Alegria confiança video

532 visualizações

Publicada em

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
532
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Alegria confiança video

  1. 1. Alegria e Confiança Aula DEC –CEOS 2013
  2. 2. O que é alegria? Felicidade ? Prazer ?
  3. 3. Prazer  deleite,gozo Ex.festas,viagens,presentes Viver momentos prazerosos Felicidade  Gama de emoções,satisfação emocional. Ex.Ser promovido,curar-s enamorar-se Viver momentos felizes Conceituação
  4. 4. Pensamento: Nascem e se expandem, materializando-se vibratoriamente no perispírito e estimulando a formação de substâncias correspondentes, no corpo físico, pondo-o em consonância com o que move o Espírito. Depois, ganham o meio ambiente e se juntam com outros semelhantes, formando uma rede de interinfluências, sem limites espaciais.  Sentimento: Os sentimentos são fruto do desenvolvimento moral dos Espíritos e representam o quanto eles já sentem e compreendem as leis da Vida. A essência do sentimento é o Amor e seus derivados, tais como fraternidade, bondade, etc e a ausência deles, no grau que for. Os sentimentos evoluem, acompanhando-nos.  Emoção :Já as emoções são derivadas dos instintos, e representam nossas reações ao que vem de fora. Elas são físicas e temporárias. Joana D’Angelis Recursos antidepressivos Joana D’angelis Distantes/a mercê de outros/qual critério usamos ?
  5. 5. Prazer e felicidade emoções instinto necessidade básica estimulada por fatos e forças externas “ Resumindo : De fora para dentro Aquilo que podemos ter ou acontecer conosco
  6. 6. “Sentir as emoções terrenas inclui-se entre as prerrogativas que o Criador destinou a suas criaturas. Vivenciar a normalidade das sensações humanas é um processo natural estabelecido pelo Mente Celestial.” Hamed Virtude Sentimento Emoção Sensação percepção Faixa inaugural da razão/pens. continuo Sentimento de culpa X responsabilidade “A alma dorme na pedra, sonha no vegetal, agita-se no animal e desperta no homem”. ( Impulso/ irritabilidade/sensação/instinto/razão )
  7. 7. Alegria È um “estado de alma”,um sentimento,uma atitude que tudo modifica de forma positiva É de dentro para fora
  8. 8. Na realidade, a alegria começa quando somos responsavelmente livres para ser nós mesmos; quando tomamos o leme de nossa vida nas próprias mãos e deixamos de ser escravos de algo ou de alguém. “Toda sujeição absoluta de um homem a outro homem é contrária à lei de Deus”. Muitas pessoas acreditam que, sentindo e pensando como os outros, serão mais aceitas e amadas.Outras pensam que, comportando-se de forma submissa, débil e servil, evoluirão mais depressa. Elas ignoram que, assim procedendo, estarão perdendo contato com a própria fonte sapiencial, que promove o encontro com a vontade de Deus. A prova disso é o que Paulo de Tarso escreveu aos romanos: “E não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos, renovando vossa mente, a fim de poderdes discernir qual é a vontade de Deus”. A vontade de Deus, ou ”imago Dei”, reside nas criaturas e representa um livro sagrado a ser desvendado na própria intimidade. O verdadeiro contentamento fundamenta-se no fato de usarmos de forma livre, consciente e sensata a capacidade de ser, pensar, sentir e agir. A alegria de viver está baseada na certeza que experimentamos quando reconhecemos que palpita em nós uma tarefa suprema –o self, (si mesmo) que é a de manter todo o nosso sistema psíquico unido e reedificado toda vez que ele correr perigo de se fragmentar ou desequilibrar. Quando seguramos as rédeas da própria existência, assenhoreando-nos dela, vivemos tranqüilos e alegres e não mais necessitamos impor, comandar e controlar os outros, nem utilizar compulsoriamente a aprovação e os aplausos alheios para decidir ou agir, porquanto estamos firmados em nosso mais profundo senso de identidade com a Consciência Sagrada . Hamed- Prazeres da Alma Alegria
  9. 9. É Compreender ... Que em nossa profundidade há uma inteligência enorme, simples, natural que sabe sempre o que fazer e onde nos levar. Trata-se de não bloqueá-la, mas sim deixá-la fluir, para que nos indique o caminho.  Ao ouvirmos e acolhermos tudo o que surge em nós: tristeza, alegria, coisas boas ou más, bonitas ou feias, sem preconceitos, sem bloqueios e sem nos opormos, descobriremos o contacto com o nosso espaço interior e com a nossa essência. Verbalização divina.  Observar os incômodos e as inquietudes que invadem o nosso espaço interior e acolher tudo o que é nosso, o que gostamos e o que não gostamos é a via mestra para estarmos bem com nós próprios.  Nos aceitarmos e deixarmos a nossa essência nos guiar, a desabrochar e a realizar o nosso caminho sem esforços e sem guerras interiores pela vida. Daniel Gilbert- Tropeçar na Felicidade.  “Alegria não é o que acontece na nossa vida, mas como nós elaboramos os acontecimentos. A diferença entre o sábio e o ignorante é que o primeiro sabe aproveitar suas dificuldades para evoluir, enquanto o segundo se sente vítima de seus problemas“ (Roberto Shinyashiki) jesus
