‐ 
3 
CFTV PMV ECD/DAI Detecção de 
SEMÁFOROS Altura Túneis 
CIMU 
GPS VALIDADORES / 
CONTADOR...
SEMÁFOROS 
CIMU 
Rede de Dados 
CENTROS 
ESPECÍFICOS 
CAMPO 
NTCIP 
ADAPTOR 
NTCIP 
ADAPTOR 
NTCIP 
ADAPTOR 
NTCIP 
ADAPTO...
CIMU 
Rede de Dados 
CENTROS 
ESPECÍFICOS 
CAMPO 
NTCIP 
ADAPTOR 
NTCIP 
ADAPTOR 
PROPR. UTMC 2 
CTLS 
EXISTENT 
CTLS 
NOV...
Números 
Rede de Dados (Fibra óptica) 1100 km 
Cruzamentos em tempo real 3000 
Cruzamentos em tempo fixo 3200 
Câmeras Móv...
Possibilidades 
adicionais..... 
• Bolsões 
de 
estacionamento 
em 
grandes 
eventos 
• Monitoramento 
de 
Ambulâncias 
• ...
ACTIONS 
Legal 
• Publicação 
de 
uma 
portaria 
determinando 
a 
compra 
de 
soluções 
baseadas 
em 
padrões 
abertos 
pa...
Legal 
“Portaria” 
no 
002/14-­‐SMT.GAB: 
Define 
os 
padrões 
de 
ITS 
com 
base 
no 
UTMC, 
NCTIP 
and 
ONVIF.
Estratégico 
CIMU 
ITS 
hep://www.shoriacts.com/2013/03/09/top-­‐5-­‐facts-­‐ 
about-­‐the-­‐human-­‐brain/
CTA 1 CTA 2 
PROPR. PROPR. 
47 
PROPR. PROPR. 
CTL 
EXISTENT 
G G 
CTL 
EXISTENT 
CTL 
EXISTENT 
CTL 
EXISTENT 
CTA 3 
G 
...
Opera<onal 
mobiLab 
– 
Laboratório 
de 
ITS 
e 
Protocolos 
Abertos 
para 
Mobilidade 
Urbana 
48 
• Um 
centro 
de 
idei...
Opera<onal 
mobiLab 
-­‐ 
Laboratório 
de 
ITS 
e 
Protocolos 
Abertos 
para 
Mobilidade 
Urbana 
mobiLab 
Setor 
Provado ...
Opera<onal 
mobiLab 
-­‐ 
Laboratório 
de 
ITS 
e 
Protocolos 
Abertos 
para 
Mobilidade 
Urbana 
50
Opera<onal 
mobiLab 
-­‐ 
Laboratório 
de 
ITS 
e 
Protocolos 
Abertos 
para 
Mobilidade 
Urbana 
51 
• Lançado 
em 
16/02...
Opera<onal 
mobiLab 
-­‐ 
Laboratory 
of 
ITS 
and 
Open 
Standards 
for 
Urban 
Mobility 
52
OBRIGADO 
vidal_melo@pea.usp.br
Sistemas de Transporte Inteligente - ITS
Sistemas de Transporte Inteligente - ITS
Sistemas de Transporte Inteligente - ITS
Sistemas de Transporte Inteligente - ITS
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Sistemas de Transporte Inteligente - ITS

536 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia
  • Seja o primeiro a comentar

Sistemas de Transporte Inteligente - ITS

  1. 1. INTRODUÇÃO CIMU Centro Integrado de Mobilidade Urbana
  2. 2. Agenda • O contexto atual de ITS • Por que mudar? • O que é? • Quais são os obje<vos? • Como?
