BNDES: Instrumentos de Apoio à Inovação

894 visualizações

Publicada em

Apresentação do Francisco Coser no II International Workshop on RFID and IoT

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
894
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
271
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

BNDES: Instrumentos de Apoio à Inovação

  1. 1. BNDES: Instrumentos de Apoio à Inovação RFID Journal Live! Brasil Espaço APAS – Centro de Convenções – São Paulo (SP) Francisco Coser Gerente Departamento das Indústrias de TIC (DETIC) Área Industrial 8 de Setembro 2015
  2. 2. O BNDES acompanhou e apoiou o País em seus desafios centrais 1950 1960 1970 1980 Hoje Infra- estrutura Indústria Pesada, Bens de Consumo Crise Energética Agronegócio Inovação, Desenvolvimento Sustentável, MPMEs 3ª maior fabricante de aviação civil 3ª maior petroleira no mundo 6ª maior indústria automotiva Insumos Básicos 2ª maior mineradora 50% do consumo de combustível vem do etanol Brasil é o 3º maior exportador Infraestrutura e Exportações, Privatização etc TICs e Inovação como prioridade 1990
  3. 3. Inovação: Conceito “(...) implementação de um produto (bem ou serviço) novo ou significativamente aprimorado, ou um processo, ou um novo método de marketing, ou um novo método organizacional nas práticas de negócios, na organização do local de trabalho ou nas relações externas.” (Manual de Oslo – 3ª Edição)
  4. 4. Capital Semente Mercado FINEP BNDES Pesquisa & Desenvolvimento Inovação CNPQ CAPES Apoio Financeiro para Inovação
  5. 5. O apoio do BNDES acompanha o esforço do País para estimular a Inovação 5 Prog. de Apoio à Eng. Automotiva Linha Inovação Tecnológica Linha Capital Inovador CRIATECFUNTEC PROTVDPROFARMA PROSOFT (1997) Inovação Produção e Inovação PD&INovo PROSOFT 2004-072008-10...2011-13  PDP e PACTI  PITCE  Lei de Inovação Proaeronáutica  Lei do “Bem” Programas, Linhas e Produtos BNDES para Inovação  PBM e ENCTI Cartão BNDES PSI Inovação Novo PSI Inovação Proengenharia Proplástico Linha BNDES Inovação Inovação Produção BNDES P&G Inova Empresa Fundo Amazônia BNDES Qualificação BNDES Procult BNDES Prodesign BNDES MPME Inovadora 2014 ProBK Inovação
  6. 6. Evolução dos Desembolsos - Inovação
  7. 7. Inovação: Exemplos de Empresas e ICTs apoiadas
  8. 8. Saída: estimular tecnologia local de produto e microeletrônica Por que fomentar inovação em TICs?  Importância crescente da eletrônica (econômica e estratégica)  Perda de competitividade (exportações)  Perda de valor do elo de fabricação  Aumento do peso de microeletrônica e displays na BC 5,5% 2,5% 2,5% 01 03 05 07 09 11 (c)Participação da Agregação da Indústria TICs no Brasil* VTI (% TICs sobre a Indústria de Transformação) 44 8131% 23% 01 03 05 07 09 11 (b) Receita Bruta e Agregação de Valor TICs (R$ bi) Receita TICs VTI/ Receita TICs 6 23 -2 -10 02 04 06 08 10 12 14 (a) Balança Comercial TICs (US$ Bi) Importações Exportações Déficit Total Déficit Componentes
  9. 9. Embriões do ecossistema de microeletrônica Fabricação 2 plantas Encapsulamento 4 plantas Projeto de CI 14 DHs / Fabless  Faturamento superior a R$ 1 bilhão / ano  1.500 mil empregos  Investimentos superiores a US$ 1 bilhão Apoio do BNDES Cerca de R$ 1 Bi
  10. 10. 10 Ofertas Públicas Primárias e Secundárias Mercado de Capitais Investidores Pessoa Física Abertura de Capital “IPO” Linhas, Produtos e Programas de Financiamento O apoio à inovação e internacionalização pode ser feito por instrumentos de financiamento e/ou participação acionáriaCapitalizaçãoFinanciamento + Cartão BNDES PSI Inovação EXIM Pós- Embarque PSI Exportação Participação, Fundos e Programas de Capitalização Exim Pré-Embarque PROSOFT Investimentos Sociais 10 Criatec FINAME FINEM BNDES Automático Project Finance PSI BK TICs Tec. NacionalPSI BK Invest tech ... ... ... Demais fundos VC/PE
  11. 11. Instrumentos de Apoio do BNDES ao Setor de TI Cliente Cartão BNDES* Prosoft Comercialização Prosoft Empresa * Somente MPME Cartão BNDES* BNDESPar Empresa Fornecedor Fundos de Investimento Financiamento para Aquisição de TICs Financiamento Aquisição Insumos, Equip. e Serviços Equity Equity Aporte Financiamento ao Plano de Inovação (de Negócios) Inovação MPME Inovadora Funtec Financiamento p/ desenvolvimento de CIs por ICTs
  12. 12. Objetivo: Apoiar o aumento da competitividade por meio de investimentos em inovação compreendidos na estratégia de negócios da empresa, contemplando ações contínuas ou estruturadas para inovações em produtos, processos e/ou marketing, além do aprimoramento das competências e do conhecimento técnico no país. Projeto • Modalidade direta: financiamento e/ou capitalização • Valor Mínimo: R$ 1 milhão • Custo: TJLP +Taxa de Risco de Crédito (MPMEs isentas, Grandes e Médias-Grandes limitado a 4,18%) • Participação: até 70% • Prazo: até 12 anos • Garantias: definidas na análise PSI Custo: 7% a.a. 6,5% a.a. (MPME) Participação: até 70% Prazo: até 10 anos * Contratações até 31/12/2015 BNDES Inovação