  10. 10. A Felicidade – Tom Jobim A felicidade é como a pluma Que o vento vai levando pelo ar Voa tão leve Mas tem a vida breve Precisa que haja vento sem parar  Manutenção permanente = Viver
  11. 11. Eu vos disse isso para que a minha alegria esteja em vós e a vossa alegria seja perfeita” (João, 15: 9-13). •Viver em estado de alegria é estar plenamente sintonizado com nossa paternidade divina •É estar perfeitamente harmonizados com nossa natureza espiritual . •Se encontra no silêncio da própria alma, onde a inspiração divina vibra incessantemente •Alegria como experiência de religiosidade é um valor que não tem preço. Essa sensação da alma, mais do que qualquer outra coisa, contagia e abranda o coração dos homens •A alegria espontânea realça a beleza e a naturalidade dos comportamentos •. É a confiança integral em que tudo está justo e certo e a convicção ilimitada nos desígnios infalíveis da Providência Divina. •Percebermos as “verdadeiras intenções” da ação divina que habita em nós e do discernimento de que tudo o que existe no Universo tem sua razão de ser. •. O homem carrega na sua consciência a lei de Deus “A lei natural é a lei de Deus e a única verdadeira para a felicidade do homem. Ela lhe indica o que deve fazer e o que não deve fazer, e ele não é infeliz, senão quando se afasta dela”. HAMED –PRAZERES DA ALMA - ALEGRIA
  12. 12. Dificuldade em família Insatisfação no trabalho Desilusão, não deu certo perdas
  13. 13. precisamos CONFIANÇA para ir adiante... Alegria constante é enfrentar as mais diversas dificuldades sabendo que a vida não é somente aquele momento, mas um caminho que construirmos a cada momento.
  14. 14. O que eu posso fazer para melhorar minhas condições? Quem pode ajudar,orientar,ter outra visão? Desconfiança ?
  15. 15. Alegria e Confiança andam de mãos dadas
  16. 16. Confiança Significa fiar-se em algo ou alguém Difícil arte de confiar
  17. 17. Onde encontrar confiança?
  18. 18. Cegaverdadeiro/falsochoque com a razão excesso/fanatismodogmas/incrédulos Fé raciocinada se apoia nos fatos e na lógica,crê-se porque se tem certeza,e só se está certo quando se compreendeu
  19. 19. Fé uma força em estado latente   Compreender para crer Não digo: “Eu creio” ,mas “Eu sei “ conforme a destinação  que o homem der : . às suas necessidad es terrenas e às aspirações celestiais e futuras. Humana Divina Fé raciocinada
  20. 20. "Fé inabalável é aquela que pode encarar a razão, face a face, em todas as épocas da humanidade" - Allan Kardec A preocupação olha em volta a tristeza olha para traz,a fé olha para cima. Chico Xavier Fé verdadeira, é não mais dizer " eu creio ", mas afirmar " eu sei ", com todos os valores da razão tocados pela luz do sentimento. Emmanuel Caminhai, pois, com alegria, sem permitir que a descrença se vos insinue no espírito. Fé Raciocinada
  21. 21. alegria, confiança e fé Contextualizadas através Epopéia do Evangelho de Jesus
  22. 22. “Consolador Prometido” •Imortalidade da alma •Justiça divina •Vida futura •Pluralidade das existências •Comunicabilidade dos Espíritos •Mediunidade Espiritismo
  23. 23. Estudos científicos recentes têm procurado achar padrões de comportamento e pensamento nas pessoas que se consideram alegres. Alguns padrões encontrados são: •capacidade de adaptação a novas situações •buscar objetivos de acordo com suas características pessoais •riqueza em relacionamentos humanos •possuir uma forte identidade étnica •ser competente naquilo que se faz •enfrentar problemas com a ajuda de outras pessoas •receber apoio de pais, parentes e amigos • não superdimensionar suas falhas e defeitos •gostar daquilo que se possui •ser autoconfiante •pertencer a um grupo •independência pessoal
  24. 24. De bem com a vida De bem com o tempo De bem com o básico De bem com o que se faz De bem com os outros
  25. 25. Alegria Que com confiança e fé Força interna Alicerçad a no “eu divino Que com confiança e fé Realizam mudanças, Agindo no cotidiano Realizam mudanças, Agindo no cotidiano Através do bem comum Alegria, força interna alicerçada no “eu divino” que com confiança e fé ,realiza as mudanças, agindo no cotidiano através do bem comum.
  26. 26. patriaespiritablogspot.com

×