  3. 3. City of Sao Paulo Public 10,1 million journeys 56% 18 mi Private 7,9 million journeys 44% motorized journeys per day SIZING THE CHALLENGE Journeys
  4. 4. SIZING THE CHALLENGE Public Journeys PUBLIC JOURNEYS INSIDE THE MUNICIPALITY Buses 8,2 million journeys Train 1,1 million journeys Metro + + 2,2 million journeys
  5. 5. SIZING THE CHALLENGE DemocraYzaYon of the streets – Rush Hours 78,5% CARS 7,5% MOTORCYCLES 06% PUBLIC BUSES 02% PRIVATE BUSES 06% TRUCKS Average of 1,4 users per vehicle Média de 1,4 usuários por veículo Average of 1,1 users per vehicle Média de 1,1 usuários por veículo Average of 71,5 users per vehicle Média de 71,5 usuários por veículo Average of 48 users per vehicle Média de 48 usuários por veículo
  6. 6. EXISTING INFRASTRUCTURE INFRAESTRUTURA EXISTENTE Buses are the only available through all Metro ~ 100 km Train ~ 150 km Busways ~ 130 km 1350 bus lines = 4500 km Municipality’s Terminals = 29 the city O ônibus é o único modo presente em todo território da cidade SIZING THE CHALLENGE Infrastructure
  7. 7. Contexto atual de ITS Traffic Signal Control System Freeway Management Transit Management Electronic Fare Payment Electronic Toll Payment Incident Management Systems Traveler Informa<on Services Emergency Management Services Railroad Grade Crossing Safety Fig. 4 Fig. 5 Fig. 6 Fig. 7 Fig. 8 Fig. 10 Fig. 9 Fig. 11
  8. 8. Contexto atual de ITS Traffic Signal Control System Freeway Management Transit Management Electronic Fare Payment Electronic Toll Payment Incident Management Systems Traveler Informa<on Services Emergency Management Services Railroad Grade Crossing Safety
  9. 9. Por que mudar? • Cada vez é mais di[cil e caro prover nova infraestrutura • Sistemas isolados e/ou fechados restringem a implementação de novas funcionalidades • Existe espaço para melhorar a coordenação e a oferta de serviços existentes para o usuário de SP • Os gestores não estão isolados como no passado
  10. 10. O que é o CIMU? Centro Integrado de Mobilidade Urbana Base ÚNICA que integra TODAS as informações de trânsito e transporte através de sistema construídos com PROTOCOLOS e PADRÕES ABERTOS
  11. 11. Soluções baseadas em padrões e protocolos abertos tiveram sucesso?
  12. 12. Padrões abertos em outras áreas... WWW
  13. 13. Padrões abertos em outras áreas... WIFI ............... ...............
  14. 14. Padrões abertos em outras áreas... USB
  15. 15. O que é o CIMU? Trânsito Transporte Integração = Visualização + Coordenação + Controle
  16. 16. O CIMU será a solução de todos os problemas? NÃO
  17. 17. Mais infraestrutura é a solução dos problemas? NÃO
  18. 18. hep://www.indiamarks.com/how-­‐to-­‐cross-­‐an-­‐indian-­‐ road-­‐and-­‐live-­‐to-­‐talk-­‐about-­‐it/
  19. 19. A ideia de Paul Haase 40 segundos 27 segundos hep://www.wsdot.wa.gov/traffic/conges<on/rice/)
  20. 20. Qual a solução? ITS hep://www.shoriacts.com/2013/03/09/top-­‐5-­‐facts-­‐ about-­‐the-­‐human-­‐brain/
  21. 21. Qual a solução? > Segurança < Tempo de viagem > Precisão > Controle < Menos nocivo ao MA > Informação > Programação > Previsibilidade