  13. 13. Objetivo: Aumentar a competitividade das MPMEs financiando a introdução de inovações no mercado, de forma articulada com os demais parceiros do sistema brasileiro de inovação. BNDES MPME Inovadora Requisitos para enquadramento • Apoiadas em programas voltados para inovação ou extensão tecnológica no âmbito do Governo Federal, Governos Estaduais ou Sistema S ou serviços tecnológicos do Cartão BNDES; • Residentes ou aprovadas em processo de seleção de parques tecnológicos estruturados, bem como incubadas ou recentemente graduadas em incubadoras nucleadoras; • Pedido válido de patente ou patente concedida (2 anos); • Investidas por fundos com foco em inovação. Capital de Giro Isolado Demais Itens Financiáveis Custo Selic + 0,4% (MPE) ou 1,3% (média empresa) + 0,1% + remuneração agente financeiro TJLP + 0,1% + remuneração agente financeiro Limite de financiamento R$ 10 milhões R$ 20 milhões Prazo Até 3 anos Até 10 anos Participação Até 90% PSI Custo: 6,5% a.a. (MPME) Participação: até 70% Prazo: até 10 anos * Contratações até 31/12/2015 Empresa
  14. 14. Cartão BNDES Baseado no conceito de cartão de crédito, visa financiar de forma ágil e simplificada os investimentos das MPMEs. No caso da inovação financia-se etapas do processo e não projetos, sendo que os serviços são prestados por fornecedores credenciados • Avaliação de conformidade, normalização, regulamentação técnica e metrologia; • Design, Ergonomia e Modelagem de produto; • Prototipagem; • Resposta técnica de alta complexidade; • Serviços técnico-especializados em eficiência energética e impacto ambiental; • Desenvolvimento de embalagens; • Extensão tecnológica; • Projeto de experimento; • Aquisição de conhecimentos tecnológicos e transferência de tecnologia (contratos averbados de INPI); • Avaliação de viabilidade e pedido de registro de propriedade intelectual; • Serviços de P,D&I • Avaliação da qualidade de software(CMMI, MPS.BR, MEDE-PROS) • Contrapartidas financeiras de MPMEs em programas voltados para a inovação, executados pelo MCT/FINEP e SEBRAE em cooperação com ICTs. Exemplos de serviços:
  15. 15. BNDESPar: apoio direto 25,8 67,6 129,5 259,2 20052006200720082009201020112012 Linx (Faturamento -R$ Milhões) RF 7,8M RV 50M RV 36M RF 44M RF 1M RF 1M RV 1,9M RV 2,6M RF 5,2M RF 5,7M IPO (Mar/2013) IPO (Fev/2013) TOTVS  1º investimento em 2005  IPO: 2006  Pós-IPO: Valorização 673% e CAGR 33,9% (Ibovespa: 57% e 6,6%)  Aporte na empresa, podendo contemplar, por exemplo: Consolidação empresarial Internacionalização
  16. 16. Fundos: Apoio indireto (ex: Criatec II e III cobrirão as 5 regiões do Brasil) 16 milhões é o Patrimônio Comprometido estimado dos 2 fundos Empresas inovadoras, no mínimo, serão apoiadas nos próximos 5 anos72 milhões será o limite de ROL das investidas, sendo 25% dos recursos destinados para empresas com ROL abaixo de R$ 2 milhõesR$ 10 2 R$ 400 3 Início dos investimentos 4º Trimestre de 2014 Início dos investimentos 4º Trimestre de 2013
  17. 17. Considerações Finais  Inovação e Microeletrônica são prioridades para o BNDES  Diversos instrumentos de apoio devem ser considerados  Inovação  Investimentos produtivos  Comercialização  Aporte Acionário  IoT: Banco avalia contratar consultoria para desenvolver estudo para embasamento de políticas públicas 17
  18. 18. Obrigada!
  19. 19. 19 Atendimento Empresarial  Encaminhamento de consultas: Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES - Área de Planejamento -Departamento de Prioridades - Av. República do Chile, 100 - Protocolo – Térreo - 20031-917 - Rio de Janeiro - RJ  Informações adicionais: www.bndes.gov.br  Credenciamento: Prosoft: credenciamento_prosoft@bndes.gov.br Cartão BNDES: www.cartaobndes.gov.br  Atendimento Empresarial SOFTEX  www.softex.br Postos de Atendimento: 52 Postos em 23 estados Atendimento Empresarial BNDES: (21) 2172-8888 (faleconosco@bndes.gov.br) Ouvidoria: (21) 2172-8777 (ouvidoria@bndes.gov.br) Operações Indiretas: (21) 2172-8800 (desco@bndes.gov.br) Cartão BNDES: 0800 702 6337 (www.cartaobndes.gov.br)
  20. 20. As operações tramitam em um processo normatizado quanto aos seus prazos e à alçada decisória. O fluxo normal é: Área Operacional Departamento de Prioridades Enquadramento Análise CEC Softex Assessoria Processo Padrão BNDES Empresa Plano de Negócios Diretoria / Área Operacional Aprovação e Contratação Área Operacional Liberação Comprovação Acomp.Decisão
  21. 21. Histórico 2010 2013 20152014 MoU BRICS multilateral Cooperation Agreement on Innovation 2º edital de cooperação em P&D 3º edital de cooperação em P&D Edital de cooperação em P&D MoU 2007 1º edital de cooperação em P&D Em formatação: Edital de cooperação em P&D Foco em smart cities Não logrou Sucesso. 2011 MoU

×