QUEDAS NÃO ACIDENTAIS EM IDOSOS

Cidio Halperin
halperin@arritmias.com.br
QUEDAS NÃO ACIDENTAIS EM IDOSOS
 Grande problema (epidemiológico e custos)
 Alta morbi-mortalidade

 Causas multifatori...
QUEDAS: MORTALIDADE


  Acidentes:                   a 5a. maior causa de óbito
  em idosos
      67% das mortes acident...
Quedas: Hipersensibilidade Carotídea
  70%                                                                                ...
HIPERSENSIBILIDADE SEIO CAROTÍDEO


            Bradicardia ou Hipotensão inapropriadas
             relacionadas a compr...
HIPERSENSIBILIDADE SEIO CAROTÍDEO E MARCAPASSOS
Brignole, 1989*
   39 pacientes com síncope e HSC com MP implantado
   S...
SAFE PACE: DESENHO DO ESTUDO

                Estudo controlado (N=175):
                         MP (87) vs Não MP (88)...
SAFE PACE: RESULTADOS


                       eventos                    Controle   MP       %
                          ...
SAFE PACE: RESULTADOS
          NÚMERO DE QUEDAS

                                                  Controle   Marcapasso
...
SAFE PACE: RESULTADOS
           NÚMERO DE EPISÓDIOS SINCOPAIS

                                                Controle  ...
SAFE PACE: RESULTADOS
          NÚMERO DE EPISÓDIOS COM LESÕES CORPORAIS


                                               ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Quedas nao acidentais em idosos

1.468 visualizações

Publicada em

Causas cardiovasculares comuns de queda nos idosos.

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.468
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
35
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Quedas nao acidentais em idosos

  1. 1. QUEDAS NÃO ACIDENTAIS EM IDOSOS Cidio Halperin halperin@arritmias.com.br
  2. 2. QUEDAS NÃO ACIDENTAIS EM IDOSOS  Grande problema (epidemiológico e custos)  Alta morbi-mortalidade  Causas multifatoriais  Confusão síncope e queda  Hipotensão pode causar alteraçoes da marcha e instabilidade  Acompanhantes estão presentes em menos de 30% dos eventos  Quedas são a causa mais comum de internação em moradores de asilos (40%)
  3. 3. QUEDAS: MORTALIDADE  Acidentes: a 5a. maior causa de óbito em idosos  67% das mortes acidentais são ocasionadas por quedas  72% obitos por quedas ocorrem em individuos com > 65 anos. Rubenstein. In: Falls and Syncope Clinics in Geriatric Medicine (Kenny RA and O’Shea D, eds). Philadelphia: WB Saunders & Co. 2002.
  4. 4. Quedas: Hipersensibilidade Carotídea 70% n=9 HSC sintomática n = 76 60% 50% HSC assintomática n = 124 40% n = 179 n = 183 30% n = 157 n = 130 20% n = 130 10% n = 122 0% 50 - 54 55 - 59 60 - 64 65 - 69 70 - 74 75 - 79 80 - 84 85 - 89 90 - 94 idade Kenny RA. : Horizons in Medicine, Royal College of Physicians of London 2002.
  5. 5. HIPERSENSIBILIDADE SEIO CAROTÍDEO  Bradicardia ou Hipotensão inapropriadas relacionadas a compressão seio carotídeo  Pode manifestar-se como síncopes recorrentes ou quedas  Sub-tipos:  Vasodepressor (> 50mmHg)  Cardioinibitória (assistolia > 3 s)  Misto Kenny RA, J Am Coll Cardiol 2001; 38:1491-1496.
  6. 6. HIPERSENSIBILIDADE SEIO CAROTÍDEO E MARCAPASSOS Brignole, 1989*  39 pacientes com síncope e HSC com MP implantado  Seguimento 1 ano:  67% pacientes não apresentaram sintomas  33% pacientes sintomas “menores”  * Brignole M, PACE 1989: 12: 582-590 Brignole, 1992**  60 com HSC e sintomas associados com situações de risco ou que levaram a mudanças na qualidade de vida MP (n = 32) or sem terapia (n = 28)  Seguimento médio 3 anos:  57% síncope no grupo sem terapia  9% síncope no grupo com terapia Brignole M, PACE 1989: 12: 582-590 **Brignole M, Am J Cardiol 1992: 1039-1043.
  7. 7. SAFE PACE: DESENHO DO ESTUDO  Estudo controlado (N=175):  MP (87) vs Não MP (88)  Inclusão:  > 50 anos  Quedas não acidentais  Resposta positiva a compressão seio carotídeo  Seguimento: 12 meses  Concluido em maio 2000 Kenny RA, J Am Coll Cardiol 2001; 38:1491-1496.
  8. 8. SAFE PACE: RESULTADOS eventos Controle MP % Redução Quedas 699 216 70 % Síncopes 47 22 53 % Lesões 202 61 70 % Corporais Kenny RA, J Am Coll Cardiol 2001; 38:1491-1496.
  9. 9. SAFE PACE: RESULTADOS NÚMERO DE QUEDAS Controle Marcapasso n=87 n=84 % com queda 60% 58% Número Total de 699 216 Redução de Quedas 70% Número médio de 9.3 4.1 Quedas Kenny RA, J Am Coll Cardiol 2001; 38:1491-1496.
  10. 10. SAFE PACE: RESULTADOS NÚMERO DE EPISÓDIOS SINCOPAIS Controle Marcapasso n=87 n=84 % Participantes com 22% 11% Síncope Número total de 47 22 Redução eventos 50% Número médio de 1.14 0.20 síncopes Kenny RA, J Am Coll Cardiol 2001; 38:000-000.
  11. 11. SAFE PACE: RESULTADOS NÚMERO DE EPISÓDIOS COM LESÕES CORPORAIS Controle Marcapasso n=84 n=87 % Participantes com 41% 35% lesões Número total de Redução 202 61 Lesões 70% – Fraturas 4 3 – Escoriações 198 58 Kenny RA, J Am Coll Cardiol 2001; 38:1491-1496.

×