  22. 22. Quais são os objetivos? • Coordenar, de forma global, as informações de todos os componentes existentes para tomar decisões estratégicas • Automa<zar processos • Implementar novas funcionalidades • Disponibilizar informações para a sociedade • Compar<lhar recursos • Reduzir custos
  23. 23. Como? • Coleta de dados em campo • Transmissão de dados para centros específicos de coordenação e controle • Cópia dos dados dos centros específicos para a CIMU • Geração de informações para tomada de decisão • Compar<lhamento de informações e recursos entre centrais específicas • Atuação em casos específicos
  24. 24. CENTRO INTEGRADO DE MOBILIDADE URBANA - CIMU CENTROS ESPECÍFICOS CAMPO
  25. 25. Exemplo CFTV Trânsito (CET) Transporte (SPTRANS)
  26. 26. CENTRO INTEGRADO DE MOBILIDADE URBANA - CIMU Trânsito CET Transporte SPTRANS CAMPO
  27. 27. SEMÁFOROS GPS VALIDADORES / CFTV PMV ECD/DAI Detecção de Altura Túneis CONTADORES Rede de Dados CENTROS ESPECÍFICOS CAMPO Fig. 5 Fig. 11 Fig. 8 Fig. 9
  28. 28. CENTRO INTEGRADO DE MOBILIDADE URBANA - CIMU CFTV PMV ECD/DAI Detecção de SEMÁFOROS Altura Túneis c GPS VALIDADORES / CONTADORES Rede de Dados CENTROS ESPECÍFICOS CAMPO Fig. 5 Fig. 11 Fig. 8 Fig. 9
  29. 29. CENTRO INTEGRADO DE MOBILIDADE URBANA CFTV PMV ECD/DAI Detecção de GPS VALIDADORES / SEMÁFOROS Altura Túneis CONTADORES Rede de Dados CENTROS ESPECÍFICOS CAMPO NTCIP ADAPTOR NTCIP ADAPTOR NTCIP ADAPTOR NTCIP ADAPTOR NTCIP ADAPTOR NTCIP ADAPTOR NTCIP ADAPTOR NTCIP ADAPTOR UTMC UTMC NTCIP NTCIP PROPR. UTMC 2 CTLS EXISTENT CTLS NOVOS ADAPTOR Fig. 5 Fig. 11 Fig. 8 Fig. 9
  30. 30. CFTV PMV ECD/DAI Detecção de SEMÁFOROS Altura Túneis CIMU GPS VALIDADORES / CONTADORES Rede de Dados CENTROS ESPECÍFICOS CAMPO NTCIP ADAPTOR NTCIP ADAPTOR NTCIP ADAPTOR NTCIP ADAPTOR NTCIP ADAPTOR NTCIP ADAPTOR NTCIP ADAPTOR NTCIP ADAPTOR UTMC UTMC NTCIP NTCIP PROPR. UTMC 2 CTLS EXISTENT CTLS NOVOS ADAPTOR Fig. 5 Fig. 11 Fig. 8 Fig. 9 PRIORIZAÇÃO SEMAFÓRICA
  31. 31. CFTV PMV ECD/DAI Detecção de SEMÁFOROS Altura Túneis CIMU GPS VALIDADORES / CONTADORES Rede de Dados CENTROS ESPECÍFICOS CAMPO NTCIP ADAPTOR NTCIP ADAPTOR NTCIP ADAPTOR NTCIP ADAPTOR NTCIP ADAPTOR NTCIP ADAPTOR NTCIP ADAPTOR NTCIP ADAPTOR UTMC UTMC NTCIP NTCIP PROPR. UTMC 2 CTLS EXISTENT CTLS NOVOS ADAPTOR Fig. 5 Fig. 11 Fig. 8 Fig. 9 TEMPO DE VIAGEM WEB
  32. 32. CFTV PMV ECD/DAI Detecção de SEMÁFOROS Altura Túneis CIMU GPS VALIDADORES / CONTADORES Rede de Dados CENTROS ESPECÍFICOS CAMPO NTCIP ADAPTOR NTCIP ADAPTOR NTCIP ADAPTOR NTCIP ADAPTOR NTCIP ADAPTOR NTCIP ADAPTOR NTCIP ADAPTOR NTCIP ADAPTOR UTMC UTMC NTCIP NTCIP PROPR. UTMC 2 CTLS EXISTENT CTLS NOVOS ADAPTOR Fig. 5 Fig. 11 Fig. 8 Fig. 9 PESQUISA ORIGEM -­‐DESTINO GESTÃO
  33. 33. CFTV PMV ECD/DAI Detecção de SEMÁFOROS Altura Túneis CIMU GPS VALIDADORES / CONTADORES Rede de Dados CENTROS ESPECÍFICOS CAMPO NTCIP ADAPTOR NTCIP ADAPTOR NTCIP ADAPTOR NTCIP ADAPTOR NTCIP ADAPTOR NTCIP ADAPTOR NTCIP ADAPTOR NTCIP ADAPTOR UTMC UTMC NTCIP NTCIP PROPR. UTMC 2 CTLS EXISTENT CTLS NOVOS ADAPTOR Fig. 5 Fig. 11 Fig. 8 Fig. 9 AUTOMAÇÃO DE PROCESSOS -­‐ 1
  34. 34. AUTOMAÇÃO DE PROCESSOS -­‐ 2 CFTV PMV ECD/DAI Detecção de SEMÁFOROS Altura Túneis CIMU GPS VALIDADORES / CONTADORES Rede de Dados CENTROS ESPECÍFICOS CAMPO NTCIP ADAPTOR NTCIP ADAPTOR NTCIP ADAPTOR NTCIP ADAPTOR NTCIP ADAPTOR NTCIP ADAPTOR NTCIP ADAPTOR NTCIP ADAPTOR UTMC UTMC NTCIP NTCIP PROPR. UTMC 2 CTLS EXISTENT CTLS NOVOS ADAPTOR Fig. 5 Fig. 11 Fig. 8 Fig. 9
  35. 35. AUTOMAÇÃO DE PROCESSOS -­‐ 3 CFTV PMV ECD/DAI Detecção de SEMÁFOROS Altura Túneis CIMU GPS VALIDADORES / CONTADORES Rede de Dados CENTROS ESPECÍFICOS CAMPO NTCIP ADAPTOR NTCIP ADAPTOR NTCIP ADAPTOR NTCIP ADAPTOR NTCIP ADAPTOR NTCIP ADAPTOR NTCIP ADAPTOR NTCIP ADAPTOR UTMC UTMC NTCIP NTCIP PROPR. UTMC 2 CTLS EXISTENT CTLS NOVOS ADAPTOR Fig. 5 Fig. 11 Fig. 8 Fig. 9
  36. 36. SEMÁFOROS CIMU Rede de Dados CENTROS ESPECÍFICOS CAMPO NTCIP ADAPTOR NTCIP ADAPTOR NTCIP ADAPTOR NTCIP ADAPTOR NTCIP ADAPTOR UTMC UTMC PROPR. UTMC 2 CTLS EXISTENT CTLS NOVOS ADAPTOR VISÃO GLOBAL DE FALHAS GESTÃO SEMÁFOROS SEMÁFOROS SEMÁFOROS SEMÁFOROS
  37. 37. CIMU Rede de Dados CENTROS ESPECÍFICOS CAMPO NTCIP ADAPTOR NTCIP ADAPTOR PROPR. UTMC 2 CTLS EXISTENT CTLS NOVOS ADAPTOR VISÃO GLOBAL DE OCORRÊNCIAS GESTÃO Fig. 5 Fig. 11 Fig. 8 Fig. 9 UTMC UTMC NTCIP NTCIP
  38. 38. Números Rede de Dados (Fibra óptica) 1100 km Cruzamentos em tempo real 3000 Cruzamentos em tempo fixo 3200 Câmeras Móveis 970 Câmeras Fixas 710 DAI 405 Painéis de mensagem 150 Detectores de Altura 30 CIMU 1
  39. 39. Possibilidades adicionais..... • Bolsões de estacionamento em grandes eventos • Monitoramento de Ambulâncias • Monitoramento de Bombeiros • Monitoramento de Cargas perigosas • Integração Metrô/Trem • Outras cidades da região metropolitana • …..
  40. 40. ACTIONS Legal • Publicação de uma portaria determinando a compra de soluções baseadas em padrões abertos para ITS Estratégico • Detalhamento da especificação do CIMU e seus módulos Opera<onal • Gateway para controladores semafóricos • mobiLab: Laboratório de ITS e padrões abertos
  41. 41. Legal “Portaria” no 002/14-­‐SMT.GAB: Define os padrões de ITS com base no UTMC, NCTIP and ONVIF.
  42. 42. Estratégico CIMU ITS hep://www.shoriacts.com/2013/03/09/top-­‐5-­‐facts-­‐ about-­‐the-­‐human-­‐brain/
  43. 43. CTA 1 CTA 2 PROPR. PROPR. 47 PROPR. PROPR. CTL EXISTENT G G CTL EXISTENT CTL EXISTENT CTL EXISTENT CTA 3 G PROPR. CTL EXISTENT NTCIP CTL NEW UTMC CTL NEW NTCIP CTL NEW UTMC CTL NEW Opera<onal Gateway para controladores semafóricos
  44. 44. Opera<onal mobiLab – Laboratório de ITS e Protocolos Abertos para Mobilidade Urbana 48 • Um centro de ideias focado em mobilidade urbana • Desenvolver, suportar e compar<lhar conhecimento com o propósito de melhorar a mobilidade urbana • Ambiente de co-­‐working • Dados abertos • Crowdsourcing • Validação funcional de interoperabilidade com sistemas legados
  45. 45. Opera<onal mobiLab -­‐ Laboratório de ITS e Protocolos Abertos para Mobilidade Urbana mobiLab Setor Provado (Startups, Fornecedores e Inves<dores) Universidade (Poli/USP, outros pesquisadores) Prefeitura mobiLab
  46. 46. Opera<onal mobiLab -­‐ Laboratório de ITS e Protocolos Abertos para Mobilidade Urbana 50
  47. 47. Opera<onal mobiLab -­‐ Laboratório de ITS e Protocolos Abertos para Mobilidade Urbana 51 • Lançado em 16/02/2014 • 15 <mes • 36 horas
  48. 48. Opera<onal mobiLab -­‐ Laboratory of ITS and Open Standards for Urban Mobility 52
  49. 49. OBRIGADO vidal_melo@pea.usp.br

×